Explicando mateus 28

934 visualizações

Publicada em

Estudo esclarecedor sobre o texto de Mateus 28:19 que tem cido muito discutido en cristandade.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
934
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
324
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
20
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Explicando mateus 28

  1. 1. “Porque nada há encoberto que não haja de ser manifesto; e nada se faz para ficar oculto, mas para ser descoberto.” Marcos 4:22
  2. 2. “Assim diz o SENHOR: Ponde-vos nos caminhos, e vede, e perguntai pelas veredas antigas, qual é o bom caminho, e andai por ele; e achareis descanso para as vossas almas; mas eles dizem: Não andaremos nele.” Jeremias 6:16
  3. 3. “Por boca de duas testemunhas, ou três testemunhas, será morto o que houver de morrer; por boca de uma só testemunha não morrerá.” Deuteronómio 17:6
  4. 4. Eusébio de Cesareia 265 morreu em 340 D.C Ele foi Historiador e tido como Pai da história Eclesiástica, no principio ele apoiava Ario depois apoiou a Trindade mas nunca apoiou decididamente porque a influencia e a crença de Ario o chamam de semi-ariano ou seja ele nunca aceitou totalmente a Trindade tão pouco a negou. A principio ele teve a mesma posição que Ario, Eusébio citou pelo menos vinte e uma vezes Mateus 28:19
  5. 5. Eusébio de Cesareia 265 morreu em 340 D.C E isto é interessante porque em nenhum momento tinha a interpulação do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Veja como ele citava: Citaremos sete textos
  6. 6. Livro 3º, capítulo 7, A prova do Evangelho. “Mas enquanto os discípulos de Jesus estavam provavelmente dizendo ou pensando assim, o mestre resolveu suas dificuldades com a adição de uma frase dizendo eles trinfarão em meu nome.” E o poder de seu nome sendo tão grande que os apóstolos dizendo: Deus lhe deu um nome o qual é sobre todo nome, e que em nome de Jesus se dobrará todo joelho, de todas as coisas no céu, e todas
  7. 7. as coisas na terra, e todas as coisas debaixo da terra, ele mostrou a virtude do poder em seu nome oculto da multidão quando ele disse aos seus discípulos: “Ide e fazei discípulos de todas as nações em meu nome.” Ele também mais fielmente prevê o futuro quando ele diz: “que este evangelho deve primeiramente ser pregado a todo o mundo, por testemunho a todas as nações.”
  8. 8. Livro 3, capítulo 6, pág. 152. “Com uma palavra e voz ele disse a seus discípulos: Ide, fazei discípulos de todas as nações em meu nome, ensinando-os a guardar todas as coisa que eu lhes tenho mandado.”
  9. 9. Livro 3, capítulo. 7, pág. 159. Quando volto meus olhos a evidência do poder da palavra, que multidões têm ganhado, e que enormes Igrejas têm sido fundadas por aqueles iletrados e pobres discípulos de Jesu, não em escuros e desconhecidos lugares, mais em cidades mais nobres, me refiro a Roma Real, Alexandria, Antioquia, por todo Egipto e Líbia, Europa e Ásia, e nas vilas e lugares do campo e entre
  10. 10. As nações. Sou irresistivelmente obrigado a repensar meus passos e buscar por sua causa, confessar que eles puderam ter êxito somente em sua ousada aventura por um poder mais divino e mais forte que o do homem e pela cooperação daquele que lhe disse: “Fazei discípulos de todas as nações em meu nome”
  11. 11. Texto 4, livro 9 cap. 11, pág. 175, “E ele ordenou a seus próprios discípulos depois de sua rejeição, Ide, e fazei discípulos de todas as nações em meu nome.” Texto 5, livro 1, cap. 3, pág. 20. “Daqui com certeza nosso Senhor e salvador, Jesus o Filho de Deus, disse a seus discípulos depois de sua ressurreição: Ide, e fazei discípulos de todas as nações, e acrescentou: ensinando-lhes que observem todas as coisas, as quais eu os tenho mandado.
  12. 12. Texto 6, livro 1, cap. 5, pág. 24, “Ide vós e fazei discípulos de todas as nações, ensinando-lhes que observem todas as coisas, as quais eu tenho mandado.” A que poderia ele se referir se não ao ensinamento e disciplina do novo pacto? Livro 1, cap. 6, pág. 42. “Ide a todo mundo e fazei discípulo de todas as nações… ensinando-lhe que observem tudo o que eu os tenho mandado.”
  13. 13. Eusébio de Cesareia herdou a biblioteca de Alexandria; ele herdou a mesma de Panfilo, Panfilo foi um mártir porque ele morreu por Cristo como mártir e ele tinha uma biblioteca impressionante em Alexandria e Eusébio que havia sido um seguidor e discípulo de Panfilo Herdou esta biblioteca e nele se encontrava uma cópia de Mateus escrita em Hebraico. Todas as cópias que existem de Mateus hoje estão em Grego e se ensina que em Grego se escreveu o original de Mateus, mas não é
  14. 14. Quando a Igreja Católica a traduziu para o Grego foi quando acrescentaram essas palavras não se ensina que o livro de Mateus é na verdade um livro em Hebraico.
  15. 15. IRINEU No ano 185 D.C escreveu o seguinte: Livro Contra os Hereges 3, cap. 1 “Mateus publicou um evangelho escrito para os Hebreus em seu próprio dialeto.”
  16. 16. Eusébio Veja o que ele escreveu em 325 D.C História Eclesiástica, livro 3, cap. 24. “Efectivamente, Mateus, que havia pregado aos hebreus, quando estava a ponto de ir até aos outros, entregou por escrito seu evangelho, em sua língua materna, suprindo assim por meio da escritura a falta de sua presença entre aqueles de quem ele se afastava.”
  17. 17. Epifânio de Salamina Viveu aproximadamente nos anos 315 a 403 D.C Livro Panárion, cap. 30. Referindo.se ao evangelho usado pelos Ebionitas, disse: “Mateus escreveu seu evangelho em letras hebraicas.”
  18. 18. Jerónimo Viveu no ano 347 a 420 D.C Vida de Homens Ilustres, cap. 3. “Mateus, que também é conhecido como Levi, apóstolo ex-publicano, compôs o evangelho de Cristo em letras e palavras hebraicas, primeiro na Judeia para aqueles da circuncisão que criam; quem depois o traduziu ao grego é incerto. Mas o Hebreu em si todavia está hoje na biblioteca de Cesaréia, a qual “Panfilo” o mártir diligentemente organizou. Eu também teve oportunidade de copiar.
  19. 19. dos Nazarenos (que era outra seita seguidora de Cristo e muita apegada aos ensinos de Cristo) os quais usam seus volumes em Boréa, uma cidade da Síria. E neles se nota que sempre que o evangelista, já que foi a própria pessoa do Senhor e Salvador que fez completo uso dos testemunhos das antigas escrituras, não seguiu a autoridade dos tradutores da Septuaginta (LXX), mais sim do hebraico, da qual são esses dois versos Mateus 2:15: “Do Egipto chamei o meu filho. Porque ele será chamado Nazareno.”
  20. 20. Escritores modernos: Knupfer, Editor da Cristadelphian Monatshefte. “Eusébio entre seus muitos escritos compilou uma colecção dos textos adulterados das Sagradas Escrituras, e a mais séria de todas a falsificações denunciadas por ele, é sem dúvida a tradução tradicional de Mateus 28:19”
  21. 21. Conybeare que é um investigador bíblico. “Depois de uma moderna busca nestas obras de Eusébio, foram encontrados 18 textos de Mateus 28:19, fazei discípulos de todas as nações em meu nome, ensinando-lhes que observem todas as coisas que eu vos tenho mandado.”
  22. 22. Enciclopédia de Religião e Ética “em resumo, a realidade é que Eusébio cita Mateus 28:19 vinte e uma vezes, omitindo tudo entre nações e ensinando, ou na forma de fazer discípulos de todas as nações em meu nome. Sendo esta última a forma mais frequente.”
  23. 23. Manuscrito em Hebraico de Shem Tov É um manuscrito medieval contendo a versão do evangelho de Mateus na linguagem hebraica. Esta versão está preservada dentro de um trabalho chamado “Eben Bohem” que foi escrito por um doutor judeu que vivia em Aragon, Espanha, chamado Shem Tov Bem Shaprutde de quem o manuscrito toma o nome. Ele cita assim Mateus 28:19: “Vão e ensinem a guardar todas as coisas que eu lhes tenho ordenado para sempre.”
  24. 24. Dr. Marvin Arnold no livro A Bíblia, a Trindade e Mateus 28:19, na página 70 assim diz: “Shem Tov, o homem que possuía um antigo evangelho de Mateus em hebraico, era hebreu e seu precioso livro data desde os tempos primitivos. Shem Tov não era um adepto da cristandade judaica primitiva, mas sim do judaísmo. Ele não era muito amigo da cristandade judaica ou judia. Felizmente ele não traduziu seu livro
  25. 25. Hebreu de Mateus do Latim, da Vulgata Latina, do Grego Bizatino ou de alguma outra edição grega do evangelho de Mateus. Esta era independente da fonte católica romana. Ele a recebeu unicamente de antigos escribas judeus. A partir dessa premissa podemos livremente recebê-lo como texto puro e autêntico.
  26. 26. Jorge Howard, em seu livro Hebrew Gospel of Matthew, na pág. 190. “O livro Hebreu de Mateus de Shem Tov é o texto mais exato do primeiro evangelho que agora existe. Este experimentou um processo diferente de transmissão que o do grego, já este foi preservado pelos judeus, e por isso independente da Comunidade Católica.”
  27. 27. Todas as testemunhas que temos mostrado até agora demostram que Mateus 28:19 diz o seguinte: “Vão e façam discípulos de todas as nações em meu nome, e ensinando-lhes que guardem todas as coisas que eu lhe tenho mandado.”
  28. 28. Manuscrito em Hebraico de Chedofe “em
  29. 29. Manuscrito em Hebraico de Chedofe “em
  30. 30. Manuscrito em Hebraico de Chedofe “em

×