Tablets

734 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
734
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
227
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tablets

  1. 1. Universidade Federal de Santa Maria Produção para tablets e celulares. Produção Editorial Produção Editorial em Hipermídia Professora Drª Liliane Brignol Acadêmicos:Israel Orlandi e Maurício Fanfa
  2. 2. O livro digital. Ebook “O livro digital - ou livro eletrônico (e-book) - é o livro emformato digital, que apresenta o conteúdo transposto doslivros impressos, acrescido de recursos adicionais deinteração próprios da mídia digital.Os e-books são acessados em equipamentos especiais, os e-readers, além de tablets, computadores de mesa, notebooks,PDAs ou celulares (…)” AGNER-ABCIBER
  3. 3. Grande adesão ao digitalDiante das mudanças que se avizinham, a indústria de mídiase reposicionou e o jornalismo procura se reinventar paraacompanhar a revolução: é exemplo o jornal “The Daily”Exclusivamente para o formato Ipad.
  4. 4. Tablet veio para ficar, e agora?!O crescente número de usuários e os investimentos deempresas em aplícativos de notícias evidenciam o quãorevolucionário está sendo consumir leitura via digital.“Ao empregar os dedos e os gestos para interagir e manipulardiretamente a informação – folheando páginas de revistas oujornais, ativando imagens, links, botões e vídeos - os usuáriosreencontraram a oportunidade de uma naturalidade dainteração baseada em gestos.” AGNER-ABCIBER
  5. 5. E a produção de conteúdo, muda?“Observa-se também que aintegridade da hierarquização visualda informação – uma importantecaracterística do jornalismo impresso- retornou ao primeiro plano nostablets, retomando um papelproeminente na arquitetura deinformação, o que nos remete àforça da comunicação visual dasrevistas impressas.”*Com a utilização da Web, foi seperdendo essa usuabilidade ehierarquia do meio impresso.
  6. 6. Comodidade e praticidade.Com a facilidade do uso dos Tablets e seu fáciltransporte/manuseio, os usuários estão lendo mais tempo denotícias do que em jornais físicos. 10 min a mais!O desafio maior é conseguir adaptar o que está escrito nosjornais (consagrado) para algo inédito, o digital.Jornal como o The Daily – parece já ter estabelecido vínculocom as potêncialidades, observando que há ligação comredes sociais e a não permanência do design de web.(Observando que é uma nova mídia e diferenciada)
  7. 7. Primo tem razão!Para Primo, o que se precisa é justamente compreender asfuncionalidades e potencialidades das novas tecnologiaspara estabelecer novos parâmetros - gráficos, visuais, deinteratividade, compartilhamento e de hipertextualidade.Um Ipad é diferente de um e-Reader (Kindle), sendo assimé preciso que haja específicidade na produção para cadaplataforma.
  8. 8. Veja a Veja!Para Primo, o caso mais expoente deconversão do meio físico ao meio digitalé a Revista Veja! “Um dos aspectos apontados é ser bemtrabalhada a diagramação das páginaspara as orientações vertical ehorizontal.”O problema das revistas digitaisbrasileiras, é que elas estão apenastranspondo o que é físico aodigital, causando retrocesso e o nãodescobrimento de toda potencialidadeda área.
  9. 9. Interface de toques múltiplos
  10. 10. Segundo a Apple, os dispositívos devem estar aos moldes daexperiência e ao modo de pensar humano (o chamadomodelo mental do usuário) e não à capacidade técnica dosaparelhos.Se atraente e intuitiva, o dispositivo acabará mantendo umvínculo emocional com o usuário.
  11. 11. Nem tudo são flores… Segundo um psicólogo (Donald Normam)estudioso na área de Interação Humano-Computador:“De acordo com testes de usabilidade, aplicados com usuários desses equipamentos portáteis, concluíram que os sistemas com interfaces gestuais são divertidos e excitantes. Entretanto, os novos estilos de interação permanecem em sua infância e necessitariam de uma dose muito maior de experimentação em laboratórios, antes de ser jogados no mercado.”
  12. 12. As novas interfaces parecem esquecer qualidadesessenciais de projeto como, por exemplo, a visibilidade deaffordances, o feedback, a consistência, as reversibilidade deações, a detectabilidade de funções, a escalabilidade dasresoluções de telas e a confiabilidade das operações. A seguir neste rumo, as novas interfaces poderão ter a sua viabilidade ameaçada, caminhando para a frustração das expectativas dos usuários e do mercado em geral.
  13. 13. Fator importante: Velocidade.Nas redações onlines e integradas aos meios decomunicação tradicionais, a rapidez das publicações éfator determinante. O que sobrepõem a noção deinteratividade e a convergência dos meios.Observando o caso da Zero Hora, a publicação paraTablets/Smartphones, se dá por uma lógica de reservade mercado, afim de não dar “brechas” aosconcorrentes, ser pioneira conta muito. Ainda que sejaaquém da qualidade esperada.
  14. 14. O digital está acontecendo…
  15. 15. Beagle, leitor de ebook mais barato possível: http://www.youtube.com/watch?v=8nZa_0pmvuU
  16. 16. Empresa que faz serviço deeditoração eletrônica para autores http://www.youtube.com/watch?v=iOs2c-JAPZI
  17. 17. Observamos que:Por ser uma tecnologia nova e de grande potêncial,geram uma grande expectativa. Com isso, não há umafórmula “correta” ainda de produção. Cada empresadesenvolve uma maneira de adaptar suas publicaçõespara o meio digital. Algumas pensam mais na usuabilidade/eficácia dosconteúdos e outras na rapidez das publicações.Ao passar a euforia, os acertos e erros serãofundamentais para que se “molde” uma maneira de seproduzir para o meio digital. Levando em conta ausuabilidade/interatividade/cognição dos usuários.
  18. 18. Bibliografia:AGNER, Luiz. Em busca de um olhar interdisciplinar sobre a arquitetura deinformação, a usabilidade e a metacomunicação em dispositivos móveis cominterfaces gestuais. ABCiber 2011.Justino, Guilherme Jancowski de Avila. Jornalismo na fase da multiplicidade daoferta : uma análise do conteúdo multiplataforma publicado por Zero Hora(Zero Hora nas mídias digitais).Sites:http://www.publishnews.com.br/telas/colunas/detalhes.aspx?id=66868http://www1.folha.uol.com.br/mercado/1189815-apple-obtem-direito-sobre-tecnologia-de-virar-paginas.shtml Obrigado!

×