A origem e a evolução do homemA ORIGEM HUMANAA evolução humana é uma das áreas mais discutidas da biologia. Houve época em...
Lá e cáAté agora, dados obtidos a partir do DNAmt indicam que os humanos modernossurgiram na África entre 140 mil e 300 mi...
"Neodarwinismo" de "Evolução". O Neodarwinismo é uma tese que tenta explicar comoe por quê a evolução acontece nas espécie...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A origem e a evolução do homem

383 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
383
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A origem e a evolução do homem

  1. 1. A origem e a evolução do homemA ORIGEM HUMANAA evolução humana é uma das áreas mais discutidas da biologia. Houve época emque os paleoantropólogos a viam como um processo quase linear, com um númerorelativamente pequeno de ramos na árvore familiar humana. Mas nos últimos anosnovas descobertas de fósseis revelaram que pelo menos meia dúzia de espécies dehominídeos podem ter vivido em algum momento. O interessante é que, de toda afamília de hominídeos, restamos apenas nós.A família hominídeaOs hominídeos surgiram quando nossos ancestrais finalmente se separaram dosmacacos, divisão evolutiva datada atualmente entre 6 e 8 milhões de anos atrás.Um grande número de fósseis deixa claro que os hominídeos surgiram na África edepois se espalharam para outras partes do mundo. Os primeiros membros dafamília - pertencentes ao gênero Ardipithecus - tinham muitas característicassemelhantes às dos macacos, mas os australopitecinos, que os seguiram, tinham apostura ereta, assim como o cérebro ligeiramente maior. O Homo habilis, quesurgiu cerca de 2,4 milhões de anos atrás, marcou o início da linhagem que levariadiretamente a nós. Foi o primeiro capaz de fazer ferramentas de que se temnotícia, e provavelmente o último de nossos ancestrais a viver exclusivamente naÁfrica.Em contrapartida, seu sucessor, o Homo erectus, se espalhou pela Europa etambém pela Ásia. Tendo surgido há aproximadamente 2 milhões de anos, essaespécie era muito mais hábil na construção de ferramentas, e cinzas encontradasem sítios de fósseis indicam que também fez uso do fogo. Ainda existem dúvidassobre a nossa evolução. E, para complicar um pouco mais, estudos recentes levama crer na coexistência, durante pelo menos meio milhão de anos, entreH.habilis e H. erectus.Visões conflitantesHá duas explicações conflitantes a respeito da evolução humana. Segundo ahipótese multirregional, os humanos modernos evoluíram a partir do Homoerectus em várias partes diferentes do mundo. Normalmente, esse tipo de processoproduziria várias espécies separadas, mas os multirregionalistas acreditam que osprimeiros humanos freqüentemente cruzavam entre si, impedindo a formação deespécies locais. Outra hipótese é de que os humanos modernos evoluíram na Áfricae depois migraram para outras partes do mundo, substituindo os hominídeos que jáse encontravam ali.Relógio mitocondrialPara resolver essa questão, as evidências fornecidas por seres humanos vivos sãotão importantes quanto aquelas fornecidas pelos fósseis. Esses dados modernosforam tirados do pequeno DNA circular encontrado na mitocôndria - as usinasenergéticas das células vivas. Ao contrário do DNA encontrado no núcleo dascélulas, o DNA mitocondrial (DNAmt) é uma herança intacta inteiramente materna.O resultado é que as únicas mudanças são as mutações aleatórias, que seestabelecem ao longo do tempo. Desde o final dos anos 1980, vêm sendo feitastentativas para ler esse relógio DNAmt, para datar o mais recente ancestral comuma todas as pessoas que vivem na Terra.
  2. 2. Lá e cáAté agora, dados obtidos a partir do DNAmt indicam que os humanos modernossurgiram na África entre 140 mil e 300 mil anos atrás. Alguns pesquisadoressupõem que eles emigraram da África numa única onda, talvez por volta de 50 milanos atrás, mas, segundo estudos genéticos recentes, pode ter havido váriasondas, e a migração também pode ter ocorrido na direção inversa. Quaisquer quesejam as datas precisas, o DNAmt humano é muito semelhante em pessoas de todoo mundo, indicando que nossa espécie ainda é jovem - em outros primatas, oDNAmt é bem mais diversificado.Então havia umSe a hipótese da origem africana for verdadeira, então o que aconteceu aoshominídeos que já estavam na Europa e na Ásia quando chegaram os homensmodernos? Na época, esses habitantes eram os neandertais - hominídeos deestrutura forte com crânio maior do que o dos homens atuais. Algunspaleoantropólogos acreditam que os neandertais se misturaram com os sereshumanos modernos, mas a maioria suspeita que eles tiveram um destino maisdesolador. Apesar do tamanho do crânio, foram superados tecnologicamente pelosrecém-chegados. Por exemplo, parece que os neandertais nunca inventaram armasque pudessem ser atiradas. Depois de milhares de anos sendo marginalizados,acabaram extintos.A Teoria da Evolução segundo a BíbliaAtualmente, muitos pastores e teólogos procuram frizar muito com que a teoria daevolução é totalmente contrária a Bíblia. Não obstante, muitos também afirmam que aBíblia, em algumas de suas passagens, consegue se antecipar á alguns fatosdescobertos pela ciência. Em outras palavras, a lei da gravidade, o ciclo hidrológico, apaleontologia, a arqueologia, a esfericidade da Terra, etc, todos esses assuntos sãoapoiados e antecipados na Bíblia - todos menos a Teoria da Evolução.Por causa da negligência a Deus por parte do naturalista inglês Charles Darwin, aevolução tem sido a bandeira principal do ateísmo e também uma teoria totalmentecontrária a Bíblia e a idéia de Deus. Alguns chegam a usar até o slogam "Deus versusDarwin", como se a Palavra de Deus e a Teoria da Evolução fossem verdadeiros opostosum do outro. Mas será que um é realmente o oposto do outro? Será que ambos nãopossuem algum ponto em comum? Poucas pessoas pararam para fazer esse paralelo. Aidéia, então, consiste em pegar as principais leis da Teoria da Evolução e confrontá-lasminuciosamente com o que a Bíblia diz, da mesma forma que já foi feito com algumasleis da Física. Dá a impressão de que encontraremos muitos erros... Mas na verdade,não.Afirmar que a Bíblia está de acordo com a macroevolução das espécies, também, paramuitos deve ser igual a dizer que dá para acender um fósforo dentro de uma piscinacheia de água. Pensar assim, porém, se deve á imagem que o criacionismo,especialmente o da Terra Jovem, tem pintado da evolução, como uma tese maligna,atéia, mentirosa, anticientífica e fruto de uma conspiração contra a tese bíblica. Mas acoisa não é bem assim; na realidade essa imagem degenerada que é passada daevolução é basicamente falsa. Isso acontece porque não se sabe diferenciar
  3. 3. "Neodarwinismo" de "Evolução". O Neodarwinismo é uma tese que tenta explicar comoe por quê a evolução acontece nas espécies (sendo assim, ela pode conter alguns errostambém), mas que geralmente é defendida por ateus justamente por não levar emconta a questão espiritual; já a evolução, em si, é apenas o mecanismo evidenciadopelos fósseis, pelo DNA, pela anatomia comparade, etc que gera novas espécies, sendoque a respeito desse mecanismo sabemos que realmente acontece, não é fictício.Por incrível que pareça, os fatos e leis que permeiam a evolução são evidenciados naBíblia também, tal como a descrição da Terra redonda e a Gravidade.

×