Lições Adultos Reavivamento e Reforma
Lição 11 - Reforma: nova maneira de pensar 7 a 14 de setembro
Sábado à tarde Ano Bíb...
reverenciar. Jamais se levantará o homem acima de sua norma de pureza, de bondade ou de verdade. Se o “eu” é seu mais
alto...
Dizem que Martinho Lutero declarou: “Você não pode impedir que os pássaros voem sobre sua cabeça, mas pode impedir
que ele...
6. Compare Mateus 5:13-15 com Filipenses 2:14-16. Qual é o objetivo de nosso Senhor para Seu povo? O que isso significa
na...
2. Podemos reivindicar as promessas bíblicas, mas, a menos que façamos uma escolha consciente no momento da
tentação, no s...
hábitos de estilo de vida?
C. Qual é a motivação quando decidimos permitir que o Espírito Santo mude nosso caráter?
Resumo...
A Bíblia não deixa de fora nenhum aspecto da vida à luz da preparação para a volta do Senhor. O apelo final de Paulo aos
t...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Reforma: nova maneira de pensar_Lição_original com textos_1132013

520 visualizações

Publicada em

A lição original com os textos bíblicos tem como finalidade; facilitar a leitura ou mesmo o estudo, os versos estão na sequência correta, evitando a necessidade de procurá-los, o que agiliza, para os que tem o tempo limitado, vc pode levá-la no ipad, no pendrive, celular e etc, ler a qualquer momento e em qualquer lugar que desejar, até sem a necessidade de estar conectado na internet.

Também facilita se for imprimir por usar bem menos tinta que a lição convencional.

Que... “Deus tenha misericórdia de nós e nós abençoe; e faça resplandecer o seu rosto sobre nós. Para que se conheça na terra o teu caminho, e em todas as nações a tua salvação”. Sal. 67:1-2.

Bom Estudo!

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
520
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reforma: nova maneira de pensar_Lição_original com textos_1132013

  1. 1. Lições Adultos Reavivamento e Reforma Lição 11 - Reforma: nova maneira de pensar 7 a 14 de setembro Sábado à tarde Ano Bíblico: Ez 33–35 VERSO PARA MEMORIZAR: “Se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus. Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da Terra”. Cl 3:1, 2. Leituras da Semana: Cl 3:1-4; 2Co 3:17, 18; 10:3-5; Rm 12:2, 3; Jo 10:10; Mt 5:13-15 Isaac Watts é reconhecido como autor de mais de 750 hinos, muitos dos quais são cantados por milhares de cristãos. Certa ocasião, um desfile foi realizado em Londres em honra a Watts. As pessoas se aglomeravam nas ruas para obter um vislumbre desse homem famoso. Quando sua carruagem passou sob uma varanda cheia de espectadores, uma senhora ficou surpresa de que aquele homem pequeno, curvado sob o peso da idade, tivesse escrito hinos tão poderosos. Ela gritou: “O quê, você é Isaac Watts?”. Watts fez sinal para que a carruagem parasse. Ele se levantou e exclamou: “Senhora, se na minha imaginação eu pudesse alcançar os polos da Terra ou segurar a criação em minha mão, ainda seria medido pela minha mente, pois a mente é a medida de um homem”. Isaac Watts estava certo. A mente é a medida de um homem, e reforma diz respeito à nossa mente. Se tivermos uma reforma em nosso pensamento, teremos uma reforma em nossas ações. Reforma ocorre quando o Espírito Santo harmoniza nossos pensamentos com os pensamentos de Cristo. Quando isso acontece, nossas ações seguem o mesmo caminho. Domingo - A importância da mente Ano Bíblico: Ez 36–38 Os pensamentos acabam ditando o comportamento. A maneira de pensar influencia a maneira de agir. O inverso também é verdadeiro. Ações repetidas influenciam os pensamentos. O cristão é uma “nova criatura”. Antigos padrões de pensamento foram substituídos por novos (2Co 5:17). Pelo que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. 2Co 5:17. RC Quando um barco a vela inicia sua jornada em direção ao mar, as velas são armadas e dirigem o barco. Ao longo do percurso, elas precisam ser reajustadas de modo a manter o curso correto. Se as velas são negligenciadas, o barco sairá do seu curso muito rapidamente. Semelhantemente, nossos pensamentos dirigem nossa vida espiritual. Quando o apóstolo Paulo exortou os cristãos a pensar “nas coisas lá do alto” (Cl 3:1-4), estava nos chamando a focalizar os pensamentos na direção do Céu. Nossa mente é moldada por aquilo que colocamos nela. Nossos pensamentos são moldados por aquilo que contemplamos e com que gastamos nosso tempo. 1. Que milagre da graça acontece em nossa vida quando contemplamos a glória de Deus em Sua Palavra? 2Co 3:17, 18 Ora, o Senhor é Espírito; e onde está o Espírito do Senhor, aí há liberdade. 18 Mas todos nós, com cara descoberta, refletindo, como um espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor. 2 Cor. 3:17, 18. RC Ao contemplarmos Jesus em Sua Palavra, somos transformados. Novos pensamentos substituem os antigos. Contemplando-O, tornamo-nos mais semelhantes a Ele. “É lei, tanto da natureza intelectual como da espiritual, que, pela contemplação, nos transformamos. A mente gradualmente se adapta aos assuntos com os quais lhe é permitido ocupar-se. Identifica-se com aquilo que está acostumada a amar e ramos@advir.comramos@advir.com
  2. 2. reverenciar. Jamais se levantará o homem acima de sua norma de pureza, de bondade ou de verdade. Se o “eu” é seu mais alto ideal, ele nunca atingirá qualquer coisa mais elevada. Antes, cairá constantemente. A graça de Deus unicamente tem poder para erguer o homem. Abandonado a si mesmo, seu caminho inevitavelmente será em direção descendente” (Ellen G. White, O Grande Conflito, p. 555). Reforma significa olhar para Jesus, permitir que Ele encha nossa mente, molde nossos pensamentos e guie nossas ações. Quando contemplamos Jesus, Ele nos guia a padrões mais elevados do que a mera rigidez das regras. Realmente, não podemos olhar para Jesus e permanecer os mesmos. Quando pensamos Seus pensamentos, temos somente um desejo: fazer Sua vontade. Que conselho você daria a uma pessoa que luta para fazer de Jesus a prioridade do seu pensamento? O que a Bíblia quer dizer quando fala em “contemplar” ou “olhar para Jesus”? Segunda - Filtros da mente Ano Bíblico: Ez 39–41 Alguns pais ficam tão preocupados com o que seus filhos costumam ver na internet que instalam filtros para bloquear determinados sites. Outros fazem algo semelhante com a televisão. O objetivo desses “filtros eletrônicos” é deixar que algumas coisas entrem e impedir a entrada de outras coisas. Deus providenciou um “filtro espiritual” para nossa mente. Ele foi cuidadosamente elaborado para permitir que nela entrem apenas as coisas que edificarão nossa experiência espiritual com Jesus. 2. Que filtro foi projetado para proteger nossa mente das influências intoxicantes do mal? Esse conselho se aplica ao que vemos e ouvimos na televisão, internet e DVDs? Fp 4:7, 8; Rm 12:2 E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos sentimentos em Cristo Jesus. 8 Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai. Fl 4:7-8. RC E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. Rom. 12:2. RC Alguns pais ficam tão preocupados com o que seus filhos costumam ver na internet que instalam filtros para bloquear determinados sites. Outros fazem algo semelhante com a televisão. O objetivo desses “filtros eletrônicos” é deixar que algumas coisas entrem e impedir a entrada de outras coisas. Deus providenciou um “filtro espiritual” para nossa mente. Ele foi cuidadosamente elaborado para permitir que nela entrem apenas as coisas que edificarão nossa experiência espiritual com Jesus. Aqui está uma realidade simples. Não é possível desenvolver pensamentos espirituais profundos se alimentamos a mente com violência, imoralidade, ganância e materialismo. Os sentidos são a porta de entrada para a mente. Se nossa mente for bombardeada com cenas estimulantes do entretenimento de Hollywood, ela será moldada por essas experiências sensuais e não pelos princípios da Palavra de Deus. Muitos milhões de dólares são gastos por produtores de mídia para manipular nossas emoções, condicionar nosso pensamento e moldar nossos valores. Podemos ter certeza de que a pergunta básica desses gurus do entretenimento não é: “Como estas produções podem preparar as pessoas para a breve volta de Jesus?” No fim das contas, sua maior motivação é o dinheiro. Cristãos adventistas do sétimo dia que se preparam para a segunda vinda de Cristo devem refletir cuidadosamente antes de sacrificar sua vida no altar do entretenimento do mundo. Há uma grande catedral em Milão, Itália, com três grandes portas de madeira na entrada. Gravadas em cima da porta do lado esquerdo estão as seguintes palavras: “Tudo que agrada dura um momento”. Sobre a porta do lado direito, estas palavras se destacam em relevo: “Tudo que aborrece dura apenas um momento”. Sobre a porta central estão destacadas, em letras garrafais, esta frase comovente: “Somente o que é eterno permanece”. Com que frequência você pensa no que é eterno? Como suas escolhas refletem esses pensamentos? Terça - Salvaguarda da mente Ano Bíblico: Ez 42–44 A paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará o vosso coração e a vossa mente em Cristo Jesus” (Fp 4:7). Essa é uma promessa maravilhosa, mas que devemos buscar ativamente a fim de torná-la real em nossa vida. Há muitas maneiras de baixar a guarda. Podemos deixar entrar o lixo de entretenimento deste mundo. Nossa mente pode ser dominada pela ira, amargura e ressentimento. Ela pode ser submersa no oceano do prazer inebriante ou dos hábitos viciantes. A boa notícia é que Jesus prometeu protegê-la, se permitirmos. 3. Leia 2 Coríntios 10:3-5. Quando Paulo disse que as “armas da nossa milícia não são carnais”, mas espirituais, o que ele quis dizer? Quais são as armas carnais? Quais são as armas espirituais? O apóstolo também falou sobre levar “cativo todo pensamento à obediência de Cristo” (2Co 10:5). O que ele quis dizer, e como isso pode ser feito? Porque, andando na carne, não militamos segundo a carne. 4 Porque as armas da nossa milícia não são carnais, mas, sim, poderosas em Deus, para destruição das fortalezas; 5 destruindo os conselhos e toda altivez que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levando cativo todo entendimento à obediência de Cristo. 2 Co 10:3-5. RC ramos@advir.comramos@advir.com
  3. 3. Dizem que Martinho Lutero declarou: “Você não pode impedir que os pássaros voem sobre sua cabeça, mas pode impedir que eles façam ninhos em seu cabelo”. Em outras palavras, os pensamentos virão à nossa mente. Vemos, ouvimos e cheiramos coisas diferentes, que estimulam certos pensamentos. Diferentes experiências evocam emoções diferentes. Nem sempre podemos escolher os pensamentos que percorrem a mente, mas podemos escolher se vamos nos demorar neles e permitir que eles nos dominem. Trazer todo pensamento à obediência de Cristo é entregar nossa mente a Jesus. Pensamentos carnais não são banidos simplesmente pelo desejo de que eles desapareçam. Eles são expulsos quando a mente é preenchida com outra coisa. A mente concentrada nos princípios positivos da Palavra de Deus é “protegida” e “mantida” pela graça de Deus contra as ciladas do maligno. Quando Paulo disse que devemos ter “a mesma mente que houve também em Cristo Jesus” (Fp 2:5, versão NKJV), o que especificamente ele quis dizer? É possível ter a mente de Cristo? Que decisões e ações precisamos tomar para “ter” essa mente transformada? De sorte que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus. Fp 2:5. Quarta - Relação entre mente e corpo Ano Bíblico: Ez 45–48 Os antigos gregos ensinavam uma forma de dualismo, isto é, acreditavam que havia distinção entre o corpo e a alma. Em contrapartida, as Escrituras ensinam que os seres humanos são uma unidade integrada com as dimensões física, mental, emocional e espiritual. O que afeta uma parte do ser humano afeta todas demais partes. Os discípulos ensinaram que a saúde física, mental, emocional e espiritual estão interligadas e não podem ser separadas. 4. Como essa ideia é refletida em 1 Tessalonicenses 5:23? E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. 1 Ts 5:23. RC Para os cristãos do Novo Testamento, o bem-estar físico, mental e emocional está indissoluvelmente ligado ao bem-estar espiritual. O apóstolo Paulo exortou os fiéis a “glorificar a Deus em seu corpo”. Ele acreditava que toda a humanidade havia sido comprada por um preço e não somos de nós mesmos (1Co 6:19, 20). Cuidar do corpo, adotando estilo de vida mais saudável, faz muito mais do que acrescentar alguns anos à nossa vida. Feito com os motivos certos, pode ser um ato de adoração. Ou não sabeis que o nosso corpo é o templo do Espírito Santo, que habita em vós, proveniente de Deus, e que não sois de vós mesmos? 20 Porque fostes comprados por bom preço; glorificai, pois, a Deus no vosso corpo e no vosso espírito, os quais pertencem a Deus. 1Co 6:19, 20. RC 5. Como Romanos 12:2, 3, João 10:10 e 1 Coríntios 10:31 mostram a relação íntima entre saúde física e espiritual? E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus. 3 Porque, pela graça que me é dada, digo a cada um dentre vós que não saiba mais do que convém saber, mas que saiba com temperança, conforme a medida da fé que Deus repartiu a cada um. Rm 12:2-3. RC O ladrão não vem senão a roubar, a matar e a destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham com abundância. Jo 10:10. RC Portanto, quer comais, quer bebais ou façais outra qualquer coisa, fazei tudo para a glória de Deus. 1 Co 10:31. RC Ao nos convencer da necessidade de crescimento, o Espírito Santo não Se limita a um aspecto de nossa vida. A reforma não tem apenas uma dimensão. O Espírito anseia colocar nossa vida em total conformidade com a vontade de Cristo em todos os aspectos. Se existem práticas da vida física que não estão em harmonia com Sua vontade, Deus nos convida a abandoná-las para a Sua glória. Satanás quer controlar nossa mente por meio do nosso corpo; Jesus deseja controlar nosso corpo por meio da nossa mente. Nossos corpos são um templo, não um parque de diversões. Seguindo os princípios do Céu, podemos ter vida mais alegre, produtiva, abundante e saudável. Você já teve uma experiência que mostrou a ligação inseparável entre a natureza física e espiritual? Que escolhas você pode fazer para harmonizá-las de modo mais benéfico? Quinta - Imagens de influência Ano Bíblico: Dn 1–3 Existem inúmeras imagens que Jesus usou para descrever a Si mesmo e Sua Igreja. Uma delas é a “luz”. Ele é “a luz do mundo” (Jo 8:12). Ele também é a “a verdadeira luz, que, vinda ao mundo, ilumina a todo homem” (Jo 1:9). Ele nos encoraja a “[andar] enquanto [temos] a luz” e a “[crer] na luz” (Jo 12:35, 36). Disse-lhes, pois, Jesus: A luz ainda está convosco por um pouco de tempo; andai enquanto tendes luz, para que as trevas vos não apanhem, pois quem anda nas trevas não sabe para onde vai. 36 Enquanto tendes luz, crede na luz, para que sejais filhos da luz. Essas coisas disse Jesus; e, retirando-se, escondeu-se deles. Jo 12:35, 36. RC ramos@advir.comramos@advir.com
  4. 4. 6. Compare Mateus 5:13-15 com Filipenses 2:14-16. Qual é o objetivo de nosso Senhor para Seu povo? O que isso significa na prática? Como podemos ser o que fomos chamados para ser? Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens. 14 Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte; 15 nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas, no velador, e dá luz a todos que estão na casa. 16 Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem o vosso Pai, que está nos céus. Mt 5:13-15. RC Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas; 15 para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis no meio duma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; 16 retendo a palavra da vida, para que, no Dia de Cristo, possa gloriar-me de não ter corrido nem trabalhado em vão. Fl 2:14-16. RC O objetivo de todo reavivamento e reforma é permitir que a luz do amor, da graça e da verdade de Cristo brilhe através de nossa vida. A luz brilha em contraste com a escuridão. Jesus chamou Seu povo a ter um estilo de vida bem diferente da que se vive no mundo, a fim de demonstrar a superioridade do Seu caminho. Ele nos chama a ser compassivos, atenciosos e dedicados, neste mundo de egoísmo, cobiça e vaidade. Chama-nos a manter elevados padrões de entretenimento em uma sociedade intoxicada pelo prazer (Cl 3:1, 2). Chama-nos a uma vida saudável nesta época em que milhões de pessoas morrem cedo de doenças degenerativas causadas por elas mesmas (Jo 10:10). Em meio a uma geração indecente, voltada para o sexo e esgotada emocionalmente, Jesus nos chama para algo diferente. Ele nos convida à modéstia, decência e pureza moral (1Pe 3:3, 4). Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. 2 Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra. Cl 3:1, 2. RC O ladrão não vem senão para roubar, matar e destruir; eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. Jo 10:10. RC O vosso adorno não seja o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, o uso de jóias de ouro, ou o luxo dos vestidos, 4 mas seja o do íntimo do coração, no incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que és, para que permaneçam as coisas. 1Pe 3:3, 4. RC Isaías, profeta do Antigo Testamento, fez um forte apelo a Israel para reforma cerca de 700 anos antes de Cristo. Suas palavras falam com relevância para uma igreja à espera da vinda de nosso Senhor. “Os Meus pensamentos não são os vossos pensamentos, nem os vossos caminhos, os Meus caminhos, diz o Senhor, porque, assim como os céus são mais altos do que a Terra, assim são os Meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os Meus pensamentos, mais altos do que os vossos pensamentos” (Is 55:8, 9). O ideal de Deus para Sua Igreja e para nós, como indivíduos, é maior do que podemos imaginar. Todo o Céu anseia revelar Seu caráter de amor através de Seu povo. Sexta - Estudo adicional Ano Bíblico: Ez 30–32 “Muitos professam estar ao lado do Senhor, mas não estão. A influência de todas as suas ações está do lado de Satanás. Por que meio havemos de determinar de que lado nos encontramos? Quem possui nosso coração? Em quem estão nossos pensamentos? Sobre quem gostamos de conversar? Quem possui nossas mais calorosas afeições e melhores energias? Se estamos do lado do Senhor, nossos pensamentos estão com Ele e nossos mais suaves pensamentos são a Seu respeito. Não temos amizade com o mundo; tudo quanto temos e somos, consagramos a Ele” (Ellen G. White, A Fé Pela Qual Eu Vivo [MM 1959], p. 220). “Toda pessoa tem o privilégio de ser um conduto vivo, pelo qual Deus pode comunicar ao mundo os tesouros de Sua graça, as insondáveis riquezas de Cristo. Nada há que Cristo mais deseje do que agentes que representem ao mundo Seu Espírito e caráter. Não há nada de que o mundo mais necessite do que a manifestação do amor do Salvador, mediante a humanidade. Todo o Céu está à espera de condutos pelos quais possa ser vertido o óleo santo para ser uma alegria e bênção para os corações humanos” (Ellen G. White, Parábolas de Jesus, p. 419). Perguntas para reflexão 1. Quais termos Paulo usou para descrever a alta vocação do povo de Deus? O que essas imagens significam na prática? Nossa vida demonstra essa realidade? 2Co 5:18-20; 6:17, 18 Mas todas as coisas provêm de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Cristo, e nos confiou o ministério da reconciliação; 19 pois que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões; e nos encarregou da palavra da reconciliação. 20 De sorte que somos embaixadores por Cristo, como se Deus por nós vos exortasse. Rogamo-vos, pois, por Cristo que vos reconcilieis com Deus. 2Co 5:18-20. RC Pelo que, saí vós do meio deles e separai-vos, diz o Senhor; e não toqueis coisa imunda, e eu vos receberei; 18 e eu serei para vós Pai, e vós sereis para mim filhos e filhas, diz o Senhor Todo-Poderoso. 2Co 6:17, 18. RC ramos@advir.comramos@advir.com
  5. 5. 2. Podemos reivindicar as promessas bíblicas, mas, a menos que façamos uma escolha consciente no momento da tentação, no sentido de firmar a mente nas coisas para as quais devemos atentar, sucumbiremos à tentação. Que princípios ou práticas você achou úteis em controlar seus pensamentos nos momentos de tentação? 3. O que você responderia a alguém que lhe dissesse: “Sim, meus pensamentos nem sempre são o que deveriam ser, mas minhas ações e estilo de vida são irrepreensíveis”? 4. Como podemos integrar os princípios de saúde à nossa vida e ao evangelismo e testemunho? Que papel a mensagem de saúde deve ter no reavivamento e reforma? Respostas sugestivas: 1. Somos transformados na imagem dessa glória, pelo poder do Espírito Santo. As trevas do pecado são afastadas do nosso coração. 2. A paz produzida pela comunhão com Deus nos leva a pensar apenas em coisas verdadeiras, respeitáveis, justas, puras, amáveis, de boa fama, que tenham virtude e sejam dignas de louvor. Por isso, não nos conformaremos com os pensamentos impuros deste tempo e evitaremos o lixo apresentado nos meios de comunicação. 3. Que somente o poder de Deus transforma e guarda a mente dos cristãos diante das fortalezas, argumentos e pretensões que se levantam contra o conhecimento de Deus. As armas espirituais (oração e estudo da Bíblia) nos levam à obediência de Cristo. As armas carnais são os pensamentos e sentimentos inspirados por Satanás. 4. Ao nos prepararmos para a volta de Cristo, precisamos ser santificados em tudo: espírito, alma e corpo. Não podemos ser irrepreensíveis se dedicamos parte do nosso ser ao pecado. 5. Somente quando nossa mente (que fica no cérebro e envolve a saúde física) é transformada, podemos experimentar a boa, perfeita e agradável vontade de Deus (saúde espiritual). Jesus veio ao mundo para que tenhamos vida em abundância (física e espiritual). Glorificamos a Deus com o que comemos, bebemos e fazemos. 6. Que ele seja o sal da Terra, dando sabor à vida dos semelhantes, e a luz do mundo, iluminando o caminho dos que estão em trevas. Que seja irrepreensível no meio de uma geração perversa, evitando contendas e murmurações. Auxiliar - Resumo Texto-chave: Colossenses 3:1, 2 Se, pois, fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus. 2 Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra. Cl 3:1, 2. RC O aluno deverá... Conhecer: A relação entre pensamentos e ações, descrita no Novo Testamento. A lição desta semana reforça o conceito bíblico de que ações são governadas pelo pensamento, e o pensamento é moldado por aquilo que deixamos entrar na mente por meio dos sentidos. Sentir: Identificar-se com os escritores do Novo Testamento ao sentir a importância de ser cuidadoso com o que entra na mente. Fazer: Seguir o exemplo de Cristo, no sentido de ter uma vida santa, dedicada exclusivamente a agradar a Deus em todos os aspectos. Esboço I. Conhecer: Mentes transformadas A. Que conselho o Novo Testamento nos dá a fim de preservarmos a mente das influências antibíblicas e não cristãs deste mundo? B. Leia Filipenses 2:5. O que Paulo quis dizer com a afirmação sobre a mente de Cristo? Que coisas positivas podemos fazer para refletir mais plenamente a mente de Jesus? C. De que forma os pensamentos afetam cada área de nossa vida, incluindo o que vemos, as práticas de saúde e o vestuário? Que responsabilidade temos por nossa influência sobre os outros? II. Sentir: Sentimentos transformados A. Será que os pensamentos e sentimentos governam as escolhas, ou as escolhas governam os pensamentos e sentimentos? Deve haver diferença na maneira pela qual o cristão comprometido e o não cristão respondem a essa pergunta? B. Que princípio básico deve governar os sentimentos de um cristão comprometido? C. O que podemos fazer para lidar com o desejo de fazer coisas incompatíveis com a vontade revelada de Deus, nas áreas de entretenimento, prazer, saúde e vestuário? III. Fazer: Ações transformadas A. De que forma a lição desta semana pode ser aplicada em nossa vida? Cristo está chamando você para fazer mudanças em sua vida? Quais passos você dará para responder à voz do Espírito Santo? B. Onde começam as mudanças? Qual é o papel da oração, do estudo da Bíblia e do Espírito Santo na reforma de nossos ramos@advir.comramos@advir.com
  6. 6. hábitos de estilo de vida? C. Qual é a motivação quando decidimos permitir que o Espírito Santo mude nosso caráter? Resumo: A mudança ocorre quando permitimos que o Espírito Santo transforme nosso pensamento. Pensamentos transformados levam a ações transformadas. Sentimentos não são um guia seguro. A decisão de se render às convicções produzidas pelo Espírito Santo, a despeito de nossas emoções, e receber o poder de Deus para a mudança, são o caminho para a transformação do caráter. Ciclo do Aprendizado Motivação Focalizando as Escrituras: Romanos 12:2 Conceito-chave para o crescimento espiritual: Quando submetemos a mente à influência do Espírito Santo, Ele transformará o pensamento e as ações. Por meio dos pensamentos transformados, começamos a refletir a luz do amor de Cristo para um mundo absorvido pelo prazer e preso nas garras dos próprios hábitos de satisfação pessoal. Somente para o professor: Conte para a classe a história do hino “Tempo de Ser Santo” a fim de estimular a discussão sobre a necessidade de dedicar tempo para estar na presença de Deus e preencher a mente com pensamentos divinos. Comentário Bíblico I. Conformados ou transformados (Recapitule com a classe Rm 12:2.) Todos nós somos conformados ou moldados de acordo com o modelo deste mundo ou somos transformados segundo a imagem de Cristo. O apóstolo Paulo diz claramente em Romanos 12:2: “Não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente”. A versão do Novo Testamento J. B. Phillips coloca essa passagem desta forma: “Não deixe o mundo ao seu redor espremer você para colocá-lo em seu molde”. A American Standard Version traduz assim: “Não sejam moldados de acordo com este mundo”. O oposto de ser conformado, moldado ou espremido pelo molde do mundo é ser transformado à imagem de Cristo pela renovação da mente. A palavra grega para “transformar” é metamorphoo, da qual obtemos a palavra metamorfose. Ela é usada para descrever uma borboleta que sai do casulo e experimenta uma nova vida. A Bíblia usa metamorphoo para descrever a transformação que ocorre na vida do cristão, por intermédio do poder do Espírito Santo (2Co 3:18). Jesus falou a Nicodemos sobre o novo nascimento, uma nova maneira de pensar e viver (Jo 3:1-21). Essa transformação do pensamento sempre leva à transformação das ações. Paulo chama isso de “lavar regenerador e renovador do Espírito Santo” (Tt 3:5). Ele fala do homem interior, ou dos nossos padrões de pensamento, sendo renovados dia a dia (2Co 4:16). Pense nisto: O que colocamos na mente determina se somos conformados ou transformados, se os pensamentos são moldados segundo a vontade de Cristo, ou se eles são colocados no molde do mundo. Qual é a definição bíblica de uma vida transformada e como isso acontece? O que significa ser renovado dia a dia? Por que a renovação deve ocorrer a cada dia? O que acontece com nossos padrões de pensamento, se isso não ocorre? II. Duas mentes (Recapitule com a classe Fp 2:5; Rm 8:5; Cl 3:1, 2.) O apóstolo Paulo nos exorta a ter “em [nós] o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus” (Fp 2:5). Um comentário faz uma observação interessante a respeito dessa passagem, traduzindo-a da seguinte forma: “Preocupem-se [...] com as coisas com que o Senhor Jesus Se preocupava”. Em seguida, acrescenta que Paulo nos encoraja a “amar o que Ele [Jesus] amava [...] odiar o que Ele odiava. Os pensamentos, desejos e motivações do cristão devem ser os pensamentos, desejos e motivações que enchiam o sagrado coração de Jesus Cristo, nosso Senhor. Devemos nos esforçar para imitá-Lo, reproduzir Sua imagem, não apenas no exterior, mas igualmente na vida interior” (The Pulpit Commentary [Comentário O Púlpito], v. 20; Grand Rapids, Michigan; Wm. B. Eerdmans Publishing Company, 1962, p. 59). A epístola aos romanos continua esse tema com as expressões “carne” e “Espírito”. Em Romanos 8:5, Paulo exorta os cristãos a inclinar a mente para as coisas do Espírito, e não para as coisas da carne. Isso é semelhante ao conselho para a igreja de Colossos, no qual ele advertiu os cristãos a sempre pensar “nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da Terra” (Cl 3:2). A questão central aqui é tríplice: onde fixamos a mente, qual é a tendência dos pensamentos e em que estamos nos demorando. Pense nisto: Nós nos tornamos semelhantes àquilo com que enchemos a mente. Se queremos ter pensamentos espirituais e cristãos, é extremamente importante encher a mente com material espiritual e cristão. O que o apóstolo Paulo quis dizer quando exortou os cristãos romanos a pensar nas coisas do alto? III. Preparando-se para Sua vinda (Recapitule com a classe 1Ts 5:23.) ramos@advir.comramos@advir.com
  7. 7. A Bíblia não deixa de fora nenhum aspecto da vida à luz da preparação para a volta do Senhor. O apelo final de Paulo aos tessalonicenses é: “O mesmo Deus da paz vos santifique em tudo” (1Ts 5:23). A palavra grega traduzida como “em tudo” é holoteles, que significa “completo em todos os aspectos”. Nada podemos negar a Cristo. Ele deseja transformar o pensamento, os hábitos e as práticas de vida. A atitude ou a prática pecaminosa conscientemente retida gradualmente corrói a espiritualidade. O pecado acariciado mina a fé. Pense nisto: Um viajante que entrou numa estrada enlameada do Alasca, há algum tempo, relatou ter visto esta placa: “Considere cuidadosamente o trilho em que vai dirigir, porque você estará nele nos próximos 800 quilômetros.” Como isso se relaciona com os hábitos de estilo de vida? Aplicação Somente para o professor: Compartilhe um testemunho pessoal, em que o Espírito Santo o convenceu a entregar alguma área da vida a Jesus. Foi difícil para você entregar essa atitude ou hábito? Como foi que Deus lhe deu a vitória? Perguntas para reflexão 1. Quais hábitos ou práticas em sua vida precisam ser entregues a Cristo? 2. Por que é difícil entregar algumas das atitudes ou hábitos acariciados? Pergunta de aplicação Se o Espírito Santo o impressionou com algo específico, por que não entregar isso a Ele agora? Atividades práticas Somente para o professor: O objetivo de Deus para a nossa vida é que nós experimentemos a alegria de conhecê-Lo e nos regozijemos na maravilha de Sua graça transformadora, para que possamos ser “luzes” em um mundo de trevas morais. Leia em voz alta Filipenses 2:14-17, em grupos de dois ou três. Que conselho prático o apóstolo dá aos filipenses e a nós hoje sobre a maneira pela qual podemos “brilhar” em um mundo de trevas? O que o apóstolo quis dizer ao declarar que devemos “fazer tudo sem murmurações nem contendas”? (verso 14). Como podemos preservar “a palavra da vida”? (verso 16). O que significa isso? O que Paulo quer dizer ao falar sobre ser “oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da [...] fé [dos irmãos]”? (verso 17). Como as respostas para as perguntas acima impactam as escolhas que você faz em cada área de sua vida a cada dia? Planejando atividades: O que sua classe de Escola Sabatina pode fazer na próxima semana como resposta ao estudo da lição? ramos@advir.comramos@advir.com

×