O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

PLHIS Pelotas - Audiência Pública, Etapa 3 - Estratégias de Ação

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 75 Anúncio

PLHIS Pelotas - Audiência Pública, Etapa 3 - Estratégias de Ação

Baixar para ler offline

Apresentação da Audiência de Priorização da Etapa 3 - Estratégias de Ação do Plano de Habitação de Pelotas/RS.
Apresentação final do Plano Local de Habitação de Pelotas durante a 5ª Conferência da Cidade.
Foram apresentados os resultados gerais do Diagnóstico, os eventos participativos presenciais e virtuais e, principalmente, as diretrizes para as ações de promoção habitacional, melhoria da infraestrutura e promoção da qualidade de vida da população.
Maiores informações no blog do PLHIS.
http://plhispelotas.blogspot.com.br/

Apresentação da Audiência de Priorização da Etapa 3 - Estratégias de Ação do Plano de Habitação de Pelotas/RS.
Apresentação final do Plano Local de Habitação de Pelotas durante a 5ª Conferência da Cidade.
Foram apresentados os resultados gerais do Diagnóstico, os eventos participativos presenciais e virtuais e, principalmente, as diretrizes para as ações de promoção habitacional, melhoria da infraestrutura e promoção da qualidade de vida da população.
Maiores informações no blog do PLHIS.
http://plhispelotas.blogspot.com.br/

Anúncio
Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (14)

Anúncio

Semelhante a PLHIS Pelotas - Audiência Pública, Etapa 3 - Estratégias de Ação (20)

Mais de 3C Arquitetura e Urbanismo (20)

Anúncio

Mais recentes (20)

PLHIS Pelotas - Audiência Pública, Etapa 3 - Estratégias de Ação

  1. 1. Plano Local de Habitação de Interesse Social Audiência pública Etapa 3: Estratégias de Ação 5ª Conferência Municipal da Cidade Pelotas, 15 de junho de 2013 MUNICÍPIO DE PELOTAS PODER EXECUTIVO
  2. 2. O que já foi realizado
  3. 3. • Licitação_ago2010 • Contrato_fev2011 Etapa preliminar • Audiência Pública_julho 2011 Etapa 1 METODOLOGIA • Oficina_outubro 2011 • Audiência Pública_novembro 2012 Etapa 2 DIAGNÓSTICO • Oficina_maio 2013 • Audiência Pública_junho 2013 Etapa 3 ESTRATÉGIAS AÇÃO ... 2030 O que já foi feito e o futuro Participação contínua no CONSELHO DE HABITAÇÃO + Execução dos PROGRAMAS e PROJETOS 2013 2012 2011 2010
  4. 4. Oficina: locais com maiores problemas • Balsa, • Corredor do Obelisco, • Dunas, • Fundos do Dunas, • Getúlio Vargas, • Navegantes, • Próximo ao Anglo, • Vila Castilhos OUTROS: Bom Jesus, Darcy Ribeiro, Fragata, Fundos Guabiroba, Guabiroba, iní cio da Osório, Jardim Europa, Lindóia, Passeios do Dunas, Passo do Salso, Pestano, Simões Lopes, Sítio Floresta, Vasco Pires, Vila Carvalho, Vila Farroupilha, Vila Governaço.
  5. 5. Mapa Participativo
  6. 6. Blog - plhispelotas.blogspot.com.br http://plhispelotas.blogspot.com.br
  7. 7. Facebook - /plhispelotas
  8. 8. Twitter - @plhispelotas
  9. 9. Audiência Pública Etapa 1 – Metodologia
  10. 10. Oficina de Construção Coletiva – Diagnóstico
  11. 11. Oficina Mapa Participativo – CDD Dunas
  12. 12. Oficina Mapa Participativo – E.M. Ferreira Viana
  13. 13. Audiência Pública Etapa 2 – Diagnóstico
  14. 14. Oficina de priorização Etapa 3 – Estratégias
  15. 15. Produtos da priorização
  16. 16. Oficina – Atividade individual 1. Onde você acha que devem ser feitos os investimentos em habitação e infraestrutura? 2. Como você gostaria de encaminhar suas demandas? Qual o melhor canal de reivindicação e participação popular? 1.No bairro Fragata, próximo à rodoviária; 2.Nas zonas mais carentes como: Farroupilha, Governaço, Getúlio Vargas, Navegantes; 3.Na Cohab Fragata pois tem muitas praças que servem só para colocar sujeira e entulho – são aproximadamente 27 praças; 4.Governaço, Guabiroba, áreas de lazer, escolas, unidades básicas de saúde, transporte, segurança; 5.Infraestrutura no bairro Eldorado; 6.Área com boa infraestrutura, classificação pelo poder aquisitivo – I e II (I – condomínio fechado, II – residencial aberto). 7.Menos áreas de lazer e mais creches; 8.Mais participação dos órgãos públicos; 9.Creches, oficinas jovens; 10.Classificar o poder aquisitivo; 11.Gostaríamos que fosse feita uma obra social que abrangesse todo o bairro Fragata para nossas crianças e jovens; 12.Em habitação, casa para todos; 13.Saneamento básico, calçadas, transporte público; 14.Os investimentos em habitação devem privilegiar vazios urbanos para otimizar a infraestrutura já existente. As áreas já ocupadas, na maioria em situação precária e que compõe a maioria dos loteamentos populares, devem receber os investimentos em infraestrutura, prioritariamente em relação a áreas centrais; 15.Nos bairros já existentes; 16.Rua 30, bairro Dunas, habitação, infraestrutura, as. Social; 17.Fragata, Guabiroba, creches, escolas qualificadas; 18.Gostaria que fossem construídos uma creche e um centro social no bairro Fragata para atender as nossas crianças e adolescentes – para tirá-los da rua; Creche, oficina para jovens, cursos de qualificação de poder aquisitivo; 19.Simões Lopes; 20.Área com boa infraestrutura, classificação pelo poder aquisitivo – I e II (I – condomínio fechado, II – residencial aberto), menos área de lazer e mais creche; 21.Na periferia, Sítio Floresta, Vila Princesa, Sanga Funda, Areal e cidade de Lisboa; 22.Os investimentos para habitação devem ser aplicados nos vazios urbanos, utilizando de infraestrutura urbana e serviços básicos já existentes. Os investimentos de infraestrutura devem ser aplicados onde estão localizados os novos empreendimentos que expandiram a cidade; 23.Investimento na periferia, principalmente em praças e áreas de uso comum; 24.Nas áreas vazias dentro do perímetro urbano; 25.Gostaria que eles ouvissem melhor a classe menos favorecida; 26.A participação é um processo a ser construído. Deve iniciar nos núcleos residenciais; 27.Participação popular via câmara de vereadores e habitação; 28.Associações de moradores/bairros com representação no conselho municipal de habitação; 29.O melhor canal para a participação popular é via comunidade organizada; 30.Gostaria de novas audiências públicas como esta. E também em reuniões nos bairros; 31.Criar núcleos de bairro – juntar o tema da habitação e sustentabilidade; 32.Via internet, e para as pessoas desprovidas do acesso, no calçadão de Pelotas; 33.Participação popular, câmara de vereadores e habitação, e Caixa Econômica Federal; 34.Nas associações de bairro; 35.Associações, escolas; 36.Com a secretaria com termo de compromisso para prazo da demanda; 37.Câmara de vereadores; 38.Audiências nos bairros, secretarias, associações de bairros; 39.Mais publicidade em: jornais, cartazes em bairros e escolas; 40.Audiências nos bairros, secretarias, associação de bairros, regularizar área de Guabiroba que pertence ao estado; 41.Audiências públicas, participação popular; 42.Tendo contato mais direto com serviço social, audiências na câmara de vereadores; 44.Pode ser por audiências públicas, em reuniões e nos bairros; 45.Reuniões mensais com o executivo; 46.Falar mais com o povo. Respostas
  17. 17. Oficina de priorização – Atividade individual Principais pontos Questão 1: onde investir...  Investimentos principalmente no bairro Fragata (Cohab Fragata, Guabiroba, Simões Lopes);  Construção de creches e equipamentos para crianças e jovens;  Investimento nas praças existentes;  Infraestrutura nas periferias; Questão 2: como encaminhar...  Associações de bairro com representação no Conselho Municipal de Habitação;  Audiências públicas nos bairros;  Câmara de Vereadores.
  18. 18. Oficina – Atividade em grupo Priorização das linhas de ação LINHAS DE AÇÃO NÚMERO DE VOTOS Gestão pós ocupação 13 Construção e qualificação de equipamentos públicos 6 Construção de infraestrutura 5 Regularização fundiária 3 Urbanização das áreas de risco 1 Construção de novas casas 0 Melhoria de casas 0
  19. 19. Visitas à Zona Urbana e Rural
  20. 20. Localização das visitas à Zona Urbana
  21. 21. Visitas à Zona Urbana Pestano Av. Idelfonso Simões Lopes Pestano Av. Idelfonso Simões Lopes
  22. 22. Visitas à Zona Urbana Navegantes Laranjal Navegantes Laranjal
  23. 23. Barragem Santa Bárbara Barragem Santa Bárbara Visitas à Zona Urbana Margem da BR116 Barragem Santa Bárbara
  24. 24. Visitas à Zona Urbana Santa Bárbara – leito novo Santa Bárbara – leito novo Santa Bárbara – leito antigo Santa Bárbara – leito antigo
  25. 25. Santa Bárbara - bifurcação Visitas à Zona Urbana Santa Bárbara - bifurcação Barragem Santa Bárbara Barragem Santa BárbaraDunas Dunas
  26. 26. COHAB Guabiroba COHAB Fragata - Gotuzzo Visitas à Zona Urbana COHAB Fragata - Gotuzzo COHAB Guabiroba - FRAGET
  27. 27. Simões Lopes BalsaBalsa Visitas à Zona Urbana Simões Lopes
  28. 28. Visita à Zona Rural
  29. 29. Visitas à Zona Rural
  30. 30. Visitas à Zona Rural
  31. 31. Visitas à Zona Rural
  32. 32. Relembrando a Etapa 2 – Diagnóstico
  33. 33. DÉFICIT QUANTITATIVO Inadequação fundiária Adensamento excessivo Inexistência de unidade sanitária interna Carência infraestrutura Inadequação urbanística Domicílios improvisados Coabitação Domicílios precários Ônus excessivo Relocações INADEQUAÇÃO Definição dos problemas habitacionais casas e terrenos que podem melhorar casas a construir (ou a re-contruir)
  34. 34. Déficit quantitativo ZONA DOMICÍLIOS PART. PERMAN. DOMICÍLIOS IMPROVISADOS DOMICÍLIOS PRECÁRIOS COABITAÇÃO ÔNUS ALUGUEL TOTAL URBANA 107.157 54 964 5.941 5.735 12.694 RURAL 6.794 11 100 793 - 904 TOTAL 113.951 65 1.064 6.734 5.735 13.598 % DOM. TOTAL 100% 0,06% 0,93% 5,91% 5,03% 11,93% ZONA URBANA 107.157 54 964 5.941 5.735 12.694 RURAL 6.794 11 100 793 - 904 TOTAL 113.951 65 1.064 6.734 5.735 13.598 % DOM. TOTAL 100% 0,06% 0,93% 5,91% 5,03% 11,93% casas a construir (ou a reconstruir)
  35. 35. Inadequação ZONA DOMICÍLIOS PART. PERM. INAD. FUNDIÁRIA URBANA ADENS. EXCESSIVO CARÊNCIA DE SANIT. INTERNO INAD. DE ABAST. DE ÁGUA INAD. DE ESGOT. SANITÁRIO INAD. DE COLETA DE RESÍDUOS URBANA 107.157 829 3.308 1.479 1.320 12.596 477 RURAL 6.794 - 241 433 1.316 4.254 2.339 TOTAL 113.951 829 3.549 1.912 2.636 16.850 2.816 % DOM. TOTAL 100,00% 0,73% 3,11% 1,68% 2,31% 14,79% 2,47% URBANA 107.157 829 3.308 1.479 1.320 12.596 477 RURAL 6.794 - 241 433 1.316 4.254 2.339 TOTAL 113.951 829 3.549 1.912 2.636 16.850 2.816 % DOM. TOTAL 100,00% 0,73% 3,11% 1,68% 2,31% 14,79% 2,47% casas e terrenos que podem melhorar
  36. 36. DÉFICIT BÁSICO INADEQUAÇÃO ANO DOMICÍLIOS DOMICÍLIOS IMPROVISADOS DOMICÍLIOS PRECÁRIOS COABITAÇÃO ÔNUS EX. ALUGUEL IN. FUNDIÁRIA URBANA ADENS. EXCESSIVO AUSÊNCIA SANITÁRIA CARÊNCIA ÁGUA CARÊNCIA ESGOTO CARÊNCIA LIXO 2010 129.128 158 770 6.557 3.468 - 3.426 2.704 2.167 3.657 6.764 2030 132.589 162 791 6.733 3.561 - 3.518 2.776 2.225 3.755 6.945 Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  37. 37. DÉFICIT BÁSICO INADEQUAÇÃO ANO DOMICÍLIOS DOMICÍLIOS IMPROVISADOS DOMICÍLIOS PRECÁRIOS COABITAÇÃO ÔNUS EX. ALUGUEL IN. FUNDIÁRIA URBANA ADENS. EXCESSIVO AUSÊNCIA SANITÁRIA CARÊNCIA ÁGUA CARÊNCIA ESGOTO CARÊNCIA LIXO 2010 129.128 158 770 6.557 3.468 - 3.426 2.704 2.167 3.657 6.764 2030 132.589 162 791 6.733 3.561 - 3.518 2.776 2.225 3.755 6.945 Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  38. 38. Interação carência x meio-ambiente Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  39. 39. Assentamentos precários Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  40. 40. AEIS Plano Diretor Fonte: 3° Plano Diretor I- Praça Aratiba; II- Vasco Pires; III- Clara Nunes; IV- Darcy Ribeiro; V- Dunas; VI- Bom Jesus; VII- Navegantes I, II e III; VIII- Mário Meneguetti IX- Ambrósio Perret; X- quarteirão 545(M); XI-Loteamento Novo Milênio; XII- Febem-Krolow; XIII- Loteamento Salgado Filho I e II; XIV- Loteamento Santos Dumont XV- Guadalajara XVI- Rede Ferroviária Federal/Três Vendas(Travessa Bruno Chaves); XVII- Ocupação Estrada da Barragem(Av. 25 de Julho); XVIII- Ocupação Santa Terezinha; XIX- Ilha da Páscoa; XX- Rota do Sol; XXI- Corredor do Contorno; XXII- 22 de Maio; XXIII- Vila Peres; XXIV- Vila Jacob Brod; XXV- RFFSA-Sítio Floresta; XXVI- Vila Francesa; XXVII- COHAB Pestano; XXVIII- Bairro Pestano; XXIX- Bairro Getúlio Vargas.
  41. 41. Levantamento Jorge Alves 150 assentamentosFonte: Sr. Jorge Alves
  42. 42. Produção pública de habitação 2005-2012 Fonte: dados Prefeitura de Pelotas (2012) Mapa: equipe PLHIS Pelotas
  43. 43. MUNICÍPIO INDICADOR CAPACIDADE ADMINISTRATIVA RANKING CAPACIDADE ADMINISTRATIVA RANKING INVESTIMENTO EM HIS 2005 RANKING RECEITAS PROP. E POTENCIAL ARRECADAÇÃO Rio Grande 4,8750 24 242 149 Jaguarão 4,7500 34 213 149 Pelotas 4,6250 39 33 149 Pedras Altas 3,7500 107 242 149 Piratini 3,7500 107 242 1 Arroio Grande 3,6250 120 142 1 Herval 3,6250 120 189 149 Pinheiro Machado 3,6250 120 242 149 Santa Vitória do Palmar 3,6250 120 195 149 São Lourenço do Sul 3,6250 120 171 1 Pedro Osório 3,5000 143 88 1 Canguçu 3,2500 204 21 1 Santana da Boa Vista 3,1250 226 242 149 Morro Redondo 3,0000 253 242 149 Turuçu 3,0000 253 73 412 Amaral Ferrador 2,8750 275 96 412 Chuí 2,7500 295 242 149 São José do Norte 2,6250 316 74 149 Tavares 2,0000 390 242 1 Arroio do Padre 1,2500 442 242 149 Capacidade administrativa 1999-2004 Comparação com municípios do COREDE Sul
  44. 44. Vazios urbanos – potencial de ocupação Fonte: dados Prefeitura de Pelotas (2012)/UFPel (2010) Mapa: equipe PLHIS Pelotas
  45. 45. Custo do solo urbano: valor venal 2012 Fonte: dados Prefeitura de Pelotas (2012) Mapa: equipe PLHIS Pelotas
  46. 46. Fontes disponíveis de recursos
  47. 47. Desafios da Etapa 2 – Diagnóstico : PROBLEMAS HABITACIONAIS Estratificação social; Interação pobreza x meio ambiente; Déficit habitacional de 13.598 unidades; Grande número de áreas precárias.
  48. 48. Desafios da Etapa 2 – Diagnóstico : INSTITUCIONAIS Inoperância do Conselho da Habitação; Produção pública abaixo da capitais regionais/RS; População pouco participante; Pequena Inadequação da legislação; Carência de estrutura de gestão para HIS.
  49. 49. Propostas para as Estratégias de Ação
  50. 50. Estrutura de ação ESTRATÉGIAS PARA HABITAÇÃO PRÉ-REQUISITOS À POLÍTICA DE HIS INTERVENÇÃO INTEGRADA QUALIFICAÇÃO E PROVISÃO HABITACIONAL AÇÕES, PROJETOS E PROGRAMAS CONTINUADOS
  51. 51. Pré-Requisitos para a Política Habitacional Sistema de participação municipal Fundo e Conselho de Habitação, cogestão da política habitacional, Assistência Técnica a Moradia Sistema de participação local Acompanhamento de projetos, gestão pós ocupação, conselhos de planejamento local Integração habitação e desenvolvimento urbano Planejamento Estratégico: integração com des. econômico e do solo urbano, novas AEIS e gestão dos vazios urbanos, qualificação da cidade Fortalecimento do sistema de gestão dos investimentos Integrar Unidade Gestora de Projetos (UGP), ao desenvolvimento urbano e HIS, utilizar Fundo de HIS estrategicamente
  52. 52. Eixo 1: Intervenção integrada SISTEMATIZAÇÃO E MAPEAMENTO das áreas inadequadas (titulação, regramento urbanístico, falta de infraestrutura agregada a titulação) IMPLEMENTAÇÃO INTEGRADA de melhorias, novas moradias, programas socioambientais e relocações. Plano de REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA
  53. 53. Intervenção integrada Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  54. 54. Intervenção integrada: 159 Áreas de Precariedade e Irregularidade ...
  55. 55. Int. integrada – T1: título ou infraestrutura LEGENDA: 1) Irregularidade por titularidade ou falta de infraestrutura; 2) Irregularidade por titularidade e falta de infraestrutura; 3) irregularidade com necessidade de remoção parcial; 4) irregularidade tipo (1) ou (2) com necessidade de remoção parcial. Obeslico Dunas
  56. 56. Int. integrada – T3: remoção parcial LEGENDA: 1) Irregularidade por titularidade ou falta de infraestrutura; 2) Irregularidade por titularidade e falta de infraestrutura; 3) irregularidade com necessidade de remoção parcial; 4) irregularidade tipo (1) ou (2) com necessidade de remoção parcial. Barragem Santa Bárbara Cohab Fragata
  57. 57. Eixo 2: Qualificação e provisão habitacional Qualificação AMBIENTAL URBANA (infraestrutura) Construção e qualificação dos EQUIPAMENTOS E SERVIÇOS PÚBLICOS Provisão HABITACIONAL (casas novas e substituição) MELHORIA de casas existentes
  58. 58. DÉFICIT BÁSICO INADEQUAÇÃO ANO DOMICÍLIOS DOMICÍLIOS IMPROVISADOS DOMICÍLIOS PRECÁRIOS COABITAÇÃO ÔNUS EX. ALUGUEL IN. FUNDIÁRIA URBANA ADENS. EXCESSIVO AUSÊNCIA SANITÁRIA CARÊNCIA ÁGUA CARÊNCIA ESGOTO CARÊNCIA LIXO 2010 129.128 158 770 6.557 3.468 - 3.426 2.704 2.167 3.657 6.764 2030 132.589 162 791 6.733 3.561 - 3.518 2.776 2.225 3.755 6.945 Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  59. 59. DÉFICIT BÁSICO INADEQUAÇÃO ANO DOMICÍLIOS DOMICÍLIOS IMPROVISADOS DOMICÍLIOS PRECÁRIOS COABITAÇÃO ÔNUS EX. ALUGUEL IN. FUNDIÁRIA URBANA ADENS. EXCESSIVO AUSÊNCIA SANITÁRIA CARÊNCIA ÁGUA CARÊNCIA ESGOTO CARÊNCIA LIXO 2010 129.128 158 770 6.557 3.468 - 3.426 2.704 2.167 3.657 6.764 2030 132.589 162 791 6.733 3.561 - 3.518 2.776 2.225 3.755 6.945 Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  60. 60. Matriz de infraestrutura Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  61. 61. Infraestrutura Dunas Av. idelfonso Simões LopesPestano Cohab Guabiroba - FRAGET
  62. 62. Indicação do tipo de AEIS Fonte: UFPEL/Naurb (2010) Mapa: equipe PLHIS Pelotas AEIS I: Áreas públicas ou privadas em APP para reg. fundiária AEIS II: Áreas públicas ou privadas em APP para reg. fundiária AEIS III: Glebas e imóveis subutilizados ou não utilizados AEIS IV: Áreas ocupadas por população de baixa renda, localizadas na interface urbano-rural
  63. 63. Propriedade e irregularidade Fonte: UFPEL/Naurb (2010) Mapa: equipe PLHIS Pelotas
  64. 64. Disponibilidade de terra para habitação
  65. 65. Áreas desocupadas Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  66. 66. Relação AEIS x ambiente x potencial ocupação Fonte: UFPEL/Naurb (2010)
  67. 67. Potencial para ocupação Fonte: equipe PLHIS Pelotas
  68. 68. Potencial para ocupação Fonte: equipe PLHIS Pelotas UNIDADES ÁREAS PRIORITÁRIAS ÁREA TOTAL (hA) ÁREA ÚTIL (hA) UNIDADES Loteamento (lotes com 125m²) 1.169,78 760,36 60.828 Unifamiliar 80,73 80,73 6.459 Multifamiliar 139,29 139,29 27.858 total 95.145
  69. 69. Custo do solo urbano: valor venal 2012 Fonte: dados Prefeitura de Pelotas (2012) Mapa: equipe PLHIS Pelotas
  70. 70. Custo do solo por mesozona MESOZONAS VALOR (R$/m²) Arcoiris 9,99 Arroio Pelotas 2,76 Baronesa - COHAB Areal 12,29 Barragem 5,84 Barro Duro 7,53 BR-392 21,89 CAVG - Aeroporto 24,05 Centro Histórico 73,43 COHAB Fragata 18,94 Colina do Sol 27,89 Fórum 13,49 Fragata Sul 3,22 FRAGET 3,86 Getulio Vargas - Sanga Funda 4,77 Gotuzzo - Guabiroba 16,42 Lindoia 10,70 Marina - Chácara Brigada 20,64 Novo Mundo 22,63 Obelisco - Dunas - Bom Jesus 15,03 Porto - Caieira 42,13 Recanto de Portugal 18,22 Santa Terezinha - Py Crespo 17,15 Santo Antonio - Valverde 22,08 Simões Lopes 13,68 Sitio Floresta 16,45 Tablada 9,67 Vila Governaço - Distrito Industrial 4,23 Vila Princesa 10,95 Zona da Várzea 48,66 Zona Norte 75,38
  71. 71. Custos para produção/melhoria SINAPI e programas MCidades Componente Custo unitário (R$) Casa de R$ 19 a R$ 42 mil Material de construção R$ 8 mil Apartamento R$ 19 mil Lote (para HIS, 200m²) de R$ 2-R$ 8 mil Regularização fundiária R$ 200 por família
  72. 72. Encaminhamentos
  73. 73. • Licitação_ago2010 • Contrato_fev2011 Etapa preliminar • Audiência Pública_julho 2011 Etapa 1 METODOLOGIA • Oficina_outubro 2011 • Audiência Pública_novembro 2012 Etapa 2 DIAGNÓSTICO • Oficina_maio 2013 • Audiência Pública_junho 2013 Etapa 3 ESTRATÉGIAS AÇÃO ... 2030 O que já foi feito e o futuro Participação contínua no CONSELHO DE HABITAÇÃO + Execução dos PROGRAMAS e PROJETOS 2013 2012 2011 2010
  74. 74. Próximas ações • Metodologia, Diagnóstico e Estratégias Elaboração PLHIS • Estrut. do órgão habitação + SIG.HIS • Sist. Participação Municipal e Local • Regularização Fundiária Políticas de curto prazo • Integração Planej., Des. Urbano e HIS • Intervenção Integrada Políticas de médio prazo • Planejamento Estratégico • Plan. e ocupação vazios • Banco de Terras Políticas de longo prazo ... Participação contínua no CONSELHO DE HABITAÇÃO + revisão do PLHIS, programas e projetos; integração aos PPA, LDO, etc. 2021 a 2030 2015 a 2020 2013 a 2014 2010 a 2013
  75. 75. Equipe Consultoria: Arq. Tiago Holzmann da Silva Arq. Alexandre Pereira Santos Arq. Leonardo M. Hortencio Arq. Henrique Lorea Leite Arq. Otávio Peres Arq. Geisa Bugs Arq. Júlio Celso Borello Vargas Arq. Raoni Teixeira Sociol. Eliete Gomes Adv. Ricardo Waldman Equipe Municipal: Jorge Alves César Rodrigues Mônica Oliveira Claudia Leite Marta Rosa e Silva Claudio Adir Régis de Souza Coordenação do PLHIS Joseane Almeida – Secretária Municipal de Gestão da Cidade e Mobilidade MUNICÍPIO DE PELOTAS PODER EXECUTIVO Contatos: Blog: plhispelotas.blogspot.com.br Facebook: facebook.com/plhispelotas Twitter: @plhispelotas E-mail: plhispelotas@hotmail.com

×