Aula 6 de anatomia: Cabeça

9.747 visualizações

Publicada em

Aula de anatomia sobre a cabeça. (favor visualizar em full screen) :)

Publicada em: Educação
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.747
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
258
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 6 de anatomia: Cabeça

  1. 1. 27/09/2011 UFG ICB Medicina Veterinária Anatomia Animal Funções: Sistemas Respiratório Cabeça - Regiões Sistemas Digestório Anatômicas Sistemas Tegumentar Órgãos dos Sentidos Prof.MSc.: Daniel Barbosa da SilvaNariz (Gr. Rhin, Lat. Nasus) Nariz A pele modificada do ápice é denominada:Parte da face rostral à região frontal e dorsal à infraorbital e bucal. Plano nasolabial (bov) Plano nasal (car, peq ru) Áreas x sulcos Plano rostral (su) Características: Epiderme espessa (todas as camadas) é muito queratinizadaDivisão: Pele glabra ou com poucos pelos táteis (su)3 – raiz Hipoderme rica em glândulas–2 – dorso superfície úmida No eqüino a pele não é diferenciada5 - ápice 1
  2. 2. 27/09/2011 Septo nasal Separa as cavidades nasais direita e esquerda.Parte cartilagínea (cartilagem do septo nasal) – (7)Parte membranácea (9)Parte óssea (10) – osso vômer, parte perpendicular doetmóide e o osso rostral (suíno). 1. Boca 1.1. Cavidade oral A cavidade oral envolvida em: Extensão: dos lábios à orofaringe Base óssea: Ossos incisivos, palatino, maxilar e mandíbula - Preensão Divisão: os dentes dividem a cavidade oral em: - Mastigação 1) Vestíbulo da cavidade oral 2) Cavidade oral própria - Insalivação - Seleção - Paladar -Conversão do alimento em “bolo”, que pode ser deglutido 1.2. Lábios 1.3 Bochechas Formam a parede lateral da cavidade oral. Funções: sucção e preensão de alimento; órgãos táteis. Limitam a rima oral (abertura para a cav oral). Comissuras labiais – união entre lábios superior e inferior. Pele Músculo bucinador Mucosa 2
  3. 3. 27/09/2011 1.4 Gengivas 1.5 Palato duroParte da mucosa oral unida ao periósteo dos alvéolos dentários. Palato ósseo + mucosa oral Rugas palatinas – facilitam o deslocamento do bolo alimentar em direção à orofaringePulvino dental – gengiva altamente queratinizada no local dos incisivossuperiores de Ruminantes. Ruminante Cavalo 1.6 Palato mole 1.7 LínguaSem base óssea - Muito longo no cavalo (dificulta respiração pela boca) Fixada caudalmente pelo osso hióide.Tonsila palatina – órgão linfóide do palato Funções: Participa da preensão, mastigação e deglutição Palato mole Deslocamento alimento na cav oral, Sucção (lactentes), Fonação Língua LínguaForma:- Dorso (papilas linguais)- Ápice- Corpo -Tórus lingual (9) – proeminência do corpo da língua do Ruminante -Raiz (12) Frênulo lingual – prende a língua ao assoalho da boca 3
  4. 4. 27/09/2011 Língua Língua Papilas linguais: 2) Papilas Gustativas, contém corpúsculos gustativos – receptores para o paladar.1) Mecânicas – aumentam o atrito da superfície da língua 2.2 - P. fungiformes 1.1 – Papilas filiformes 2.3 – P. valadas (2 em su e eq, 8-17 pares em bovinos) 2.4 – P. Folhada (equino) 1.2 – P. cônicas 1.3 – P. lentiformes (no tórus lingual de Ru) Papila fungiforme (seta vermelha) Papila valada Papila folhada Papilas filiformes Língua Língua Músculos da língua Músculos da língua 2. Mm. Extrínsecos – originam-se no esqueleto e inserem-se na língua.1) Intrínsecos – não se fixam ao esqueleto 2.1 M. Genioglosso - origem: sínfise mandibular ação: protusão da línguapossui fibras musculares orientadas em 3 direções: longitudinal, transversal e perpendicular.Ação: altera a forma da língua (mastigação, fonação e deglutição) Músculos da língua Músculos da língua 2.3 M. Estiloglosso - ação: - move a língua de um lado p/ o outro2.1 M. Hioglosso - ação: - retração da língua 4
  5. 5. 27/09/2011 DentesInervação da língua. Tipos de dentes:MOTORA - N. Hipoglosso (XII) (P/ Mm intrínsecos e extrínsecos). Dentes braquidontes Dentes hipsodontes . Regiões bem definidas . Em herbívorosSENSORIAL - N. facial (VII) e Glossofaríngeo - paladar . Regiões mal definidas - N. Mandibular (ramo do trigêmio) e Glossofaríngeo - sensibilidadeAnatomia do dente Anatomia do dente hipsodonte Cúspide – projeções dabraquidonte face oclusal Esmalte – reveste a coroa Coroa Dentina – componente Colo mais abundante Polpa dentária – tec conj frouxo com vasos e nervos Cemento – reveste a raiz Raiz Getty, 1981 O contorno é mais triangular com o avançar da idade Osso alveolar Forame apicalNomenclatura dos dentes: Incisivos, caninos, pré-molares e Dentição dos ruminantesmolares a aFórmula dentária: lista os dentes das hemi-arcadas de um antímero •Incisivos superiores substituídosa partir do plano sagital mediano pelo pulvino dental (a). •Quatro e não 3 incisivos inferioresEx. no cão: (42 dentes) •Ausência de caninos •Pré-molares e molares continuam aI3 – C1 – P4 – M2 crescer após o nascimento. x2I3 – C1 – P4 – M3 •Dentição trituradora Dentição 0 0 3 3 = 32 0 0 3 = 20 Dentição decídua permanente: 4033 403 5
  6. 6. 27/09/2011 Dentição dos suínos Dentição dos eqüídeosMolares: coroas largas e cúspides rombas – trituradores eficientes Caninos – geralmente só nos machosCaninos: crescem por toda a vida Pré-molares – o P1 superior pode estar presente Dentição 3 1 4 3 = 44 3 1 3 = 28 Dentição 3133 Dentição decídua Dentição 313 permanente: 3143 313 permanente: 3133 decídua 313 3033 fêmea 3033 Inervação dos dentes Músculos da mastigaçãoNervo mandibular (c) – dentes inferioresNervo maxilar (b) – dentes superiores N. oftálmico Ramos do nervo trigêmio (V par) a b c Fecham a boca: M. masséter, temporal, pterigóides Abre a boca: M. digástrico GLÂNDULAS SALIVARES • GLAND. DUCTOS • ZIGOMÁTICA -VESTÍBULO ORAL • PAROTIDA -VESTÍBULO ORAL • SUBMANDIBULAR- FRÊNULO • SUBLINGUAL - FRÊNULO 6
  7. 7. 27/09/2011 1. Gll Salivares Cavidade nasal Desde as narina até a coana coana Três regiões: a) Vestíbulo nasal Contem pelos (Vibrissas) b) Região respiratória Maior parte Epit. Respiratório (com cílios e produtor de muco) c) Região olfatória Caudodorsal (conchas etmoidais) Neurônios bipolares Cavidade nasalConchas nasais – são elevações na cavidade nasal.Constituição: Finos rolos ósseos (endoturbinados) derivados do osso maxilae do etmóide Revestimento por mucosa nasal 7
  8. 8. 27/09/2011 Cavidade nasal Meato nasal dorsal (a) Concha nasal dorsal (amarelo) Meato nasal médio (b) Concha nasal ventral (preto) Meato nasal ventral (c) Concha nasal média (lilás) Meatos etmoidais Conchas nasais etmoidais (azul) Meato nasal comum a b c Cavidade nasal Ducto nasolacrimal – conduz o excesso de lágrima para a cavidade nasal ou vestíbulo da cav nasalÓrgão Vomeronasal (Ou órgão de Jacobson) – envolvido com apercepção de feromônios.Constituição: cilindro incompleto de cartilagem revestido internamentepor mucosa olfatória especial.É cego caudalmente.Abre-se rostralmente junto ao ducto incisivo. Flehmen (careta ) Seios paranasais dos animais: São escavações nos ossos da face e do crânio que se abrem e drenam na cavidade nasal. Comunicação com a cavidade nasal através dos meatos nasais 8
  9. 9. 27/09/2011 Faringe Faringe FARINGE E LARINGE DURANTE A RESPIRAÇÃO E DEGLUTIÇÃO É uma câmara que conecta a cavidade nasal com a laringe e a cavidade oral com o esôfago. É o local do cruzamento das vias destes dois aparelhos. Faringe Divisões: FARINGE O palato mole divide a poção cranial da faringe em: A) Nasofaringe (ou parte nasal da faringe)– dorsalmente B) Orofaringe (ou parte oral da faringe) _ ventralmente A laringofaringe (ou parte laríngea da faringe) (C) situa-se caudalmente. É uma porção em comum dos aparelhos respiratório e digestório. C A B Faringe Faringe Divertículo da tuba auditiva (bolsa gutural)Nasofaringe • Dilatação da tuba auditiva em eqüinos (v = 300 - 500ml). óstio faríngeo da tuba auditiva – abertura da tuba auditiva nanasofaringe. •Função: resfria o sangue que flui para o cérebro (A. carótida interna na A tuba auditiva comunica a orelha média à nasofaringe para parede)equilibrar a pressão na orelha. Acúmulo de pus Tuba na bosa gutural auditiva 9
  10. 10. 27/09/2011Laringe Cartilagens da laringe:consiste de várias cartilagens revestidas internamente por mucosa. 1. Cartilagem tieróidea (thyreos = escudo, eídos = forma)- -e a maior das cartilagensFunções: 2. Cartilagem cricóide (krikós = anel, eídos = forma)- articula-se caudalmente•conecta a laringofaringe à traquéia; com a traquéia. 3. Cartialgens aritenóides (aritein = colher) – são pares•Serve de válvula para evitar que o alimento atinja a traquéia; 4. Cartilagem epiglótica – é elástica – fecha a entrada da laringe durante a•É o órgão da fonação dos mamíferos deglutição CricóidePAREDE DA CAVIDADE DA LARINGEPrega vocal são as principais responsáveis pela fonação ESÔFAGO Prega vocal do bovino Ventrículo da laringe (cavalo) Movimento das pregas vocais durante a vocalização Cav da laringe de equino 10
  11. 11. 27/09/2011danielmedvet@uft.edu.br Fim! 11

×