PLANO OPERATIVO ANUAL – 2009

3.074 visualizações

Publicada em

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.074
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PLANO OPERATIVO ANUAL – 2009

  1. 1. PROGRAMA V COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS – CRH PROGRAMA V Responsável GESTÃO DA EDUCAÇÃO E DO TRABALHO DO SUS PAULO HENRIQUE D’ANGELO SEIXAS Nº. Projetos Responsável Nome do Subprojeto Responsável V.1. 1:Desenvolvimento de ações baseadas em Gestão de Competências e Acompanhamento V.1 Processos Organizacionais Integrados Aniara Corrêa Lucia Chibante do processo de implementação da Certificação Ocupacional na SES/SP V.2 Política de Humanização na SES Cleusa Abreu V.3. 1 – Gerenciamento da Francisco Pires informação de RH da SES V.3. 2 – Apoio na Gestão do trabalho nos municípios de Arnaldo Sala V.3 Informação sobre Gestão do trabalho Arnaldo Sala pequeno porte na SES e no SUS V.3. 3– Análise do CNES e RECAD para produção de informações Adriana Carro sobre RH
  2. 2. Melhoria da Qualidade de Vida e Cláudia Carnevalle V.4 Ambiente de Trabalho V.5. 1– Implantação da carreira de Nivaldo Teixeira Gestor de Saúde V.5. 2– Gestão de Processos de Ratificação de Tempo de Regina Sancia V.5 Contribuição - Aposentadoria V.5.3 – Desenvolvimento de novas Instrumentos de Gestão de Recursos Maria Aparecida Nivaldo Teixeira formas de remuneração variável Humanos para a SES /SP Novaes para servidores da SES/SP V.5.4 – Revisão de Processos Administrativos em RH Alberto Freire V.6.1 - Estruturação do Sistema de Otília Simões Educação Permanente V.6.2 - Formação de formadores Cristina Alonso Desenvolvimento da Educação Karina Calife V.6 V.6.3 - Implantação do Ensino à Permanente no âmbito da SUS/SP Yamara Martins Distância - EAD V.6.4 - Especialização em Gestão Neil Boaretti Pública no SUS 2
  3. 3. V.6.5 -: Educação Permanente para os trabalhadores de nível Cecilia Maria Castex fundamental e médio de Aly Heinemann escolaridade Formação de Técnicos de Luci Guibu V.7 Enfermagem para o SUS V.8.1.Qualificação dos Profissionais Paulo Henrique D’ Ângelo Karina Calife Apoio à Qualificação da Atenção da AB Seixas V.8 Básica Paulo Henrique D’ Ângelo V.9.1. Avaliação dos Programas de Irene Abramovich V.9 Residência Médica Seixas R.M. na SES/SP 3
  4. 4. PROGRAMA V Responsável Paulo Henrique D’ Ângelo PROGRAMA V – Gestão da Educação e do Trabalho no SUS Seixas OBJETIVO DO PROGRAMA: 1 - Desenvolver estratégias e políticas de desenvolvimento e qualificação profissional; 2 – Desenvolver alternativas mais flexíveis para a gestão de pessoal da administração direta possibilitando ao estado uma resposta mais ágil em termos de seleção, admissão, avaliação, remuneração e profissionalização; 3 – Geração e disseminação do conhecimento e de estímulo à inovação na área de gestão de pessoas/RH, visando o fortalecimento da capacidade institucional da CRH e da SES/SP. META DO PROGRAMA: , projetos de qualificação desenvolvidos, projetos de humanização implantados, instrumentos de gestão implementados, inovações gerencias incorporadas INDICADOR DO PROGRAMA: nº de profissionais qualificados, n° de pessoas beneficiadas FUNDAP, COSEMS, Instituições de Ensino, demais Coordenadorias e Órgãos da SES, outras secretarias do Estado de INTERFACES SP, MS, ObservaRHSP PROJETO V.1. Processo Organizacionais Integrados Aniara Corrêa OBJETIVO DO PROJETO: Possibilitar a incorporação de experiências inovadoras na área de gestão de pessoas e disseminação do conhecimento, com vistas a potencializar as competências organizacionais e gerenciais institucionalizando ações que integrem processos e projetos/ subprojetos. META SELECIONADA PARA O PROJETO : 1. Efetivar processo de mudança do modelo gerencial da CRH: - Implantar “Banco de Idéias da CRH” 2. Organizar o processo de trabalho a partir de gerenciamento de projetos. Apoiar à construção do POA 2009 – programa V. Acompanhar e monitorar o POA 2009 programa V. Finalizar implantação de sistema de gerenciamento de projetos em parceria com a Secretaria de Gestão Pública - Implantar “ sistema de apoio a de projetos” da CRH. Realizar capacitação em Gestão de Projetos 3. Estabelecer ações voltadas à Gestão de Conhecimento. Realizar “Ciclo de Socialização do Conhecimento”. Fortalecer o trabalho em 4
  5. 5. rede por meio do Blog da Rede IntegraRH. Realizar Rodas de conversa da Rede IntegraRH 4. Articular e Apoiar os planos de desenvolvimento Gerencial. - Articular e dar suporte à um plano de desenvolvimento gerencial para os cargos de comando dos hospitais de administração direta da SES/SP INDICADOR SELECIONADO PARA O PROJETO: 1 - % dos profissionais da CRH envolvidos no processo de mudança do modelo gerencial de projetos a partir do “Banco de Idéias da CRH” 2 - % dos projetos no Sistema de Gerenciamento de Projetos da CRH. % dos gerentes de projetos e escritório de projetos capacitados no Curso de Gestão de Projetos 3 - % dos profissionais da SES participantes no Ciclo de Socialização do Conhecimento. Aumento nos acessos ao BLOG www.redeintegrarh.org % de profissionais da CRH envolvidos nas Rodas de Conversa da Rede IntegraRH 4 –aumento na articulação e apoio ao desenvolvimento gerencial para os cargos de comando dos hospitais de administração direta da SES/SP Interfaces: SPG, Instituições de Ensino, demais Coordenadorias e Órgãos da SES Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) Envio de idéias Estímulo ao trabalho sugestões de projetos Implantar “Banco em rede e ao Reuniões de por profissionais de Até Dez de Idéias da Áreas da CRH crescimento sensibilização todas as áreas da 2009 CRH” organizacional CRH Apoiar à Incorporação de Reuniões com construção do conhecimento e de 100% de apoio à gerentes de Até Dez de POA 2009 – novas formas de construção do POA Áreas da CRH projetos e sub- 2009 programa V organização do 2009 Programa V projetos trabalho 5
  6. 6. Finalizar Reuniões do implantação de Incorporação de escritório de Implantação do sistema de conhecimento e de projetos, gerentes Sistema de Secretaria de Até abril de gerenciamento novos instrumentos de dos projetos e Gerenciamento de Gestão Pública 2009 de projetos em organização do Secretaria de Projetos parceria com a trabalho Gestão Pública SGP Reuniões do Estímulo ao trabalho escritório de Implantar “filtro em rede e ao projetos, gerentes Implantação do “filtro Até fevereiro de projetos da crescimento dos projetos e de projetos” da CRH de 2009 CRH” organizacional Secretaria de Gestão Pública. Realizar Incorporação de capacitação em conhecimento e de Curso de 100% de gerentes de Até abril de Gestão de novos instrumentos de capacitação em projetos e escritório de Parceria Externa 2009 Projetos organização do Gestão de Projetos projetos capacitados trabalho Coordenadorias Criação de espaços Realizar “Ciclo Ter a presença de da SES, propícios ao de Socialização profissionais das ObservaRHSP, compartilhamento de do Palestras na SES diferentes Secretaria de Dez 2009 idéias e experiências Conhecimento” Coordenadorias da Gestão Pública e na área de gestão de SES demais agentes pessoas externos Coordenadorias Criação de espaços Fortalecer o da SES, propícios ao trabalho em rede Divulgação do Blog 50% de aumento nos ObservaRHSP, compartilhamento de por meio do Blog por vários meios acessos ao BLOG Secretaria de Dez 2009 idéias e experiências da Rede de comunicação www.redeintegrarh.org Gestão Pública e na área de gestão de IntegraRH demais agentes pessoas externos 6
  7. 7. Ter a presença de Criação de espaços profissionais das propícios ao Áreas da CRH, Realizar Rodas diferentes áreas da compartilhamento de Reuniões com Coordenadorias de conversa da CRH nas Rodas de Dez 2009 idéias e experiências profissionais da SES e Rede IntegraRH Conversa da Rede na área de gestão de agentes externos Integra RH pessoas Articular e dar suporte à um Estímulo ao trabalho Desenvolvimento de plano de em rede e ao plano gerencial para desenvolvimento crescimento os cargos de gerencial para organizacional no Reuniões de comando dos CSS e parceiros os cargos de Dez 2009 campo do articulação hospitais de externos comando dos desenvolvimento administração direta hospitais de gerencial para os da SES/SP administração cargos de comando direta da SES/SP SUBPROJETO V.1.1 – Certificação Ocupacional Lucia Chibante OBJETIVO DO SUBPROJETO - Desenvolvimento de ações baseadas em Competências para dar sustentação ao processo de certificação Ocupacional META DO SUBPROJETO: Certificar Diretores de Hospitais e Diretores de Regionais de Saúde e realizar o plano de desenvolvimento individual quando necessário INDICADOR DO SUBPROJETO: % de diretores certificados e planos de desenvolvimento individual implementados INTERFACES CSS E CRS Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) 7
  8. 8. Participar do Secretaria de Acompanhar o comitê técnico Gestão Pública, Até julho processo de Reuniões 100% das reuniões de certificação CRS CSS e 2009 certificação ocupacional certificadora Realizar plano de desenvolvimento para Plano de 100% de reuniões e os diretores regionais Desenvolvimento Reuniões 70% de planos CRS e CSS Até dez 2009 de hospitais e regionais Individual desenvolvidos envolvidos no processo de certificação PROJETO V.2: Política de Humanização na SES Cleusa Abreu OBJETIVO DO PROJETO: Implementar a Política de Humanização da Atenção e Gestão do SUS ( DRS, Municípios e Hospitais Públicos. META SELECIONADA PARA O PROJETO: Formar Trabalhadores em Humanização INDICADOR SELECIONADO PARA O PROJETO: Fomento da tríplice inclusão: Trabalhadores, Gestores e Usuários na Atenção e Gestão das práticas de saúde. CSS/CRS/CPS INTERFACES Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Parcerias Cronograma (externas) Reuniões, com a Estimular e 10 reuniões por Qualificar e Hora-aula para PNH/MS Fevereiro periodicidade potencializar as ano, enfatizando estimular os Lanche/Coffee- USP a mensal, com os ações de relatos de profissionais dos Break Dezembro/2009 Núcleos de humanização experiências - Núcleos de Humanização desenvolvidas intervenções da Humanização do dos CDQ/SUS, pelo serviços de Política de CDQ/SUS e bem como com saúde.Propiciar Humanização nas Coordenadores os a troca e o DRS (s), mesclando da Atenção Coordenadores aprimoramento com discussões Básica da Atenção das diferentes teóricos -práticas de Básica, práticas e temas previamente 8
  9. 9. implantando a saberes em acordados entre os PNH em âmbito Humanização participantes regional Reuniões com os Qualificar e dar Reuniões periódicas Qualificar os Hora-aula Maio Grupos de apoio e Trimestrais, GTHs para Lanche/Coffee- Setembro Trabalho de sustentação às agrupando os implementação e Break Novembro Humanização práticas de Hospitais por regiões dinamização dos dos Hospitais humanização (norte, sul, leste e dispositivos da Estaduais de desenvolvidas na oeste) ou por Política de administração SES especificidade(saúde Humanização direta e os mental, saúde da gerenciados mulher, pediatria, pelas OS (s), saúde do idoso...) dinamizando os dispositivos já implantados (Acolhimento com Classificação de Risco, Visita Aberta e Direito a Acompanhante) e incentivando a implementação de outros: Processo de Trabalho , Clínica Ampliada e Gestão Participativa. Encontros Oferecer novas 4 Encontros Suporte teórico - Hora-aula PNH/MS março junho / Temáticos tecnologias e Temáticos conceitual em Lanche/Coffee- USP setembro/novembro discutindo temas saberes para Humanização Break relevantes para a potencializar as Política de ações de 9
  10. 10. Humanização humanização abrindo novas desenvolvidas frentes de pelo serviço de discussão nas saúde. áreas do idoso, da mulher, na mental, população negra Encontros Loco Apresentação 10 Encontros loco Capilarização da Hora-aula PNH/MS Regionais das regionais Política de Lanche/Coffee- fevereiro a novembro experiências - Humanização Break intervenções em em todas regiões Humanização da do Estado região Encontros Apresentação de II Encontros Difundir Lanche/Coffee- PNH/MSe Junho /Dezembro Estaduais experiências - Estaduais experiências Break outros intervenções em exitosas em Humanização Humanização apresentadas e discutidas nos encontros loco regionais Consolidar a Ampliar e Formação de grupos Constituição de Hora-aula PNH/MS março junho / Rede de 180 fortalecer a Rede em humanização em Comissões loco Lanche/Coffee- e outros setembro/novembro apoiadores em de apoiadores do 30% dos municípios 6regionais Break Humanização estado de SP do estado e construída a formação de 10 partir do curso de colegiados loco - Formação de regionais de Apoiadores da Humanização . PNH em 2008, capilarizando-a para os municípios ( rede básica, 10
  11. 11. ambulatórios etc..) Incentivar a Ampliar a Participação de 500 Difundir a Hora-aula PNH/MS março junho / participação de participação no trabalhadores em participação dos Lanche/Coffee- Escola do setembro/novembro trabalhadores de site e na rede saúde no estado de trabalhadores de Break Futuro da USP saúde no site da humaniza SUS SP contribuindo com saúde na rede Humanização da discussões e virtual de SES e na rede trabalhos. Humanização HumanizaSUS. PROJETO: V3. Informação sobre gestão do trabalho na SES e no SUS Arnaldo Sala OBJETIVO DO PROJETO: Produção e disseminação de informações e estudos acerca da força de trabalho e qualidade de vida em saúde na SES/SP e no SUS no Estado de São Paulo, como suporte e subsidio à formulação de políticas e diretrizes para a gestão do trabalho; propor instrumentos de gestão em RH e qualidade de vida para o SUS no Estado de São Paulo META DO PROJETO: Produção e disseminação de relatórios e boletins analíticos periódicos INDICADOR DO PROJETO: Propostas de intervenção e ações pactuadas SUBPROJETO: V.3.1 – Gestão da informação em RH no SUS e na SES Francisco Pires OBJETIVO DO SUBPROJETO 1: propiciar acesso às informações em RH relativas aos servidores da SES; realizar e disponibilizar análises acerca de RH no SUS e na SES META DO SUBPROJETO 1: Elaboração de 12 Relatórios gerenciais, 12 Boletins informativos; disponibilizar o acesso ao Sistema de Informação em RH para 100% das unidades da CSS e CRS e qualificar 100% dos gestores para o uso INDICADOR DO SUBPROJETO 1 : nº de Relatórios elaborados; nº de Boletins Informativos elaborados; percentual de Unidades capacitadas para utilizar o sistema de informações INTERFACES Observa RHSP/outras Coordenadorias SES 11
  12. 12. Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) Elaborar Relatórios Produzir Estabelecer rotinas mensais sobre quadro informação para de elaboração do de servidores da SES a a gestão de RH Relatório Mensal partir de dados de folha na SES/SP. pela equipe do de pagamento e CGD, incluindo cadastro funcional análise de série histórica; Instituir indicadores de gestão de RH: rotatividade e custo, para as diferentes unidades e classes de cargos Elaborar Boletim Disseminar Organizar a Equipe Elaboração Assessoria Mensal acerca de RH informações em do Observatório de de Boletim de no SUS e na SES RH RH da SES para a Mensal (12 Comunicação elaboração de números) no boletim mensal. ano de 2009, com versão em papel e no site da CRH Disponibilizar o acesso 1. Disponibilizar Instituir processo de Capacitar CSS e CRS ao sistema de informação em qualificação dos 100% dos informações em gestão gestão de gestores de RH das RH dos de RH, elaborado pela pessoal da SES Unidades para hospitais e CRH, aos RH das para os RH das análise das DRS unidades unidades informações (hospitais, DRS e disponibilizadas sedes de pelo sistema; coordenadoria) 12
  13. 13. 2. Fornecer Treinamento para capacitação aos operação do gerentes de RH sistema; para interpretar e Definição dos níveis utilizar os dados de acesso e gerados no administração de sistema senhas SUBPROJETO V. 3. 2: Apoio na Gestão do trabalho nos municípios de pequeno porte Arnaldo Sala OBJETIVO DO SUBPROJETO 2: Formular propostas de contratação e instrumentos de gestão que auxiliem a gestão de recursos humanos na atenção básica nos municípios paulistas META DO SUBPROJETO:pactuar projetos de intervenção articulados entre municípios e SES INDICADOR DO PROJETO 2 : nº de projetos apresentados CRS, COSEMS, municípios INTERFACES Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) Identificar os Elencar os Analisar dados Elaboração de CPS – atenção principais problemas principais obtidos em estudos e relatórios até básica; relacionados com a problemas relatórios das julho/2009 COSEMS gestão de recursos enfrentados pelos Oficinas realizadas humanos nos secretários pela CPS e CRH municípios paulistas municipais de Identificar por meio saúde na gestão de análise de dados de RH secundários os municípios mais necessitados. Identificar linhas de Elaborar propostas Seleção de regiões pactuar projetos de CPS – atenção intervenção para os para solução de para elaboração de intervenção até básica; problemas problemas projetos próprios 12/2009 COSEMS 13
  14. 14. identificados identificadosRealização de Oficinas Regionais de Gestão do Trabalho delineamento de projetos de intervenção Reuniões do grupo de avaliação e acompanhamento SUBPROJETO: V.3.3 - Produção de informação e conhecimento em RH referente a analise de grandes bancos Adriana Carro de dados, no estado de São Paulo OBJETIVO DO SUBPROJETO: Gerar informação/conhecimento em RH na SES e no SUS com intuito de subsidiar a política de Recursos Humanos no Estado de São Paulo META DO SUBPROJETO 3: analisar informações de bancos de dados específicos definindo possibilidades e limites destes bancos. INDICADOR DO SUBPROJETO 3 : relatórios produzidos INTERFACES ObservaRHSP/ COSEMS / Coordenadorias SES Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) Gerar base de Explorar utilização Montagem de Finalizar a montagem dados a partir das do CNES como base de dados em da base de dados até tabelas do fonte de dados em Oracle contendo fevereiro/2009. Sistema CNES RH para o SUS as relações entre as tabelas 4, 18 e 21 do CNES e as tabelas auxiliares; Gerar base de Explorar o RECAD Montagem de dados a partir do como fonte de base de dados em RECAD dados em RH para Oracle. Meta: a SES Finalizar a montagem da base de dados até 14
  15. 15. março/ 2009. Análise dos dados Elaboração de Grupo de trabalho Elaboração de CPS do Sistema CNES diagnóstico de para analisar a Relatório com situação da força de qualidade da base diagnóstico do CNES trabalho em saúde de dados e análise/proposição no Estado de São (validação) e para de indicadores até Paulo a elaboração de junho/ 09. análises e proposição de indicadores de RH Análise dos dados Elaborar diagnóstico Instituir Grupo de Elaborar relatório – do RECAD de situação dos trabalho para diagnóstico da servidores da SES, elaborar análises formação escolar dos focando a formação servidores da SES escolar e a posição até julho/ 2009 na estrutura da SES; sistematizar informações que orientem processos de desenvolvimento para os servidores da SES; Elaborar e Identificar quais são Levantamento de Elaboração do CRS; executar projeto os médicos dados dos fluxos projeto até final de ObservaRHSP de investigação especialistas / de referência nas março/2009; e Residência acerca da serviços de maior Centrais de conclusão do projeto Médica necessidade de carência para o Regulação/Plantão até dezembro/2009, médicos SUS no Estado de Controlador; especialistas no São Paulo Entrevistas com Estado de São gestores/ gerentes Paulo das centrais de regulação. 15
  16. 16. PROJETO V: 4. Melhoria da qualidade de vida e ambiente de trabalho Cláudia Carnevalle OBJETIVO DO PROJETO: Assegurar boas condições de trabalho aos servidores da SES; fortalecer ações em Qualidade de Vida no trabalho; otimização das funções próprias de COMSAT e SESMT nas unidades da SES; ampliar ações de atenção ao trabalhador em processo de adoecimento META DO PROJETO: disseminar conhecimento em Qualidade de Vida no Trabalho para 100% os gerentes de RH das Unidades (hospitais , institutos e DRS); implantar COMSAT em 30% dos DRS e dos institutos; completar a implantação de SESMT em 40% dos hospitais. INDICADOR DO PROJETO: SESMT _ com _ programas n º COMSAT _ implantada s I1 = I2 = n º Hospitais + DRS total _ SESMT Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) Acompanhar ações Propor e acompanhar Constituição de Grupo 10 reuniões em Nº de SindSaúde, de Qualidade de ações em saúde do de Trabalho com 2009 reuniões CRS, CSS, Vida no Trabalho nas trabalhador na SES representantes da realizadas CCD unidades da SES CRH, CSS, CRS, CCD e SindSaúde que deverá elaborar diagnóstico de situação e propor ações em qualidade de vida para 16
  17. 17. o servidor da SES, nos hospitais, institutos e nos DRS Disseminar 1. Sensibilizar e Utilizar espaço das Estimular as conhecimento em atualizar Oficinas de RH Unidades para o Qualidade de Vida conhecimentos acerca regionais para planejamento de no Trabalho e apoiarde saúde do discussões acerca de ações em as Unidades que trabalhador e das saúde do trabalhador e Qualidade de Vida iniciarem projeto deatribuições de qualidade de vida; no Trabalho, até CRS, CSS, qualidade de vida noCOMSAT e SESMT levantamento de dezembro/2009 CCD trabalho situação e de recursos 2. Apoiar as unidades disponíveis para a no desenvolvimento de implantação das ações ações em qualidade de vida e saúde do trabalhador Acompanhar a 1. Assegurar a Utilizar espaço das Realizar visita CSS implantação dos implantação de Oficinas de RH dos técnica em 70 % SESMT nos hospitais SESMT em todos os hospitais para dos hospitais com da SES hospitais da discussões acerca de SESMT em administração direta saúde do trabalhador e funcionamento até da SES qualidade de vida; dezembro/2009 2. Implantação dos Utilizar o GT de programas PCMSO e Qualidade de Vida no PPRA nos SESMT em Trabalho para funcionamento acompanhamento e apoio às ações; levantamento de situação e de recursos disponíveis para a implantação das ações; 17
  18. 18. 3. Implementar nos Realizar visitas SESMT em técnicas de funcionamento ações acompanhamento das de qualidade de vida ações de Qualidade de (além do PCMSO e Vida no Trabalho. PPRA) PROJETO: V5. Instrumentos de Gestão de Recursos Humanos para a SES/SP Nivaldo Teixeira OBJETIVO DO PROJETO: Desenvolver e implementar instrumentos de gestão de Recursos Humanos na SES/SP permitindo maior profissionalização da gestão, agilidade nos processos administrativos e compensação do trabalho mais adequada. META DO PROJETO: Implantar Carreira de Gestor, novas formas de remuneração e revisão de aposentadorias INDICADOR DO PROJETO: Carreira de gestor aprovada, normas de processos revistos e publicados, aposentadorias e reposições realizadas, novos sistemas de incentivos desenvolvidos. SUBPROJETO: V.5. 1: Implantação da carreira de Gestor de Saúde Nivaldo Teixeira OBJETIVO DO SUBPROJETO: Implantar carreira de Gestor de Saúde na SES META DO SUBPROJETO: Aprovar na A.L. a carreira de gestor público de saúde INDICADOR DO SUBPROJETO: vagas criadas e concurso realizado INTERFACES Secretaria de Gestão Pública, Gabinete do Secretário, Casa Civil, Assembléia Legislativa Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Parcerias Cronograma 18
  19. 19. (externas) Desenvolvimento das Constituição de Normas Regulamentar a Janeiro a normas e critérios de Grupo de internas carreira de gestão Julho/2009 evolução da carreira Trabalho desenvolvidas Regulamentar concurso Realizar concurso Constituição de Concurso Maio a Dezembro para carreira de gestor para gesto público de Grupo de realizado de 2009 público de saúde saúde Trabalho SUBPROJETO V.5.2: Gestão de Processos de Ratificação de Tempo de Contribuição - Regina Sancia Aposentadoria OBJETIVO DO SUBPROJETO: Agilizar os expedientes relativos à ratificação de tempo de contribuição META DO SUBPROJETO: Redução do tempo do processo de ratificação do tempo de contribuição para 2 meses INDICADOR DO SUBPROJETO: duração do processo de contagem de tempo para ratificação do tempo de contribuição (em meses) INTERFACES Todas as Coordenadorias da SES, em especial as áreas de RH Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) 19
  20. 20. Mapear os processos de Desenhar o fluxo do Instituir Grupo de Elaborar relatório trabalho para ratificação processo de trabalho trabalho para situacional de tempo de para ratificação de revisão de práticas Até fevereiro contribuição tempo de e emissão de de 2009 contribuição, com relatório adequação à legislação vigente Analisar o instrumento Avaliar e propor Instituir Grupo de Apresentação de de contagem de tempo mudanças no trabalho novo instrumento Até abril de para ratificação do instrumento de 2009 tempo de contribuição contagem de tempo Implementar Agilização do Capacitação dos Capacitar dirigentes instrumento reformulado processo de dirigentes de RH Até para a ratificação de contagem de tempo das unidades de setembro/ tempo de contribuição, saúde da SES para 2009 com base na legislação a utilização do novo vigente instrumento Implantar o aplicativo de Padronizar os Capacitação dos Capacitar contagem de tempo nas processo de trabalho operadores para a operadores Até dez/09 unidade da SES para contagem de utilização do tempo aplicativo Identificar setores Evitar perda de Analise antecipada Descritivo de críticos referentes a pessoal/ de previsão de setores/categorias aposentadoria, conhecimento aposentadorias com maior previsão Até fev/2009 apresentando estratégico na SES de aposentadorias necessidade de no tempo reposição Realizar concursos e Evitar perda de Identificação e Utilização de qualificação tutoriada pessoal/ preparação de profissionais mais para reposição conhecimento profissionais mais experientes em direcionada de pessoal estratégico na SES experientes e seu atividades de Durante 2009 envolvimento em mentoring atividades de qualificação 20
  21. 21. Maria SUBPROJETO V.5 3: Desenvolvimento de novas formas de remuneração variável para servidores da SES/SP Aparecida Novaes OBJETIVO DO SUBPROJETO: Melhorar o desempenho das unidades da SES; Desenvolver novas formas de remuneração condicionadas à avaliação de desempenho individual e institucional. META DO SUBPROJETO: Implantação das novas formas de remuneração até dezembro de 2009 INDICADOR SELECIONADO PARA O SUBPROJETO: nº de profissionais e categorias contemplados INTERFACES Demais Coordenadorias SES, em particular CSS, CCD Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) Sistematizar as práticas Analisar as Instituir Grupo Produzir relatório de remuneração diferentes formas de de Trabalho que para análise até adotadas na SES/SP composição de sintetize fevereiro de 2009 remuneração informação e existentes na apresente SES/SP relatório Alinhar as formas de Adequar as formas Comissão Relatório em Todas as remuneração às de remuneração às instituída com setembro de 2009 coordenadorias diretrizes estratégicas da diretrizes representação SES/SP estratégicas da das SES/SP coordenadorias 21
  22. 22. Testar e validar o novo Validar o Projeto piloto em Relatório em CSS; CRS e instrumento de avaliação instrumento de 3 unidades da dezembro/ 2009 CCD de desempenho avaliação de SES elaborado no POA 2008 desempenho PROJETO V. 6. Desenvolvimento da Educação Permanente no âmbito da SES/SP Karina Calife OBJETIVO DO PROJETO: Implementar a Educação Permanente no SUS-SP, estimulando a estruturação dos Planos Regionais de Educação Permanente, direcionados a todas as categorias profissionais, fortalecendo a capacidade de articulação e desenvolvimento de propostas loco-regionais e do nível central da SES. Pretende ainda, avaliar os resultados dos processos educacionais implementados e ampliar o acesso através da implantação de sistemas de educação a distância. META DO PROJETO: Implementar o Plano Estadual de Educação Permanente, através da consolidação dos 64 Planos Regionais de EP; implantar um sistema de educação a distancia do governo do estado de São Paulo com a instalação de 20 estações de vídeo- conferência; formar 400 especialistas em Gestão de Saúde; instituir sistema contínuo de formação de formadores; preparar os formadores necessários para a formação de Conselheiros Municipais de Saúde, ACS em quilombolas, THD, Cuidadores de Idosos, e ACS INDICADOR DO PROJETO: n de PAREPS em desenvolvimento; sistema de registro implantado; n salas de EAD implantadas; n especialistas em gestão em Saúde formados, n de formadores em EP formados; n de formadores de nível médio formados INTERFACES Coordenadorias de SES e Gabinete, COSEMS, instituições de ensino Parcerias Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) 22
  23. 23. 1 Garantir a - Interlocução acompanhamento da - COSEMS/CIE fev a dez. 2009 acompanhamento construção sistemática com os implantação dos S da implantação ascendente de respectivos Planos Regionais de dos Planos propostas de EP. protagonistas. educação Regionais de Garantir a Permanente em educação oportunidade de saúde nos CGR, Permanente em integração do DRS, CIES e saúde nos CGR, nível central da Condensado DRS, CIES e SES nesse estadual. Condensado processo esta. alimentar o Dar visibilidade Desenvolvimento de Ter o aplicativo Fundo COSEMS Inicio em Sistema de às ações de um aplicativo que pronto para teste até Estadual de INSTITUIÇÕE fev./2009 Informação em desenvolvimento gerencie as dez/2008 (Para Saúde S DE ENSINO processos de RH aos informações sobre os entrada de dados e Recurso do PARCERIAS educacionais gestores nos diversos processos emissão de relatório) Ministério da COMUNICAÇ diferentes níveis educacionais Saúde ÃO do Sistema realizados no âmbito CIES INSTITUICIO da SES/SP Transversal NAL 23
  24. 24. Desenvolver Avaliar resultado ▪ Realização de ▪ avaliar impacto da ▪ Instituto de ▪ Desenvolver metodologia de e impacto dos Oficinas de Trabalho formação em cursos Saúde, outras metodologia até avaliação de processos entre equipe da CRH de longa duração – instituições julho de 2009, impacto de formativos e experts da área de especialização e em formadoras aplicar avaliação processos desenvolvidos educação para atualizações até dezembro de formativos para o identificar e realizadas sob 2009 reordenamento e desenvolver diferentes melhoria de estratégias e metodologias. desempenho dos metodologias de Realizar amostra da serviços avaliação de avaliação de forma processos experimental em educacionais todas as CIES do estado SUBPROJETO V.6.1: Estruturação do Sistema de Educação Permanente Otília Simões OBJETIVO DO SUBPROJETO: Apoiar a expansão da Política de EP nas regiões de DRS e colegiados META DO SUBPROJETO: Execução qualificada de 100% dos PAREPS construídos pelos 64 CGR para 2009 INDICADOR DO SUBPROJETO: Número de propostas executadas 24
  25. 25. Ação 1. Parcerias EIXO Objetivo Estratégia Meta Recursos Cronograma (externas) PAREPS 1.1- - Apoiar os - Continuidade do Curso de - Até final de novembro de - EP dos - COSEMS - Final de Construção CDQS/ETSUS formação de Facilitadores de 2008 os 64 planos regionais CGR novembro/20 dos planos na construção EP para os CDQS/ETSUS e construídos e entregues. 08 planos Regionais e execução representantes dos 64 CGR. construídos e de EP dos planos de entregues. (CGR) para EP dos seus 2009 respectivos colegiados. 1.2- · · Encontros técnicos Participação de 100% dos Para COSEMS Fevereiro a Execução Organizar de regionais e centrais de apoio CGR e dos respectivos CDQS execução COSEMS / abril/09 do Plano maneira aos CDQS/ETSUS e aos NEPs na discussão da do Plano Instituições Fevereiro a Estadual de sistematizada dos CGR para operacionalização dos Planos R$ do M de ensino e abril/09 EP / 2009 as demandas identificação/socialização de Regionais. Participação de Saúde. outros locais, parcerias bem sucedidas em 100% das CIES na execução Para parceiros. regionais para 2008. • Participação dos Planos regionais. estratégias formação e presencial nas CIES para apoio Meta 100% dos R$ do M desenvolvime na discussão da execução conteúdos técnicos Saúde nto dos (identificação de parcerias) dos (ações de trabalhadores PAREPS tanto para propostas implantaçã do SUS tanto da região como da macro o da na atenção região. Estratégia Portaria como na 1996) e R$ gestão. • SES para Participação diárias. presencial nas CIES para apoio na discussão da execução (identificação 25
  26. 26. de parcerias) dos PAREPS tanto para propostas da região como da macro região. Integrar o Reuniões técnicas de das propostas de - Recurso - COSEMS Apresentaçã GTAE à pactuação GTAE / CRH / Desenvolvimento de RH dos financeiro o dos Planos execução dos COSEMS. Realizar Planos Regionais construídos MS 2009 regionais ao planos Oficinas envolvendo de forma articulada com GTAE. GTAE em Regionais de Coordenação de EP dos CDQS final de EP. e técnicos do GTAE para fevereiro de definições conjuntas de 2009 aspectos que envolvem os Primeira temas específicos: conteúdo Oficina mínimo prioritário; referencias conjunta em técnicas; parcerias início de recomendadas março / 2009. - Garantir a Apresentação dos Planos - 100% das propostas de - Recurso Apresentaçã Integração da Regionais de EP dos Desenvolvimento de RH dos EP/SES o dos Planos Humanização, Colegiados a Coordenação Planos Regionais construídos regionais a enquanto Estadual de humanização. de forma articulada com a Coordenação conteúdo Realização Oficinas coordenação estadual de Estadual de transversal, as aproximando coordenação humanização e a coordenação humanização propostas dos estadual da EP, da de humanização dos CDQS. na primeira planos humanização e CDQS para semana de Regionais de discutir a inclusão da março de EP. Humanização nas propostas 2009. apresentadas. Discutir Primeira estratégias conjuntas de Oficina implementação da EP e da conjunta em humanização junto às regiões início de abril de Colegiados. / 2009 26
  27. 27. 1.3- Definir e Em abril de 2009, no Curso de Alcançar 100% de avaliação - EP/MS MS / de março a Monitorame pactuar com facilitadores de EP em 2009 dos 64 PAREPS de EP 2009. Avaliação dezembro de nto e os definir e pactuar o processo e 100% de intervenção nas de EP 2009 avaliação CDQS/ETSUS os instrumentos de dificuldades identificadas. COSEMS Fevereiro a da instrumentos monitoramento / avaliação dos dezembro de execução e processos planos de EP dos respectivos 2009 dos planos de CGR. Pactuar Regionais monitorament periodicidade de entrega e de EP/2009 o e avaliação etapas presenciais de da execução acompanhamento da execução do plano de dos respectivos planos. EP 2009. Apoiar CDQS/ETSUS na Garantir a superação de dificuldades avaliação identificadas nas avaliações formal dos sistemáticas dos PAREPS/2009 PAREPS do ano 2009. Discutir conjuntament e com o COSEMS aspectos facilitadores e restritivos a execução dos Planos. Ação 2.EIXO OBJETIVO ESTRATÉGIA META RECURSO PARCERIAS CRONOGRAMA CDQS/ETSUS EXTERNAS 2.1- - Garantir a · Interlocução / apoio 100% das propostas Transversa Integrantes março a Reforço da interlocução técnico sistemático com os apresentadas e executadas na l. Diária dos NEPS / dezembro de política de técnica de EP respectivos protagonistas. região tenham construção CRH. CDQS / 2009. EP em envolvendo • Participação presencial da participativa nos respectivos CRH. Fevereiro a saúde CGR / NEP / CRH / Coordenação das NEPS dos CGR. COSEMS. dezembro de desde os CDQ / ETSUS ETSUS nos eventos regionais e Atender 100% dos convites de 2008 CGR / CRH macros regionais de EP. participação feitos. 27
  28. 28. CDQ/ETSU S até a CRH. 2.2- Apoio Fortalecer a Programação de continuidade Realizar 100% das etapas de - EP/SES - MS / Retomada do técnico ao Coordenação do Curso de formação de qualificação técnica dos SGTES curso em conjunto de EP no facilitadores de EP em saúde. coordenadores de EP. abril/2009 dos entendimento Programação de quatro etapas Alcançar a construção de Março e abril CDQS/ETS teórico / do Curso de Facilitadores de EP Plano de Avaliação e de 2009. US prático da EP voltadas ao conteúdo teórico / monitoramento dos PAREPS enquanto em saúde na prático de avaliação dos 2009 pelos CDQS/ETSUS. responsávei realidade da PAREPS/2009. s pela SES e das condução regiões de da política Colegiado. regional de Instrumentaliz EP em ar os saúde. coordenadore s de EP em processos e instrumentos de monitorament o / avaliação de propostas de EP e dos planos Regionais de EP. Ação EIXO OBJETIVO ESTRATÉGIA META RECURSO PARCERIAS CRONOGRAMA CDQS/ETSUS EXTERNAS 28
  29. 29. Apoiar, por Cronograma de visitas. Instalar referencia técnica de - EP / MS. - COSEMS Março a meio dos Articulação com o EP nos 64 CGR. / CGR. dezembro de CDQS, a COSEMS/CGR/municípios.Soci Socializar 100% dos 64 2009. instalação dos alização de experiências bem PAREPS junto a potenciais Março a Núcleos de sucedidas na implantação de parceiros de execução. novembro / EP em saúde NEPS. Realização de 2008 dos CGR. Oficinas macro regionais para Discutir identificação/negociação de conjuntament parcerias e socialização de e com os parcerias bem sucedidas. CDQS a execução dos planos regionais no aspecto identificação e articulação de parcerias / NEP e CIES. Ação 3. EIXO OBJETIVO ESTRATÉGIA META RECURSO PARCERIAS CRONOGRAMA CIES EXTERNAS 3.1 - Resignificar - Realização de Oficinas - Conseguir 100% das CIES - EP / MS COSEMS / Março a Fortalecer o o papel das centrais com coordenadores / articuladas e com CGR. dezembro papel das CIEs em face participantes das CIES / CDQS protagonismo. de 2009. CIES junto da para efetivação do papel da às regiões implantação CIES na política de EP. de DRS e da Portaria dos CGR. 1996. - Construir - Realização de Oficinas - Conseguir 100% das CIES - EP / MS COSEMS / Março a novos regionais com coordenadores / articuladas e com CGR. dezembro processos de participantes das CIES / CDQS protagonismo. de 2009. trabalho para para construção de novos as CIES, processos de trabalho nas CIES capazes de que respondam as legitimá-las necessidades / expectativas de 29
  30. 30. como todos os protagonistas do parceiras na cenário atual. execução da EP nas regiões. - Articular a - Reunião técnica das 03 - Novo desenho ou - EP / MS - COSEMS - Fevereiro a configuração regiões de DRS para rearticulação da CIES / abril de 2009 da CIES identificação dos motivos da Sudoeste paulista. Instituições Sudoeste não articulação dessa CIES no de ensino. (Bauru, ano de 2008. Sorocaba, Registro). Ação 4. EIXO OBJETIVO ESTRATÉGIA META RECURSO PARCERIAS CRONOGRAMA COSEMS EXTERNAS 4.1 - Negociar, - Reuniões técnicas de - 100% do processo negociado - EP/MS - COSEMS - Fevereiro a Definições configurar e socialização das facilidades / e pactuado com o COSEMS. dezembro de de pactuar as dificuldades na implantação da 2009 diretrizes diretrizes da EP no Estado em 2008 e norteadoras política de EP definição de estratégias / da política no âmbito das diretrizes para 2009. de EP na 64 regiões de região do Coleg Est SP. Est de SP. - Configurar Reuniões téc para: - 100% do processo negociado - COSEMS - Fevereiro a processos de fortalecimento do e pactuado com o COSEMS. dezembro de trabalho, papel/responsabilidade do 2009 papel e grupo técnico em face de responsabilida política de EP no Est; des do grupo identificação de processos de técnico trabalho conjuntos necessários bipartite para ao EP no Estado apoio/execução/monitoramento de SP. dos PAREPS 2009; construção de cronograma de trab conjunto p/ o ano 2009. 30
  31. 31. - Rearticular a - Reunião técnica com a - Participação do grupo técnico - COSEMS - Fevereiro a interlocução secretária executiva do CES bipartite para EP em 100% das dezembro de Grupo técnico para articulação de datas e reuniões da Comissão de 2009 bipartite e apoio a implementação do integração em 2009. Conselho trabalho da Comissão de Estadual de Integração do CES. saúde – Comissão de integração para a política de EP no Estado. - Articular - Oficinas / reuniões técnicas - 100% de articulação e - EP/MS - COSEMS - Fevereiro a interlocução, regionais para articulação / otimização dos respectivos / CGR / dezembro de papéis, implementação de papéis papéis: CIES 2009 respons e representativos. CGR/NEPS/CDQS/ETSUS/CIE parcerias com S/Apoiador do COSEMS. as instâncias regionais (DRS/CDQS; NE/ COSEMS). SUBPROJETO V.6.2: Formação de Formadores Cristina Alonso OBJETIVO DO SUBPROJETO: Capacitar em metodologias ativas de ensino técnicos da gestão que estejam envolvidos em atividades de docência META SELECIONADA PARA O SUBPROJETO: Atender 100% das demandas de capacitação pedagógica ao técnicos envolvidos em EP INDICADOR SELECIONADO PARA O SUBPROJETO: % de técnicos capacitados, frente a demanda apresentada 31
  32. 32. Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Parcerias Cronograma (externas) Instalação de 1.1▪ Construir e Articulação de grupo Atender em 100% a - Transversal. Até 01 março de Banco de oferecer proposta técnico de trabalho. demanda de 2009 grupo técnicos da de capacitação Construção de capacitação técnico SES/SP da pedagógica em proposta de formação pedagógica de constituído. atenção e da metodologias de formadores em técnicos envolvidos Até final de abril – gestão, enquanto ativas de ensino / metodologias ativas de pontualmente em proposta de docentes de aprendizagem ensino / aprendizagem. propostas de capacitação referencia para para técnicos da Realização no CEFOR Educação construída. formação, gestão e da SP Curso piloto para Permanente. Até final de maio capacitação, assistência que Formação de Oferecer formação de cronograma de treinamento em pontualmente multiplicadores multiplicadores a cada datas de Cursos conteúdos gerais estejam Adequações da dois meses em SP (formação e específicos. envolvidos em proposta. de atividades de Oferta regular e multiplicadores) e multiplicador / descentralizada de nas regiões. docência. oportunidade de capacitação pedagógica aos técnicos da atenção e da gestão em atuação nas propostas de formações e desenvolvimento. SUBPROJETO V.6.3: Implantação do Ensino à Distância – EAD Yamara Martins OBJETIVO DO SUBPROJETO: Implantar base tecnológica para EAD na SES/SP, articulada a rede de escolas de governo do estado, bem como ao Projeto Telesaúde (Ministério da Saúde) e definir plataforma de trabalho para EAD META SELECIONADA PARA O SUBPROJETO: instalar 20 salas de videoconferência na SES; 20 pontos de estudo em TeleSaúde e definir plataforma para EAD INDICADOR SELECIONADO PARA O SUBPROJETO: % de salas instaladas e plataforma implantada. 32
  33. 33. Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Parcerias Cronograma (externas) Instalação/ Ativar a Transferência de Transmissão SES/SP Consultoria Até julho/2009 Manutenção de Intercomunicação equipamentos, via para as DRS e Externa equipamentos em com as DRS e Fundação Vanzolini, Sec. ETSUS de 20% (Fundação EAD e ETSUS na Gestão Pública, das atividades / Vanzolini/ Sec. Formação de modalidade à qualificação da equipe via vídeos Gestão) na Equipe Técnica Distância Fundação Vanzolini conferências modalidade de no uso dessa realizadas no EAD tecnologia. CEFOR Articulação SES / - Implantar nas - Aquisição de Disponibilizar SES/SP Universidade Até julho/2009 Projeto DRS, CEFOR e computadores e senha e para alunos e São Paulo / TeleSaúde e ETSUS pontos de para acessar através da servidores das Telemedicina universidades estudo em internet o software do DRS, ETSUS e parceiras Telesaúde projeto Homem Virtual, CEFOR o - Compartilhamento de programa ações em EAD homem virtual e outros estudos oferecidos em EAD Formar grupo de Visando . Através do diagnóstico Optar por SES/SP consultoria Até Trabalho para desenvolvimentos dos softwres e melhores externa na dezembro/2009 analisar softwares de projetos de experiências já recursos para o modalidade de de EAD Educação à existentes, identificar as desenvolvimento EAD Distância através melhores soluções para a de cursos em da internet e SES, EAD outros meios de . Capacitação da equipe transmissão de do GTDH para EAD gerenciamento, desenvolvimento e assessoria de Projetos de Educação Permanente na 33
  34. 34. modalidade EAD Implantar o EAD Iniciar o uso da Definição da plataforma a Desenvolver 2 SES/SP consultoria Até da SES/SP EAD nas ser utilizada para cursos de externa na dezembro/2009 estratégias. formação de equipe atualização modalidade de técnica com saber profissional EAD específico através da EAD SUBPROJETO V.6.4 Especialização em Gestão Pública no SUS Neil Boaretti OBJETIVO DO SUBPROJETO: Desenvolver curso de pós-graduação para 400 gestores (estaduais e municipais) META DO SUBPROJETO: Formar 300 gestores na 2ª etapa e iniciar a formação de 100 gestores na 3ª etapa 34
  35. 35. INDICADOR DO SUBPROJETO: nº de gestores formados Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Parcerias Cronograma (externas) Desenvolver Capacitar os Desenvolvimento Certificação como FUNDO FUNDAP, Etapa 1: Em finalização curso de pós- gestores públicos conteúdos e especialista em ESTADUAL DE Instituições em jan. de 2009.Etapa graduação latu do SUS na metodologia com gestão pública no SAÚDE – Projeto de Ensino 2: abr/mai/08: sensu apropriação de enfoque na SUS de 600 em Parceria com Superior. planejamento do curso especialização competências educação gestores o Ministério da (definição das (360 hs) de forma para identificar, permanente, estaduais e Saúde - instituições parceiras, descentralizada e diagnosticar e política de municipais de SEGETS. número de turmas por em parceria com propor soluções humanização e saúde em três região, outubro: a FUNDAP, no sistema responsabilização etapas: 1ª Etapa inscrição e seleção dos instituições de estadual e para a aquisição com 200- candidatos;início do ensino superior e municipal de de competências alunos(em curso: nov./08 – COSEMS/SP, em saúde, ampliando profissionais na finalização), 2ª término dez/09.Etapa conformidade a capacidade de gestão do SUS, Etapa com 300 3: ago/set/08: com plano resposta dos com trabalho de alunos ( já planejamento do curso estadual de serviços de saúde conclusão de iniciada)e 3ª (definição das saúde e pacto de de acordo com as curso voltado Etapa com 100 instituições parceiras, gestão. realidades para o alunos. número de turmas por loco/regionais. diagnóstico e/ou região, número de intervenção em alunos por turma, problemas loco critérios de seleção, regionais. avaliação).out/08: inscrição e seleção dos candidatos;início do curso: nov/08 – término dez/09. 35
  36. 36. SUBPROJETO V.6. 5: Educação Permanente para os trabalhadores de nível fundamental e médio de Cecilia Maria Castex escolaridade Aly Heinemann OBJETIVO DO SUBPROJETO: Qualificar os trabalhadores de nível básico e médio no âmbito do SUSSP META DO SUBPROJETO: Qualificar formadores para formação de conselheiros, ACS em Quilombolas, Cuidadores de idosos, Formar cerca de 1200 ACS, 300 THD, 300ACD e desenhar projeto de qualificação para vigilância em saúde INDICADOR DO SUBPROJETO: Número de profissionais formados Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Parcerias Cronograma (externas) Educação Aprimorar a Concluir o Curso 30 Conselheiros abril/2009 Permanente para representação Piloto para os concluintes o Controle Social social e dos Conselheiros no SUS/SP segmentos nos estaduais de Conselhos Saúde Estadual e Avaliar, através Parceiras CIES início em agosto Municipais de de pesquisa, o SP e término em saúde, através da impacto do curso dezembro/2009 melhoria da piloto no qualidade dos processo de seus processos trabalho do CES de trabalho e da Preparação, Produzir 1000 abril/2009 participação dos publicação, exemplares e conselheiros na divulgação e distribuir 1 para constituição dos distribuição Guia cada município Planos Estadual e Referencial para paulista e os Municipais de EP do Controle demais para as Saúde Social do 06 ETSUS SUS/SP Dar seguimento à atender a 100% Gestores fevereiro à EP de das solicitações Municipais e dezembro de Conselheiros dos CGR demais 2009 mediante as segmentos demandas do componentes dos CGR. CMS 36
  37. 37. Curso de . Responder às Participação no janeiro à Cuidadores de metas de Grupo de Política dezembro/2009 Idosos formação de da Pessoa Idosa cuidadores de do GTAE idosos da Política Formação de capacitar 100% GTAE, fevereiro à Estadual de Formadores de dos técnicos que CDQS,CGR CIES Dezembro/2009 Atenção à Saúde Cuidador de serão envolvidos (EEUSP, USPRP, da Pessoa Idosa. Idosos na formação de UFSC, . Oferecer cuidadores UNICAMP, capacitação UFESP),SEADS, pedagógica aos Conselhos técnicos que Estadual e serão envolvidos Municipais do na formação de Idoso, MS, MDS, Cuidadores de secretarias Idosos municipais de Assistência e Desenvolvimento Social Curso Técnico 4.1. Formar os Integrar o grupo GTAE janeiro à em Agente Agentes de trabalho para dezembro/2009 Comunitário de Comunitários de a saúde das Saúde Saúde e capacitar comunidades os profissionais remanescentes universitário das de quilombos Equipes de constituído junto Saúde da Família área técnica da das áreas de saúde da quilombos para população negra as questões do GTAE/CPS; 37
  38. 38. relativas à saúde capacitar as Capacitar 100% GTAE,CGR, fevereiro á da população equipes técnicas dos Técnicos das Secretarias junho/2009 negras das ESF das ESF das áreas de Municipais de áreas de remanescentes Saúde comunidades de quilombos remanescentes de quilombos para as questões relativas à saúde da população negra, Oferecer a I Formar 100% GTAE janeiro à Etapa Formativa ACS das ESF das dezembro/2009 do Curso Técnico áreas de de Agente remanescentes Comunitários de de quilombos Saúde, adequado às as questões relativas à saúde da população negra remanescente de quilombos 4.2. Concluir o Oferecer Instalar 40 MS CGR, Secretarias dezembro/08 à Projeto de Formação classes de ACS, Municipais de dezembro/09 Formação Profissional para formando, na I Saúde Profissional dos os ACS que ainda Etapa formativa, ACS do Estado não fizeram a I 1200 ACS de São Paulo, Etapa Formativa iniciado em 2005. Formar os formar 100% dos SESSP CGR, Secretarias novembro/08 á Formadores para formadores Municipais de dezembro/09 as Turmas da I necessários para Saúde Etapa Formativa às 40 turmas de de ACS ACS 38
  39. 39. Curso Técnico de Oferecer Oferecer Formar 300 ACD, MS CGR, Secretarias dezembro/08 à Higiene Dental formação Formação instalando 10 Municipais de dezembro/09 profissional aos Profissional em turmas Saúde trabalhadores das Atendente de equipes de saúde Consultório bucal dos Dentário municípios Oferecer Formar 300 THD, MS/SESSP(EP) e CGR, Secretarias dezembro/08 à complementação instalando 10 SESSP Municipais de dezembro/09 da Formação turmas Saúde Profissional de Atendente de Consultório Dentário para Técnico de Higiene Dental Formar os formar 100% dos SESSP novembro/08 á Formadores formadores dezembro/09 necessários para necessários o 25 de ACD e THD desenvolvimento de 25 turmas de ACD e THD Curso formação qualificar as Oferecer curso de atender 100% SESSP, VIGISUS CCD/SUCEN/MS à partir de março de trabalhadores ações dos formação inicial das demandas do de 2009 para as áreas de trabalhadores de de trabalhadores CCD e da Vigilância em nível de em Vigilância à SUCEN Saúde escolaridade Saúde fundamental e Formar os formar 100% dos SESSP, VIGISUS CCD/SUCEN/MS à partir de março média das áreas Formadores formadores de 2009 de vigilância em necessários a necessários ao saúde formação inicial desenvolvimento dos trabalhadores desta estratégia das áreas de vigilância em Saúde 39
  40. 40. PROJETO V.7: Formação de técnicos de Enfermagem para o Estado de São Paulo Luci Emi Guibu OBJETIVO DO PROJETO: Habilitar como Técnico de Enfermagem os Auxiliares de Enfermagem, que atuam em todos os níveis de assistência. META DO PROJETO: Formar 33.000 dos Auxiliares de Enfermagem em Técnicos de Enfermagem INDICADOR DO BPROJETO: Número de técnicos formados Ação Objetivo Estratégia Meta Recursos Parcerias Cronograma (externas) Curso de Habilitar como -Utilizar as ERSUS Orçamento FUNDAP INÍCIO – 2009 . 1ª etapa – habilitação de Técnico de da SES, da SMSSP, 33.300 Auxiliares Estadual. - SECRETARIA TÉRMINO -2011 Técnico de Enfermagem os Escolas Técnicas do de Enfermagem, DE ESTADO DA Enfermagem Auxiliares de Centro Paulo Souza e EDUCAÇÃO em 2009 Enfermagem, que da Secretaria de - COREN –SP 40

×