© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
O mercado de Eficiência Energética no Brasil
Effektivitet Energimarkede...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
• 21 anos de atividades no Mercado;
• 21 prêmios Nacionais de conservaç...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Estrutura Societária
25,4%
Sócios
Fundadores
74,6%
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
ESPECIALIDADES
VAPOR
ILUMINAÇÃO
TORRES ARREFECIMENTO
CLIMATIZAÇÃO
REFRI...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Player’s do Mercado
A INDUSTRIA tem consciência
que precisa se tornar m...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Modelos do Mercado Brasileiro
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Os Modelos Ideais
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Modelos
Modelo Performance | Esco Características
• Recurso 100% ESCO
•...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Modelo Performance | CompartilhadoCaracterísticas
• Investimento Compar...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
O mercado industrial de “SC”
70% das indústrias do estado
possuem objet...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
A “influência” do Fabricante
25 projetos apresentados  Custo Total = R...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Este mercado é somente do PEE?
PROJETOS
SELECIONADOS
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
O industria “já sabe o que fazer”?!
Torres de resfriamento
•Troca do mo...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
Oportunidades no segmento industrial
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
O case da Pepsico
• Levantamento, análises, desenvolvimento da
solução ...
© CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados.
O case do Shopping Paulista
• Levantamento, análises, desenvolvimento d...
© CPFL Energia 2014. Todos os direitos reservados.
Workshop EE 2014 - 05. Alexandre Behrens - Eficiência Energética em Sistemas Energéticos Industriais
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Workshop EE 2014 - 05. Alexandre Behrens - Eficiência Energética em Sistemas Energéticos Industriais

2.179 visualizações

Publicada em

Apresentação do Workshop Cenário de Eficiência Energética no Brasil realizado na CPFL Energia em 16/07/2014.

Publicada em: Serviços
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.179
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
775
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Workshop EE 2014 - 05. Alexandre Behrens - Eficiência Energética em Sistemas Energéticos Industriais

  1. 1. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. O mercado de Eficiência Energética no Brasil Effektivitet Energimarkedet i Brasilien ikke har en rygrad til at støtte det uden hjælp fra andre spillere. Kun få virksomheder har specialiseret sig i dette segment, og der er mange muligheder. Energieffektivitet er den billigste, ren og effektiv måde at generere strøm. Le marché de l'efficacité énergétique au Brésil n'a pas de colonne vertébrale à la soutenir sans l'aide d'autres joueurs. Peu d'entreprises spécialisées dans ce secteur et il ya beaucoup de possibilités. L'efficacité énergétique est le moyen le moins cher propre et efficace, pour produire de l'énergie. El mercado de la eficiencia energética en Brasil no tiene una columna vertebral para apoyarlo sin la ayuda de otros jugadores. Pocas empresas especializadas en este segmento y que hay muchas oportunidades. La eficiencia energética es la manera más barata, limpia y eficiente para generar energía. O mercado de eficiência energética no Brasil não tem uma espinha dorsal para apoiá-lo sem a ajuda de outros players. Poucas são as empresas especializadas neste segmento e há muitas oportunidades. A eficiência energética é a forma mais barata, limpa e eficiente para gerar energia.
  2. 2. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. • 21 anos de atividades no Mercado; • 21 prêmios Nacionais de conservação de energia; • Reconhecida como a mais experiente ESCO do Brasil; • Carteira composta por 650 Projetos Desenvolvidos; • R$ 145 milhões foi o investimento já realizado pela APS em eficiência energética nos últimos 5 anos. APS Soluções em Energia
  3. 3. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Estrutura Societária 25,4% Sócios Fundadores 74,6%
  4. 4. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. ESPECIALIDADES VAPOR ILUMINAÇÃO TORRES ARREFECIMENTO CLIMATIZAÇÃO REFRIGERAÇÃO INDUSTRIAL AR COMPRIMIDO INJETORAS/EXTRUSORAS AUTOMAÇÃO A necessidade da presença Nacional
  5. 5. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Player’s do Mercado A INDUSTRIA tem consciência que precisa se tornar mais competitiva, eficiente e moderna (competição global), mas ainda busca nos FABRICANTES a opção por ações de EE. Entende que o FABRICANTE é quem detém a informação e a tecnologia e por consequência, pode atender suas necessidades. Preferem não tomar nenhum tipo de endividamento, desconfiança quanto ao player “Esco” e da metodologia de performance, evitam aumentar ativos. O FABRICANTE é um especialista de SEU produto! Não tem a capacidade de identificar oportunidades em outros segmentos que não seja o seu portfólio. Conta com o respeito e a credulidade da INDUSTRIA (livre trânsito), mas ao levantar as oportunidades, se restringe aos custos de simples troca de equipamento, desconsiderando demais custos (implementação, M&V, custo do dinheiro). Não faz performance, mas possui boa equipe técnica para levantamento. Não toma risco. A DISTRIBUIDORA dispõe de muito recurso (PEE) para ações de EE, mas aplica mais de 60% em projetos sociais. A industria pouco recebe deste valor (menos de 2%). Chamadas publicas se tornaram obrigatórias (novo nicho). As DISTRIBUIDORAS não possuem equipes internas para realizar os pré-diagnósticos (dependem das Escos – internas ou externas). Poucas ESCOS tem “DNA” industrial. Distribuidoras podem praticar juro quase zero. O GOVERNO criou o PEE na intenção de fomentar o mercado de EE no Brasil. Com o passar do tempo, o programa foi “reescrito”. Não existe subsídios para ações de EE (troca de motores ineficientes do parque instalado). Processo de chamada publica surge em 2014, mas ainda com muitas informações desencontradas. Verba do PEE pode ser um concorrente do recurso privado, mas se bem trabalhado, também pode ser um enorme complemento. A partir de 2004, as ESCOS iniciaram um processo de “dependência” do recurso do PEE. Desta forma faltam ESCOS com “DNA” industrial e independentes. Via de regra são pequenas Empresas. Algumas Distribuidoras tem suas ESCOS (Light, Cemig) que podem assumir papel importante no mercado. O segredo do mercado das ESCOS é o modelo de negócio que passa por itens como: expertise, relacionamento, carimbo, saúde financeira... Existe muito recurso disponível no mercado para ações de EE. Ocorre que os players estão “desconectados”. A avaliação dos BANCOS seguem critérios de exigência de garantias físicas (patrimoniais) e não visualizam o projeto ou as economias como garantidor. Muitas vezes o “custo do dinheiro” é demasiado elevado quando comparado a outras tipologias de EE (PEE). O direcionamento do recurso nem sempre beneficia o modelo correto. FABRICANTE DISTRIBUIDORA INDÚSTRIA ESCOBANCO GOVERNO
  6. 6. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Modelos do Mercado Brasileiro
  7. 7. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Os Modelos Ideais
  8. 8. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Modelos Modelo Performance | Esco Características • Recurso 100% ESCO • Custo financeiro elevado • Garantia de Performance • ESCO responsável pela garantia financeira • Atrofia financeiramente o crescimento da ESCO
  9. 9. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Modelo Performance | CompartilhadoCaracterísticas • Investimento Compartilhado • Ativos responsabilidade do CLIENTE • Garantia de Performance ESCO • Serviços financiados pela ESCO • Amplia oportunidades de negócio para ESCO Modelos Ideias
  10. 10. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. O mercado industrial de “SC” 70% das indústrias do estado possuem objetivos e metas de redução do consumo de energia. Fonte: FIESC 2012 Fonte: FIESC 2012 Fonte: ABRAMAN 69% do parque fabril possui idade média maior que 10 anos 23% apontam a falta de financiamentos como a maior dificuldade para a identificação das oportunidades de eficiência energética
  11. 11. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. A “influência” do Fabricante 25 projetos apresentados  Custo Total = R$ 38.228.622,60 Energia Economizada = 45.077,66 MWh/ano Redução de Demanda = 4.179,11 kW PROJETOS APRESENTADOS MOTORES REFRIGERAÇÃO AR COMPRIMIDO AQ. SOLAR ILUMINAÇÃO
  12. 12. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Este mercado é somente do PEE? PROJETOS SELECIONADOS
  13. 13. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. O industria “já sabe o que fazer”?! Torres de resfriamento •Troca do motor •Inversor de freqüência •Automação do processo •Controle de temperatura Filtros de Manga •Força motriz •Inversores de freqüência •Automação do processo •Troca dos filtros Silos •Força motriz •Inversores de freqüência •Automação do processo Injetoras de plástico •Troca do motor •Inversor de freqüência •Automação do processo Extrusoras de plástico •Troca do motor •Inversor de freqüência •Automação do processo Sistemas de refrigeração •Troca de equipamentos •Automação e controle •Troca de motores •Inversores em moto-bombas Força Motriz Bombeamento •Troca do motor •Revitalização de bombas •Redimensionamento Aquecimento Solar •Aproveitamento de energia solar para aquecimento de água industrial, refeitório, banhos Reaproveitamento Térmico •Aproveitamento de rejeitos térmicos para aquecimento de água industrial, refeitório, banhos Iluminação •Troca da tecnologia •Automação •Setorização •Atendimento a normas •Iluminação natural Automação •Redução de perdas •Combate ao desperdício •Gerenciamento Ar comprimido •Troca de equipamentos •Redução de perdas/ vazamentos •Gerenciamento da distribuição
  14. 14. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. Oportunidades no segmento industrial
  15. 15. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. O case da Pepsico • Levantamento, análises, desenvolvimento da solução técnica e projeto executivo de nova central de geração de vapor; • Gestão e fiscalização de 100% da implementação do projeto; • Responsabilidade por 100% dos investimentos; • Responsabilidade pela operação e manutenção da central durante 5 anos (período do contrato); • Medição e verificação dos resultados mensal e faturamento com base no consumo de vapor; • Economia de R$ 670.000,00 por ano. BOT Geração de vapor com biomassa
  16. 16. © CPFL Energia 2009. Todos os direitos reservados. O case do Shopping Paulista • Levantamento, análises, desenvolvimento da solução técnica para melhoria da eficiência da refrigeração; • Projeto executivo de nova CAG para atender a 100% da demanda de frio do shopping; • Gestão e fiscalização de 100% da implementação do projeto; • Responsabilidade por 100% dos investimentos; • Responsabilidade pela operação e manutenção da central durante 10 anos (período do contrato); • Economia de R$ 1.000.000,00 por ano. BOT Central de Água Gelada - CAG
  17. 17. © CPFL Energia 2014. Todos os direitos reservados.

×