Maria Carmo Tavares (AmBioDiv – Valor Natural)
A experiência da Certificação
Florestal em Portugal – caso
de estudo da Her...
A AmBioDiv – Valor Natural é uma empresa de consultadoria especializada em:
• Gestão de Biodiversidade
• Avaliação de Ecos...
Quem somos – Herdade do
Esporão
• A Herdade conta com 550 hectares de área plantada, dividida
em cinco qualidades diferent...
Localização - Reguengos de Monsaraz
Biogeografia
- Provincia Luso-Extremadurense
- Sector Mariânico-Monchiquense
- Subsect...
O que é um Plano de Acção de Conservação?
•Os PAC são ferramentas de gestão de Habitats e Biodiversidade e consistem na av...
Sistemas de Gestão
• O Sistema Integrado está implantado o que facilitou a implantação do
Sistema de Gestão Florestal porq...
Plano de Acção de Conservação em âmbito FSC
PRINCÍPIOS FSC
Plano de Acção de Conservação em âmbito FSC
PRINCÍPIOS FSC
Plano de Acção de Conservação em âmbito FSC
PRINCÍPIOS FSC
• Avaliação de Valores Naturais (Herdade do Esporão 2007-2011)
Gestão Responsável
Certificação Florestal FSC como ferramen...
Habitat A
Sp. Flora A1 Sp. Flora A3Sp. Flora A2 Sp. Flora Ax
ArquitecturaEstrutura
Complexidade Ecológica
Nicho Ecológico
...
Uso do Solo
• Vinha e Olival
• Montado de Azinho
• Bosques de Azinho
• Povoamento de Pinheiro-manso
• Povoamento de Pinhei...
Montado e Bosques de Azinho
• Representa a maior unidade de paisagem da
Herdade (750 ha)
• Uma parte foi convertida para p...
Montado de Azinho
• Revisão do PGF;
• Cessação do Programa de Controlo de Predadores;
• Redução da densidade de árvores no...
Relvados de Orquídeas
• Presentes em áreas abertas de zonas
húmidas entre os meses de Fevereiro e Junho
• Habitat gerido n...
Monitorização
Flora Fauna
Invertebrados
Vertebrados
• 228 espécies de flora
• 16 são de interesse para a conservação
Resultados
- 4 endemismos europeus (Linaria spartea,
Verb...
Ponto de Situação – ano 2011
- Armadilhagem fotográfica: foram colocadas câmaras em três locais: 2 locais da
ribeira da Ca...
Ponto de Situação – ano 2011
Armadilhagem fotográfica
Gamos
Javali
Raposa
Saca-rabos
Coelhos
ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC)
– DEFINIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO FSC
Metodologias
• Dependendo do tamanho ...
ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC)
– DEFINIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO FSC
Metodologias
Classificação em Áreas d...
ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC)
– DEFINIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO FSC
Metodologias
Mapeamento das Áreas de Protecção e das Zonas de Conservação
ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC)
– DEFINIÇÕE...
• Avaliação Ecológica dos inimigos naturais da vinha e olival
• Selecção de áreas de teste para agricultura biológica (vin...
Potencial do uso orientado para o
ecoturismo e desenvolvimento local,
assim como para a criação de
mercados de créditos am...
AmBioDiv ~ Valor Natural
Ambiente, Conservação da Natureza e Sustentabilidade, Lda.
R. Filipe da Mata, 10, 1º Frente, 1600...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A experiência da certificação florestal em Portugal – Caso de estudo: Herdade do Esporão.

429 visualizações

Publicada em

Seminário O Futuro da Floresta no Alentejo: O Papel da Certificação Florestal, Redondo. 2011

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
429
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A experiência da certificação florestal em Portugal – Caso de estudo: Herdade do Esporão.

  1. 1. Maria Carmo Tavares (AmBioDiv – Valor Natural) A experiência da Certificação Florestal em Portugal – caso de estudo da Herdade do Esporão 1
  2. 2. A AmBioDiv – Valor Natural é uma empresa de consultadoria especializada em: • Gestão de Biodiversidade • Avaliação de Ecossistemas • Conservação da Natureza • Planeamento e Território Quem somos - AmBioDiv
  3. 3. Quem somos – Herdade do Esporão • A Herdade conta com 550 hectares de área plantada, dividida em cinco qualidades diferentes: Esporão, Perdigões, Rusga, Palmeiras e Monte, repartidas em castas tintas e brancas; • De modo a armazenar água para alimentar o sistema automático de rega computorizado instalado na totalidade da vinha foi construída uma barragem na Ribeira da Caridade; • A Herdade tem os seus limites fixados desde 1267, contando ainda hoje com Património edificado que foi sobrevivendo à passagem do tempo, do qual a sua Torre do Esporão, (construída entre os anos 1457 e 1490), é o símbolo máximo, fazendo mesmo parte do logótipo desta herdade; • A Herdade organiza diversos serviços de Enoturismo e Ecoturismo, com restauração e degustação da produção, organização de cursos vínicos
  4. 4. Localização - Reguengos de Monsaraz Biogeografia - Provincia Luso-Extremadurense - Sector Mariânico-Monchiquense - Subsector Araceno-Pacense - Distrito Alentejano Localização da Herdade do Esporão
  5. 5. O que é um Plano de Acção de Conservação? •Os PAC são ferramentas de gestão de Habitats e Biodiversidade e consistem na avaliação e gestão de áreas naturais ou semi-naturais que necessitem de linhas de acção práticas para a sua recuperação e/ou valorização ambiental. •No caso da gestão de habitats agroflorestais o modelo mais adequado deverá ser centrado na gestão dos valores naturais (espécies de fauna, flora e habitats) associados aos espaços/corredores de zonas húmidas e áreas florestais e agrícolas, áreas semi-naturais e de zonas de refúgio de Biodiversidade, gestão da Rede Natura 2000, recuperação de áreas de prados e bosques ripícolas degradadas e integração das actividades de ecoturismo e monitorização do seu impacte sobre a Biodiversidade e paisagem.
  6. 6. Sistemas de Gestão • O Sistema Integrado está implantado o que facilitou a implantação do Sistema de Gestão Florestal porque foi só preciso fazer um upgrade com a componente florestal • A Certificação Florestal tem como objectivo conciliar o uso da floresta e os seus benefícios sociais, económicos e ambientais através da redução do impacto da exploração com vista à conservação da Biodiversidade, aumento da segurança no trabalho, regularização fundiária e relações humanas. Desta forma, existem esquemas de certificação que garantem a sustentabilidade dos espaços florestais, tais como o Forest Stewardship Council (FSC) e o Programa para o Reconhecimento de Sistemas de Certificação Florestal (PEFC/NP 4406) • Em 2010 fizeram uma parceria com o grupo Amorim para utilização de rolhas de cortiça FSC
  7. 7. Plano de Acção de Conservação em âmbito FSC PRINCÍPIOS FSC
  8. 8. Plano de Acção de Conservação em âmbito FSC PRINCÍPIOS FSC
  9. 9. Plano de Acção de Conservação em âmbito FSC PRINCÍPIOS FSC
  10. 10. • Avaliação de Valores Naturais (Herdade do Esporão 2007-2011) Gestão Responsável Certificação Florestal FSC como ferramenta de gestão responsável para a conservação da Biodiversidade e dos valores naturais
  11. 11. Habitat A Sp. Flora A1 Sp. Flora A3Sp. Flora A2 Sp. Flora Ax ArquitecturaEstrutura Complexidade Ecológica Nicho Ecológico Reprodução AlimentaçãoRefúgio Abrigo... Sp. Fauna A1 Sp. Fauna A3Sp. Fauna A2 Sp. Fauna Ax Qual a Metodologia que usamos? Definição de Áreas com Alto Valor de Conservação através da Metodologia de Abordagem ao Habitat
  12. 12. Uso do Solo • Vinha e Olival • Montado de Azinho • Bosques de Azinho • Povoamento de Pinheiro-manso • Povoamento de Pinheiro-manso com azinho • Relvados com orquídeas • Vegetação herbácea • Linha de água e zonas húmidas • Matos de rosmaninho • Espaços verdes • Área social
  13. 13. Montado e Bosques de Azinho • Representa a maior unidade de paisagem da Herdade (750 ha) • Uma parte foi convertida para projectos de instalação de povoamentos de pinheiro- manso • Bosques de Pyro bourgaeanae-Quercetum rotundifoliae (restritos às margens da galeria ripícola) • Projectos de restauro ecológico destas áreas no sentido de promover áreas de abrigo e alimentação para a fauna, através da plantação de rosmaninhos, figueiras, medronheiros, catapereiros, silvas
  14. 14. Montado de Azinho • Revisão do PGF; • Cessação do Programa de Controlo de Predadores; • Redução da densidade de árvores nos povoamentos de pinheiro-manso; • Mínimo de podas; • Plano de Acção de Conservação; • FSC (em processo de certificação).
  15. 15. Relvados de Orquídeas • Presentes em áreas abertas de zonas húmidas entre os meses de Fevereiro e Junho • Habitat gerido no sentido de diminuir o grau de intensidade do pastoreio • Géneros Serapias e Ophrys com populações acima dos 20 individuos, tornando estas áreas AAVC •Habitat prioritário (Directiva Habitats 92/43/CEE) se um dos seguintes critérios é aplicável: composição rica em orquídeas (> 4 espécies); presença de uma importante população (> 20 individúos) de uma ou mais espécies de orquídeas. Serapias strictiflora Serapias lingua Serapias parvifloraOrchis papilionacea Orchis laxiflora Orchis morio Ophrys tenthredinifera
  16. 16. Monitorização Flora Fauna Invertebrados Vertebrados
  17. 17. • 228 espécies de flora • 16 são de interesse para a conservação Resultados - 4 endemismos europeus (Linaria spartea, Verbascum thapsus subsp. crassifolium, Phlomis lychnitis e Ornithogalum orthophyllum subsp. baeticum); - 4 endemismos ibéricos (Genista polyanthos, Narcissus jonquilla, Ulex eriocladus e Allium schmitzii); -7 espécies de orquídeas (Serapias strictiflora, Serapias lingua, Serapias parviflora, Orchis papilionacea, Orchis morio, Orchis laxiflora e Ophrys tenthredinifera); - 1 espécie constante na Directiva Habitats (Narcissus bulbocodium). Ophrys tenthredinifera Narcissus bulbocodiumGenista polyanthos Narcissus jonquilla
  18. 18. Ponto de Situação – ano 2011 - Armadilhagem fotográfica: foram colocadas câmaras em três locais: 2 locais da ribeira da Caridade, chavanco seco 28% 29% 43% 0% Ectomicorrízi co (M) Saprobio (S) -Aves: 8 novas espécies -Espécies cinegéticas com interesse: população de perdiz saudável, sustentável e apresentando densidades boas para valores da Península Ibérica; população de lebres com boas potencialidades e aparentemente sustentável; coelho com boas indicações ainda que somente em determinados locais, apresentando sinais de ligeira expansão na propriedade. População de javali pequena, mas com grande probabilidade de ir crescendo, acarretando um eventual aumento de prejuízos. Identificada a presença de gamos na HE -Albufeira da caridade: as espécies e os efectivos encontrados apontam para uma qualidade da albufeira boa (tendo em conta que se trata de uma albufeira de rega) -Zona florestal: apresentando alguns indícios de acumulação de matos -Vinha: espécies de aves insectívoras em bom número na vinha; colocadas caixas-ninho - Cogumelos: foi realizado o primeiro levantamento dirigido a este grupo. Identificaram-se 7 espécies (3 delas com propriedades medicinais e 1 comestível)
  19. 19. Ponto de Situação – ano 2011 Armadilhagem fotográfica Gamos Javali Raposa Saca-rabos Coelhos
  20. 20. ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC) – DEFINIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO FSC Metodologias • Dependendo do tamanho da área florestal, da sua utilização e do grau de agressividade das operações, é apropriado destacar áreas destinadas a funcionar com zonas de conservação e áreas de protecção e deixá-las intocadas • A norma do FSC menciona que a criação de Zonas de Conservação e de Áreas de Protecção é necessária, concretizando-se através do Princípio 6.2 • No entanto, a norma não refere qual o conjunto de critérios a ter em conta para classificar as áreas desta forma
  21. 21. ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC) – DEFINIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO FSC Metodologias Classificação em Áreas de Protecção e Zonas de Conservação, de acordo com a presença dos diferentes habitats e seu estado de evolução sucessional e de conservação
  22. 22. ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC) – DEFINIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO FSC Metodologias
  23. 23. Mapeamento das Áreas de Protecção e das Zonas de Conservação ÁREA DE PROTECÇÃO (AP) E ZONA DE CONSERVAÇÃO (ZC) – DEFINIÇÕES PARA CERTIFICAÇÃO FSC Metodologias Áreas de Protecção (ha) Zonas de Conservação (ha) 45 1814 Pelo menos 5% da Herdade deve ser considerada AP, deveríamos ter cerca de 90 ha de AP, pelo que existem ZC que deverão ser restauradas e melhoradas do ponto de vista ecológico para que possam passar a ser consideradas AP
  24. 24. • Avaliação Ecológica dos inimigos naturais da vinha e olival • Selecção de áreas de teste para agricultura biológica (vinha) – 71 ha • Selecção de áreas de teste para agricultura biológica (olival) – 8 ha • Levantamento de valores naturais na floresta e zonas húmidas (fauna, flora e habitats); • No que diz respeito às Borboletas, quase todas as espécies dadas para o Alentejo foram aqui inventariadas (regional hotspot); • Iniciados os projectos de restauro ecológico no montado Feito até agora…
  25. 25. Potencial do uso orientado para o ecoturismo e desenvolvimento local, assim como para a criação de mercados de créditos ambientais Cumprimento do ‘Objectivo 2010’: travar a perda de Biodiversidade no espaço europeu e global até 2010 Plano de Acção de Conservação (acção no terreno) GestãoFlorestal Sustentável Impactes sobre a Biodiversidade e Ecossistemas: Gestão de risco ecológico, estudo dos efeitos positivos em termos de produção Biodiversidade Funcional: Inimigos naturais, ecologia da rede hidrológica, infraestruturas ecológicas, conservação do solo Gestão Sustentável: Biodiversidade como garantia de performance responsável em ecossistemas florestais e reconhecimento do seu valor pelas partes interessadas GestãodeÁreascom ValoresNaturais Avaliação de espécies e habitats, assim como o seu estatuto legal e estado de conservação Caracterização de áreas com alto valor de conservação
  26. 26. AmBioDiv ~ Valor Natural Ambiente, Conservação da Natureza e Sustentabilidade, Lda. R. Filipe da Mata, 10, 1º Frente, 1600-071 Lisboa ambiodiv@ambiodiv.com ; www.ambiodiv.com Obrigada pela Atenção

×