SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Sistemas ambientais Dr1: Consumo e eficiência energética
Introdução Elaborei este trabalho cujo tema é “Sustentabilidade ambiental”, no âmbito da Ufcd “Sistemas ambientais”. Vou falar da sustentabilidade ambiental e a sua importância a nível global. Refiro o Biogás em subtema, como recurso natural renovável acarretando qualidade global.
sustentabilidade ambiental Consiste na manutenção do ecossistema, de modo sustentável, podendo designar-se como a capacidade que o ambiente natural tem de manter as condições de vida para as pessoas e para outras espécies e a qualidade de vida para as pessoas, visando a habitabilidade, a beleza do meio e o seu papel como fonte de energias renováveis. As nações Unidas formularam um projecto em que procuram garantir ou melhorar a sustentabilidade ambiental,através de quatro objectivos principais: ,[object Object]
Reduzir de forma significativa a perda da biodiversidade.
Reduzir para metade a proporção de população sem acesso a água potável e saneamento básico.
Alcançar, até 2020 uma melhoria significativa em pelo menos cem milhões de pessoas a viver abaixo do limiar da pobreza. ,[object Object]
Clima urbano;
A destruição da camada de ozono;
As chuvas ácidas;
O aumento do efeito de estufa;
O aquecimento global;
A desflorestação;
A Antártida;
A Amazónia;
A escassez da água;
e ,o Património cultural.,[object Object]
O clima urbano O Clima urbano caracteriza-se pela ocorrência de temperaturas mais elevadas nas cidades em relação às áreas envolventes. Causas: Aumento da poluição atmosférica; Aumento da produção de resíduos; Consequências: Diminuição da qualidade de vida da população;  Aumento de doenças respiratórias; Aumento das situações de smog. SMOG: Mistura de nevoeiro e fumos poluentes. Smoke + Fog = SMOG As consequências do smog são de maior gravidade numa situação de inversão térmica, em que a temperatura do ar junto ao solo é inferior à que se regista em altitude. Nestes casos, o ar não ascende e provoca a concentração dos fumos junto à superfície terrestre. http://www.zmescience.com/wp-content/uploads/2008/03/smog.jpg
A destruição da camada de ozono A existência de ozono na atmosfera é vital para a terra, por  ser responsável pela absorção de grande parte da radiação ultravioleta. O ozono é indispensável para nos proteger do excesso de radiação ultravioleta, embora ao nível do solo seja prejudicial para a saúde e  para o ambiente. Causas da redução da camada de ozono: Clorofluorcarbonetos(cfc) Consequências da redução da camada de ozono: Possíveis alterações climáticas ; Aumento de situações de smog; Modificações dos ecossistemas naturais; Alteração dos sistemas agrícolas; Perturbações do sistema imunitário humano; Aumento do cancro da pele;
As chuvas ácidas As chuvas ácidas formam-se pela combinação do dióxido de enxofre com o vapor de água existente na atmosfera. Causas: Poluição atmosférica; Industria e transportes; Queima de petróleo e carvão. Consequências: Contaminação dos recursos hídricos; Contaminação dos ecossistemas terrestres; Desflorestação; Erosão dos solos; Erosão dos edifícios ( especialmente os urbanos); Provoca doenças do foro respiratório. http://4.bp.blogspot.com/_xA2qsnuf7U0/S-lk2okmnBI/AAAAAAAAAAs/as4R3r0KUjE/s1600/chuva.jpg
O aumento do efeito de estufa ,[object Object],Está estudado que na ausência do efeito de estufa natural a temperatura da Terra seria 33 graus mais baixas. Ele mantém a Terra aquecida impedindo que os raios solares sejam reflectidos para os espaço e que o planeta perca seu calor. ,[object Object],http://www.cmqv.org/upload/imagem_portal_artigo/1461//14257.jpg
O aquecimento global “O aquecimento da temperatura do planeta” é a expressão mais óbvia do aquecimento global. Assim,  a temperatura aumentou cerca de 5graus nos últimos milhares de anos, prevê-se que aumente ainda 3 graus nos próximos 100 anos. Consequências: ,[object Object]
Subida do nível médio da água do mar;
Diminuição das calotes polares;http://foradarota.files.wordpress.com/2008/04/aquecimento-global.jpg

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Recursos naturais introdução
Recursos naturais introduçãoRecursos naturais introdução
Recursos naturais introdução
adelinacgomes
 
O Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTeles
O Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTelesO Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTeles
O Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTeles
zeopas
 
Recursos geológicos
Recursos geológicosRecursos geológicos
Recursos geológicos
margaridabt
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
Kevinkr9
 
2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais
2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais
2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais
orim84
 
Exploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturaisExploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturais
Prof. Francesco Torres
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
s1lv1alouro
 
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestresIntervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
margaridabt
 
Recursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisRecursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveis
João Coutinho
 

Mais procurados (20)

Recursos naturais introdução
Recursos naturais introduçãoRecursos naturais introdução
Recursos naturais introdução
 
O Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTeles
O Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTelesO Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTeles
O Desenv, e a Utiliz. dos Recursos by Joel e MTeles
 
Recursos
Recursos Recursos
Recursos
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
Economia e Meio Ambiente
Economia e Meio AmbienteEconomia e Meio Ambiente
Economia e Meio Ambiente
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
 
Recursos naturais i
Recursos naturais iRecursos naturais i
Recursos naturais i
 
RECURSOS ENERGÉTICOS
RECURSOS ENERGÉTICOSRECURSOS ENERGÉTICOS
RECURSOS ENERGÉTICOS
 
Recursos geológicos
Recursos geológicosRecursos geológicos
Recursos geológicos
 
Trab. Geo2 (2)..
Trab. Geo2 (2)..Trab. Geo2 (2)..
Trab. Geo2 (2)..
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
 
2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais
2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais
2ºbim.6ºano.geografia. os recursos naturais
 
Intervenção do Homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do Homem nos subsistemas terrestresIntervenção do Homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do Homem nos subsistemas terrestres
 
Exploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturaisExploração e conservação de recursos naturais
Exploração e conservação de recursos naturais
 
Recursos naturais ii
Recursos naturais iiRecursos naturais ii
Recursos naturais ii
 
Recursos naturais
Recursos naturaisRecursos naturais
Recursos naturais
 
Conservação dos Recursos Naturais
Conservação dos Recursos NaturaisConservação dos Recursos Naturais
Conservação dos Recursos Naturais
 
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestresIntervenção do homem nos subsistemas terrestres
Intervenção do homem nos subsistemas terrestres
 
Recursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveisRecursos renovaveis e nao renovaveis
Recursos renovaveis e nao renovaveis
 

Semelhante a Apresentação1

Grandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas AmbientaisGrandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas Ambientais
lidia76
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
jovensnaeconomia
 

Semelhante a Apresentação1 (20)

Grandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas AmbientaisGrandes Problemas Ambientais
Grandes Problemas Ambientais
 
mundo atual_o homem e o ambiente ufcd 6665
mundo atual_o homem e o ambiente ufcd 6665mundo atual_o homem e o ambiente ufcd 6665
mundo atual_o homem e o ambiente ufcd 6665
 
A questão ambiental - principais efeitos
A questão ambiental - principais efeitosA questão ambiental - principais efeitos
A questão ambiental - principais efeitos
 
10 recursos e utilizacao
10 recursos e utilizacao10 recursos e utilizacao
10 recursos e utilizacao
 
O desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientaisO desenvolvimento e os recursos ambientais
O desenvolvimento e os recursos ambientais
 
Aula 04
Aula 04Aula 04
Aula 04
 
Gestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidadeGestão e sustentabilidade
Gestão e sustentabilidade
 
Energia e meio ambiente
Energia e meio ambienteEnergia e meio ambiente
Energia e meio ambiente
 
Energia e meio ambiente
Energia e meio ambienteEnergia e meio ambiente
Energia e meio ambiente
 
Poluição hídrica2014
Poluição hídrica2014Poluição hídrica2014
Poluição hídrica2014
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
 
Tipos de Poluição
Tipos de PoluiçãoTipos de Poluição
Tipos de Poluição
 
El Cambioclimatico En Lap
El Cambioclimatico En LapEl Cambioclimatico En Lap
El Cambioclimatico En Lap
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Energias
EnergiasEnergias
Energias
 
Jmab 2012 finalmente
Jmab 2012 finalmenteJmab 2012 finalmente
Jmab 2012 finalmente
 
FONTES E MATRIZ RENOVÁVEIS
FONTES E MATRIZ RENOVÁVEISFONTES E MATRIZ RENOVÁVEIS
FONTES E MATRIZ RENOVÁVEIS
 
Alterações Climáticas
Alterações ClimáticasAlterações Climáticas
Alterações Climáticas
 
Gestão ambiental Unidade III
Gestão ambiental Unidade IIIGestão ambiental Unidade III
Gestão ambiental Unidade III
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdfApostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
Apostila-Letramento-e-alfabetização-2.pdf
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 

Apresentação1

  • 1. Sistemas ambientais Dr1: Consumo e eficiência energética
  • 2. Introdução Elaborei este trabalho cujo tema é “Sustentabilidade ambiental”, no âmbito da Ufcd “Sistemas ambientais”. Vou falar da sustentabilidade ambiental e a sua importância a nível global. Refiro o Biogás em subtema, como recurso natural renovável acarretando qualidade global.
  • 3.
  • 4. Reduzir de forma significativa a perda da biodiversidade.
  • 5. Reduzir para metade a proporção de população sem acesso a água potável e saneamento básico.
  • 6.
  • 8. A destruição da camada de ozono;
  • 10. O aumento do efeito de estufa;
  • 15. A escassez da água;
  • 16.
  • 17. O clima urbano O Clima urbano caracteriza-se pela ocorrência de temperaturas mais elevadas nas cidades em relação às áreas envolventes. Causas: Aumento da poluição atmosférica; Aumento da produção de resíduos; Consequências: Diminuição da qualidade de vida da população; Aumento de doenças respiratórias; Aumento das situações de smog. SMOG: Mistura de nevoeiro e fumos poluentes. Smoke + Fog = SMOG As consequências do smog são de maior gravidade numa situação de inversão térmica, em que a temperatura do ar junto ao solo é inferior à que se regista em altitude. Nestes casos, o ar não ascende e provoca a concentração dos fumos junto à superfície terrestre. http://www.zmescience.com/wp-content/uploads/2008/03/smog.jpg
  • 18. A destruição da camada de ozono A existência de ozono na atmosfera é vital para a terra, por ser responsável pela absorção de grande parte da radiação ultravioleta. O ozono é indispensável para nos proteger do excesso de radiação ultravioleta, embora ao nível do solo seja prejudicial para a saúde e para o ambiente. Causas da redução da camada de ozono: Clorofluorcarbonetos(cfc) Consequências da redução da camada de ozono: Possíveis alterações climáticas ; Aumento de situações de smog; Modificações dos ecossistemas naturais; Alteração dos sistemas agrícolas; Perturbações do sistema imunitário humano; Aumento do cancro da pele;
  • 19. As chuvas ácidas As chuvas ácidas formam-se pela combinação do dióxido de enxofre com o vapor de água existente na atmosfera. Causas: Poluição atmosférica; Industria e transportes; Queima de petróleo e carvão. Consequências: Contaminação dos recursos hídricos; Contaminação dos ecossistemas terrestres; Desflorestação; Erosão dos solos; Erosão dos edifícios ( especialmente os urbanos); Provoca doenças do foro respiratório. http://4.bp.blogspot.com/_xA2qsnuf7U0/S-lk2okmnBI/AAAAAAAAAAs/as4R3r0KUjE/s1600/chuva.jpg
  • 20.
  • 21.
  • 22. Subida do nível médio da água do mar;
  • 23. Diminuição das calotes polares;http://foradarota.files.wordpress.com/2008/04/aquecimento-global.jpg
  • 24. A desflorestação A destruição das florestas assume um carácter de enorme atentado ambiental, as suas consequências atingem gravemente o ecossistema. Causas do processo da desflorestação: Os incêndios florestais; A extracção de madeiras para a construção de edifícios. Consequências da desflorestação: Redução de oxigénio e do CO2; Diminuição da biodiversidade; Aumento da erosão dos solos; Alterações climáticas ao nível global; Põe em risco a vida dos indígenas que vivem nas florestas.
  • 25.
  • 27.
  • 28. Reciclagem das águas residuais, com instalação de sistemas de tratamento e reaproveitamento.http://www.culturamix.com/wp-content/gallery/escassez-da-agua-no-planeta-28-09-09/escassez-da-agua-no-planeta-4.jpg
  • 29.
  • 30. Grande influência sobre o clima mundial (regulador da temperatura na terra);
  • 31.
  • 33. Subsolo muito rico em minérios;
  • 34. Grande biodiversidade, com espécies exóticas. http://blog.educacional.com.br/soteracao/files/2009/09/amazonia41.jpg
  • 35.
  • 36. Reduzir os níveis de poluição que tanto contribuem para alteração da qualidade de alguns recursos;
  • 37. Definir áreas de reservas naturais e de parques nacionais, onde algumas espécies, sobretudo as mais ameaçadas, possam desenvolver-se melhor;
  • 38. Criar legislação global que conduza a um efectivo ordenamento do território;
  • 39.
  • 40. Biogás O biogás deriva da fermentação de matérias orgânicas num meio precisado de oxigénio. Esta fermentação, ou metanização, produz-se nos meios naturais tais como os pântanos ou em maneiras controladas, principalmente as lixeiras que contêm resíduos orgânicos. A metanização pode igualmente ser provocada de modo artificial, fazendo fermentar lamas provenientes de águas residuais, resíduos orgânicos industriais e domésticos ou proveniente das culturas agrícolas.
  • 41.
  • 42. Injectá-lo nas redes de gás natural.E… Proporcionalmente a outros combustíveis alternativos tem uma grande disponibilidade de recursos em biomassa útil à sua produção; Este combustível é produzido a partir das lixeiras ou dos resíduos orgânicos; Permite que se reduzam ainda mais as emissões de gases com efeitos de estufa o aquecimento climático é evitado.
  • 44.
  • 45. A instabilidade da energia gerada;
  • 46. Não é uma fonte renovável de energia;
  • 47. Há riscos de interrupções momentâneas no seu fornecimento;
  • 48.
  • 49. Comodidade e segurança para o consumidor, gás canalizado;
  • 50. Não é necessária a sua purificação, remove-se apenas os líquidos condensados ao longo das vias de captação e distribuição;
  • 51.
  • 52. Conclusão . Na utilização sustentável dos recursos naturais renováveis se usados moderadamente têm uma capacidade natural de reposição, usando os recursos não renováveis de forma racional e eficiente, aumentando sua vida útil, que serão transmitidos a gerações futuras. O Biogás como recurso natural renovável para alé de nos trazer beneficios e soluções para a falta de outros não renováveis ,o seu uso permite assim que se reduzam mais as emissões de gases com efeitos de estufa pois as fugas de metano, cujo efeito sofre o aquecimento climático é 23 vezes superior à do CO2, são evitadas. Devemos então atenuar os níveis de poluição que contribuem para alteração da qualidade de alguns recursos, para a nossa qualidade de vida e dos nossos descendentes.
  • 53. Bibliografia: http://www.supertera.com.br/wp-content/uploads/img/bio-organica-vector.jpg Curso: Técnico de segurança e higiene no trabalho Ufcd: Sistemas ambientais Formadora: Andreia Dias Formanda: Adelaide Cunha Data: Dezembro/2010