• Compartilhar
  • Email
  • Incorporado
  • Curtir
  • Salvar
  • Conteúdo privado
Capítulo 04 - Infraestrutura de tecnologia da informação
 

Capítulo 04 - Infraestrutura de tecnologia da informação

on

  • 6,077 visualizações

Capítulo 04 - Infraestrutura de tecnologia da informação

Capítulo 04 - Infraestrutura de tecnologia da informação
www.everton.pro

Estatísticas

Visualizações

Visualizações totais
6,077
Visualizações no SlideShare
6,066
Visualizações incorporadas
11

Actions

Curtidas
4
Downloads
0
Comentários
0

2 Incorporações 11

http://www.linkedin.com 6
https://www.linkedin.com 5

Categorias

Carregar detalhes

Uploaded via as Microsoft PowerPoint

Direitos de uso

© Todos os direitos reservados

Report content

Sinalizado como impróprio Sinalizar como impróprio
Sinalizar como impróprio

Selecione a razão para sinalizar essa apresentação como imprópria.

Cancelar
  • Full Name Full Name Comment goes here.
    Are you sure you want to
    Sua mensagem vai aqui
    Processing...
Publicar comentário
Editar seu comentário
  • Vale a pena visitar esse site durante a aula e mostrar aos alunos algumas de suas funcionalidades. O tempo de resposta às solicitações do usuário desse site é excepcionalmente rápido. Essa velocidade se deve, em parte, às melhorias na infraestrutura da Cars.com. Você pode comparar a velocidade desse site a de outros como Edmunds.com ou Yahoo Autos.
  • Você pode visitar o site do IBM WebSphere, no endereço http://www-01.ibm.com/software/websphere/, para ter acesso a diferentes exemplos do software. Basicamente, trata-se de um ambiente proprietário da IBM para construção e gerenciamento de plataformas de hardware e software para grandes empresas. O nome “IBM WebSphere” refere-se aos produtos de software da IBM, embora o termo seja comumente associado a um produto específico: o servidor de aplicações IBM WebSphere. Ele foi projetado para configurar, operar e integrar aplicações entre plataformas computacionais distintas utilizando tecnologias de Internet baseadas em Java. O WebSphere é um dos programas mais vendidos pela IBM e uma de suas maiores fontes de renda.
  • Pode ser difícil para os alunos imaginar que tenha uma “infraestrutura de TI”. Um bom paralelo é a infraestrutura de um prédio, que inclui sistemas elétricos e hidráulicos, bem como uma rede telefônica. Os alunos estão familiarizados com esses tipos de infraestrutura. Assim como eles, a infraestrutura de TI pode não estar visível para o empregado, mas tem um papel essencial na vida da empresa. Sem ela, não haveria empresas na forma como as conhecemos.
  • Muitos alunos não veem o telefone celular como um computador. Ainda assim, os celulares contam com microprocessadores poderosos e eficientes no consumo de energia, um sistema operacional e aplicativos (inclusive jogos). É claro que smartphones como iPhone, Blackberry e outros são verdadeiros sistemas computacionais que também funcionam como telefone. Hoje em dia, os smartphones são muito mais poderosos do que os antigos PCs da década de 1980. Cerca de 90% dos bilhões de celulares que chegam ao mercado anualmente utilizam algum tipo de microprocessador ARM (Advanced RISC Machine), licenciados pela ARM Inc. e fabricados por diversas empresas. O último iPhone 3G da Apple, por exemplo, utiliza um processador ARM 11 com 600 MHz de velocidade de processamento e consome somente 0,45 miliwatts de energia (um laptop dual core convencional da Intel utiliza 25 watts — um consumo de energia cerca de 500 vezes maior). Os smartphones não precisam de dissipadores. Os celulares não utilizam discos rígidos, mas pastilhas de memória flash capazes de armazenar até 32 megabytes. Enquanto o último disco rígido Energy Star 4 para laptops consome 500 miliwatts ocioso e 1 watt durante leitura e escrita, pastilhas de memória flash consomem cerca de 50 miliwatts ao gravar e ler dados (vinte vezes menos energia).
  • Pergunte aos alunos se já ouviram falar, ou conhecem, servidores e mainframes . Alguns deles podem já ter trabalhado diretamente com servidores na função de administrador de redes ou como técnicos. A maioria não terá experiência com mainframes . Lembre-se de enfatizar que esse tipo de computador ainda é uma das principais fontes de lucro e receita para a IBM, uma das últimas empresas que ainda fabrica mainframes em larga escala. Eles costumam ser usados como servidores Web robustos, pois são muito mais eficientes no processamento de grandes volumes de registros do que milhares de PCs.
  • No passado, os supercomputadores utilizavam microprocessadores e pastilhas de memória customizados, todos muitíssimo compactados, para alcançar velocidades bastante altas de processamento. Atualmente, os supercomputadores mais comuns, e alguns dos maiores, são construídos com milhares de processadores Pentium multinúcleo da Intel, que são razoavelmente baratos. O Google possui um dos maiores supercomputadores do mundo, capaz de lidar com volumes grandiosos de dados, e que foi construído com aproximadamente um milhão de PCs trabalhando em conjunto. A computação em grade é semelhante à computação de utilidade no sentido de que ambas compartilham recursos dos mesmos computadores. A computação em grade, entretanto, costuma envolver o agrupamento de computadores remotos para solução de um mesmo problema ou de partes de uma mesma tarefa. Os alunos podem participar de um tipo de programa de computação em grade chamado SETI (http://setiathome.berkeley.edu/). O SETI@home é um experimento científico que usa computadores conectados à Internet na busca por inteligência extraterrestre ( search for extraterrestrial intelligence – SETI). Os alunos podem participar executando um programa gratuito que copia e analisa dados de radiotelescópios.
  • Você pode querer dedicar algum tempo explicando cuidadosamente a computação cliente/servidor, já que esse é o modelo de computação dominante desde a década de 1990. A Web é um grande exemplo de computação cliente/servidor. Esse modelo baseia-se em microprocessadores baratos para PCs. A arquitetura servidor permite que os centros de dados façam escalonamento conforme a necessidade simplesmente acrescentando mais servidores (ou aumentando o poder de processamento dos servidores existentes através da movimentação de processadores multinúcleo).
  • Vale ressaltar para os alunos a confusão resultante do termo “servidor”. Um servidor é um computador físico, mas ele também é o software que funciona nesse tipo de computador e que “serve” às solicitações do usuário. O significado da palavra, portanto, vem do contexto no qual a mesma é utilizada. Se alguém disser “temos de comprar uma quantidade de servidores”, possivelmente estará se referindo à compra de computadores. Quando disser “o servidor caiu”, é provável que esteja dizendo que o computador parou de funcionar.
  • Grandes corporações e até mesmo pequenas empresas costumam separar o processamento da aplicação (em geral, a aplicação de banco de dados) da função de servidor da Web. Embora não necessariamente envolva diferentes servidores físicos, essa separação costuma envolver um servidor físico distinto para as aplicações.
  • O custo do armazenamento digital diminuiu exponencialmente, assim como o custo computacional. Hoje em dia, o custo de um drive USB removível de 8 gigabytes gira em torno de 20 dólares . Você pode perguntar aos alunos o impacto que eles acreditam que isso pode ter sobre o volume de informações digitais armazenado nas empresas. Ou, ainda, o volume de gigabytes que utilizam para armazenar fotos, músicas, vídeos, podcasts , e outros materiais digitais. Em 2010, a média de espaço consumida por norte-americanos era de 34 gigabytes de informação digital por dia.
  • As SANs representam um esforço das empresas em reduzir os custos com armazenamento e gerenciamento de informações, aumentar a flexibilidade e oferecer uma cópia de segurança dos dados bem próxima do estado original dos mesmos. Uma das maiores preocupações das empresas é perder dados digitais sobre clientes, dentre outros. Esforços extraordinários são feitos no sentido de fazer cópias redundantes de informações digitais e armazená-las em servidores seguros e distintos, até mesmo em servidores remotos localizados em outras instalações.
  • Pergunte aos alunos se eles conseguem pensar em outros meios de a informação chegar ao computador. O que dizer sobre as câmeras digitais e as câmeras dos celulares?
  • Os alunos podem não estar familiarizados com o processamento em lote. Ele é usado quando há um grande número de tipos de transações quase idênticos e onde não existe a necessidade de atualização on-line imediata de registros. As transações bancárias dos clientes costumam ser processadas em lote durante a noite e a atualização das contas se dá pela manhã. Em contrapartida, um carrinho virtual de compras precisa ser atualizado sempre que o cliente modifica seu pedido.
  • Converse com os alunos sobre o que pensam a respeito da forma como utilizam o telefone celular. Eles escutam estações de rádio on-line e músicas, assistem vídeos ou simplesmente enviam e recebem mensagens? Peça que reflitam sobre como essa nova plataforma móvel pode influenciar o funcionamento de uma empresa ou a forma como a mesma é gerenciada.
  • A nanotecnologia é o estudo do controle de um problema em escala atômica e celular. Em geral, ela lida com estruturas do tamanho de 100 nanometros ou menores. A nanotecnologia é utilizada na criação de transistores minúsculos, do tamanho previamente mencionado. Os alunos conseguem descrever alguma outra aplicação desse tipo de tecnologia (na área médica, por exemplo)?
  • Tanto a computação em grade quanto a computação em nuvem permitem que as empresas otimizem o uso de recursos de novas maneiras. A computação em grade permite que as empresas tirem vantagem do poder computacional ocioso na forma de supercomputadores virtuais interligados em rede. A computação em nuvem permite que as empresas evitem os gastos de manter seus próprios hardware e software, confiando na nuvem. A maioria dos alunos já usou computação autônoma, ainda que de forma inconsciente: sempre que a Microsoft ou outra empresa qualquer de software atualiza automaticamente o PC on-line, tem-se um exemplo desse tipo de computação. Uma forma mais pura seria se seu sistema operacional pudesse recorrer à nuvem quando sofresse alguma pane e pudesse pedir ajuda na restauração de suas funcionalidades.
  • O site Salesforce.com costuma ser sempre citado como pioneiro no uso da computação em nuvem, mas a maioria das grandes empresas já realiza operações na nuvem.
  • O termo “virtualização” é tão amplamente utilizado que pode ser confuso. A virtualização também conta com um aspecto do tipo “como se”. Existem máquinas virtuais que são “máquinas” de software e agem como se fossem computadores físicos reais (executando instruções assim como a máquina física que emulam). Os mainframes da IBM executam milhares de instâncias distintas de Windows e Linux em um único computador, dando aos usuários a impressão de que possuem seu próprio computador dedicado. Os computadores servidores podem ser virtualizados de modo a executar diferentes instâncias de um sistema operacional, dando ao usuário a sensação de que dispõem de um computador único. A memória virtual é aquela que faz o processador acreditar que ela é uma memória física, mas que está, na verdade, localizada no disco rígido.
  • A maioria das pessoas não percebe que os centros de dados nos Estados Unidos consomem tanta energia quanto o setor aéreo! Por conta disso, grande parte dos centros de dados está localizada em lugares onde a energia elétrica é mais barata.
  • Atualmente, os processadores multinúcleo são a principal forma de os fabricantes aumentarem a velocidade e o poder computacional. Quando todo o processamento é realizado por somente um processador, a dissipação de energia e o calor sobem à medida que a velocidade do processador aumenta. Essas limitações são evitadas através da distribuição da carga por dois ou mais processadores que operam em velocidades inferiores, mas que, juntos, conseguem executar a tarefa mais rapidamente do que um único processador de alta velocidade.
  • Os sistemas operacionais dos PCs, como o Windows ou o Macintosh OS, criam a interface de usuários. Essa interface evoluiu da simples interação baseada em comandos de texto para uma interface gráfica baseada em mouse e, atualmente, para telas sensíveis ao toque disponíveis em alguns PCs e smartphones . A maioria dos alunos não sabe que seu telefone celular possui um sistema operacional. No quadro, faça uma lista dos “recursos” que um celular ou smartphone precisa gerenciar. Essa gerência é uma das funções do sistema operacional, bem como a criação da interface do usuário.
  • Você pode pedir aos alunos que já utilizam a tecnologia do toque em dispositivos como iPhone para falarem sobre as vantagens e desvantagens das telas sensíveis ao toque. Elas funcionam quando estamos usando luvas, por exemplo?
  • Você pode perguntar aos alunos por que uma aplicação da Microsoft, como o Word, não pode ser instalada tanto em um PC quanto em um Macintosh. Por que os usuários são forçados a comprar softwares distintos para dispositivos distintos? Parte da resposta inclui a forte interdependência entre hardware, sistemas operacionais e aplicativos.
  • Pergunte aos alunos se algum deles é programador. Que linguagens utilizam? Que tipos de aplicação desenvolvem? Atualmente, as linguagens de quarta geração estão mais propensas a serem utilizadas na geração de relatórios e como ferramentas gráficas para obtenção de dados de diferentes fontes e criação de apresentações visuais atrativas desses dados. A ferramenta Crystal Reports é o gerador de relatórios mais amplamente utilizado ( http://www.crystalreports.com/ ). Você pode visitar seu site durante a aula para dar aos alunos uma ideia do que os geradores de relatório são capazes de fazer.
  • Embora os aplicativos do Microsoft Office sejam encontrados em mais de 80% dos bilhões de computadores espalhados pelo mundo, a novidade nessa área é o crescimento das ferramentas de escritório gratuitas e de código-fonte aberto. Ainda que as aplicações on-line sob demanda — como Google Apps e StarOffice — estejam crescendo em termos de aceitação no mercado, a maioria dos usuários continua a comprar software da Microsoft. Qual a opinião dos alunos sobre essa situação?
  • Pergunte aos alunos quantos deles utilizam planilhas eletrônicas regularmente. Quantos deles nunca utilizaram esse tipo de software? Peça aos que usam que descrevam de que maneira utilizam o software e quais tipos de relatório já produziram. Quais as vantagens desse tipo de software se comparado aos antigos métodos, como o cálculo manual. Quais as desvantagens desse software que já testemunharam?
  • A linguagem Java e sua máquina virtual são onipresentes na Web. São úteis porque permitem que os desenvolvedores escrevam aplicações em Java e tenham certeza de que ela vai funcionar em qualquer máquina habilitada para execução de programas nessa linguagem. O Google Maps deve ser a aplicação Ajax mais conhecida. Funcionalmente, ele oferece grandes avanços se comparado aos tradicionais sites de mapas: o usuário pode movimentar, aumentar e diminuir os mapas, bem como mudar a localização sem que a página seja recarregada. Muitos alunos provavelmente não sabem que é possível visualizar o código HTML de qualquer página Web através das opções Exibir/Código-fonte do Mozilla Firefox. Você pode demonstrar esse procedimento em classe.
  • Os serviços da Web são uma metodologia para construção de aplicações integradas. É um “sistema de mensagens” que permite que as aplicações computacionais de uma empresa troquem dados sem uma integração extensa das aplicações principais (que tende a ser muito cara). Em uma arquitetura orientada a serviços, diversas aplicações oferecem a outras aplicações “serviços” (dados) sob requisição. A arquitetura orientada a serviços (SOA) é uma excelente alternativa à instalação de sistemas integrados em larga escala. Ressalte que a SOA é um método de desenvolvimento de infraestrutura que utiliza serviços da Web visando à criação de aplicações que obtenham dados de diferentes aplicações subjacentes (programas mais antigos, em geral). Todos os programas são construídos ou redesenhados de modo a oferecer determinadas informações (serviços) para todos os programas. Com a SOA, os desenvolvedores incorporam cada serviço individual em uma aplicação que atende de maneira satisfatória às necessidades da empresa.
  • A Dollar Rent-A-Car é um excelente exemplo de como as aplicações computacionais, algumas pertencentes a diferentes empresas, podem atuar em conjunto de modo a oferecer um ambiente único para clientes e usuários.
  • Peça aos alunos que lhe ajudem a montar uma lista de aplicações de software realmente interessantes descobertas ou utilizadas por eles nos últimos meses.
  • Um dos problemas enfrentados pelas empresas acontece no período de feriados, quando a demanda por serviços on-line aumenta muitíssimo, mas que volta novamente ao nível quando a folga acaba. As empresas são forçadas a adquirir infraestrutura adicional para administrar os picos de carga, que se acalmam uma vez que o feriado termina. Uma solução é usar serviços baseados na nuvem para gerenciar esses picos, alugando capacidade computacional extra conforme a necessidade. Isso resolve o problema da demanda e parte do problema da escalabilidade — com os serviços da computação em nuvem, é possível expandir conforme a necessidade sem grandes gastos financeiros.
  • Muitos alunos consideram o “custo computacional” como sendo o custo do computador e do software. Você pode pedir que eles lhe ajudem a construir uma lista de todos os custos adicionais nos quais os consumidores incorrem quando adquirem um computador.
  • Uma das maneiras de reduzir os custos computacionais de hardware e software é levar o trabalho para países de baixa renda, como Índia e China. Milhares de empresas norte-americanas e europeias terceirizam seus trabalhos de programação para esses locais. Um número crescente de empresas também têm adotado a prática de terceirizar as tarefas de programação, projeto e análise de sistemas e consultoria para empresas no próprio país. Ainda assim, há muitos cargos na área de computação e redes nos Estados Unidos, em parte porque um número maior de sistemas vem sendo construído (porque a construção de sistemas nunca foi tão barata). À medida que os custos de desenvolvimento caem, a demanda pelos mesmos aumenta.
  • Uma das maneiras de os alunos utilizarem os serviços da nuvem é através do serviço Amazon Markets (http://www.amazonservices.com/) . A Amazon oferece serviços da nuvem para grandes empresas e também para milhares de pequenos mercados que desejam usar o software da empresa para vender seus produtos e serviços. Leve os alunos ao site da Amazon para demonstrar alguns de seus recursos.
  • Se você atua em ambiente global, não pode assumir que seus empregados vão compreender interfaces em inglês. Um interessante nicho de mercado é o de serviços de tradução de software. Faça uma pesquisa em sala sobre “localização de software” ou visite o site da empresa Ric International (http://www.ricintl.com/) , de serviços de tradução, para que os alunos vejam como as empresas estão traduzindo e localizando os sistemas. (Localizar é mais do que simplesmente traduzir.)

Capítulo 04 - Infraestrutura de tecnologia da informação Capítulo 04 - Infraestrutura de tecnologia da informação Presentation Transcript

  • Capítulo 4 Infraestrutura de tecnologia da informação4.1
  • Objetivos de estudo • Quais os componentes da infraestrutura de TI? • Quais os principais tipos de tecnologia de hardware e de armazenamento, entrada e saída de dados? • Quais os principais tipos de computadores usados pelas empresas?4.2
  • Objetivos de estudo • Quais as tendências atuais mais importantes de hardware e software? • Quais as principais questões envolvidas na administração dos recursos de hardware e software?4.3
  • Infraestrutura de TI da Cars.com impulsiona rápido crescimento do negócio • Problema: os sistemas de informação da Cars.com não consegue acompanhar o crescimento explosivo do site. • Soluções: utilizar a tecnologia de armazenamento da IBM para reduzir os gastos com infraestrutura e conservar o espaço.4.4
  • Infraestrutura de TI da Cars.com impulsiona rápido crescimento do negócio • O servidor de aplicações IBM WebSphere ajudou a reduzir os custos com centros de dados e o software IBM Rational ajuda os programadores a projetar, desenvolver e testar rapidamente suas aplicações em Java. • Demonstra o papel da TI na padronização e no gerenciamento da infraestrutura. • Ilustra o papel da tecnologia digital na redução dos custos e no aumento das taxas de utilização dos recursos.4.5
  • Infraestrutura de TI da Cars.com impulsiona rápido crescimento do negócio4.6
  • Infraestrutura de TI: hardware Componentes da infraestrutura • Infraestrutura de TI: oferece a plataforma para suporte de todos os sistemas de informação na empresa. • Hardware • Software • Tecnologia de gestão de dados • Organiza, gerencia e processa dados de negócios relacionados a estoque, clientes e fornecedores. • Tecnologia de rede e telecomunicações • Serviços de tecnologia • Ex.: consultores para integração de sistemas com sistemas legados.4.7
  • Infraestrutura de TI: hardware Componentes da infraestrutura de TI A infraestrutura de TI de uma empresa compõe-se de hardware, software, tecnologia de gestão de dados, tecnologia de rede e serviços de tecnologia.4.8
  • Infraestrutura de TI: hardware Tipos de computador • Há computadores de todos os tamanhos, com diferentes recursos para o processamento de informações. • Smartphones, netbooks, leitores de e-books • PCs • Estações de trabalho • Capacidade de processamento matemático e gráfico superior à de um PC4.9
  • Infraestrutura de TI: hardware Tipos de computador • Servidores • Tipo de computador de médio porte. • Suporta redes de computadores, compartilhando arquivos e recursos. • Oferece a plataforma de hardware para o e-commerce. • Mainframes • Computador de maior capacidade e de mais alto desempenho que consegue processar rapidamente grandes volumes de dados. • Ex.: usado por companhias aéreas para realizar milhares de reservas por segundo.4.10
  • Infraestrutura de TI: hardware Tipos de computador • Supercomputador • Computador mais sofisticado, de projeto especial, usado para executar tarefas que requerem cálculos complexos e extremamente rápidos, com milhares de variáveis, milhões de medidas. • Usados em análise de estruturas de engenharia, simulações e experimentos científicos, assim como em trabalhos militares, como pesquisa de armas de uso restrito e previsão do tempo. • Computação em grade • Conecta, em uma única rede, computadores geograficamente distantes, criando assim um “supercomputador virtual”.4.11
  • Infraestrutura de TI: hardware Tipos de computador • Computação cliente/servidor: • Forma de computação distribuída • Divide o processamento entre “clientes” e “servidores” • Clientes: ponto de entrada do usuário • Servidores: armazenam e processam dados compartilhados e executam funções de gerenciamento de rede4.12
  • Infraestrutura de TI: hardware Tipos de computador • Computação cliente/servidor (cont.): • Arquitetura cliente/servidor de duas camadas • Usa dois tipos de máquina. • Arquitetura cliente/servidor multicamadas (N-tier) • Distribui a carga da rede por diferentes níveis de servidores. • Ex.: servidores Web e servidores de aplicação.4.13
  • Infraestrutura de TI: hardware Computação cliente/servidor Nesta computação, o processamento computacional é dividido entre máquinas clientes e máquinas servidoras conectadas por uma rede. O usuário interage com a interface das máquinas clientes.4.14
  • Infraestrutura de TI: hardware Uma rede cliente/servidor multicamadas (N-camadas) Em uma rede cliente/servidor multicamadas, as solicitações do cliente são atendidas por servidores de diferentes níveis.4.15
  • Infraestrutura de TI: hardware Tecnologia de armazenamento, entrada e saída • Tecnologia de armazenamento secundário • Disco magnético • Discos rígidos, drives removíveis USB • RAID: podem reunir mais de uma centena de drives de discos em uma única unidade de grande porte • Discos óticos • CD-ROM, CD-RW, DVD • Fita magnética • Redes de armazenamento de dados • Conectam inúmeros dispositivos de armazenamento em uma rede de alta velocidade independente e dedicada4.16
  • Infraestrutura de TI: hardware Rede de armazenamento de dados (SAN) A SAN armazena dados em diversos tipos diferentes de dispositivos, provendo dados para a empresa. Ela apoia a comunicação entre qualquer servidor e a unidade de armazenamento, bem como entre os diferentes dispositivos de armazenamento da rede.4.17
  • Infraestrutura de TI: hardware Tecnologia de armazenamento, entrada e saída • Dispositivos de entrada: • Recolhem dados e os convertem em formato eletrônico: • teclado; • mouse de computador; • tela sensível ao toque; • reconhecimento óptico de caracteres; • reconhecimento de caracteres de tinta magnética; • entrada por caneta; • dispositivo de varredura digital; • entrada de áudio; e • sensores.4.18
  • Infraestrutura de TI: hardware Tecnologia de armazenamento, entrada e saída • Dispositivos de saída: • Apresentam os dados depois de processados: • monitores; • impressoras; e • saídas de áudio. • Sistema de informação: • Coletam e processam informações de duas maneiras: • Processamento em lote: as transações são armazenadas por um período definido de tempo e processadas como grupo. • Processamento on-line: as transações são processadas imediatamente.4.19
  • Infraestrutura de TI: hardware Tendências contemporâneas de hardware • Plataforma digital móvel emergente • Baseada em novos dispositivos de hardware como telefones celulares, netbooks e tablets. Uma nova “plataforma”. • Comunicação sem fio através de redes 3G e Wi-Fi. • Novas aplicações de software. • Nanotecnologia • Cria processadores de computador e outros dispositivos milhares de vezes menores através da manipulação de átomos e moléculas individuais.4.20
  • Infraestrutura de TI: hardware Exemplos de nanotubos Nanotubos são tubos pequeninos, cerca de 10 mil vezes mais finos do que um fio de cabelo humano. Eles consistem de folhas de carbono em forma de hexágono enroladas; podem potencialmente ser utilizados como fios minúsculos ou em dispositivos eletrônicos ultrapequenos e em poderosos condutores de corrente elétrica.4.21
  • Infraestrutura de TI: hardware Tendências contemporâneas de hardware • Computação em nuvem: • Modelo de computação no qual empresas e indivíduos obtêm recursos computacionais pela Internet: • Infraestrutura em nuvem como serviço • Plataforma em nuvem como serviço • Software em nuvem como serviço • Computação autônoma: • Desenvolvimento de sistemas que podem se autoconfigurar e se autoconsertar. Ex.: software antivírus de atualização automática4.22
  • Infraestrutura de TI: hardware Plataforma de computação em nuvem Na computação em nuvem, as capacidades de hardware e software são oferecidas como serviços na Internet. Utilizando um dispositivo conectado à Internet, empresas e empregados têm acesso a aplicações e infraestrutura de TI em qualquer lugar e a qualquer hora.4.23
  • Infraestrutura de TI: hardware Tendências contemporâneas de hardware • Virtualização: • Apresenta uma série de recursos computacionais de modo que todos possam ser acessados de maneira que não estejam restritos pela configuração física ou pela localização geográfica. • Virtualização de servidores: permite rodar mais de um sistema operacional ao mesmo tempo em uma única máquina.4.24
  • Infraestrutura de TI: hardware Seção interativa: Organizações A computação verde é boa para os negócios? • Leia a Seção interativa e responda as seguintes questões: • Que problemas sociais e empresariais são causados pelo consumo de energia nos centros de dados? • Quais as soluções disponíveis para esses problemas? Quais delas estão preocupadas com o meio ambiente? • Quais são os benefícios empresariais e os custos dessas soluções? • Todas as empresas deveriam seguir na direção da computação verde? Justifique.4.25
  • Infraestrutura de TI: hardware Tendências contemporâneas de hardware • Processadores multinúcleo • Circuito integrado com dois ou mais processadores. • Aumentam o desempenho, reduzem o consumo de energia e executam de modo mais eficiente o processamento simultâneo de múltiplas tarefas.4.26
  • Infraestrutura de TI: software Software de sistema operacional • Software que gerencia e controla as atividades do computador • Sistema operacional de PCs e interfaces gráficas de usuários • GUIs • Windows 7, Windows Vista e Windows Server 2008 • UNIX • Linux • Software de código-fonte aberto (open-source)4.27
  • Infraestrutura de TI: software Seção interativa: Tecnologia A novidade do toque • Leia a Seção interativa e responda as seguintes questões: • Que problemas são resolvidos com a tecnologia multitoque? • Quais as vantagens e desvantagens das interfaces multitoque? Quão úteis elas podem ser? Explique. • Descreva três aplicações de negócios que se beneficiariam de uma interface multitoque. • Quais questões humanas, empresariais e tecnológicas devem ser consideradas se você ou sua empresa considerasse adotar sistemas e computadores com interfaces multitoque?4.28
  • Infraestrutura de TI: software Os principais tipos de softwareA relação entre software de sistema,software aplicativo e usuários podeser ilustrada por uma série de caixasalojadas uma dentro da outra. Osoftware de sistema — composto desistemas operacionais, tradutores delinguagem e programas utilitários —controla o acesso ao hardware. Paraoperar, os softwares aplicativos,como as linguagens deprogramação e as de “quartageração”, devem trabalhar por meiodo software de sistema. O usuáriointerage primariamente com osoftware aplicativo.4.29
  • Infraestrutura de TI: software Software aplicativo e ferramentas de produtividade para PCs • Linguagem de programação de aplicativos para empresas • COBOL • C, C++ • Visual Basic: linguagem de programação visual • Linguagens de quarta geração • Ferramentas de software que habilitam usuários finais a desenvolver softwares aplicativos • Tendem a ser não procedurais, podem utilizar linguagem natural4.30
  • Infraestrutura de TI: software Categorias de linguagem de quarta geração Ferramenta Descrição Exemplo Ferramentas de Pacotes de software aplicativo de uso WordPerfect software geral para PCs. Microsoft Access para PC Linguagens de consulta Linguagens para extrair dados SQL armazenados em arquivos ou bancos de dados. Geradores de relatórios Ferramentas para criar relatórios Crystal Reports customizados sob uma grande variedade de formatos. Linguagens gráficas Extraem dados de arquivos ou bancos SAS Graph de dados e os apresentam sob o Systat formato de gráficos. Geradores de Módulos pré-programados que podem WebFOCUS aplicações gerar aplicações completas. QuickBase Pacotes de softwares Programas de software que eliminam a Oracle PeopleSoft HCM aplicativos necessidade de software personalizado. mySAP ERP4.31
  • Infraestrutura de TI: software Software aplicativo e ferramentas de produtividade para PCs • Pacotes de software e ferramentas de produtividade para PCs • Software de processamento de texto • Software de planilha eletrônica • Softwares gerenciadores de bancos de dados • Recursos gráficos de apresentação • Suítes de software • Navegadores da Web4.32
  • Infraestrutura de TI: software Software de planilha eletrônica Este software organiza dados em colunas e linhas para análise e manipulação. Os softwares de planilha mais modernos oferecem recursos gráficos para apresentação visual clara dos dados. Esta amostra de análise de ponto de equilíbrio é representada como números sobre a planilha e também sob a forma de um gráfico de linha, que facilita a interpretação dos dados.4.33
  • Infraestrutura de TI: software Softwares para a Web: Java, Ajax e HTML• Java: • Linguagem de programação orientada a objeto e que não está vinculada a um processador ou sistema operacional específico.• AJAX: • Permite que um cliente e um servidor troquem pequenos dados nos bastidores para que não haja necessidade de recarregar uma página da Web inteira.• Hypertext markup language (HTML): • Linguagem de descrição de página que especifica como os elementos serão organizados em uma página da Web e para criar links dinâmicos com outras páginas e objetos.4.34
  • Infraestrutura de TI: software Serviços da Web • Serviços da Web: • Componentes de software vagamente relacionados que trocam informações entre si usando linguagens e padrões de comunicação universais da Web • XML (extensible markup language) • SOAP (simple object access protocol) • WSDL (web services description language) • UDDI (universal description, discovery, and integration) • Arquitetura orientada a serviços (SOA)4.35
  • Infraestrutura de TI: software Como a Dollar Rent-A-Car usa serviços Web Com os serviços Web, a Dollar Rent-A-Car conta com uma camada de software intermediária padronizada para “conversar” com os sistemas de informação de outras empresas. A Dollar pode usar esse conjunto de serviços Web para conectar-se aos sistemas de informação de outras organizações sem ter de desenvolver um link separado para cada um.4.36
  • Infraestrutura de TI: software Tendências de software • Software de código-fonte aberto (open source) • Linux, Apache • Computação em nuvem • Google Apps, Office Web Apps • Mashups • Faceforce, ZipRealty, BidNearBy • Widgets • Apple Dashboard, Yahoo! Weather • Software como serviço (SaaS) • Salesforce.com4.37
  • Administração dos recursos de hardware e software• Planejamento de capacidade • Processo de prever quando um sistema de hardware de computador ficará saturado • Assegura que a organização tenha recursos suficientes para suas necessidades correntes e futuras • Fatores incluídos: • número máximo de usuários; • impacto da aplicações de software existentes ou futuras; e • medições de desempenho.• Escalabilidade: capacidade que um computador, produto ou sistema tem de expandir-se para servir a um número maior de usuários sem sofrer pane4.38
  • Administração dos recursos de hardware e software • Custo total de propriedade (total cost of ownership — TCO) • Utilizado para analisar esses custos diretos e indiretos, auxiliando as empresas a determinar o custo real de implantação de tecnologias específicas. • Custos diretos: custos de aquisição de hardware e software. • Custos indiretos: custos contínuos de administração, atualizações, manutenção, suporte técnico, treinamento, instalações e aluguéis. • Custos ocultos: pessoal de suporte, downtime e gestão adicional da rede. • O TCO pode ser reduzindo com o aumento da centralização e da padronização dos recursos de hardware e software.4.39
  • Administração dos recursos de hardware e software• Utilização de provedores de serviços tecnológicos • Outsourcing (terceirização) • Utilização de provedores externos para: • Gerenciar redes. • Hospedar e gerenciar sites. • Desenvolver software (outsourcing internacional de software). • Gerenciar infraestruturas de TI. • Demanda um acordo de nível de serviços (service level agreement — SLA)4.40
  • Administração dos recursos de hardware e software • Utilizando os serviços da nuvem • Empresas pequenas “alugam” a infraestrutura de outra empresa para evitar os gastos com manutenção de seus próprios hardware e software • Descarga da demanda de pico por serviços computacionais para grandes centros de dados remotos • Gerenciando plataformas móveis • Contrabalançar os ganhos na produtividade obtidos com o uso de dispositivos móveis com os custos de integração desses dispositivos à infraestrutura de TI da empresa • O TCO para dispositivos sem fio varia de 1 a 3 mil dólares4.41
  • Administração dos recursos de hardware e software• Gerenciando a localização de software para empresas globais • Interfaces com idioma local • O inglês pode não ser a língua-padrão nos níveis médio e baixo da empresa • Interfaces são mais complexas: barras de menu, mensagens de erro, formulários on-line, resultados de consultas etc. • Diferenças na cultura local • Diferenças nos processos de negócios• Todos esses fatores aumentam o TCO e influenciam nas decisões sobre terceirizar ou utilizar os provedores de serviços de tecnologia.4.42