SlideShare uma empresa Scribd logo
Chamada e Escolha

Mateus 13:47-50
47 – Também o Reino do Céu é semelhante a uma rede lançada ao mar, que apanha
todas às qualidades de peixes.
48 – E, quando cheia, a puxa para praia; e, assentando-se, apanha para o cesto os
bons, os ruins porém, lançam fora.
49 – Assim será na consumação dos séculos: Virão anjos e separarão os maus dentre os
justos.
50 – E os lançarão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes.

Introdução

Deus faz tudo do nada

         Você já parou para pensar quem somos nós? Se fossemos chegar a uma
classificação de imediato descobriríamos que não somos nada. Mas quando colocamos
Deus em primeiro lugar recebemos um valor incalculável, isso porque o Senhor cria a
partir do nada.
         Motivo principal é que Ele nos ama, chegando ao ponto de entregar o seu único
Filho para nos salvar, conforme João 3:16.

João 3:16
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para todos os
que Nele crêem não pereça, mas tenha a vida eterna.

       Se o homem realmente valorizasse o amor de Deus para com a humanidade,
certamente estaríamos em um padrão espiritual bem elevado, e não haveria tantos
males com os que enfrentamos na atualidade. Vamos parar um pouco para um exame
de consciência, e questionar o seguinte: “Quantas vezes no decorrer do dia, paro um
pouco e adoro a Deus?”

João 4:24
Deus é Espírito, e importa que os seus adoradores o adorem em Espírito e verdade.

        O objetivo desse comentário é que você descubra que és escolhido para adorar
a Deus. Talvez digas que não tem condição por motivo banal, mas todos os homens da
Bíblia eram como nós e estavam sujeitos a todos os tipos de adversidades como:
Fome, sede, dor, sono e etc. Motivo pelo qual o Espírito Santo faz um convite para
todos sem acepção de pessoa.

Hebreus 3:7-8
7 – Portanto, como diz o Espírito Santo, se hoje ouvires a sua voz.
8 – Não endureçais os vossos corações, como na provação, no dia da tentação no
deserto.
I – Moisés

        No Pentateuco, exatamente no Livro do Êxodo 3:1-14, encontramos a história
da chamada do Profeta Moisés, no período que ele apascentava as ovelhas do seu
sogro Getro, nos campos de Midiã.
        O profeta Moisés passou quarenta anos no Egito aprendendo todas as ciências
e artes, chegando ao ponto de achar que muito importante. Mas certo dia praticou um
homicídio e teve que se refugiar por mais quarenta anos no deserto de Midiã, dizendo:
“Não sou ninguém”.
        Porém quando reconheceu a soberania de Deus, foi designado para libertar o
povo de Israel que era cativo no Egito, passando uma peregrinação de mais quarenta
anos no deserto, descobriu que “Deus é tudo”.
        Voltando ao chamado de Moisés, veremos que Deus se manifestou ao profeta
no meio de uma sarça que ardia em fogo, de forma que o Senhor apareceu e convidou
o profeta para aquela difícil tarefa.
        Quantas vezes Deus nos chama, não para o deserto, e sim para dias melhores
na eternidade, e no nosso egocentrismo pecaminoso preferimos ficar com as bolotas
que o pecado oferece.
        Sabemos falar de esporte, política, cinema, internet, música, mas não fazemos
caso das bênçãos que recebemos na nossa vida, de forma que não testemunhamos
quão grande é a bondade que o Senhor coloca a nossa disposição.
        Para se testemunha de Jesus não precisa do esforço intelectual, isso porque é
uma ação divina, basta querer falar e o Espírito Santo faz a obra.

Marcos 16:15-16-17
15 - Disse Jesus: Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
16 – Quer crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado.
17 – E estes sinais seguirão aos que crêem; Em meu nome expulsarão demônios;
falarão novas línguas.

João 14:26
Disse Jesus: Mas o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome vos ensinará todas
as coisas e vos fará lembrar-se de tudo que vos tenho dito.

        Não há com o que se preocupar no que vai dizer ao mundo, fale apenas que
Jesus salva, e quer que todos alcancem a eternidade que ele preparou desde o
principio da criação. Ele não está interessado no tamanho do nosso pecado, e sim no
tamanho do arrependimento pelos nossos pecados.


II – Samuel

        Encontramos também o caso do profeta Samuel que viveu em período não
diferente do nosso no qual o ostracismo religioso e a hipocrisia permeavam na face da
terra. Então uma noite o Senhor chamou por três vezes. Sendo que na terceira o
sacerdote Eli a orientou Samuel a dizer: “Fala Senhor porque o teu servo ouve”. E
assim fez. Naquela mesma época Deus separou o jovem Samuel para o ministério
profético. Ver - I Samuel 3:1-21.
       Quantas vezes o Senhor nos chama durante o dia, e não escutamos por causa
da nossa ocupação secular que nos sufoca. O chamado vem através de hinos
evangélicos, leitura da Bíblia, até mesmo pela natureza, e não entendemos.
       O Espírito Santo foi enfático no Livro de Apocalipse quando citou que Jesus está
na porta do nosso coração pedindo para preencher a lacuna que todo homem tem, e
só Deus é que suprir todas as necessidades materiais e espirituais.

Apocalipse 3:20
Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, a abrir a porta, Eu entrarei
na sua casa, e cearei com ele e ele comigo.

        O Senhor Jesus solicita que o homem abra o coração para que a graça (Graça –
Sig. Favor feito a pessoa não merecida), para possamos gozar das benesses celestiais.
        Em contra partida nenhum ser humano pode garantir a vida daqui a um
segundo, de maneira que devemos aproveitar o chamado à salvação antes que seja
tarde demais. Mas infelizmente existem aqueles que acreditam em uma falsa doutrina
que prega a salvação após a morte, o que não existe nenhum apoio Bíblico para esse
ensino herético. Pelo contrario, a Palavra de Deus ensina que quando o homem parte
deste mundo segue-se a juízo.

Hebreus 9:27
E, como ao homem está ordenado morrer uma vez vindo depois disto o juízo.

        Quero chamar a atenção para que não penses que o Senhor força ninguém
servi-lo, e cada um entenda que Deus convida ao homem, e nunca usa força para
convencer o vil pecador.

Zacarias 4:6b
Não por força, nem por violência, mas pelo o meu Espírito, assim diz o Senhor.


III – Isaias

       Outra grande escolha para o Reino dos Céus, foi com o profeta Isaias.
Encontramos no Livro de Isaias 6:1-13. O profeta já falava nas coisas concernentes a
Deus, até que um dia morreu o seu tio o rei Uzias, deixando Isaias embaraçado, pois a
sua mensagem era dura tendo em vista povo ser obstinado na maldade.
       Ali estava Isaias amedrontado, uma vez que a sua confiança era no seu tio, que
estando morto, a proteção do pregador estava comprometida. Então Deus lhe deu
uma visão e profeta sentido o peso da responsabilidade disse o seguinte ao Senhor: “Ai
de mim que vou perecendo, meus olhos viram Deus, sou homem de lábios impuros e
moro no meio de um povo de impuros lábios”.
       Após esse acontecimento a Bíblia nos mostra que um dos Serafim pegou uma
tenaz e retirou do altar uma brasa do altar e queimou os lábios de Isaias, falando: “As
tuas iniqüidades estão limpas”. Então Deus perguntou: A quem enviarei, quem há de ir
por nós?
        E o jovem profeta respondeu: Eis-me aqui Senhor! Envia-me a mim.

       A Palavra de Deus é uma grande responsabilidade, devemos está aptos para
levar uma vida de piedade e santidade diante todas as pessoas para que Jesus possa
trabalhar em todos os momentos e através de todas as nossas ações.

IV – Jeremias

        No Antigo Testamento encontramos também o profeta Jeremias, que foi
separado para dar continuidade à obra do Senhor. Jeremias 1:1-9 * Filho de Hilquias, o
qual Deus o chamou no décimo terceiro ano do rei Josias de Judá.
        O Senhor falou para o profeta: Antes que te formates no ventre da tua mãe, já
te conhecia, e te dei por profeta. Nesse dialogo Jeremias hesitou – “Há Senhor Jeová!
Eis que eu não sei falar, porque sou uma criança”.
        Porém Deus o repreendeu dizendo: Não digas que és uma criança, porque onde
quer que Eu te enviar, tu irás, tudo quanto te mandar dirás.
        Estamos diante do quadro típico do pecador que quando recebe a Palavra de
Deus, normalmente eles se comovem, reconhecem que precisam do Senhor; mas em
contra partida dizem: Agora não posso servir, sou novo de mais e quero terminar os
meus estudos, casar e etc. Agem como se Deus fosse um atraso para sua vida. Faço a
seguinte pergunta: O Senhor seria um museu, onde se guarda material velho e
histórico?
        A Bíblia diz:

Isaias 40:31
Mas os que esperam no Senhor, renovarão as suas forças. Subirão com asas de águia,
correrão, e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão.

       Jesus está chamado a todos para uma vida imaculada, Ele te nos e fez um
grande projeto para nossa existência desde o ventre materno e por isso não devemos
perder a oportunidade.


V – Jonas

Jonas 1:1-6 – filho de Amitai, a Palavra do Senhor com a determinação que o profeta
fosse à cidade de Nínive. No entanto Jonas se levantou tentando fugir para cidade de
Tarsis, descendo no porão de um navio indo de inicio para Jope.

       Continuando a leitura veremos que Jonas teve uma seqüência de decadência
indo para o fundo do mar e por fim ao ventre do grande peixe ficando ali por três dias.
Essa é a figura típica dos seres humanos desobedientes que geralmente tentam fugir
da presença de Deus e atravessam uma grande decadência espiritual chegando à
parte mais profunda do pecado e tendo por fim a condenação eterna.
Mas como a misericórdia de Deus é infinita, Ele entregou ao profeta Jonas mais
uma oportunidade de sair daquele peixe que estava no fundo do mar. Quero lembrar
que o profeta teimoso clamou ao Senhor e se arrependeu da sua transgressão.
       Enquanto estivermos vivos existe a esperança, e ainda é tempo de clamar a
Jesus e receber um resgate espiritual, basta confiar que Ele tudo fará a nosso favor


IV – Os Apóstolos

Marcos 3:13-14-15
13 - E subiu Jesus ao monte, e chamou para si os que Ele quis; e vieram a Ele
14 – E nomeou doze para que estivessem com Ele e os mandasse pregar;
15 – E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios.

       O Senhor Jesus após uma noite de oração saiu para chamar doze homens à
salvação, os quais seriam responsáveis pela a propagação do Evangelho para toda a
humanidade. Entre os doze apóstolos, havia um que trairia ao Senhor, era Judas
Escariotes. Jesus sabida disso, mas pra provar o amor ao mundo permitiu que
acontecesse.
       Fazendo uma comparação com os dias atuais, podemos relacionar o seguinte:
    1. O Senhor chamou a doze, e um se perdeu – Ficaram onze;
    2. Nos dias atuais o Senhor chama a doze, e onze se perdem – Fica apenas um.

       Parece que estou fazendo um exagero, mas é verdade. Talvez você questione:
Deus teria mudado?
       É claro que não; o homem é quem tem sido letárgico para com o Reino
Celestial, e quando Deus quer faze um movimento espiritual muitos simplesmente
recusa-se porque tem vergonha das coisas santas.

Apocalipse 21:8
Mas quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos
fornicarios, e aos feiticeiros, e aos idolatras e a todos os mentirosos, a sua parte será
no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte.

Obs – Quando cita tímidos se refere aos que tem vergonha de Deus.

VII – Epilogo

        Atos dos Apostolo capitulo 9 – Saulo de Tarso, conhecido como terror dos
cristãos primitivos, o responsável pela morte muitos nas arenas sob a garra dos
animais ferozes e dos gladiadores, também o cúmplice na morte do diácono Estevão
por apedrejamento. Recebeu um chamado divino, tendo se convertido ao cristianismo
foi um dos que mais sofreu e se destacou pregando a salvação em Jesus Cristo aos
gentios.
        Um dia quando Saulo viajava com carta branca para persegui a matar aos
servos de Deus, foi afligido por um clarão que vinha do céu, que derrubou do cavalo e
segando-o temporariamente.
No meio desse evento, Paulo ouviu a voz de Jesus que dizia: Saulo, Saulo,
porque me persegue; duro é recalcitrar contra os aguilhões.
       Jesus disse o seguinte: Duro é lutar contra a vitória. De maneira que Paulo
pensava que estava agradando a Deus quando perseguia aos cristãos. O mesmo
acontece com muitas pessoas que perseguem aos evangélicos quando detratam,
calunia, oprime e etc.
       Mas hoje o Senhor está chamando o seu nome e perguntando: Porque me
persegues?
Ainda é tempo de uma reconciliação com todas as pessoas. A Bíblia faz menção que
Deus não leva em conta o tempo de ignorância; Ele quer somente que o pecador
venha à luz.


Jesus te ama.

Presbítero Robson Colaço de Lucena
Webmaster Alice Alves de Lucena
Webmaster Alisson Alves de Lucena




Visite o site: http://missaoamerica.googlepages.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igreja
ugleybson
 
todas as parbolas da biblia
 todas as parbolas da biblia todas as parbolas da biblia
todas as parbolas da biblia
Anderson Luiz Soares
 
Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Primicias
PrimiciasPrimicias
Primicias
PrAdeilson
 
Como dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblicoComo dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblico
iasdcoqueiro
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
Daniel de Carvalho Luz
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Wander Sousa
 
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo TestamentoApostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Viva a Igreja
 
Sermão comunhão
Sermão comunhãoSermão comunhão
Sermão comunhão
Fulvio Leite
 
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua OrganizaçãoLição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Éder Tomé
 
A Bíblia (Aula 8): Livros Proféticos
A Bíblia (Aula 8): Livros ProféticosA Bíblia (Aula 8): Livros Proféticos
A Bíblia (Aula 8): Livros Proféticos
Gustavo Zimmermann
 
Uma oração para deus
Uma   oração   para    deusUma   oração   para    deus
Uma oração para deus
Edilson Jose Barbosa Barbosa
 
Tempo de avançar
Tempo de avançarTempo de avançar
Tempo de avançar
Marcos De Oliveira Leite
 
21 oséias, joel e amós
21 oséias, joel e amós21 oséias, joel e amós
21 oséias, joel e amós
PIB Penha
 
A Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos serA Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos ser
Hugo Machado
 
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS.""EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
Marcos Nascimento
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Proféticos 1   Introdução e IsaíasProféticos 1   Introdução e Isaías
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Pastor W. Costa
 
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertidoDiscipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Joary Jossué Carlesso
 

Mais procurados (20)

Doutrina da igreja
Doutrina da igrejaDoutrina da igreja
Doutrina da igreja
 
todas as parbolas da biblia
 todas as parbolas da biblia todas as parbolas da biblia
todas as parbolas da biblia
 
Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
 
Primicias
PrimiciasPrimicias
Primicias
 
Como dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblicoComo dar estudo bíblico
Como dar estudo bíblico
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
 
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
Lição 2   A disciplina na vida do obreiroLição 2   A disciplina na vida do obreiro
Lição 2 A disciplina na vida do obreiro
 
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo TestamentoApostila de Introdução ao Antigo Testamento
Apostila de Introdução ao Antigo Testamento
 
Sermão comunhão
Sermão comunhãoSermão comunhão
Sermão comunhão
 
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 1 Escatologia , o estudo das ...
 
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua OrganizaçãoLição 9 - A Igreja e sua Organização
Lição 9 - A Igreja e sua Organização
 
A Bíblia (Aula 8): Livros Proféticos
A Bíblia (Aula 8): Livros ProféticosA Bíblia (Aula 8): Livros Proféticos
A Bíblia (Aula 8): Livros Proféticos
 
Uma oração para deus
Uma   oração   para    deusUma   oração   para    deus
Uma oração para deus
 
Tempo de avançar
Tempo de avançarTempo de avançar
Tempo de avançar
 
21 oséias, joel e amós
21 oséias, joel e amós21 oséias, joel e amós
21 oséias, joel e amós
 
A Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos serA Igreja que queremos ser
A Igreja que queremos ser
 
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS.""EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
"EU NÃO ERA PROFETA, MAS BOIADEIRO, E CULTIVADOR DE FIGOS."
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
 
Proféticos 1 Introdução e Isaías
Proféticos 1   Introdução e IsaíasProféticos 1   Introdução e Isaías
Proféticos 1 Introdução e Isaías
 
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertidoDiscipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
Discipulado de Cristo e o cuidado do novo convertido
 

Destaque

La web 2.0
La web 2.0La web 2.0
La web 2.0
Yolot_Her
 
Sejaumidiota
SejaumidiotaSejaumidiota
Sejaumidiota
Pastor Robson Colaço
 
20160505153144
2016050515314420160505153144
20160505153144Al Curtis
 
Camaleó vetllat
Camaleó vetllatCamaleó vetllat
Camaleó vetllat
mariatrullasesteban
 
Caso practico priorizacion
Caso practico priorizacionCaso practico priorizacion
Caso practico priorizacion
Javier Alejandro Ortega Garcia
 
Tecnologia
TecnologiaTecnologia
Tecnologia
Yahith Gomez
 
Zuvairia_Thajudeen CM L3
Zuvairia_Thajudeen CM L3Zuvairia_Thajudeen CM L3
Zuvairia_Thajudeen CM L3Zuvairia Thaj
 
Jornal de esporte e laser
Jornal de esporte e laserJornal de esporte e laser
Jornal de esporte e laser
Jorgelgl
 
Programa eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de Esquerda
Programa eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de EsquerdaPrograma eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de Esquerda
Programa eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de Esquerda
Mgfamiliar Net
 
3° conferencia responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...
3° conferencia   responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...3° conferencia   responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...
3° conferencia responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...
Colegiado Unidos por un Perú con Valores
 
Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16
Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16
Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16
Christian Johansen
 
La web 2.0
La web 2.0La web 2.0
La web 2.0
nidivadajet
 
Tarea de unidad 3 parte a y b
Tarea de unidad 3 parte a y bTarea de unidad 3 parte a y b
Tarea de unidad 3 parte a y b
David Santiago Mora Quiroga
 
Contratación electrónica & contratación informática
Contratación electrónica & contratación informáticaContratación electrónica & contratación informática
Contratación electrónica & contratación informática
Camila Zavaleta Cusirramos
 

Destaque (19)

La web 2.0
La web 2.0La web 2.0
La web 2.0
 
Sejaumidiota
SejaumidiotaSejaumidiota
Sejaumidiota
 
Merit Award
Merit AwardMerit Award
Merit Award
 
20160505153144
2016050515314420160505153144
20160505153144
 
Camaleó vetllat
Camaleó vetllatCamaleó vetllat
Camaleó vetllat
 
Tom-s Letter1
Tom-s Letter1Tom-s Letter1
Tom-s Letter1
 
Die Welt "Suche nach großen Innovationen"
Die Welt "Suche nach großen Innovationen"Die Welt "Suche nach großen Innovationen"
Die Welt "Suche nach großen Innovationen"
 
Caso practico priorizacion
Caso practico priorizacionCaso practico priorizacion
Caso practico priorizacion
 
Tecnologia
TecnologiaTecnologia
Tecnologia
 
Zuvairia_Thajudeen CM L3
Zuvairia_Thajudeen CM L3Zuvairia_Thajudeen CM L3
Zuvairia_Thajudeen CM L3
 
Jornal de esporte e laser
Jornal de esporte e laserJornal de esporte e laser
Jornal de esporte e laser
 
Programa eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de Esquerda
Programa eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de EsquerdaPrograma eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de Esquerda
Programa eleitoral 2015 - Saúde - Bloco de Esquerda
 
3° conferencia responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...
3° conferencia   responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...3° conferencia   responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...
3° conferencia responsabilidad social universitaria y modernizacion del est...
 
Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16
Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16
Institutional Accessibility - Strategic Accessibility Update - EDU16
 
La web 2.0
La web 2.0La web 2.0
La web 2.0
 
ReferenzeAzzimontiArtsana
ReferenzeAzzimontiArtsanaReferenzeAzzimontiArtsana
ReferenzeAzzimontiArtsana
 
Tarea de unidad 3 parte a y b
Tarea de unidad 3 parte a y bTarea de unidad 3 parte a y b
Tarea de unidad 3 parte a y b
 
cherry derma
cherry dermacherry derma
cherry derma
 
Contratación electrónica & contratación informática
Contratación electrónica & contratación informáticaContratación electrónica & contratación informática
Contratación electrónica & contratación informática
 

Semelhante a Chamada e escolha

Chamada e Escolha
Chamada e EscolhaChamada e Escolha
Chamada e Escolha
lucena
 
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotosLivro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
aloisio de carvalho
 
3 mistério
3 mistério3 mistério
3 mistério
pgshama
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
Joary Jossué Carlesso
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
Joary Jossué Carlesso
 
Qual o segredo para...
Qual o segredo para...Qual o segredo para...
Qual o segredo para...
Eduardo Sousa Gomes
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
jesmioma
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Fernando Chapeiro
 
Jovem
JovemJovem
Quando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceuQuando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceu
Joselito Machado
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
Jose Moraes
 
Classe do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptx
Classe do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptxClasse do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptx
Classe do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptx
SergioBastian3
 
A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6A unica via da salvacao joao 14 6
Exaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MMExaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MM
Gérson Fagundes da Cunha
 
Voz da Paróquia - Novembro 2013
Voz da Paróquia - Novembro 2013Voz da Paróquia - Novembro 2013
Voz da Paróquia - Novembro 2013
jesmioma
 
A natureza humana de cristo
A natureza humana de cristoA natureza humana de cristo
A natureza humana de cristo
Monteiro07
 
Leituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano A
José Lima
 
Apostasia
ApostasiaApostasia
A natureza humana de Cristo
A natureza humana de CristoA natureza humana de Cristo
A natureza humana de Cristo
Luciano Armando
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
Ticorodrigues
 

Semelhante a Chamada e escolha (20)

Chamada e Escolha
Chamada e EscolhaChamada e Escolha
Chamada e Escolha
 
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotosLivro o ultimo_dia_-_com_fotos
Livro o ultimo_dia_-_com_fotos
 
3 mistério
3 mistério3 mistério
3 mistério
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 
Triunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicaoTriunfo da ressurreicao
Triunfo da ressurreicao
 
Qual o segredo para...
Qual o segredo para...Qual o segredo para...
Qual o segredo para...
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011Voz da Paróquia - Agosto 2011
Voz da Paróquia - Agosto 2011
 
Jovem
JovemJovem
Jovem
 
Quando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceuQuando foi que jesus cristo nasceu
Quando foi que jesus cristo nasceu
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
 
Classe do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptx
Classe do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptxClasse do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptx
Classe do Pré-Discipulado lição 5 a 7.pp.pptx
 
A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6A unica via da salvacao joao 14 6
A unica via da salvacao joao 14 6
 
Exaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MMExaltai O (EX) - MM
Exaltai O (EX) - MM
 
Voz da Paróquia - Novembro 2013
Voz da Paróquia - Novembro 2013Voz da Paróquia - Novembro 2013
Voz da Paróquia - Novembro 2013
 
A natureza humana de cristo
A natureza humana de cristoA natureza humana de cristo
A natureza humana de cristo
 
Leituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano ALeituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano A
Leituras: 2° Domingo do Tempo Comum - Ano A
 
Apostasia
ApostasiaApostasia
Apostasia
 
A natureza humana de Cristo
A natureza humana de CristoA natureza humana de Cristo
A natureza humana de Cristo
 
A natureza humana
A natureza humanaA natureza humana
A natureza humana
 

Mais de Pastor Robson Colaço

O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdfO Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdfSexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdfGrade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por CristopdfLamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Pastor Robson Colaço
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Pastor Robson Colaço
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdfDevaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdfAdoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdfAmor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
Pastor Robson Colaço
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdfVisto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Pastor Robson Colaço
 
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdfNovo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Pastor Robson Colaço
 

Mais de Pastor Robson Colaço (20)

O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdfO Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
O Bem Maior na Sociedade Tempo Conteporâneo.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdfSexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
Sexo Amor ou Obrigação, um Desafio Para os Casais.pdf
 
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdfGrade do Curso Livre de Capelania -  Ministerial.pdf
Grade do Curso Livre de Capelania - Ministerial.pdf
 
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por CristopdfLamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
Lamaçal de Pecados - Resgatados por Cristopdf
 
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdfEvangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
Evangelismo e Missões Contemporânea Cristã.pdf
 
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdfCurso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
Curso Psicanálise Cristã no Ministério Pastoral.pdf
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdfConectados com Deus  - Rumo a eternidade(1).pdf
Conectados com Deus - Rumo a eternidade(1).pdf
 
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdfSentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
Sentimentos de Uma Mulher Casada - Conhecendo Elas.pdf
 
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdfDistante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
Distante de Deus - Um mundo vivendo a utopia.pdf
 
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdfGrato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
Grato a Deus Por Todas as Dádivas Derramadas.pdf
 
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdfAmor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
Amor ou Temor, Como Devermos Servir a Deus?.pdf
 
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdfDevaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
Devaneio Excessivo - O grande Desafio.pdf
 
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdfAdoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
Adoração Inversa - Adorando a Deus em Espírito e Verdade.pdf
 
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdfAmor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
Amor & Sexo - Romance Com Histórias de Amor .pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdfVisto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
Visto Por Deus, Como Realmente Somos.pdf
 
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdfNovo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
Novo Curso Capelanias - Para Sua Edificação.pdf
 

Último

Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 

Último (16)

Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 

Chamada e escolha

  • 1. Chamada e Escolha Mateus 13:47-50 47 – Também o Reino do Céu é semelhante a uma rede lançada ao mar, que apanha todas às qualidades de peixes. 48 – E, quando cheia, a puxa para praia; e, assentando-se, apanha para o cesto os bons, os ruins porém, lançam fora. 49 – Assim será na consumação dos séculos: Virão anjos e separarão os maus dentre os justos. 50 – E os lançarão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes. Introdução Deus faz tudo do nada Você já parou para pensar quem somos nós? Se fossemos chegar a uma classificação de imediato descobriríamos que não somos nada. Mas quando colocamos Deus em primeiro lugar recebemos um valor incalculável, isso porque o Senhor cria a partir do nada. Motivo principal é que Ele nos ama, chegando ao ponto de entregar o seu único Filho para nos salvar, conforme João 3:16. João 3:16 Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito para todos os que Nele crêem não pereça, mas tenha a vida eterna. Se o homem realmente valorizasse o amor de Deus para com a humanidade, certamente estaríamos em um padrão espiritual bem elevado, e não haveria tantos males com os que enfrentamos na atualidade. Vamos parar um pouco para um exame de consciência, e questionar o seguinte: “Quantas vezes no decorrer do dia, paro um pouco e adoro a Deus?” João 4:24 Deus é Espírito, e importa que os seus adoradores o adorem em Espírito e verdade. O objetivo desse comentário é que você descubra que és escolhido para adorar a Deus. Talvez digas que não tem condição por motivo banal, mas todos os homens da Bíblia eram como nós e estavam sujeitos a todos os tipos de adversidades como: Fome, sede, dor, sono e etc. Motivo pelo qual o Espírito Santo faz um convite para todos sem acepção de pessoa. Hebreus 3:7-8 7 – Portanto, como diz o Espírito Santo, se hoje ouvires a sua voz. 8 – Não endureçais os vossos corações, como na provação, no dia da tentação no deserto.
  • 2. I – Moisés No Pentateuco, exatamente no Livro do Êxodo 3:1-14, encontramos a história da chamada do Profeta Moisés, no período que ele apascentava as ovelhas do seu sogro Getro, nos campos de Midiã. O profeta Moisés passou quarenta anos no Egito aprendendo todas as ciências e artes, chegando ao ponto de achar que muito importante. Mas certo dia praticou um homicídio e teve que se refugiar por mais quarenta anos no deserto de Midiã, dizendo: “Não sou ninguém”. Porém quando reconheceu a soberania de Deus, foi designado para libertar o povo de Israel que era cativo no Egito, passando uma peregrinação de mais quarenta anos no deserto, descobriu que “Deus é tudo”. Voltando ao chamado de Moisés, veremos que Deus se manifestou ao profeta no meio de uma sarça que ardia em fogo, de forma que o Senhor apareceu e convidou o profeta para aquela difícil tarefa. Quantas vezes Deus nos chama, não para o deserto, e sim para dias melhores na eternidade, e no nosso egocentrismo pecaminoso preferimos ficar com as bolotas que o pecado oferece. Sabemos falar de esporte, política, cinema, internet, música, mas não fazemos caso das bênçãos que recebemos na nossa vida, de forma que não testemunhamos quão grande é a bondade que o Senhor coloca a nossa disposição. Para se testemunha de Jesus não precisa do esforço intelectual, isso porque é uma ação divina, basta querer falar e o Espírito Santo faz a obra. Marcos 16:15-16-17 15 - Disse Jesus: Ide por todo mundo, pregai o evangelho a toda criatura. 16 – Quer crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado. 17 – E estes sinais seguirão aos que crêem; Em meu nome expulsarão demônios; falarão novas línguas. João 14:26 Disse Jesus: Mas o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome vos ensinará todas as coisas e vos fará lembrar-se de tudo que vos tenho dito. Não há com o que se preocupar no que vai dizer ao mundo, fale apenas que Jesus salva, e quer que todos alcancem a eternidade que ele preparou desde o principio da criação. Ele não está interessado no tamanho do nosso pecado, e sim no tamanho do arrependimento pelos nossos pecados. II – Samuel Encontramos também o caso do profeta Samuel que viveu em período não diferente do nosso no qual o ostracismo religioso e a hipocrisia permeavam na face da terra. Então uma noite o Senhor chamou por três vezes. Sendo que na terceira o sacerdote Eli a orientou Samuel a dizer: “Fala Senhor porque o teu servo ouve”. E
  • 3. assim fez. Naquela mesma época Deus separou o jovem Samuel para o ministério profético. Ver - I Samuel 3:1-21. Quantas vezes o Senhor nos chama durante o dia, e não escutamos por causa da nossa ocupação secular que nos sufoca. O chamado vem através de hinos evangélicos, leitura da Bíblia, até mesmo pela natureza, e não entendemos. O Espírito Santo foi enfático no Livro de Apocalipse quando citou que Jesus está na porta do nosso coração pedindo para preencher a lacuna que todo homem tem, e só Deus é que suprir todas as necessidades materiais e espirituais. Apocalipse 3:20 Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, a abrir a porta, Eu entrarei na sua casa, e cearei com ele e ele comigo. O Senhor Jesus solicita que o homem abra o coração para que a graça (Graça – Sig. Favor feito a pessoa não merecida), para possamos gozar das benesses celestiais. Em contra partida nenhum ser humano pode garantir a vida daqui a um segundo, de maneira que devemos aproveitar o chamado à salvação antes que seja tarde demais. Mas infelizmente existem aqueles que acreditam em uma falsa doutrina que prega a salvação após a morte, o que não existe nenhum apoio Bíblico para esse ensino herético. Pelo contrario, a Palavra de Deus ensina que quando o homem parte deste mundo segue-se a juízo. Hebreus 9:27 E, como ao homem está ordenado morrer uma vez vindo depois disto o juízo. Quero chamar a atenção para que não penses que o Senhor força ninguém servi-lo, e cada um entenda que Deus convida ao homem, e nunca usa força para convencer o vil pecador. Zacarias 4:6b Não por força, nem por violência, mas pelo o meu Espírito, assim diz o Senhor. III – Isaias Outra grande escolha para o Reino dos Céus, foi com o profeta Isaias. Encontramos no Livro de Isaias 6:1-13. O profeta já falava nas coisas concernentes a Deus, até que um dia morreu o seu tio o rei Uzias, deixando Isaias embaraçado, pois a sua mensagem era dura tendo em vista povo ser obstinado na maldade. Ali estava Isaias amedrontado, uma vez que a sua confiança era no seu tio, que estando morto, a proteção do pregador estava comprometida. Então Deus lhe deu uma visão e profeta sentido o peso da responsabilidade disse o seguinte ao Senhor: “Ai de mim que vou perecendo, meus olhos viram Deus, sou homem de lábios impuros e moro no meio de um povo de impuros lábios”. Após esse acontecimento a Bíblia nos mostra que um dos Serafim pegou uma tenaz e retirou do altar uma brasa do altar e queimou os lábios de Isaias, falando: “As
  • 4. tuas iniqüidades estão limpas”. Então Deus perguntou: A quem enviarei, quem há de ir por nós? E o jovem profeta respondeu: Eis-me aqui Senhor! Envia-me a mim. A Palavra de Deus é uma grande responsabilidade, devemos está aptos para levar uma vida de piedade e santidade diante todas as pessoas para que Jesus possa trabalhar em todos os momentos e através de todas as nossas ações. IV – Jeremias No Antigo Testamento encontramos também o profeta Jeremias, que foi separado para dar continuidade à obra do Senhor. Jeremias 1:1-9 * Filho de Hilquias, o qual Deus o chamou no décimo terceiro ano do rei Josias de Judá. O Senhor falou para o profeta: Antes que te formates no ventre da tua mãe, já te conhecia, e te dei por profeta. Nesse dialogo Jeremias hesitou – “Há Senhor Jeová! Eis que eu não sei falar, porque sou uma criança”. Porém Deus o repreendeu dizendo: Não digas que és uma criança, porque onde quer que Eu te enviar, tu irás, tudo quanto te mandar dirás. Estamos diante do quadro típico do pecador que quando recebe a Palavra de Deus, normalmente eles se comovem, reconhecem que precisam do Senhor; mas em contra partida dizem: Agora não posso servir, sou novo de mais e quero terminar os meus estudos, casar e etc. Agem como se Deus fosse um atraso para sua vida. Faço a seguinte pergunta: O Senhor seria um museu, onde se guarda material velho e histórico? A Bíblia diz: Isaias 40:31 Mas os que esperam no Senhor, renovarão as suas forças. Subirão com asas de águia, correrão, e não se cansarão, caminharão e não se fatigarão. Jesus está chamado a todos para uma vida imaculada, Ele te nos e fez um grande projeto para nossa existência desde o ventre materno e por isso não devemos perder a oportunidade. V – Jonas Jonas 1:1-6 – filho de Amitai, a Palavra do Senhor com a determinação que o profeta fosse à cidade de Nínive. No entanto Jonas se levantou tentando fugir para cidade de Tarsis, descendo no porão de um navio indo de inicio para Jope. Continuando a leitura veremos que Jonas teve uma seqüência de decadência indo para o fundo do mar e por fim ao ventre do grande peixe ficando ali por três dias. Essa é a figura típica dos seres humanos desobedientes que geralmente tentam fugir da presença de Deus e atravessam uma grande decadência espiritual chegando à parte mais profunda do pecado e tendo por fim a condenação eterna.
  • 5. Mas como a misericórdia de Deus é infinita, Ele entregou ao profeta Jonas mais uma oportunidade de sair daquele peixe que estava no fundo do mar. Quero lembrar que o profeta teimoso clamou ao Senhor e se arrependeu da sua transgressão. Enquanto estivermos vivos existe a esperança, e ainda é tempo de clamar a Jesus e receber um resgate espiritual, basta confiar que Ele tudo fará a nosso favor IV – Os Apóstolos Marcos 3:13-14-15 13 - E subiu Jesus ao monte, e chamou para si os que Ele quis; e vieram a Ele 14 – E nomeou doze para que estivessem com Ele e os mandasse pregar; 15 – E para que tivessem o poder de curar as enfermidades e expulsar os demônios. O Senhor Jesus após uma noite de oração saiu para chamar doze homens à salvação, os quais seriam responsáveis pela a propagação do Evangelho para toda a humanidade. Entre os doze apóstolos, havia um que trairia ao Senhor, era Judas Escariotes. Jesus sabida disso, mas pra provar o amor ao mundo permitiu que acontecesse. Fazendo uma comparação com os dias atuais, podemos relacionar o seguinte: 1. O Senhor chamou a doze, e um se perdeu – Ficaram onze; 2. Nos dias atuais o Senhor chama a doze, e onze se perdem – Fica apenas um. Parece que estou fazendo um exagero, mas é verdade. Talvez você questione: Deus teria mudado? É claro que não; o homem é quem tem sido letárgico para com o Reino Celestial, e quando Deus quer faze um movimento espiritual muitos simplesmente recusa-se porque tem vergonha das coisas santas. Apocalipse 21:8 Mas quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicarios, e aos feiticeiros, e aos idolatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre; o que é a segunda morte. Obs – Quando cita tímidos se refere aos que tem vergonha de Deus. VII – Epilogo Atos dos Apostolo capitulo 9 – Saulo de Tarso, conhecido como terror dos cristãos primitivos, o responsável pela morte muitos nas arenas sob a garra dos animais ferozes e dos gladiadores, também o cúmplice na morte do diácono Estevão por apedrejamento. Recebeu um chamado divino, tendo se convertido ao cristianismo foi um dos que mais sofreu e se destacou pregando a salvação em Jesus Cristo aos gentios. Um dia quando Saulo viajava com carta branca para persegui a matar aos servos de Deus, foi afligido por um clarão que vinha do céu, que derrubou do cavalo e segando-o temporariamente.
  • 6. No meio desse evento, Paulo ouviu a voz de Jesus que dizia: Saulo, Saulo, porque me persegue; duro é recalcitrar contra os aguilhões. Jesus disse o seguinte: Duro é lutar contra a vitória. De maneira que Paulo pensava que estava agradando a Deus quando perseguia aos cristãos. O mesmo acontece com muitas pessoas que perseguem aos evangélicos quando detratam, calunia, oprime e etc. Mas hoje o Senhor está chamando o seu nome e perguntando: Porque me persegues? Ainda é tempo de uma reconciliação com todas as pessoas. A Bíblia faz menção que Deus não leva em conta o tempo de ignorância; Ele quer somente que o pecador venha à luz. Jesus te ama. Presbítero Robson Colaço de Lucena Webmaster Alice Alves de Lucena Webmaster Alisson Alves de Lucena Visite o site: http://missaoamerica.googlepages.com