EVOLUÇÃOEVOLUÇÃO
Prof. Kiko Paroli - Biólogo
Introduzindo conceitosIntroduzindo conceitos
HipóteseHipótese: ideia, conjectura, devaneio. Tentativa
de explicar um fenômeno. Deve ser testada em
experimentos control...
Karl von LinneéKarl von Linneé
( 1707-1778 )
• Botânico e físico
• Fixista
• Livro: Systema Naturae (1758)
Taxonomia
Siste...
Espécie
Constitui a unidade básica da classificação
Ernst Mayr (ornitologista alemão) – “a espécie não é apenas
mera conve...
Nomenclatura Biológica
Também definida por Lineu (1758)
A nomenclatura Binominal substituiu a nomenclatura vulgar e
segue ...
Nomenclatura Biológica
2. É Binominal:
-1° nome é o Gênero:
É um nome;
Tem significado sozinho;
Inicia-se com letra maiúsc...
Nomenclatura Biológica
Exemplos:
Homo sapiens sapiens (ser humano moderno)
Homo sapiens neanderthalis (homem das cavernas ...
Taxonomia e SistemáticaTaxonomia e Sistemática
Taxonomia: Classifica os seres vivos por critérios definidos
Horizontal ou ...
TaxonomiaTaxonomia
SistemáticaSistemática
A EVOLUÇÃO DO CONCEITOA EVOLUÇÃO DO CONCEITO
BIOLÓGICO DE EVOLUÇÃOBIOLÓGICO DE EVOLUÇÃO
Criacionismo
Hipótese baseada no livro do Gêneses – Bíblia
É a mais aceita no mundo ocidental, e diz que Deus criou o
mund...
Fixismo
Esta hipótese afirmava que os seres vivos foram criados na
forma atual e que não se alteraram no decorrer dos anos...
Livro: Zoonomia, ou, As leis da vida orgânica (1794). Propos a
evolução gradual de animais e plantas e as bases da seleção...
 Lei do uso e desuso:
“Quanto mais uma parte do corpo é usada, mais se desenvolve; por
outro lado, as partes que não são ...
Leeuwenhoek e Hamm viram pela primeira
vez um espermatozoide em 1677 e pensaram
que ele tinha uma miniatura de humano
dent...
Erros de Lamarck:
 Caracteres adquiridos (não genéticos) não são transmitidos
aos descendentes.
Ex.: filho de atleta, fil...
Nasceu em família culta e abastada.
Em 1825 foi estudar medicina em Edimburgo, mas abandonou o curso.
Começou a estudar te...
Charles Darwin
Viagem do Beagle
(1831 – 1836)
Charles Darwin
Amigo confidente e pessoal de Darwin, influenciou totalmente sua
forma de ver o mundo, com ideias advindas do trabalho de ...
Charles Darwin
Tempo geológico
Charles Darwin
As ilhas do arquipélago de Galápagos (Equador), localizadas a 1000
km ao oeste da América do Sul, no Oceano...
Charles Darwin
Darwin observou que existiam variedades dentro da mesma espécie
em cada uma de suas ilhas. Tentilhões anato...
Charles Darwin
Quando voltou para a Inglaterra, Charles casou com sua prima
Emma e tiveram 10 filhos. Nos primeiros anos c...
Alfred Russel Wallace
(1823 – 1913)
Naturalista e filósofo
Inglês
Livro: A tendência das variedades de
se afastarem indefi...
Não tendo mais como esperar e estimulado pelos amigos Huxley e Lyell,
em 1859 Charles Darwin publica o livro: “A Origem da...
Charles Darwin faleceu sem conseguir explicar o porquê das
diferenças entre indivíduos de mesma ou diferentes
espécies. Es...
Thomas Henry Huxley
(1825 – 1895)
Naturalista
Inglês
Conhecido como o “Buldogue de
Darwin.
De origem humilde, alistou-se n...
Há um exemplo hipotético e
didático, é a tão divulgada
comparação usando girafas,
 
·     Para Lamarck: “A necessidade
de ...
O maior erro das pessoas é confundir o termo
evolução biológica com o conceito comum de
evolução.
O conceito biológico de ...
Evolução
PROF. KIKO PAROLI
Biólogo.
História da Evolução
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

História da Evolução

265 visualizações

Publicada em

Aula de evolução para cursinho, contando a história do início das evolutivas e seus principais personagens.

Publicada em: Ciências
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

História da Evolução

  1. 1. EVOLUÇÃOEVOLUÇÃO Prof. Kiko Paroli - Biólogo
  2. 2. Introduzindo conceitosIntroduzindo conceitos
  3. 3. HipóteseHipótese: ideia, conjectura, devaneio. Tentativa de explicar um fenômeno. Deve ser testada em experimentos controlados. Sozinha não possui valor científico. Teoria:Teoria: Hipótese testada e com um número considerável de evidências, obtidas por diversas pesquisas independentes. Grande valor científico. Lei:Lei: Postulação irrefutável que explica um fenômeno observável, sem se preocupar com sua origem ou explicação. METODOLOGIA CIENTÍFICAMETODOLOGIA CIENTÍFICA
  4. 4. Karl von LinneéKarl von Linneé ( 1707-1778 ) • Botânico e físico • Fixista • Livro: Systema Naturae (1758) Taxonomia Sistema de classificação dos seres vivos em categorias (táxons) - Reino - Filo - Classe - Ordem - Família - Gênero - Espécie
  5. 5. Espécie Constitui a unidade básica da classificação Ernst Mayr (ornitologista alemão) – “a espécie não é apenas mera convenção, mas uma entidade real, como montanhas e pessoas” Definição: Um grupo de populações que podem cruzar entre si, mas são incapazes de intercruzar com outras. (1942) O conceito biológico de espécie, como ficou conhecido, tornou-se o modelo padrão dos livros didáticos de biologia.
  6. 6. Nomenclatura Biológica Também definida por Lineu (1758) A nomenclatura Binominal substituiu a nomenclatura vulgar e segue hoje as regras estabelecidas pelo Código Internacional de Nomenclatura Botânica e Zoológica (padrão). Algumas regras básicas: 1. Nome em latim ou latinizado: - O latim era o idioma mais utilizado pela religião cristã e intelectuais dos sec. XVIII. - Não mudava de região para região. - É uma "língua morta", logo não evolui. - É uma língua apátrida. - Utiliza o alfabeto romano, que é o mais vulgar. - É específica e exata.
  7. 7. Nomenclatura Biológica 2. É Binominal: -1° nome é o Gênero: É um nome; Tem significado sozinho; Inicia-se com letra maiúscula. - 2° nome é o Epíteto Específico: É um adjetivo. Isoladamente não tem qualquer significado. Inicia-se com letra minúscula. 3. Deve estar em destaque no texto: Em itálico, negritado ou sublinhado.
  8. 8. Nomenclatura Biológica Exemplos: Homo sapiens sapiens (ser humano moderno) Homo sapiens neanderthalis (homem das cavernas – extinto) Bufo paracnemis (sapo boi) Bufo crucifer (sapo boi) Bufo icitericus (sapo boi) Bufo bufo (sapo boi) Musa paradisíaca (banana) Cucumis melo (melão) Cucumis sativus (pepino)
  9. 9. Taxonomia e SistemáticaTaxonomia e Sistemática Taxonomia: Classifica os seres vivos por critérios definidos Horizontal ou Fenética (não leva em conta o fator tempo, nem a evolução das espécies). Sistemática: Taxonomia + Biologia Evolutiva Vertical ou Filogenética ou Filética. (Leva em conta o tempo ou seja as relações evolutivas dos seres vivos).
  10. 10. TaxonomiaTaxonomia
  11. 11. SistemáticaSistemática
  12. 12. A EVOLUÇÃO DO CONCEITOA EVOLUÇÃO DO CONCEITO BIOLÓGICO DE EVOLUÇÃOBIOLÓGICO DE EVOLUÇÃO
  13. 13. Criacionismo Hipótese baseada no livro do Gêneses – Bíblia É a mais aceita no mundo ocidental, e diz que Deus criou o mundo e todas as formas de vida em 6 dias e descansou no sétimo. Segundo os criacionistas, a Terra tem 6.000 anos.. Lembrando que cada povo do planeta tem suas próprias hipóteses para origem da vida (chineses - P’an Ku, gregos – Prometeu e Hefésios, Hindus – Shiva, Mulçumanos – Alá)
  14. 14. Fixismo Esta hipótese afirmava que os seres vivos foram criados na forma atual e que não se alteraram no decorrer dos anos. O nome deriva da ideia de que os indivíduos permanecem fixos e imutáveis. Afirma-se que todos os seres atuais, e somente eles, existem desde a criação da Terra. . Hipótese proposta pelo naturalista Georges Cuvier e seguiu sendo aceita pela ciência ocidental até o século XIV. Afirmava que os seres vivos haviam sido criados pelo poder e vontade de Deus. Ainda aceita por religiosos nos dias atuais. 
  15. 15. Livro: Zoonomia, ou, As leis da vida orgânica (1794). Propos a evolução gradual de animais e plantas e as bases da seleção sexual, com herança de caracteres adquiridos. Livro: O Templo da Natureza (obra póstuma). Livro de poesia onde apresentava ideias evolutivas através da anatomia comparada de diversas plantas e suas partes. Erasmus Darwin 1731 - 1802 Médico, poeta, naturalista e botânico inglês. Um dos precursores da teoria da evolução das espécies. Entretanto seu neto, Charles Darwin, rejeitou o mecanismo estrito e semi-experimental de seu avô, chegando a clamar que Zoonomia não teve qualquer influência no seu famoso A Origem das Espécies.
  16. 16.  Lei do uso e desuso: “Quanto mais uma parte do corpo é usada, mais se desenvolve; por outro lado, as partes que não são usadas enfraquecem gradativamente, podendo atrofiar-se com o tempo, ou mesmo desaparecer.”    Lei da herança dos Caracteres Adquiridos: “Tudo que o animal adquire, em função do uso e desuso, ou seja, caracteres perdidos ou adquiridos, são transmitidos de geração em geração.”   Jean Baptiste Lamarck (1744-1829) Francês. Primeiro grande evolucionista reconhecido. Livro: Filosofia Zoológica (1809).
  17. 17. Leeuwenhoek e Hamm viram pela primeira vez um espermatozoide em 1677 e pensaram que ele tinha uma miniatura de humano dentro (homúnculo) que se desenvolvia quando depositado nos órgãos sexuais femininos. Os adeptos desta ideia foram chamados de espermistas. Na ilustração ao lado, homúnculo no espermatozoide encontrava-se em posição fetal, com uma grande cabeça onde se vê a moleira (espaço entre os ossos presentes nosa recém nascidos). Em contrapartida, havia a corrente dos ovulistas, segundo os quais os homúnculos estariam no óvulo. Espermismo
  18. 18. Erros de Lamarck:  Caracteres adquiridos (não genéticos) não são transmitidos aos descendentes. Ex.: filho de atleta, filho de pais amputados.  O meio como condicionante (ator) das alterações físicas e fisiológicas. Ex: Peixes sem olhos em cavernas Lamarckismo
  19. 19. Nasceu em família culta e abastada. Em 1825 foi estudar medicina em Edimburgo, mas abandonou o curso. Começou a estudar teologia em 1827, mas se interessou por história natural graças ao botânico John Stevens Heslow, com quem aprendeu sobre história natural e geologia. Estava para abandonar os estudos quando o próprio Heslow convenceu seu pai a coloca-lo numa expedição de volta ao mundo, num navio chamado Beagle. Todo material coletado por Darwin era encaminhado para a Inglaterra. Charles Robert Darwin (1809-1882) Inglês. Livro : “A Origem das Espécies”. (1858)
  20. 20. Charles Darwin Viagem do Beagle (1831 – 1836)
  21. 21. Charles Darwin
  22. 22. Amigo confidente e pessoal de Darwin, influenciou totalmente sua forma de ver o mundo, com ideias advindas do trabalho de James Hutton, do chamado Uniformitarismo, no qual o planeta se moldava por forças lentas e contínuas, em contraste com o Catrastofismo, em voga na época, que tentava explicar as mudanças geológicas de forma rápida e catastrófica, para caber no tempo geológico bíblico de 6.000 anos. Charles Lyell (1797-1875) Advogado e geólogo Escocês. Livro: Princípios de Geologia (Uma Tentativa em Explicar as Mudanças Formadoras da Superfície da Terra por Referência a Causas agora em Operação) (1830-33)
  23. 23. Charles Darwin
  24. 24. Tempo geológico
  25. 25. Charles Darwin As ilhas do arquipélago de Galápagos (Equador), localizadas a 1000 km ao oeste da América do Sul, no Oceano Pacífico, apresentam uma fauna e flora peculiares.
  26. 26. Charles Darwin Darwin observou que existiam variedades dentro da mesma espécie em cada uma de suas ilhas. Tentilhões anatomicamente iguais, diferenciando apenas pela forma do bico.
  27. 27. Charles Darwin Quando voltou para a Inglaterra, Charles casou com sua prima Emma e tiveram 10 filhos. Nos primeiros anos concluiu o estudo do material enviado durante a viagem. Mas a ideia da seleção natural, não lhe saía da mente. Ideia reforçada pela leitura dos trabalhos do sociólogo Thomas Maltus (1766 – 1834). “ população humana tende a crescer para além daspopulação humana tende a crescer para além das possibilidades do meio, cresce exponencialmente,possibilidades do meio, cresce exponencialmente, geometricamente , enquanto que os recursos alimentaresgeometricamente , enquanto que os recursos alimentares crescem em progressão aritmética”crescem em progressão aritmética” Contou a Emma sobre suas descobertas e esta lhe advertiu sobre os problemas sociais e de cunho religioso destas. Assim, as ideis de Darwin ficaram por anos engavetadas. Até que recebeu uma carta de um jovem cientista, chamado...
  28. 28. Alfred Russel Wallace (1823 – 1913) Naturalista e filósofo Inglês Livro: A tendência das variedades de se afastarem indefinidamente do tipo original. (1858) Viveu na Amazônia entre 1848 e 1852, onde realizou diversas expedições, coletando e observando insetos e plantas. Depois mudou-se para o arquipélago malaio, onde residiu entre 1854 e 1862, quando chegou a ideias inovadoras e escreveu um manuscrito sobre elas, encaminhando para avaliação de Darwin, sob orientação de Lyell. Suas ideias divergiam um pouco das de Darwin, pois falava em seleção dos mais fortes por intervenção divina.
  29. 29. Não tendo mais como esperar e estimulado pelos amigos Huxley e Lyell, em 1859 Charles Darwin publica o livro: “A Origem das Espécies” no qual ele elucida a seleção natural, baseada em conceitos de seleção sexual. A ideia é: indivíduos da mesma espécie mais adaptados (aptos) às condições locais do momento, levam vantagem reprodutiva, ou seja, deixam mais descendentes que os menos adaptados. A Seleção natural leva à especiação e consequente aumento da diversidade biológica. Seleção Natural:
  30. 30. Charles Darwin faleceu sem conseguir explicar o porquê das diferenças entre indivíduos de mesma ou diferentes espécies. Esta explicação só foi possível depois da descoberta da genética, pelos estudos de Mendel no início deste século. Vários debates foram propostos entre a seleção natural e os conceitos religiosos de Criacionismo/Fixismo, sendo o mais famoso o duelo que ocorreu em 30 de junho de 1860, na Universidade de Oxford, entre T. H. Huxley e o seu principal opositor, o Bispo Samuel Wilberforce. Falha de Darwin:
  31. 31. Thomas Henry Huxley (1825 – 1895) Naturalista Inglês Conhecido como o “Buldogue de Darwin. De origem humilde, alistou-se na marinha aos 18 anos. Durante as viagens, se interessou pela biologia, enviando material e anotações para a Inglaterra, o q lhe valeram abertura no meio científico e aproximação com Darwin. Foi o primeiro a ler os manuscritos de Darwin e seu maior incentivador e, posteriormente, defensor. Participava dos debates sobre a seleção natural, pois era muito eloquente e Darwin preferia morar no interior. Sua condição financeira o levou a procurar vários empregos e tornou-se célebre em educação e religião. Cunhou o termo agnóstico.
  32. 32. Há um exemplo hipotético e didático, é a tão divulgada comparação usando girafas,   ·     Para Lamarck: “A necessidade de esticar o pescoço para pegar alimento (folhas de árvores) aumentou o tamanho do pescoço da girafa ao longo dos anos.” ·     Para Darwin: “Os ancestrais das girafas já apresentavam pequenas variações no tamanho do pescoço. As de pescoço maior levaram vantagem na luta pela sobrevivência, quando o alimento no solo escasseou. Com o tempo, apenas os indivíduos de pescoço longo sobreviveram.” Diferenças entre Darwin e Lamarck Outros exemplos são as bactérias/antibióticos e peixes cegos de caverna Para Lamarck, a espécie se molda de acordo com o meio. Para Darwin, o ambiente seleciona os indivíduos melhores adaptados.
  33. 33. O maior erro das pessoas é confundir o termo evolução biológica com o conceito comum de evolução. O conceito biológico de evolução não tem relação com melhoria morfofiosiológica. Evolução biológica é sinônimo de aptidão/adaptação às condições ambientais do momento geológico. Não existe escala linear de evolução ou cadeia evolutiva.
  34. 34. Evolução PROF. KIKO PAROLI Biólogo.

×