Objetivos
 Este conjunto de 8
objetivos são chama-
dos de Objetivos do
Desenvolvimento do
Milênio – ODM, que
no Brasil, s...
"Precisamos, mais do que nunca, do engajamento dos voluntários para que o nosso
desejo de um mundo melhor para todos se tr...
1– Acabar com a fome e com a miseria
Este objetivo propõe a erradicação da
extrema pobreza e da fome. Para tal,
os desafio...
4
5– Melhorar a saude das gestantes
Reduzir em ¾ a taxa de mortalidade
materna. Este Objetivo só será alcan-
çado com a pr...
 Proteção contra
o crime e a vio-
lência
 Governo honesto
e atuante
 Acesso à água
potável e ao
saneamento
 Acesso à e...
Critérios de certificação
I – Comum a todas as organizações:
a) Ter regularidade fiscal Municipal, Estadual e Federal;
b) ...
Selo Social na Mídia
MARÇO
 11/03 (terça-feira) - Encontro de Formação: Elaboração e
Inscrição de Projetos Sociais no por...
8 Jeitos de Mudar o Mundo - Selo Social de Sorocaba
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

8 Jeitos de Mudar o Mundo - Selo Social de Sorocaba

873 visualizações

Publicada em

Informações sobre o Selo Social de Sorocaba e os 8 Jeitos de Mudar o Mundo - ODM

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
873
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

8 Jeitos de Mudar o Mundo - Selo Social de Sorocaba

  1. 1. Objetivos  Este conjunto de 8 objetivos são chama- dos de Objetivos do Desenvolvimento do Milênio – ODM, que no Brasil, são chama- dos de 8 Jeitos de Mudar o Mundo. Os ODM foram pactua- dos pelos governos de 191 países- membros da ONU, incluindo o Brasil, com a finalidade de tornar o mundo um lugar melhor para viver. Nós, os povos: o papel das Nações Unidas no século XXI Após diferentes conferências sociais terem sidos realizados na década de 1990, para marcar a virada do milênio, as Nações Unidas organizaram uma série de eventos em 2000, entre os quais: o Foro do Milênio, um encontro de Organizações Não Governamentais realizado de 22 à 26/05/2000; a Conferência dos Presidentes dos Parlamentos nacionais, de 30/08 à 01/09/2000; a Cúpula do Milênio, de 6 à 08/09/2000; e a 55ª Assembleia Geral das Nações Unidas, chamada de Assembleia do Milênio, de 05/09 à 22/12/2000, a qual foi interrompida para a realização do segmento da Cúpula do Milênio. Com base na discussão do relatório “Nós, os povos: o papel das Nações Unidas no século XXI”, divulgado pelo Secretário-Geral da ONU, em 03/04/2000, a Cúpula do Milênio teve como te- ma central “O papel das Nações Unidas no século XXI”. E foi co-presidida pelos presidentes Sam Nujoma, da Namíbia, e, Tarja Halonen, da Finlândia. Cúpula do Milênio Na Cúpula, aconteceram sessões plenárias com Chefes de Estado ou de Governo, montando mesas redondas para integrá-los a respeito de assuntos relativos da ONU. Escolhidas pelos grupos regionais, de cerca de 40 países, as 4 mesas redondas foram presididas pela Argélia, Cingapura, Polônia e Venezuela. Durante as mesmas, os participantes e seus assessores orien- taram suas intervenções dentro do tema central. Os Estados foram convidados pelo Secretá- rio Geral a assinar atos internacionais, sendo que haviam mais de 500 depositados. Havendo interesses especiais da ONU nas áreas de direitos humanos, refugiados, questões penais, de- sarmamento e meio ambiente. Foi adotada a Declaração do Milênio em 2000, e ao analisar os problemas mundiais e, utilizan- do o simbolismo do novo milênio, foram estabelecidos objetivos e metas que devem ser atin- gidas até 2015. Esses objetivos, com suas respectivas metas e indicadores, foram elaborados por um grupo de especialistas e oficializados pelos países em 2005. 8 Jeitos de Mudar o Mundo
  2. 2. "Precisamos, mais do que nunca, do engajamento dos voluntários para que o nosso desejo de um mundo melhor para todos se transforme em realidade.” Kofi Annan-Secretário-Geral da ONU O Portal ODM apresenta dados relacionados aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio em relação a cada um dos 5.564 municípios brasileiros. O objetivo da ferramenta é permitir que cada cidadão possa acompanhar a realidade de seu município e envolvê-lo no processo de implementação de políticas públicas. Ao mesmo tempo, as empresas poderão contar com um in- strumento importante na definição de suas ações de responsabilidade social corporativa em nível municipal. O portal foi desenvolvido pelo Observatório de Indicadores de Sustentabilidade (Orbis), programa Sesi do Paraná, Sistema Fiep e Instituto de Promoção do Desenvolvimento (IPD), sob a coordenação do Programa das Nações Uni- das para o Desenvolvimento (PNUD) e apoio do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), Movimento Nós Podemos Paraná, Núcleo de Apoio a Políticas Públicas (NAPP), Ministério do Planejamento e Secretaria Geral da Presidência da República. Acesse: http://www.portalodm.com.br/ As imagens e logomarcas que representam os ODM fazem parte da Campanha Nós Podemos - 8 Jeitos de Mudar o Mundo. Os símbolos foram criados voluntariamente no Brasil em 2005 pela equipe da agên- cia McCann-Erickson. O mentor e coordenador da campanha foi o publicitário Percival Caropreso. Ta- manhas são a força comunicativa, a clareza e a simplicidade dos ícones que eles foram adotados por outros países e pela própria sede das Nações Unidas. A utilização destes símbolos é livre e gratuita, desde que usados em campanhas voluntárias e sem fins lucrativos. Portal ODM Acompanhamento Municipal dos Objetivos de Desenvolvimento do Milenio 2
  3. 3. 1– Acabar com a fome e com a miseria Este objetivo propõe a erradicação da extrema pobreza e da fome. Para tal, os desafios são: reduzir pela metade, até 2015, a proporção da população que vive abaixo da linha da pobreza e a proporção da população que sofre com a fome. Trabalhar nessas metas exige programas de geração de renda, redução da elevada desigualdade entre ricos e pobres e direito à alimen- tação saudável para todos. Metas pactuadas: Reduzir pela meta- de, até 2015, a proporção da popula- ção com renda abaixo da linha da pobreza; Reduzir pela metade, até 2015 a proporção da população que sofre de fome. 3 2– Educaçao basica de qualidade para todos Garantir que todas as crianças, de ambos os sexos, de todas as regiões do País, independentemente da cor, raça e sexo, terminem o ensino fun- damental. Aqui, o esforço é pela me- lhoria da qualidade do ensino e pela ampliação do número de anos de estudo. Meta pactuada: Garantir que, até 2015, todas as crianças, terminem o ensino fundamental. 3– Igualdade entre os sexos e valorizaçao da mulher Promover a igualdade entre os sexos e a autonomia das mulheres, elimi- nando as disparidades em todos os níveis de ensino. Aqui, trata-se tam- bém de combater o preconceito, ampliar as chances das mulheres no mercado de trabalho, com melhores empregos, salário igual ao dos ho- mens para iguais funções e maior participação feminina na política. Meta pactuada: Eliminar a disparida- de entre os sexos no ensino funda- mental e médio até 2015. 4– Reduzir a mortalidade infantil Reduzir em 2/3 a mortalidade de crianças menores de 5 anos de idade. O caminho para reduzir esse número dependerá de muitos e variados mei- os, recursos, políticas e programas, dirigidos às crianças, às famílias e às comunidades. Meta pactuada: Reduzir em dois ter- ços, até 2015, a mortalidade materna de crianças menores de 5 anos. . 8 Jeitos de Mudar o Mundo
  4. 4. 4 5– Melhorar a saude das gestantes Reduzir em ¾ a taxa de mortalidade materna. Este Objetivo só será alcan- çado com a promoção integral da saúde das mulheres em idade repro- dutiva. A presença de pessoal qualifi- cado na hora do parto será o reflexo do desenvolvimento de sistemas inte- grados de saúde pública. Meta pactuada: Reduzir em três quar- tos, até 2015, a taxa de mortalidade materna. 6– Combater a AIDS, a malaria e outras doenças Combater o HIV/AIDS, malária e ou- tras doenças, detendo sua propaga- ção e começando a inverter a tendên- cia atual. Para tal, dependerá funda- mentalmente do acesso da população à informação e aos meios de preven- ção e de tratamento, sem descuidar da criação de condições ambientais e nutritivas que estanquem os ciclos de reprodução dessas doenças. Metas pactuadas: Até 2015, ter deti- do e começado a reverter a propaga- ção do HIV/AIDS; Até 2015, ter detido e começado a reverter a propagação da malária e de outras doenças. 7– Qualidade de vida e respeito ao meio ambiente Garantir a sustentabilidade ambien- tal. Este objetivo tem importantes desafios a serem superados: a inte- gração dos princípios da sustentabili- dade às políticas nacionais; o acesso à água potável e esgotamento sanitá- rio; e a melhoria dos assentamentos precários. Metas pactuadas: Integrar os princípios do desenvolvimento sustentável nas políticas e programas nacionais e reverter a perda de recur- sos ambientais até 2015; Reduzir à metade, até 2015, a proporção da população sem acesso sustentável à água potável segura; Até 2020, ter alcançado uma melhora significativa nas vidas de pelo menos 100 milhões de habitantes de bairros degradados. 8– Todo mundo trabalhando pelo desenvol- vimento Estabelecer uma parceria para o de- senvolvimento. Este objetivo tem a ver com você, diretamente. É um convite para oferecer suas capacida- des e conhecimentos em algum pro- jeto para a melhoria da qualidade de vida de sua cidade. Metas pactuadas: Em cooperação com os países em desenvolvimento, formular e executar estratégias que permitam trabalho digno e produtivo aos jovens. Em cooperação com o setor privado, tornar acessíveis os benefícios das novas tecnologias, especialmente nos setores de infor- mação e comunicação.
  5. 5.  Proteção contra o crime e a vio- lência  Governo honesto e atuante  Acesso à água potável e ao saneamento  Acesso à energia em sua casa  Educação de qualidade  Proteção a flo- restas, rios e oceanos  Acesso à alimen- tos de qualidade  Apoio às pessoas que não podem trabalhar  Melhores opor- tunidades de trabalho  Eliminação do preconceito e da discriminação  Melhoria dos serviços de saúde  Liberdades políti- cas  Acesso ao telefo- ne e à internet  Combater as mudanças climá- ticas  Melhoria nos transportes e estradas  Igualdade entre homens e mulhe- res MY WORLD - Pesquisa Global das Naçoes Unidas por um Mundo Melhor O MEU Mundo (MY World) é uma pesquisa global, liderada pelas Nações Unidas e seus parceiros. Tem como objetivo capturar as opiniões dos indivíduos, priori- dades e pontos de vista, para que os líderes globais possam ser informados de suas opiniões no processo de construção da nova agenda de desenvolvimento global. Através de métodos criativos online e off-line, o MEU Mundo pergunta aos indi- víduos quais das seis, entre as dezesseis questões possíveis, eles acham que po- dem fazer uma maior diferença em suas vidas. As dezesseis questões foram cria- das a partir de prioridades expressas por pessoas de baixa renda, em pesquisas sobre os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, com questões relacionadas à sustentabilidade, segurança, governança e transparência. A partir de agora até o ano de 2015, queremos envolver o maior número de pes- soas e países possíveis com o MEU Mundo: cidadãos de todas as idades, gêneros, origens, e particularmente, pessoas de baixa renda e comunidades marginalizadas do mundo. Os resultados serão submetidos, primeiramente, ao Painel de Alto Nível para o pós 2015 do Secretário-Geral, antes de seus encontros em Monróvia, Bali, Nova York e serão integrados ao relatório final com recomendações para um novo quadro de desenvolvimento em maio de 2013. Enquanto isso, o MEU Mundo continuará coletando as opiniões das pessoas até 2015. Os resultados serão compartilhados com o Secretário-Geral e líderes globais à medida que eles preparam a próxima agenda de desenvolvimento para o ano de 2015. A pesquisa “Meu Mundo” pode ser acessada online em: www.myworld2015.org 5 Quais dos itens abaixo sao mais importante para voce e sua família?
  6. 6. Critérios de certificação I – Comum a todas as organizações: a) Ter regularidade fiscal Municipal, Estadual e Federal; b) Regularidade Ambiental, quando a organização pleitear reconhecimento no ODM 7; c) Inscrever os projetos no portal do Selo Social; d) Preencher a Declaração do Balanço Social dos proje- tos inscritos no portal do Selo Social; e) Realizar investimentos para cumprimento dos ODM na cidade; f) Obter e declarar os Impactos Sociais internos e exter- nos, com resultados quantitativos e/ou qualitativos; g) Participar em no mínimo 70% (setenta por cento) das formações oferecidas pela organização executora; II – Especificidades dos órgãos públicos: a) Cumprir suas obrigações legais com qualidade, exe- cutando os projetos voltados aos ODM em parceria com outras organizações. Conceito do Selo Social O Selo Social do Instituto Abaçaí é um projeto de mobilização, organi- zação e desenvolvimento sócioterritorial que envolve empresas, ór- gãos públicos e entidades, com objetivo de promover o desenvolvi- mento social, visando contribuir com os Objetivos de Desenvolvimen- to do Milênio - ODM, criados pela Organização das Nações Unidas – ONU. 6 Objetivos I. Articular entre os três setores parcerias estratégicas para a exe- cução de projetos que venham contribuir com os ODM. II. Estimular, orientar e capacitar os três setores da sociedade que demonstrarem interesse em contribuir para as metas dos ODM. III. Reconhecer publicamente os impactos sociais realizados por órgãos públicos, empresas e organizações não governamentais na cidade. IV. Alcançar por meio de projetos de órgãos públicos, empresas e organizações não governamentais as metas dos ODM, definidos pela ONU. V. Melhorar a qualidade de vida da população, por meio do cumpri- mento das metas de desenvolvimento do milênio, com ética, transparência e responsabilidade. Regulamento O Regulamento do Selo Social regulamenta a participação, avaliação e certificação das organizações envolvidas. Disponível para download: http://www.selosocial.com/sorocaba/selo-social Compete aos Participantes I. Participar das formações, reuniões, seminários, even- tos e palestras relacionadas ao Selo Social. II. Manter atualizada a página da organização no portal do Selo Social; III. Executar projetos, realizar investimentos e obter impactos sociais em prol do cumprimento dos Objeti- vos de Desenvolvimento do Milênio na cidade de Soro- caba; IV. Integrar com outras organizações e setores afins de qualificar e potencializar as ações em prol dos ODM; V. Promover o Selo Social dentro de sua organização, junto a seus funcionários, colaboradores e servidores; VI. Documentar os projetos, investimentos e impactos sociais que obteve durante o ciclo do selo social; A inscrição e participação em todas as etapas, não garante a certificação da participante.
  7. 7. Selo Social na Mídia MARÇO  11/03 (terça-feira) - Encontro de Formação: Elaboração e Inscrição de Projetos Sociais no portal do Selo Social  25/03 (terça-feira) - Encontro de Formação: Balanço Social ABRIL  08/04 (terça-feira) - Seminário: Roda de Diálogos  29/04 (terça-feira) - Encontro de Formação: Tipos de Inves- timento MAIO  13/05 (terça-feira) - Encontro de Formação: Impacto Social  27/05 (terça-feira) - Encontro de Formação: Seminário de Parcerias JUNHO  10/06, 24/06 e 01/07 - Temas definidos após análise de necessidades e demanda dos participantes. Assessoria Individualizada a combinar. Locais e Horários consulte online: http://www.selosocial.com/sorocaba/agenda *Alterações serão comunicadas via email. VÍDEOS Globo.Tv - Empresas e entidades de Soro- caba já podem se inscrever no Selo Soci- al http://goo.gl/QXHx2n AgênciaJor Uniso - Sorocaba Lança Selo Social http://goo.gl/rkDUZp Programa Entre Nós TVR - Entrevista Vice Prefeita sobre Selo Social http:// www.youtube.com/watch?v=lsHTcngXQHs Programa Entre Nós TVR - Lançamento do Selo Social de Sorocaba http:// www.youtube.com/watch?v=-mj6SdFtFe0 FOTOS Agência Sorocaba de Notícias - Lançamen- to Selo Social http://goo.gl/SXby10 Agência Sorocaba de Notícias – Vice- prefeita deu posse aos integrantes do Conselho Gestor do Selo Social http:// goo.gl/92S65z Agência Sorocaba de Notícias - Encontro reúne instituições inscritas no Selo Social em 2014 http://goo.gl/cnP8QB NOTÍCIAS Lançamento Sorocaba Refrescos - Coca-Cola investe no Selo Social Sorocaba http://goo.gl/CIqBqa Unimed Fesp - Unimed Sorocaba apoia Selo Social http://goo.gl/j4CwoS Jornal Ipanema - Sorocaba lança o Selo Social http://goo.gl/roFMYd Cruzeiro do Sul - Prefeitura lança hoje o Selo Social de Sorocaba http://goo.gl/ pcaE8H Cesar Barroso - VEM AI… PROGRAMA SELO SOCIAL http://goo.gl/3QkRSQ Inscrições G1 - Estão abertas as inscrições para o Selo Social em Sorocaba http://goo.gl/sdd7c1 CBN Foz - Estão abertas as inscrições para o Selo Social em Sorocaba http://goo.gl/ e5OsgY Sorocaba Fácil - Inscrições para o Selo Social devem ser feitas até esta sexta- feira http://goo.gl/Z0UFFD Sorocaba Facil - Selo Social recebe inscri- ção a partir de segunda-feira http:// goo.gl/0CY07f Jornal Z Norte - Selo Social já está receben- do inscrição de empresas, órgãos públicos e entidades sociais http://goo.gl/FRhDQC Conselho do Selo Social Diário de Sorocaba - Conselho Gestor do Selo Social tomará posse nesta quarta- feira http://goo.gl/WjbJ9y Agência Sorocaba de Notícias - Vice- prefeita deu posse aos integrantes do Conselho Gestor do Selo Social http:// goo.gl/mp7ley Encontro com Participantes Cruzeiro do Sul - 50 primeiros inscritos no Selo Social conhecerão o regulamento nesta quinta-feira http://goo.gl/ucIF9W Agência Sorocaba de Notícias - Encontro reúne instituições inscritas no Selo Social em 2014 http://goo.gl/OIah7f Capacitação Jornal Ipanema - Capacitação do Selo Soci- al começa na próxima semana http:// goo.gl/M6zy1K Cruzeiro do Sul—Capacitação prepara instituições para certificação no Selo Social http://goo.gl/rPwOa9 Outros Agência Sorocaba de Notícias - “Nós Pode- mos SP” conhece o Selo Social de Soroca- ba: http://goo.gl/fwh7Y9 7 Agenda e Eventos

×