Embriologia básica

2.502 visualizações

Publicada em

Embriologia básica para ensino médio

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.502
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Embriologia básica

  1. 1. Marco Antonio
  2. 2. É o estudo do desenvolvimento embrionário que se inicia com a fecundação e se caracteriza não só por rápidas sequências de divisões celulares (mitoses), mas também pela diferenciação dessas células em tecidos e órgãos, que se tornam mais complexos, especializando-se em novas funções.
  3. 3.  Gametogênese é o processo de conversão de células germinativas em gametas femininos e masculinos.
  4. 4.  Mitose: é o processo pelo qual uma célula se divide, dando origem a duas células-filhas, que são geneticamente idênticas à célulamãe.  Meiose: é a divisão celular que ocorre nas células gametogênicas para gerar gametas masculinos e femininos, espermatozóides e oócitos, respectivamente.
  5. 5.  Constância do número de cromossomos de geração para geração, pela redução do número diplóide para haplóide  Seleção ao acaso de cromossomos paternos e maternos  Recombinação do material genético, embaralha os genes • crossing over
  6. 6. Processo que ocorre nos testículos, as gônadas masculinas. As células dos testículos estão organizadas ao redor dos túbulos seminíferos, nos quais os espermatozóides são produzidos. Ao redor dos túbulos seminíferos, estão as células de Sertoli, responsáveis pela nutrição e pela sustentação das células da linhagem germinativa, ou seja, as que irão gerar os espermatozóides.
  7. 7.  Em humanos o processo total ocorre em 64 dias. São produzidos cerca de 200 milhões de espermatozóides por ejaculação. A espermatogênese divide-se em quatro fases:  PERÍODO GERMINATIVO: Tem início durante a vida intra-uterina, antes mesmo do nascimento do menino, e se prolonga praticamente por toda a vida.  PERÍODO DE CRESCIMENTO: Um pequeno aumento no volume do citoplasma das espermatogônias as converte em espermatócitos de primeira ordem, espermatócitos I. também chamados espermatócitos primários ou
  8. 8.  PERÍODO DE MATURAÇÃO: Corresponde ao período de ocorrência da meiose. Depois da primeira divisão meiótica, cada espermatócito de primeira ordem origina dois espermatócitos de segunda ordem (espermatócitos secundários ou espermatócitos II).  PERÍODO DIFERENCIAÇÃO: É o processo que converte as espermátides em espermatozóides, perdendo quase todo o citoplasma. O acrossomo contém enzimas que perfuram as membranas do óvulo, na fecundação.
  9. 9. Os ovócitos se desenvolvem a partir das ovogônias, células germinativas primordiais. Existem vários milhões de ovócitos ao nascimento, mas a maioria deles se degenera e somente cerca de 400, por fim, amadurecem e ovulam. Nas mulheres, apenas um folículo ovariano entra em maturação a cada ciclo compreendido menstrual, entre período duas menstruações consecutivas e que dura, em média, 28 dias.
  10. 10.  Os ovócitos se desenvolvem a partir das ovogônias, células germinativas primordiais. Existem vários milhões de ovócitos ao nascimento, mas a maioria deles se degenera e somente cerca de 400, por fim, amadurecem e ovulam. Nas mulheres, apenas um folículo ovariano entra em maturação a cada ciclo menstrual, período compreendido entre duas menstruações consecutivas e que dura, em média, 28 dias.  Isso significa que, a cada ciclo, apenas um gameta torna-se maduro e é liberado no sistema reprodutor da mulher.  A ovogênese é dividida em três etapas:
  11. 11. PERÍODO GERMINATIVO: É uma fase de mitoses consecutivas, quando as células germinativas aumentam em quantidade e originam ovogônias. Quando uma menina nasce, já possui em seus ovários cerca de 400.000. É uma quantidade limitada, ao contrário dos homens, que produzem espermatogônias durante quase toda a vida.  PERÍODO DE CRESCIMENTO: Iniciam a primeira divisão da meiose, interrompida na prófase I. Nas mulheres, essa fase perdura até a puberdade, quando a menina inicia a sua maturidade sexual. 
  12. 12.  PERÍODO DE MATURAÇÃO: Dos 400 000 ovócitos primários, apenas 400 completarão sua transformação em gametas maduros, um a cada ciclo menstrual. A fase de maturação inicia-se quando a menina alcança a maturidade sexual, por volta de 11 a 15 anos de idade.
  13. 13. Período pré-natal – antes do nascimento  Zigoto – zygotos = andar junto  Clivagem – divisões mitóticas do zigoto  Mórula – morus = amora  Blastocisto – blastos = embrião; kytus = bolha  Gástrula – formação do disco embrionário em três camadas  Neurula – placa neural, SNC  Embrião – primeiros estágios desenvolvimento  Concepto – embrião e suas membranas 
  14. 14. – fetus = prole; ser humano após período embrionário  Feto Aborto – nascimento embrião ou feto antes de ser viável  Primórdio – primus = primeiro; ordior = começar  Período pós-natal – após o nascimento  Período neonatal – 4 primeiras semanas  Infância – 13 meses até 12 ou 13 anos  Puberdade – entre 12 e 15 anos  Adolescência – entre 12 e 17 anos, maturação física e sexual  Fase adulta – entre 18 e 21 anos 
  15. 15. Plano frontal ou coronal
  16. 16. Metade esquerda Metade direita Secção mediana (vertical)
  17. 17.  Consiste em divisões (mitoses) que sofrem os ovos, logo após a sua formação, produzindo 2 células-filhas denominadas blastômeros, sem o crescimento concomitante do citoplasma.
  18. 18.       ECTODERME: todo o sistema nervoso; pele e anexos (pelo, unhas, glândulas sebáceas e sudoríparas); córnea e cristalino dos olhos). Epitélio da abertura da cavidade oral (lábios), nasal e anal; esmalte dentário. MESODERME: esqueleto, cartilagem e outros tecidos conjuntivos; dentes; Músculo estriado (esquelético e cardíaco) e musculatura lisa; sangue, tecido linfático; rins, ureteres, ovários, testículos. ENDODERME; fígado, pâncreas e glândulas salivares; epitélio do trato respiratório; Tireóide, paratireóide e timo; epitélio da uretra e bexiga urinária; epitélio do trato digestório (exceto dos lábios e ânus).
  19. 19.         O útero já é palpável acima da sínfise pubiana. Tamanho do feto : 6 – 7 cm / 13 g Aparecem os centros de ossificação; Diferenciação dos dedos; Desenvolvimento do nariz e pele; Cabelos rudimentares; Genitália externa começa a se definir; Iniciam movimentos espontâneos;
  20. 20. Tamanho : 10 cm / peso : 110 g Sexo pode ser determinado ( 14 º sem ) 
  21. 21. Na 16ª semana de gestação ele já tem quase todos os órgãos desenvolvidos. Os olhos ainda estão fechados, mas as mãos e os pés começam a mover-se, embora sua mãe quase não perceba.
  22. 22. Tamanho : 22 cm peso : 300 g Pele menos transparente; Lanugem cobre o corpo; Cabelo começa a se formar; 
  23. 23. Ele completa 24 semanas. De entre os seus órgãos, somente os pulmões não estão completamente formados.
  24. 24. Não sabe que dentro em breve abandonará a placidez de sua “casa” para passar por uma das experiências mais traumáticas de sua vida: o nascimento.
  25. 25.  Biologia das Células/ José Mariano Amabis, Gilberto Rodrigues Martho. – 2. ed. – São Paulo : Moderna 2004

×