SlideShare uma empresa Scribd logo
Reserva Particular de Patrimônio Natural

        Mineiros – Goiás - Brasil




           www.nascentesdoaraguaia.com.br
Eng. Agr., Dalton Luís Nogueira
Esp. TI, Weig Oliveira


                     www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
 Sobre a RPPN
 A importância da RPPN
 Corredores Ecológicos no Brasil
 Benefícios
 As Nascentes
 O Rio Araguaia
 O Parque Nacional das Emas
 O Reflorestamento
 Imagens da RPPN
 Flora
 Fauna

                      www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
 O Produtor rural Milton Fries cria a R.P.P.N.
 (Reserva Particular de Patrimônio Natural) -
         Nascentes do Rio Araguaia.




                www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Preservar a biodiversidade,
 Desenvolver a pesquisa cientifica
 Conectar o PNE com o Rio Araguaia.




                www.nascentesdoaraguaia.com.br
 O Parque Nacional das Emas (PNE) está a mais de três
  décadas isolado fisicamente do Rio Araguaia.
 É a maior e melhor ligação entre Cerrado e Amazônia.
 Conexão dos ambientes é estratégica para o
  estabelecimento do corredor de Biodiversidade do Rio
  Araguaia.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Criação das Reservas Particulares do Patrimônio
  Natural (RPPN).
 Unidades de Conservação por iniciativa do
  proprietário.
 Continua com a posse sobre a terra.
 Passa a submeter-se às normas do SNUC (Sistema
  Nacional de Unidades de Conservação).




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
Localização
Rod. GO 341 km 100 à dir. Faz. Babilônia.
                   Área total
                    720 ha.
          Extensão do Corredor
                5.296 m.
             Largura máxima
                 2.975 m.
        Margem do Rio Araguaia
               343 m.

            www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
   Paisagens naturais e pouco alteradas.
   As Nascentes do Rio Araguaia.
   A integridade e a riqueza do Bioma Cerrado.
   Fragmentos florestais da RPPN, unidos através do
    Corredor Ecológico.
   Diversas fito fisionomias do Cerrado existentes nesta
    RPPN.
   Chapadas com recursos hídricos.
   Belezas cênicas incomparáveis.

                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Um dos maiores problemas ecológicos do Cerrado é a
  fragmentação de seu habitat.
 Parque Nacional das Emas perdeu sua conexão com o
  Rio Araguaia na década de 70.
 Fatores que mais contribuíram: construção de rodovias
  e a expansão da fronteira agrícola.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Milton Fries, entende a necessidade da criação de um
  corredor ecológico.
 Busca de soluções viáveis e de sustentabilidade ao meio
  ambiente.
 Assim destina parte de sua fazenda para ser criada uma
  Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN).




                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Reserva Particular do Patrimônio Natural –
  Nascentes do Rio Araguaia.
 É a primeira RPPN criada nas nascentes do Rio
  Araguaia.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Corredor em 2010
www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Corredor em 2011
www.nascentesdoaraguaia.com.br
Milton Fries
 Referência no agronegócio.
 Referência também em sustentabilidade ambiental
  (através da criação desta R.P.P.N.).




                  www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
 Preservar ambientes históricos e o manejo de recursos
  naturais
 Preservar Recursos hídricos
 Incentivam o desenvolvimento de pesquisas cientificas
 Auxiliam na manutenção de equilíbrios climáticos e
  ecológicos.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Propriedade sustentável que beneficia o meio
    ambiente
   Ampliação das áreas protegidas no país
   Iniciativa privada no esforço de conservação
   Índices positivos na relação custo/benefício
   Proteção da biodiversidade dos biomas
   Proteção de espécies endêmicas
   Ferramentas na formação de Corredores Ecológicos.



                     www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Portanto esta RPPN tem significativa importância, pois
  aqui inicia-se o Projeto Rio Araguaia, ou seja, o corredor
  ecológico Araguaia, além de proteger as nascentes deste
  importante rio brasileiro.




                      www.nascentesdoaraguaia.com.br   Foto: Corredor em 2011
 Um corredor ecológico é um mosaico de usos da terra
  que ligam fragmentos de floresta natural através da
  paisagem.
 As RPPNs podem ser consideradas como as principais
  aliadas dos parques e reservas criados pelo governo




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Esses corredores permitem a circulação da fauna,
  impedindo que grupos familiares fiquem isolados
  entre si
 O isolamento geraria problemas de consangüinidade e
  aumentaria os riscos de extinção.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
Existem atualmente corredores ecológicos
 em fase de implementação ou estudo pelo
 IBAMA:

Corredor Amazônico
 245,5 mil quilômetros quadrados.
 70% dos quais são de unidades de conservação e terras
  indígenas.
 O que facilitará sua implantação.
                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
Corredor da Mata Atlântica
 77,5 mil quilômetros quadrados.
 É difícil de concretizar.
 Pois 95% de sua área ocupada está em propriedades
  privadas.




                     www.nascentesdoaraguaia.com.br
Corredor Ecológico Araguaia - Bananal
 Está sendo implementado no Cerrado.
 Abrange 10 milhões de hectares nos estados de GO, TO, MT
    e PA.
   36 municípios da região da ilha do Bananal, bacia dos rios
    Araguaia e Cristalino.
   Interligará nove unidades de conservação.
   Região de contato do Cerrado com a Amazônia.
   Executado pelo IBAMA, Universidades e ONGs.


                       www.nascentesdoaraguaia.com.br
Corredor Ecológico Araguaia - Bananal
 Alta diversidade de fauna e flora.
 Considerada pela Convenção Ramsar, em 1993 uma das sete
  zonas úmidas do Brasil de importância internacional.
É um corredor composto pelas seguintes áreas
  protegidas:
 Parque Nacional do Araguaia.
 Área de Proteção Ambiental Meandros do Rio Araguaia.
 Parque Estadual do Cantão.
 Duas APAs estaduais e quatro reservas indígenas.

                     www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Direito de propriedade preservado.
 Isenção do Imposto sobre a Propriedade Territorial
  Rural (ITR).
 Prioridade na análise dos projetos, pelo Fundo
  Nacional do Meio Ambiente – FNMA.
 Preferência na análise de pedidos de concessão de
  crédito agrícola.
 Cooperação com entidades privadas e públicas na
  proteção, gestão e manejo da unidade.


                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
 As primeiras águas do Rio Araguaia nascem na Região
 de Três Fronteiras, na Fazenda do Sr. Milton Fries, em
 Mineiros - GO.




                          Foto: Demarcação das Nascentes
                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 São borbotões dispersos que

  vão se juntando em
  pequenos lagos e se unem
  num filete aquático para dar
  o início a um curso
  aproximado de mais de
  2.600 km esbanjando, ao
  longo de seu percurso, uma
  fascinante paisagem,
  exuberante em fauna e
  flora, lendas e mistérios.                                    Foto: Nascente A

                               www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Lagoa Azul
www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Lagoa Azul
www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Lagoa Azul
www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Lagoa Azul
www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
 Rio das Araras Vermelhas em tupi
 Rio brasileiro que nasce no estado de Goiás, na Serra
  do Caiapó, próximo ao Parque Nacional das Emas.
 extensão de 2.114 km
 considerado um dos
mais piscosos do mundo




                                                     Foto: Rio Araguaia
                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Com os trabalhos de educação ambiental realizados há
 várias décadas pela Agência Ambiental de Goiás, foi
 possível conseguir importantes avanços já que na
 década de 1970 o rio chegou a ser chamado de lixão.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 O pôr do sol visto das margens do Rio Araguaia é uma
 das imagens mais belas




                                                    Foto: Rio Araguaia
                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Considerando a viabilidade do Rio Araguaia como
 fonte estratégica de riqueza cultural, socioeconômica e
 de biodiversidade, o Instituto Onça-Pintada (IOP) em
 parceria com o IBAMA/GO, o Earth Watch Institute
 (EW) e o IDESA elaboraram o Projeto Corredor de
 Biodiversidade do Rio Araguaia, cujo objetivo maior é
 promover a conservação desse patrimônio brasileiro,
 desde suas nascentes até sua foz.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
www.nascentesdoaraguaia.com.br
 É o berço dos povos desse continente e a mais antiga
  fonte de equilíbrio da vida, portanto, o mais velho
  ápice da criação divina.
 É, por isso, a sede dos sentimentos, das emoções e da
  consciência através da qual existe possibilidade de a
  vida ser preservada.
 Portanto, lá está a primeira felicidade do mundo, a
  morada cativa do amor e da beleza, fundamentando e
  justificando o entusiasmo da vida” (Martiniano José da
 Silva, 2005).


                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Criado pelo Decreto Nº 49.874 de 11 de janeiro de 1961
 Área total de 131.864 hectares, abrangendo assim áreas
  dos municípios de Mineiros, Chapadão do Céu e
  Serranópolis, em Goiás e de Costa Rica, no Mato
  Grosso do Sul.
 A Unidade de Conservação tem como objetivo proteger
  a fauna, flora, habitats e as nascentes dos rios Jacuba e
  Formoso, do bioma Cerrado.
 Localizado sobre uma grande chapada e possui
  altitude de 750 a 900 metros.


                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Parque Nacional das Emas
www.nascentesdoaraguaia.com.br
 O PNE é considerado uma das áreas núcleo do Corredor de
  Biodiversidade Cerrado-Pantanal.
 Em 2001 recebeu o título conferido pela UNESCO como
  Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera
  do Pantanal.
 Sua área e seu entorno possuem nascentes de importantes
  rios como o Formoso, Jacuba, Araguaia e o Sucuriú.
 As áreas limítrofes do Parque Nacional das Emas
  apresentam um grande complexo de sítios
  arqueológicos, situados nos vales dos rios Verdinho e
  Corrente.

                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Parque Nacional das Emas                      Foto: Rio Formoso



                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 A Ema é um dos animais mais comuns do Cerrado, sendo a
  maior ave brasileira, apresentando população bastante
  expressiva no Parque.
 É uma das Unidades de Conservação mais significativas da
  região do Cerrado e uma das maiores em extensão
  territorial onde
 Estão representadas quase todas as formas de Cerrado,
  havendo pouca intervenção humana.
 A flora é exuberante com vasta riqueza de espécies,
  inclusive com potencial medicinal, algumas das quais são
  amplamente conhecidas e utilizadas pela comunidades de
  entorno.

                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
Foto: Parque Nacional das Emas                          Foto: Parque Nacional das Emas


                       www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
 Ao todo já foram plantadas mais de 600.000
 mudas nativas da região do cerrado.




           Foto: Plantio de mudas                        Foto: Plantio de mudas
                        www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Reflorestamento liga as
 Nascentes do Rio Araguaia com
 o Parque Nacional das Emas.




                  www.nascentesdoaraguaia.com.br
Ao criar a RPPN Nascentes do Rio Araguaia, Milton Fries
  garante de forma definitiva:
 Manutenção de aproximadamente 70% de cerrado
  nativo
 Preservação da área verde e do patrimônio animal e
  vegetal.
 Proteger as belezas naturais




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
 A RPPN é extremamente importante para a
  preservação das nascentes do Rio Araguaia
 Dos 720 hectares destinados a reserva
  aproximadamente 200 hectares, hoje estão em
  adiantado processo de recomposição.




                  www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Localizada em área de recarga do aqüífero Guarani e
  contígua ao PNE, é indispensável para a formação do
  corredor ecológico, pois fará a ligação do Cerrado com
  a Amazônia.
 É fundamental para o fluxo genético e ampliação do
  habitat da fauna ameaçada de extinção, em especial o
  lobo guará, tatu canastra e o tamanduá bandeira.




                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Destaque para a recuperação da Nascente A e Nascente
  Buracão.
 Para conter a ação das águas no local, foi necessário
  construir uma barragem para recuperar e proteger a
  nascente, formando a Lagoa Azul.




                                                     Foto: Lagoa Azul



                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
Quando as áreas foram adquiridas, a voçoroca e as
 nascentes encontravam-se em estágio avançado de
 degradação.




                                                   Foto: Chitolina atual
                  www.nascentesdoaraguaia.com.br
Era necessário agir rápido.
 A formação de terraços de base larga
 O plantio de árvores
 O isolamento da área e o controle de formigas
 Atitudes voluntárias fundamentais para iniciar o
  processo de recuperação dessas áreas.




                    www.nascentesdoaraguaia.com.br
 A diversidade na paisagem significa muito mais do que
  apenas convivência: Significa sustentabilidade e crescente
  respeito pelo meio ambiente.




                                         Foto: Certificado da DEMA

                     www.nascentesdoaraguaia.com.br
 Milton Fries é hoje o produtor rural que mais
  compartilha com a DEMA.
 Ações concretas de recuperação de nascentes, matas
  ciliares e controle de voçorocas em Goiás.
 Criação da RPPN no alto do Rio Araguaia.




                   www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
www.nascentesdoaraguaia.com.br
Esta RPPN é o resultado do compromisso com a
      sustentabilidade econômica e ambiental do
   proprietário da área e produtor rural Milton Fries.

Além de resgatar a conexão entre o Parque Nacional das
   Emas e o Rio Araguaia é vista por pesquisadores e
     gestores ambientais como fundamental para a
     manutenção da qualidade de vida nestes dois
                       ambientes.


                  www.nascentesdoaraguaia.com.br
“Nossas propriedades tem compromisso
     com a sustentabilidade, sempre
  procuramos ter os melhores índices de
  produtividade, aliado à preservação de
    ambientes naturais, indo além das
  exigências legais sempre que possível”.

                                               Milton Fries

              www.nascentesdoaraguaia.com.br
Perguntas e comentários
Contato: contato@nascentesdoaraguaia.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

CONAMA 357.2005
CONAMA 357.2005CONAMA 357.2005
CONAMA 357.2005
Francielson Almeida Alves
 
Fisiologia renal
Fisiologia renalFisiologia renal
Fisiologia renal
flaviolimaenfermeiro
 
Energia e meio ambiente slide
Energia e meio ambiente slideEnergia e meio ambiente slide
Energia e meio ambiente slide
google
 
Aula Biodiversidade
Aula BiodiversidadeAula Biodiversidade
Aula Biodiversidade
Plínio Gonçalves
 
Bioma Mata Atlântica - Ecologia
Bioma Mata Atlântica - EcologiaBioma Mata Atlântica - Ecologia
Bioma Mata Atlântica - Ecologia
Amália Beims
 
Fluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matériaFluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matéria
Tânia Reis
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
Leandro A. Machado de Moura
 
Powerpoint gravidez
Powerpoint gravidezPowerpoint gravidez
Powerpoint gravidez
silvaelivia
 
Ecossistemas aquáticos
Ecossistemas aquáticosEcossistemas aquáticos
Ecossistemas aquáticos
Alessandra Vieira da Silva
 
Internet Segura
Internet SeguraInternet Segura
Internet Segura
Carlos Pinheiro
 
Estruturas das plantas
Estruturas das plantasEstruturas das plantas
Estruturas das plantas
Grazi Grazi
 
Unidades de conservação
Unidades de conservaçãoUnidades de conservação
Unidades de conservação
Maira Egito Barros
 
Pericia Judicial Ambiental
Pericia Judicial AmbientalPericia Judicial Ambiental
Pericia Judicial Ambiental
nucleosul2svma
 
Floresta tropical - Por Atilson Aguiar
Floresta tropical - Por Atilson AguiarFloresta tropical - Por Atilson Aguiar
Floresta tropical - Por Atilson Aguiar
Atil123On
 
Biosfera
BiosferaBiosfera
Biosfera
MarliPratti
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
Gabriel Resende
 
Manguezal
ManguezalManguezal
Manguezal
profleofonseca
 
O Desmatamento
O DesmatamentoO Desmatamento
O Desmatamento
biodeise
 
Sistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humanaSistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humana
Marília Gomes
 
Sistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservaçãoSistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservação
guest0a95ab
 

Mais procurados (20)

CONAMA 357.2005
CONAMA 357.2005CONAMA 357.2005
CONAMA 357.2005
 
Fisiologia renal
Fisiologia renalFisiologia renal
Fisiologia renal
 
Energia e meio ambiente slide
Energia e meio ambiente slideEnergia e meio ambiente slide
Energia e meio ambiente slide
 
Aula Biodiversidade
Aula BiodiversidadeAula Biodiversidade
Aula Biodiversidade
 
Bioma Mata Atlântica - Ecologia
Bioma Mata Atlântica - EcologiaBioma Mata Atlântica - Ecologia
Bioma Mata Atlântica - Ecologia
 
Fluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matériaFluxos de energia e ciclos de matéria
Fluxos de energia e ciclos de matéria
 
Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos Classificação dos Seres Vivos
Classificação dos Seres Vivos
 
Powerpoint gravidez
Powerpoint gravidezPowerpoint gravidez
Powerpoint gravidez
 
Ecossistemas aquáticos
Ecossistemas aquáticosEcossistemas aquáticos
Ecossistemas aquáticos
 
Internet Segura
Internet SeguraInternet Segura
Internet Segura
 
Estruturas das plantas
Estruturas das plantasEstruturas das plantas
Estruturas das plantas
 
Unidades de conservação
Unidades de conservaçãoUnidades de conservação
Unidades de conservação
 
Pericia Judicial Ambiental
Pericia Judicial AmbientalPericia Judicial Ambiental
Pericia Judicial Ambiental
 
Floresta tropical - Por Atilson Aguiar
Floresta tropical - Por Atilson AguiarFloresta tropical - Por Atilson Aguiar
Floresta tropical - Por Atilson Aguiar
 
Biosfera
BiosferaBiosfera
Biosfera
 
Sistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor FemininoSistema Reprodutor Feminino
Sistema Reprodutor Feminino
 
Manguezal
ManguezalManguezal
Manguezal
 
O Desmatamento
O DesmatamentoO Desmatamento
O Desmatamento
 
Sistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humanaSistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humana
 
Sistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservaçãoSistema nacional de unidades de conservação
Sistema nacional de unidades de conservação
 

Semelhante a RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN

Lagoas do rio
Lagoas do rioLagoas do rio
Lagoas do rio
Tatiane Machado
 
Aquífero Guarani
Aquífero GuaraniAquífero Guarani
Aquífero Guarani
Prof. Oliveira Andrade
 
Cartilha formato online
Cartilha formato onlineCartilha formato online
Cartilha formato online
Thais F. G. Rocha
 
Na Rota da Trip
Na Rota da TripNa Rota da Trip
Na Rota da Trip
Jaqueline Leal
 
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PRUnidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Augusto Rocha
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
Marina Godoy
 
Mata atlântica
Mata atlânticaMata atlântica
Mata atlântica
Sandra Barros
 
oiuj
oiujoiuj
oiuj
raniwre
 
Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496
CBH Rio das Velhas
 
Bioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIAS
Bioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIASBioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIAS
Bioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIAS
Jandresson Soares de Araújo
 
Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......
Anacleto Damiani
 
PL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdf
PL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdfPL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdf
PL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdf
Victor Ha-Kã Azevedo
 
Chapada das mesas
Chapada das mesasChapada das mesas
Chapada das mesas
Denis Fernandes
 
NIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosa
NIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosaNIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosa
NIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosa
Nit Portal Social
 
Hidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasilHidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasil
Salageo Cristina
 
Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...
Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...
Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...
IPIPEA
 
Rios de Preservação Permanente
Rios de Preservação PermanenteRios de Preservação Permanente
Rios de Preservação Permanente
CBH Rio das Velhas
 
Acordo de pesca como fonte de seguranca azevedo filho e outros
Acordo de pesca como fonte de seguranca  azevedo filho e outrosAcordo de pesca como fonte de seguranca  azevedo filho e outros
Acordo de pesca como fonte de seguranca azevedo filho e outros
João D'Anuzio
 
Ecoturismo e os parques nacionais
Ecoturismo e os parques nacionaisEcoturismo e os parques nacionais
Ecoturismo e os parques nacionais
Denis Fernandes
 
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da GandarelaIcmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Agência Peixe Vivo
 

Semelhante a RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN (20)

Lagoas do rio
Lagoas do rioLagoas do rio
Lagoas do rio
 
Aquífero Guarani
Aquífero GuaraniAquífero Guarani
Aquífero Guarani
 
Cartilha formato online
Cartilha formato onlineCartilha formato online
Cartilha formato online
 
Na Rota da Trip
Na Rota da TripNa Rota da Trip
Na Rota da Trip
 
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PRUnidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
Unidades de Conservação Municipal:Colônia Mineira-Apucarana-PR
 
Caatinga
CaatingaCaatinga
Caatinga
 
Mata atlântica
Mata atlânticaMata atlântica
Mata atlântica
 
oiuj
oiujoiuj
oiuj
 
Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496Icmbio em foco 496
Icmbio em foco 496
 
Bioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIAS
Bioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIASBioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIAS
Bioma Pantanal - AO USAR COMO FONTE POR FAVOR CITAR NAS REFERÊNCIAS
 
Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......Os biomas brasileiros ......
Os biomas brasileiros ......
 
PL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdf
PL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdfPL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdf
PL rios piquiri e ribeira livres de barragens PROTOCOLADO dez 2023.pdf
 
Chapada das mesas
Chapada das mesasChapada das mesas
Chapada das mesas
 
NIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosa
NIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosaNIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosa
NIT PORTAL SOCIAL- BAIA FORMOSA: EXÔTICA E REALMENTE FORMASAosa
 
Hidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasilHidrografia e hidreletricas no brasil
Hidrografia e hidreletricas no brasil
 
Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...
Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...
Cadernos de pesquisa ipipea n°1 uso de recursos naturais em áreas de mangueza...
 
Rios de Preservação Permanente
Rios de Preservação PermanenteRios de Preservação Permanente
Rios de Preservação Permanente
 
Acordo de pesca como fonte de seguranca azevedo filho e outros
Acordo de pesca como fonte de seguranca  azevedo filho e outrosAcordo de pesca como fonte de seguranca  azevedo filho e outros
Acordo de pesca como fonte de seguranca azevedo filho e outros
 
Ecoturismo e os parques nacionais
Ecoturismo e os parques nacionaisEcoturismo e os parques nacionais
Ecoturismo e os parques nacionais
 
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da GandarelaIcmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
Icmbio - apresentação sobre o parque nacional da Serra da Gandarela
 

Último

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LucliaMartins5
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
menesabi
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Leonel Morgado
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
Geagra UFG
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Mary Alvarenga
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
Faga1939
 

Último (20)

Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdfLEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
LEMBRANCINHA Para-MENSAGEM de -FERIAS.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
(45-ESTUDO - LUCAS) A EPIRITUALIDADE DE JESUS
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantililSEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
SEQUÊNCIA NÃO ME TOCA, SEU BOBOCA, Violência sexual infantilil
 
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e CaminhosAprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
Aprendizagem Imersiva: Conceitos e Caminhos
 
Manejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhasManejo de plantas daninhas
Manejo de plantas daninhas
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
Texto e atividade -  Fontes alternativas de energiaTexto e atividade -  Fontes alternativas de energia
Texto e atividade - Fontes alternativas de energia
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
A EDUCAÇÃO COM A INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL E AS DEFICIÊNCIAS DE SUA APLICAÇÃO N...
 

RPPN Nascentes do Rio Araguaia - IV CONGRESSO BRASILEIRO DE RPPN

  • 1. Reserva Particular de Patrimônio Natural Mineiros – Goiás - Brasil www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 2. Eng. Agr., Dalton Luís Nogueira Esp. TI, Weig Oliveira www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 4.  Sobre a RPPN  A importância da RPPN  Corredores Ecológicos no Brasil  Benefícios  As Nascentes  O Rio Araguaia  O Parque Nacional das Emas  O Reflorestamento  Imagens da RPPN  Flora  Fauna www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 6.  O Produtor rural Milton Fries cria a R.P.P.N. (Reserva Particular de Patrimônio Natural) - Nascentes do Rio Araguaia. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 7.  Preservar a biodiversidade,  Desenvolver a pesquisa cientifica  Conectar o PNE com o Rio Araguaia. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 8.  O Parque Nacional das Emas (PNE) está a mais de três décadas isolado fisicamente do Rio Araguaia.  É a maior e melhor ligação entre Cerrado e Amazônia.  Conexão dos ambientes é estratégica para o estabelecimento do corredor de Biodiversidade do Rio Araguaia. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 9.  Criação das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPN).  Unidades de Conservação por iniciativa do proprietário.  Continua com a posse sobre a terra.  Passa a submeter-se às normas do SNUC (Sistema Nacional de Unidades de Conservação). www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 11. Localização Rod. GO 341 km 100 à dir. Faz. Babilônia. Área total 720 ha. Extensão do Corredor 5.296 m. Largura máxima 2.975 m. Margem do Rio Araguaia 343 m. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 13. Paisagens naturais e pouco alteradas.  As Nascentes do Rio Araguaia.  A integridade e a riqueza do Bioma Cerrado.  Fragmentos florestais da RPPN, unidos através do Corredor Ecológico.  Diversas fito fisionomias do Cerrado existentes nesta RPPN.  Chapadas com recursos hídricos.  Belezas cênicas incomparáveis. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 14.  Um dos maiores problemas ecológicos do Cerrado é a fragmentação de seu habitat.  Parque Nacional das Emas perdeu sua conexão com o Rio Araguaia na década de 70.  Fatores que mais contribuíram: construção de rodovias e a expansão da fronteira agrícola. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 15.  Milton Fries, entende a necessidade da criação de um corredor ecológico.  Busca de soluções viáveis e de sustentabilidade ao meio ambiente.  Assim destina parte de sua fazenda para ser criada uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN). www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 17.  Reserva Particular do Patrimônio Natural – Nascentes do Rio Araguaia.  É a primeira RPPN criada nas nascentes do Rio Araguaia. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 18. Foto: Corredor em 2010 www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 19. Foto: Corredor em 2011 www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 20. Milton Fries  Referência no agronegócio.  Referência também em sustentabilidade ambiental (através da criação desta R.P.P.N.). www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 22.  Preservar ambientes históricos e o manejo de recursos naturais  Preservar Recursos hídricos  Incentivam o desenvolvimento de pesquisas cientificas  Auxiliam na manutenção de equilíbrios climáticos e ecológicos. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 23.  Propriedade sustentável que beneficia o meio ambiente  Ampliação das áreas protegidas no país  Iniciativa privada no esforço de conservação  Índices positivos na relação custo/benefício  Proteção da biodiversidade dos biomas  Proteção de espécies endêmicas  Ferramentas na formação de Corredores Ecológicos. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 24.  Portanto esta RPPN tem significativa importância, pois aqui inicia-se o Projeto Rio Araguaia, ou seja, o corredor ecológico Araguaia, além de proteger as nascentes deste importante rio brasileiro. www.nascentesdoaraguaia.com.br Foto: Corredor em 2011
  • 25.  Um corredor ecológico é um mosaico de usos da terra que ligam fragmentos de floresta natural através da paisagem.  As RPPNs podem ser consideradas como as principais aliadas dos parques e reservas criados pelo governo www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 26.  Esses corredores permitem a circulação da fauna, impedindo que grupos familiares fiquem isolados entre si  O isolamento geraria problemas de consangüinidade e aumentaria os riscos de extinção. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 28. Existem atualmente corredores ecológicos em fase de implementação ou estudo pelo IBAMA: Corredor Amazônico  245,5 mil quilômetros quadrados.  70% dos quais são de unidades de conservação e terras indígenas.  O que facilitará sua implantação. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 29. Corredor da Mata Atlântica  77,5 mil quilômetros quadrados.  É difícil de concretizar.  Pois 95% de sua área ocupada está em propriedades privadas. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 30. Corredor Ecológico Araguaia - Bananal  Está sendo implementado no Cerrado.  Abrange 10 milhões de hectares nos estados de GO, TO, MT e PA.  36 municípios da região da ilha do Bananal, bacia dos rios Araguaia e Cristalino.  Interligará nove unidades de conservação.  Região de contato do Cerrado com a Amazônia.  Executado pelo IBAMA, Universidades e ONGs. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 31. Corredor Ecológico Araguaia - Bananal  Alta diversidade de fauna e flora.  Considerada pela Convenção Ramsar, em 1993 uma das sete zonas úmidas do Brasil de importância internacional. É um corredor composto pelas seguintes áreas protegidas:  Parque Nacional do Araguaia.  Área de Proteção Ambiental Meandros do Rio Araguaia.  Parque Estadual do Cantão.  Duas APAs estaduais e quatro reservas indígenas. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 33.  Direito de propriedade preservado.  Isenção do Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural (ITR).  Prioridade na análise dos projetos, pelo Fundo Nacional do Meio Ambiente – FNMA.  Preferência na análise de pedidos de concessão de crédito agrícola.  Cooperação com entidades privadas e públicas na proteção, gestão e manejo da unidade. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 35.  As primeiras águas do Rio Araguaia nascem na Região de Três Fronteiras, na Fazenda do Sr. Milton Fries, em Mineiros - GO. Foto: Demarcação das Nascentes www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 36.  São borbotões dispersos que vão se juntando em pequenos lagos e se unem num filete aquático para dar o início a um curso aproximado de mais de 2.600 km esbanjando, ao longo de seu percurso, uma fascinante paisagem, exuberante em fauna e flora, lendas e mistérios. Foto: Nascente A www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 43.  Rio das Araras Vermelhas em tupi  Rio brasileiro que nasce no estado de Goiás, na Serra do Caiapó, próximo ao Parque Nacional das Emas.  extensão de 2.114 km  considerado um dos mais piscosos do mundo Foto: Rio Araguaia www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 44.  Com os trabalhos de educação ambiental realizados há várias décadas pela Agência Ambiental de Goiás, foi possível conseguir importantes avanços já que na década de 1970 o rio chegou a ser chamado de lixão. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 45.  O pôr do sol visto das margens do Rio Araguaia é uma das imagens mais belas Foto: Rio Araguaia www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 46.  Considerando a viabilidade do Rio Araguaia como fonte estratégica de riqueza cultural, socioeconômica e de biodiversidade, o Instituto Onça-Pintada (IOP) em parceria com o IBAMA/GO, o Earth Watch Institute (EW) e o IDESA elaboraram o Projeto Corredor de Biodiversidade do Rio Araguaia, cujo objetivo maior é promover a conservação desse patrimônio brasileiro, desde suas nascentes até sua foz. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 50.  É o berço dos povos desse continente e a mais antiga fonte de equilíbrio da vida, portanto, o mais velho ápice da criação divina.  É, por isso, a sede dos sentimentos, das emoções e da consciência através da qual existe possibilidade de a vida ser preservada.  Portanto, lá está a primeira felicidade do mundo, a morada cativa do amor e da beleza, fundamentando e justificando o entusiasmo da vida” (Martiniano José da Silva, 2005). www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 51.  Criado pelo Decreto Nº 49.874 de 11 de janeiro de 1961  Área total de 131.864 hectares, abrangendo assim áreas dos municípios de Mineiros, Chapadão do Céu e Serranópolis, em Goiás e de Costa Rica, no Mato Grosso do Sul.  A Unidade de Conservação tem como objetivo proteger a fauna, flora, habitats e as nascentes dos rios Jacuba e Formoso, do bioma Cerrado.  Localizado sobre uma grande chapada e possui altitude de 750 a 900 metros. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 52. Foto: Parque Nacional das Emas www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 53.  O PNE é considerado uma das áreas núcleo do Corredor de Biodiversidade Cerrado-Pantanal.  Em 2001 recebeu o título conferido pela UNESCO como Patrimônio Natural da Humanidade e Reserva da Biosfera do Pantanal.  Sua área e seu entorno possuem nascentes de importantes rios como o Formoso, Jacuba, Araguaia e o Sucuriú.  As áreas limítrofes do Parque Nacional das Emas apresentam um grande complexo de sítios arqueológicos, situados nos vales dos rios Verdinho e Corrente. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 54. Foto: Parque Nacional das Emas Foto: Rio Formoso www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 55.  A Ema é um dos animais mais comuns do Cerrado, sendo a maior ave brasileira, apresentando população bastante expressiva no Parque.  É uma das Unidades de Conservação mais significativas da região do Cerrado e uma das maiores em extensão territorial onde  Estão representadas quase todas as formas de Cerrado, havendo pouca intervenção humana.  A flora é exuberante com vasta riqueza de espécies, inclusive com potencial medicinal, algumas das quais são amplamente conhecidas e utilizadas pela comunidades de entorno. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 56. Foto: Parque Nacional das Emas Foto: Parque Nacional das Emas www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 58.  Ao todo já foram plantadas mais de 600.000 mudas nativas da região do cerrado. Foto: Plantio de mudas Foto: Plantio de mudas www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 59.  Reflorestamento liga as Nascentes do Rio Araguaia com o Parque Nacional das Emas. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 60. Ao criar a RPPN Nascentes do Rio Araguaia, Milton Fries garante de forma definitiva:  Manutenção de aproximadamente 70% de cerrado nativo  Preservação da área verde e do patrimônio animal e vegetal.  Proteger as belezas naturais www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 61.  A RPPN é extremamente importante para a preservação das nascentes do Rio Araguaia  Dos 720 hectares destinados a reserva aproximadamente 200 hectares, hoje estão em adiantado processo de recomposição. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 62.  Localizada em área de recarga do aqüífero Guarani e contígua ao PNE, é indispensável para a formação do corredor ecológico, pois fará a ligação do Cerrado com a Amazônia.  É fundamental para o fluxo genético e ampliação do habitat da fauna ameaçada de extinção, em especial o lobo guará, tatu canastra e o tamanduá bandeira. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 63.  Destaque para a recuperação da Nascente A e Nascente Buracão.  Para conter a ação das águas no local, foi necessário construir uma barragem para recuperar e proteger a nascente, formando a Lagoa Azul. Foto: Lagoa Azul www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 64. Quando as áreas foram adquiridas, a voçoroca e as nascentes encontravam-se em estágio avançado de degradação. Foto: Chitolina atual www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 65. Era necessário agir rápido.  A formação de terraços de base larga  O plantio de árvores  O isolamento da área e o controle de formigas  Atitudes voluntárias fundamentais para iniciar o processo de recuperação dessas áreas. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 66.  A diversidade na paisagem significa muito mais do que apenas convivência: Significa sustentabilidade e crescente respeito pelo meio ambiente. Foto: Certificado da DEMA www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 67.  Milton Fries é hoje o produtor rural que mais compartilha com a DEMA.  Ações concretas de recuperação de nascentes, matas ciliares e controle de voçorocas em Goiás.  Criação da RPPN no alto do Rio Araguaia. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 105. Esta RPPN é o resultado do compromisso com a sustentabilidade econômica e ambiental do proprietário da área e produtor rural Milton Fries. Além de resgatar a conexão entre o Parque Nacional das Emas e o Rio Araguaia é vista por pesquisadores e gestores ambientais como fundamental para a manutenção da qualidade de vida nestes dois ambientes. www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 106. “Nossas propriedades tem compromisso com a sustentabilidade, sempre procuramos ter os melhores índices de produtividade, aliado à preservação de ambientes naturais, indo além das exigências legais sempre que possível”. Milton Fries www.nascentesdoaraguaia.com.br
  • 107. Perguntas e comentários Contato: contato@nascentesdoaraguaia.com.br