COLÉGIO MILITAR                   AREA DE PROJECTO                    ANO LECTIVO 2007/2008 PROTECÇÃO E CONSERVAÇÃO DO AMB...
“Se queres um ano de prosperidade ,                                semeia milho.    Se queres dez anos de prosperidade,   ...
INTRODUÇÃO………………………………………………………………………………………. 4PROTECÇÃO E CONSERVAÇÃO DO AMBIENTE…………………………50 EFEITO DE ESTUFA………………………………...
INTRODUÇÃO     No âmbito da Área de Projecto, sob a coordenação dosprofessores Dr. Luís Saldanha e Dr.ª Alexandra Coutinho...
PROTECÇÃO E CONSERVAÇÃO DO AMBIENTEO Homem influencia a Natureza produzindo nela impactospositivos e impactos negativos.Os...
Os   impactos    negativos   são       agravados   pelo   crescimentoexponencial da população humana.Este crescimento expl...
0 EFEITO DE ESTUFAUma das consequências da poluição é o efeito de estufa. Mas oque é o efeito de estufa?Quando a radiação ...
Este facto provoca o aquecimento da superfície terrestre e daatmosfera.O impedimento da dispersão total do calor para o es...
O AQUECIMENTO GLOBALO uso de combustíveis fósseis bem como outros processos a nívelindustrial têm levado à acumulação na a...
Mas o que significa este aquecimento global?É o aumento da temperatura terrestre (não só numa zonaespecifica, mas em todo ...
GASES DE EFEITO DE ESTUFAOs principais gases responsáveis pelo agravamento do efeito deestufa são:                 DIÓXIDO...
Diariamente são enviados cerca de 6 mil milhões de toneladas deCO2 para a atmosfera.                              12
CLOROFLUORCARBONO (CFC)  • Responsável por cerca de 10% do efeito de estufa;  • Duração de 50 a 1700 anos na atmosfera.Pri...
• Duração de 15 anos na atmosfera.Principais causas:  •   Produzido por campos de arroz, pelo gado e pelas lixeiras.      ...
• Responsável por cerca de 6% do efeito de estufa.Principais causas:  •   Produzido pela combustão da madeira e de combust...
CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO DE ESTUFAAs consequências do aumento do efeito de estufa são:   Degelo das calotes polares       ...
   Aumento do nível das aguas do mar                                17
 Inundações nas zonas baixas   Mais fortes e numerosas tempestades formadas nos oceanos                                18
 Efeitos na biodiversidade   Custos    humanos   –    Em    termos humanos,                              19
todos estes efeitos se fazem sentir de forma muitoprofunda na qualidade de vida.                          20
SOLUÇÕES ?“O que fizermos nos próximos 2 a 3 anos vai determinar onosso futuro...”                   TEMOS QUE PROCURAR SO...
UTILIZAÇÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEISPara melhorar o nosso planeta e impedir a continua degradaçãodas suas condições temos de ...
Energia Solar“    Aproveitar a energia solar significa utilizá-la directamentepara uma função, como seja aquecer um fluído...
Energia Eólica“    As turbinas eólicas convertem a energia cinética do ventoem energia mecânica. A energia mecânica pode s...
Energia Maremotriz“    Energia Maremotriz é um modo de geração de electricidadeatravés da utilização da energia contida no...
Energia Cinética                Energia Geotérmica“    … quantidade de energia sob a forma térmica contida nointerior do p...
 Água Subterrânea          Energia Hídrica“ A Energia Hídrica é a energia obtida a partir da energiapotencial de uma mass...
VANTAGENS DAS ENERGIAS RENOVÁVEIS Podem ser consideradas inesgotáveis à escala humana. Permitem reduzir significativamen...
 Reduzem a dependência energética da nossa sociedade face      aos combustíveis fósseis.     Conduzem à investigação em ...
 Embalagens:     Plástico: -70% de energia     Alumínio: -5%     Aço: -70%REDUZIR A ENERGIA RESIDENCIAL   Eficiência ...
   Utilização de Lâmpadas CFL          Redução de 60% de energia          Duração entre 6 e 15 vezes superior          L...
NÂOSIM Utilizar equipamentos classe A                        32
 Não deixar equipamentos em “Stand-by”   Não deixar televisões, computadores e electrodomésticos   em   “stand-by”   redu...
 Andar a pé ou de bicicleta Utilizar os transportes públicos (1/13 da energia  necessária para o mesmo número de passage...
Não poderíamos terminar este trabalho sem referirmos o que oColégio Militar está a fazer neste âmbito.O CM está a desenvol...
Todas estas áreas de actuação estão a desenvolver planos etrabalhos para que tornemos o colégio mais “verde”.No âmbito dos...
CÓDIGO AMBIENTAL DO “MENINO DA LUZ”  O MENINO DA LUZ NÃO DESPERDIÇA ÁGUAO MENINO DA LUZ NÃO DESPERDIÇA ELECTRICIDADE  ALTO...
CONCLUSÃO              Sob o signo da Barretina vamos    contribuir para a protecção do ambientePor uma Terra onde gostemo...
GLOSSÁRIO AMBIENTALAgricultura Biológica – Tipo de agricultura que utiliza formas deluta biológica e de luta integrada con...
Clorofluorcarbonetos – Gases produzidos pelo homem e utilizadosno trabalho industrial como refrigerantes ou propelentes. S...
Meteorologia – Ciência que estuda a atmosfera terrestre, as suaspropriedades e os fenómenos que nela ocorrem.Poluição – Al...
BIBLIOGRAFIA                     OBRAS CONSULTADAS− Atlas da Terra.   Ambiente – O check-up do Planeta. Didáctica  Editora...
− JESUS, Patrícia.   E se a Terra fosse um imenso condomínio? .  Artigo publicado no Diário de Noticias de 13 de Abril 200...
− PROJECTO RESIDUOS EM MOVIMENTO. www.residuosemmovimento.net− SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E T...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Protecção e conservação do ambiente

1.422 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Protecção e conservação do ambiente

  1. 1. COLÉGIO MILITAR AREA DE PROJECTO ANO LECTIVO 2007/2008 PROTECÇÃO E CONSERVAÇÃO DO AMBIENTEPROFESSORES – DR. LUIS SALDANHA E DRª. ALEXANDRA COUTINHO ALUNOS 1ºANO – TURMA C – 340 - DIOGO FERREIRA 591- FRANCISCO ARAÚJO 1
  2. 2. “Se queres um ano de prosperidade , semeia milho. Se queres dez anos de prosperidade, planta árvores. Se queres cem anos de prosperidade, educa as pessoas.” Pr ov ér bi o c hii n ês h EDUCAÇÃO AMBIENTAL“A educação ambiental, como componente essencial noprocesso de formação e educação permanente, com umaabordagem vocacionada para a resolução de problemas,contribui para o envolvimento activo do público, torna osistema educativo mais relevante e mais realista e estabeleceuma maior interdependência entre estes sistemas e o seuambiente natural e social, com o objectivo de um crescentebem estar das comunidades humanas”. UNESCO ÍNDICE 2
  3. 3. INTRODUÇÃO………………………………………………………………………………………. 4PROTECÇÃO E CONSERVAÇÃO DO AMBIENTE…………………………50 EFEITO DE ESTUFA…………………………………………………………………………7O AQUECIMENTO GLOBAL……………………………………………………………….9GASES DE EFEITO DE ESTUFA………………………………….……………… 11CONSEQUENCIAS DO EFEITO DEESTUFA...................................................................................17SOLUÇÕES?......................................................21UTILIZAÇÃO DE ENERGIAS RENOVAVEIS………………….…………22VANTAGENS DAS ENERGIAS RENOVAVEIS………………………….28OUTRAS MEDIDAS A TOMAR……………………………………………….………29O COLÉGIO e o AMBIENTE ………………………………………………………….34CÓDIGO AMBIENTAL DO “MENINO DA LUZ”……………………….36CONCLUSÃO………………………………………………………………………………………….37GLOSSÁRIO AMBIENTAL…………………………………………………………..…….38BIBLIOGRAFIA…………………………………………………………………………………….41 3
  4. 4. INTRODUÇÃO No âmbito da Área de Projecto, sob a coordenação dosprofessores Dr. Luís Saldanha e Dr.ª Alexandra Coutinho, foirequerido que os alunos, constituídos em pequenos grupos,elaborassem trabalhos sobre temáticas ambientais. Este trabalho, cujo tema se intitula “Protecção eConservação do Ambiente”, foi realizado pelos seguintes alunos do1ºAno Turma C: 340 – Diogo Campos Ferreira 591 – Francisco José de Jesus Santana Cordeiro de Araújo 4
  5. 5. PROTECÇÃO E CONSERVAÇÃO DO AMBIENTEO Homem influencia a Natureza produzindo nela impactospositivos e impactos negativos.Os impactos positivos são devido ao esforço de:  Conservação - identificando espécies em risco e factores de risco.  Protecção – criando parques naturais, parques nacionais, reservas naturais (podendo ser continentais ou marinhas), paisagens protegidas, sítios classificados e monumentos naturais. 5
  6. 6. Os impactos negativos são agravados pelo crescimentoexponencial da população humana.Este crescimento explosivo está na sequência da revoluçãoindustrial e na melhoria das condições de vida ao nível económico,da saúde, do saneamento básico e da higiene.O crescimento exponencial implica um consumo intensivo derecursos, uma maior ocupação de espaços e uma maior produçãode resíduos. 6
  7. 7. 0 EFEITO DE ESTUFAUma das consequências da poluição é o efeito de estufa. Mas oque é o efeito de estufa?Quando a radiação solar atravessa a atmosfera e encontra asuperfície terrestre a maior parte desta radiação é absorvidapela superfície terrestre aquecendo-a.Há, no entanto, radiação solar que é reflectida pela superfície devolta ao espaço.Porem parte desta radiação reflectida (radiação infravermelha -calor), não regressa ao espaço, pois é reflectida de novo eabsorvida pela camada de gases de estufa que envolve o planeta. 7
  8. 8. Este facto provoca o aquecimento da superfície terrestre e daatmosfera.O impedimento da dispersão total do calor para o espaço exteriordeve-se a uma espécie de camada protectora, ou seja a gasesnaturais que existem na atmosfera e criam o denominado efeitode estufa.Se não existisse o efeito de estufa, a temperatura da superfícieterrestre seria, em média, cerca de 34º mais fria.O efeito de estufa gerado pela natureza é, não apenas benéfico,mas imprescindível para a manutenção da vida sobre a Terra.Porém existe um aumento do efeito de estufa que é prejudicial. 8
  9. 9. O AQUECIMENTO GLOBALO uso de combustíveis fósseis bem como outros processos a nívelindustrial têm levado à acumulação na atmosfera de gasespropícios ao efeito de estufa.Assim estamos perante um efeito de estufa aumentado pela acçãohumana que está a provocar o aquecimento global. 9
  10. 10. Mas o que significa este aquecimento global?É o aumento da temperatura terrestre (não só numa zonaespecifica, mas em todo o planeta).Este aumento tem vindo a preocupar a comunidade científica cadavez mais.De acordo com o painel intergovernamental sobre as alteraçõesclimáticas da ONU: ⇒ O aquecimento climático é inequívoco e coincide com os picos das emissões de gases com efeito de estufa da actividade humana; ⇒ A temperatura média da Terra subiu 0.74ºc nos últimos 100 anos; ⇒ As temperaturas médias devem subir entre 1.1ºc e 6.4ºc até 2100. 10
  11. 11. GASES DE EFEITO DE ESTUFAOs principais gases responsáveis pelo agravamento do efeito deestufa são: DIÓXIDO DE CARBONO (CO2) • Responsável por cerca de 64% do efeito de estufa; • Duração de 50 a 200 anos na atmosfera.Principais causas: • Combustão de combustíveis fósseis (petróleo, gás natural, carvão, desflorestação). 11
  12. 12. Diariamente são enviados cerca de 6 mil milhões de toneladas deCO2 para a atmosfera. 12
  13. 13. CLOROFLUORCARBONO (CFC) • Responsável por cerca de 10% do efeito de estufa; • Duração de 50 a 1700 anos na atmosfera.Principais causas: • São usados em sprays, motores de aviões, plásticos e solventes utilizados na indústria electrónica. METANO (CH4) • Responsável por cerca de 19% do efeito de estufa; 13
  14. 14. • Duração de 15 anos na atmosfera.Principais causas: • Produzido por campos de arroz, pelo gado e pelas lixeiras. ÁCIDO NÍTRICO (HNO3) 14
  15. 15. • Responsável por cerca de 6% do efeito de estufa.Principais causas: • Produzido pela combustão da madeira e de combustíveis fósseis, pela decomposição de fertilizantes químicos e por micróbios. OZONO (O3)Principais causas: • É originado através da poluição dos solos provocada pelas fábricas, refinarias de petróleo e veículos automóveis. 15
  16. 16. CONSEQUÊNCIAS DO EFEITO DE ESTUFAAs consequências do aumento do efeito de estufa são:  Degelo das calotes polares 16
  17. 17.  Aumento do nível das aguas do mar 17
  18. 18.  Inundações nas zonas baixas Mais fortes e numerosas tempestades formadas nos oceanos 18
  19. 19.  Efeitos na biodiversidade Custos humanos – Em termos humanos, 19
  20. 20. todos estes efeitos se fazem sentir de forma muitoprofunda na qualidade de vida. 20
  21. 21. SOLUÇÕES ?“O que fizermos nos próximos 2 a 3 anos vai determinar onosso futuro...” TEMOS QUE PROCURAR SOLUÇÕES E ACTUAR RÁPIDAMENTE ! 21
  22. 22. UTILIZAÇÃO DE ENERGIAS RENOVÁVEISPara melhorar o nosso planeta e impedir a continua degradaçãodas suas condições temos de tomar medidas.A utilização de energia renovável será uma ajuda.A energia renovável é aquela que é obtida de fontes naturaiscapazes de se regenerar, portanto virtualmente inesgotáveis.Tipos de energias renováveis:  Energia Solar  Energia Eólica  Energia Maremotriz  Energia Geotérmica  Energia Hídrica 22
  23. 23. Energia Solar“ Aproveitar a energia solar significa utilizá-la directamentepara uma função, como seja aquecer um fluído (sistemas solarestérmicos), promover a sua adequada utilização num edifício(sistemas solares passivos) ou produzir energia eléctrica(sistemas fotovoltaícos).”Tecnologias para aproveitamento da energia solar:  Sistemas Térmicos: Colector Solar; Cozinhas Solares.  Sistemas Fotovoltaicos: Célula Fotovoltaica. 23
  24. 24. Energia Eólica“ As turbinas eólicas convertem a energia cinética do ventoem energia mecânica. A energia mecânica pode ser utilizada emtarefas específicas, como por exemplo na bombagem de água ouna moagem de grãos, ou convertida em energia eléctrica numgerador.”Tecnologias para aproveitamento da energia eólica:  Moinhos de Vento  Aeromotores  Turbinas Eólicas Horizontais  Turbinas Eólicas Verticais 24
  25. 25. Energia Maremotriz“ Energia Maremotriz é um modo de geração de electricidadeatravés da utilização da energia contida no movimento de massasde água devido às marés. Existem dois tipos: a energia cinéticadas correntes devido às marés e a energia potencial peladiferença de altura entre as marés alta e baixa.”Tecnologias para aproveitamento da energia maremotriz:  Aproveitamento da Energia das Mares. Energia Potencial  Aproveitamento das Ondas. 25
  26. 26. Energia Cinética Energia Geotérmica“ … quantidade de energia sob a forma térmica contida nointerior do planeta. Está é transmitida para a crosta terrestresobretudo por condução…”Tecnologias para aproveitamento da energia geotérmica:  Rocha Seca Quente  Rocha Húmida Quente  Vapor Seco  Sonda Geotérmica  Colectores Horizontais 26
  27. 27.  Água Subterrânea Energia Hídrica“ A Energia Hídrica é a energia obtida a partir da energiapotencial de uma massa de água.”Tecnologias para aproveitamento da energia hídrica:  Moinhos de Águas  Barragens Hidroeléctricas 27
  28. 28. VANTAGENS DAS ENERGIAS RENOVÁVEIS Podem ser consideradas inesgotáveis à escala humana. Permitem reduzir significativamente as emissões de CO2. 28
  29. 29.  Reduzem a dependência energética da nossa sociedade face aos combustíveis fósseis.  Conduzem à investigação em novas tecnologias que permitam melhor eficiência energética. OUTRAS MEDIDAS A TOMAROutras medidas podem contribuir para melhorar o ambiente: RECICLAR  1 Tonelada de Papel poupa-se:  -22 árvores  -70% de energia  -75% de poluição  Vidro: -25% a -30% de energia e -50% de H20 29
  30. 30.  Embalagens:  Plástico: -70% de energia  Alumínio: -5%  Aço: -70%REDUZIR A ENERGIA RESIDENCIAL Eficiência energética residencial/edifícios 50% da energia é utilizada na cozinha e em AQS Soluções: Evitar desperdício Usar microondas Painéis Solares (reduz até 80% de energia para AQS) 30
  31. 31.  Utilização de Lâmpadas CFL Redução de 60% de energia Duração entre 6 e 15 vezes superior Lâmpadas com potência adequada Não desperdiçar Utilizar luz natural 31
  32. 32. NÂOSIM Utilizar equipamentos classe A 32
  33. 33.  Não deixar equipamentos em “Stand-by” Não deixar televisões, computadores e electrodomésticos em “stand-by” reduz 30% do consumo total dos equipamentos e reduz, também, 12% do consumo de electricidade da habitação.MAIS ALGUNS CONSELHOS: 33
  34. 34.  Andar a pé ou de bicicleta Utilizar os transportes públicos (1/13 da energia necessária para o mesmo número de passageiros) Eco-condução “Carpooling” Automóveis eficientes e com baixas emissões 34
  35. 35. Não poderíamos terminar este trabalho sem referirmos o que oColégio Militar está a fazer neste âmbito.O CM está a desenvolver o projecto ECOlégio, envolvendomilitares, professores e alunos, e abrangendo as seguintes áreas:  Resíduos/reciclagem  Área Projecto  Água  Compostagem  Óleos  Espaços Verdes  Higiene no trabalho 35
  36. 36. Todas estas áreas de actuação estão a desenvolver planos etrabalhos para que tornemos o colégio mais “verde”.No âmbito dos planos, destacamos o Plano de Gestão de Resíduos.Neste plano estabelecem-se as linhas de actuação referentes àgestão de resíduos produzidos no Colégio Militar.Este plano tem ainda alguns conceitos que julgamos importantesaqui referir:  RECOLHA – A operação de apanha, selectiva ou indiferenciada, de triagem e ou mistura de resíduos com vista ao seu transporte.  TRIAGEM – Acto de separação de resíduos mediante processos manuais ou mecânicos, sem alteração das suas características, com vista à sua valorização ou a outras operações de gestão.  VALORIZAÇÂO – A operação de reaproveitamento de resíduos prevista na legislação em vigor.Como “Meninos da Luz” achamos que temos responsabilidadesacrescidas, pelo que devemos ter uma conduta irrepreensíveltambém nesta área.Assim propomos um: CÓDIGO AMBIENTAL DO “MENINO DA LUZ” 36
  37. 37. CÓDIGO AMBIENTAL DO “MENINO DA LUZ” O MENINO DA LUZ NÃO DESPERDIÇA ÁGUAO MENINO DA LUZ NÃO DESPERDIÇA ELECTRICIDADE ALTO !... O MENINO DA LUZ PROTEGE A NATUREZA O MENINO DA LUZ NÃO POLUI O MENINO DA LUZ RECICLA 37
  38. 38. CONCLUSÃO Sob o signo da Barretina vamos contribuir para a protecção do ambientePor uma Terra onde gostemos de VIVER… 38
  39. 39. GLOSSÁRIO AMBIENTALAgricultura Biológica – Tipo de agricultura que utiliza formas deluta biológica e de luta integrada contra os parasitas e osinfestantes, em vez dos habituais pesticidas e herbicidasquímicos.Águas residuais – Águas de descarga e lavagem produzidas porhabitações, industrias e empresas, contendo substânciaspoluentes.Atmosfera – Camada, constituída essencialmente por azoto eoxigénio, que envolve a terra.Biodegradável – Substancia que pode ser degradada pormicrorganismos normalmente presentes no ambiente.Biodiversidade – Conjunto constituído pela flora e fauna daTerra.Buraco na Camada de Ozono – Diminuição da concentração deOzono, na camada superior da Atmosfera, que protege a Terradas radiações solares ultravioletas nocivas para os seres vivos.Clima – Conjunto de condições meteorológicas de umadeterminada região, durante as estações do ano. 39
  40. 40. Clorofluorcarbonetos – Gases produzidos pelo homem e utilizadosno trabalho industrial como refrigerantes ou propelentes. São osprincipais responsáveis pela destruição do Ozono atmosférico.Compostagem – Tratamento dos resíduos sólidos orgânicos e daslamas de drenagem para obter produtos fertilizantes (compostos).Ecologia – Ciência que estuda as relações entre os organismosvivos e o seu ambiente.Eficiência energética – Formas de actuação que reduzir osconsumos de energia através da alteração dos comportamentos edas técnicas de produção com o objectivo de poupar os recursoseconómicos e proteger o ambiente.Gás natural – Gás, normalmente metano, que se encontra nosubsolo, podendo ser utilizado para consumo.Glaciar – Massa de gelo originada por progressiva transformaçãode acumulação de neve e sujeita a um deslizar lento sobre asuperfície terrestre.Habitat – Ambiente natural em que uma espécie animal ou vegetalse encontra a viver. O Habitat é determinado pelo clima, e outrascondições físicas, químicas, biológicas e ecológicas, alterando-sesempre que alguma destas condições se modifica. 40
  41. 41. Meteorologia – Ciência que estuda a atmosfera terrestre, as suaspropriedades e os fenómenos que nela ocorrem.Poluição – Alteração das características físicas, químicas ebiológicas de um ambiente provocada pela actividade humana. Apoluição pode dizer respeito ao solo, às águas e ao ar.Reciclagem – Reutilização dos lixos domésticos, urbanos eindustriais para produzir novas matérias-primas, calor ou energia. 41
  42. 42. BIBLIOGRAFIA OBRAS CONSULTADAS− Atlas da Terra. Ambiente – O check-up do Planeta. Didáctica Editora. Lisboa. 2007.− GORE, Al. Uma Verdade Inconveniente – a crise do aquecimento global. Gradiva, Lisboa, 2007.− ROGERS, Elizabeth e KOSTIGEN, Thomas M.. O Livro Verde – O guia do dia-a-dia para salvar o planeta. Estrela Polar. Cruz Quebrada. 2008. REVISTAS OU ARTIGOS CONSULTADOS− ARTHUS-BERTRAND, Yann. Salvar a Terra. Destacável da edição nº 747 da revista Visão.− NATIONAL GEOGRAPHIC. O Estado do Planeta. Edição especial da National Geographic Portugal.− NAVES, Filomena. Mais um recorde na temperatura. Artigo publicado no Noticias Sábado de 3 de Maio 2008.− NOTICIAS SÁBADO. Especial Ambiente. Suplemento do Diário de Noticias de 4de Maio 2008. 42
  43. 43. − JESUS, Patrícia. E se a Terra fosse um imenso condomínio? . Artigo publicado no Diário de Noticias de 13 de Abril 2008.− JESUS, Patrícia. Aprender a aproveitar a energia das ondas. Artigo publicado no Diário de Noticias de 26 de Abril 2008. SITIOS NA INTERNET− AN INCONVENIENTE TRUTH. www.climatecrisis.net− ASSOCIAÇÃO GOOD PLANET. www.goodplanet.org− ASSOCIAÇÃO PORTUGUESADE EMPRESAS TECNOLOGIAS AMBIENTAIS. www.apemeta.pt− COMITÉ PORTUGUÊS PARA O ANO INTERNACIONAL DO PLANETA TERRA – 2008. www.progeo.pt/aipt− FUNDO MUNDIAL PARA CONSERVAÇÃO DA NATUREZA. www.wwf.org ; www.panda.org.− LIVRO VERDE. www.readthegreenbook.com.− O COLÉGIO E O AMBIENTE. www.colegiomilitar.pt/Ecolegio− PORTAL INFORMAÇÃO DESENVOLVIMENT SUSTENTADO. www.eco-portal.com− MINISTÉRIO DO AMBIENTE. www.maotdr.gov.pt 43
  44. 44. − PROJECTO RESIDUOS EM MOVIMENTO. www.residuosemmovimento.net− SOCIEDADE PORTUGUESA PARA O DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO E TURISMOS AMBIENTAIS. www.seta.org.pt− TRATAMENTO E VALORIZAÇÃO DE RESIDUOS SÓLIDOS URBANOS. www.amarsul.pt− TRATAMENTO E VALORIZAÇÃO DE RESIDUOS SÓLIDOS URBANOS. www.valorsul.pt 44

×