SlideShare uma empresa Scribd logo
O ESPÍRITO SANTO E AO ESPÍRITO SANTO E A
TRINDADE NA CRENÇA DOSTRINDADE NA CRENÇA DOS
PIONEIROS E DOS DIRIGENTESPIONEIROS E DOS DIRIGENTES
NOS DIAS ATUAISNOS DIAS ATUAIS
 ““À lei e ao testemunhoÀ lei e ao testemunho!! Se eles nãoSe eles não
falarem segundo esta palavra, é porquefalarem segundo esta palavra, é porque
não há verdade nelesnão há verdade neles.”.” Isaías 8:20Isaías 8:20
 ““OO Espírito de verdade, queEspírito de verdade, que o mundo nãoo mundo não
pode receber, porque não o vê nem opode receber, porque não o vê nem o
conhece;conhece; mas vós o conheceis,mas vós o conheceis, porqueporque
habita convoscohabita convosco, e, e estará em vósestará em vós.. NãoNão
vos deixarei órfãosvos deixarei órfãos;; voltarei para vósvoltarei para vós..
AAinda um pouco, e o mundo não me veráinda um pouco, e o mundo não me verá
mais, mas vós me vereis; porque eu vivo,mais, mas vós me vereis; porque eu vivo,
e vós vivereis.e vós vivereis. NNaquele dia conhecereisaquele dia conhecereis
que estou em meu Pai, e vós em mim, eque estou em meu Pai, e vós em mim, e
eu em vós.”eu em vós.” João 14:17-20João 14:17-20
 ““O fato de que Cristo se manifestaria aO fato de que Cristo se manifestaria a
eles, e, no entanto seria invisível aoeles, e, no entanto seria invisível ao
mundo, era um mistério para os discípulosmundo, era um mistério para os discípulos..
Eles não podiam entender as palavras deEles não podiam entender as palavras de
Cristo em seu sentido espiritual.Cristo em seu sentido espiritual. PensavamPensavam
numa manifestação externa, visível.numa manifestação externa, visível. NãoNão
podiam admitir o fato de que teriam apodiam admitir o fato de que teriam a
presença de Cristo com eles, mas Ele nopresença de Cristo com eles, mas Ele no
entanto não seria visto pelo mundoentanto não seria visto pelo mundo...”...”
Manuscrito. 44, 1897 e MeditaçõesManuscrito. 44, 1897 e Meditações
Matinais de 1986, Refletindo aMatinais de 1986, Refletindo a
Cristo, pág. 121.Cristo, pág. 121.
 ““Todavia digo-vos a verdade, que vosTodavia digo-vos a verdade, que vos
convém que eu váconvém que eu vá; porque,; porque, se eu não for,se eu não for,
o Consolador não virá a vóso Consolador não virá a vós; mas, quando; mas, quando
eu for,eu for, vo-lo enviareivo-lo enviarei.”.” João 16:7João 16:7
 ““E euE eu rogarei ao Pairogarei ao Pai, e, e ele vos daráele vos dará outrooutro
ConsoladorConsolador, para que, para que fique convosco parafique convosco para
sempresempre;”;” João 14:16João 14:16“...“...
 ““Impedido pela humanidade, Cristo não poderiaImpedido pela humanidade, Cristo não poderia
estar em todos os lugares pessoalmente,estar em todos os lugares pessoalmente, entãoentão
foi para vantagem deles (os discípulos) que Elefoi para vantagem deles (os discípulos) que Ele
deveria deixá-la, ir para o Pai, e enviar odeveria deixá-la, ir para o Pai, e enviar o
Espírito Santo para ser o Seu sucessor naEspírito Santo para ser o Seu sucessor na
terra.terra. O Espírito Santo é Ele mesmo, despidoO Espírito Santo é Ele mesmo, despido
da personalidade da humanidade eda personalidade da humanidade e
independente dela.independente dela. Ele se representaria comoEle se representaria como
estando presente em todos os lugares peloestando presente em todos os lugares pelo
Seu EspíritoSeu Espírito, como o Onipresente... (“convém, como o Onipresente... (“convém
que eu vá, porque, se eu não for, o Consoladorque eu vá, porque, se eu não for, o Consolador
não virá para vós outros; se, porém, eu for, eunão virá para vós outros; se, porém, eu for, eu
vo-lo enviarei”.)vo-lo enviarei”.) João, 16:7 – ManuscriptJoão, 16:7 – Manuscript
Releases volume Fourteen, Page 23Releases volume Fourteen, Page 23
and 24.and 24.
 ““Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanhoOlhai, pois, por vós, e por todo o rebanho
sobre quesobre que o Espírito Santoo Espírito Santo vos constituiuvos constituiu
bispos,bispos, para apascentardes a igreja depara apascentardes a igreja de
DeusDeus,, que ele resgatou com seu próprioque ele resgatou com seu próprio
sangue.sangue.”” Atos 20:28Atos 20:28
 ““Depois da descida do Espírito Santo osDepois da descida do Espírito Santo os
discípulos sentiram tanto amor por Elediscípulos sentiram tanto amor por Ele
[Cristo][Cristo],, e por aqueles por quem Elee por aqueles por quem Ele
morreumorreu, que corações se comoveram, que corações se comoveram
pelas palavras que falaram e pelaspelas palavras que falaram e pelas
orações que fizeram.orações que fizeram. Falaram no poder doFalaram no poder do
Espírito; e sob a influência desse poderEspírito; e sob a influência desse poder,,
milhares se converteram”.milhares se converteram”. Atos dosAtos dos
Apóstolos, pág. 22 e ServiçoApóstolos, pág. 22 e Serviço
Cristão pág. 254 – O EspíritoCristão pág. 254 – O Espírito
Santo.Santo.
 ““É preciso um poder que opereÉ preciso um poder que opere
interiormenteinteriormente, uma nova vida que proceda, uma nova vida que proceda
do alto,do alto, antes que os homens possamantes que os homens possam
substituir o pecado pela santidade.substituir o pecado pela santidade. EsseEsse
poder é Cristopoder é Cristo..”” Caminho a Cristo,Caminho a Cristo,
pág. 18pág. 18
 ““MasMas para os que são chamados,para os que são chamados, tantotanto
judeus como gregos,judeus como gregos, lheslhes pregamos apregamos a
Cristo, poder de Deus, e sabedoria deCristo, poder de Deus, e sabedoria de
DeusDeus.”.” I Coríntios 1:24I Coríntios 1:24
 ““Enquanto a todos dirige o convite paraEnquanto a todos dirige o convite para
irem a Ele e serem salvos,irem a Ele e serem salvos, comissionacomissiona
Seus anjos para prestar divino auxílio aSeus anjos para prestar divino auxílio a
toda alma que a Ele se achegatoda alma que a Ele se achega comcom
arrependimento e contrição; e,arrependimento e contrição; e,
pessoalmentepessoalmente, por meio de Seu Espírito, por meio de Seu Espírito
Santo,Santo, está no meio de Sua Igrejaestá no meio de Sua Igreja”.”. VidaVida
e Ensinos, pág. 206, cap. 34, Oe Ensinos, pág. 206, cap. 34, O
Amor de Deus Por Sua IgrejaAmor de Deus Por Sua Igreja
 ““Cristo vive dentro de seus agentesCristo vive dentro de seus agentes
humanos...humanos... [Gálatas, 2:20;[Gálatas, 2:20;
Apocalipse, 3:20]Apocalipse, 3:20] Jesus está buscandoJesus está buscando
impressionar neles o pensamento queimpressionar neles o pensamento que
dando o Seu Espírito Santo Ele estádando o Seu Espírito Santo Ele está
dando a eles a glória que o Pai lhe deu...dando a eles a glória que o Pai lhe deu...””
[João, 17:5 e 22; I Pedro, 1:21;[João, 17:5 e 22; I Pedro, 1:21;
Atos, 2:32 e 33; II Pedro, 1:17]Atos, 2:32 e 33; II Pedro, 1:17] TheThe
Signs of the Times, 10.03.92.Signs of the Times, 10.03.92.
 ““Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguémJesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém
me ama, guardará a minha palavra, e meume ama, guardará a minha palavra, e meu
Pai o amará, ePai o amará, e viremos para ele, eviremos para ele, e
faremos nele moradafaremos nele morada.”.” João 14:23João 14:23
 ““Cristo é representado como habitandoCristo é representado como habitando
em Seu povoem Seu povo, e os crentes, como, e os crentes, como
""edificados sobre o fundamento dosedificados sobre o fundamento dos
apóstolos e dos profetasapóstolos e dos profetas,, de quede que JesusJesus
Cristo é a principal pedraCristo é a principal pedra da esquina; noda esquina; no
qual todo o edifício, bem ajustado, crescequal todo o edifício, bem ajustado, cresce
para templo santo no Senhor, no qualpara templo santo no Senhor, no qual
também vós juntamente sois edificadostambém vós juntamente sois edificados
parapara morada de Deus em Espíritomorada de Deus em Espírito.”.”
Testemunhos Seletos, vol. 2, pág.Testemunhos Seletos, vol. 2, pág.
103103
 ““Satanás estava com inveja e ciúmes deSatanás estava com inveja e ciúmes de
Jesus Cristo...Jesus Cristo...
 Cristo formava parte do conselho especialCristo formava parte do conselho especial
de Deus para a consideração de Seusde Deus para a consideração de Seus
planos, ao passo que Satanás osplanos, ao passo que Satanás os
desconheciadesconhecia.. Não conhecia, nem lhe eraNão conhecia, nem lhe era
permitido conhecer os propósitos depermitido conhecer os propósitos de
DeusDeus. Por outro lado,. Por outro lado, Cristo eraCristo era
reconhecido como Soberano do Céu comreconhecido como Soberano do Céu com
poder e autoridade iguais aos do própriopoder e autoridade iguais aos do próprio
DeusDeus..
 Satanás acreditou que ele próprio era oSatanás acreditou que ele próprio era o
favorito no Céu, entre os anjos.”favorito no Céu, entre os anjos.” AA
Verdade Sobre os Anjos, pág. 33Verdade Sobre os Anjos, pág. 33
 ““O Pai então fez saber que, por SuaO Pai então fez saber que, por Sua
própria decisão, Cristo, Seu Filho, deviaprópria decisão, Cristo, Seu Filho, devia
ser considerado igual a Eleser considerado igual a Ele,, assim que emassim que em
qualquer lugar que estivesse presentequalquer lugar que estivesse presente
Seu Filho, isto valeria pela Sua própriaSeu Filho, isto valeria pela Sua própria
presença.presença. A palavra do Filho devia serA palavra do Filho devia ser
obedecida tão prontamente como aobedecida tão prontamente como a
palavra do Paipalavra do Pai.”.” História daHistória da
Redenção, pág. 13Redenção, pág. 13
 ““Se vós me conhecêsseis a mim, tambémSe vós me conhecêsseis a mim, também
conheceríeis a meu Paiconheceríeis a meu Pai; e já; e já desde agora odesde agora o
conheceis, e o tendes vistoconheceis, e o tendes visto. Disse-lhe Filipe:. Disse-lhe Filipe:
Senhor, mostra-nos o PaiSenhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta., o que nos basta.
Disse-lhe Jesus:Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempoEstou há tanto tempo
convosco, e não me tendes conhecido,convosco, e não me tendes conhecido,
Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e comoFilipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como
dizes tu: Mostra-nos o Paidizes tu: Mostra-nos o Pai?? Não crês tu queNão crês tu que
eu estou no Pai, e que o Pai está em mimeu estou no Pai, e que o Pai está em mim??
As palavras que eu vos digo não as digo deAs palavras que eu vos digo não as digo de
mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, émim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é
quem faz as obras.quem faz as obras. João 14:7-10João 14:7-10
 ““Eu e o PaiEu e o Pai somos um.”somos um.” João 10:30João 10:30
 ““O Soberano do Universo não estava sóO Soberano do Universo não estava só emem
Sua obra de beneficência.Sua obra de beneficência. Tinha umTinha um
companheirocompanheiro -- um cooperadorum cooperador que poderiaque poderia
apreciar Seus propósitos, e participar de Suaapreciar Seus propósitos, e participar de Sua
alegria ao dar felicidade aos seres criados.alegria ao dar felicidade aos seres criados.
""No princípio era o Verbo, e o Verbo estavaNo princípio era o Verbo, e o Verbo estava
com Deus, e o Verbo era Deuscom Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava. Ele estava
no princípio com Deus."no princípio com Deus." João 1:1 e 2João 1:1 e 2..
Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era umCristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um
com o eterno Paicom o eterno Pai - um em natureza, caráter,- um em natureza, caráter,
propósito -propósito - o único ser que poderia penetraro único ser que poderia penetrar
em todos os conselhos e propósitos deem todos os conselhos e propósitos de
Deus.Deus.”” Patriarcas e Profetas, pág. 34Patriarcas e Profetas, pág. 34
 ““HAVENDO Deus antigamente falado muitasHAVENDO Deus antigamente falado muitas
vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelosvezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos
profetas,profetas, a nós falou-nos nestes últimos diasa nós falou-nos nestes últimos dias
pelo Filhopelo Filho, A quem constituiu herdeiro de, A quem constituiu herdeiro de
tudo, por quemtudo, por quem fez também o mundofez também o mundo. O qual,. O qual,
sendo o resplendor da sua glóriasendo o resplendor da sua glória, e, e aa
expressa imagem da sua pessoaexpressa imagem da sua pessoa... “O qual é... “O qual é
imagem do Deus invisívelimagem do Deus invisível,... Nele foram,... Nele foram
criadas todas as coisas...criadas todas as coisas... Tudo foi criado porTudo foi criado por
ele e para eleele e para ele. E. E ele é antes de todas asele é antes de todas as
coisascoisas, e, e todas as coisas subsistem por eletodas as coisas subsistem por ele.”.”
Colossense 1:15-17Colossense 1:15-17
 ““Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, eAssim diz o SENHOR, Rei de Israel, e
seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos:seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos:
Eu sou o primeiro, e eu sou o últimoEu sou o primeiro, e eu sou o último, e, e
fora de mim não há Deusfora de mim não há Deus. Não vos. Não vos
assombreis, nem temais; porventuraassombreis, nem temais; porventura
desde então não vo-lo fiz ouvir, e não vo-desde então não vo-lo fiz ouvir, e não vo-
lo anunciei? Porquelo anunciei? Porque vós sois as minhasvós sois as minhas
testemunhastestemunhas.. Porventura há outro DeusPorventura há outro Deus
fora de mimfora de mim?? NãoNão,, não há outra Rochanão há outra Rocha
que eu conheçaque eu conheça.”.” Isaías 44:6 e 8Isaías 44:6 e 8
 ““Eu sou o SENHOR, e não há outroEu sou o SENHOR, e não há outro;; forafora
de mim não há Deusde mim não há Deus;; eu te cingirei, aindaeu te cingirei, ainda
que tu não me conheçasque tu não me conheças;”;” Isaías 45:5Isaías 45:5
 Anunciai, e chegai-vos, e tomai conselhoAnunciai, e chegai-vos, e tomai conselho
todos juntos; quem fez ouvir isto desde atodos juntos; quem fez ouvir isto desde a
antiguidade? Quem desde então oantiguidade? Quem desde então o
anunciou?anunciou? Porventura não sou eu, oPorventura não sou eu, o
SENHOR?SENHOR? PoisPois não há outro Deus senãonão há outro Deus senão
eueu;; Deus justo e Salvador não há além deDeus justo e Salvador não há além de
mimmim.” Isaías 45:21.” Isaías 45:21
 ““Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu,Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu,
oo primeiro depois de Cristoprimeiro depois de Cristo. Seu semblante,. Seu semblante,
como o dos outros anjos, era suave ecomo o dos outros anjos, era suave e
exprimia felicidade. Sua testa era alta e larga,exprimia felicidade. Sua testa era alta e larga,
demonstrando grande inteligência. Sua formademonstrando grande inteligência. Sua forma
era perfeita, seu porte nobre e majestoso.era perfeita, seu porte nobre e majestoso.
Mas quandoMas quando Deus disse a Seu FilhoDeus disse a Seu Filho::
""Façamos o homem à Nossa imagemFaçamos o homem à Nossa imagem"" (Gên.(Gên.
1:26),1:26), Satanás teve ciúmes de JesusSatanás teve ciúmes de Jesus.. EleEle
desejava ser consultado sobre a formação dodesejava ser consultado sobre a formação do
homemhomem, e, e porque não o foi, encheu-se deporque não o foi, encheu-se de
inveja, ciúmes e ódioinveja, ciúmes e ódio. Ele desejou receber no. Ele desejou receber no
Céu a mais alta honra depois de Deus.”Céu a mais alta honra depois de Deus.”
Primeiros Escritos, pág. 145Primeiros Escritos, pág. 145
 ““Não foi Satanás o portador de luz, oNão foi Satanás o portador de luz, o
participante da glória de Deus no Céu, oparticipante da glória de Deus no Céu, o
primeiro depois de Jesus, em poder eprimeiro depois de Jesus, em poder e
majestade?majestade? Nas Palavras da Inspiração, éNas Palavras da Inspiração, é
ele descrito como o que conferia a medida,ele descrito como o que conferia a medida,
"cheio de sabedoria e perfeito em"cheio de sabedoria e perfeito em
formosura".formosura". Ezeq. 28:12Ezeq. 28:12. O profeta. O profeta
declara: "declara: "Tu eras querubim ungido paraTu eras querubim ungido para
protegerproteger, e te estabeleci; no monte santo de, e te estabeleci; no monte santo de
Deus estavas, no meio das pedrasDeus estavas, no meio das pedras
afogueadas andavas.afogueadas andavas. Perfeito eras nos teusPerfeito eras nos teus
caminhoscaminhos, desde o dia em que foste criado,, desde o dia em que foste criado,
até que se achou iniqüidade em ti."até que se achou iniqüidade em ti." Ezeq.Ezeq.
28:14 e 15. Conselhos aos Pais,28:14 e 15. Conselhos aos Pais,
Professores e Estudantes, pág. 26Professores e Estudantes, pág. 26
 ““Veneramos umVeneramos um único Deus naúnico Deus na Trindade...Trindade...
somos impedidos pela religião católicasomos impedidos pela religião católica
[universal] de dizer três Deuses ou três[universal] de dizer três Deuses ou três
SenhoresSenhores.. A Igreja estudou este mistério... e,A Igreja estudou este mistério... e,
depois de quatro séculos de investigações,depois de quatro séculos de investigações,
decidiu expressar a doutrina deste mododecidiu expressar a doutrina deste modo:: NaNa
unidade da Divindade há três pessoas – o Pai,unidade da Divindade há três pessoas – o Pai,
o Filho e o Espírito Santo – realmente distintaso Filho e o Espírito Santo – realmente distintas
uma da outrauma da outra. Assim nas palavras do credo de. Assim nas palavras do credo de
Atanásio: “Atanásio: “O Pai é Deus, o Filho é Deus, e oO Pai é Deus, o Filho é Deus, e o
Espírito Santo é Deus, e no entanto não sãoEspírito Santo é Deus, e no entanto não são
três deuses, mas um só Deus”três deuses, mas um só Deus” O CatecismoO Catecismo
do Católico de Hoje, pág. 12 (Númerodo Católico de Hoje, pág. 12 (Número
1248 da Editora Santuário – Edição 28 –1248 da Editora Santuário – Edição 28 –
2002)2002)
 ““O mistério da Trindade é a doutrinaO mistério da Trindade é a doutrina
central da fé católicacentral da fé católica.. Nisto estãoNisto estão
baseados todos os outros ensinos dabaseados todos os outros ensinos da
IgrejaIgreja”.”. (Manual Para o Católico de(Manual Para o Católico de
Hoje, pág. 11)Hoje, pág. 11)
 ““Nossos oponentesNossos oponentes (os protestantes)(os protestantes) àsàs
vezes reivindicam que nenhuma crençavezes reivindicam que nenhuma crença
deveria ser dogmatizadadeveria ser dogmatizada que não sejaque não seja
explicitamente declarada na Bíblia... Masexplicitamente declarada na Bíblia... Mas
as igrejas protestantes por elas mesmasas igrejas protestantes por elas mesmas
têm aceitado tais dogmas como atêm aceitado tais dogmas como a
TrindadeTrindade pela qual não há nenhumapela qual não há nenhuma
autoridade precisa nos evangelhosautoridade precisa nos evangelhos”.”.
(Revista Vida – Católica, 30/10/50)(Revista Vida – Católica, 30/10/50)
 O Professor E. Washburn Hopkins explicaO Professor E. Washburn Hopkins explica
em seu livroem seu livro Origin and Evolution ofOrigin and Evolution of
ReligionReligion (Origem e Evolução da Religião),(Origem e Evolução da Religião),
na página 336 dizendo o seguinte:na página 336 dizendo o seguinte:
 ““A doutrina daA doutrina da trindadetrindade era evidentementeera evidentemente
desconhecida a Jesus e a Paulodesconhecida a Jesus e a Paulo; de; de
qualquer modo, não dizem nada sobrequalquer modo, não dizem nada sobre
ela.”ela.” Não formularam nenhum credoNão formularam nenhum credo
definindo a Trindadedefinindo a Trindade.”.”
 O livro Statement of Reasons (DeclaraçãoO livro Statement of Reasons (Declaração
de Razão) de Andrews Norton diz:de Razão) de Andrews Norton diz:
 ““Podemos traçar a história dessa doutrinaPodemos traçar a história dessa doutrina
e descobrir a sua origeme descobrir a sua origem,, não nanão na
revelação cristã, mas sim na filosofiarevelação cristã, mas sim na filosofia
platônicaplatônica...... A Trindade não é uma doutrinaA Trindade não é uma doutrina
de Cristo e de Seus Apóstolosde Cristo e de Seus Apóstolos, mas sim, mas sim
uma ficção da escola de posterioresuma ficção da escola de posteriores
platonistas.”platonistas.”
 ““A situação do dogma da Trindade, tem váriasA situação do dogma da Trindade, tem várias
conseqüências perigosasconseqüências perigosas.. A doutrina tornou-seA doutrina tornou-se
em um mistério impenetrável; colocada sobre oem um mistério impenetrável; colocada sobre o
altar para ser adoradaaltar para ser adorada, tornou-se um enigma, tornou-se um enigma
de um problema teológico não decifrado...de um problema teológico não decifrado...
Dessa formaDessa forma tornou-se uma arma poderosatornou-se uma arma poderosa
para justificar o autoritarismo eclesiástico epara justificar o autoritarismo eclesiástico e
suprimir a honestidade da busca da verdade.suprimir a honestidade da busca da verdade.
 A afirmação de que três é um e um é três foiA afirmação de que três é um e um é três foi
e em muitos lugares ainda é a pior distorção doe em muitos lugares ainda é a pior distorção do
mistério da Trindademistério da Trindade...” –...” – (Teologia(Teologia
Sistemática, vol. III., parte IV, ediçõesSistemática, vol. III., parte IV, edições
Paulinas – editora Sinodal, 1984., págs.Paulinas – editora Sinodal, 1984., págs.
602 e 607)602 e 607)
 ““Muitos dentre os fundadores do adventismoMuitos dentre os fundadores do adventismo
não se uniriam à igreja hoje, se eles tivessemnão se uniriam à igreja hoje, se eles tivessem
que subscrever as crenças fundamentais daque subscrever as crenças fundamentais da
denominaçãodenominação”.”.
 ““Mais especificamente,Mais especificamente, muitos deles nãomuitos deles não
concordariam com a crença nº 2. a qual trata daconcordariam com a crença nº 2. a qual trata da
doutrina da trindade.doutrina da trindade. Para José Bates, essa eraPara José Bates, essa era
uma doutrina espúriauma doutrina espúria.. Tiago White a classificavaTiago White a classificava
como “o velho absurdo trinitariano”como “o velho absurdo trinitariano” ee para M. E.para M. E.
Cornell tratava-se de um fruto da grandeCornell tratava-se de um fruto da grande
apostasia, tal como os falsos ensinamentos daapostasia, tal como os falsos ensinamentos da
guarda do domingo e da imortalidade da almaguarda do domingo e da imortalidade da alma...”...”
Revista Ministério, pág. 15 –Revista Ministério, pág. 15 –
janeiro/fevereiro de 1994 - As Mudançasjaneiro/fevereiro de 1994 - As Mudanças
do Adventismodo Adventismo
 Diz um um internauta sobre a Trindade.Diz um um internauta sobre a Trindade.
 ““Não existe condições de separar aNão existe condições de separar a
crença numa Trindade da crença no Deuscrença numa Trindade da crença no Deus
Espírito SantoEspírito Santo.. Se aceita-se a TrindadeSe aceita-se a Trindade
subtende-se a aceitação do Espírito Santosubtende-se a aceitação do Espírito Santo
como a Terceira Pessoacomo a Terceira Pessoa.. O problema éO problema é
um sóum só e não doise não dois.”.”
 ““Para Josué V. Himes o Espírito Santo eraPara Josué V. Himes o Espírito Santo era
“poder e ernergia“poder e ernergia” e J. B. Friesbie entendia” e J. B. Friesbie entendia
que a Trindade era pagã; e até o defensorque a Trindade era pagã; e até o defensor
da justificação pela fé J. H. Waggonerda justificação pela fé J. H. Waggoner
chegou a declarar que “chegou a declarar que “a Bíblia faz silêncioa Bíblia faz silêncio
sobre a Trindadesobre a Trindade”, em seu livro The”, em seu livro The
Atonement (p. 173). “A. J. Dennis declaravaAtonement (p. 173). “A. J. Dennis declarava
queque “Deus não nos pede para crer em“Deus não nos pede para crer em
impossibilidades”impossibilidades” Perguntas ePerguntas e
Respostas Sobre a Tindade, pág.Respostas Sobre a Tindade, pág.
122, de Demóstenes Neves da Silva -122, de Demóstenes Neves da Silva -
graduado e mestre em teologiagraduado e mestre em teologia
 ““...J. N. Loughborough apresentava três...J. N. Loughborough apresentava três
ingênuas objeções sobre a Trindade: 1) seriaingênuas objeções sobre a Trindade: 1) seria
contra o senso comumcontra o senso comum (não considerou(não considerou
outras doutrinas que também são contra ooutras doutrinas que também são contra o
“senso comum”)“senso comum”); seria; seria contrária às Escriturascontrária às Escrituras
(mas não considerou os textos trinitários)(mas não considerou os textos trinitários); e; e
de origem pagãde origem pagã (cometeu erro conceitual(cometeu erro conceitual
igualando tríade com Trindade.)igualando tríade com Trindade.)
 A. J. Dennis declarava queA. J. Dennis declarava que “Deus não nos“Deus não nos
pede para crer em impossibilidades”pede para crer em impossibilidades”
Perguntas e Respostas Sobre aPerguntas e Respostas Sobre a
Tindade, pág. 122, de DemóstenesTindade, pág. 122, de Demóstenes
Neves da Silva - graduado e mestreNeves da Silva - graduado e mestre
em teologiaem teologia
 ““O Vinho da ira da sua prostituição”O Vinho da ira da sua prostituição”
(Apocalipse, 14:8) era interpretado como(Apocalipse, 14:8) era interpretado como
um sinônimo das “falsas doutrinasum sinônimo das “falsas doutrinas”.”. OO
Santuário e as Três MensagensSantuário e as Três Mensagens
Angélicas, pág. 191 de AlbertoAngélicas, pág. 191 de Alberto
Timm – Ph.D. e professor da IASDTimm – Ph.D. e professor da IASD
 ““J. N. Andrews incluiu, em 1858, entre essasJ. N. Andrews incluiu, em 1858, entre essas
doutrinasdoutrinas; (1) “; (1) “a doutrina da imortalidadea doutrina da imortalidade
natural da almanatural da alma” (2) “” (2) “a doutrina da trindade,”a doutrina da trindade,”
que destrói a personalidade de Deus e de seuque destrói a personalidade de Deus e de seu
Filho Jesus CristoFilho Jesus Cristo”;... (”;... (4) “4) “a mudança do quartoa mudança do quarto
mandamento”, exigindo a observância domandamento”, exigindo a observância do
“primeiro dia da semana“primeiro dia da semana”;... Em 1861,”;... Em 1861, J. N.J. N.
Loughborough afirmou que o “vinho”Loughborough afirmou que o “vinho”
mencionado em Apocalipse 14:8 eram asmencionado em Apocalipse 14:8 eram as
doutrinas não escriturísticas de Babilônia,”doutrinas não escriturísticas de Babilônia,”
derivadas de “seu princípio místico daderivadas de “seu princípio místico da
interpretação das Escriturasinterpretação das Escrituras”.”. O Santuário eO Santuário e
as Três Mensagens Angélicas, págs.as Três Mensagens Angélicas, págs.
191 e 192 de Alberto Timm – Ph.D. e191 e 192 de Alberto Timm – Ph.D. e
professor da IASDprofessor da IASD
 Na Revista de abril de 2002 – Defesa da Fé,Na Revista de abril de 2002 – Defesa da Fé,
pág. 48, existe uma acusação contra os ASD epág. 48, existe uma acusação contra os ASD e
contra o pastor Bullón. veja.contra o pastor Bullón. veja.
 ““As Testemunhas de Jeová ensinam, em seusAs Testemunhas de Jeová ensinam, em seus
livros, que a doutrina da Trindade foi firmadalivros, que a doutrina da Trindade foi firmada
no concílio de Nicéia, 325 d.c. presidido porno concílio de Nicéia, 325 d.c. presidido por
ConstantinoConstantino.. Se o senhor Bullón admite que aSe o senhor Bullón admite que a
instituição do primeiro dia da semana como diainstituição do primeiro dia da semana como dia
do Senhor em memória da ressurreição dedo Senhor em memória da ressurreição de
Cristo é de origem pagã porque ConstantinoCristo é de origem pagã porque Constantino
decretou esse dia de guarda ao se tornardecretou esse dia de guarda ao se tornar
cristãocristão,, os adventistas deveriam, na verdade,os adventistas deveriam, na verdade,
ser chamados de pagãosser chamados de pagãos por adotarem apor adotarem a
doutrina da Trindade em cujo Concílio foidoutrina da Trindade em cujo Concílio foi
instituída essa doutrina?instituída essa doutrina?”.”.
 O Livro (O Terceiro Milênio e as Profecias doO Livro (O Terceiro Milênio e as Profecias do
Apocalipse, págs. 41 e 42) do pastor BullónApocalipse, págs. 41 e 42) do pastor Bullón
faz referência a Trindade como doutrinafaz referência a Trindade como doutrina
estranha? Seria isso mesmo? Tire suasestranha? Seria isso mesmo? Tire suas
conclusões.conclusões.
 ““... E o inimigo conseguiu o que queria:... E o inimigo conseguiu o que queria:
corromper a pureza da doutrina cristã.corromper a pureza da doutrina cristã.
Naquele tempoNaquele tempo,, [tempo de Constantino?][tempo de Constantino?] aa
igreja cristã passou a ter conflitos internos porigreja cristã passou a ter conflitos internos por
causa decausa de doutrinas estranhas que pretendiamdoutrinas estranhas que pretendiam
misturar-se às verdades bíblicasmisturar-se às verdades bíblicas.. Entre asEntre as
doutrinas em conflito, podemos mencionardoutrinas em conflito, podemos mencionar: O: O
pecado original,pecado original, a trindadea trindade, a natureza de, a natureza de
Cristo, o papel da virgem Maria, o celibato e aCristo, o papel da virgem Maria, o celibato e a
autoridade da igreja.autoridade da igreja.””
 O pastor Tim defende o pastor Bullón quando oO pastor Tim defende o pastor Bullón quando o
mesmo disse que a Trindade era um dosmesmo disse que a Trindade era um dos
assuntos conflitantes e uma doutrina estranha.assuntos conflitantes e uma doutrina estranha.
 ““É evidente que Bullón menciona comoÉ evidente que Bullón menciona como
“doutrinas em conflito” algumas doutrinas“doutrinas em conflito” algumas doutrinas
biblicamente aceitáveis e outras, espúriasbiblicamente aceitáveis e outras, espúrias. Mas. Mas
a maneira como Nicotra grifoua maneira como Nicotra grifou o texto acabao texto acaba
induzindo o leitor desatento a crer que oinduzindo o leitor desatento a crer que o
próprio Bullón considera a doutrina dapróprio Bullón considera a doutrina da
“trindade” como uma das “doutrinas estranhas“trindade” como uma das “doutrinas estranhas
que pretendiam misturar-se às verdadesque pretendiam misturar-se às verdades
bíblicas.”bíblicas.” Resenha crítica do livro ‘Eu e oResenha crítica do livro ‘Eu e o
Pai Somos Um’, Pág. 7, de AlbertoPai Somos Um’, Pág. 7, de Alberto
Timm, Ph.DTimm, Ph.D
 Em 1846, Tiago White descartou aEm 1846, Tiago White descartou a
doutrina da Trindade chamando-a “odoutrina da Trindade chamando-a “o
velho credo trinitariano não-escriturísticovelho credo trinitariano não-escriturístico”.”.
Um século depois, a denominação queUm século depois, a denominação que
ele ajudou a fundar votou uma declaraçãoele ajudou a fundar votou uma declaração
oficial de “crenças Fundamentais” queoficial de “crenças Fundamentais” que
incluía a crença em uma Trindadeincluía a crença em uma Trindade.”.”
Parousia, ano 5 – n° 1 – pág. 11 -Parousia, ano 5 – n° 1 – pág. 11 -
Jerry Moon, Ph.DJerry Moon, Ph.D
 ““A Igreja Romana reserva ao clero o direito deA Igreja Romana reserva ao clero o direito de
interpretar as Escrituras. Sob o fundamento deinterpretar as Escrituras. Sob o fundamento de
que unicamente os eclesiásticos sãoque unicamente os eclesiásticos são
competentes para explicar a Palavra de Deus...competentes para explicar a Palavra de Deus...
o mesmíssimo espírito que Roma manteveo mesmíssimo espírito que Roma manteve
impede também as multidões nas igrejasimpede também as multidões nas igrejas
protestantes de examinarem a Bíblia por siprotestantes de examinarem a Bíblia por si
mesmasmesmas.. São instruídas a aceitar os seusSão instruídas a aceitar os seus
ensinos conforme são interpretados pela igrejaensinos conforme são interpretados pela igreja;;
e há milhares que não ousam receber coisae há milhares que não ousam receber coisa
alguma contrária ao seu credo, ou ao ensinoalguma contrária ao seu credo, ou ao ensino
adotado por sua igreja, por mais claro queadotado por sua igreja, por mais claro que
esteja revelada nas Escrituras.”esteja revelada nas Escrituras.” O GrandeO Grande
Conflito, pág. 596Conflito, pág. 596
 ““Muitos há que estão prontos a confiar aoMuitos há que estão prontos a confiar ao
clero a guarda de sua almaclero a guarda de sua alma...”...” O GrandeO Grande
Conflito, pág. 596Conflito, pág. 596
 ““Aqueles aos quais é pregada aAqueles aos quais é pregada a
mensagem da verdade,mensagem da verdade, raras vezesraras vezes
perguntam se ela é verdadeira, mas sim:perguntam se ela é verdadeira, mas sim:
"Por quem é ela defendida?""Por quem é ela defendida?" Multidões aMultidões a
avaliam pelo número dos que a aceitam; eavaliam pelo número dos que a aceitam; e
faz-se ainda a pergunta: "faz-se ainda a pergunta: "Creu qualquerCreu qualquer
dos homens eruditos ou dos guiasdos homens eruditos ou dos guias
religiososreligiosos?“?“ O Desejado de Todas asO Desejado de Todas as
Nações, pág. 459Nações, pág. 459
 ““Creu nele porventura algum dosCreu nele porventura algum dos
principais ou dos fariseus?principais ou dos fariseus?”” João 7:48João 7:48
 O teólogo católico Edmund Fortman falaO teólogo católico Edmund Fortman fala
sobre o Espírito Santo dizendo:sobre o Espírito Santo dizendo:
 ““Embora esse espírito seja amiúdeEmbora esse espírito seja amiúde
descrito em termos pessoais,descrito em termos pessoais, parece bemparece bem
claro que os escritores sagradosclaro que os escritores sagrados [das[das
Escrituras Hebraicas]Escrituras Hebraicas] jamais conceberamjamais conceberam
ou apresentaram este espírito comoou apresentaram este espírito como
sendo uma pessoa distintasendo uma pessoa distinta.”.”
 O teólogo católico Fortman, mais uma vezO teólogo católico Fortman, mais uma vez
dá a seguinte declaração:dá a seguinte declaração:
 ““Os judeus jamais consideraram o espíritoOs judeus jamais consideraram o espírito
como sendo uma pessoa; tampoucocomo sendo uma pessoa; tampouco
existe evidência sólida de que qualquerexiste evidência sólida de que qualquer
escritor do Velho Testamento tivesse tidoescritor do Velho Testamento tivesse tido
tal conceitotal conceito........ O Espírito Santo éO Espírito Santo é
usualmente apresentadousualmente apresentado nos Sinópticosnos Sinópticos
[Evangelhos] e em Atos[Evangelhos] e em Atos como força oucomo força ou
poder divinopoder divino.”.”
 O Dicionário Católico (Catholic Dictionary)O Dicionário Católico (Catholic Dictionary)
diz assim:diz assim:
 ““Como um todo,Como um todo, o Novo Testamento, bemo Novo Testamento, bem
como o Antigocomo o Antigo, fala do espírito como, fala do espírito como
sendosendo energia ou poderenergia ou poder divino.”divino.”
 O que diz a enciclopédia católica sobre aO que diz a enciclopédia católica sobre a
terceira pessoa como distinta do Pai e doterceira pessoa como distinta do Pai e do
Filho?Filho?
 ““Em lugar algum do Velho TestamentoEm lugar algum do Velho Testamento
encontramos indicação clara da existênciaencontramos indicação clara da existência
duma terceira pessoa.”duma terceira pessoa.”
 ““Estamos afastados dos marcos antigos.Estamos afastados dos marcos antigos.
VoltemosVoltemos. Se o Senhor for Deus, servi-O;. Se o Senhor for Deus, servi-O;
se Baal, servi-o.se Baal, servi-o. De que lado vosDe que lado vos
colocareiscolocareis?”?” Testemunhos Seletos,Testemunhos Seletos,
vol. 2, pág. 32, cap. 4,vol. 2, pág. 32, cap. 4,
Cooperadores de Deus.Cooperadores de Deus.
 Veja o depoimento de um mestre que seVeja o depoimento de um mestre que se
faz de desavisado.faz de desavisado.
 ““Portanto,Portanto, os pioneiros não tiveram todaos pioneiros não tiveram toda
luz e nem sempre tinham compreensãoluz e nem sempre tinham compreensão
correta da doutrinacorreta da doutrina, nem sempre eram, nem sempre eram
unânimes em suas interpretações,unânimes em suas interpretações,
embora possam ter sido leais à verdadeembora possam ter sido leais à verdade
que receberam.que receberam. A doutrina da TrindadeA doutrina da Trindade
era debatida entre eles como outrasera debatida entre eles como outras
doutrinas, mas a posição da igreja aindadoutrinas, mas a posição da igreja ainda
não estava consolidadanão estava consolidada...”...” Perguntas ePerguntas e
Respostas Sobre a Trindade, pág.Respostas Sobre a Trindade, pág.
120 de Demóstenes Neves da Silva120 de Demóstenes Neves da Silva
- graduado e mestre em teologia- graduado e mestre em teologia
 Até 1905 a igreja não tinha aindaAté 1905 a igreja não tinha ainda
nenhuma posição oficial acerca danenhuma posição oficial acerca da
Divindade conforme o pensamento doDivindade conforme o pensamento do
mestre Demóstenes? Seria coerente dizermestre Demóstenes? Seria coerente dizer
tais coisas?tais coisas?
 ““Se aqueles que têm recebido grande luzSe aqueles que têm recebido grande luz
não possuem fé e obediêncianão possuem fé e obediência
correspondentes, tornam-se logocorrespondentes, tornam-se logo
fermentados com a apostasiafermentados com a apostasia
predominantepredominante; outro espírito os controla.; outro espírito os controla.
Embora tenham sido exaltados ao Céu noEmbora tenham sido exaltados ao Céu no
aspecto dos privilégios e oportunidades,aspecto dos privilégios e oportunidades,
estão em condição pior que os maisestão em condição pior que os mais
zelosos defensores do errozelosos defensores do erro. ...”. ...” M. M. deM. M. de
outubro de 2002, Cristo Triunfante,outubro de 2002, Cristo Triunfante,
pág. 305pág. 305
 ““Não deve haver mudança nas característicasNão deve haver mudança nas características
de nossa obra.de nossa obra. Deve ela permanecer tão claraDeve ela permanecer tão clara
e distinta quanto a profecia a tornoue distinta quanto a profecia a tornou. Não. Não
devemos entrar em aliança com o mundo,devemos entrar em aliança com o mundo,
supondo que ao assim fazer poderíamossupondo que ao assim fazer poderíamos
realizar mais.realizar mais. Se alguém se colocar comoSe alguém se colocar como
obstáculo para impedir o avanço da obra nosobstáculo para impedir o avanço da obra nos
moldes que Deus indicou, desagradará amoldes que Deus indicou, desagradará a
DeusDeus.. Não se deve debilitar nenhum aspectoNão se deve debilitar nenhum aspecto
da fé que nos tornou o que somosda fé que nos tornou o que somos.. Temos osTemos os
antigos marcos divisórios da verdade, daantigos marcos divisórios da verdade, da
experiência e do deverexperiência e do dever; devemos; devemos permanecerpermanecer
firmes em defesa de nossos princípiosfirmes em defesa de nossos princípios...”...”
Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 372Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 372
 ““Ao serem assim estabelecidos os pontosAo serem assim estabelecidos os pontos
de nossa fé, nossos pés se colocavamde nossa fé, nossos pés se colocavam
sobre um firme fundamento.sobre um firme fundamento. AceitávamosAceitávamos
a verdade ponto por ponto, sob aa verdade ponto por ponto, sob a
demonstração do Espírito Santo. Eu erademonstração do Espírito Santo. Eu era
arrebatada em visão, e eram-me feitasarrebatada em visão, e eram-me feitas
explanaçõesexplanações...... a luz sobre nósa luz sobre nós
resplandecia em raios claros e distintosresplandecia em raios claros e distintos.”.”
M. M. de 17 de agosto de 1999, EM. M. de 17 de agosto de 1999, E
Recebereis Poder, pág. 238Recebereis Poder, pág. 238
 ““Todas estas verdades são imortalizadasTodas estas verdades são imortalizadas
nos meus escritos. O Senhor nuncanos meus escritos. O Senhor nunca
contradiz Sua Palavracontradiz Sua Palavra. Os homens. Os homens
poderão apresentar um ardil após o outro,poderão apresentar um ardil após o outro,
e o inimigo procurará desviar as almas dae o inimigo procurará desviar as almas da
verdade, masverdade, mas todos os que crêem que otodos os que crêem que o
Senhor tem falado por intermédio da irmãSenhor tem falado por intermédio da irmã
White, e lhe tem dado uma mensagem,White, e lhe tem dado uma mensagem,
estarão livres dos muitos embustes queestarão livres dos muitos embustes que
surgirão nestes últimos diassurgirão nestes últimos dias.”.”
Manuscript Release 760, págs. 22 eManuscript Release 760, págs. 22 e
23. M. M. de 17 de agosto de 1999,23. M. M. de 17 de agosto de 1999,
E Recebereis Poder, pág. 238E Recebereis Poder, pág. 238
 ““Não devemos receber as palavras dosNão devemos receber as palavras dos
que vêm com uma mensagem emque vêm com uma mensagem em
contradição com os pontos especiais decontradição com os pontos especiais de
nossa fénossa fé: Eles reúnem uma porção de: Eles reúnem uma porção de
passagens, e amontoam-na como provapassagens, e amontoam-na como prova
em torno das teorias que afirmam.”em torno das teorias que afirmam.”
(Mensagens Escolhidas, vol. I.,(Mensagens Escolhidas, vol. I.,
pág. 162. [1905]).pág. 162. [1905]).
 ““Isto tem sido repetidamente feito durante osIsto tem sido repetidamente feito durante os
cinqüenta anos passadoscinqüenta anos passados.. E se bem que asE se bem que as
Escrituras sejam a Palavra de Deus, eEscrituras sejam a Palavra de Deus, e
devam ser respeitadas, sua aplicação, umadevam ser respeitadas, sua aplicação, uma
vez que mova uma coluna do fundamentovez que mova uma coluna do fundamento
sustentado por Deus estes cinqüenta anos,sustentado por Deus estes cinqüenta anos,
constitui grande erroconstitui grande erro.. Aquele que faz talAquele que faz tal
aplicação ignora a maravilhosaaplicação ignora a maravilhosa
demonstração do Espírito Santodemonstração do Espírito Santo que deuque deu
poder e forças às mensagens passadas,poder e forças às mensagens passadas,
vindas ao povo de Deusvindas ao povo de Deus.” –.” – (Mensagens(Mensagens
Escolhidas, vol. I., pág. 162. [1905]).Escolhidas, vol. I., pág. 162. [1905]).
 ““Os pontos principais de nossa fé; tal comoOs pontos principais de nossa fé; tal como
temos hoje, foram firmemente estabelecidas.temos hoje, foram firmemente estabelecidas.
Ponto por ponto foi claramente definido ePonto por ponto foi claramente definido e
toda a irmandade veio em harmonia.toda a irmandade veio em harmonia. A inteiraA inteira
congregação de crentes está estabelecida nacongregação de crentes está estabelecida na
verdade.verdade. Há aqueles que vieram comHá aqueles que vieram com
estranhas doutrinasestranhas doutrinas, mas nós não tememos, mas nós não tememos
encontrá-los.encontrá-los.
 Nossa experiência foi maravilhosa eNossa experiência foi maravilhosa e
estabelecida pela revelação do Espíritoestabelecida pela revelação do Espírito
SantoSanto”. –”. – (Ellen Gould White,(Ellen Gould White,
Manuscript, nº 135, 1903. VerManuscript, nº 135, 1903. Ver
também, Cristo em Seu Santuário,também, Cristo em Seu Santuário,
 ““Temos de estar firmados na fé segundo a luzTemos de estar firmados na fé segundo a luz
da verdade que nos foi dada em nossada verdade que nos foi dada em nossa
primeira experiência.primeira experiência. Naquele tempo, erro apósNaquele tempo, erro após
erro procurava forçar entrada entre nóserro procurava forçar entrada entre nós;;
ministros e doutores introduziam novasministros e doutores introduziam novas
doutrinasdoutrinas. Nós estudávamos as Escrituras com. Nós estudávamos as Escrituras com
muita oração, e o Espírito Santo nos trazia aomuita oração, e o Espírito Santo nos trazia ao
espírito a verdade. Por vezes noites inteirasespírito a verdade. Por vezes noites inteiras
eram consagradas à pesquisa das Escrituras, aeram consagradas à pesquisa das Escrituras, a
pedir fervorosamente a Deus Sua guia.pedir fervorosamente a Deus Sua guia.
Juntavam-se para esse fim grupos de homensJuntavam-se para esse fim grupos de homens
e mulheres pios.e mulheres pios. O poder de Deus vinha sobreO poder de Deus vinha sobre
mim, e eu era habilitada a definir claramente omim, e eu era habilitada a definir claramente o
que era verdade ou erroque era verdade ou erro.”.” ObreirosObreiros
Evangélicos, pág. 302Evangélicos, pág. 302
 ““Ao serem assim estabelecidos os pontosAo serem assim estabelecidos os pontos
de nossa fé, nossos pés se colocavamde nossa fé, nossos pés se colocavam
sobre um firme fundamento.sobre um firme fundamento. AceitávamosAceitávamos
a verdadea verdade ponto por pontoponto por ponto, sob a, sob a
demonstração do Espírito Santo.demonstração do Espírito Santo. Eu eraEu era
arrebatada em visão, e eram-me feitasarrebatada em visão, e eram-me feitas
explanaçõesexplanações. Foram-me dadas ilustrações. Foram-me dadas ilustrações
de coisas celestiais, e do santuário, dede coisas celestiais, e do santuário, de
modo que fomos colocados em posiçãomodo que fomos colocados em posição
onde a luz sobre nós resplandecia emonde a luz sobre nós resplandecia em
raios claros e distintos.”raios claros e distintos.” ObreirosObreiros
Evangélicos, pág. 302Evangélicos, pág. 302
 ““Até agora a verdade presente está clara,Até agora a verdade presente está clara,
sua evidência não é posta em dúvida pelossua evidência não é posta em dúvida pelos
sincerossinceros... A verdade agora... A verdade agora é tornada tãoé tornada tão
clara que todos a podem ver; e abraçar, seclara que todos a podem ver; e abraçar, se
quiseremquiserem; mais foi necessário muito; mais foi necessário muito
trabalho para trazê-lo à luz como está, etrabalho para trazê-lo à luz como está, e
tão árduotão árduo laborlabor jamais terá de ser realizadojamais terá de ser realizado
outra vez para tornar a verdade clara”outra vez para tornar a verdade clara”. –. –
(Ellen G. White, Manuscript, nº 2.,(Ellen G. White, Manuscript, nº 2.,
26 de agosto de 1855).26 de agosto de 1855).
 ““Não procure ninguém remover osNão procure ninguém remover os
alicerces de nossa féalicerces de nossa fé –– os alicercesos alicerces
lançados no princípio de nossa obralançados no princípio de nossa obra, pelo, pelo
piedoso estudo dapiedoso estudo da palavrapalavra e pelae pela
revelaçãorevelação.. Sobre estes alicerces temosSobre estes alicerces temos
estado a construir nestes cinqüenta anosestado a construir nestes cinqüenta anos
passados.passados. Poderão os homens supor quePoderão os homens supor que
tenham achado um novo caminho, etenham achado um novo caminho, e
sejam capazes de lançar um alicerce maissejam capazes de lançar um alicerce mais
firme do que o já lançadofirme do que o já lançado.. Mas isto éMas isto é
grande enganogrande engano.. Homem nenhum poderáHomem nenhum poderá
pôr outro fundamento além do que já foipôr outro fundamento além do que já foi
postoposto”.”. (Testemunhos Seletos, Vol.(Testemunhos Seletos, Vol.
III, pág. 274 [1904]).III, pág. 274 [1904]).
 Teremos a oportunidade de ver osTeremos a oportunidade de ver os
alicerces de nossa fé conforme era noalicerces de nossa fé conforme era no
começo quando os pioneiros adventistascomeço quando os pioneiros adventistas
declaravam seu credo em nossosdeclaravam seu credo em nossos
periódicos.periódicos.
 ““Deus me tem dado luz acerca dosDeus me tem dado luz acerca dos
nossos periódicos. O que é isto?nossos periódicos. O que é isto? Ele falouEle falou
que os mortos hão de falarque os mortos hão de falar; como? As; como? As
suas obras os seguirão.suas obras os seguirão. NósNós estamosestamos
repetindo as palavras dos pioneirosrepetindo as palavras dos pioneiros emem
nosso trabalhonosso trabalho;; de quem sabe quantode quem sabe quanto
custa procurar pela verdade como umcusta procurar pela verdade como um
tesouro escondidotesouro escondido.’”.’”
(Ellen White, 1905, Counsels to(Ellen White, 1905, Counsels to
Writes and Edictores, pages 31, 32)Writes and Edictores, pages 31, 32)
 ““Eles avançaram passo por passo sob aEles avançaram passo por passo sob a
influência do Espírito de Deusinfluência do Espírito de Deus.. Um por umUm por um
desses pioneiros já morreudesses pioneiros já morreu. A palavra que me. A palavra que me
foi dada é:foi dada é: Faça com que, o que essesFaça com que, o que esses
homens escreveram no passado, torne a serhomens escreveram no passado, torne a ser
escritoescrito”... (Diz ela novamente o seguinte)”... (Diz ela novamente o seguinte)
“Permita os“Permita os pioneiros identificarem a verdade,pioneiros identificarem a verdade,
- Quando o poder de Deus testifica o que é a- Quando o poder de Deus testifica o que é a
verdade, essa verdade deve permanecer paraverdade, essa verdade deve permanecer para
sempre como verdade.sempre como verdade. Não depois deNão depois de
suposições, contrárias a luz que Deus temsuposições, contrárias a luz que Deus tem
dado para ser recebida.”dado para ser recebida.” (Ellen White,(Ellen White,
1905, Counsels to Writes and1905, Counsels to Writes and
Edictores, pages 31, 32)Edictores, pages 31, 32)
 ““Surgirão homens com interpretações dasSurgirão homens com interpretações das
Escrituras que para eles é a verdade, masEscrituras que para eles é a verdade, mas
não é a verdadenão é a verdade.. A verdade para esseA verdade para esse
tempo Deus tem dado como umtempo Deus tem dado como um
fundamento para nossa fé. Ele mesmofundamento para nossa fé. Ele mesmo
nos falou a verdadenos falou a verdade. Um após outro vai. Um após outro vai
aparecer com uma nova luz que contradizaparecer com uma nova luz que contradiz
a luz que Deus tem dado pelo seu Santoa luz que Deus tem dado pelo seu Santo
EspíritoEspírito.” (Ellen White, 1905,.” (Ellen White, 1905,
Counsels to Writes and Edictores,Counsels to Writes and Edictores,
pages 31, 32)pages 31, 32)
 ““A doutrina daA doutrina da TrindadeTrindade foi estabelecidafoi estabelecida
na igreja pelo concílio de Nicéia 325 AD.na igreja pelo concílio de Nicéia 325 AD.
Essa doutrina destrói a personalidade deEssa doutrina destrói a personalidade de
Deus e seu Filho Jesus Cristo, nossoDeus e seu Filho Jesus Cristo, nosso
SenhorSenhor.. A forma infame como foi impostaA forma infame como foi imposta
à igrejaà igreja, aparece nas páginas da história, aparece nas páginas da história
eclesiástica, queeclesiástica, que causa aos que acreditamcausa aos que acreditam
na doutrina corar de vergonhana doutrina corar de vergonha”.”.  
 J. N. Andrews chegou a dizer em 04 deJ. N. Andrews chegou a dizer em 04 de
abril de 1854 a seguinte frase comabril de 1854 a seguinte frase com
relação a trindade: “...relação a trindade: “...a velha e absurdaa velha e absurda
doutrina trinitarianadoutrina trinitariana...”...”
 No dia 06 de julho de 1869, R. F.No dia 06 de julho de 1869, R. F. CottrellCottrell
que era redator da Revista Adventista eque era redator da Revista Adventista e
era quem preparava as primeiras liçõesera quem preparava as primeiras lições
da Escola Sabatina, também faz umada Escola Sabatina, também faz uma
declaração, dizendo o seguinte:declaração, dizendo o seguinte:
 ““Sustentar a doutrina da Trindade, não éSustentar a doutrina da Trindade, não é
mais que uma evidência da intoxicaçãomais que uma evidência da intoxicação
pelo vinho que todas as nações beberampelo vinho que todas as nações beberam..
O fato dessa ser uma das principaisO fato dessa ser uma das principais
doutrinas, senão a principal, pela qual odoutrinas, senão a principal, pela qual o
bispo de Roma foi exaltado ao papado,bispo de Roma foi exaltado ao papado,
não recomenda muito em seu favor.não recomenda muito em seu favor. IstoIsto
deveria fazer alguém investigar por sideveria fazer alguém investigar por si
mesmo, como quando os demônios fazemmesmo, como quando os demônios fazem
milagres para provar a imortalidade damilagres para provar a imortalidade da
alma.alma. Se eu nunca duvidei antes, agoraSe eu nunca duvidei antes, agora
eu tenho que ir até o fundo para provareu tenho que ir até o fundo para provar ........
””
 Em 05 de novembro de 1861 J. N.Em 05 de novembro de 1861 J. N.
Lougborough havia escrito dizendo assim:Lougborough havia escrito dizendo assim:
 ““Esta doutrina daEsta doutrina da TrindadeTrindade foi trazida parafoi trazida para
a igreja no mesmo tempo em que aa igreja no mesmo tempo em que a
adoração de imagensadoração de imagens, e a, e a guarda doguarda do
domingodomingo ee não é mais do que a doutrinanão é mais do que a doutrina
dos persas remodeladados persas remodelada.”.”  
 No dia 10 de novembro do ano de 1863, TiagoNo dia 10 de novembro do ano de 1863, Tiago
White também declarara.White também declarara.
 ““O grande equívoco dos trinitarianos, aoO grande equívoco dos trinitarianos, ao
argumentarem esse assunto, parece ser esse:argumentarem esse assunto, parece ser esse:
Eles não fazem diferença entre negar aEles não fazem diferença entre negar a
Trindade e negar a divindade de Cristo. ElesTrindade e negar a divindade de Cristo. Eles
só vêem os dois extremos em que está asó vêem os dois extremos em que está a
verdade; tomam cada expressão referente àverdade; tomam cada expressão referente à
preexistência de Cristo como uma prova dapreexistência de Cristo como uma prova da
Trindade.Trindade. As Escrituras ensinamAs Escrituras ensinam
abundantemente a preexistência de Cristo e aabundantemente a preexistência de Cristo e a
sua divindade, mas são inteiramentesua divindade, mas são inteiramente
silenciosas quanto à Trindade...silenciosas quanto à Trindade...
 Tiago ainda diz:Tiago ainda diz:
 ““Eu estava certo, quando disse que aEu estava certo, quando disse que a
doutrina da Trindade degrada a expiaçãodoutrina da Trindade degrada a expiação,,
trazendo o sacrifício, o sangue pelo qualtrazendo o sacrifício, o sangue pelo qual
fomos comprados, para baixo num padrãofomos comprados, para baixo num padrão
de comprometimentode comprometimento.”.”
 Em 07 de fevereiro de 1856 o próprioEm 07 de fevereiro de 1856 o próprio
Tiago White respondeu na Review AndeTiago White respondeu na Review Ande
Herald à uma pergunta de um leitor queHerald à uma pergunta de um leitor que
perguntou.perguntou.
 ““M. H. Porque a igreja caiu em muitos errosM. H. Porque a igreja caiu em muitos erros
depois dos dias dos apóstolos? Não é porquedepois dos dias dos apóstolos? Não é porque
ela não andou na luz da palavra?  Certamenteela não andou na luz da palavra?  Certamente
não é porque a Bíblia ou seus autoresnão é porque a Bíblia ou seus autores
mudaram. ...”mudaram. ...”
J. W. (James White), que é o mesmo TiagoJ. W. (James White), que é o mesmo Tiago
White responde à esta pergunta e diz:)White responde à esta pergunta e diz:)
 ““A grande falta da Reforma foi que osA grande falta da Reforma foi que os
reformadores pararam de reformar.reformadores pararam de reformar. SeSe
tivessem  levado avante, não teriam deixadotivessem  levado avante, não teriam deixado
nenhum vestígio do papado atrás, tal como anenhum vestígio do papado atrás, tal como a
natural imortalidade, batismo por aspersão, anatural imortalidade, batismo por aspersão, a
trindade, a guarda do domingo, e a igreja agoratrindade, a guarda do domingo, e a igreja agora
estaria livre de erros escriturísticosestaria livre de erros escriturísticos.”.”
Disse ele em 06 de julho de 1869:Disse ele em 06 de julho de 1869:
 ““Que uma pessoa seja três pessoas, eQue uma pessoa seja três pessoas, e
que três pessoas sejam uma só pessoaque três pessoas sejam uma só pessoa, é, é
uma doutrina que nós podemos proclamaruma doutrina que nós podemos proclamar
serser uma doutrina contrária à razão e aouma doutrina contrária à razão e ao
senso comumsenso comum.”.”
 No dia 11 de dezembro de 1855 TiagoNo dia 11 de dezembro de 1855 Tiago
White escreveu também dizendo:White escreveu também dizendo:
 ““Mas, a fábula Pagã e Papal da naturalMas, a fábula Pagã e Papal da natural
imortalidade, fez do maior inimigo doimortalidade, fez do maior inimigo do
homem, a morte, a porta para a felicidadehomem, a morte, a porta para a felicidade
eterna, e deixa a ressurreição como umaeterna, e deixa a ressurreição como uma
coisa de pequena significação. É a basecoisa de pequena significação. É a base
do espiritualismo moderno.”do espiritualismo moderno.”
 ““Aqui nos devemos mencionar aAqui nos devemos mencionar a
TrindadeTrindade que acaba com aque acaba com a
personalidade de Deus, e de seu Filhopersonalidade de Deus, e de seu Filho
Jesus CristoJesus Cristo, e o batismo por aspersão, e o batismo por aspersão
que em vez de sepultar em Cristo noque em vez de sepultar em Cristo no
batismo, em significado da sua morte.batismo, em significado da sua morte.
MasMas nós saímos destas fábulasnós saímos destas fábulas parapara
encontrar outra, que é sagrada paraencontrar outra, que é sagrada para
quase todos os cristãos, católicos equase todos os cristãos, católicos e
protestantes.”protestantes.”
 ““Como erros fundamentais, nósComo erros fundamentais, nós
poderíamos classificar com este falsopoderíamos classificar com este falso
sábado [domingo] outros erros que ossábado [domingo] outros erros que os
protestantes trouxeram da igreja católicaprotestantes trouxeram da igreja católica,,
como o batismo por aspersão,como o batismo por aspersão, a trindadea trindade, a, a
consciência dos mortos e tormento eterno.consciência dos mortos e tormento eterno.
O grupo que abraçou estes errosO grupo que abraçou estes erros
fundamentais, fez isso ignorantemente,fundamentais, fez isso ignorantemente,
sem dúvida; mas poderá a igreja de Cristosem dúvida; mas poderá a igreja de Cristo
levar junto de si estes erros até as cenaslevar junto de si estes erros até as cenas
do julgamento que hão de vir sobre odo julgamento que hão de vir sobre o
mundomundo?? Nós não acreditamosNós não acreditamos”.”. (Tiago(Tiago
White, Review and Herald, 12 deWhite, Review and Herald, 12 de
 ““As declarações e argumentos de alguns deAs declarações e argumentos de alguns de
nossos ministros no seu esforço de provar quenossos ministros no seu esforço de provar que
o Espírito Santo é uma pessoa como Deus oo Espírito Santo é uma pessoa como Deus o
Pai e Cristo o eterno Filho, tem me deixadoPai e Cristo o eterno Filho, tem me deixado
perplexo e algumas vezes me desgostaram.perplexo e algumas vezes me desgostaram.
Um ensinamento popular diz: Nós podemosUm ensinamento popular diz: Nós podemos
atribuir a Ele, (Espírito Santo) como a pessoaatribuir a Ele, (Espírito Santo) como a pessoa
que aqui embaixo faz acontecer as coisas.que aqui embaixo faz acontecer as coisas.
Minhas perplexidades diminuem um poucoMinhas perplexidades diminuem um pouco
quando eu aprendo no dicionário, que um dosquando eu aprendo no dicionário, que um dos
significados de personalidade são assignificados de personalidade são as
características.”características.” (Willie White, 30 de Abril(Willie White, 30 de Abril
de 1935)de 1935)
““Como eu concluo, está declarado dessa formaComo eu concluo, está declarado dessa forma
que existe uma personalidade sem forma deque existe uma personalidade sem forma de
corpo, possuída pelo Pai e pelo Filhocorpo, possuída pelo Pai e pelo Filho.. [[João,João,
16:12-1516:12-15]]
Existem muitos textos da Escritura que falamExistem muitos textos da Escritura que falam
do Pai e do Filho e não existem textosdo Pai e do Filho e não existem textos
similares que unam o trabalho do Pai e dosimilares que unam o trabalho do Pai e do
Espírito Santo, ou de Cristo e o EspíritoEspírito Santo, ou de Cristo e o Espírito
Santo; iSanto; isso me faz crer que o espírito semsso me faz crer que o espírito sem
individualidade é o representante do Pai e doindividualidade é o representante do Pai e do
Filho em todo o universoFilho em todo o universo, é através do, é através do
Espírito Santo que eles operam em nossosEspírito Santo que eles operam em nossos
corações e nos fazem um com o Pai e com ocorações e nos fazem um com o Pai e com o
FilhoFilho...” (Willie White, 30 de Abril de...” (Willie White, 30 de Abril de
1935)1935)
 ““Porque se introduziram alguns, que jáPorque se introduziram alguns, que já
antes estavam escritos para este mesmoantes estavam escritos para este mesmo
juízo, homens ímpios, que convertem emjuízo, homens ímpios, que convertem em
dissolução a graça de Deus, edissolução a graça de Deus, e negam anegam a
Deus, único dominador e Senhor nosso,Deus, único dominador e Senhor nosso,
Jesus CristoJesus Cristo.”.” Judas 1:4Judas 1:4
 Tiago White declara:Tiago White declara:
 ““Esta classe não pode ser outra senão osEsta classe não pode ser outra senão os
que espiritualizam a existência do Pai eque espiritualizam a existência do Pai e
do Filho, negando-Os como duas pessoasdo Filho, negando-Os como duas pessoas
distintas, literais e tangíveisdistintas, literais e tangíveis. .... ... A formaA forma
como os espiritualizadores... têm rejeitadocomo os espiritualizadores... têm rejeitado
ou negado o único Senhor Deus e nossoou negado o único Senhor Deus e nosso
Senhor Jesus Cristo é, antes de maisSenhor Jesus Cristo é, antes de mais
nada, utilizando o velho credo trinitarianonada, utilizando o velho credo trinitariano
não-escriturístico”não-escriturístico” (James White, em(James White, em
Day-Star, 24 de janeiro de 1846). ADay-Star, 24 de janeiro de 1846). A
Trindade, pág. 235Trindade, pág. 235
 Conta um certo irmão, sua experiênciaConta um certo irmão, sua experiência
ocular que ele mesmo presenciou seu paiocular que ele mesmo presenciou seu pai
que era pastor adventista.que era pastor adventista.
 ““Eu estava na cozinha da minha casa eEu estava na cozinha da minha casa e
meu paimeu pai chegando de viagem; enquantochegando de viagem; enquanto
comia conversava com minha mãe.comia conversava com minha mãe.
Chegava de um congresso de obreiros eChegava de um congresso de obreiros e
com um certo espanto disse para minhacom um certo espanto disse para minha
mãe: - Agora não é mais um só Deus, sãomãe: - Agora não é mais um só Deus, são
trêstrês!”...“A impressão gravada no meu!”...“A impressão gravada no meu
cérebro sobre essa mudança na Igrejacérebro sobre essa mudança na Igreja
Adventista, quase se perde no tempo”.Adventista, quase se perde no tempo”.
 Como tudo isso mudou?Como tudo isso mudou?
 Esse ai abaixo na foto é um dos principaisEsse ai abaixo na foto é um dos principais
homens responsável pela mudançahomens responsável pela mudança
efetuada.efetuada.
 Como é o nome dele? Pastor Leroy E. From.Como é o nome dele? Pastor Leroy E. From.
 Leroy E. Froom fez muitas pressões sobreLeroy E. Froom fez muitas pressões sobre
o presidente Daniels para que a doutrinao presidente Daniels para que a doutrina
da trindade fosse incluída em nossasda trindade fosse incluída em nossas
Crenças Fundamentais.Crenças Fundamentais.
Observe o que Daniels chegou a dizer.Observe o que Daniels chegou a dizer.
 ““primeiro era preciso deixar queprimeiro era preciso deixar que certascertas
feridas fossem curadasferidas fossem curadas”.”.  
 ““Permita-me declarar que meu livro “APermita-me declarar que meu livro “A
vinda do Consolador” foi o resultado devinda do Consolador” foi o resultado de
uma série de estudos que eu dei em 1927 euma série de estudos que eu dei em 1927 e
19281928 nos institutos ministeriais através danos institutos ministeriais através da
América do Norte.América do Norte. Você não imagina comoVocê não imagina como
eu fui atacado por alguns mais antigos,eu fui atacado por alguns mais antigos,
porque euporque eu insisti na personalidade doinsisti na personalidade do
Espírito Santo como uma terceira pessoaEspírito Santo como uma terceira pessoa
da divindadeda divindade.. Alguns homens negaram istoAlguns homens negaram isto,,
continuam negandocontinuam negando, mas, mas o livro foio livro foi
gradualmente sendo aceito como padrãogradualmente sendo aceito como padrão.”.”
Letter of LeRoy Froom oct. 27, 1960Letter of LeRoy Froom oct. 27, 1960
 ””Aqui posso fazer uma confissão pessoal eAqui posso fazer uma confissão pessoal e
franca. Quando em 1926 e 1928franca. Quando em 1926 e 1928 me foi pedidome foi pedido
pelos líderes para dar uma série de estudospelos líderes para dar uma série de estudos
sobre o Espírito Santosobre o Espírito Santo ......
 Nos institutos ministeriais cobrindo a UniãoNos institutos ministeriais cobrindo a União
Norte Americana de 1928,Norte Americana de 1928, fora uns vestígiosfora uns vestígios
inestimáveis no Espírito de Profecia, eu nãoinestimáveis no Espírito de Profecia, eu não
encontrei praticamente nada desse fantásticoencontrei praticamente nada desse fantástico
ramo de estudo da Bíbliaramo de estudo da Bíblia.. Não existiamNão existiam
prévias pegadas em nossos livros eprévias pegadas em nossos livros e
literaturaliteratura.. EuEu fui obrigado a pesquisar emfui obrigado a pesquisar em
livros fora da nossa félivros fora da nossa fé.”.” Movement ofMovement of
Destiny page 322 de Leroy E. FroomDestiny page 322 de Leroy E. Froom
 ““......OO ponto de vista Trinitarianoponto de vista Trinitariano dada
divindade tornou-se um entendimentodivindade tornou-se um entendimento
geral em 1940, senão antes.geral em 1940, senão antes. De fato, osDe fato, os
pontos de vista  agora adotados forampontos de vista  agora adotados foram
votados na declaração oficial dasvotados na declaração oficial das
Doutrinas da Igreja Adventista do SétimoDoutrinas da Igreja Adventista do Sétimo
diadia..
 A mais recente decisão teve lugar naA mais recente decisão teve lugar na
Conferência de Dallas, Texas em 1980Conferência de Dallas, Texas em 1980..””
Trinity (Trindade) veja pág. 150Trinity (Trindade) veja pág. 150
 No livro Trinity página 150, encontramos aNo livro Trinity página 150, encontramos a
seguinte declaração:seguinte declaração:
 ““...O Concílio de Nicéia e o Concílio de...O Concílio de Nicéia e o Concílio de
Constantinopla fizeram declarações que agoraConstantinopla fizeram declarações que agora
nós devemos rejeitar porque elas discordamnós devemos rejeitar porque elas discordam
das Escrituras. Mas estas coisas nem sãodas Escrituras. Mas estas coisas nem são
partes e nem necessário para a fórmulapartes e nem necessário para a fórmula
Trinitária de Deus.Trinitária de Deus. No entanto comoNo entanto como
Adventistas, nós não podemos reconhecer oAdventistas, nós não podemos reconhecer o
concílio com autoridade... Nós não aceitamosconcílio com autoridade... Nós não aceitamos
a fórmula Trinitariana baseada num dogma daa fórmula Trinitariana baseada num dogma da
igreja, ou dos concílios da igreja, mas no fatoigreja, ou dos concílios da igreja, mas no fato
que melhor representa o que as Escriturasque melhor representa o que as Escrituras
apresentam sobre o Pai, Filho e o Espíritoapresentam sobre o Pai, Filho e o Espírito
Santo como um DeusSanto como um Deus”.”.
 No livro de Demóstenes sobre a TrindadeNo livro de Demóstenes sobre a Trindade
na pág. 121 foi elaborada a pergunta dena pág. 121 foi elaborada a pergunta de
n° 40 que reza o seguinte:n° 40 que reza o seguinte: “A doutrina da“A doutrina da
Trindade foi adotada pela IASD apenasTrindade foi adotada pela IASD apenas
depois de 1915?”depois de 1915?” Qual foi a resposta doQual foi a resposta do
moderno teólogo?moderno teólogo?
 ““NãoNão. Algumas pessoas podem confundir. Algumas pessoas podem confundir
crença da igreja em geral com acrença da igreja em geral com a posiçãoposição
de líderes que defendiam seus pontos dede líderes que defendiam seus pontos de
vista dentro do processo formativo davista dentro do processo formativo da
igreja que levou décadasigreja que levou décadas. Nesse período. Nesse período
formativo,formativo, idéias diferentesidéias diferentes estavam emestavam em
estudo sobre a doutrina de Deus...”estudo sobre a doutrina de Deus...”
 Estaria dizendo Demóstenes que dentreEstaria dizendo Demóstenes que dentre
esses líderes que tinham pontosesses líderes que tinham pontos
diferentes estavam os pioneiros da IASDdiferentes estavam os pioneiros da IASD
e que a doutrina da igreja veio depoise que a doutrina da igreja veio depois
deles com a trindade?deles com a trindade?
 Como era a declaração de crença nº 2Como era a declaração de crença nº 2
desde o período dos pioneiros adventistasdesde o período dos pioneiros adventistas
até 1912 revelada no Year Book?até 1912 revelada no Year Book?
 ““HáHá um só Deus, presente em todas asum só Deus, presente em todas as
partes por seu representante o Espíritopartes por seu representante o Espírito
SantoSanto,, e Jesus Cristoe Jesus Cristo.”.”
 Como passou a ser a declaração de crençaComo passou a ser a declaração de crença
nº 2 no Year Book da IASD após 1931nº 2 no Year Book da IASD após 1931
tempo em que a maioria dos pioneiros etempo em que a maioria dos pioneiros e
mais experientes já haviam morridos?mais experientes já haviam morridos?
 ““Que aQue a DivindadeDivindade, ou, ou TrindadeTrindade, consiste do, consiste do
Eterno Pai, uma pessoa, um ser espiritual,Eterno Pai, uma pessoa, um ser espiritual,
onipotente, onipresente, onisciente, infinitoonipotente, onipresente, onisciente, infinito
em bondade e amor; o Senhor Jesusem bondade e amor; o Senhor Jesus
Cristo, o Filho do Eterno Pai, através deCristo, o Filho do Eterno Pai, através de
quem todas as coisas foram criadas e aquem todas as coisas foram criadas e a
salvação das hostes dos redimidos serásalvação das hostes dos redimidos será
realizada;realizada; o Espírito Santo, a terceirao Espírito Santo, a terceira
pessoa da Divindadepessoa da Divindade,, o grande podero grande poder
regenerador na obra de redenção (Mateusregenerador na obra de redenção (Mateus
28:19);”28:19);”
 Como reza hoje as crenças fundamentais de n°Como reza hoje as crenças fundamentais de n°
2 (A Trindade) e a de n° 5 (Deus Espírito2 (A Trindade) e a de n° 5 (Deus Espírito
Santo) no livro ‘Nisto Cremos’ livro oficial daSanto) no livro ‘Nisto Cremos’ livro oficial da
IASD?IASD?
 ““Há um só Deus: Pai, Filho, e Espírito Santo,Há um só Deus: Pai, Filho, e Espírito Santo,
uma unidade de três Pessoas coeternasuma unidade de três Pessoas coeternas. Deus. Deus
é imortal, onipotente, onisciente, acima de tudoé imortal, onipotente, onisciente, acima de tudo
e sempre presente. Ele é infinito e além dae sempre presente. Ele é infinito e além da
compreensão humana, mas é conhecido porcompreensão humana, mas é conhecido por
meio de Sua auto-revelação. Para sempre émeio de Sua auto-revelação. Para sempre é
digno de culto, adoração, e serviço por partedigno de culto, adoração, e serviço por parte
de toda criação.”de toda criação.”
Razões Bíblicas Deut. 6:4; Mat. 28:19;Razões Bíblicas Deut. 6:4; Mat. 28:19;
2 Cor. 13:14; Efé. 4:4-6; 1 Pedro 1:2; 12 Cor. 13:14; Efé. 4:4-6; 1 Pedro 1:2; 1
Tim. 1:17; Apoc.. 14:7Tim. 1:17; Apoc.. 14:7
 ““Deus, o Espírito SantoDeus, o Espírito Santo, desempenhou uma, desempenhou uma
parte ativaparte ativa com o Pai e o Filho na Criação,com o Pai e o Filho na Criação,
Encarnação e RedençãoEncarnação e Redenção. Inspirou os. Inspirou os
escritores das Escrituras. Encheu de poder aescritores das Escrituras. Encheu de poder a
vida de Cristo. Atrai e convence os seresvida de Cristo. Atrai e convence os seres
humanos; e os que se mostram sensíveishumanos; e os que se mostram sensíveis
são renovados e trasnformados por Ele, àsão renovados e trasnformados por Ele, à
imagem de Deus. Enviado pelo Pai e peloimagem de Deus. Enviado pelo Pai e pelo
Filho para estar sempre estar com SeusFilho para estar sempre estar com Seus
filhos,filhos, Ele concede dons espirituais à igrejaEle concede dons espirituais à igreja,,
habilita a dar testemunho de Cristo e, emhabilita a dar testemunho de Cristo e, em
harmonia com as Escrituras, guia-a em todaharmonia com as Escrituras, guia-a em toda
a verdade.”a verdade.”
 Razões Bíblicas Gen. 1:1, 2; LucasRazões Bíblicas Gen. 1:1, 2; Lucas
1:35; 4:18; Atos 10:38; 2 Pedro1:35; 4:18; Atos 10:38; 2 Pedro
1:21; 2 Cor. 3:18; Efé. 4:11, 12;1:21; 2 Cor. 3:18; Efé. 4:11, 12;
Atos 1:8; João 14:16-18, 26; 15:26,Atos 1:8; João 14:16-18, 26; 15:26,
27; 16:7-1327; 16:7-13
 Veja as cinco primeiras crenças comVeja as cinco primeiras crenças com
fundamentos doutrinários no livro ‘Nistofundamentos doutrinários no livro ‘Nisto
Cremos’.Cremos’.
 1. As Escrituras Sagradas1. As Escrituras Sagradas
 2. A Trindade2. A Trindade
 3. Deus Pai3. Deus Pai
 4. Deus Filho4. Deus Filho
 5. Deus Espírito Santo5. Deus Espírito Santo
 As mudanças foram incontestáveis isso éAs mudanças foram incontestáveis isso é
evidenciado e documentado ninguémevidenciado e documentado ninguém
pode negar, mas concluiremos fazendo apode negar, mas concluiremos fazendo a
seguinte pergunta. Essa mudança foi doseguinte pergunta. Essa mudança foi do
certo para o errado ou do errado para ocerto para o errado ou do errado para o
certo? Tire suas conclusões pesando ascerto? Tire suas conclusões pesando as
evidências na verdade. Os pioneirosevidências na verdade. Os pioneiros
estavam errados ou são os pastores queestavam errados ou são os pastores que
pensam ter a verdade que se desviarampensam ter a verdade que se desviaram
das veredas antigas.das veredas antigas.
 Quer ver algumas fotos dos primeirosQuer ver algumas fotos dos primeiros
adventistas fundamentados na verdade?adventistas fundamentados na verdade?
JJohnohn NNevinsevins AndrewsAndrews – 1829 – 1883 (54)– 1829 – 1883 (54) Joseph BatesJoseph Bates – 1792 – 1872 (80)– 1792 – 1872 (80) Silvester BlissSilvester Bliss – 1814 – 1863 (49)– 1814 – 1863 (49) Daniel BordeauDaniel Bordeau – 1835-1905 (70)– 1835-1905 (70)
John Byington –John Byington – 1798 – 1887 (89)1798 – 1887 (89) MM erritterritt EE.. CornellCornell – 1827 – 1893 (66)– 1827 – 1893 (66) O.O. Crosier –Crosier – 1820 – 1913 (93)1820 – 1913 (93) Charles FitcheCharles Fitche – 1805 – 1844 (39)– 1805 – 1844 (39)
S. N. Haskell 1833 – 1922 (89)S. N. Haskell 1833 – 1922 (89) J N Loughborough – 1832 – 1924 (92)J N Loughborough – 1832 – 1924 (92) Guilherme Miller –Guilherme Miller – 1782 – 1949 (67)1782 – 1949 (67) Thomas M. PrebleThomas M. Preble – 1810 – 1907 (97)– 1810 – 1907 (97)
Uriah Smith – 1823 – 1903 (71) George Storrs – 1796 – 1879 (83) J. H. Waggoner – 1820 – 1889 (69) Ellen G. White – 1827 – 1915 (88)Uriah Smith – 1823 – 1903 (71) George Storrs – 1796 – 1879 (83) J. H. Waggoner – 1820 – 1889 (69) Ellen G. White – 1827 – 1915 (88)
Tiago White – 1821 – 1881 (60) Alonzo T. Jones – 1850 – 1923 (73) E. J. Waggoner – 1855 – 1916 (61) W. W. Prescott – 1855 – 1944 (89)Tiago White – 1821 – 1881 (60) Alonzo T. Jones – 1850 – 1923 (73) E. J. Waggoner – 1855 – 1916 (61) W. W. Prescott – 1855 – 1944 (89)
Era assim que os pioneiros criam? Ou essaEra assim que os pioneiros criam? Ou essa
é apenas a crença dos teólogos dos temposé apenas a crença dos teólogos dos tempos
modernos?modernos?
FILHO
ESPÍRITO SANTO
PAI
Qual destas seria a crença lógicaQual destas seria a crença lógica
colocada dentro do padrão bíblico?colocada dentro do padrão bíblico?
FILHOPAI
Tire as suas conclusões qual é o padrãoTire as suas conclusões qual é o padrão
bíblico sobre esse tema de grandebíblico sobre esse tema de grande
relevância.relevância.
 ““Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim:Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim:
Estando Maria, sua mãe, desposada comEstando Maria, sua mãe, desposada com
José, antes de se ajuntarem,José, antes de se ajuntarem, achou-se terachou-se ter
concebido do Espírito Santo.concebido do Espírito Santo.”” Mateus 1:18Mateus 1:18
 ““E, projetando ele isto, eis que em sonho lheE, projetando ele isto, eis que em sonho lhe
apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José,apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José,
filho de Davi,filho de Davi, não temas receber a Maria, tuanão temas receber a Maria, tua
mulher, porque o que nela está gerado é domulher, porque o que nela está gerado é do
Espírito SantoEspírito Santo;”;” Mateus 1:20Mateus 1:20
De acordo comDe acordo com Mateus 1:18 e 20Mateus 1:18 e 20 ,,
Jesus foi gerado do Espírito Santo. NesteJesus foi gerado do Espírito Santo. Neste
caso quem é o maior?caso quem é o maior?
 ““Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venhoOuvistes que eu vos disse: Vou, e venho
para vós. Se me amásseis, certamentepara vós. Se me amásseis, certamente
exultaríeis porque eu disse: Vou para oexultaríeis porque eu disse: Vou para o
Pai; porquePai; porque meu Pai é maior do que eumeu Pai é maior do que eu.”.”
João 14:28João 14:28
 Outra pergunta. Se na hierarquia oOutra pergunta. Se na hierarquia o
Espírito Santo é o terceiro conforme diz aEspírito Santo é o terceiro conforme diz a
teologia moderna, qual seria a explicaçãoteologia moderna, qual seria a explicação
parapara Mateus 1:18 e 20Mateus 1:18 e 20 que apresentaque apresenta
Jesus como gerado e o Espírito SantoJesus como gerado e o Espírito Santo
como Aquele que O gerou? Neste caso ocomo Aquele que O gerou? Neste caso o
geradogerado (o Filho)(o Filho) é maior do que o queé maior do que o que
gerou?gerou? (o Pai)(o Pai) Pensou nisto? Ou háPensou nisto? Ou há
alguém que insista em dar outro Pai paraalguém que insista em dar outro Pai para
Jesus além do Espírito Santo?Jesus além do Espírito Santo?
O que diz o apóstolo Paulo quanto a isto?O que diz o apóstolo Paulo quanto a isto?
 ““Todavia para nós háTodavia para nós há um só Deus, o Paium só Deus, o Pai,,
de quem é tudo e para quem nósde quem é tudo e para quem nós
vivemos; evivemos; e um só Senhor, Jesus Cristoum só Senhor, Jesus Cristo,,
pelo qual são todas as coisas, e nós porpelo qual são todas as coisas, e nós por
ele.”ele.” I Coríntios 8:6I Coríntios 8:6
 ““PorquePorque há um só Deushá um só Deus, e, e um sóum só
Mediador entre Deus e os homensMediador entre Deus e os homens,, JesusJesus
Cristo homemCristo homem.”.” I Timóteo 2:5I Timóteo 2:5
 ““Assim no primeiro capítulo de Hebreus,Assim no primeiro capítulo de Hebreus,
se revela a Cristo como mais exaltado quese revela a Cristo como mais exaltado que
os anjos, como sendo Deusos anjos, como sendo Deus.. E como tantoE como tanto
mais exaltado que os anjos como o émais exaltado que os anjos como o é
Deus,Deus, pela razão de que Ele é Deuspela razão de que Ele é Deus.. EE
apresentado como Deusapresentado como Deus, do nome de, do nome de
Deus, porque é da natureza de Deus.Deus, porque é da natureza de Deus. EE
sua natureza é tão inteiramente a desua natureza é tão inteiramente a de
Deus, que éDeus, que é a mesma imagem daa mesma imagem da
substância de Deussubstância de Deus.. Tal é Cristo oTal é Cristo o
SalvadorSalvador,, espírito de espíritoespírito de espírito, e, e substânciasubstância
de substância de Deusde substância de Deus”.”. O CaminhoO Caminho
consagradoconsagrado de A. T. Jones, pág. 20de A. T. Jones, pág. 20
 ““Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanhoOlhai, pois, por vós, e por todo o rebanho
sobre quesobre que o Espírito Santo vos constituiuo Espírito Santo vos constituiu
bispos, para apascentardes a igreja debispos, para apascentardes a igreja de
Deus, que ele resgatou com seu próprioDeus, que ele resgatou com seu próprio
sanguesangue.”.” Atos 20:28Atos 20:28
 ““EE os espíritos dos profetas estão sujeitos aosos espíritos dos profetas estão sujeitos aos
profetasprofetas.”.” 1 Coríntios 14:321 Coríntios 14:32
O que dizer agora daqueles que crêem nosO que dizer agora daqueles que crêem nos
escritos de Ellen G. White como sendo escritosescritos de Ellen G. White como sendo escritos
de profeta ao ler o livro Patriarcas e Profetasde profeta ao ler o livro Patriarcas e Profetas
pág. 34?pág. 34?
 ““O Soberano do Universo não estava só...O Soberano do Universo não estava só...
Tinha um companheiroTinha um companheiro -- um cooperador...um cooperador... oo
único ser que poderia penetrar em todos osúnico ser que poderia penetrar em todos os
conselhos e propósitos de Deus.conselhos e propósitos de Deus.””
Quantos companheiros e quantosQuantos companheiros e quantos
cooperadores poderia penetrar em todos oscooperadores poderia penetrar em todos os
conselhos e propósitos de Deus? Existia algumconselhos e propósitos de Deus? Existia algum
outro ser em todo Universo além de Cristo comoutro ser em todo Universo além de Cristo com
tal privilégio?
Se em todo Universo não tinha nenhum outroSe em todo Universo não tinha nenhum outro
ser além de Cristo que poderia entrar nosser além de Cristo que poderia entrar nos
conselhos e propósitos de Deus segundo oconselhos e propósitos de Deus segundo o
escrito, então, não é de se questionar aescrito, então, não é de se questionar a
doutrina da trindade criada em concíliosdoutrina da trindade criada em concílios
católicos? Pois, se o mais honrado no Céu é ocatólicos? Pois, se o mais honrado no Céu é o
Pai e depois dEle na hierarquia é Seu FilhoPai e depois dEle na hierarquia é Seu Filho
então como entender o texto abaixo se não háentão como entender o texto abaixo se não há
nenhum outro ser coeterno com Seu Pai alémnenhum outro ser coeterno com Seu Pai além
de Cristo?de Cristo?
 ““Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu,Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu,
o primeiro depois de Cristoo primeiro depois de Cristo.”.” PrimeirosPrimeiros
Escritos, pág. 145Escritos, pág. 145
Podemos provar para alguém segundo a lei ePodemos provar para alguém segundo a lei e
os escritos dos profetas a doutrina da trindade?os escritos dos profetas a doutrina da trindade?
 ““E disse Deus:E disse Deus: FaçamosFaçamos o homem ào homem à nossanossa
imagem, conforme aimagem, conforme a nossanossa semelhançasemelhança...”...”
Gênesis 1:26Gênesis 1:26 (Primeira parte)(Primeira parte)
A grande maioria dos teologos e líderesA grande maioria dos teologos e líderes
religiosos aplicam o texto acima como prova dereligiosos aplicam o texto acima como prova de
que há três pessoas coeternas justificando queque há três pessoas coeternas justificando que
as palavras aparecem no plural, porém pluralas palavras aparecem no plural, porém plural
não é só o número três, de dois para cima énão é só o número três, de dois para cima é
plural e o que nos confirmará mesmo o que é aplural e o que nos confirmará mesmo o que é a
verdade são as Escrituras sagradas.verdade são as Escrituras sagradas.
E para aqueles que crêem nos testemunhosE para aqueles que crêem nos testemunhos
que falam acerca de Cristo acreditarãoque falam acerca de Cristo acreditarão
conforme o “o assim diz o Senhor”.conforme o “o assim diz o Senhor”.
 ““...Quando...Quando Deus disse a Seu FilhoDeus disse a Seu Filho: ": "Façamos oFaçamos o
homem à Nossa imagemhomem à Nossa imagem"" (Gên. 1:26),(Gên. 1:26), SatanásSatanás
teve ciúmes de Jesusteve ciúmes de Jesus.. Ele desejava serEle desejava ser
consultado sobre a formação do homemconsultado sobre a formação do homem, e, e
porque não o foi, encheu-se de inveja, ciúmesporque não o foi, encheu-se de inveja, ciúmes
e ódioe ódio...”...” Primeiros Escritos, pág. 145Primeiros Escritos, pág. 145
No texto de Gênesis 1:26 aparece mesmo trêsNo texto de Gênesis 1:26 aparece mesmo três
pessoas como dizem, ou acreditamos comopessoas como dizem, ou acreditamos como
está relatado em Primeiros Escritos, pág. 145?está relatado em Primeiros Escritos, pág. 145?
Não são apenas as duas Pessoas maisNão são apenas as duas Pessoas mais
honradas em todo o Universo que aparecemhonradas em todo o Universo que aparecem
no texto de Gênesis 1:26? Como se deveno texto de Gênesis 1:26? Como se deve
entender agora a pluralidade do versículo? Aentender agora a pluralidade do versículo? A
terceira pessoa ou a primeira depois de Cristoterceira pessoa ou a primeira depois de Cristo
teve ciúmes, inveja e ódio. Essa pessoa era outeve ciúmes, inveja e ódio. Essa pessoa era ou
 Quem é então o Espírito Santo? Pois asQuem é então o Espírito Santo? Pois as
Escrituras Lhe apresenta como Pessoa, comoEscrituras Lhe apresenta como Pessoa, como
Deus e como Senhor?Deus e como Senhor?
 ““Impedidos pela humanidade, Cristo nãoImpedidos pela humanidade, Cristo não
poderia estar em todos os lugarespoderia estar em todos os lugares
pessoalmente...pessoalmente... O Espírito Santo é Ele mesmo,O Espírito Santo é Ele mesmo,
despido da personalidade da humanidade edespido da personalidade da humanidade e
independente dela.independente dela. Ele se representaria comoEle se representaria como
estando presente em todos os lugares peloestando presente em todos os lugares pelo
Seu EspíritoSeu Espírito, como o Onipresente...” ..., como o Onipresente...” ...João,João,
16:7 – Manuscript Releases volume16:7 – Manuscript Releases volume
Fourteen, Page 23 and 24.Fourteen, Page 23 and 24.
 ““...Todos os que crêem que o Senhor tem...Todos os que crêem que o Senhor tem
falado por intermédio da irmã White, e lhefalado por intermédio da irmã White, e lhe
tem dado uma mensagem, estarão livrestem dado uma mensagem, estarão livres
dos muitos embustes que surgirão nestesdos muitos embustes que surgirão nestes
últimos diasúltimos dias.”.” Manuscript ReleaseManuscript Release
760, págs. 22 e 23. M. M. de 17 de760, págs. 22 e 23. M. M. de 17 de
agosto de 1999, E Recebereisagosto de 1999, E Recebereis
Poder, pág. 238Poder, pág. 238
 ““Porque se introduziram alguns, que jáPorque se introduziram alguns, que já
antes estavam escritos para este mesmoantes estavam escritos para este mesmo
juízo, homens ímpios, que convertem emjuízo, homens ímpios, que convertem em
dissolução a graça de Deus, edissolução a graça de Deus, e negam anegam a
Deus, único dominador e Senhor nosso,Deus, único dominador e Senhor nosso,
Jesus CristoJesus Cristo.”.” Judas 1:4Judas 1:4
 Tiago White declara:Tiago White declara:
 ““Esta classe não pode ser outra senão osEsta classe não pode ser outra senão os
que espiritualizam a existência do Pai eque espiritualizam a existência do Pai e
do Filho, negando-Os como duas pessoasdo Filho, negando-Os como duas pessoas
distintas, literais e tangíveisdistintas, literais e tangíveis. .... ... A formaA forma
como os espiritualizadores... têm rejeitadocomo os espiritualizadores... têm rejeitado
ou negado o único Senhor Deus e nossoou negado o único Senhor Deus e nosso
Senhor Jesus Cristo é, antes de maisSenhor Jesus Cristo é, antes de mais
nada, utilizando o velho credo trinitarianonada, utilizando o velho credo trinitariano
não-escriturístico”não-escriturístico” (James White, em(James White, em
Day-Star, 24 de janeiro de 1846). ADay-Star, 24 de janeiro de 1846). A
Trindade, pág. 235Trindade, pág. 235

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!
A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!
A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!
ASD Remanescentes
 
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo DiaHistória da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
Walter Mendes
 
Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?
ASD Remanescentes
 
Egw confirma es
Egw confirma esEgw confirma es
Egw confirma es
Jose Moraes
 
Arquivos Secretos da IASD
Arquivos Secretos da IASDArquivos Secretos da IASD
Arquivos Secretos da IASD
ASD Remanescentes
 
Do Deus unico para o deus triuno
Do Deus unico para o deus triunoDo Deus unico para o deus triuno
Do Deus unico para o deus triuno
ASD Remanescentes
 
70 razões porque não cremos na doutrina da trindade
70 razões porque não cremos na doutrina da trindade70 razões porque não cremos na doutrina da trindade
70 razões porque não cremos na doutrina da trindade
ASD Remanescentes
 
A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?
A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?
A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?
ASD Remanescentes
 
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
ASD Remanescentes
 
A teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasA teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos dias
Eduardo Sousa Gomes
 
Estudo sobre a Trindade na Bíblia
Estudo sobre a Trindade na BíbliaEstudo sobre a Trindade na Bíblia
Estudo sobre a Trindade na Bíblia
Fernando Xavier China
 
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo BiblicoA Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
ASD Remanescentes
 
Ellen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Ellen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de JesusEllen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Ellen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de Jesus
ASD Remanescentes
 
Ellen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é Jesus
Ellen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é JesusEllen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é Jesus
Ellen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é Jesus
ASD Remanescentes
 
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITEIASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
ASD Remanescentes
 
Nenhuma nova organização
Nenhuma  nova organizaçãoNenhuma  nova organização
Nenhuma nova organização
ASD Remanescentes
 
Mateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiroMateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiro
Eduardo Sousa Gomes
 
A trindade e toda sua origem
A trindade e toda sua origemA trindade e toda sua origem
A trindade e toda sua origem
ASD Remanescentes
 
Explicando mateus 28
Explicando mateus 28Explicando mateus 28
Explicando mateus 28
Luciano Armando
 
Ellen White e Bíblia
Ellen White e BíbliaEllen White e Bíblia
Ellen White e Bíblia
Leonardo Holanda E Silva
 

Mais procurados (20)

A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!
A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!
A IASD não é Babilônia, nem Filha dela. é Irmã!
 
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo DiaHistória da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
História da Trindade na Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?Quem são os "ASD Remanescentes"?
Quem são os "ASD Remanescentes"?
 
Egw confirma es
Egw confirma esEgw confirma es
Egw confirma es
 
Arquivos Secretos da IASD
Arquivos Secretos da IASDArquivos Secretos da IASD
Arquivos Secretos da IASD
 
Do Deus unico para o deus triuno
Do Deus unico para o deus triunoDo Deus unico para o deus triuno
Do Deus unico para o deus triuno
 
70 razões porque não cremos na doutrina da trindade
70 razões porque não cremos na doutrina da trindade70 razões porque não cremos na doutrina da trindade
70 razões porque não cremos na doutrina da trindade
 
A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?
A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?
A FAMILIA WHITE ACREDITAVA NA TRINDADE?
 
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.A  Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
A Nova Teologia Adventista e a Mensagem do Anticristo.
 
A teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos diasA teologia de satanás nos últimos dias
A teologia de satanás nos últimos dias
 
Estudo sobre a Trindade na Bíblia
Estudo sobre a Trindade na BíbliaEstudo sobre a Trindade na Bíblia
Estudo sobre a Trindade na Bíblia
 
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo BiblicoA Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
A Forma e a Formula do verdadeiro Batismo Biblico
 
Ellen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Ellen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de JesusEllen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Ellen white confirma: o Espírito Santo é o Espírito de Jesus
 
Ellen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é Jesus
Ellen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é JesusEllen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é Jesus
Ellen white e a Biblia confirma que o nosso Consolador é Jesus
 
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITEIASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
IASD FAZENDO PARTE DA UNIÃO DAS IGREJAS PREVISTA POR ELLEN WHITE
 
Nenhuma nova organização
Nenhuma  nova organizaçãoNenhuma  nova organização
Nenhuma nova organização
 
Mateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiroMateus 28 falso ou verdadeiro
Mateus 28 falso ou verdadeiro
 
A trindade e toda sua origem
A trindade e toda sua origemA trindade e toda sua origem
A trindade e toda sua origem
 
Explicando mateus 28
Explicando mateus 28Explicando mateus 28
Explicando mateus 28
 
Ellen White e Bíblia
Ellen White e BíbliaEllen White e Bíblia
Ellen White e Bíblia
 

Semelhante a O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos dias atuais

Estudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesusEstudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesus
Hezir Henrique
 
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesusEstudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
reformaadventista
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Hezir Henrique
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
reformaadventista
 
(05) a carta dies dominis e a tradição(1)
(05) a carta dies dominis e a tradição(1)(05) a carta dies dominis e a tradição(1)
(05) a carta dies dominis e a tradição(1)
Julio Simões
 
O sermao apostolico (online)
O sermao apostolico (online)O sermao apostolico (online)
O sermao apostolico (online)
Brum Bruce
 
O Espírito Santo é o espírito de Cristo
O Espírito Santo é o espírito de CristoO Espírito Santo é o espírito de Cristo
O Espírito Santo é o espírito de Cristo
Sérgio Ventura
 
Egw confirma espírito santo é Cristo
Egw confirma espírito santo é CristoEgw confirma espírito santo é Cristo
Egw confirma espírito santo é Cristo
Luciano Armando
 
17 sabados cerimoniais
17 sabados cerimoniais17 sabados cerimoniais
17 sabados cerimoniais
Hezir Henrique
 
Estudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltaraEstudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltara
reformaadventista
 
Eu também o amarei e me manifestarei a ele
Eu também o amarei e me manifestarei a eleEu também o amarei e me manifestarei a ele
Eu também o amarei e me manifestarei a ele
Sementes de Fé Uma Vida na Palavra
 
Estudo4 boas novas
Estudo4 boas novasEstudo4 boas novas
Estudo4 boas novas
reformaadventista
 
Quem é o espirito santo
Quem é o espirito santoQuem é o espirito santo
Quem é o espirito santo
Histórico Angola
 
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Joedson Rodrigues
 
Confirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Confirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de JesusConfirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Confirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Fernando Xavier China
 
19 como guardar o sábado
19 como guardar o sábado19 como guardar o sábado
19 como guardar o sábado
Carlos Roberto de Lima
 
Estudo17 igreja de-deus
Estudo17 igreja de-deusEstudo17 igreja de-deus
Estudo17 igreja de-deus
Hezir Henrique
 
Estudo19 dom de-linguas
Estudo19 dom de-linguasEstudo19 dom de-linguas
Estudo19 dom de-linguas
Lucio Flavio Alves d Flavio
 
19 dom de-linguas
19 dom de-linguas19 dom de-linguas
19 dom de-linguas
Hezir Henrique
 
Estudo19 batismo
Estudo19 batismoEstudo19 batismo
Estudo19 batismo
Hezir Henrique
 

Semelhante a O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos dias atuais (20)

Estudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesusEstudo24 e tema-fe_em_jesus
Estudo24 e tema-fe_em_jesus
 
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesusEstudo24 e tem-a_fe_em_jesus
Estudo24 e tem-a_fe_em_jesus
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
 
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombetaEstudo23 o soar-da_setima_trombeta
Estudo23 o soar-da_setima_trombeta
 
(05) a carta dies dominis e a tradição(1)
(05) a carta dies dominis e a tradição(1)(05) a carta dies dominis e a tradição(1)
(05) a carta dies dominis e a tradição(1)
 
O sermao apostolico (online)
O sermao apostolico (online)O sermao apostolico (online)
O sermao apostolico (online)
 
O Espírito Santo é o espírito de Cristo
O Espírito Santo é o espírito de CristoO Espírito Santo é o espírito de Cristo
O Espírito Santo é o espírito de Cristo
 
Egw confirma espírito santo é Cristo
Egw confirma espírito santo é CristoEgw confirma espírito santo é Cristo
Egw confirma espírito santo é Cristo
 
17 sabados cerimoniais
17 sabados cerimoniais17 sabados cerimoniais
17 sabados cerimoniais
 
Estudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltaraEstudo6 jesus voltara
Estudo6 jesus voltara
 
Eu também o amarei e me manifestarei a ele
Eu também o amarei e me manifestarei a eleEu também o amarei e me manifestarei a ele
Eu também o amarei e me manifestarei a ele
 
Estudo4 boas novas
Estudo4 boas novasEstudo4 boas novas
Estudo4 boas novas
 
Quem é o espirito santo
Quem é o espirito santoQuem é o espirito santo
Quem é o espirito santo
 
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02Quemespsanto 100719052401-phpapp02
Quemespsanto 100719052401-phpapp02
 
Confirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Confirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de JesusConfirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de Jesus
Confirmações de EGW. O Espírito Santo é o Espírito de Jesus
 
19 como guardar o sábado
19 como guardar o sábado19 como guardar o sábado
19 como guardar o sábado
 
Estudo17 igreja de-deus
Estudo17 igreja de-deusEstudo17 igreja de-deus
Estudo17 igreja de-deus
 
Estudo19 dom de-linguas
Estudo19 dom de-linguasEstudo19 dom de-linguas
Estudo19 dom de-linguas
 
19 dom de-linguas
19 dom de-linguas19 dom de-linguas
19 dom de-linguas
 
Estudo19 batismo
Estudo19 batismoEstudo19 batismo
Estudo19 batismo
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 

O espírito santo e a trindade na crença dos pioneiros e dos dirigentes nos dias atuais

  • 1. O ESPÍRITO SANTO E AO ESPÍRITO SANTO E A TRINDADE NA CRENÇA DOSTRINDADE NA CRENÇA DOS PIONEIROS E DOS DIRIGENTESPIONEIROS E DOS DIRIGENTES NOS DIAS ATUAISNOS DIAS ATUAIS
  • 2.  ““À lei e ao testemunhoÀ lei e ao testemunho!! Se eles nãoSe eles não falarem segundo esta palavra, é porquefalarem segundo esta palavra, é porque não há verdade nelesnão há verdade neles.”.” Isaías 8:20Isaías 8:20
  • 3.  ““OO Espírito de verdade, queEspírito de verdade, que o mundo nãoo mundo não pode receber, porque não o vê nem opode receber, porque não o vê nem o conhece;conhece; mas vós o conheceis,mas vós o conheceis, porqueporque habita convoscohabita convosco, e, e estará em vósestará em vós.. NãoNão vos deixarei órfãosvos deixarei órfãos;; voltarei para vósvoltarei para vós.. AAinda um pouco, e o mundo não me veráinda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo,mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis.e vós vivereis. NNaquele dia conhecereisaquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, eque estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós.”eu em vós.” João 14:17-20João 14:17-20
  • 4.  ““O fato de que Cristo se manifestaria aO fato de que Cristo se manifestaria a eles, e, no entanto seria invisível aoeles, e, no entanto seria invisível ao mundo, era um mistério para os discípulosmundo, era um mistério para os discípulos.. Eles não podiam entender as palavras deEles não podiam entender as palavras de Cristo em seu sentido espiritual.Cristo em seu sentido espiritual. PensavamPensavam numa manifestação externa, visível.numa manifestação externa, visível. NãoNão podiam admitir o fato de que teriam apodiam admitir o fato de que teriam a presença de Cristo com eles, mas Ele nopresença de Cristo com eles, mas Ele no entanto não seria visto pelo mundoentanto não seria visto pelo mundo...”...” Manuscrito. 44, 1897 e MeditaçõesManuscrito. 44, 1897 e Meditações Matinais de 1986, Refletindo aMatinais de 1986, Refletindo a Cristo, pág. 121.Cristo, pág. 121.
  • 5.  ““Todavia digo-vos a verdade, que vosTodavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu váconvém que eu vá; porque,; porque, se eu não for,se eu não for, o Consolador não virá a vóso Consolador não virá a vós; mas, quando; mas, quando eu for,eu for, vo-lo enviareivo-lo enviarei.”.” João 16:7João 16:7
  • 6.  ““E euE eu rogarei ao Pairogarei ao Pai, e, e ele vos daráele vos dará outrooutro ConsoladorConsolador, para que, para que fique convosco parafique convosco para sempresempre;”;” João 14:16João 14:16“...“...
  • 7.  ““Impedido pela humanidade, Cristo não poderiaImpedido pela humanidade, Cristo não poderia estar em todos os lugares pessoalmente,estar em todos os lugares pessoalmente, entãoentão foi para vantagem deles (os discípulos) que Elefoi para vantagem deles (os discípulos) que Ele deveria deixá-la, ir para o Pai, e enviar odeveria deixá-la, ir para o Pai, e enviar o Espírito Santo para ser o Seu sucessor naEspírito Santo para ser o Seu sucessor na terra.terra. O Espírito Santo é Ele mesmo, despidoO Espírito Santo é Ele mesmo, despido da personalidade da humanidade eda personalidade da humanidade e independente dela.independente dela. Ele se representaria comoEle se representaria como estando presente em todos os lugares peloestando presente em todos os lugares pelo Seu EspíritoSeu Espírito, como o Onipresente... (“convém, como o Onipresente... (“convém que eu vá, porque, se eu não for, o Consoladorque eu vá, porque, se eu não for, o Consolador não virá para vós outros; se, porém, eu for, eunão virá para vós outros; se, porém, eu for, eu vo-lo enviarei”.)vo-lo enviarei”.) João, 16:7 – ManuscriptJoão, 16:7 – Manuscript Releases volume Fourteen, Page 23Releases volume Fourteen, Page 23 and 24.and 24.
  • 8.  ““Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanhoOlhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre quesobre que o Espírito Santoo Espírito Santo vos constituiuvos constituiu bispos,bispos, para apascentardes a igreja depara apascentardes a igreja de DeusDeus,, que ele resgatou com seu próprioque ele resgatou com seu próprio sangue.sangue.”” Atos 20:28Atos 20:28
  • 9.  ““Depois da descida do Espírito Santo osDepois da descida do Espírito Santo os discípulos sentiram tanto amor por Elediscípulos sentiram tanto amor por Ele [Cristo][Cristo],, e por aqueles por quem Elee por aqueles por quem Ele morreumorreu, que corações se comoveram, que corações se comoveram pelas palavras que falaram e pelaspelas palavras que falaram e pelas orações que fizeram.orações que fizeram. Falaram no poder doFalaram no poder do Espírito; e sob a influência desse poderEspírito; e sob a influência desse poder,, milhares se converteram”.milhares se converteram”. Atos dosAtos dos Apóstolos, pág. 22 e ServiçoApóstolos, pág. 22 e Serviço Cristão pág. 254 – O EspíritoCristão pág. 254 – O Espírito Santo.Santo.
  • 10.  ““É preciso um poder que opereÉ preciso um poder que opere interiormenteinteriormente, uma nova vida que proceda, uma nova vida que proceda do alto,do alto, antes que os homens possamantes que os homens possam substituir o pecado pela santidade.substituir o pecado pela santidade. EsseEsse poder é Cristopoder é Cristo..”” Caminho a Cristo,Caminho a Cristo, pág. 18pág. 18
  • 11.  ““MasMas para os que são chamados,para os que são chamados, tantotanto judeus como gregos,judeus como gregos, lheslhes pregamos apregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria deCristo, poder de Deus, e sabedoria de DeusDeus.”.” I Coríntios 1:24I Coríntios 1:24
  • 12.  ““Enquanto a todos dirige o convite paraEnquanto a todos dirige o convite para irem a Ele e serem salvos,irem a Ele e serem salvos, comissionacomissiona Seus anjos para prestar divino auxílio aSeus anjos para prestar divino auxílio a toda alma que a Ele se achegatoda alma que a Ele se achega comcom arrependimento e contrição; e,arrependimento e contrição; e, pessoalmentepessoalmente, por meio de Seu Espírito, por meio de Seu Espírito Santo,Santo, está no meio de Sua Igrejaestá no meio de Sua Igreja”.”. VidaVida e Ensinos, pág. 206, cap. 34, Oe Ensinos, pág. 206, cap. 34, O Amor de Deus Por Sua IgrejaAmor de Deus Por Sua Igreja
  • 13.  ““Cristo vive dentro de seus agentesCristo vive dentro de seus agentes humanos...humanos... [Gálatas, 2:20;[Gálatas, 2:20; Apocalipse, 3:20]Apocalipse, 3:20] Jesus está buscandoJesus está buscando impressionar neles o pensamento queimpressionar neles o pensamento que dando o Seu Espírito Santo Ele estádando o Seu Espírito Santo Ele está dando a eles a glória que o Pai lhe deu...dando a eles a glória que o Pai lhe deu...”” [João, 17:5 e 22; I Pedro, 1:21;[João, 17:5 e 22; I Pedro, 1:21; Atos, 2:32 e 33; II Pedro, 1:17]Atos, 2:32 e 33; II Pedro, 1:17] TheThe Signs of the Times, 10.03.92.Signs of the Times, 10.03.92.
  • 14.  ““Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguémJesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha palavra, e meume ama, guardará a minha palavra, e meu Pai o amará, ePai o amará, e viremos para ele, eviremos para ele, e faremos nele moradafaremos nele morada.”.” João 14:23João 14:23
  • 15.  ““Cristo é representado como habitandoCristo é representado como habitando em Seu povoem Seu povo, e os crentes, como, e os crentes, como ""edificados sobre o fundamento dosedificados sobre o fundamento dos apóstolos e dos profetasapóstolos e dos profetas,, de quede que JesusJesus Cristo é a principal pedraCristo é a principal pedra da esquina; noda esquina; no qual todo o edifício, bem ajustado, crescequal todo o edifício, bem ajustado, cresce para templo santo no Senhor, no qualpara templo santo no Senhor, no qual também vós juntamente sois edificadostambém vós juntamente sois edificados parapara morada de Deus em Espíritomorada de Deus em Espírito.”.” Testemunhos Seletos, vol. 2, pág.Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 103103
  • 16.  ““Satanás estava com inveja e ciúmes deSatanás estava com inveja e ciúmes de Jesus Cristo...Jesus Cristo...  Cristo formava parte do conselho especialCristo formava parte do conselho especial de Deus para a consideração de Seusde Deus para a consideração de Seus planos, ao passo que Satanás osplanos, ao passo que Satanás os desconheciadesconhecia.. Não conhecia, nem lhe eraNão conhecia, nem lhe era permitido conhecer os propósitos depermitido conhecer os propósitos de DeusDeus. Por outro lado,. Por outro lado, Cristo eraCristo era reconhecido como Soberano do Céu comreconhecido como Soberano do Céu com poder e autoridade iguais aos do própriopoder e autoridade iguais aos do próprio DeusDeus..  Satanás acreditou que ele próprio era oSatanás acreditou que ele próprio era o favorito no Céu, entre os anjos.”favorito no Céu, entre os anjos.” AA Verdade Sobre os Anjos, pág. 33Verdade Sobre os Anjos, pág. 33
  • 17.  ““O Pai então fez saber que, por SuaO Pai então fez saber que, por Sua própria decisão, Cristo, Seu Filho, deviaprópria decisão, Cristo, Seu Filho, devia ser considerado igual a Eleser considerado igual a Ele,, assim que emassim que em qualquer lugar que estivesse presentequalquer lugar que estivesse presente Seu Filho, isto valeria pela Sua própriaSeu Filho, isto valeria pela Sua própria presença.presença. A palavra do Filho devia serA palavra do Filho devia ser obedecida tão prontamente como aobedecida tão prontamente como a palavra do Paipalavra do Pai.”.” História daHistória da Redenção, pág. 13Redenção, pág. 13
  • 18.  ““Se vós me conhecêsseis a mim, tambémSe vós me conhecêsseis a mim, também conheceríeis a meu Paiconheceríeis a meu Pai; e já; e já desde agora odesde agora o conheceis, e o tendes vistoconheceis, e o tendes visto. Disse-lhe Filipe:. Disse-lhe Filipe: Senhor, mostra-nos o PaiSenhor, mostra-nos o Pai, o que nos basta., o que nos basta. Disse-lhe Jesus:Disse-lhe Jesus: Estou há tanto tempoEstou há tanto tempo convosco, e não me tendes conhecido,convosco, e não me tendes conhecido, Filipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e comoFilipe? Quem me vê a mim vê o Pai; e como dizes tu: Mostra-nos o Paidizes tu: Mostra-nos o Pai?? Não crês tu queNão crês tu que eu estou no Pai, e que o Pai está em mimeu estou no Pai, e que o Pai está em mim?? As palavras que eu vos digo não as digo deAs palavras que eu vos digo não as digo de mim mesmo, mas o Pai, que está em mim, émim mesmo, mas o Pai, que está em mim, é quem faz as obras.quem faz as obras. João 14:7-10João 14:7-10
  • 19.  ““Eu e o PaiEu e o Pai somos um.”somos um.” João 10:30João 10:30  ““O Soberano do Universo não estava sóO Soberano do Universo não estava só emem Sua obra de beneficência.Sua obra de beneficência. Tinha umTinha um companheirocompanheiro -- um cooperadorum cooperador que poderiaque poderia apreciar Seus propósitos, e participar de Suaapreciar Seus propósitos, e participar de Sua alegria ao dar felicidade aos seres criados.alegria ao dar felicidade aos seres criados. ""No princípio era o Verbo, e o Verbo estavaNo princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deuscom Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava. Ele estava no princípio com Deus."no princípio com Deus." João 1:1 e 2João 1:1 e 2.. Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era umCristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Paicom o eterno Pai - um em natureza, caráter,- um em natureza, caráter, propósito -propósito - o único ser que poderia penetraro único ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos deem todos os conselhos e propósitos de Deus.Deus.”” Patriarcas e Profetas, pág. 34Patriarcas e Profetas, pág. 34
  • 20.  ““HAVENDO Deus antigamente falado muitasHAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelosvezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas,profetas, a nós falou-nos nestes últimos diasa nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filhopelo Filho, A quem constituiu herdeiro de, A quem constituiu herdeiro de tudo, por quemtudo, por quem fez também o mundofez também o mundo. O qual,. O qual, sendo o resplendor da sua glóriasendo o resplendor da sua glória, e, e aa expressa imagem da sua pessoaexpressa imagem da sua pessoa... “O qual é... “O qual é imagem do Deus invisívelimagem do Deus invisível,... Nele foram,... Nele foram criadas todas as coisas...criadas todas as coisas... Tudo foi criado porTudo foi criado por ele e para eleele e para ele. E. E ele é antes de todas asele é antes de todas as coisascoisas, e, e todas as coisas subsistem por eletodas as coisas subsistem por ele.”.” Colossense 1:15-17Colossense 1:15-17
  • 21.  ““Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, eAssim diz o SENHOR, Rei de Israel, e seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos:seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o últimoEu sou o primeiro, e eu sou o último, e, e fora de mim não há Deusfora de mim não há Deus. Não vos. Não vos assombreis, nem temais; porventuraassombreis, nem temais; porventura desde então não vo-lo fiz ouvir, e não vo-desde então não vo-lo fiz ouvir, e não vo- lo anunciei? Porquelo anunciei? Porque vós sois as minhasvós sois as minhas testemunhastestemunhas.. Porventura há outro DeusPorventura há outro Deus fora de mimfora de mim?? NãoNão,, não há outra Rochanão há outra Rocha que eu conheçaque eu conheça.”.” Isaías 44:6 e 8Isaías 44:6 e 8
  • 22.  ““Eu sou o SENHOR, e não há outroEu sou o SENHOR, e não há outro;; forafora de mim não há Deusde mim não há Deus;; eu te cingirei, aindaeu te cingirei, ainda que tu não me conheçasque tu não me conheças;”;” Isaías 45:5Isaías 45:5  Anunciai, e chegai-vos, e tomai conselhoAnunciai, e chegai-vos, e tomai conselho todos juntos; quem fez ouvir isto desde atodos juntos; quem fez ouvir isto desde a antiguidade? Quem desde então oantiguidade? Quem desde então o anunciou?anunciou? Porventura não sou eu, oPorventura não sou eu, o SENHOR?SENHOR? PoisPois não há outro Deus senãonão há outro Deus senão eueu;; Deus justo e Salvador não há além deDeus justo e Salvador não há além de mimmim.” Isaías 45:21.” Isaías 45:21
  • 23.  ““Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu,Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu, oo primeiro depois de Cristoprimeiro depois de Cristo. Seu semblante,. Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave ecomo o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade. Sua testa era alta e larga,exprimia felicidade. Sua testa era alta e larga, demonstrando grande inteligência. Sua formademonstrando grande inteligência. Sua forma era perfeita, seu porte nobre e majestoso.era perfeita, seu porte nobre e majestoso. Mas quandoMas quando Deus disse a Seu FilhoDeus disse a Seu Filho:: ""Façamos o homem à Nossa imagemFaçamos o homem à Nossa imagem"" (Gên.(Gên. 1:26),1:26), Satanás teve ciúmes de JesusSatanás teve ciúmes de Jesus.. EleEle desejava ser consultado sobre a formação dodesejava ser consultado sobre a formação do homemhomem, e, e porque não o foi, encheu-se deporque não o foi, encheu-se de inveja, ciúmes e ódioinveja, ciúmes e ódio. Ele desejou receber no. Ele desejou receber no Céu a mais alta honra depois de Deus.”Céu a mais alta honra depois de Deus.” Primeiros Escritos, pág. 145Primeiros Escritos, pág. 145
  • 24.  ““Não foi Satanás o portador de luz, oNão foi Satanás o portador de luz, o participante da glória de Deus no Céu, oparticipante da glória de Deus no Céu, o primeiro depois de Jesus, em poder eprimeiro depois de Jesus, em poder e majestade?majestade? Nas Palavras da Inspiração, éNas Palavras da Inspiração, é ele descrito como o que conferia a medida,ele descrito como o que conferia a medida, "cheio de sabedoria e perfeito em"cheio de sabedoria e perfeito em formosura".formosura". Ezeq. 28:12Ezeq. 28:12. O profeta. O profeta declara: "declara: "Tu eras querubim ungido paraTu eras querubim ungido para protegerproteger, e te estabeleci; no monte santo de, e te estabeleci; no monte santo de Deus estavas, no meio das pedrasDeus estavas, no meio das pedras afogueadas andavas.afogueadas andavas. Perfeito eras nos teusPerfeito eras nos teus caminhoscaminhos, desde o dia em que foste criado,, desde o dia em que foste criado, até que se achou iniqüidade em ti."até que se achou iniqüidade em ti." Ezeq.Ezeq. 28:14 e 15. Conselhos aos Pais,28:14 e 15. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, pág. 26Professores e Estudantes, pág. 26
  • 25.  ““Veneramos umVeneramos um único Deus naúnico Deus na Trindade...Trindade... somos impedidos pela religião católicasomos impedidos pela religião católica [universal] de dizer três Deuses ou três[universal] de dizer três Deuses ou três SenhoresSenhores.. A Igreja estudou este mistério... e,A Igreja estudou este mistério... e, depois de quatro séculos de investigações,depois de quatro séculos de investigações, decidiu expressar a doutrina deste mododecidiu expressar a doutrina deste modo:: NaNa unidade da Divindade há três pessoas – o Pai,unidade da Divindade há três pessoas – o Pai, o Filho e o Espírito Santo – realmente distintaso Filho e o Espírito Santo – realmente distintas uma da outrauma da outra. Assim nas palavras do credo de. Assim nas palavras do credo de Atanásio: “Atanásio: “O Pai é Deus, o Filho é Deus, e oO Pai é Deus, o Filho é Deus, e o Espírito Santo é Deus, e no entanto não sãoEspírito Santo é Deus, e no entanto não são três deuses, mas um só Deus”três deuses, mas um só Deus” O CatecismoO Catecismo do Católico de Hoje, pág. 12 (Númerodo Católico de Hoje, pág. 12 (Número 1248 da Editora Santuário – Edição 28 –1248 da Editora Santuário – Edição 28 – 2002)2002)
  • 26.  ““O mistério da Trindade é a doutrinaO mistério da Trindade é a doutrina central da fé católicacentral da fé católica.. Nisto estãoNisto estão baseados todos os outros ensinos dabaseados todos os outros ensinos da IgrejaIgreja”.”. (Manual Para o Católico de(Manual Para o Católico de Hoje, pág. 11)Hoje, pág. 11)
  • 27.  ““Nossos oponentesNossos oponentes (os protestantes)(os protestantes) àsàs vezes reivindicam que nenhuma crençavezes reivindicam que nenhuma crença deveria ser dogmatizadadeveria ser dogmatizada que não sejaque não seja explicitamente declarada na Bíblia... Masexplicitamente declarada na Bíblia... Mas as igrejas protestantes por elas mesmasas igrejas protestantes por elas mesmas têm aceitado tais dogmas como atêm aceitado tais dogmas como a TrindadeTrindade pela qual não há nenhumapela qual não há nenhuma autoridade precisa nos evangelhosautoridade precisa nos evangelhos”.”. (Revista Vida – Católica, 30/10/50)(Revista Vida – Católica, 30/10/50)
  • 28.  O Professor E. Washburn Hopkins explicaO Professor E. Washburn Hopkins explica em seu livroem seu livro Origin and Evolution ofOrigin and Evolution of ReligionReligion (Origem e Evolução da Religião),(Origem e Evolução da Religião), na página 336 dizendo o seguinte:na página 336 dizendo o seguinte:  ““A doutrina daA doutrina da trindadetrindade era evidentementeera evidentemente desconhecida a Jesus e a Paulodesconhecida a Jesus e a Paulo; de; de qualquer modo, não dizem nada sobrequalquer modo, não dizem nada sobre ela.”ela.” Não formularam nenhum credoNão formularam nenhum credo definindo a Trindadedefinindo a Trindade.”.”
  • 29.  O livro Statement of Reasons (DeclaraçãoO livro Statement of Reasons (Declaração de Razão) de Andrews Norton diz:de Razão) de Andrews Norton diz:  ““Podemos traçar a história dessa doutrinaPodemos traçar a história dessa doutrina e descobrir a sua origeme descobrir a sua origem,, não nanão na revelação cristã, mas sim na filosofiarevelação cristã, mas sim na filosofia platônicaplatônica...... A Trindade não é uma doutrinaA Trindade não é uma doutrina de Cristo e de Seus Apóstolosde Cristo e de Seus Apóstolos, mas sim, mas sim uma ficção da escola de posterioresuma ficção da escola de posteriores platonistas.”platonistas.”
  • 30.  ““A situação do dogma da Trindade, tem váriasA situação do dogma da Trindade, tem várias conseqüências perigosasconseqüências perigosas.. A doutrina tornou-seA doutrina tornou-se em um mistério impenetrável; colocada sobre oem um mistério impenetrável; colocada sobre o altar para ser adoradaaltar para ser adorada, tornou-se um enigma, tornou-se um enigma de um problema teológico não decifrado...de um problema teológico não decifrado... Dessa formaDessa forma tornou-se uma arma poderosatornou-se uma arma poderosa para justificar o autoritarismo eclesiástico epara justificar o autoritarismo eclesiástico e suprimir a honestidade da busca da verdade.suprimir a honestidade da busca da verdade.  A afirmação de que três é um e um é três foiA afirmação de que três é um e um é três foi e em muitos lugares ainda é a pior distorção doe em muitos lugares ainda é a pior distorção do mistério da Trindademistério da Trindade...” –...” – (Teologia(Teologia Sistemática, vol. III., parte IV, ediçõesSistemática, vol. III., parte IV, edições Paulinas – editora Sinodal, 1984., págs.Paulinas – editora Sinodal, 1984., págs. 602 e 607)602 e 607)
  • 31.  ““Muitos dentre os fundadores do adventismoMuitos dentre os fundadores do adventismo não se uniriam à igreja hoje, se eles tivessemnão se uniriam à igreja hoje, se eles tivessem que subscrever as crenças fundamentais daque subscrever as crenças fundamentais da denominaçãodenominação”.”.  ““Mais especificamente,Mais especificamente, muitos deles nãomuitos deles não concordariam com a crença nº 2. a qual trata daconcordariam com a crença nº 2. a qual trata da doutrina da trindade.doutrina da trindade. Para José Bates, essa eraPara José Bates, essa era uma doutrina espúriauma doutrina espúria.. Tiago White a classificavaTiago White a classificava como “o velho absurdo trinitariano”como “o velho absurdo trinitariano” ee para M. E.para M. E. Cornell tratava-se de um fruto da grandeCornell tratava-se de um fruto da grande apostasia, tal como os falsos ensinamentos daapostasia, tal como os falsos ensinamentos da guarda do domingo e da imortalidade da almaguarda do domingo e da imortalidade da alma...”...” Revista Ministério, pág. 15 –Revista Ministério, pág. 15 – janeiro/fevereiro de 1994 - As Mudançasjaneiro/fevereiro de 1994 - As Mudanças do Adventismodo Adventismo
  • 32.  Diz um um internauta sobre a Trindade.Diz um um internauta sobre a Trindade.  ““Não existe condições de separar aNão existe condições de separar a crença numa Trindade da crença no Deuscrença numa Trindade da crença no Deus Espírito SantoEspírito Santo.. Se aceita-se a TrindadeSe aceita-se a Trindade subtende-se a aceitação do Espírito Santosubtende-se a aceitação do Espírito Santo como a Terceira Pessoacomo a Terceira Pessoa.. O problema éO problema é um sóum só e não doise não dois.”.”
  • 33.  ““Para Josué V. Himes o Espírito Santo eraPara Josué V. Himes o Espírito Santo era “poder e ernergia“poder e ernergia” e J. B. Friesbie entendia” e J. B. Friesbie entendia que a Trindade era pagã; e até o defensorque a Trindade era pagã; e até o defensor da justificação pela fé J. H. Waggonerda justificação pela fé J. H. Waggoner chegou a declarar que “chegou a declarar que “a Bíblia faz silêncioa Bíblia faz silêncio sobre a Trindadesobre a Trindade”, em seu livro The”, em seu livro The Atonement (p. 173). “A. J. Dennis declaravaAtonement (p. 173). “A. J. Dennis declarava queque “Deus não nos pede para crer em“Deus não nos pede para crer em impossibilidades”impossibilidades” Perguntas ePerguntas e Respostas Sobre a Tindade, pág.Respostas Sobre a Tindade, pág. 122, de Demóstenes Neves da Silva -122, de Demóstenes Neves da Silva - graduado e mestre em teologiagraduado e mestre em teologia
  • 34.  ““...J. N. Loughborough apresentava três...J. N. Loughborough apresentava três ingênuas objeções sobre a Trindade: 1) seriaingênuas objeções sobre a Trindade: 1) seria contra o senso comumcontra o senso comum (não considerou(não considerou outras doutrinas que também são contra ooutras doutrinas que também são contra o “senso comum”)“senso comum”); seria; seria contrária às Escriturascontrária às Escrituras (mas não considerou os textos trinitários)(mas não considerou os textos trinitários); e; e de origem pagãde origem pagã (cometeu erro conceitual(cometeu erro conceitual igualando tríade com Trindade.)igualando tríade com Trindade.)  A. J. Dennis declarava queA. J. Dennis declarava que “Deus não nos“Deus não nos pede para crer em impossibilidades”pede para crer em impossibilidades” Perguntas e Respostas Sobre aPerguntas e Respostas Sobre a Tindade, pág. 122, de DemóstenesTindade, pág. 122, de Demóstenes Neves da Silva - graduado e mestreNeves da Silva - graduado e mestre em teologiaem teologia
  • 35.  ““O Vinho da ira da sua prostituição”O Vinho da ira da sua prostituição” (Apocalipse, 14:8) era interpretado como(Apocalipse, 14:8) era interpretado como um sinônimo das “falsas doutrinasum sinônimo das “falsas doutrinas”.”. OO Santuário e as Três MensagensSantuário e as Três Mensagens Angélicas, pág. 191 de AlbertoAngélicas, pág. 191 de Alberto Timm – Ph.D. e professor da IASDTimm – Ph.D. e professor da IASD
  • 36.  ““J. N. Andrews incluiu, em 1858, entre essasJ. N. Andrews incluiu, em 1858, entre essas doutrinasdoutrinas; (1) “; (1) “a doutrina da imortalidadea doutrina da imortalidade natural da almanatural da alma” (2) “” (2) “a doutrina da trindade,”a doutrina da trindade,” que destrói a personalidade de Deus e de seuque destrói a personalidade de Deus e de seu Filho Jesus CristoFilho Jesus Cristo”;... (”;... (4) “4) “a mudança do quartoa mudança do quarto mandamento”, exigindo a observância domandamento”, exigindo a observância do “primeiro dia da semana“primeiro dia da semana”;... Em 1861,”;... Em 1861, J. N.J. N. Loughborough afirmou que o “vinho”Loughborough afirmou que o “vinho” mencionado em Apocalipse 14:8 eram asmencionado em Apocalipse 14:8 eram as doutrinas não escriturísticas de Babilônia,”doutrinas não escriturísticas de Babilônia,” derivadas de “seu princípio místico daderivadas de “seu princípio místico da interpretação das Escriturasinterpretação das Escrituras”.”. O Santuário eO Santuário e as Três Mensagens Angélicas, págs.as Três Mensagens Angélicas, págs. 191 e 192 de Alberto Timm – Ph.D. e191 e 192 de Alberto Timm – Ph.D. e professor da IASDprofessor da IASD
  • 37.  Na Revista de abril de 2002 – Defesa da Fé,Na Revista de abril de 2002 – Defesa da Fé, pág. 48, existe uma acusação contra os ASD epág. 48, existe uma acusação contra os ASD e contra o pastor Bullón. veja.contra o pastor Bullón. veja.  ““As Testemunhas de Jeová ensinam, em seusAs Testemunhas de Jeová ensinam, em seus livros, que a doutrina da Trindade foi firmadalivros, que a doutrina da Trindade foi firmada no concílio de Nicéia, 325 d.c. presidido porno concílio de Nicéia, 325 d.c. presidido por ConstantinoConstantino.. Se o senhor Bullón admite que aSe o senhor Bullón admite que a instituição do primeiro dia da semana como diainstituição do primeiro dia da semana como dia do Senhor em memória da ressurreição dedo Senhor em memória da ressurreição de Cristo é de origem pagã porque ConstantinoCristo é de origem pagã porque Constantino decretou esse dia de guarda ao se tornardecretou esse dia de guarda ao se tornar cristãocristão,, os adventistas deveriam, na verdade,os adventistas deveriam, na verdade, ser chamados de pagãosser chamados de pagãos por adotarem apor adotarem a doutrina da Trindade em cujo Concílio foidoutrina da Trindade em cujo Concílio foi instituída essa doutrina?instituída essa doutrina?”.”.
  • 38.  O Livro (O Terceiro Milênio e as Profecias doO Livro (O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse, págs. 41 e 42) do pastor BullónApocalipse, págs. 41 e 42) do pastor Bullón faz referência a Trindade como doutrinafaz referência a Trindade como doutrina estranha? Seria isso mesmo? Tire suasestranha? Seria isso mesmo? Tire suas conclusões.conclusões.  ““... E o inimigo conseguiu o que queria:... E o inimigo conseguiu o que queria: corromper a pureza da doutrina cristã.corromper a pureza da doutrina cristã. Naquele tempoNaquele tempo,, [tempo de Constantino?][tempo de Constantino?] aa igreja cristã passou a ter conflitos internos porigreja cristã passou a ter conflitos internos por causa decausa de doutrinas estranhas que pretendiamdoutrinas estranhas que pretendiam misturar-se às verdades bíblicasmisturar-se às verdades bíblicas.. Entre asEntre as doutrinas em conflito, podemos mencionardoutrinas em conflito, podemos mencionar: O: O pecado original,pecado original, a trindadea trindade, a natureza de, a natureza de Cristo, o papel da virgem Maria, o celibato e aCristo, o papel da virgem Maria, o celibato e a autoridade da igreja.autoridade da igreja.””
  • 39.  O pastor Tim defende o pastor Bullón quando oO pastor Tim defende o pastor Bullón quando o mesmo disse que a Trindade era um dosmesmo disse que a Trindade era um dos assuntos conflitantes e uma doutrina estranha.assuntos conflitantes e uma doutrina estranha.  ““É evidente que Bullón menciona comoÉ evidente que Bullón menciona como “doutrinas em conflito” algumas doutrinas“doutrinas em conflito” algumas doutrinas biblicamente aceitáveis e outras, espúriasbiblicamente aceitáveis e outras, espúrias. Mas. Mas a maneira como Nicotra grifoua maneira como Nicotra grifou o texto acabao texto acaba induzindo o leitor desatento a crer que oinduzindo o leitor desatento a crer que o próprio Bullón considera a doutrina dapróprio Bullón considera a doutrina da “trindade” como uma das “doutrinas estranhas“trindade” como uma das “doutrinas estranhas que pretendiam misturar-se às verdadesque pretendiam misturar-se às verdades bíblicas.”bíblicas.” Resenha crítica do livro ‘Eu e oResenha crítica do livro ‘Eu e o Pai Somos Um’, Pág. 7, de AlbertoPai Somos Um’, Pág. 7, de Alberto Timm, Ph.DTimm, Ph.D
  • 40.  Em 1846, Tiago White descartou aEm 1846, Tiago White descartou a doutrina da Trindade chamando-a “odoutrina da Trindade chamando-a “o velho credo trinitariano não-escriturísticovelho credo trinitariano não-escriturístico”.”. Um século depois, a denominação queUm século depois, a denominação que ele ajudou a fundar votou uma declaraçãoele ajudou a fundar votou uma declaração oficial de “crenças Fundamentais” queoficial de “crenças Fundamentais” que incluía a crença em uma Trindadeincluía a crença em uma Trindade.”.” Parousia, ano 5 – n° 1 – pág. 11 -Parousia, ano 5 – n° 1 – pág. 11 - Jerry Moon, Ph.DJerry Moon, Ph.D
  • 41.  ““A Igreja Romana reserva ao clero o direito deA Igreja Romana reserva ao clero o direito de interpretar as Escrituras. Sob o fundamento deinterpretar as Escrituras. Sob o fundamento de que unicamente os eclesiásticos sãoque unicamente os eclesiásticos são competentes para explicar a Palavra de Deus...competentes para explicar a Palavra de Deus... o mesmíssimo espírito que Roma manteveo mesmíssimo espírito que Roma manteve impede também as multidões nas igrejasimpede também as multidões nas igrejas protestantes de examinarem a Bíblia por siprotestantes de examinarem a Bíblia por si mesmasmesmas.. São instruídas a aceitar os seusSão instruídas a aceitar os seus ensinos conforme são interpretados pela igrejaensinos conforme são interpretados pela igreja;; e há milhares que não ousam receber coisae há milhares que não ousam receber coisa alguma contrária ao seu credo, ou ao ensinoalguma contrária ao seu credo, ou ao ensino adotado por sua igreja, por mais claro queadotado por sua igreja, por mais claro que esteja revelada nas Escrituras.”esteja revelada nas Escrituras.” O GrandeO Grande Conflito, pág. 596Conflito, pág. 596
  • 42.  ““Muitos há que estão prontos a confiar aoMuitos há que estão prontos a confiar ao clero a guarda de sua almaclero a guarda de sua alma...”...” O GrandeO Grande Conflito, pág. 596Conflito, pág. 596
  • 43.  ““Aqueles aos quais é pregada aAqueles aos quais é pregada a mensagem da verdade,mensagem da verdade, raras vezesraras vezes perguntam se ela é verdadeira, mas sim:perguntam se ela é verdadeira, mas sim: "Por quem é ela defendida?""Por quem é ela defendida?" Multidões aMultidões a avaliam pelo número dos que a aceitam; eavaliam pelo número dos que a aceitam; e faz-se ainda a pergunta: "faz-se ainda a pergunta: "Creu qualquerCreu qualquer dos homens eruditos ou dos guiasdos homens eruditos ou dos guias religiososreligiosos?“?“ O Desejado de Todas asO Desejado de Todas as Nações, pág. 459Nações, pág. 459  ““Creu nele porventura algum dosCreu nele porventura algum dos principais ou dos fariseus?principais ou dos fariseus?”” João 7:48João 7:48
  • 44.  O teólogo católico Edmund Fortman falaO teólogo católico Edmund Fortman fala sobre o Espírito Santo dizendo:sobre o Espírito Santo dizendo:  ““Embora esse espírito seja amiúdeEmbora esse espírito seja amiúde descrito em termos pessoais,descrito em termos pessoais, parece bemparece bem claro que os escritores sagradosclaro que os escritores sagrados [das[das Escrituras Hebraicas]Escrituras Hebraicas] jamais conceberamjamais conceberam ou apresentaram este espírito comoou apresentaram este espírito como sendo uma pessoa distintasendo uma pessoa distinta.”.”
  • 45.  O teólogo católico Fortman, mais uma vezO teólogo católico Fortman, mais uma vez dá a seguinte declaração:dá a seguinte declaração:  ““Os judeus jamais consideraram o espíritoOs judeus jamais consideraram o espírito como sendo uma pessoa; tampoucocomo sendo uma pessoa; tampouco existe evidência sólida de que qualquerexiste evidência sólida de que qualquer escritor do Velho Testamento tivesse tidoescritor do Velho Testamento tivesse tido tal conceitotal conceito........ O Espírito Santo éO Espírito Santo é usualmente apresentadousualmente apresentado nos Sinópticosnos Sinópticos [Evangelhos] e em Atos[Evangelhos] e em Atos como força oucomo força ou poder divinopoder divino.”.”
  • 46.  O Dicionário Católico (Catholic Dictionary)O Dicionário Católico (Catholic Dictionary) diz assim:diz assim:  ““Como um todo,Como um todo, o Novo Testamento, bemo Novo Testamento, bem como o Antigocomo o Antigo, fala do espírito como, fala do espírito como sendosendo energia ou poderenergia ou poder divino.”divino.”
  • 47.  O que diz a enciclopédia católica sobre aO que diz a enciclopédia católica sobre a terceira pessoa como distinta do Pai e doterceira pessoa como distinta do Pai e do Filho?Filho?  ““Em lugar algum do Velho TestamentoEm lugar algum do Velho Testamento encontramos indicação clara da existênciaencontramos indicação clara da existência duma terceira pessoa.”duma terceira pessoa.”
  • 48.  ““Estamos afastados dos marcos antigos.Estamos afastados dos marcos antigos. VoltemosVoltemos. Se o Senhor for Deus, servi-O;. Se o Senhor for Deus, servi-O; se Baal, servi-o.se Baal, servi-o. De que lado vosDe que lado vos colocareiscolocareis?”?” Testemunhos Seletos,Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 32, cap. 4,vol. 2, pág. 32, cap. 4, Cooperadores de Deus.Cooperadores de Deus.
  • 49.  Veja o depoimento de um mestre que seVeja o depoimento de um mestre que se faz de desavisado.faz de desavisado.  ““Portanto,Portanto, os pioneiros não tiveram todaos pioneiros não tiveram toda luz e nem sempre tinham compreensãoluz e nem sempre tinham compreensão correta da doutrinacorreta da doutrina, nem sempre eram, nem sempre eram unânimes em suas interpretações,unânimes em suas interpretações, embora possam ter sido leais à verdadeembora possam ter sido leais à verdade que receberam.que receberam. A doutrina da TrindadeA doutrina da Trindade era debatida entre eles como outrasera debatida entre eles como outras doutrinas, mas a posição da igreja aindadoutrinas, mas a posição da igreja ainda não estava consolidadanão estava consolidada...”...” Perguntas ePerguntas e Respostas Sobre a Trindade, pág.Respostas Sobre a Trindade, pág. 120 de Demóstenes Neves da Silva120 de Demóstenes Neves da Silva - graduado e mestre em teologia- graduado e mestre em teologia
  • 50.  Até 1905 a igreja não tinha aindaAté 1905 a igreja não tinha ainda nenhuma posição oficial acerca danenhuma posição oficial acerca da Divindade conforme o pensamento doDivindade conforme o pensamento do mestre Demóstenes? Seria coerente dizermestre Demóstenes? Seria coerente dizer tais coisas?tais coisas?
  • 51.  ““Se aqueles que têm recebido grande luzSe aqueles que têm recebido grande luz não possuem fé e obediêncianão possuem fé e obediência correspondentes, tornam-se logocorrespondentes, tornam-se logo fermentados com a apostasiafermentados com a apostasia predominantepredominante; outro espírito os controla.; outro espírito os controla. Embora tenham sido exaltados ao Céu noEmbora tenham sido exaltados ao Céu no aspecto dos privilégios e oportunidades,aspecto dos privilégios e oportunidades, estão em condição pior que os maisestão em condição pior que os mais zelosos defensores do errozelosos defensores do erro. ...”. ...” M. M. deM. M. de outubro de 2002, Cristo Triunfante,outubro de 2002, Cristo Triunfante, pág. 305pág. 305
  • 52.  ““Não deve haver mudança nas característicasNão deve haver mudança nas características de nossa obra.de nossa obra. Deve ela permanecer tão claraDeve ela permanecer tão clara e distinta quanto a profecia a tornoue distinta quanto a profecia a tornou. Não. Não devemos entrar em aliança com o mundo,devemos entrar em aliança com o mundo, supondo que ao assim fazer poderíamossupondo que ao assim fazer poderíamos realizar mais.realizar mais. Se alguém se colocar comoSe alguém se colocar como obstáculo para impedir o avanço da obra nosobstáculo para impedir o avanço da obra nos moldes que Deus indicou, desagradará amoldes que Deus indicou, desagradará a DeusDeus.. Não se deve debilitar nenhum aspectoNão se deve debilitar nenhum aspecto da fé que nos tornou o que somosda fé que nos tornou o que somos.. Temos osTemos os antigos marcos divisórios da verdade, daantigos marcos divisórios da verdade, da experiência e do deverexperiência e do dever; devemos; devemos permanecerpermanecer firmes em defesa de nossos princípiosfirmes em defesa de nossos princípios...”...” Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 372Testemunhos Seletos, vol. 2, pág. 372
  • 53.  ““Ao serem assim estabelecidos os pontosAo serem assim estabelecidos os pontos de nossa fé, nossos pés se colocavamde nossa fé, nossos pés se colocavam sobre um firme fundamento.sobre um firme fundamento. AceitávamosAceitávamos a verdade ponto por ponto, sob aa verdade ponto por ponto, sob a demonstração do Espírito Santo. Eu erademonstração do Espírito Santo. Eu era arrebatada em visão, e eram-me feitasarrebatada em visão, e eram-me feitas explanaçõesexplanações...... a luz sobre nósa luz sobre nós resplandecia em raios claros e distintosresplandecia em raios claros e distintos.”.” M. M. de 17 de agosto de 1999, EM. M. de 17 de agosto de 1999, E Recebereis Poder, pág. 238Recebereis Poder, pág. 238
  • 54.  ““Todas estas verdades são imortalizadasTodas estas verdades são imortalizadas nos meus escritos. O Senhor nuncanos meus escritos. O Senhor nunca contradiz Sua Palavracontradiz Sua Palavra. Os homens. Os homens poderão apresentar um ardil após o outro,poderão apresentar um ardil após o outro, e o inimigo procurará desviar as almas dae o inimigo procurará desviar as almas da verdade, masverdade, mas todos os que crêem que otodos os que crêem que o Senhor tem falado por intermédio da irmãSenhor tem falado por intermédio da irmã White, e lhe tem dado uma mensagem,White, e lhe tem dado uma mensagem, estarão livres dos muitos embustes queestarão livres dos muitos embustes que surgirão nestes últimos diassurgirão nestes últimos dias.”.” Manuscript Release 760, págs. 22 eManuscript Release 760, págs. 22 e 23. M. M. de 17 de agosto de 1999,23. M. M. de 17 de agosto de 1999, E Recebereis Poder, pág. 238E Recebereis Poder, pág. 238
  • 55.  ““Não devemos receber as palavras dosNão devemos receber as palavras dos que vêm com uma mensagem emque vêm com uma mensagem em contradição com os pontos especiais decontradição com os pontos especiais de nossa fénossa fé: Eles reúnem uma porção de: Eles reúnem uma porção de passagens, e amontoam-na como provapassagens, e amontoam-na como prova em torno das teorias que afirmam.”em torno das teorias que afirmam.” (Mensagens Escolhidas, vol. I.,(Mensagens Escolhidas, vol. I., pág. 162. [1905]).pág. 162. [1905]).
  • 56.  ““Isto tem sido repetidamente feito durante osIsto tem sido repetidamente feito durante os cinqüenta anos passadoscinqüenta anos passados.. E se bem que asE se bem que as Escrituras sejam a Palavra de Deus, eEscrituras sejam a Palavra de Deus, e devam ser respeitadas, sua aplicação, umadevam ser respeitadas, sua aplicação, uma vez que mova uma coluna do fundamentovez que mova uma coluna do fundamento sustentado por Deus estes cinqüenta anos,sustentado por Deus estes cinqüenta anos, constitui grande erroconstitui grande erro.. Aquele que faz talAquele que faz tal aplicação ignora a maravilhosaaplicação ignora a maravilhosa demonstração do Espírito Santodemonstração do Espírito Santo que deuque deu poder e forças às mensagens passadas,poder e forças às mensagens passadas, vindas ao povo de Deusvindas ao povo de Deus.” –.” – (Mensagens(Mensagens Escolhidas, vol. I., pág. 162. [1905]).Escolhidas, vol. I., pág. 162. [1905]).
  • 57.  ““Os pontos principais de nossa fé; tal comoOs pontos principais de nossa fé; tal como temos hoje, foram firmemente estabelecidas.temos hoje, foram firmemente estabelecidas. Ponto por ponto foi claramente definido ePonto por ponto foi claramente definido e toda a irmandade veio em harmonia.toda a irmandade veio em harmonia. A inteiraA inteira congregação de crentes está estabelecida nacongregação de crentes está estabelecida na verdade.verdade. Há aqueles que vieram comHá aqueles que vieram com estranhas doutrinasestranhas doutrinas, mas nós não tememos, mas nós não tememos encontrá-los.encontrá-los.  Nossa experiência foi maravilhosa eNossa experiência foi maravilhosa e estabelecida pela revelação do Espíritoestabelecida pela revelação do Espírito SantoSanto”. –”. – (Ellen Gould White,(Ellen Gould White, Manuscript, nº 135, 1903. VerManuscript, nº 135, 1903. Ver também, Cristo em Seu Santuário,também, Cristo em Seu Santuário,
  • 58.  ““Temos de estar firmados na fé segundo a luzTemos de estar firmados na fé segundo a luz da verdade que nos foi dada em nossada verdade que nos foi dada em nossa primeira experiência.primeira experiência. Naquele tempo, erro apósNaquele tempo, erro após erro procurava forçar entrada entre nóserro procurava forçar entrada entre nós;; ministros e doutores introduziam novasministros e doutores introduziam novas doutrinasdoutrinas. Nós estudávamos as Escrituras com. Nós estudávamos as Escrituras com muita oração, e o Espírito Santo nos trazia aomuita oração, e o Espírito Santo nos trazia ao espírito a verdade. Por vezes noites inteirasespírito a verdade. Por vezes noites inteiras eram consagradas à pesquisa das Escrituras, aeram consagradas à pesquisa das Escrituras, a pedir fervorosamente a Deus Sua guia.pedir fervorosamente a Deus Sua guia. Juntavam-se para esse fim grupos de homensJuntavam-se para esse fim grupos de homens e mulheres pios.e mulheres pios. O poder de Deus vinha sobreO poder de Deus vinha sobre mim, e eu era habilitada a definir claramente omim, e eu era habilitada a definir claramente o que era verdade ou erroque era verdade ou erro.”.” ObreirosObreiros Evangélicos, pág. 302Evangélicos, pág. 302
  • 59.  ““Ao serem assim estabelecidos os pontosAo serem assim estabelecidos os pontos de nossa fé, nossos pés se colocavamde nossa fé, nossos pés se colocavam sobre um firme fundamento.sobre um firme fundamento. AceitávamosAceitávamos a verdadea verdade ponto por pontoponto por ponto, sob a, sob a demonstração do Espírito Santo.demonstração do Espírito Santo. Eu eraEu era arrebatada em visão, e eram-me feitasarrebatada em visão, e eram-me feitas explanaçõesexplanações. Foram-me dadas ilustrações. Foram-me dadas ilustrações de coisas celestiais, e do santuário, dede coisas celestiais, e do santuário, de modo que fomos colocados em posiçãomodo que fomos colocados em posição onde a luz sobre nós resplandecia emonde a luz sobre nós resplandecia em raios claros e distintos.”raios claros e distintos.” ObreirosObreiros Evangélicos, pág. 302Evangélicos, pág. 302
  • 60.  ““Até agora a verdade presente está clara,Até agora a verdade presente está clara, sua evidência não é posta em dúvida pelossua evidência não é posta em dúvida pelos sincerossinceros... A verdade agora... A verdade agora é tornada tãoé tornada tão clara que todos a podem ver; e abraçar, seclara que todos a podem ver; e abraçar, se quiseremquiserem; mais foi necessário muito; mais foi necessário muito trabalho para trazê-lo à luz como está, etrabalho para trazê-lo à luz como está, e tão árduotão árduo laborlabor jamais terá de ser realizadojamais terá de ser realizado outra vez para tornar a verdade clara”outra vez para tornar a verdade clara”. –. – (Ellen G. White, Manuscript, nº 2.,(Ellen G. White, Manuscript, nº 2., 26 de agosto de 1855).26 de agosto de 1855).
  • 61.  ““Não procure ninguém remover osNão procure ninguém remover os alicerces de nossa féalicerces de nossa fé –– os alicercesos alicerces lançados no princípio de nossa obralançados no princípio de nossa obra, pelo, pelo piedoso estudo dapiedoso estudo da palavrapalavra e pelae pela revelaçãorevelação.. Sobre estes alicerces temosSobre estes alicerces temos estado a construir nestes cinqüenta anosestado a construir nestes cinqüenta anos passados.passados. Poderão os homens supor quePoderão os homens supor que tenham achado um novo caminho, etenham achado um novo caminho, e sejam capazes de lançar um alicerce maissejam capazes de lançar um alicerce mais firme do que o já lançadofirme do que o já lançado.. Mas isto éMas isto é grande enganogrande engano.. Homem nenhum poderáHomem nenhum poderá pôr outro fundamento além do que já foipôr outro fundamento além do que já foi postoposto”.”. (Testemunhos Seletos, Vol.(Testemunhos Seletos, Vol. III, pág. 274 [1904]).III, pág. 274 [1904]).
  • 62.  Teremos a oportunidade de ver osTeremos a oportunidade de ver os alicerces de nossa fé conforme era noalicerces de nossa fé conforme era no começo quando os pioneiros adventistascomeço quando os pioneiros adventistas declaravam seu credo em nossosdeclaravam seu credo em nossos periódicos.periódicos.
  • 63.  ““Deus me tem dado luz acerca dosDeus me tem dado luz acerca dos nossos periódicos. O que é isto?nossos periódicos. O que é isto? Ele falouEle falou que os mortos hão de falarque os mortos hão de falar; como? As; como? As suas obras os seguirão.suas obras os seguirão. NósNós estamosestamos repetindo as palavras dos pioneirosrepetindo as palavras dos pioneiros emem nosso trabalhonosso trabalho;; de quem sabe quantode quem sabe quanto custa procurar pela verdade como umcusta procurar pela verdade como um tesouro escondidotesouro escondido.’”.’” (Ellen White, 1905, Counsels to(Ellen White, 1905, Counsels to Writes and Edictores, pages 31, 32)Writes and Edictores, pages 31, 32)
  • 64.  ““Eles avançaram passo por passo sob aEles avançaram passo por passo sob a influência do Espírito de Deusinfluência do Espírito de Deus.. Um por umUm por um desses pioneiros já morreudesses pioneiros já morreu. A palavra que me. A palavra que me foi dada é:foi dada é: Faça com que, o que essesFaça com que, o que esses homens escreveram no passado, torne a serhomens escreveram no passado, torne a ser escritoescrito”... (Diz ela novamente o seguinte)”... (Diz ela novamente o seguinte) “Permita os“Permita os pioneiros identificarem a verdade,pioneiros identificarem a verdade, - Quando o poder de Deus testifica o que é a- Quando o poder de Deus testifica o que é a verdade, essa verdade deve permanecer paraverdade, essa verdade deve permanecer para sempre como verdade.sempre como verdade. Não depois deNão depois de suposições, contrárias a luz que Deus temsuposições, contrárias a luz que Deus tem dado para ser recebida.”dado para ser recebida.” (Ellen White,(Ellen White, 1905, Counsels to Writes and1905, Counsels to Writes and Edictores, pages 31, 32)Edictores, pages 31, 32)
  • 65.  ““Surgirão homens com interpretações dasSurgirão homens com interpretações das Escrituras que para eles é a verdade, masEscrituras que para eles é a verdade, mas não é a verdadenão é a verdade.. A verdade para esseA verdade para esse tempo Deus tem dado como umtempo Deus tem dado como um fundamento para nossa fé. Ele mesmofundamento para nossa fé. Ele mesmo nos falou a verdadenos falou a verdade. Um após outro vai. Um após outro vai aparecer com uma nova luz que contradizaparecer com uma nova luz que contradiz a luz que Deus tem dado pelo seu Santoa luz que Deus tem dado pelo seu Santo EspíritoEspírito.” (Ellen White, 1905,.” (Ellen White, 1905, Counsels to Writes and Edictores,Counsels to Writes and Edictores, pages 31, 32)pages 31, 32)
  • 66.  ““A doutrina daA doutrina da TrindadeTrindade foi estabelecidafoi estabelecida na igreja pelo concílio de Nicéia 325 AD.na igreja pelo concílio de Nicéia 325 AD. Essa doutrina destrói a personalidade deEssa doutrina destrói a personalidade de Deus e seu Filho Jesus Cristo, nossoDeus e seu Filho Jesus Cristo, nosso SenhorSenhor.. A forma infame como foi impostaA forma infame como foi imposta à igrejaà igreja, aparece nas páginas da história, aparece nas páginas da história eclesiástica, queeclesiástica, que causa aos que acreditamcausa aos que acreditam na doutrina corar de vergonhana doutrina corar de vergonha”.”.    J. N. Andrews chegou a dizer em 04 deJ. N. Andrews chegou a dizer em 04 de abril de 1854 a seguinte frase comabril de 1854 a seguinte frase com relação a trindade: “...relação a trindade: “...a velha e absurdaa velha e absurda doutrina trinitarianadoutrina trinitariana...”...”
  • 67.  No dia 06 de julho de 1869, R. F.No dia 06 de julho de 1869, R. F. CottrellCottrell que era redator da Revista Adventista eque era redator da Revista Adventista e era quem preparava as primeiras liçõesera quem preparava as primeiras lições da Escola Sabatina, também faz umada Escola Sabatina, também faz uma declaração, dizendo o seguinte:declaração, dizendo o seguinte:
  • 68.  ““Sustentar a doutrina da Trindade, não éSustentar a doutrina da Trindade, não é mais que uma evidência da intoxicaçãomais que uma evidência da intoxicação pelo vinho que todas as nações beberampelo vinho que todas as nações beberam.. O fato dessa ser uma das principaisO fato dessa ser uma das principais doutrinas, senão a principal, pela qual odoutrinas, senão a principal, pela qual o bispo de Roma foi exaltado ao papado,bispo de Roma foi exaltado ao papado, não recomenda muito em seu favor.não recomenda muito em seu favor. IstoIsto deveria fazer alguém investigar por sideveria fazer alguém investigar por si mesmo, como quando os demônios fazemmesmo, como quando os demônios fazem milagres para provar a imortalidade damilagres para provar a imortalidade da alma.alma. Se eu nunca duvidei antes, agoraSe eu nunca duvidei antes, agora eu tenho que ir até o fundo para provareu tenho que ir até o fundo para provar ........ ””
  • 69.  Em 05 de novembro de 1861 J. N.Em 05 de novembro de 1861 J. N. Lougborough havia escrito dizendo assim:Lougborough havia escrito dizendo assim:  ““Esta doutrina daEsta doutrina da TrindadeTrindade foi trazida parafoi trazida para a igreja no mesmo tempo em que aa igreja no mesmo tempo em que a adoração de imagensadoração de imagens, e a, e a guarda doguarda do domingodomingo ee não é mais do que a doutrinanão é mais do que a doutrina dos persas remodeladados persas remodelada.”.”  
  • 70.  No dia 10 de novembro do ano de 1863, TiagoNo dia 10 de novembro do ano de 1863, Tiago White também declarara.White também declarara.  ““O grande equívoco dos trinitarianos, aoO grande equívoco dos trinitarianos, ao argumentarem esse assunto, parece ser esse:argumentarem esse assunto, parece ser esse: Eles não fazem diferença entre negar aEles não fazem diferença entre negar a Trindade e negar a divindade de Cristo. ElesTrindade e negar a divindade de Cristo. Eles só vêem os dois extremos em que está asó vêem os dois extremos em que está a verdade; tomam cada expressão referente àverdade; tomam cada expressão referente à preexistência de Cristo como uma prova dapreexistência de Cristo como uma prova da Trindade.Trindade. As Escrituras ensinamAs Escrituras ensinam abundantemente a preexistência de Cristo e aabundantemente a preexistência de Cristo e a sua divindade, mas são inteiramentesua divindade, mas são inteiramente silenciosas quanto à Trindade...silenciosas quanto à Trindade...
  • 71.  Tiago ainda diz:Tiago ainda diz:  ““Eu estava certo, quando disse que aEu estava certo, quando disse que a doutrina da Trindade degrada a expiaçãodoutrina da Trindade degrada a expiação,, trazendo o sacrifício, o sangue pelo qualtrazendo o sacrifício, o sangue pelo qual fomos comprados, para baixo num padrãofomos comprados, para baixo num padrão de comprometimentode comprometimento.”.”
  • 72.  Em 07 de fevereiro de 1856 o próprioEm 07 de fevereiro de 1856 o próprio Tiago White respondeu na Review AndeTiago White respondeu na Review Ande Herald à uma pergunta de um leitor queHerald à uma pergunta de um leitor que perguntou.perguntou.
  • 73.  ““M. H. Porque a igreja caiu em muitos errosM. H. Porque a igreja caiu em muitos erros depois dos dias dos apóstolos? Não é porquedepois dos dias dos apóstolos? Não é porque ela não andou na luz da palavra?  Certamenteela não andou na luz da palavra?  Certamente não é porque a Bíblia ou seus autoresnão é porque a Bíblia ou seus autores mudaram. ...”mudaram. ...” J. W. (James White), que é o mesmo TiagoJ. W. (James White), que é o mesmo Tiago White responde à esta pergunta e diz:)White responde à esta pergunta e diz:)  ““A grande falta da Reforma foi que osA grande falta da Reforma foi que os reformadores pararam de reformar.reformadores pararam de reformar. SeSe tivessem  levado avante, não teriam deixadotivessem  levado avante, não teriam deixado nenhum vestígio do papado atrás, tal como anenhum vestígio do papado atrás, tal como a natural imortalidade, batismo por aspersão, anatural imortalidade, batismo por aspersão, a trindade, a guarda do domingo, e a igreja agoratrindade, a guarda do domingo, e a igreja agora estaria livre de erros escriturísticosestaria livre de erros escriturísticos.”.”
  • 74. Disse ele em 06 de julho de 1869:Disse ele em 06 de julho de 1869:  ““Que uma pessoa seja três pessoas, eQue uma pessoa seja três pessoas, e que três pessoas sejam uma só pessoaque três pessoas sejam uma só pessoa, é, é uma doutrina que nós podemos proclamaruma doutrina que nós podemos proclamar serser uma doutrina contrária à razão e aouma doutrina contrária à razão e ao senso comumsenso comum.”.”
  • 75.  No dia 11 de dezembro de 1855 TiagoNo dia 11 de dezembro de 1855 Tiago White escreveu também dizendo:White escreveu também dizendo:  ““Mas, a fábula Pagã e Papal da naturalMas, a fábula Pagã e Papal da natural imortalidade, fez do maior inimigo doimortalidade, fez do maior inimigo do homem, a morte, a porta para a felicidadehomem, a morte, a porta para a felicidade eterna, e deixa a ressurreição como umaeterna, e deixa a ressurreição como uma coisa de pequena significação. É a basecoisa de pequena significação. É a base do espiritualismo moderno.”do espiritualismo moderno.”
  • 76.  ““Aqui nos devemos mencionar aAqui nos devemos mencionar a TrindadeTrindade que acaba com aque acaba com a personalidade de Deus, e de seu Filhopersonalidade de Deus, e de seu Filho Jesus CristoJesus Cristo, e o batismo por aspersão, e o batismo por aspersão que em vez de sepultar em Cristo noque em vez de sepultar em Cristo no batismo, em significado da sua morte.batismo, em significado da sua morte. MasMas nós saímos destas fábulasnós saímos destas fábulas parapara encontrar outra, que é sagrada paraencontrar outra, que é sagrada para quase todos os cristãos, católicos equase todos os cristãos, católicos e protestantes.”protestantes.”
  • 77.  ““Como erros fundamentais, nósComo erros fundamentais, nós poderíamos classificar com este falsopoderíamos classificar com este falso sábado [domingo] outros erros que ossábado [domingo] outros erros que os protestantes trouxeram da igreja católicaprotestantes trouxeram da igreja católica,, como o batismo por aspersão,como o batismo por aspersão, a trindadea trindade, a, a consciência dos mortos e tormento eterno.consciência dos mortos e tormento eterno. O grupo que abraçou estes errosO grupo que abraçou estes erros fundamentais, fez isso ignorantemente,fundamentais, fez isso ignorantemente, sem dúvida; mas poderá a igreja de Cristosem dúvida; mas poderá a igreja de Cristo levar junto de si estes erros até as cenaslevar junto de si estes erros até as cenas do julgamento que hão de vir sobre odo julgamento que hão de vir sobre o mundomundo?? Nós não acreditamosNós não acreditamos”.”. (Tiago(Tiago White, Review and Herald, 12 deWhite, Review and Herald, 12 de
  • 78.  ““As declarações e argumentos de alguns deAs declarações e argumentos de alguns de nossos ministros no seu esforço de provar quenossos ministros no seu esforço de provar que o Espírito Santo é uma pessoa como Deus oo Espírito Santo é uma pessoa como Deus o Pai e Cristo o eterno Filho, tem me deixadoPai e Cristo o eterno Filho, tem me deixado perplexo e algumas vezes me desgostaram.perplexo e algumas vezes me desgostaram. Um ensinamento popular diz: Nós podemosUm ensinamento popular diz: Nós podemos atribuir a Ele, (Espírito Santo) como a pessoaatribuir a Ele, (Espírito Santo) como a pessoa que aqui embaixo faz acontecer as coisas.que aqui embaixo faz acontecer as coisas. Minhas perplexidades diminuem um poucoMinhas perplexidades diminuem um pouco quando eu aprendo no dicionário, que um dosquando eu aprendo no dicionário, que um dos significados de personalidade são assignificados de personalidade são as características.”características.” (Willie White, 30 de Abril(Willie White, 30 de Abril de 1935)de 1935)
  • 79. ““Como eu concluo, está declarado dessa formaComo eu concluo, está declarado dessa forma que existe uma personalidade sem forma deque existe uma personalidade sem forma de corpo, possuída pelo Pai e pelo Filhocorpo, possuída pelo Pai e pelo Filho.. [[João,João, 16:12-1516:12-15]] Existem muitos textos da Escritura que falamExistem muitos textos da Escritura que falam do Pai e do Filho e não existem textosdo Pai e do Filho e não existem textos similares que unam o trabalho do Pai e dosimilares que unam o trabalho do Pai e do Espírito Santo, ou de Cristo e o EspíritoEspírito Santo, ou de Cristo e o Espírito Santo; iSanto; isso me faz crer que o espírito semsso me faz crer que o espírito sem individualidade é o representante do Pai e doindividualidade é o representante do Pai e do Filho em todo o universoFilho em todo o universo, é através do, é através do Espírito Santo que eles operam em nossosEspírito Santo que eles operam em nossos corações e nos fazem um com o Pai e com ocorações e nos fazem um com o Pai e com o FilhoFilho...” (Willie White, 30 de Abril de...” (Willie White, 30 de Abril de 1935)1935)
  • 80.  ““Porque se introduziram alguns, que jáPorque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmoantes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem emjuízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, edissolução a graça de Deus, e negam anegam a Deus, único dominador e Senhor nosso,Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus CristoJesus Cristo.”.” Judas 1:4Judas 1:4
  • 81.  Tiago White declara:Tiago White declara:  ““Esta classe não pode ser outra senão osEsta classe não pode ser outra senão os que espiritualizam a existência do Pai eque espiritualizam a existência do Pai e do Filho, negando-Os como duas pessoasdo Filho, negando-Os como duas pessoas distintas, literais e tangíveisdistintas, literais e tangíveis. .... ... A formaA forma como os espiritualizadores... têm rejeitadocomo os espiritualizadores... têm rejeitado ou negado o único Senhor Deus e nossoou negado o único Senhor Deus e nosso Senhor Jesus Cristo é, antes de maisSenhor Jesus Cristo é, antes de mais nada, utilizando o velho credo trinitarianonada, utilizando o velho credo trinitariano não-escriturístico”não-escriturístico” (James White, em(James White, em Day-Star, 24 de janeiro de 1846). ADay-Star, 24 de janeiro de 1846). A Trindade, pág. 235Trindade, pág. 235
  • 82.  Conta um certo irmão, sua experiênciaConta um certo irmão, sua experiência ocular que ele mesmo presenciou seu paiocular que ele mesmo presenciou seu pai que era pastor adventista.que era pastor adventista.  ““Eu estava na cozinha da minha casa eEu estava na cozinha da minha casa e meu paimeu pai chegando de viagem; enquantochegando de viagem; enquanto comia conversava com minha mãe.comia conversava com minha mãe. Chegava de um congresso de obreiros eChegava de um congresso de obreiros e com um certo espanto disse para minhacom um certo espanto disse para minha mãe: - Agora não é mais um só Deus, sãomãe: - Agora não é mais um só Deus, são trêstrês!”...“A impressão gravada no meu!”...“A impressão gravada no meu cérebro sobre essa mudança na Igrejacérebro sobre essa mudança na Igreja Adventista, quase se perde no tempo”.Adventista, quase se perde no tempo”.
  • 83.  Como tudo isso mudou?Como tudo isso mudou?  Esse ai abaixo na foto é um dos principaisEsse ai abaixo na foto é um dos principais homens responsável pela mudançahomens responsável pela mudança efetuada.efetuada.  Como é o nome dele? Pastor Leroy E. From.Como é o nome dele? Pastor Leroy E. From.
  • 84.  Leroy E. Froom fez muitas pressões sobreLeroy E. Froom fez muitas pressões sobre o presidente Daniels para que a doutrinao presidente Daniels para que a doutrina da trindade fosse incluída em nossasda trindade fosse incluída em nossas Crenças Fundamentais.Crenças Fundamentais. Observe o que Daniels chegou a dizer.Observe o que Daniels chegou a dizer.  ““primeiro era preciso deixar queprimeiro era preciso deixar que certascertas feridas fossem curadasferidas fossem curadas”.”.  
  • 85.  ““Permita-me declarar que meu livro “APermita-me declarar que meu livro “A vinda do Consolador” foi o resultado devinda do Consolador” foi o resultado de uma série de estudos que eu dei em 1927 euma série de estudos que eu dei em 1927 e 19281928 nos institutos ministeriais através danos institutos ministeriais através da América do Norte.América do Norte. Você não imagina comoVocê não imagina como eu fui atacado por alguns mais antigos,eu fui atacado por alguns mais antigos, porque euporque eu insisti na personalidade doinsisti na personalidade do Espírito Santo como uma terceira pessoaEspírito Santo como uma terceira pessoa da divindadeda divindade.. Alguns homens negaram istoAlguns homens negaram isto,, continuam negandocontinuam negando, mas, mas o livro foio livro foi gradualmente sendo aceito como padrãogradualmente sendo aceito como padrão.”.” Letter of LeRoy Froom oct. 27, 1960Letter of LeRoy Froom oct. 27, 1960
  • 86.  ””Aqui posso fazer uma confissão pessoal eAqui posso fazer uma confissão pessoal e franca. Quando em 1926 e 1928franca. Quando em 1926 e 1928 me foi pedidome foi pedido pelos líderes para dar uma série de estudospelos líderes para dar uma série de estudos sobre o Espírito Santosobre o Espírito Santo ......  Nos institutos ministeriais cobrindo a UniãoNos institutos ministeriais cobrindo a União Norte Americana de 1928,Norte Americana de 1928, fora uns vestígiosfora uns vestígios inestimáveis no Espírito de Profecia, eu nãoinestimáveis no Espírito de Profecia, eu não encontrei praticamente nada desse fantásticoencontrei praticamente nada desse fantástico ramo de estudo da Bíbliaramo de estudo da Bíblia.. Não existiamNão existiam prévias pegadas em nossos livros eprévias pegadas em nossos livros e literaturaliteratura.. EuEu fui obrigado a pesquisar emfui obrigado a pesquisar em livros fora da nossa félivros fora da nossa fé.”.” Movement ofMovement of Destiny page 322 de Leroy E. FroomDestiny page 322 de Leroy E. Froom
  • 87.  ““......OO ponto de vista Trinitarianoponto de vista Trinitariano dada divindade tornou-se um entendimentodivindade tornou-se um entendimento geral em 1940, senão antes.geral em 1940, senão antes. De fato, osDe fato, os pontos de vista  agora adotados forampontos de vista  agora adotados foram votados na declaração oficial dasvotados na declaração oficial das Doutrinas da Igreja Adventista do SétimoDoutrinas da Igreja Adventista do Sétimo diadia..  A mais recente decisão teve lugar naA mais recente decisão teve lugar na Conferência de Dallas, Texas em 1980Conferência de Dallas, Texas em 1980..”” Trinity (Trindade) veja pág. 150Trinity (Trindade) veja pág. 150
  • 88.  No livro Trinity página 150, encontramos aNo livro Trinity página 150, encontramos a seguinte declaração:seguinte declaração:  ““...O Concílio de Nicéia e o Concílio de...O Concílio de Nicéia e o Concílio de Constantinopla fizeram declarações que agoraConstantinopla fizeram declarações que agora nós devemos rejeitar porque elas discordamnós devemos rejeitar porque elas discordam das Escrituras. Mas estas coisas nem sãodas Escrituras. Mas estas coisas nem são partes e nem necessário para a fórmulapartes e nem necessário para a fórmula Trinitária de Deus.Trinitária de Deus. No entanto comoNo entanto como Adventistas, nós não podemos reconhecer oAdventistas, nós não podemos reconhecer o concílio com autoridade... Nós não aceitamosconcílio com autoridade... Nós não aceitamos a fórmula Trinitariana baseada num dogma daa fórmula Trinitariana baseada num dogma da igreja, ou dos concílios da igreja, mas no fatoigreja, ou dos concílios da igreja, mas no fato que melhor representa o que as Escriturasque melhor representa o que as Escrituras apresentam sobre o Pai, Filho e o Espíritoapresentam sobre o Pai, Filho e o Espírito Santo como um DeusSanto como um Deus”.”.
  • 89.  No livro de Demóstenes sobre a TrindadeNo livro de Demóstenes sobre a Trindade na pág. 121 foi elaborada a pergunta dena pág. 121 foi elaborada a pergunta de n° 40 que reza o seguinte:n° 40 que reza o seguinte: “A doutrina da“A doutrina da Trindade foi adotada pela IASD apenasTrindade foi adotada pela IASD apenas depois de 1915?”depois de 1915?” Qual foi a resposta doQual foi a resposta do moderno teólogo?moderno teólogo?  ““NãoNão. Algumas pessoas podem confundir. Algumas pessoas podem confundir crença da igreja em geral com acrença da igreja em geral com a posiçãoposição de líderes que defendiam seus pontos dede líderes que defendiam seus pontos de vista dentro do processo formativo davista dentro do processo formativo da igreja que levou décadasigreja que levou décadas. Nesse período. Nesse período formativo,formativo, idéias diferentesidéias diferentes estavam emestavam em estudo sobre a doutrina de Deus...”estudo sobre a doutrina de Deus...”
  • 90.  Estaria dizendo Demóstenes que dentreEstaria dizendo Demóstenes que dentre esses líderes que tinham pontosesses líderes que tinham pontos diferentes estavam os pioneiros da IASDdiferentes estavam os pioneiros da IASD e que a doutrina da igreja veio depoise que a doutrina da igreja veio depois deles com a trindade?deles com a trindade?
  • 91.  Como era a declaração de crença nº 2Como era a declaração de crença nº 2 desde o período dos pioneiros adventistasdesde o período dos pioneiros adventistas até 1912 revelada no Year Book?até 1912 revelada no Year Book?  ““HáHá um só Deus, presente em todas asum só Deus, presente em todas as partes por seu representante o Espíritopartes por seu representante o Espírito SantoSanto,, e Jesus Cristoe Jesus Cristo.”.”
  • 92.  Como passou a ser a declaração de crençaComo passou a ser a declaração de crença nº 2 no Year Book da IASD após 1931nº 2 no Year Book da IASD após 1931 tempo em que a maioria dos pioneiros etempo em que a maioria dos pioneiros e mais experientes já haviam morridos?mais experientes já haviam morridos?  ““Que aQue a DivindadeDivindade, ou, ou TrindadeTrindade, consiste do, consiste do Eterno Pai, uma pessoa, um ser espiritual,Eterno Pai, uma pessoa, um ser espiritual, onipotente, onipresente, onisciente, infinitoonipotente, onipresente, onisciente, infinito em bondade e amor; o Senhor Jesusem bondade e amor; o Senhor Jesus Cristo, o Filho do Eterno Pai, através deCristo, o Filho do Eterno Pai, através de quem todas as coisas foram criadas e aquem todas as coisas foram criadas e a salvação das hostes dos redimidos serásalvação das hostes dos redimidos será realizada;realizada; o Espírito Santo, a terceirao Espírito Santo, a terceira pessoa da Divindadepessoa da Divindade,, o grande podero grande poder regenerador na obra de redenção (Mateusregenerador na obra de redenção (Mateus 28:19);”28:19);”
  • 93.  Como reza hoje as crenças fundamentais de n°Como reza hoje as crenças fundamentais de n° 2 (A Trindade) e a de n° 5 (Deus Espírito2 (A Trindade) e a de n° 5 (Deus Espírito Santo) no livro ‘Nisto Cremos’ livro oficial daSanto) no livro ‘Nisto Cremos’ livro oficial da IASD?IASD?  ““Há um só Deus: Pai, Filho, e Espírito Santo,Há um só Deus: Pai, Filho, e Espírito Santo, uma unidade de três Pessoas coeternasuma unidade de três Pessoas coeternas. Deus. Deus é imortal, onipotente, onisciente, acima de tudoé imortal, onipotente, onisciente, acima de tudo e sempre presente. Ele é infinito e além dae sempre presente. Ele é infinito e além da compreensão humana, mas é conhecido porcompreensão humana, mas é conhecido por meio de Sua auto-revelação. Para sempre émeio de Sua auto-revelação. Para sempre é digno de culto, adoração, e serviço por partedigno de culto, adoração, e serviço por parte de toda criação.”de toda criação.” Razões Bíblicas Deut. 6:4; Mat. 28:19;Razões Bíblicas Deut. 6:4; Mat. 28:19; 2 Cor. 13:14; Efé. 4:4-6; 1 Pedro 1:2; 12 Cor. 13:14; Efé. 4:4-6; 1 Pedro 1:2; 1 Tim. 1:17; Apoc.. 14:7Tim. 1:17; Apoc.. 14:7
  • 94.  ““Deus, o Espírito SantoDeus, o Espírito Santo, desempenhou uma, desempenhou uma parte ativaparte ativa com o Pai e o Filho na Criação,com o Pai e o Filho na Criação, Encarnação e RedençãoEncarnação e Redenção. Inspirou os. Inspirou os escritores das Escrituras. Encheu de poder aescritores das Escrituras. Encheu de poder a vida de Cristo. Atrai e convence os seresvida de Cristo. Atrai e convence os seres humanos; e os que se mostram sensíveishumanos; e os que se mostram sensíveis são renovados e trasnformados por Ele, àsão renovados e trasnformados por Ele, à imagem de Deus. Enviado pelo Pai e peloimagem de Deus. Enviado pelo Pai e pelo Filho para estar sempre estar com SeusFilho para estar sempre estar com Seus filhos,filhos, Ele concede dons espirituais à igrejaEle concede dons espirituais à igreja,, habilita a dar testemunho de Cristo e, emhabilita a dar testemunho de Cristo e, em harmonia com as Escrituras, guia-a em todaharmonia com as Escrituras, guia-a em toda a verdade.”a verdade.”
  • 95.  Razões Bíblicas Gen. 1:1, 2; LucasRazões Bíblicas Gen. 1:1, 2; Lucas 1:35; 4:18; Atos 10:38; 2 Pedro1:35; 4:18; Atos 10:38; 2 Pedro 1:21; 2 Cor. 3:18; Efé. 4:11, 12;1:21; 2 Cor. 3:18; Efé. 4:11, 12; Atos 1:8; João 14:16-18, 26; 15:26,Atos 1:8; João 14:16-18, 26; 15:26, 27; 16:7-1327; 16:7-13
  • 96.  Veja as cinco primeiras crenças comVeja as cinco primeiras crenças com fundamentos doutrinários no livro ‘Nistofundamentos doutrinários no livro ‘Nisto Cremos’.Cremos’.  1. As Escrituras Sagradas1. As Escrituras Sagradas  2. A Trindade2. A Trindade  3. Deus Pai3. Deus Pai  4. Deus Filho4. Deus Filho  5. Deus Espírito Santo5. Deus Espírito Santo
  • 97.  As mudanças foram incontestáveis isso éAs mudanças foram incontestáveis isso é evidenciado e documentado ninguémevidenciado e documentado ninguém pode negar, mas concluiremos fazendo apode negar, mas concluiremos fazendo a seguinte pergunta. Essa mudança foi doseguinte pergunta. Essa mudança foi do certo para o errado ou do errado para ocerto para o errado ou do errado para o certo? Tire suas conclusões pesando ascerto? Tire suas conclusões pesando as evidências na verdade. Os pioneirosevidências na verdade. Os pioneiros estavam errados ou são os pastores queestavam errados ou são os pastores que pensam ter a verdade que se desviarampensam ter a verdade que se desviaram das veredas antigas.das veredas antigas.
  • 98.  Quer ver algumas fotos dos primeirosQuer ver algumas fotos dos primeiros adventistas fundamentados na verdade?adventistas fundamentados na verdade? JJohnohn NNevinsevins AndrewsAndrews – 1829 – 1883 (54)– 1829 – 1883 (54) Joseph BatesJoseph Bates – 1792 – 1872 (80)– 1792 – 1872 (80) Silvester BlissSilvester Bliss – 1814 – 1863 (49)– 1814 – 1863 (49) Daniel BordeauDaniel Bordeau – 1835-1905 (70)– 1835-1905 (70)
  • 99. John Byington –John Byington – 1798 – 1887 (89)1798 – 1887 (89) MM erritterritt EE.. CornellCornell – 1827 – 1893 (66)– 1827 – 1893 (66) O.O. Crosier –Crosier – 1820 – 1913 (93)1820 – 1913 (93) Charles FitcheCharles Fitche – 1805 – 1844 (39)– 1805 – 1844 (39) S. N. Haskell 1833 – 1922 (89)S. N. Haskell 1833 – 1922 (89) J N Loughborough – 1832 – 1924 (92)J N Loughborough – 1832 – 1924 (92) Guilherme Miller –Guilherme Miller – 1782 – 1949 (67)1782 – 1949 (67) Thomas M. PrebleThomas M. Preble – 1810 – 1907 (97)– 1810 – 1907 (97)
  • 100. Uriah Smith – 1823 – 1903 (71) George Storrs – 1796 – 1879 (83) J. H. Waggoner – 1820 – 1889 (69) Ellen G. White – 1827 – 1915 (88)Uriah Smith – 1823 – 1903 (71) George Storrs – 1796 – 1879 (83) J. H. Waggoner – 1820 – 1889 (69) Ellen G. White – 1827 – 1915 (88) Tiago White – 1821 – 1881 (60) Alonzo T. Jones – 1850 – 1923 (73) E. J. Waggoner – 1855 – 1916 (61) W. W. Prescott – 1855 – 1944 (89)Tiago White – 1821 – 1881 (60) Alonzo T. Jones – 1850 – 1923 (73) E. J. Waggoner – 1855 – 1916 (61) W. W. Prescott – 1855 – 1944 (89)
  • 101. Era assim que os pioneiros criam? Ou essaEra assim que os pioneiros criam? Ou essa é apenas a crença dos teólogos dos temposé apenas a crença dos teólogos dos tempos modernos?modernos? FILHO ESPÍRITO SANTO PAI
  • 102. Qual destas seria a crença lógicaQual destas seria a crença lógica colocada dentro do padrão bíblico?colocada dentro do padrão bíblico? FILHOPAI
  • 103. Tire as suas conclusões qual é o padrãoTire as suas conclusões qual é o padrão bíblico sobre esse tema de grandebíblico sobre esse tema de grande relevância.relevância.  ““Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim:Ora, o nascimento de Jesus Cristo foi assim: Estando Maria, sua mãe, desposada comEstando Maria, sua mãe, desposada com José, antes de se ajuntarem,José, antes de se ajuntarem, achou-se terachou-se ter concebido do Espírito Santo.concebido do Espírito Santo.”” Mateus 1:18Mateus 1:18  ““E, projetando ele isto, eis que em sonho lheE, projetando ele isto, eis que em sonho lhe apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José,apareceu um anjo do Senhor, dizendo: José, filho de Davi,filho de Davi, não temas receber a Maria, tuanão temas receber a Maria, tua mulher, porque o que nela está gerado é domulher, porque o que nela está gerado é do Espírito SantoEspírito Santo;”;” Mateus 1:20Mateus 1:20
  • 104. De acordo comDe acordo com Mateus 1:18 e 20Mateus 1:18 e 20 ,, Jesus foi gerado do Espírito Santo. NesteJesus foi gerado do Espírito Santo. Neste caso quem é o maior?caso quem é o maior?  ““Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venhoOuvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamentepara vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para oexultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porquePai; porque meu Pai é maior do que eumeu Pai é maior do que eu.”.” João 14:28João 14:28
  • 105.  Outra pergunta. Se na hierarquia oOutra pergunta. Se na hierarquia o Espírito Santo é o terceiro conforme diz aEspírito Santo é o terceiro conforme diz a teologia moderna, qual seria a explicaçãoteologia moderna, qual seria a explicação parapara Mateus 1:18 e 20Mateus 1:18 e 20 que apresentaque apresenta Jesus como gerado e o Espírito SantoJesus como gerado e o Espírito Santo como Aquele que O gerou? Neste caso ocomo Aquele que O gerou? Neste caso o geradogerado (o Filho)(o Filho) é maior do que o queé maior do que o que gerou?gerou? (o Pai)(o Pai) Pensou nisto? Ou háPensou nisto? Ou há alguém que insista em dar outro Pai paraalguém que insista em dar outro Pai para Jesus além do Espírito Santo?Jesus além do Espírito Santo?
  • 106. O que diz o apóstolo Paulo quanto a isto?O que diz o apóstolo Paulo quanto a isto?  ““Todavia para nós háTodavia para nós há um só Deus, o Paium só Deus, o Pai,, de quem é tudo e para quem nósde quem é tudo e para quem nós vivemos; evivemos; e um só Senhor, Jesus Cristoum só Senhor, Jesus Cristo,, pelo qual são todas as coisas, e nós porpelo qual são todas as coisas, e nós por ele.”ele.” I Coríntios 8:6I Coríntios 8:6  ““PorquePorque há um só Deushá um só Deus, e, e um sóum só Mediador entre Deus e os homensMediador entre Deus e os homens,, JesusJesus Cristo homemCristo homem.”.” I Timóteo 2:5I Timóteo 2:5
  • 107.  ““Assim no primeiro capítulo de Hebreus,Assim no primeiro capítulo de Hebreus, se revela a Cristo como mais exaltado quese revela a Cristo como mais exaltado que os anjos, como sendo Deusos anjos, como sendo Deus.. E como tantoE como tanto mais exaltado que os anjos como o émais exaltado que os anjos como o é Deus,Deus, pela razão de que Ele é Deuspela razão de que Ele é Deus.. EE apresentado como Deusapresentado como Deus, do nome de, do nome de Deus, porque é da natureza de Deus.Deus, porque é da natureza de Deus. EE sua natureza é tão inteiramente a desua natureza é tão inteiramente a de Deus, que éDeus, que é a mesma imagem daa mesma imagem da substância de Deussubstância de Deus.. Tal é Cristo oTal é Cristo o SalvadorSalvador,, espírito de espíritoespírito de espírito, e, e substânciasubstância de substância de Deusde substância de Deus”.”. O CaminhoO Caminho consagradoconsagrado de A. T. Jones, pág. 20de A. T. Jones, pág. 20
  • 108.  ““Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanhoOlhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre quesobre que o Espírito Santo vos constituiuo Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja debispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprioDeus, que ele resgatou com seu próprio sanguesangue.”.” Atos 20:28Atos 20:28
  • 109.  ““EE os espíritos dos profetas estão sujeitos aosos espíritos dos profetas estão sujeitos aos profetasprofetas.”.” 1 Coríntios 14:321 Coríntios 14:32 O que dizer agora daqueles que crêem nosO que dizer agora daqueles que crêem nos escritos de Ellen G. White como sendo escritosescritos de Ellen G. White como sendo escritos de profeta ao ler o livro Patriarcas e Profetasde profeta ao ler o livro Patriarcas e Profetas pág. 34?pág. 34?  ““O Soberano do Universo não estava só...O Soberano do Universo não estava só... Tinha um companheiroTinha um companheiro -- um cooperador...um cooperador... oo único ser que poderia penetrar em todos osúnico ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus.conselhos e propósitos de Deus.”” Quantos companheiros e quantosQuantos companheiros e quantos cooperadores poderia penetrar em todos oscooperadores poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus? Existia algumconselhos e propósitos de Deus? Existia algum outro ser em todo Universo além de Cristo comoutro ser em todo Universo além de Cristo com tal privilégio?
  • 110. Se em todo Universo não tinha nenhum outroSe em todo Universo não tinha nenhum outro ser além de Cristo que poderia entrar nosser além de Cristo que poderia entrar nos conselhos e propósitos de Deus segundo oconselhos e propósitos de Deus segundo o escrito, então, não é de se questionar aescrito, então, não é de se questionar a doutrina da trindade criada em concíliosdoutrina da trindade criada em concílios católicos? Pois, se o mais honrado no Céu é ocatólicos? Pois, se o mais honrado no Céu é o Pai e depois dEle na hierarquia é Seu FilhoPai e depois dEle na hierarquia é Seu Filho então como entender o texto abaixo se não háentão como entender o texto abaixo se não há nenhum outro ser coeterno com Seu Pai alémnenhum outro ser coeterno com Seu Pai além de Cristo?de Cristo?  ““Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu,Satanás foi outrora um honrado anjo no Céu, o primeiro depois de Cristoo primeiro depois de Cristo.”.” PrimeirosPrimeiros Escritos, pág. 145Escritos, pág. 145 Podemos provar para alguém segundo a lei ePodemos provar para alguém segundo a lei e os escritos dos profetas a doutrina da trindade?os escritos dos profetas a doutrina da trindade?
  • 111.  ““E disse Deus:E disse Deus: FaçamosFaçamos o homem ào homem à nossanossa imagem, conforme aimagem, conforme a nossanossa semelhançasemelhança...”...” Gênesis 1:26Gênesis 1:26 (Primeira parte)(Primeira parte) A grande maioria dos teologos e líderesA grande maioria dos teologos e líderes religiosos aplicam o texto acima como prova dereligiosos aplicam o texto acima como prova de que há três pessoas coeternas justificando queque há três pessoas coeternas justificando que as palavras aparecem no plural, porém pluralas palavras aparecem no plural, porém plural não é só o número três, de dois para cima énão é só o número três, de dois para cima é plural e o que nos confirmará mesmo o que é aplural e o que nos confirmará mesmo o que é a verdade são as Escrituras sagradas.verdade são as Escrituras sagradas. E para aqueles que crêem nos testemunhosE para aqueles que crêem nos testemunhos que falam acerca de Cristo acreditarãoque falam acerca de Cristo acreditarão conforme o “o assim diz o Senhor”.conforme o “o assim diz o Senhor”.
  • 112.  ““...Quando...Quando Deus disse a Seu FilhoDeus disse a Seu Filho: ": "Façamos oFaçamos o homem à Nossa imagemhomem à Nossa imagem"" (Gên. 1:26),(Gên. 1:26), SatanásSatanás teve ciúmes de Jesusteve ciúmes de Jesus.. Ele desejava serEle desejava ser consultado sobre a formação do homemconsultado sobre a formação do homem, e, e porque não o foi, encheu-se de inveja, ciúmesporque não o foi, encheu-se de inveja, ciúmes e ódioe ódio...”...” Primeiros Escritos, pág. 145Primeiros Escritos, pág. 145 No texto de Gênesis 1:26 aparece mesmo trêsNo texto de Gênesis 1:26 aparece mesmo três pessoas como dizem, ou acreditamos comopessoas como dizem, ou acreditamos como está relatado em Primeiros Escritos, pág. 145?está relatado em Primeiros Escritos, pág. 145? Não são apenas as duas Pessoas maisNão são apenas as duas Pessoas mais honradas em todo o Universo que aparecemhonradas em todo o Universo que aparecem no texto de Gênesis 1:26? Como se deveno texto de Gênesis 1:26? Como se deve entender agora a pluralidade do versículo? Aentender agora a pluralidade do versículo? A terceira pessoa ou a primeira depois de Cristoterceira pessoa ou a primeira depois de Cristo teve ciúmes, inveja e ódio. Essa pessoa era outeve ciúmes, inveja e ódio. Essa pessoa era ou
  • 113.  Quem é então o Espírito Santo? Pois asQuem é então o Espírito Santo? Pois as Escrituras Lhe apresenta como Pessoa, comoEscrituras Lhe apresenta como Pessoa, como Deus e como Senhor?Deus e como Senhor?  ““Impedidos pela humanidade, Cristo nãoImpedidos pela humanidade, Cristo não poderia estar em todos os lugarespoderia estar em todos os lugares pessoalmente...pessoalmente... O Espírito Santo é Ele mesmo,O Espírito Santo é Ele mesmo, despido da personalidade da humanidade edespido da personalidade da humanidade e independente dela.independente dela. Ele se representaria comoEle se representaria como estando presente em todos os lugares peloestando presente em todos os lugares pelo Seu EspíritoSeu Espírito, como o Onipresente...” ..., como o Onipresente...” ...João,João, 16:7 – Manuscript Releases volume16:7 – Manuscript Releases volume Fourteen, Page 23 and 24.Fourteen, Page 23 and 24.
  • 114.  ““...Todos os que crêem que o Senhor tem...Todos os que crêem que o Senhor tem falado por intermédio da irmã White, e lhefalado por intermédio da irmã White, e lhe tem dado uma mensagem, estarão livrestem dado uma mensagem, estarão livres dos muitos embustes que surgirão nestesdos muitos embustes que surgirão nestes últimos diasúltimos dias.”.” Manuscript ReleaseManuscript Release 760, págs. 22 e 23. M. M. de 17 de760, págs. 22 e 23. M. M. de 17 de agosto de 1999, E Recebereisagosto de 1999, E Recebereis Poder, pág. 238Poder, pág. 238
  • 115.  ““Porque se introduziram alguns, que jáPorque se introduziram alguns, que já antes estavam escritos para este mesmoantes estavam escritos para este mesmo juízo, homens ímpios, que convertem emjuízo, homens ímpios, que convertem em dissolução a graça de Deus, edissolução a graça de Deus, e negam anegam a Deus, único dominador e Senhor nosso,Deus, único dominador e Senhor nosso, Jesus CristoJesus Cristo.”.” Judas 1:4Judas 1:4
  • 116.  Tiago White declara:Tiago White declara:  ““Esta classe não pode ser outra senão osEsta classe não pode ser outra senão os que espiritualizam a existência do Pai eque espiritualizam a existência do Pai e do Filho, negando-Os como duas pessoasdo Filho, negando-Os como duas pessoas distintas, literais e tangíveisdistintas, literais e tangíveis. .... ... A formaA forma como os espiritualizadores... têm rejeitadocomo os espiritualizadores... têm rejeitado ou negado o único Senhor Deus e nossoou negado o único Senhor Deus e nosso Senhor Jesus Cristo é, antes de maisSenhor Jesus Cristo é, antes de mais nada, utilizando o velho credo trinitarianonada, utilizando o velho credo trinitariano não-escriturístico”não-escriturístico” (James White, em(James White, em Day-Star, 24 de janeiro de 1846). ADay-Star, 24 de janeiro de 1846). A Trindade, pág. 235Trindade, pág. 235