Transgenicidade
O que ét r a n s g e n i c id a d e ?
Um transgene é um gene ou genética material quetenha sido transferida, naturalmente, ou por qualquer deuma série de técnic...
Transformação gênica e ma n i ma i s
Os animais transgênicos são aqueles que tiveram seupatrimônio genético alterado com a introdução de genes deoutras espécie...
Métodos de Transferência d eGe n e s
Microinjeção d e D N A
É uma técnica que foi desenvolvidaprincipalmente para transformação Gênica emanimais e posteriormente adaptada para planta...
Transformação Genética d ePl a n t a s
Geralmente, são utilizados plasmídeos bacterianoscomo vetores na clonagem do gene de interesse, para atransformação genéti...
Os Prós dos Transgênicos
Combate à f o m e     Um dos benefícios que os transgênicos poderiamtrazer é comida mais barata para milhares de pessoasfa...
“S u p e r A l i m e n t o s ”    Uma das promessas do cultivo ecomercialização dos transgênicos são os superalimentos, le...
Os Contras dos Transgênicos
Riscos à saúde      Estudos feitos pelas multinacionais interessadasna liberação do cultivo e comercialização dealimentos ...
I mp a c t o A mb i e n t a l    O cultivo de OGMs pode causarimpactos no meio ambiente, como perdade biodiversidade e ero...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Transgenicidade

1.770 visualizações

Publicada em

o que é transgenicidade? Transformação gênica em animais. Métodos de transferência de genes. Microinjeção de DNA. Transformação gênica das plantas. Os Prós e Contras.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.770
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
63
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transgenicidade

  1. 1. Transgenicidade
  2. 2. O que ét r a n s g e n i c id a d e ?
  3. 3. Um transgene é um gene ou genética material quetenha sido transferida, naturalmente, ou por qualquer deuma série de técnicas de engenharia genética de umorganismo para outro. Em seu uso mais preciso, o transgene termo descreveum segmento de DNA contendo uma seqüência de geneque foi isolado de um organismo e é introduzida em umorganismo diferente. Em geral, o DNA é incorporado noorganismo germinal . Por exemplo, no ensino vertebradosisso pode ser feito pela injeção de DNA estranho no núcleode um fertilizado óvulo . Esta técnica é rotineiramenteusado para introduzir genes de doenças humanas ououtros genes de interesse em linhagens de ratos delaboratório para estudar a função ou patologia envolvidacom esse gene em particular.
  4. 4. Transformação gênica e ma n i ma i s
  5. 5. Os animais transgênicos são aqueles que tiveram seupatrimônio genético alterado com a introdução de genes deoutras espécies que não a sua. Isto ocorre através da introduçãode um gene de interesse no núcleo de um óvulo já fecundado. Oobjetivo é fazer com que o gene exógeno se expresse nesteanimal "hospedeiro". O primeiro experimento realizado com sucesso foi feitoem 1982, quando um DNA de rato foi introduzido em umcamundongo. O resultado positivo foi verificado através doaumento do tamanho corporal verificado no camundongo. Já existem linhagens de animais transgênicos produzidaspara serem utilizados em pesquisas laboratoriais. Estes animaisdesenvolvem doenças humanas, tais como: diferentes formasde tumores, diabetes, obesidade, distúrbios neurológicos, entreoutros.Os animais transgênicos também podem ser utilizadospara a produção de proteínas e outras substâncias, tais comohormônios. O Instituto Roslin e a empresa PPL estão realizandoexperimentos utilizando camundongos, coelhos, ovelhas evacas. O objetivo é produzir, no leite destes animais, proteínasde interesse para tratamentos de saúde.
  6. 6. Métodos de Transferência d eGe n e s
  7. 7. Microinjeção d e D N A
  8. 8. É uma técnica que foi desenvolvidaprincipalmente para transformação Gênica emanimais e posteriormente adaptada para plantas.Consiste na microinjeção de DNA direto no núcleode protoplastos ou em inflorescências, mesmosendo uma técnica trabalhosa, ela apresentadoresultados comprovadamente positivos. São utilizados tubos microcapilares para sefazer a introdução do DNA nas células sem afetar asua viabilidade. Cada célula tem de ser manipuladaindividualmente. A principal vantagem é aotimização da quantidade de DNA injetado. Jáforam alcançados resultados positivos em: milho,trigo, soja fumo, arroz, cevada girassol entre outras.
  9. 9. Transformação Genética d ePl a n t a s
  10. 10. Geralmente, são utilizados plasmídeos bacterianoscomo vetores na clonagem do gene de interesse, para atransformação genética de plantas. Os plasmídeosbacterianos são independentes do DNA cromossômico,capazes de autoreplicação, por isso facilmentemanipulados no processo de transformação genética. Hátambém a necessidade de um gene marcador e um generepórter. Na presença da enzima GUS, um substratocromogênico, o X-Glu, forma um precipitado de cor azulintensa no tecido transformado. Confirmando de formasimples e rápida a transformação a partir de um pequenopedaço do tecido. O problema deste gene é natransformação via agrobacterium, pois esta bactéria podeexpressar o gene GUS, mesmo estando este gene sobcontrole regulatório, aparecendo, desta forma falsospositivos. Nas fazes finais a seleção é com a própriaproteína ou enzima que foi introduzida.
  11. 11. Os Prós dos Transgênicos
  12. 12. Combate à f o m e Um dos benefícios que os transgênicos poderiamtrazer é comida mais barata para milhares de pessoasfamintas e subnutridas em todos os países pobres domundo. Sabe-se que há mais de 800 milhões defamintos sem condições mínimas de sobrevivência emtodo o mundo. As plantas transgênicas são mais resistentes e,aparentemente, podem reduzir o custo de produção,viabilizando uma maior oferta de comida, então, maisbarata. Dados indicam que produtos transgênicos têmcusto de produção 20% menor que os demais. Alémdisso pode-se enriquecer tais alimentos com maisvitaminas, como novo arroz transgênico, rico emvitamina A, ou usá-los em tratamentos específicos.
  13. 13. “S u p e r A l i m e n t o s ” Uma das promessas do cultivo ecomercialização dos transgênicos são os superalimentos, legumes, grãos e verduras maisnutritivos, resistentes a agrotóxicos, e com menosgordura. Com alimentos resistentes, os agricultorespodem aplicar maior quantidade de agrotóxicospara combater pragas sem correr o risco de oalimento ser destruído. Mas, uma questão aindanão respondida por pesquisadores é se quemingere o alimento com maior dose de agrotóxiconão recebe doses deste produto.
  14. 14. Os Contras dos Transgênicos
  15. 15. Riscos à saúde Estudos feitos pelas multinacionais interessadasna liberação do cultivo e comercialização dealimentos transgênicos têm sido contestados porinúmeros cientistas. Segundo boa parte deles, algunsriscos à saúde que os OGMs trazem são praticamentecertos, como riscos de alergia. O mais temido dano que os transgênicos podemcausar à saúde do homem é a transferência da suaresistência para microorganismos patológicos, comobactérias que causam infecções. Não há notícias queisto tenha ocorrido de fato, mas especialistas nãodescartam esta hipótese. Cobaias alimentadas comtransgênicos têm apresentado alterações em seusistema imunológico e em vários órgãos vitais.
  16. 16. I mp a c t o A mb i e n t a l O cultivo de OGMs pode causarimpactos no meio ambiente, como perdade biodiversidade e erosão genética, osurgimento de super ervas daninhaspróximas a plantação, correndo-se o riscodas ervas ficarem resistentes ao próprioherbicida que deveria matá-las. Outrorisco apontado é a possibilidade deresistência de insetos e pesticidas, queevoluiriam e se tornariam imunes àresistência dos transgênicos.

×