“Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo:
Criar Hoje os Empregos de Amanhã”
EcoEmpreendedorismo
Nuno Oliveira , Filipa Gouv...
Ecologia: para muitos um
sonho de infância, a
ilusão de estar em
contacto com a natureza,
‘de bem’ com a vida e
descobrir ...
A cara da vossa mãe quando
souber que, após 12 longos e
dolorosos anos de estudos,
escolheram uma licenciatura /
profissão...
Mas que raio vem a ser
isso de trabalhar em
Conservação da
Natureza?
As avós explicam:
1. O meu neto é uma espécie de
veterinário dos “outros bichinhos”
2. A minha neta é doutora e está num
l...
Quais são as dificuldades
mais comuns num
empreendedor?
Visão
‘Friends, Family
and Fools’
Capacidade de
gerar mercado
Antevisão
Estratégia
dinâmica
Persistência
Equilíbrio entre
...
© AmBioDiv, 2008
© AmBioDiv, 2008© AmBioDiv, 2008© AmBioDiv, 2008© AmBioDiv, 2008
© AmBioDiv, 2008
Afinal… falam, falam… e o que é que VOCES fazem?!?
Exemplos do Portfolio ‘B2’ da AmBioDiv:
•Estratégia ‘B&B’ Grupo Portuce...
Business & Biodiversity – Um confronto inevitável?
BAU (Business as Usual) não parece estar a
resultar para a Biodiversida...
Plano de Acção de Conservação
Herdade do Gavião/ Grupo Portucel Soporcel
Plano de Acção de Conservação
Herdade dos Adães Novos/ Delta Cafés
Plano de Acção de Conservação
Núcleo Florestal de Meirinhos/ Aliança Florestal
Plano de Acção de Conservação
Moinhos da Funcheira/ Chamartín Imobiliária
Plano de Acção de Conservação
Quinta da Boavista dos Pinheiros/ Vitacress
Plano de Acção de Conservação
Herdade do Freixo do Meio/ Sousa Cunhal, SGPS
Plano de Acção de Conservação
Quinta do Ludo/ Vitacress
Plano de Acção de Conservação
Tapada de Mafra / Caixa Geral de Depósitos
Plano de Acção de Conservação
Herdade do Esporão / Esporão, SA
Plano de Acção de Conservação
Herdade das Argamassas/ Novadelta
Plano de Acção de Conservação
Herdade do Freixo do Meio/ Sousa Cunhal
http://www.climatechangecentral.com/publications/c3-views/april-2009/green-economy-reaching-tipping-point
Green Economy - ...
Put a Cork on Biodiversity Loss!
Alguns exemplos de
Ecoempreendedorismo
Tecnologias Ambientais
Inovação organizacional para o ambiente: introdução
de métodos organizacionais e sistemas de gestão...
Continuamos com um problema grave….
Dependemos de terceiros…
PIOR! Do Estado!!!
Green Furniture
Objectivos:
• Valorizar locais que agem como testemunhos-chave da História da
Terra;
• Dinamizar uma oferta turística dife...
Objectivos:
• Desenvolver tecnologia de inoculação de inóculos
micológicos para a produção agro-florestal;
• Produzir solu...
Objectivos:
• Recuperar a tradição dos produtos tradicionais do Barrocal Algarvio;
• Dinamizar a economia local;
• Oferta ...
Raça Asinina de Mirandela
• Única raça de burro autóctone portuguesa
• Animais inteligentes, astutos, pacientes, sóbrios, ...
Terapia
• Representa um contributo importante para o bem-estar social e psicológico das pessoas.
• Primeiro registo no séc...
Leite de Burra
• Produção de matéria prima / pode custar até 300 €/kg (em pó)
• Únicos produtores da Península Ibérica são...
• São predadores de esponjas, ascídias, briozoários, octocorais, algas e outros moluscos,
a partir dos quais adquirem os m...
Potencialidades
• É de organismos marinhos, como os corais e as esponjas, que se obtêm substâncias como a
zidovudina utili...
• Azeite Virgem, também designado Ouro Líquido
• Constituinte chave da dieta Mediterrânica
• Consumo aumentou nos últimos ...
• Cuidados da pele: protector, tonificante, hidratante emoliente, permitindo uma melhor
regeneração e maior firmeza
• Actu...
Algas marinhas
• Portugal é banhado por uma extensa costa
• Elevado valor nutricional
• Os vegetais marinhos têm uma rique...
Algas marinhas
• Presente no dia-a-dia sem se ver… como ingrediente de um pudim ou gelado, ou numa
compota ou marmelada, o...
Algas marinhas
• Facilitam digestão: as mucilagens das algas recobrem as paredes do estômago e protegem
a mucosa gástrica ...
Algas marinhas
• O manitol, produto relativamente frequente – e abundante na composição das algas –,
utiliza-se como edulc...
Cogumelos
• Ao longo da História, têm sido utilizados pelo Homem, com diferentes fins, de acordo com
as suas propriedades
...
Cogumelos
• Algumas espécies são produzidas em cultura (Agaricus bisporus, Agaricus campestris,
Auricularia auricula-judae...
• Alguns cogumelos constituem uma fonte de corante natural (tinturaria de fibras têxteis)
- destacam-se algumas espécies: ...
Algas, Plantas, Cogumelos e… Tintas & Terapia!!!
• Cores extraídas das raízes são escuras, as dos caules médias, e as core...
Usem a vossa imaginação….
…E TEMPO!!
PENSAR GLOBAL, AGIR LOCAL E MUDAR A
NÍVEL PESSOAL
É TEMPO DE AGIR …
E TEMPO É DINHEIRO
Logo……..
Incentivos ao
Empreendedorismo
Oportunidades para a
criação de emprego
Iniciativa Emprego 2009
http://www.emprego2009.gov.pt/
Apoio à Criação de Empresas
Destinatários:
 Jovens à procura do 1....
Iniciativa Emprego 2009
http://www.emprego2009.gov.pt/
Outras Medidas
Apoio à contratação
(Estágios Profissionais, Integr...
Programa Operacional Potencial Humano
http://www.iefp.pt/apoios/candidatos/Cr
iacaoEmpregoEmpresa/ApoiosIniciativ
asLocais...
Programa Operacional Potencial Humano
http://www.iefp.pt/apoios/candidatos/Cr
iacaoEmpregoEmpresa/ApoiosIniciativ
asLocais...
Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias
http://www.apme.pt/noticias/detalh
es.php?id=93
Entidade Responsável:
APME –...
AmBioDiv ~ Valor Natural
Ambiente, Conservação da Natureza e Sustentabilidade, Lda.
R. Filipe da Mata, 10, 1º Frente, 1600...
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã

467 visualizações

Publicada em

Escola Profissional da Nazaré, Nazaré. 2010

Publicada em: Meio ambiente
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
467
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã

  1. 1. “Sustentabilidade e Ecoempreendedorismo: Criar Hoje os Empregos de Amanhã” EcoEmpreendedorismo Nuno Oliveira , Filipa Gouveia 18 de Janeiro de 2010 ©AmBioDiv, 2007©AmBioDiv, 2007©AmBioDiv, 2007
  2. 2. Ecologia: para muitos um sonho de infância, a ilusão de estar em contacto com a natureza, ‘de bem’ com a vida e descobrir novidades em cada pedaço de terreno
  3. 3. A cara da vossa mãe quando souber que, após 12 longos e dolorosos anos de estudos, escolheram uma licenciatura / profissão na área da Ecologia e PIOR!!!! Conservação da Natureza!!
  4. 4. Mas que raio vem a ser isso de trabalhar em Conservação da Natureza?
  5. 5. As avós explicam: 1. O meu neto é uma espécie de veterinário dos “outros bichinhos” 2. A minha neta é doutora e está num laboratório a fazer análises. Ajuda-me sempre a ver se o meu colesterol está bom. 3. É professor 4. Aquilo passa-lhe se Deus quiser…
  6. 6. Quais são as dificuldades mais comuns num empreendedor?
  7. 7. Visão ‘Friends, Family and Fools’ Capacidade de gerar mercado Antevisão Estratégia dinâmica Persistência Equilíbrio entre coragem e loucura Saber conquistar Superar as expectativas Inovação
  8. 8. © AmBioDiv, 2008 © AmBioDiv, 2008© AmBioDiv, 2008© AmBioDiv, 2008© AmBioDiv, 2008 © AmBioDiv, 2008
  9. 9. Afinal… falam, falam… e o que é que VOCES fazem?!? Exemplos do Portfolio ‘B2’ da AmBioDiv: •Estratégia ‘B&B’ Grupo Portucel Soporcel; Herdade do Freixo do Meio, Sousa Cunhal, SGPS; Corticeira Amorim; Chamartín Imobiliária, SGPS; Esporão, SA / Herdade do Esporão; Novadelta, SA. / Delta Cafés, SGPS •Plano de Acção de Conservação de Biodiversidade Urbana do Montijo; •Plano de Acção de Conservação Municipal de Murtosa, Estarreja, Alvaiázere... A AmBioDiv – Valor Natural é uma empresa de consultadoria especializada em Gestão de Biodiversidade, Avaliação de Ecossistemas e Conservação da Natureza. No âmbito da Filosofia de Gestão ‘Business & Biodiversity’, pretendemos integrar as questões ligadas à Biodiversidade como parte dos processos de negócio em áreas como a agricultura e floresta, turismo, gestão de áreas naturais, energias renováveis, ordenamento do território, desenvolvimento regional, entre outras.
  10. 10. Business & Biodiversity – Um confronto inevitável? BAU (Business as Usual) não parece estar a resultar para a Biodiversidade … continuamos a perder Biodiversidade a um ritmo acelerado (e não há sinais de travagens reais…) So What?!?... Aparentemente os Biólogos e Ambientalistas tem uma abordagem que o ‘Business’ não percebe… distante da realidade, emersa num mundo de sonhos verdes e ideais idílicos…. You’re sooo cute!
  11. 11. Plano de Acção de Conservação Herdade do Gavião/ Grupo Portucel Soporcel
  12. 12. Plano de Acção de Conservação Herdade dos Adães Novos/ Delta Cafés
  13. 13. Plano de Acção de Conservação Núcleo Florestal de Meirinhos/ Aliança Florestal
  14. 14. Plano de Acção de Conservação Moinhos da Funcheira/ Chamartín Imobiliária
  15. 15. Plano de Acção de Conservação Quinta da Boavista dos Pinheiros/ Vitacress
  16. 16. Plano de Acção de Conservação Herdade do Freixo do Meio/ Sousa Cunhal, SGPS
  17. 17. Plano de Acção de Conservação Quinta do Ludo/ Vitacress
  18. 18. Plano de Acção de Conservação Tapada de Mafra / Caixa Geral de Depósitos
  19. 19. Plano de Acção de Conservação Herdade do Esporão / Esporão, SA
  20. 20. Plano de Acção de Conservação Herdade das Argamassas/ Novadelta
  21. 21. Plano de Acção de Conservação Herdade do Freixo do Meio/ Sousa Cunhal
  22. 22. http://www.climatechangecentral.com/publications/c3-views/april-2009/green-economy-reaching-tipping-point Green Economy - A Tipping Point A decade from now, we may well look back at 2009 as the year when the so-called green economy finally took off. So what exactly is the green economy? It has been broadly defined as economic activity that is environmentally sustainable and socially responsible. This includes goods and services that protect and restore ecosystems and biodiversity, reduce energy consumption, promote low-carbon energy production and minimize waste and pollution. It embraces both cutting-edge jobs and technologies and traditional tasks applied in new ways. If there is one common theme to this smorgasbord of activities it is this: They all endeavour to reduce or avoid environmental impacts, not add to them. Source: EcoCanada
  23. 23. Put a Cork on Biodiversity Loss!
  24. 24. Alguns exemplos de Ecoempreendedorismo
  25. 25. Tecnologias Ambientais Inovação organizacional para o ambiente: introdução de métodos organizacionais e sistemas de gestão para lidar com questões ambientais na produção e em produtos Inovação de produtos e serviços geradores de benefícios ambientais: produtos novos ou ambientalmente melhorados e serviços ambientalmente benéficos Inovações conducentes a «sistemas verdes» ….
  26. 26. Continuamos com um problema grave…. Dependemos de terceiros… PIOR! Do Estado!!!
  27. 27. Green Furniture
  28. 28. Objectivos: • Valorizar locais que agem como testemunhos-chave da História da Terra; • Dinamizar uma oferta turística diferenciada; • Fomentar o emprego local; • Promover o desenvolvimento económico regional. As actividades geoturísticas desenrolam-se paralelamente a uma vasta e original oferta de produtos turísticos de qualidade, que vão da gastronomia ao património histórico e dos eventos desportivos às festividades religiosas tradicionais. Exemplo de rentabilização da ocorrência de um património natural (geológico e ecológico) extraordinário existente numa região interior altamente desfavorecida.
  29. 29. Objectivos: • Desenvolver tecnologia de inoculação de inóculos micológicos para a produção agro-florestal; • Produzir soluções de produção de cogumelos comestíveis em pequenas unidades domésticas; • Fomentar e divulgar o consumo dos cogumelos na gastronomia. • Exemplo de empreendorismo baseado na transferência de tecnologia; • Amplo espectro de actuação: apresenta serviços ao sector primário e produtos para o consumidor final; • Rentabilização e divulgação de um recurso natural como benefício para sector produtivo; • Rentabilização e divulgação de um recurso natural como bem de consumo.
  30. 30. Objectivos: • Recuperar a tradição dos produtos tradicionais do Barrocal Algarvio; • Dinamizar a economia local; • Oferta de produto tradicional diferenciado. • Exemplo de recuperação de conhecimento local e tradicional; • Unidade de produção baseada na economia local sendo as matérias primas recursos endógenos produzidos localmente e de forma controlada para garantir a sua qualidade; • Crescimento continuado na diversidade e forma de produtos oferecidos; • Caso de sucesso, pois chegou a pontos de venda por todo o país e é já uma marca reconhecida.
  31. 31. Raça Asinina de Mirandela • Única raça de burro autóctone portuguesa • Animais inteligentes, astutos, pacientes, sóbrios, serviçais com grande resistência ao trabalho, muito curiosos e sobretudo, muito leais a quem os trata bem • Relacionam-se particularmente bem com as crianças • É considerada uma raça em perigo extremo de extinção • Potencialidades: Terapia com Burros e Leite de Burra • Terapia: Asinoterapia, Asinomediação, Psicomotricidade • Leite de Burra: Indústrias Farmacêutica, Cosmética e Alimentar
  32. 32. Terapia • Representa um contributo importante para o bem-estar social e psicológico das pessoas. • Primeiro registo no século IX, onde pessoas com necessidades especiais foram autorizadas a cuidar de animais domésticos. • Nos anos 60 assiste-se ao ressurgimento da terapia baseada em animais. • A introdução do burro nos processos terapêuticos (Asinoterapia/Asinomediação) desenvolveu- se na década de 70 em países como a Suíça, Inglaterra, França, Itália, Estados Unidos, entre outros. • Permite a estimulação a nível cognitivo, físico, motor e afectivo. • Importância: terapêutica, ética, social e mais recentemente ecoturística, de forma à criação de momentos de prazer e de lazer. Raça Asinina de Mirandela
  33. 33. Leite de Burra • Produção de matéria prima / pode custar até 300 €/kg (em pó) • Únicos produtores da Península Ibérica são portugueses (Couço) • Leite mais tolerável (menos lactose) e usado com substituição de leite materno ou para transição em alguns hospitais • Restabelece o sistema imunitário: doentes oncológicos sujeitos a tratamentos com radioterapia • Tratamento de Psoríase • Importância histórica: Banhos de Leite de Burra da Cleópatra • Creme anti-idade: retinol que estimula a produção de colagénio – refirma a pele • Problemas actuais: Burocracia e falta/demora de subsídios • Criação de quinta pedagógica em que englobe todas as actividades rentabilizando a actividade Produtos: Rebuçados, Leite (alimentação), Sabonetes, Cremes para o rosto e corpo Os produtos cosméticos têm proveniência espanhola Raça Asinina de Mirandela
  34. 34. • São predadores de esponjas, ascídias, briozoários, octocorais, algas e outros moluscos, a partir dos quais adquirem os mais diversos produtos naturais • Apresentam capacidade de biossintetizar produtos naturais • Aquacultura para extracção de toxinas com fins farmacológicos (Instituto Português de Malacologia) • Procura/descoberta de novos anti-cancerígenos, anti-inflamatórios e analgésicos • Ainda não há nenhum medicamento derivado de substâncias retiradas de nudibrânquios Porquê? Futuro: desenvolver técnicas de cultivo capazes de assegurar lesmas do mar em quantidade suficiente para serem analisadas quimicamente Nudibrânquios (Lesmas-do-mar)
  35. 35. Potencialidades • É de organismos marinhos, como os corais e as esponjas, que se obtêm substâncias como a zidovudina utilizada em medicamentos no tratamento da SIDA – e outras substâncias poderosas em medicamentos (porque não de nudibrânquios?) • A proteína CREB-1 descoberta nas lesmas do mar é responsável por converter lembranças de curto prazo em memórias de longo prazo • Criação de fármacos para melhorar a memória de idosos e de pessoas que tenham sofrido lesões cerebrais (AVC) • Actividade antibacteriana, antifúngica, antimicobacteriana e citotóxica contra células tumorais humanas e de melanoma Nudibrânquios (Lesmas-do-mar)
  36. 36. • Azeite Virgem, também designado Ouro Líquido • Constituinte chave da dieta Mediterrânica • Consumo aumentou nos últimos anos devido à associação da dieta a menor incidência de doenças cardiovasculares (DCV) e certos tipos de cancro. • Rico em polifenóis o que pode ser benéfico para os níveis lipídicos plasmáticos e lesões oxidativas • Preferência do azeite virgem em relação a outros tipos de óleos vegetais • Usado na cozinha, à mesa e, mais recentemente, como produto de beleza • Usos caseiros e directos: pele seca, cabelo seco e espigado, queimaduras • As propriedades dermatológicas do azeite são reconhecidas desde o antigo Egipto A Oliveira e o Azeite
  37. 37. • Cuidados da pele: protector, tonificante, hidratante emoliente, permitindo uma melhor regeneração e maior firmeza • Actualmente é possível perfumar os produtos de cosmética à base de azeite, retirando o seu cheiro característico • Chá de folhas de Oliveira provenientes de cultura ecológica: propriedades digestivas e terapêuticas do sistema sanguíneo (redução da pressão arterial) • Produtos:chá de folha de oliveira, creme hidratante mãos, gel de banho, sabão liquido, shampô e sabonete Potencialidades • Criação de um espaço numa herdade com olival certificado, com SPA e Restaurante. • SPA com utilização exclusiva de produtos à base de azeite • Restaurante com decoração referente a técnicas antigas de apanha da azeitona e com pratos exclusivamente mediterrânicos em que se possa desfrutar o aroma e gosto do azeite. A Oliveira e o Azeite
  38. 38. Algas marinhas • Portugal é banhado por uma extensa costa • Elevado valor nutricional • Os vegetais marinhos têm uma riqueza enorme em minerais: cálcio (mais ricas em cálcio do que os produtos lácteos) •Possuem vários oligoelementos como cobre, zinco e algumas algas possuem quantidades assinaláveis de vitamina B12 que geralmente se considera só existir em produtos animais •Várias espécies comestíveis (Japão e Bretanha): Wakame, Kombu, Nori, Aramé, Hiziki, Agar-agar • Utilizadas há séculos como alimento por: chineses, japoneses, escoceses, irlandeses, islandeses, escandinavos, alemães e índios da América Latina que as utilizavam como medicamento para diferentes males • Restaurantes japoneses, chineses e macrobiótica • Preconceito e receio na utilização culinária do dia-a-dia
  39. 39. Algas marinhas • Presente no dia-a-dia sem se ver… como ingrediente de um pudim ou gelado, ou numa compota ou marmelada, ou no creme de uma sopa instantânea, ou ainda no recobrimento de um enchido, etc • Podem conter polissacarídeos que estimulam o sistema imunitário a combater vírus e herpes • Chás e infusões • Até há cerca de quatro décadas, o mundo ocidental desconhecia praticamente tudo acerca das algas • Gel à base de algas que pode regenerar tecidos do coração danificados após um ataque cardíaco (ainda não testado) • Para além da celulite, tratam as afecções cutâneas e retardam o envelhecimento da pele • Tonificam os tecidos, estimulam a circulação e são excelentes coadjuvantes dos regimes de emagrecimento. • Grande capacidade de assimilação pelos organismos animais, tanto por osmose como pelo processo digestivo.
  40. 40. Algas marinhas • Facilitam digestão: as mucilagens das algas recobrem as paredes do estômago e protegem a mucosa gástrica do excesso de acidez • Facilitam o trânsito dos alimentos através do intestino • Utilizações variadas: cosmética, farmácia, microbiologia e agricultura • Na cosmética, os cremes elaboradas com as algas ou os seus extractos: • re-hidratação da pele, graças à agua acumulada nas suas mucilagens • capacidade tonificante e de activação biológica • Banhos de algas aliviam o stress, o reumatismo, e os problemas circulatórios, sendo também muito recomendáveis contra a celulite • Farmacêutica: os alginatos, combinados com alguns minerais empregam-se por vezes para recobrir comprimidos ou pílulas e protegê-los da acção do suco gástrico, atravessando o estômago e dissolve-se ao nível intestinal – melhor absorção
  41. 41. Algas marinhas • O manitol, produto relativamente frequente – e abundante na composição das algas –, utiliza-se como edulcorante de baixo valor energético em numerosos alimentos e produtos farmacêuticos • Microbiologia: agar-agar para a preparação de meios de cultivo para as bactérias • Agricultura: excelente adubo para os campos de cultivo, por possuir maiores quantidades de nitrogénio e potássio que o convencional estrume • Indústria:filtros, material refratário, polimento de metais, isolantes térmicos, além de serem misturados no cimento, na construção cívil • Ambiente: bioindicadores de ambientes contaminados Potencialidades • Cultura de algas em meio sustentável para possível utilização em gastronomia (restaurantes e empresas de chás) – tudo certificado! • Secas, podendo ser usadas em pratos também com uma validade superior ao produto fresco
  42. 42. Cogumelos • Ao longo da História, têm sido utilizados pelo Homem, com diferentes fins, de acordo com as suas propriedades • Para além do sabor, aroma e textura agradáveis, os cogumelos possuem propriedades nutricionais, tónicas e medicinais • "Pão dos Deuses" para os Romanos e "Elixir da Vida" para os Chineses • Contêm uma elevada diversidade de substâncias bioquímicas, que se têm revelado eficazes no combate a determinadas doenças • Medicina: • capacidades tão distintas como combater o colesterol ou o desenvolvimento de tumores • reguladores do trânsito intestinal • propriedades imunológicas • Em Portugal não há nenhum especialista que use cogumelos na medicina Porquê? • Porque se trata de uma medicina paralela, diferente da cultura ocidental, existe ainda alguma desconfiança por estas técnicas alternativas
  43. 43. Cogumelos • Algumas espécies são produzidas em cultura (Agaricus bisporus, Agaricus campestris, Auricularia auricula-judae, Lentinus edodes, Pleurotus ostreatus), mas a maioria dos cogumelos mais valorizados ainda não se consegue obter desta forma e por isso são recolhidos no campo e depois comercializados (Amanita caesarea, Boletus edulis, Cantharellus cibarius, Lactarius deliciosus, Fistulina hepatina) Potencialidades • Culturas de Cogumelos, das espécies mais apreciadas gastronomicamente com aplicação a produtos gourmet, podendo estar ligado à indústria de azeite através de aromatização (do azeite) • Possível venda do produto “Cogumelo” em grandes superfícies (ou não) sob duas formas: • Conservado em vácuo (duram meses ou mesmo anos em estado fresco) • Secos, podendo ser usados em pratos também com uma validade superior ao produto fresco ou enlatado (como se vê na actualidade)
  44. 44. • Alguns cogumelos constituem uma fonte de corante natural (tinturaria de fibras têxteis) - destacam-se algumas espécies: Pisolitus arrhizus, Cortinarius semisanguineus , Boletus aereus, Boletus edulis, Trametes versicolor • Terra, Algas e vegetais como cenouras, beterrabas e espinafres servem para produzir tintas artesanais • As tintas ecológicas podem ser de três tipos: minerais, vegetais e com extractos animais (como a caseína, extraído do leite da vaca) • Para ser classificada como ecológica, a tinta deve ter seu ciclo de vida avaliado, incluindo dispêndio energético, uso, consumo de água, efluentes gerados, embalagens, descarte e reciclagem de materiais • Extrair cores de várias partes das plantas: raiz, caule, folhas, flores e sementes Algas, Plantas, Cogumelos e… Tintas & Terapia!!!
  45. 45. Algas, Plantas, Cogumelos e… Tintas & Terapia!!! • Cores extraídas das raízes são escuras, as dos caules médias, e as cores das flores e folhas são luminosas • As pinturas feitas com tinta vegetais são frágeis e não podem ficar ao sol • Tintas aromáticas (com plantas aromáticas) Potencialidades • Certificar tintas como ecológicas • Utilização/produção dessas tintas em locais de/como terapia de pessoas com necessidades especiais • Estímulo criativo e cognitivo
  46. 46. Usem a vossa imaginação…. …E TEMPO!!
  47. 47. PENSAR GLOBAL, AGIR LOCAL E MUDAR A NÍVEL PESSOAL É TEMPO DE AGIR … E TEMPO É DINHEIRO Logo……..
  48. 48. Incentivos ao Empreendedorismo Oportunidades para a criação de emprego
  49. 49. Iniciativa Emprego 2009 http://www.emprego2009.gov.pt/ Apoio à Criação de Empresas Destinatários:  Jovens à procura do 1.º emprego com idade entre os 18 e os 35 anos, inclusive, com o mínimo do ensino secundário completo ou nível 3 de qualificação ou a frequentar um processo de qualificação conducente à obtenção desse nível de ensino ou qualificação, e que não tenham tido contrato de trabalho sem termo Apoio:  Linhas de acesso ao crédito com garantia e bonificação da taxa de juro  Apoio técnico à criação e consolidação de projectos, através de acções de acompanhamento e consultoria, prestado por uma rede de entidades credenciadas pelo IEFP.  Já foi aprovada em Conselho de Ministros (14 de Janeiro) a continuidade da Iniciativa para 2010 Entidade Responsável: IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional
  50. 50. Iniciativa Emprego 2009 http://www.emprego2009.gov.pt/ Outras Medidas Apoio à contratação (Estágios Profissionais, Integração de desempregados de longa duração)  Reconversão Profissional  Qualificação Profissional  Já foi aprovada em Conselho de Ministros (14 de Janeiro) a continuidade da Iniciativa para 2010 Entidade Responsável: IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional
  51. 51. Programa Operacional Potencial Humano http://www.iefp.pt/apoios/candidatos/Cr iacaoEmpregoEmpresa/ApoiosIniciativ asLocaisEmprego/Paginas/ApoiosInici ativasLocaisEmprego.aspx Entidade Responsável: IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional Iniciativas Locais de Emprego (ILE) Destinatários:  Jovens à procura de 1º emprego Apoio Técnico:  Recrutamento;  Formação e consultoria na área empresarial Apoio Financeiro:  Criação de postos de trabalho (18xIAS + Majorações/posto de trabalho criado)  Investimento não reembolsável (até 40% do total do investimento) Condição:  Manutenção da empresa por 4 anos.
  52. 52. Programa Operacional Potencial Humano http://www.iefp.pt/apoios/candidatos/Cr iacaoEmpregoEmpresa/ApoiosIniciativ asLocaisEmprego/Paginas/NinhoEmpr esas.aspx Entidade Responsável: IEFP – Instituto do Emprego e Formação Profissional Ninhos de Empresas Destinatários:  Pessoas singulares;  Entidades privadas com fins lucrativos Apoio Técnico:  Cedência de espaços modulados e respectivos serviços de logística;  Formação e consultoria na área empresarial; Duração do apoio:  3 anos Contribuição:  Pagamento de quota mensal que no final do período é revertida para a empresa.
  53. 53. Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias http://www.apme.pt/noticias/detalh es.php?id=93 Entidade Responsável: APME – Associação Portuguesa de Mulheres Empresárias DoNaEmpresa Objectivo:  Implementação de ideia de negócio, para criação do seu próprio emprego ou uma micro empresa Destinatários:  Mulheres com mais de 18 anos Fases:  Formação na área empresarial (179 horas)  Consultoria na área empresarial (80 horas)  Integração na rede DoNaEmpresa
  54. 54. AmBioDiv ~ Valor Natural Ambiente, Conservação da Natureza e Sustentabilidade, Lda. R. Filipe da Mata, 10, 1º Frente, 1600-071 Lisboa Tel.: 91 685 21 67; 217 975 132; Fax: 217 979 141 ambiodiv@ambiodiv.com ; www.ambiodiv.com Obrigado pela Atenção

×