Voz da paróquia Fevereiro 2015

320 visualizações

Publicada em

Voz da paróquia Fevereiro 2015 Mioma Sátão Viseu - JES - Jovens do Espírito Santo

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
320
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Voz da paróquia Fevereiro 2015

  1. 1. Mioma 90ª Edição, fevereiro de 2015
  2. 2. 2 INDICE Pág. 3 — Papa aos jovens: aprendamos a chorar Pág. 4, 5 — domingo IV do tempo Comum; Pág. 6, 7 — domingo V do tempo Comum; Pág. 8, 9 - domingo VI do tempo Comum; Pág.9, 10, 11 — domingo I da quaresma; Pág. 12, — Intenções de Oração do Santo Padre; Pág. 13, 14, 15 — Conselho Económico; Pág. 16 , 17 — Atividades do JES; Pág. 18 – Culinária; Pág. 19 — Quaresma; Agradecemos a todos quantos queiram participar com documentos e/ou testemunhos, que os façam chegar ao J.E.S (Grupo de Jovens Do Espíri- to Santo de Mioma), da seguinte forma e, prazos, para a edição do mês seguinte: Em mão ou por correio, até dia 15; Para, jesmioma@hotmail.com, até ao dia 20. Se queres receber no teu correio eletrónico um exemplar da “A Voz da Paróquia” envia uma mensagem para o endereço jesmioma@hotmail.com com o assunto “Quero receber a Voz” Versão Digital: http://www.slideshare.net/jesmioma http://issuu.com/jesmioma
  3. 3. 3 Manila – Somente com os olhos limpos pelas lágrimas poderemos responder à per- guntas tão di ceis como esta: por que as crianças sofrem? Assim, o Papa deixou de lado a homilia que havia preparado e, inspirado no testemunho de uma ex-menina de rua, falando em espanhol, convidou todos a aprender a chorar. “Ao mundo de hoje falta chorar. Certas realidade da vida somente podemos ver com os olhos limpos pelas lágrimas. Aprendamos a chorar como ela nos ensinou. Se vocês não aprenderem a chorar vocês não serão bons cristãos”, exortou o Pa- pa. Pensar, sen r, fazer Ao responder outra pergunta apresentada pelos jovens sobre o excesso de infor- mação nos dias atuais, Francisco disse que não precisamos de “jovens museus”, que detêm toda a informação mas não sabem o que fazer com ela. Para aproveitar as informações é preciso agir, disse Francisco, ao sugerir um novo trinômio: pen- sar, sen/r, fazer. “Se a informação de nossa cabeça desce até o coração, ele se emociona, e vai para as nossas mãos, assim agimos”, reiterou Francisco. “Não jovens de museu, mas jovens sábios. Para ser sábio, usar as três linguagens. Pensar bem, sen/r bem e fazer bem e deixar-se surpreender pelo amor de Deus”, comple- tou Francisco. Deixar-se amar O terceiro testemunho, de um jovem estudante que junto com seus amigos criou um sistema de iluminação para os a/ngidos pelo furacão Yolanda, inspirou o Papa a dizer que precisamos aprender a amar. “É mais di'cil deixar-se amar do que amar, por isso é tão di'cil chegar ao amor perfeito de Jesus”, disse Francisco, ao recordar a parte do Evangelho de Mateus na qual Cristo o amou. “A realidade de vocês é superior a todas as ideias que eu havia preparado”, concluiu o Papa. (RB)
  4. 4. 4 DOMINGO IV do tempo Comum (1 de fevereiro de 2015) LEITURA I Deut 18, 15-20 «Farei surgir um profeta e porei as minhas palavras na sua boca» Leitura do Livro do Deuteronómio Moisés falou ao povo, dizendo: «O Senhor, teu Deus, fará surgir no meio de ti, de entre os teus irmãos, um profeta como eu; a ele deveis escutar. Foi isto mesmo que pediste ao Senhor, teu Deus, no Horeb, no dia da assem- bleia: ‘Não ouvirei jamais a voz do Senhor meu Deus, nem verei este grande fo- go, para não morrer’. O Senhor disse-me: ‘Eles têm razão; farei surgir para eles, do meio dos seus ir- mãos, um profeta como tu. Porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes dirá tudo o que Eu lhe ordenar. Se alguém não escutar as minhas palavras que esse profeta disser em meu no- me, Eu próprio lhe pedirei contas. Mas se um profeta tiver a ousadia de dizer em meu nome o que não lhe mandei, ou de falar em nome de outros deuses, tal profeta morrerá’». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 94 (95), 1-2.6-7.8-9 (R. cf. 8) Refrão: Se hoje ouvirdes a voz do Senhor, não fecheis os vossos corações. Vinde, exultemos de alegria no Senhor, aclamemos a Deus, nosso Salvador. Vamos à sua presença e dêmos graças, ao som de cânticos aclamemos o Senhor. Vinde, prostremo-nos em terra, adoremos o Senhor que nos criou; pois Ele é o nosso Deus, e nós o seu povo, as ovelhas do seu rebanho. Quem dera ouvísseis hoje a sua voz: «Não endureçais os vossos corações, como em Meriba, como no dia de Massa no deserto, onde vossos pais Me tentaram e provocaram, apesar de terem visto as minhas obras».
  5. 5. 5 LEITURA II 1 Cor 7, 32-35 «A virgem preocupa-se com os interesses do Senhor, para ser santa» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios Irmãos: Não queria que andásseis preocupados. Quem não é casado preocupa-se com as coisas do Senhor, com o modo de agradar ao Senhor. Mas aquele que se casou preocupa-se com as coisas do mundo, com a maneira de agradar à esposa, e encontra-se dividido. Da mesma forma, a mulher solteira e a virgem preocupam-se com os interesses do Senhor, para serem santas de corpo e espírito. Mas a mulher casada preocupa-se com as coisas do mundo, com a forma de agradar ao marido. Digo isto no vosso próprio interesse e não para vos armar uma cilada. Tenho em vista o que mais convém e vos pode unir ao Senhor sem desvios. Palavra do Senhor. ALELUIA Mt 4, 16 Refrão: Aleluia. O povo que vivia nas trevas viu uma grande luz; para aqueles que habita- vam na sombria região da morte uma luz se levantou. EVANGELHO Mc 1, 21-28 «Ensinava-os como quem tem autoridade» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Jesus chegou a Cafarnaum e quando, no sábado seguinte, entrou na sinagoga e co- meçou a ensinar, todos se maravilhavam com a sua doutrina, porque os ensinava com autoridade e não como os escribas. Encontrava-se na sinagoga um homem com um espírito impuro, que começou a gri- tar: «Que tens Tu a ver connosco, Jesus Nazareno? Vieste para nos perder? Sei quem Tu és: o Santo de Deus». Jesus repreendeu-o, dizendo: «Cala-te e sai desse homem». O espírito impuro, agitando-o violentamente, soltou um forte grito e saiu dele. Ficaram todos tão admirados, que perguntavam uns aos outros: «Que vem a ser isto? Uma nova doutrina, com tal autoridade, que até manda nos espíritos impuros e eles obedecem-Lhe!». E logo a fama de Jesus se divulgou por toda a parte, em toda a região da Galileia. Palavra da salvação.
  6. 6. 6 DOMINGO V do tempo Comum (8 de fevereiro de 2015) LEITURA I Job 7, 1-4.6-7 «Agito-me angustiado até ao crepúsculo» Leitura do Livro de Job Job tomou a palavra, dizendo: «Não vive o homem sobre a terra como um soldado? Não são os seus dias como os de um mercenário? Como o escravo que suspira pela sombra e o trabalhador que espera pelo seu salário, assim eu recebi em herança meses de desilusão e couberam-me em sorte noites de amargura. Se me deito, di- go: ‘Quando é que me levanto?’. Se me levanto: ‘Quando chegará a noite?’; e agito- me angustiado até ao crepúsculo. Os meus dias passam mais velozes que uma lan- çadeira de tear e desvanecem-se sem esperança. Recordai-Vos que a minha vida não passa de um sopro e que os meus olhos nunca mais verão a felicidade». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 146 (147), 1-2.3-4.5-6 (R. cf. 3a ou Aleluia) Refrão: Louvai o Senhor, que salva os corações atribulados. Louvai o Senhor, porque é bom cantar, é agradável e justo celebrar o seu louvor. O Senhor edificou Jerusalém, congregou os dispersos de Israel. Sarou os corações dilacerados e ligou as suas feridas. Fixou o número das estrelas e deu a cada uma o seu nome. Grande é o nosso Deus e todo-poderoso, é sem limites a sua sabedoria. O Senhor conforta os humildes e abate os ímpios até ao chão. LEITURA II 1 Cor 9, 16-19.22-23 «Ai de mim se não evangelizar!» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios Irmãos: Anunciar o Evangelho não é para mim um título de glória, é uma obrigação que me foi imposta. Ai de mim se não anunciar o Evangelho!
  7. 7. 7 Se o fizesse por minha iniciativa, teria direito a recompensa. Mas, como não o faço por minha iniciativa, desempenho apenas um cargo que me está confiado. Em que consiste, então, a minha recompensa? Em anunciar gratuitamente o Evangelho, sem fazer valer os direitos que o Evange- lho me confere. Livre como sou em relação a todos, de todos me fiz escravo, para ganhar o maior número possível. Com os fracos tornei-me fraco, a fim de ganhar os fracos. Fiz-me tudo para todos, a fim de ganhar alguns a todo o custo. E tudo faço por causa do Evangelho, para me tornar participante dos seus bens. Palavra do Senhor. ALELUIA Mt 8, 17 Refrão: Aleluia. Cristo suportou as nossas enfermidades e tomou sobre Si as nossas dores. EVANGELHO Mc 1, 29-39 «Curou muitas pessoas, atormentadas por várias doenças» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Naquele tempo, Jesus saiu da sinagoga e foi, com Tiago e João, a casa de Simão e André. A sogra de Simão estava de cama com febre, e logo Lhe falaram dela. Jesus aproximou-Se, tomou-a pela mão e levantou-a. A febre deixou-a e ela come- çou a servi-los. Ao cair da tarde, já depois do sol-posto, trouxeram-Lhe todos os doentes e posses- sos, e a cidade inteira ficou reunida diante da porta. Jesus curou muitas pessoas, que eram atormentadas por várias doenças, e expulsou muitos demónios. Mas não deixava que os demónios falassem, porque sabiam quem Ele era. De manhã, muito cedo, levantou-Se e saiu. Retirou-Se para um sítio ermo e aí começou a orar. Simão e os companheiros foram à procura d’Ele e, quando O encontraram, disse- ram-Lhe: «Todos Te procuram». Ele respondeu-lhes: «Vamos a outros lugares, às povoações vizinhas, a fim de pregar aí também, porque foi para isso que Eu vim». E foi por toda a Galileia, pregando nas sinagogas e expulsando os demónios. Palavra da salvação.
  8. 8. 8 DOMINGO VI do tempo Comum (15 de fevereiro de 2015) LEITURA I Lev 13, 1-2.44-46 «O leproso deverá morar à parte, fora do acampamento» Leitura do Livro do Levítico O Senhor falou a Moisés e a Aarão, dizendo: «Quando um homem tiver na sua pele algum tumor, impigem ou mancha esbranquiçada, que possa transformar-se em chaga de lepra, devem levá-lo ao sacerdote Aarão ou a algum dos sacerdotes, seus filhos. O leproso com a doença declarada usará vestuário andrajoso e o cabelo em desali- nho, cobrirá o rosto até ao bigode e gritará: Impuro, impuro!. Todo o tempo que lhe durar a lepra, deve considerar-se impuro e, sendo impuro, deverá morar à parte, fora do acampamento». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIAL Salmo 31 (32), 1-2.5.7.11(R. 7) Refrão: Sois o meu refúgio, Senhor; dai-me a alegria da vossa salvação. Feliz daquele a quem foi perdoada a culpa e absolvido o pecado. Feliz o homem a quem o Senhor não acusa de iniquidade e em cujo espírito não há engano. Confessei-vos o meu pecado e não escondi a minha culpa. Disse: Vou confessar ao Senhor a minha falta, e logo me perdoastes a culpa do pecado. Vós sois o meu refúgio, defendei-me dos perigos, fazei que à minha volta só haja hinos de vitória. Alegrai-vos, justos, e regozijai-vos no Senhor, exultai, vós todos os que sois rectos de coração. LEITURA II 1 Cor «Sede meus imitadores, como eu o sou de Cristo» Leitura da Primeira Epístola do apóstolo São Paulo aos Coríntios Irmãos: Quer comais, quer bebais, ou façais qualquer outra coisa, fazei tudo para glória de Deus. Portai-vos de modo que não deis escândalo nem aos judeus, nem aos gregos, nem à Igreja de Deus.
  9. 9. 9 Fazei como eu, que em tudo procuro agradar a toda a gente, não bus- cando o próprio interesse, mas o de todos, para que possam salvar-se. Sede meus imitadores, como eu o sou de Cristo. Palavra do Senhor. ALELUIA Lc 7, 16 Refrão: Aleluia Apareceu entre nós um grande profeta: Deus visitou o seu povo. EVANGELHO Mc 1, 40-45 «A lepra deixou-o e ele ficou limpo» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Naquele tempo, veio ter com Jesus um leproso. Prostrou-se de joelhos e suplicou-Lhe: «Se quiseres, podes curar-me». Jesus, compadecido, estendeu a mão, tocou-lhe e disse: «Quero: fica limpo». No mesmo instante o deixou a lepra e ele ficou limpo. Advertindo-o severamente, despediu-o com esta ordem: «Não digas nada a nin- guém, mas vai mostrar-te ao sacerdote e oferece pela tua cura o que Moisés orde- nou, para lhes servir de testemunho». Ele, porém, logo que partiu, começou a apregoar e a divulgar o que acontecera, e assim, Jesus já não podia entrar abertamente em nenhuma cidade. Ficava fora, em lugares desertos, e vinham ter com Ele de toda a parte. Palavra da salvação. DOMINGO I da quaresma (22 de fevereiro de 2015) LEITURA I Gen 9, 8-15 A aliança de Deus com Noé, salvo das águas do dilúvio Leitura do Livro do Génesis Deus disse a Noé e a seus filhos: «Estabelecerei a minha aliança convosco, com a vossa descendência e com todos os seres vivos que vos acompanham: as aves, os animais domésticos, os animais selvagens que estão convosco, todos quantos saíram da arca e agora vivem na terra. Estabelecerei convosco a minha aliança: de hoje em diante nenhuma criatura será exterminada pelas águas do dilúvio, e nunca mais um dilúvio devastará a terra». Deus disse ainda: «Este é o sinal da aliança que estabeleço convosco e com todos os animais que vivem entre vós, por todas as gerações futuras: farei aparecer o meu arco sobre as nuvens, que será um sinal da aliança entre Mim e a terra.
  10. 10. 10 Sempre que Eu cobrir a terra de nuvens e aparecer nas nuvens o arco, recordarei a minha aliança convosco e com todos os seres vivos, e nunca mais as águas formarão um dilúvio para destruir todas as criaturas». Palavra do Senhor. SALMO RESPONSORIALo 24 (25), 4bc-5ab. 6-7bc. 8-9 (r. cf. 10) Refrão: Todos os vossos caminhos, Senhor, são amor e verdade, para os que são fiéis à vossa aliança. Mostrai-me, Senhor, os vossos caminhos, ensinai-me as vossas veredas. Guiai-me na vossa verdade e ensinai-me, porque Vós sois Deus, meu Salvador. Lembrai-Vos, Senhor, das vossas misericórdias e das vossas graças, que são eternas. Lembrai-Vos de mim segundo a vossa clemência, por causa da vossa bondade, Senhor. O Senhor é bom e recto, ensina o caminho aos pecadores. orienta os humildes na justiça e dá-lhes a conhecer a sua aliança. LEITURA II 1 Pedro «O Baptismo que agora vos salva» Leitura da Primeira Epístola de São Pedro Caríssimos: Cristo morreu uma só vez pelos pecados o Justo pelos injustos para vos conduzir a Deus. Morreu segundo a carne, mas voltou à vida pelo Espírito. Foi por este Espírito que Ele foi pregar aos espíritos que estavam na prisão da morte e tinham sido outrora rebeldes, quando, nos dias de Noé, Deus esperava com paciência, enquanto se construía a arca, na qual poucas pessoas, oito ape- nas, se salvaram através da água. Esta água é figura do Baptismo que agora vos salva, que não é uma purificação da imundície corporal, mas o compromisso para com Deus de uma boa consciência; ele vos salva pela ressurreição de Jesus Cristo, que subiu ao Céu e está à direita de Deus, tendo sob o seu domínio os anjos, as Dominações e as Potestades. Palavra do Senhor.
  11. 11. 11 ACLAMAÇÃO ANTES DO EVANGELHO Mt 4, 4b Nem só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus. EVANGELHO Mc 1, 12-15 «Era tentado por Satanás e os Anjos serviam-n’O» Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo segundo São Marcos Naquele tempo, o Espírito Santo impeliu Jesus para o deserto. Jesus esteve no deserto quarenta dias e era tentado por Satanás. Vivia com os animais selvagens, e os anjos serviam-n’o. Depois de João ter sido preso, Jesus partiu para a Galileia e começou a pregar o Evangelho, dizendo: «Cumpriu-se o tempo e está próximo o reino de Deus. arre- pendei-vos e acreditai no Evangelho». Palavra da salvação. O Grupo de Jovens do Espírito Santo da Paróquia de Mioma, Convida toda a comunidade a participar na Via Sacra que irá reali- zar todos os domingos da Quaresma/2015, às 15H00. Assim distribuídas: • dia 22 de fevereiro — Mioma à Tremoa • dia 1 de março — Tremoa às Lages • dia 8 de março— Lages à Meã • dia 15 de março—Meã à Afonsim • dia 22 de março—Afonsim às Fontainhas • dia 29 de março-Fontainhas a Mioma
  12. 12. 12 INTENÇÕES DE ORAÇÃO DO SANTO PADRE No final da audiência geral, o Papa Fran- cisco nos fez um pedido especial e bem concreto. Se você não pode ajudar materialmente, ajude espiritualmente, rezando pelo me- nos uma Ave-Maria por estas pessoas que tanto sofrem. Aceita o desafio? Fevereiro Universal: Dignidade dos reclusos Para que os reclusos, especialmente os jovens, tenham a possibilidade de reconstruir a sua vida com dignidade. Pela Evangelização: Casais separados Para que os casais que se separaram encontrem acolhimento e apoio na comunidade cristã. "Pela oração, o orante entra no mistério de Deus, se torna íntimo, amigo de Deus. Não para obrigar Deus a fazer a sua vontade, mas para fazer a vontade de Deus, na qual ele encontra a sua felicidade". P.e André
  13. 13. 13 CONSELHO PAROQUIAL PARA OS ASSUNTOS ECONÓMICOS IGREJA PAROQUIAL DE MIOMA RESUMO DE CONTAS-2014 CONTAS À ORDEM TOTAL DAS RECEITAS 14.395,96 € TOTAL DAS DESPESAS 11.540,83 € SALDO DE 2014 2.855,13 € SALDO TRANSITADO DO ANO DE 2013 14.882,48 € SALDO PARA O ANO DE 2015 - CONTA Nº 40040017635 - CCAM 17.008,35 € - CONTA Nº 0753020405230 - CGD 729,26 € CONTA A PRAZO: - CONTA Nº 40040017635 - CCAM 9.441,22 €
  14. 14. 14 CONSELHO PAROQUIAL PARA OS ASSUNTOS ECONÓMICOS IGREJA PAROQUIAL DE MIOMA CONTAS DO ANO DE 2014 RECEITAS DESIGNAÇÃO VALOR Ofertórios das Missas na Igreja Paroquial 3.334,99 € Missas plurintencionais 3.170,00 € Congrua 3.020,00 € Lampadário 381,57 € Ofertas pelos ba/zados 130,00 € Catecismos 292,00 € Funerais 670,00 € Outras receitas 70,00 € Missas irmãos da Irmandade 120,00 € Outras ofertas 240,00 € Cartório 30,00 € Dona/vos à Igreja 165,00 € Oferta ao San/ssimo Sacramento 50,00 € Festa de N. Senhora do Bom Caminho (Afonsim) 130,00 € Festa de Santo António (Meã) 70,00 € Festa de Santa Eufémia (Lages) 70,00 € Festa de S. Miguel (Fontainhas) 70,00 € Festa de Santa Bárbara (Mioma) 341,41 € Festa do Corpo de Deus (Mioma) 1.275,99 € Festa de S. Pedro (Mioma) 765,00 € TOTAL DAS RECEITAS 14.395,96 € SALDO 2.855,13 €
  15. 15. 15 DESPESAS DESIGNAÇÃO VALOR Vencimento do Sr. Padre Boavida 2.930,00 € Vencimento do Sr. Padre Leitão 2.050,00 € Vencimento do Sr. Padre Carlos Cunha 2.558,42 € Evangelização 432,00 € Entregas à diocese: - Missas plu/ntencionais 597,50 € - Ofertórios obrigatórios 183,05 € Eletricidade 276,76 € Manutenção da Igreja 214,15 € Culto 142,22 € Sacristão 130,00 € Correios, envelopes p/congrua e distribuição 92,15 € Catequese 230,50 € Seguro da Igreja 175,35 € Segurança Social Pároco 246,51 € Retenção IRS vencimento do Pároco 250,00 € Amor/zação do emprés/mo à Cáritas 1.000,00 € Outras despesas 32,22 € TOTAL DAS DESPESAS 11.540,83 €
  16. 16. 16
  17. 17. 17
  18. 18. 18 DELÍCIAS DE BATATA 1 colher (sopa) de manteiga 100 g de puré de batata 2 colheres (sopa) de farinha de milho 200 g de açúcar 3 colheres (sopa) de água 3 ovos 90 g de amêndoa pelada e ralada açúcar e canela p/ polvilhar (opcional) Leve o açúcar ao lume com a água e deixe ferver durante 5 minutos. Junte o puré de batata e a amêndoa e deixe ferver um pouco, em lume brando, mexendo sempre. Retire do calor e, quando morno, junte os ovos e bata o preparado bem. Adicione a farinha de milho e misture. Deite o preparado em forminhas de queques, muito bem untadas, e leve a cozer em forno quente (± 210º C) durante 20 minutos ou até dourarem. Desenforme as delícias enquanto mornas, ajudando com a ponta de uma faca. Se gostar, passe- as por açúcar e canela. BOLAS DE BERLIM 1 colher (sopa) de aguardente 100 ml de leite 1 ovo 1 pitada de sal de mesa 15 g de fermento em pó 350 de farinha de trigo Desfaça o fermento no leite morno e junte os restantes ingredientes, amassando bem até a mas- sa se soltar das mãos. Deixe a massa repousar até dobrar o volume (cerca de 30 minutos) num alguidar tapado com película aderente e com um pano, em local ameno. Passado o tempo de levedura, retire a massa e coloque-a sobre uma superfície plana, dando-lhe a forma de bola grande. Estique-a depois com um rolo. Faça as bolas, com a ajuda de um copo pequeno, e coloque-as num tabuleiro para levedar mais um pouco, cerca de 30 minutos (as bolas aumentarão um pouco de volume, mas não para o do- bro). Coloque ao lume um tacho com bastante óleo para as fritar, onde aumentarão uma vez mais de volume. A temperatura do óleo não pode estar muito quente (aproximadamente 170º C) para as bolas não fritarem rapidamente; caso contrário, não crescem e podem ficar cruas por dentro. Vá virando as bolas de Berlim com um garfo, até estarem douradas por igual. Escorra-as e passe ainda quentes pelo açúcar. Deixe arrefecer um pouco e, com uma faca, dê-lhes um golpe horizontal, onde colocará o creme de pasteleiro. 50 g de açúcar 60 g de manteiga raspa de ½ limão Para o recheio e cobertura creme de pasteleiro açúcar p/ polvilhar
  19. 19. 19
  20. 20. 20 Com a colaboração do JES Por favor guarde a nossa voz, pode ser-lhe útil no futuro. 2015 Lua cheia Lua nova Quarto crescente Quarto Minguante Fevereiro: Semeia-se: abóboras, acelgas, aipo, agriões, alfaces, alho pôrro, beterraba para salada, cebo- las, cebolinha para conserva, cenouras, couves diversas, coentros, cerefólio, ervilhas diversas, espinafres, favas, nabiças, pimentos, rabanetes, tomates, couve-flor, tojos, ervas para pastos e beterraba. Poda, enxertia e limpeza das árvores.

×