Conhecendo o anti-eu,  Conhecendo o anti-você
“ Antimatéria?—é um combustível poderoso, né? Vi isso nos filmes 'Anjos e Demônios' e 'Jornada nas Estrelas'.”  “ Acho que...
Do filme “Anjos & Demônios” (2009) *   To see the video, click on the picture :
Antimatéria já esteve perto da cultura popular bem antes do lançamento do filme “Anjos & Demônios”  ( ou do livro de 2000 ...
De Jornada nas Estrelas – série original Episódio da 3a. Temporada (1969 ) Spock:   Quando eu acesso o controle de combust...
De Jornada nas Estrelas – série original Episódio da 1a. Temporada (1967) Kirk: Não estou entendendo você. Spock:   Dois u...
De Jornada nas Estrelas – A próxima geração Episódio da 1a. Temporada (1988) Voz do Computador: Última questão do teste hi...
Bem , isto são algumas coisas que filmes e a TV nos tem falado sobre a antimatéria. Mas, qual é a realidade?
Apenas QUATRO partículas compõem toda a matéria visível no Universo…
Apenas QUATRO partículas compõem toda a matéria visível no Universo… electron neutrino up quark down quark
Mas o Universo ainda tem outras partículas escondidas debaixo da manga.  Por exemplo, cada partícula da matéria tem um gêm...
… um gêmeo de ANTIMATÉRIA. Tradicionalmente usa-se uma pequena barra no símbolo da partícula de antimatéria para distingui...
Antimatéria não é algo somente da ficção científica. Ela existe.  É o assunto (ou melhor, o antiassunto) da ciência. Tradi...
Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença?
Existe uma diferença sutil e óbvia:  Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença? − 1 +1
Existe uma diferença sutil e óbvia:  Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA  tem uma antipartícula gêmea com ...
Existe uma diferença sutil e óbvia:  Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA  tem uma antipartícula gêmea com ...
Existe uma diferença sutil e óbvia:  Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA  tem uma antipartícula gêmea com ...
Existe uma diferença sutil e óbvia:  Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA  tem uma antipartícula gêmea com ...
Existe uma diferença sutil e óbvia:  Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA  tem uma antipartícula gêmea com ...
Lembre-se que prótons e neutrons  São compostos por combinações específicas de quarks up e down,  e que estes quarks tem c...
Composto de: 2 quarks up e  1 quark down Carga total: ⅔  +  ⅔ − ⅓  =  +1 PRÓTON  ( p ) +⅔ +⅔  ⅓
Composto de: 1 quark up e  2 quarks down Carga total: ⅔ − ⅓ − ⅓  =  0 +⅔  ⅓  ⅓ NEUTRON  ( n )
Da mesma forma, combinações específicas  de quarks anti-up e anti-down formam antiprótons and antineutrons.  Novamente, os...
Composto de: 2 quarks anti-up e  1 quark anti-down Carga total: -⅔  − ⅔  + ⅓  =  −1 ANTIPRÓTON  ( p ): -  ⅔  ⅔ +⅓
Composto de: 1 quark anti-up e 2 quarks anti-down Carga total: -⅔  + ⅓  + ⅓  =  0 Note que o antineutron também tem carga ...
E o que podemos falar sobre a carga???
A  CARGA ELÉTRICA  DE UMA PARTÍCULA  (COMO A MASSA)  É UMA  PROPRIEDADADE  DA  MATÉRIA
ALGUMAS PARTÍCULAS TEM  UMA CARGA ELÉTRICA, OUTRAS NÃO:
O ELÉTRON E OS QUARKS UP E DOWN SÃO EXEMPLOS DE PARTÍCULAS QUE  POSSUEM CARGA: ALGUMAS PARTÍCULAS TEM  UMA CARGA ELÉTRICA,...
ALGUMAS PARTÍCULAS TEM  UMA CARGA ELÉTRICA, OUTRAS NÃO: O FÓTON E O NEUTRINO SÃO EXEMPLOS DE PARTÍCULAS QUE  NÃO  POSSUEM ...
O PRÓTON TEM UMA  CARGA TOTAL DE +1  DEVIDO AOS QUARKS QUE O COMPÕEM CARGA DO  PROTON = +1  ⅔  ⅔  ⅓
O NEUTRON TEM UMA  CARGA TOTAL NULA  DEVIDO AOS QUARKS QUE O COMPÕEM CARGA DO  NEUTRON = 0 CARGA DO  PROTON = +1  ⅔  ⅔ ...
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE Q...
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE Q...
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE Q...
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE Q...
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS E QUE CARGAS OPOSTAS − +
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS E QUE CARGAS OPOSTAS - +
VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS  PARTÍCULAS CARREGADAS E QUE CARGAS OPOSTAS vão se ATRAIR - +
UM COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS QUE VOCÊ PODE NÃO ESTAR FAMILIARIZADO É O QUE ACONTECE COM ELAS  NUM CAMPO MAGN...
Você provavelmente já viu como linhas de limalha de ferro se formam ao redor de um imã em barra:
Dizemos que a limalha de ferro  se alinha com o campo magnético  que cerca o imã.
Para mostrar o que acontece às partículas carregadas num campo magnético,  Vamos considerar um imã em “ferradura”...
S N Para mostrar o que acontece às partículas carregadas num campo magnético,  Vamos considerar um imã em “ferradura”...
N S … e que esta caixa limita a região onde o campo magnético está concentrado.
N S O campo tem uma direção associada com ele, como mostra a seta. A direção do campo magnético sempre aponta do polo Nort...
N S Se enviamos duas partículas carregadas de massa  igual  num campo magnético… Direção do campo magnético
N S … uma delas carregada negativamente…  Direção do campo magnético
N S … e outra positivamente carregada…  Direção do campo magnético
N S  … veríamos que a partícula negativa seria desvia nesta direção… Direção do campo magnético
N S  Direção do campo magnético … veríamos que a partícula negativa seria desvia nesta direção…
N S Direção do campo magnético … e a partícula positiva seria desviada com a  mesma intensidade mas na direção oposta. 
… e a partícula positiva seria desviada com a  mesma intensidade mas na direção oposta. Direção do campo magnético  N S
… e a partícula positiva seria desviada com a  mesma intensidade mas na direção oposta. Direção do campo magnético (Isto s...
Em que matéria e antimatéria se parecem?
Em que matéria e antimatéria se parecem? Até onde podemos falar, partículas e antipartículas tem  Massas IDÊNTICAS.  (O fa...
Por exemplo… Massa do próton = massa do antipróton
Também ACREDITAMOS, apesar de ainda precisar ser PROVADO experimentalmente,  que antimatéria comporta-se de maneira IDÊNTI...
Por exemplo, Se você fosse capaz de deixar cair uma certa quantidade de  matéria  e de  antimatéria  num campo gravitacion...
Por exemplo, Se você fosse capaz de deixar cair uma certa quantidade de  matéria  e de  antimatéria  num campo gravitacion...
Por exemplo, Se você fosse capaz de deixar cair uma certa quantidade de  matéria  e de  antimatéria  num campo gravitacion...
Assim como para antipartículas fundamentais,  Anti-átomos inteiros também são possíveis.  De fato, os seres humanos já con...
Assim como para antipartículas fundamentais,  Anti-átomos inteiros também são possíveis.  De fato, os seres humanos já con...
Velho e bom HIDROGÊNIO.  É o átomo mais simples que conhecemos. Consiste de 1 próton e 1 elétron.
Vamos desenhar um  átomo de   hidrogênio  como um  elétron  orbitando seu núcleo, um  próton .
Vamos desenhar um  átomo de   hidrogênio  como um  elétron  orbitando seu núcleo, um  próton .  Hidrogênio (H)
Vamos desenhar um  átomo de   hidrogênio  como um  elétron  orbitando seu núcleo, um  próton . MAS LEMBRE-SE—esta NÃO é um...
Agora vamos desenhar um  átomo de anti-hidrogênio  como um  pósitron  orbitando seu núcleo, um  antipróton .  (Vale o mesm...
Hidrogênio (H) Agora vamos desenhar um  átomo de anti-hidrogênio  como um  pósitron  orbitando seu núcleo, um  antipróton ...
No CERN em 1995,  foram construídos os primeiros átomos de ANTI-HIDROGÊNIO.  Desde a produção inicial em 1995 de apenas po...
Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos?  Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, ant...
Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos?  Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, ant...
Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos?  Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, ant...
Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos?  Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, ant...
Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos?  Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, ant...
FALANDO TEORICAMENTE,  COMBINAÇÕES DE  PÓSITRONS, ANTIPRÓTONS E ANTINEUTRONS PODERIAM GERAR ANTI-VERSÕES DE TODOS OS ELEME...
Podemos também prever que a QUÍMICA DA ANTIMATÉRIA será idêntica a boa e  velha QUÍMICA DA MATÉRIA
Apesar de isso poder aborrecer seu professor de Química, basicamente ela estuda o que acontece quando conjuneto de átomos ...
Apesar de isso poder aborrecer seu professor de Química, basicamente ela estuda o que acontece quando conjuneto de átomos ...
Apesar de isso poder aborrecer seu professor de Química, basicamente ela estuda o que acontece quando conjuneto de átomos ...
COMO EXERCÍCIO, PODEMOS REFAZER A FORMAÇÃO DA MOLÉCULA DE HIDROGÊNIO, APENAS AGORA USANDO ÁTOMOS DE  ANTI-HIDROGÊNIO .  EX...
COMO EXERCÍCIO, PODEMOS REFAZER A FORMAÇÃO DA MOLÉCULA DE HIDROGÊNIO, APENAS AGORA USANDO ÁTOMOS DE  ANTI-HIDROGÊNIO .  EX...
Podemos seguir adiante?
Podemos seguir adiante? Se moléculas de anti-hidrogênio são uma possibilidade teórica,  E  A química da antimatéria é idên...
Podemos seguir adiante? Se moléculas de anti-hidrogênio são uma possibilidade teórica,  E  A química da antimatéria é idên...
Podemos seguir adiante? Se moléculas de anti-hidrogênio são uma possibilidade teórica,  E  A química da antimatéria é idên...
E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria?
E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você
E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você Insert your photo here
E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você e revertermos as cargas de tod...
E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você e revertermos as cargas de tod...
Então, o Anti-Você  se pareceria exatamente como Você. Insert your photo here AGAIN
Então, o Anti-Você  se pareceria exatamente como Você. Porém, se Você e seu Anti-Você se encontrassem... Insert your photo...
Então, o Anti-Você  se pareceria exatamente como Você. Porém, se Você e seu Anti-Você se encontrassem... Insert your photo...
Nota Final: Algumas vezes você perceberá o anti-objeto desenhado como Uma imagem espelhada em negativo do objeto original....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentacao 01 projeto_lhc

956 visualizações

Publicada em

Primeira aula do Projeto ' Aprendendo Física com o LHC', apresentado dia 25 de agosto de 2010, pela disciplina de Atividades de Ensino de Física III, do curso de Licenciatura em Física da FURG

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
956
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
30
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentacao 01 projeto_lhc

  1. 1. Conhecendo o anti-eu, Conhecendo o anti-você
  2. 2. “ Antimatéria?—é um combustível poderoso, né? Vi isso nos filmes 'Anjos e Demônios' e 'Jornada nas Estrelas'.” “ Acho que tem a ver com espaçonaves qeu se movem a velocidade da luz – elas usam reatores com antimatéria, né?” “ Li numa revista que ela pode se tornar uma fonte de combustível no futuro.” “ OK. Diga-me— afinal de contas, o que É antimatéria?” “… onde podemos conseguir um pouco? O carro deve ficar muito mais veloz!” A SEGUIR MOSTRAMOS ALGUMAS QUESTÕES SOBRE ANTIMATÉRIA, QUE SURGEM ENTRE OS ALUNOS DOS PRIMEIROS ANOS DO ENSINO MÉDIO
  3. 3. Do filme “Anjos & Demônios” (2009) * To see the video, click on the picture :
  4. 4. Antimatéria já esteve perto da cultura popular bem antes do lançamento do filme “Anjos & Demônios” ( ou do livro de 2000 do novelista Dan Brown, no qual o filme está baseado). As frases seguintes são alguns exemplos, da série de TV “Jornada nas Estrelas” (anos 60):
  5. 5. De Jornada nas Estrelas – série original Episódio da 3a. Temporada (1969 ) Spock: Quando eu acesso o controle de combustível da nave, existe um tubo conectado à câmara de reação matéria-antimatéria. Scotty: Isto mesmo, existe um acesso de serviço, mas isso não quer dizer que seja usado enquanto o integrador opera. Spock: Mesmo assim, está ali e pode interromper o fluxo de combustível naquele ponto. Scotty: Com o quê? Com as mãos nuas, sem proteção? Spock: Uma sonda magnética. Scotty: Qualquer matéria que entrar em contato com a antimatéria desencadearaá uma explosão. E não acredito que um homem possa viver neste acesso durante o fluxo de energia do campo magnético que mantém a antimatéria aprisionada! Spock: Posso tentar!. Scotty: Você vai acabar morrendo lá! Spock: Se não tivermos outra solução, rápido, este é o destino que nos espera. Star Trek © Paramount Pictures
  6. 6. De Jornada nas Estrelas – série original Episódio da 1a. Temporada (1967) Kirk: Não estou entendendo você. Spock: Dois universos paralelos – imagine isso—um positivo e outro negativo. Ou mais especificamente, um matéria, outro antimatéria. Kirk: Você tem certeza do que está dizendo? Matéria e antimatéria tem uma tendência a mutuamente se cancelarem - violentamente Spock: Precisamente. Sob certas condições— quando duas partículas idênticas de matéria e antimatéria se encontram. Aniquilação, Jim. Total, completa e absoluta. Star Trek © Paramount Pictures
  7. 7. De Jornada nas Estrelas – A próxima geração Episódio da 1a. Temporada (1988) Voz do Computador: Última questão do teste hipermídico de física: “Se tanques de matéria e antimatéria numa espaçonave intergaláctica estão 90% vazios, calcule a taxa de mistura necessária para alcançar a base estelar, distante 100 anos-luz, numa velocidade warp 8”. Comece agora. Star Trek © Paramount Pictures
  8. 8. Bem , isto são algumas coisas que filmes e a TV nos tem falado sobre a antimatéria. Mas, qual é a realidade?
  9. 9. Apenas QUATRO partículas compõem toda a matéria visível no Universo…
  10. 10. Apenas QUATRO partículas compõem toda a matéria visível no Universo… electron neutrino up quark down quark
  11. 11. Mas o Universo ainda tem outras partículas escondidas debaixo da manga. Por exemplo, cada partícula da matéria tem um gêmeo. Não, não é um gêmeo mau… electron neutrino up quark down quark
  12. 12. … um gêmeo de ANTIMATÉRIA. Tradicionalmente usa-se uma pequena barra no símbolo da partícula de antimatéria para distingui-la do símbolo para sua gêmea de matéria (a exceção é o pósitron, onde usamos um ‘+’ no lugar do ‘  ’ do elétron). electron neutrino up quark down quark positron anti-neutrino anti-up quark anti-down quark
  13. 13. Antimatéria não é algo somente da ficção científica. Ela existe. É o assunto (ou melhor, o antiassunto) da ciência. Tradicionalmente usa-se uma pequena barra no símbolo da partícula de antimatéria para distingui-la do símbolo para sua gêmea de matéria (a exceção é o pósitron, onde usamos um ‘+’ no lugar do ‘  ’ do elétron). electron neutrino up quark down quark positron anti-neutrino anti-up quark anti-down quark
  14. 14. Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença?
  15. 15. Existe uma diferença sutil e óbvia: Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença? − 1 +1
  16. 16. Existe uma diferença sutil e óbvia: Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA tem uma antipartícula gêmea com a carga exatamente oposta. Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença? − 1 +1
  17. 17. Existe uma diferença sutil e óbvia: Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA tem uma antipartícula gêmea com a carga exatamente oposta. Por exemplo, se o elétron tem carga igual a  1, Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença? − 1 +1
  18. 18. Existe uma diferença sutil e óbvia: Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA tem uma antipartícula gêmea com a carga exatamente oposta. Por exemplo, se o elétron tem carga igual a  1, Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença? − 1 +1 − 1 Electron Charge:  1
  19. 19. Existe uma diferença sutil e óbvia: Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA tem uma antipartícula gêmea com a carga exatamente oposta. Por exemplo, se o elétron tem carga igual a  1, então sua antipartícula, o pósitron, tem carga igual a  1. Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença? +1 − 1 Electron Charge:  1
  20. 20. Existe uma diferença sutil e óbvia: Uma partícula de matéria que tem uma CARGA ELÉTRICA tem uma antipartícula gêmea com a carga exatamente oposta. Por exemplo, se o elétron tem carga igual a  1, então sua antipartícula, o pósitron, tem carga igual a  1. Matéria, Antimatéria: Qual é a diferença? − 1 +1 Electron Charge:  1 Positron Charge:  1
  21. 21. Lembre-se que prótons e neutrons São compostos por combinações específicas de quarks up e down, e que estes quarks tem carga fracionária…
  22. 22. Composto de: 2 quarks up e 1 quark down Carga total: ⅔ + ⅔ − ⅓ = +1 PRÓTON ( p ) +⅔ +⅔  ⅓
  23. 23. Composto de: 1 quark up e 2 quarks down Carga total: ⅔ − ⅓ − ⅓ = 0 +⅔  ⅓  ⅓ NEUTRON ( n )
  24. 24. Da mesma forma, combinações específicas de quarks anti-up e anti-down formam antiprótons and antineutrons. Novamente, os quarks anti-up e anti-down tem a carga elétrica oposta a seus gêmeos da matéria…
  25. 25. Composto de: 2 quarks anti-up e 1 quark anti-down Carga total: -⅔ − ⅔ + ⅓ = −1 ANTIPRÓTON ( p ): -  ⅔  ⅔ +⅓
  26. 26. Composto de: 1 quark anti-up e 2 quarks anti-down Carga total: -⅔ + ⅓ + ⅓ = 0 Note que o antineutron também tem carga nula. Se uma partícula não tem carga, sua antipartícula também não tem carga. ANTINEUTRON ( n ): -  ⅔ +⅓ +⅓
  27. 27. E o que podemos falar sobre a carga???
  28. 28. A CARGA ELÉTRICA DE UMA PARTÍCULA (COMO A MASSA) É UMA PROPRIEDADADE DA MATÉRIA
  29. 29. ALGUMAS PARTÍCULAS TEM UMA CARGA ELÉTRICA, OUTRAS NÃO:
  30. 30. O ELÉTRON E OS QUARKS UP E DOWN SÃO EXEMPLOS DE PARTÍCULAS QUE POSSUEM CARGA: ALGUMAS PARTÍCULAS TEM UMA CARGA ELÉTRICA, OUTRAS NÃO: CARGA DO QUARK UP = + ⅔ CARGA DO ELÉTRON = -1 CARGA DO QUARK DOWN = - ⅓
  31. 31. ALGUMAS PARTÍCULAS TEM UMA CARGA ELÉTRICA, OUTRAS NÃO: O FÓTON E O NEUTRINO SÃO EXEMPLOS DE PARTÍCULAS QUE NÃO POSSUEM CARGA: CARGA DO FÓTON = 0 CARGA DO NEUTRINO = 0
  32. 32. O PRÓTON TEM UMA CARGA TOTAL DE +1 DEVIDO AOS QUARKS QUE O COMPÕEM CARGA DO PROTON = +1  ⅔  ⅔  ⅓
  33. 33. O NEUTRON TEM UMA CARGA TOTAL NULA DEVIDO AOS QUARKS QUE O COMPÕEM CARGA DO NEUTRON = 0 CARGA DO PROTON = +1  ⅔  ⅔  ⅓  ⅓  ⅓  ⅔ O PRÓTON TEM UMA CARGA TOTAL DE +1 DEVIDO AOS QUARKS QUE O COMPÕEM
  34. 34. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS
  35. 35. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE QUE CARGAS IGUAIS por exemplo, duas cargas negativas
  36. 36. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE QUE CARGAS IGUAIS por exemplo, duas cargas negativas − −
  37. 37. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE QUE CARGAS IGUAIS por exemplo, duas cargas negativas − −
  38. 38. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS POR EXEMPLO, VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ TEM IDÉIA DE QUE CARGAS IGUAIS por exemplo, duas cargas negativas − − vão se REPELIR
  39. 39. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS E QUE CARGAS OPOSTAS − +
  40. 40. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS E QUE CARGAS OPOSTAS - +
  41. 41. VOCÊ PROVAVELMENTE JÁ CONHECE O COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS E QUE CARGAS OPOSTAS vão se ATRAIR - +
  42. 42. UM COMPORTAMENTO DAS PARTÍCULAS CARREGADAS QUE VOCÊ PODE NÃO ESTAR FAMILIARIZADO É O QUE ACONTECE COM ELAS NUM CAMPO MAGNÉTICO
  43. 43. Você provavelmente já viu como linhas de limalha de ferro se formam ao redor de um imã em barra:
  44. 44. Dizemos que a limalha de ferro se alinha com o campo magnético que cerca o imã.
  45. 45. Para mostrar o que acontece às partículas carregadas num campo magnético, Vamos considerar um imã em “ferradura”...
  46. 46. S N Para mostrar o que acontece às partículas carregadas num campo magnético, Vamos considerar um imã em “ferradura”...
  47. 47. N S … e que esta caixa limita a região onde o campo magnético está concentrado.
  48. 48. N S O campo tem uma direção associada com ele, como mostra a seta. A direção do campo magnético sempre aponta do polo Norte para o polo Sul do imã. Direção do campo magnético
  49. 49. N S Se enviamos duas partículas carregadas de massa igual num campo magnético… Direção do campo magnético
  50. 50. N S … uma delas carregada negativamente…  Direção do campo magnético
  51. 51. N S … e outra positivamente carregada…  Direção do campo magnético
  52. 52. N S  … veríamos que a partícula negativa seria desvia nesta direção… Direção do campo magnético
  53. 53. N S  Direção do campo magnético … veríamos que a partícula negativa seria desvia nesta direção…
  54. 54. N S Direção do campo magnético … e a partícula positiva seria desviada com a mesma intensidade mas na direção oposta. 
  55. 55. … e a partícula positiva seria desviada com a mesma intensidade mas na direção oposta. Direção do campo magnético  N S
  56. 56. … e a partícula positiva seria desviada com a mesma intensidade mas na direção oposta. Direção do campo magnético (Isto significa que o uso de um imã desta forma poderia ser usada para DETECTAR que duas partículas DESCONHECIDAS tem a MESMA massa mas cargas OPOSTAS).  N S
  57. 57. Em que matéria e antimatéria se parecem?
  58. 58. Em que matéria e antimatéria se parecem? Até onde podemos falar, partículas e antipartículas tem Massas IDÊNTICAS. (O fato de que o módulo da deflexão de uma partícula e sua antipartícula pelo campo magnético é igual , é uma indicação de que suas massas são idênticas.
  59. 59. Por exemplo… Massa do próton = massa do antipróton
  60. 60. Também ACREDITAMOS, apesar de ainda precisar ser PROVADO experimentalmente, que antimatéria comporta-se de maneira IDÊNTICA à matéria sob a influência da GRAVIDADE.
  61. 61. Por exemplo, Se você fosse capaz de deixar cair uma certa quantidade de matéria e de antimatéria num campo gravitacional, Acreditamos que eles acelerariam precisamente na mesma taxa. Matter Anti- matter
  62. 62. Por exemplo, Se você fosse capaz de deixar cair uma certa quantidade de matéria e de antimatéria num campo gravitacional, Acreditamos que eles acelerariam precisamente na mesma taxa. Matter Anti- matter
  63. 63. Por exemplo, Se você fosse capaz de deixar cair uma certa quantidade de matéria e de antimatéria num campo gravitacional, Acreditamos que eles acelerariam precisamente na mesma taxa. Matter Anti- matter
  64. 64. Assim como para antipartículas fundamentais, Anti-átomos inteiros também são possíveis. De fato, os seres humanos já construíram um deles:
  65. 65. Assim como para antipartículas fundamentais, Anti-átomos inteiros também são possíveis. De fato, os seres humanos já construíram um deles: ANTI-HIDROGÊNIO
  66. 66. Velho e bom HIDROGÊNIO. É o átomo mais simples que conhecemos. Consiste de 1 próton e 1 elétron.
  67. 67. Vamos desenhar um átomo de hidrogênio como um elétron orbitando seu núcleo, um próton .
  68. 68. Vamos desenhar um átomo de hidrogênio como um elétron orbitando seu núcleo, um próton . Hidrogênio (H)
  69. 69. Vamos desenhar um átomo de hidrogênio como um elétron orbitando seu núcleo, um próton . MAS LEMBRE-SE—esta NÃO é uma descrição precisa! (Numa escala apropriada nosso elétron estaria a 1 quilômetro do próton). Hidrogênio (H)
  70. 70. Agora vamos desenhar um átomo de anti-hidrogênio como um pósitron orbitando seu núcleo, um antipróton . (Vale o mesmo aviso!!!) Hidrogênio (H) Vamos desenhar um átomo de hidrogênio como um elétron orbitando seu núcleo, um próton . MAS LEMBRE-SE—esta NÃO é uma descrição precisa! (Numa escala apropriada nosso elétron estaria a 1 quilômetro do próton).
  71. 71. Hidrogênio (H) Agora vamos desenhar um átomo de anti-hidrogênio como um pósitron orbitando seu núcleo, um antipróton . (Vale o mesmo aviso!!!) - Vamos desenhar um átomo de hidrogênio como um elétron orbitando seu núcleo, um próton . MAS LEMBRE-SE—esta NÃO é uma descrição precisa! (Numa escala apropriada nosso elétron estaria a 1 quilômetro do próton). Anti-Hidrogênio (H)
  72. 72. No CERN em 1995, foram construídos os primeiros átomos de ANTI-HIDROGÊNIO. Desde a produção inicial em 1995 de apenas poucos átomos em 3 semanas, uns poucos milhões foram produzidos pelo mundo afora nos anos seguintes. Apesar de parecer impressionante, lembre-se que são necessários aproximadamente 600,000,000,000,000,000,000,000 átomos para compor um único grama de anti-hidrogênio. http://press.web.cern.ch/press/PressReleases/Releases1996/PR01.96EAntiHydrogen.html Antihydrogen Atoms Made At Cern http://cool-antihydrogen.web.cern.ch/cool-antihydrogen/
  73. 73. Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos? Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, anti-oxigênio?
  74. 74. Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos? Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, anti-oxigênio? ? E que tal uma nova anti-tabela periódica?
  75. 75. Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos? Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, anti-oxigênio? ? E que tal uma nova anti-tabela periódica?
  76. 76. Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos? Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, anti-oxigênio? ? E que tal uma nova anti-tabela periódica?
  77. 77. Até onde podemos trabalhar com isso? Podemos construir outros anti-átomos? Por exemplo anti-carbono, anti-nitrogênio, anti-oxigênio? ? E que tal uma nova anti-tabela periódica?
  78. 78. FALANDO TEORICAMENTE, COMBINAÇÕES DE PÓSITRONS, ANTIPRÓTONS E ANTINEUTRONS PODERIAM GERAR ANTI-VERSÕES DE TODOS OS ELEMENTOS NA TABELA PERIÓDICA.
  79. 79. Podemos também prever que a QUÍMICA DA ANTIMATÉRIA será idêntica a boa e velha QUÍMICA DA MATÉRIA
  80. 80. Apesar de isso poder aborrecer seu professor de Química, basicamente ela estuda o que acontece quando conjuneto de átomos aparecem juntos.
  81. 81. Apesar de isso poder aborrecer seu professor de Química, basicamente ela estuda o que acontece quando conjuneto de átomos aparecem juntos. Quando 2 átomos de hidrogênio se aproximam, seus núcleos se repelem (por quê?). Esta repulsão acontece porque o elétron num átomo atrai o próton no outro átomo.
  82. 82. Apesar de isso poder aborrecer seu professor de Química, basicamente ela estuda o que acontece quando conjuneto de átomos aparecem juntos. Quando 2 átomos de hidrogênio se aproximam, seus núcleos se repelem (por quê?). Esta repulsão acontece porque o elétron num átomo atrai o próton no outro átomo. A melhor configuração possível é quando os átomos estão ligados . Então temos uma molécula de hidrogênio.
  83. 83. COMO EXERCÍCIO, PODEMOS REFAZER A FORMAÇÃO DA MOLÉCULA DE HIDROGÊNIO, APENAS AGORA USANDO ÁTOMOS DE ANTI-HIDROGÊNIO . EXISTIRIA ALGUMA DIFERENÇA DO PONTO DE VISTA DAS FORÇAS DE ATRAÇÃO E REPULSÃO? ENTÃO UMA MOLÉCULA DE ANTI-HIDROGÊNIO SERIA FORMADA?
  84. 84. COMO EXERCÍCIO, PODEMOS REFAZER A FORMAÇÃO DA MOLÉCULA DE HIDROGÊNIO, APENAS AGORA USANDO ÁTOMOS DE ANTI-HIDROGÊNIO . EXISTIRIA ALGUMA DIFERENÇA DO PONTO DE VISTA DAS FORÇAS DE ATRAÇÃO E REPULSÃO? ENTÃO UMA MOLÉCULA DE ANTI-HIDROGÊNIO SERIA FORMADA? (Em relação às forças de atração e repulsão, existe uma completa simetria entre os dois casos. Então uma molécula de anti-hidrogênio SERIA formada.)
  85. 85. Podemos seguir adiante?
  86. 86. Podemos seguir adiante? Se moléculas de anti-hidrogênio são uma possibilidade teórica, E A química da antimatéria é idêntica à da matéria…
  87. 87. Podemos seguir adiante? Se moléculas de anti-hidrogênio são uma possibilidade teórica, E A química da antimatéria é idêntica à da matéria… Então que tal moléculas CADA VEZ MAIORES?
  88. 88. Podemos seguir adiante? Se moléculas de anti-hidrogênio são uma possibilidade teórica, E A química da antimatéria é idêntica à da matéria… Então que tal moléculas CADA VEZ MAIORES? COMO UM PEQUENO EXPERIMENTO MENTAL, SIGA NESTA LINHA DE PENSAMENTO ATÉ VOCẼ DESISTIR… ATÉ ONDE VOCÊ PODE CHEGAR?
  89. 89. E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria?
  90. 90. E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você
  91. 91. E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você Insert your photo here
  92. 92. E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você e revertermos as cargas de todas as partículas que formam você (em outras palavras mudar seus elétrons para pósitrons, seus prótons para antiprótons, e seus neutrons para antineutrons), As forças resultantes seriam as mesmas. Insert your photo here
  93. 93. E que tal falarmos de um Anti-Você? Como seu Anti-Você se pareceria? Se começarmos com você e revertermos as cargas de todas as partículas que formam você (em outras palavras mudar seus elétrons para pósitrons, seus prótons para antiprótons, e seus neutrons para antineutrons), As forças resultantes seriam as mesmas. Estas forças é que dão a você sua estrutura—e portanto, sua aparência. Insert your photo here
  94. 94. Então, o Anti-Você se pareceria exatamente como Você. Insert your photo here AGAIN
  95. 95. Então, o Anti-Você se pareceria exatamente como Você. Porém, se Você e seu Anti-Você se encontrassem... Insert your photo here AGAIN
  96. 96. Então, o Anti-Você se pareceria exatamente como Você. Porém, se Você e seu Anti-Você se encontrassem... Insert your photo here AGAIN O que aconteceria, afinal ?!?!?!
  97. 97. Nota Final: Algumas vezes você perceberá o anti-objeto desenhado como Uma imagem espelhada em negativo do objeto original. Por exemplo: Material adaptado do módulo de ensino do CERN BANANA ANTI-BANANA

×