Luz e Fontes de Luz – Resumos


Platão (427 – 347 a.c.) defendeu que a luz saia
dos olhos, tornando os objectos visíveis.
...
Actualmente, considera-se que a luz
apresenta os dois comportamentos
simultaneamente – Dualidade Onda-Corpusculo.


A luz ...
Fontes de Luz

●   Aquecimento de sólidos (ferro em brasa)

●   Descarga em gases (Lâmpadas de baixo consumo)

●   Fluores...
A luz (fotões) propaga-se em linha recta a uma
Velocidade no vazio de 300 000 km/s

A luz (onda electromagnética) pode pos...
A velocidade da luz depende do meio em que
se propaga:

➔   Ar e vazio: 300 000 km/s
➔   Água: 225 000 km/s
➔   Vidro: 200...
A luz quando muda de meio muda a sua direcção
- Refracção


Quando a luz encontra um superfície polída
Inverte a direcção ...
As imagens de uma lente convergente são
reais e invertidas

As imagens de uma lente divergente é
virtuais e direitas

As i...
E2     e-
                                     fotão

                      E1


∆E = E2 - E1 = h v



Exemplo: exercício ...
E2       e-
  Este esquema                              fotão
 mostra a relação
entre a matéria e a
        luz           ...
E2     e-
                                              fotão

                           E1
    Esta equação
relaciona a ...
Tarefa Prática:

Caracterizar as imagens de lentes convergentes
e espelhos concâvos


Medir a distância focal de lentes co...
Luz e fontes de luz - Resumo
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Luz e fontes de luz - Resumo

29.554 visualizações

Publicada em

resumo sobre a luz, espectro electromagnético, lentes e espelhos.

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
29.554
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
71
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
347
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Luz e fontes de luz - Resumo

  1. 1. Luz e Fontes de Luz – Resumos Platão (427 – 347 a.c.) defendeu que a luz saia dos olhos, tornando os objectos visíveis. Em 1700, Newton defendeu que a luz era uma corrente de partículas emitidos por um corpo luminoso – Teoria Corpuscular da Luz Huyghens, apresentou a Luz como uma onda que se propaga num meio – Teoria Ondulatória da Luz
  2. 2. Actualmente, considera-se que a luz apresenta os dois comportamentos simultaneamente – Dualidade Onda-Corpusculo. A luz são fotões que têm origem em transições entre níveis de energia dos electrões num átomo ou de um conjunto de átomos.
  3. 3. Fontes de Luz ● Aquecimento de sólidos (ferro em brasa) ● Descarga em gases (Lâmpadas de baixo consumo) ● Fluorescência (Lâmpadas Fluorescentes) ● Reacções Químicas (Pirilampos) ● Reacções nucleares (Sol) ● Semi-condutores (LED)
  4. 4. A luz (fotões) propaga-se em linha recta a uma Velocidade no vazio de 300 000 km/s A luz (onda electromagnética) pode possuir diversas frequências, constituindo o espectro das ondas electromagnéticas.
  5. 5. A velocidade da luz depende do meio em que se propaga: ➔ Ar e vazio: 300 000 km/s ➔ Água: 225 000 km/s ➔ Vidro: 200 000 km/s ➔ Diamante: 124 000 km/s
  6. 6. A luz quando muda de meio muda a sua direcção - Refracção Quando a luz encontra um superfície polída Inverte a direcção de propagação - Reflexão
  7. 7. As imagens de uma lente convergente são reais e invertidas As imagens de uma lente divergente é virtuais e direitas As imagens de um espelho concâvo são reais e invertidas As imagens de um espelho convexo são virtuais e direitas
  8. 8. E2 e- fotão E1 ∆E = E2 - E1 = h v Exemplo: exercício 10 do teste diagnóstico.
  9. 9. E2 e- Este esquema fotão mostra a relação entre a matéria e a luz E1 Quando um electrão (e-) transita entre dois níveis de energia E2 e E1 de um átomo, emite um fotão.
  10. 10. E2 e- fotão E1 Esta equação relaciona a diferença de energia (∆E) entre os dois níveis e a frequência (v) do fotão emitido. h é a constante de Planck ∆E = E2 - E1 = h v
  11. 11. Tarefa Prática: Caracterizar as imagens de lentes convergentes e espelhos concâvos Medir a distância focal de lentes convergentes e espelho concâvo; Calcular a potência da lente (em Dioptrias) Calcular a amplificação transversal, MT

×