Selo Social de Sorocaba - 2014
• 60 Participantes:
• 37 Entidades Sociais
• 19 Empresas
• 04 Órgãos Públicos
Portal SeloSocial.com
• Fevereiro
• Visitas: 770
• Visualizações de Página: 2.883
• Média de Páginas por Visita: 3,74
• Du...
Último Encontro
• Conhecimento pessoal;
• Conhecimento da organização;
• Até 3 projetos/ações/atividades feitos pela organ...
Elaboração de Projetos
selosocial.com/sorocaba
Mas, afinal, o que é um projeto?
• Projeto é intenção, é sonho: “Meu projeto é comprar uma casa”.
• Projeto é doutrina, fi...
Mas, afinal, o que é um projeto?
• Projeto é intenção, é sonho: “Meu projeto
é comprar uma casa”.
• Projeto é doutrina, fi...
O que é um Projeto Social?
• Segundo o Dicionário Aurélio projeto é “uma
ideia de executar ou realizar algo no futuro.
Um ...
Conceitos de Projeto Social
• “Um esforço para acelerar o
desenvolvimento humano através
da busca de soluções alternativas...
Tipo de Projeto
• Próprio
• Projetos criados e realizados pela própria organização.
• Parceria
• Projeto que dependa da pa...
Regulamento – Seção IX Dos Projetos
• Art. 17 - O projeto é o compromisso declarado pela organização para o
cumprimento do...
Regulamento – Seção IX Dos Projetos
• Parágrafo Primeiro: As informações inseridas no campo projeto
estarão públicas no po...
Tendências e Desafios dos Projetos Sociais
Ênfase na ação local e
valorização dos recursos locais;
Articulação entre setor...
EMPRESAS
Por que investir em projetos sociais?
• A empresa, ao assumir um relacionamento
mais abrangente com a comunidade,...
ENTIDADES SOCIAIS – Desafios da Gestão
• Em função dos recursos via de regra escassos destinados à área social e de
demand...
ÓRGÃOS PÚBLICOS – Projetos em parceria
• A intersetorialidade é a "articulação de saberes e experiências no planejamento, ...
1) Superação das barreiras à colaboração - Segundo os autores, os meios que se utilizam para superação das barreiras à
col...
1.
Título
2.
Descrição
3.
Objetivos
4.
Justificativa
5.
Metodologia
Etapas para Elaboração de Projetos
portal selosocial.c...
Título do Projeto
Fornece uma ideia inicial
Responde a pergunta: O QUE?
Deve indicar de
maneira sintética
o conteúdo do
pr...
Título do Projeto
ECA na
Sala de
Aula
exemplo
Elaboração do Projeto
1.
Título
2.
Descrição
3.
Objetivos
4.
Justificativa
5.
Metodologia
Descrição do Projeto
Deve permitir que o
leitor construa uma
visão geral do projeto,
entenda seu sentido,
método de ação, ...
Descrição do Projeto
Quem Instituto Abaçaí
O que Projeto ECA na Sala de Aula
Como Com oficinas para jovens protagonistas e...
Elaboração do Projeto
1.
Título
2.
Descrição
3.
Objetivos
4.
Justificativa
5.
Metodologia
Objetivos
O objetivo geral expressa a intenção de atingir um determinado fim, uma mudança na situação social da região.
O ...
Objetivo do Projeto
Inserir o Estatuto da
Criança e Adolescente
no currículo do Ensino
Fundamental por meio
do protagonism...
Elaboração do Projeto
1.
Título
2.
Descrição
3.
Objetivos
4.
Justificativa
5.
Metodologia
Justificativa
Resumidamente, pode-se dizer que a
justificativa inclui, além do cenário, as
razões (que são as causas), os ...
Justificativa do Projeto
exemplo • Considerando o contexto da criança e do adolescente em nossa cidade e
nossa região, per...
Elaboração do Projeto
1.
Título
2.
Descrição
3.
Objetivos
4.
Justificativa
5.
Metodologia
Metodologia
Diz respeito às ações e a
forma com que serão
realizadas, de forma
concreta.
Que procedimentos
(métodos, técni...
Metodologia do Projeto
1. Firmar convênio com Secretaria Municipal de Educação;
2. Firmar compromisso com as Escolas Benef...
Elaboração do Projeto
1.
Título
2.
Descrição
3.
Objetivos
4.
Justificativa
5.
Metodologia
Em um Projeto Social,
quando se pergunta:
Próxima Formação
Tema:
Balanço Social
25/03/2014
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com

703 visualizações

Publicada em

Como elaborar projetos para o Portal SeloSocial.com

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
703
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
39
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elaboração de Projetos - Portal SeloSocial.com

  1. 1. Selo Social de Sorocaba - 2014 • 60 Participantes: • 37 Entidades Sociais • 19 Empresas • 04 Órgãos Públicos
  2. 2. Portal SeloSocial.com • Fevereiro • Visitas: 770 • Visualizações de Página: 2.883 • Média de Páginas por Visita: 3,74 • Duração Média da Visita: 04:26 • Duração Total das Visitas: 56:50:57 • Países: Brasil (752), Alemanha (9), Índia (3), EUA (3), Moçambique (1), Portugal (1), Outros (1).
  3. 3. Último Encontro • Conhecimento pessoal; • Conhecimento da organização; • Até 3 projetos/ações/atividades feitos pela organização na comunidade; • Relação entre projetos e ODM; • Próximos passos (formas de registro, agrupar ações, outros projetos); • Regulamento; • Atividades: organizar e enviar Certidão Negativa de Débitos - CND para relacionamento@institutoabacai.org.br
  4. 4. Elaboração de Projetos
  5. 5. selosocial.com/sorocaba
  6. 6. Mas, afinal, o que é um projeto? • Projeto é intenção, é sonho: “Meu projeto é comprar uma casa”. • Projeto é doutrina, filosofia, diretriz: “Meu projeto de país é muito diferente”. • Projeto é ideia ou concepção de um produto ou serviço: “Estes dois carros são projetos muito semelhantes”. • Projeto é esboço ou proposta: “Todos têm o direito de apresentar um projeto de lei ao Congresso”. • Projeto é desenho para orientar construção: “Já aprovei e pedi ao arquiteto que detalhasse o projeto”. • Projeto é empreendimento com investimento: “A Prefeitura vai construir novo projeto habitacional”. • Projeto é atividade organizada com o objetivo de buscar uma nova solução: “Precisamos iniciar o projeto de desenvolvimento de um novo motor, menos poluente”. • Projeto é um tipo de organização temporária, criada para realizar uma atividade finita: “Aquele pessoal é a equipe do projeto do novo motor”. Secretaria De Estado Do Meio Ambiente. Departamento De Projetos Da Paisagem. Projeto De Recuperação De Matas Ciliares. Curso: Gestão de Projetos, APOSTILA. Disponível em: <http://www.sigam.ambiente.sp.gov.br/sigam2/Repositorio/222/Documentos/Gestao%20Projetos/20061_ap_GestaoProjetosPRMC_FIAUSP.pdf>
  7. 7. Mas, afinal, o que é um projeto? • Projeto é intenção, é sonho: “Meu projeto é comprar uma casa”. • Projeto é doutrina, filosofia, diretriz: “Meu projeto de país é muito diferente”. • Projeto é ideia ou concepção de um produto ou serviço: “Estes dois carros são projetos muito semelhantes”. • Projeto é esboço ou proposta: “Todos têm o direito de apresentar um projeto de lei ao Congresso”. • Projeto é desenho para orientar construção: “Já aprovei e pedi ao arquiteto que detalhasse o projeto”. Secretaria De Estado Do Meio Ambiente. Departamento De Projetos Da Paisagem. Projeto De Recuperação De Matas Ciliares. Curso: Gestão de Projetos, APOSTILA. Disponível em: <http://www.sigam.ambiente.sp.gov.br/sigam2/Repositorio/222/Documentos/Gestao%20Projetos/20061_ap_GestaoProjetosPRMC_FIAUSP.pdf> • Projeto é empreendimento com investimento: “A Prefeitura vai construir novo projeto habitacional”. • Projeto é atividade organizada com o objetivo de buscar uma nova solução: “Precisamos iniciar o projeto de desenvolvimento de um novo motor, menos poluente”. • Projeto é um tipo de organização temporária, criada para realizar uma atividade finita: “Aquele pessoal é a equipe do projeto do novo motor”.
  8. 8. O que é um Projeto Social? • Segundo o Dicionário Aurélio projeto é “uma ideia de executar ou realizar algo no futuro. Um plano. Um empreendimento a ser realizado dentro de determinado esquema.” • Já a palavra “social” é definida como “da sociedade ou relativo à sociedade, comunidade ou agremiação.” Logo, um projeto social é uma ideia, um plano a ser executado para o benefício da sociedade. Têm a intenção de provocar mudanças (impactos sociais); Têm limites de tempo e recursos (regulamento); Visam a melhorar as condições de vida dos beneficiários (8 Jeitos de Mudar o Mundo); São ações planejadas e coerentes entre si (qualidade).
  9. 9. Conceitos de Projeto Social • “Um esforço para acelerar o desenvolvimento humano através da busca de soluções alternativas e inovadoras para problemas sociais identificados, reconhecidos e não-solucionados” TANCREDI, Francisco B.; KISIL, Marcos. Inovando o Ensino de Projetos Sociais. Read – Revista Eletrônica de Administração, v. 2, n. 4, 1996. Disponível em: <http://www.adm.ufrgs.br/read/read04/artigo/tancre.htm>. • “Um empreendimento planejado que consiste num conjunto de atividades inter-relacionadas e coordenadas para alcançar objetivos específicos dentro dos limites de um orçamento e de um período de tempo dados” (ONU, 1984)
  10. 10. Tipo de Projeto • Próprio • Projetos criados e realizados pela própria organização. • Parceria • Projeto que dependa da parceria com outra organização para ser realizado. • Terceiros • Projeto que a organização apoia, porém, não realiza. • Observação: Em caso de projetos em parceria, cada organização insere no portal apenas as ações que a própria organização realiza/participa.
  11. 11. Regulamento – Seção IX Dos Projetos • Art. 17 - O projeto é o compromisso declarado pela organização para o cumprimento dos ODM na Cidade no período determinado. • Art. 18 - As organizações inscritas deverão manter atualizados seus projetos no portal do Selo Social, contendo as seguintes informações: I. Nome do projeto; II. Tipo de projeto; III. Investimento; IV. Descrição; V. Objetivos; VI. Justificativa; VII. Metodologia; VIII. Fotos.
  12. 12. Regulamento – Seção IX Dos Projetos • Parágrafo Primeiro: As informações inseridas no campo projeto estarão públicas no portal do Selo Social. • Parágrafo Segundo: Serão considerados para efeito de certificação projetos já executados ou novos no qual o participante tenha realizado investimentos e obtido impacto social entre os meses de Julho de 2013 e Junho de 2014, período do primeiro ciclo do Selo Social.
  13. 13. Tendências e Desafios dos Projetos Sociais Ênfase na ação local e valorização dos recursos locais; Articulação entre setores e organizações; Conhecimento da demanda e gestão participativa; Planejamento e monitoramento; Obtenção, registro e mensuração de impactos sociais.
  14. 14. EMPRESAS Por que investir em projetos sociais? • A empresa, ao assumir um relacionamento mais abrangente com a comunidade, colabora para derrubar o preconceito contra o lucro e, consequentemente, para estabelecer as bases de uma relação firme e duradoura entre quem produz e a sociedade. • Ao ser sensível às necessidades da sociedade, a empresa pode conhecer melhor as necessidades de seus consumidores ou usuários, oferecendo a eles, a melhor preço, produtos e serviços de que necessitam; ao melhorar a qualidade de vida e o bem-estar da população, a empresa promove o crescimento do mercado. • Para o sistema de livre iniciativa sobreviver é preciso que as empresas gerem lucro, proporcionem empregos, paguem impostos, recompensem seus acionistas pelos seus riscos e preservem sua imagem, partilhando com as comunidades alguns dos benefícios que geram com seus empreendimentos. • A construção de uma moderna, justa e progressiva economia de mercado passa pela extensão responsável dos objetivos das empresas para além do limite dos negócios. As empresas que planejam e executam programas comunitários bem sucedidos são menos vulneráveis a críticas da imprensa, das classes trabalhadoras, de grupos religiosos, de partidos políticos e do público em geral – o que, em contexto democrático, é bom para a sua imagem e, consequentemente, para os negócios. PFEIFFER, C. Por que as empresas privadas investem em projetos sociais e urbanos no Rio de Janeiro? Rio de Janeiro, abril de 2001. Disponível em < http://mpprio.com.br/downloads/livro_claudiapfeiffer.pdf >
  15. 15. ENTIDADES SOCIAIS – Desafios da Gestão • Em função dos recursos via de regra escassos destinados à área social e de demandas, em contrapartida, elevadas, a exigência de uma gestão eficaz, eficiente e efetiva dos projetos e programas sociais, torna-se fundamental. • Para isso, no entanto, é necessário em primeiro lugar o desenvolvimento de uma cultura voltada para a avaliação não como instrumento de punição, mas uma ferramenta vital de aperfeiçoamento no processo de tomada de decisão da gestão dos projetos. • A análise subsidiada pela avaliação deve contemplar não apenas a utilização eficiente dos recursos, mas se as ações contribuíram para traduzir um impacto social significativo para todos os envolvidos no processo. COELHO, M. Q. Indicadores De Performance Para Projetos Sociais: A Perspectiva Dos Stakeholders. Alcance - UNIVALI - Vol. 11 - n.3 p. 423 - 444 - Set. / Dez. 2004. Disponível em <file:///C:/Users/Valent/Downloads/1819-3686-1-PB%20(2).pdf>.
  16. 16. ÓRGÃOS PÚBLICOS – Projetos em parceria • A intersetorialidade é a "articulação de saberes e experiências no planejamento, realização e avaliação de ações para alcançar efeito sinérgico em situações complexas visando o desenvolvimento social, superando a exclusão social" (JUNQUEIRA & INOJOSA, 1997). • É uma nova lógica para a gestão da cidade, buscando superar a fragmentação das políticas, considerando o cidadão na sua totalidade. CONSTRUINDO PARCERIAS PIRES, J. T.; BOSE, M.; SCHOENMAKER, L. VI CONFERENCIA REGIONAL DE ISTR PARA AMÉRICA LATINA Y EL CARIBE. Salvador de Bahia, Brasil. Construindo Alianças Intersetoriais: Quatro Casos Brasileiros. 2007, p. 5-6. Disponível em: <http://lasociedadcivil.org/docs/ciberteca/031.pdf> JUNQUEIRA, L. A. P. Novas Formas de Gestão na Saúde: Descentralização e Intersetorialidade. Saúde e Sociedade, volume 6, p. 31-46. 1997. Disponível em <http://www.scielo.br/pdf/sausoc/v6n2/05.pdf> Das barreiras à colaboração Identificação das motivações Dinâmica dos contatos iniciais Alinhamento estratégico Geração de valor Condução da aliança intersetorial
  17. 17. 1) Superação das barreiras à colaboração - Segundo os autores, os meios que se utilizam para superação das barreiras à colaboração “incluem a busca de um interlocutor, a importância de relações preexistentes entre parceiros futuros, o impacto de falhas na capacidade institucional, o efeito das diferenças entre culturas organizacionais, o impacto da comunicação eficaz e o valor de ser proativo e persistente”. 2) Identificação da motivação para as organizações colaborarem de forma intersetorial - Os impulsos podem ser altruístas e/ou utilitaristas, sendo que este último pode envolver a gestão de riscos ou a busca de vantagem competitiva. 3) Dinâmica dos contatos iniciais - O estudo revelou que a proatividade é um fator crítico de sucesso para a aliança intersetorial, sendo relevante a presença de conhecimento prévio entre os atores sociais envolvidos como fator influente no desenvolvimento do processo. 4) Alinhamento estratégico - Ainda segundo os autores, “quanto mais as colaborações se ajustam às missões, aos valores e às estratégias organizacionais, maiores as chances de sucesso”. 5) Geração de valor - Esta se encontra vinculada ao tipo de recursos que estão sendo mobilizados pelo empreendimento. Constatou-se no estudo que “há diferenças substanciais de produtividade entre parcerias que empregam recursos genéricos e aquelas que contribuem com recursos essenciais próprios, ou que criam valor por meio da combinação de recursos essenciais”. Importância também deve ser dada ao fluxo de valor, especialmente, na idéia do círculo virtuoso da criação de valor. 6) Condução da aliança intersetorial - Os principais aspectos que influenciam a gestão das alianças são: a) acompanhamento sistemático da evolução das expectativas dos parceiros; b) a magnitude e tipo de investimento social realizado; c) o processo de construção de confiança, o qual começa no planejamento da aliança e evolui para a contínua presença de empatia e franqueza na relação, respeito ao saber de cada parceiro e se cristaliza na rotina do trabalho conjunto ao longo do tempo; d) Institucionalização da aliança intersetorial e e) Processos de Comunicação da Aliança.
  18. 18. 1. Título 2. Descrição 3. Objetivos 4. Justificativa 5. Metodologia Etapas para Elaboração de Projetos portal selosocial.com
  19. 19. Título do Projeto Fornece uma ideia inicial Responde a pergunta: O QUE? Deve indicar de maneira sintética o conteúdo do projeto; Deve estar alinhado com o objetivo ou a missão do projeto. Em linhas gerais o nome “ideal” do projeto poderá advir do cenário que se deseja alterar, entretanto não é uma regra. É comum o nome inicial dado ao projeto ser alterado durante a elaboração do mesmo.
  20. 20. Título do Projeto ECA na Sala de Aula exemplo
  21. 21. Elaboração do Projeto 1. Título 2. Descrição 3. Objetivos 4. Justificativa 5. Metodologia
  22. 22. Descrição do Projeto Deve permitir que o leitor construa uma visão geral do projeto, entenda seu sentido, método de ação, seu financiamento, e o ODM em que ele se enquadra. QuestõesBásicas . Quem? . Quando? . Como? . Onde? . O quê? . Por porquê? Resumo . Deve informar a essência do projeto de maneira resumida, mas completa. . Ao ler, deve-se ter uma ideia razoavelmente clara do projeto.
  23. 23. Descrição do Projeto Quem Instituto Abaçaí O que Projeto ECA na Sala de Aula Como Com oficinas para jovens protagonistas e professores da rede pública de ensino Por que Para incluir o ECA no currículo do ensino fundamental e estimular o protagonismo juvenil Quando Durante 60 horas de formação, a partir de agosto Onde Em 22 escolas de Itajaí exemplo
  24. 24. Elaboração do Projeto 1. Título 2. Descrição 3. Objetivos 4. Justificativa 5. Metodologia
  25. 25. Objetivos O objetivo geral expressa a intenção de atingir um determinado fim, uma mudança na situação social da região. O que sua organização deseja realizar com o projeto? O objetivo é a afirmação capaz de demonstrar a transformação que o projeto pretende alcançar.; O objetivo costuma ser ousado, capaz de sinalizar as mudanças mais profundas que poderão ser alcançadas pelo projeto a médio e longo prazos. Responde a pergunta: O QUE DESEJAMOS ATINGIR COM ESSE PROJETO? Se colaborar com um dos 8 Jeitos de Mudar o Mundo for um dos seus objetivos, adicione-o no objetivo do seu projeto!
  26. 26. Objetivo do Projeto Inserir o Estatuto da Criança e Adolescente no currículo do Ensino Fundamental por meio do protagonismo juvenil e da capacitação de profissionais da rede pública de ensino. exemplo
  27. 27. Elaboração do Projeto 1. Título 2. Descrição 3. Objetivos 4. Justificativa 5. Metodologia
  28. 28. Justificativa Resumidamente, pode-se dizer que a justificativa inclui, além do cenário, as razões (que são as causas), os motivos (que levaram ao ataque daquele problema) e a importância do que se pretende fazer (as mudanças que se tem a intenção de realizar). POR QUE? Por que executar o projeto? Por que ele deve ser implementado? Qual a importância desse problema/questão para a comunidade? Quais são os benefícios econômicos, sociais e ambientais a serem alcançados com esse projeto?
  29. 29. Justificativa do Projeto exemplo • Considerando o contexto da criança e do adolescente em nossa cidade e nossa região, percebemos que o fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos, a comunicação e democratização das informações à respeito do ECA, o estímulo ao protagonismo juvenil e a mobilização da comunidade é uma necessidade que deve ser trabalhada, tendo em vista que a participação da comunidade é que promove a articulação e a eficácia das políticas sociais públicas. • Desta forma, caracterizamos a necessidade da execução deste projeto em sensibilizar adolescentes e a comunidade na questão dos direitos de crianças e adolescentes e construir resultados que possam transformar e impactar a vida das pessoas, à medida em que colabora para a efetivação destes direitos, o fortalecimento do Sistema de Garantia de Direitos e consequentemente, a melhoria da qualidade de vida em nossa cidade.
  30. 30. Elaboração do Projeto 1. Título 2. Descrição 3. Objetivos 4. Justificativa 5. Metodologia
  31. 31. Metodologia Diz respeito às ações e a forma com que serão realizadas, de forma concreta. Que procedimentos (métodos, técnicas e instrumentos, etc.) serão adotados? Quais e como serão as atividades? Como e em que momentos haverá a participação e envolvimento do grupo social? Qual o passo a passo para a execução do projeto?
  32. 32. Metodologia do Projeto 1. Firmar convênio com Secretaria Municipal de Educação; 2. Firmar compromisso com as Escolas Beneficiadas; 3. Selecionar os alunos do Ensino Médio; 4. Preparar e fazer a formação dos Jovens Protagonistas; 5. Preparar e aplicar a formação dos profissionais do sistema público de educação; 6. Iniciar a aplicação do ECA na Sala de Aula; 7. Produzir e publicar uma cartilha; 8. Sensibilizar as secretarias para garantir a sustentabilidade do ECA na Sala de Aula. exemplo
  33. 33. Elaboração do Projeto 1. Título 2. Descrição 3. Objetivos 4. Justificativa 5. Metodologia
  34. 34. Em um Projeto Social, quando se pergunta:
  35. 35. Próxima Formação Tema: Balanço Social 25/03/2014

×