FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO A LÓGICA NO FAL...
Sumário   1. Morte no nevoeiro 2. Organograma de dedução científica 3. Tabela-verdade em “O toque do russo” 4. Paixão x Ra...
<ul><li>Morte no nevoeiro </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>No segundo capítulo, “Morte no nevoeiro”, Spade traça um r...
<ul><li>A arma usada, “Webley-Fosbery, revólver automático. É isso mesmo. Calibre trinta e oito, oito tiros. Não fabricam ...
2. Organograma de dedução científica   Caracterização dos personagens Sam Spade: mulherengo, solteiro, detetive, durão, pa...
 
3. Tabela-verdade em &quot;O toque do russo&quot; As tabelas-verdade apresentadas neste trabalho são referentes ao capítul...
Deixe-o descansar um pouco. Vamos entregá-lo para a polícia. Precisamos definir os detalhes antes que ele acorde. (p. 252)...
Portanto senhor, em troca de dez mil dólares e de Wilmer, o senhor nos dará o falcão e uma ou duas horas de clemência, de ...
Você não se saiu tão mal assim. Vai ficar fora da cadeia e vai ficar com o falcão.  (p. 256) Gutman não se sairá mal, se, ...
4. Paixão x Razão   Ao término do romance, fica claro que a razão leva vantagem sobre a paixão. No decorrer da trama, o de...
 
  Referências   HAMMETT, D.  O falcão maltês.  São Paulo: Companhia das Letras, 2006.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A lógica no Falcão Maltês - Adrian Parra Carneiro; Florindo Peixoto Neto

1.564 visualizações

Publicada em

Trabalho apresentado no 2º semestre de 2010 para a disciplina Lógica ministrada pela Profa. Roseli Gatti.

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.564
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
249
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A lógica no Falcão Maltês - Adrian Parra Carneiro; Florindo Peixoto Neto

  1. 1. FUNDAÇÃO ESCOLA DE SOCIOLOGIA E POLÍTICA DE SÃO PAULO FACULDADE DE BIBLIOTECONOMIA E CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO A LÓGICA NO FALCÃO MALTÊS Prof. Roseli Terezinha Gatti Adrian Parra CARNEIRO Florindo PEIXOTO NETO SÃO PAULO 2010
  2. 2. Sumário   1. Morte no nevoeiro 2. Organograma de dedução científica 3. Tabela-verdade em “O toque do russo” 4. Paixão x Razão 5. Organograma de Biblioteconomia – Kabalah da Ciência da Informação Referências
  3. 3. <ul><li>Morte no nevoeiro </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>No segundo capítulo, “Morte no nevoeiro”, Spade traça um raciocínio descritivo sobre o que aconteceu a Archer. Em que lhe são fornecidas informações como: </li></ul><ul><li>De que modo ocorreu o fato, “Foi atingido em cheio no coração e a bala atravessou direto (...)” </li></ul><ul><ul><li>Foi atingido no coração e a bala atravessou direto. </li></ul></ul><ul><li>a ^ b </li></ul><ul><li>“ Só um balaço (...) ele já devia estar morto quando arrebentou a cerca.” </li></ul><ul><ul><li>Ele estava morto quando arrebentou a cerca. </li></ul></ul><ul><li>c ^ d </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A arma usada, “Webley-Fosbery, revólver automático. É isso mesmo. Calibre trinta e oito, oito tiros. Não fabricam mais.” </li></ul><ul><ul><li>O revólver Webley-Fosbery é automático, tem calibre trinta e oito, oito tiros e não é mais fabricado. </li></ul></ul><ul><li>e ^ f ^ g ^ ~h </li></ul><ul><li>Com estas informações e acrescentando aquilo que ele tinha visto ele reconstitui a cena do crime: </li></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>Ele levou o tiro bem aqui, não foi? De pé, aí onde você está, de costas para a cerca. O homem que atirou nele estava aqui. – Passou para o outro lado de Tom e ergueu a mão na altura do peito, com o indicador estendido. – Ele aperta o gatilho e Miles cai para trás, leva junto a parte de cima da cerca e desmorona do outro lado, ladeira abaixo, até a rocha segurá-lo. </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>(HAMMETT, 2006, p. 21) </li></ul></ul></ul></ul></ul>
  5. 5. 2. Organograma de dedução científica   Caracterização dos personagens Sam Spade: mulherengo, solteiro, detetive, durão, parceiro de Archer, 30 e poucos anos. Effie Perine: magricela, bronzeada, rosto juvenil. Brigid O’Shaughnessy: Alta, esguia, bonita, mentirosa. Miles Archer: mulherengo, casado, rosto jovial, detetive, 40 e poucos anos, parceiro de Spade, 1ª vitima. Floyd Thursby: 35 anos, moreno, atlético, nervoso, sócio de Brigid, 2ª vítima. Tom Polhaus: policial, gordo, ingênuo. Iva Archer: 30 e poucos anos, elegante, bela, esposa de Archer. Dundy: corpulento, presunçoso, tenente. Joel Cairo: oriental, baixo, educado, ardiloso. Casper Gutman: gordo, rico, luxuoso. Wilmer: bode expiatório, baixo, jovem, contido.
  6. 7. 3. Tabela-verdade em &quot;O toque do russo&quot; As tabelas-verdade apresentadas neste trabalho são referentes ao capítulo 19 &quot;O toque do russo&quot; Brigid O'Shaughnessy olhava furtivamente para Spade quando ele não estava olhando para ela. Quando Spade olhava para Brigid, ela voltava os olhos para Cairo e para o rapaz. (p. 251) Brigid olhava para Spade, se, e somente se, ele não olhasse para ela. a b ~b a <-> ~b 1 1 0 0 1 0 1 1 0 1 0 1 0 0 1 0
  7. 8. Deixe-o descansar um pouco. Vamos entregá-lo para a polícia. Precisamos definir os detalhes antes que ele acorde. (p. 252) Se ele acordar não poderemos definir os detalhes. a b ~b a -> ~b 1 1 0 0 1 0 1 1 0 1 0 1 0 0 1 1 &quot;Se a resposta for estou fora, nós vamos entregar você para a polícia.&quot; &quot;O senhor não me dá escolha, estou dentro.&quot; (p. 253) Se responder estou fora, então nós vamos entregá-lo a polícia. A resposta não foi estou fora. Logo, ele não foi entregue a polícia. a b a -> b ~a ~b 1 1 1 0 0 1 0 0 0 1 0 1 1 1 0 0 0 1 1 1
  8. 9. Portanto senhor, em troca de dez mil dólares e de Wilmer, o senhor nos dará o falcão e uma ou duas horas de clemência, de modo que não estaremos mais na cidade quando o senhor entregar Wilmer às autoridades. (p. 254) Se eu te der dez mil dólares e Wilmer, então você nos dará o falcão e uma ou duas horas de clemência a b c d e a ^ b d v e c ^ (d v e) (a ^ b) -> [c ^ (d v e)] 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 0 1 1 1 1 1 1 1 1 0 0 1 0 0 0 1 1 0 1 1 1 1 0 0 1 1 0 1 0 1 1 0 0 1 1 0 0 1 1 1 0 0 1 1 0 0 0 1 0 0 0 1 0 1 1 1 0 1 1 1 1 0 1 1 0 0 1 1 1 1 0 1 0 1 0 1 1 1 1 0 1 0 0 0 0 0 1 1 0 0 1 1 0 1 0 1 1 0 0 1 0 0 1 0 1 1 0 0 0 1 0 1 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 1 0 1 1 1 1 0 1 1 1 0 1 1 1 0 0 1 1 1 0 1 1 0 1 0 1 1 1 0 1 1 0 0 0 0 0 1 0 1 0 1 1 0 1 0 1 0 1 0 1 0 0 1 0 1 0 1 0 0 1 0 1 0 1 0 1 0 0 0 0 0 0 1 0 0 1 1 1 0 1 1 1 0 0 1 1 0 0 1 1 1 0 0 1 0 1 0 1 1 1 0 0 1 0 0 0 0 0 1 0 0 0 1 1 0 1 0 1 0 0 0 1 0 0 1 0 1 0 0 0 0 1 0 1 0 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1
  9. 10. Você não se saiu tão mal assim. Vai ficar fora da cadeia e vai ficar com o falcão. (p. 256) Gutman não se sairá mal, se, e somente se, ficar fora da cadeia e com o falcão. Gutman ficou fora da cadeia e sem o falcão. Logo, se saiu mal. a b c ~a ~c b ^ c ~a <-> (b^c) b ^ ~c a 1 1 1 0 0 1 0 0 1 1 1 0 0 1 0 1 1 1 1 0 1 0 0 0 1 0 1 1 0 0 0 1 0 1 0 1 0 1 1 1 0 1 1 0 0 0 1 0 1 1 0 0 1 0 0 0 1 1 0 0 0 0 0 0 0 0 1 1 0 0 0 0 Wilmer não será um bode expiatório se não estiver tudo bem armado para ele levar a culpa. (p.255) Se não estiver tudo bem armado, então Wilmer não será um bode expiatório. a b ~a ~b ~a -> ~b 1 1 0 0 1 1 0 0 1 1 0 1 1 0 0 0 0 1 1 1
  10. 11. 4. Paixão x Razão   Ao término do romance, fica claro que a razão leva vantagem sobre a paixão. No decorrer da trama, o detetive Spade, ao se relacionar com Brigid, acaba se apaixonando como mostrado em suas atitudes quando ele pede para ela fazer o café no capítulo 19. Após tê-la feito passar por um grande constrangimento ele a acalma e a beija ternamente. Entretanto, o constrangimento que ele a faz passar é para descobrir, sem sombra de dúvidas, uma importante pista para a resolução do caso, não deixando que seus sentimentos o atrapalhem, ele a faz tirar a roupa para ver se a nota de cem Dólares estava com ela. Para concluir, ele a entrega para polícia revelando sua participação no crime, sublevando seu sentimento em nome da lógica, mas ainda assim diz para ela que estará esperando-a, demonstrando sua paixão.
  11. 13.   Referências   HAMMETT, D. O falcão maltês. São Paulo: Companhia das Letras, 2006.

×