Mapa conceitual embriologia

5.431 visualizações

Publicada em

mapa conceitual embriologia, desenvolvimento embrionario, mapa embriologia, esquema de mapa embriologia,

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
10
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
64
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mapa conceitual embriologia

  1. 1. EMBRIOLOGIA REPRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO EMBRIONÁRIO
  2. 2. Esquema da Reprodução e Desenvolvimento embrionário
  3. 3. Reprodução sexuada A união de duas células que denominadas gametas: uma masculina, o espermatozoide, e outra feminina, o óvulo. A união dos gametas denominou-se fecundação. processos que envolvem troca de mistura de material genético entre indivíduos de uma mesma espécie
  4. 4. Classificação 1.Vivíparos 2. Vasectomia 3. Ligação das tubas uterinas 4. Ovíparos 5. Ovovivíparos 6. Hermafroditas 7. Autofecundação 8. Fecundação cruzada 9. Gônadas 10. Gametas 11. Coito 12. Fecundação interna 13. Fecundação externa
  5. 5. Vivíparos - Nos vivíparos o embrião depende diretamente da mãe para sua nutrição, que ocorre por meio de trocas fisiológicas entre mãe e feto. - Como regra, o desenvolvimento embrionário completa-se dentro do corpo materno e os indivíduos já nascem formados. - É vivípara, por exemplo, a maioria dos mamíferos, como é o caso da espécie humana.
  6. 6. Vasectomia - É uma cirurgia em que se secciona o duto diferente, interrompendo o caminho que é normalmente percorrido pelos espermatozoides.
  7. 7. Ligação das tubas uterinas - É um procedimento cirúrgico em que se interrompe e permeabilidade das tubas uterinas. - Com essa interrupção, não há mais a passagem do óvulo, não mais ocorrendo o encontro dele com os espermatozoides.
  8. 8. Ovíparos - Animais ovíparos botam ovos e o desenvolvimento embrionário deles ocorre principalmente fora do corpo materno. - Os embriões dependem de material nutritivo presente nos ovos. Como exemplo de animal ovíparo podem-se citar as aves.
  9. 9. Ovovivíparos - Animais ovovivíparos retém os ovos dentro do corpo até a eclosão, e os embriões também se alimentam das reservas nutritivas presentes o ovo.
  10. 10. Gametogênese - a gametogênese ocorre nas gônadas. - produzem os hormônios sexuais - os espermatozoides são formados nas gônadas masculinas (testículos) e os óvulos, nas gônadas femininas (ovários). - Produzidos por meiose
  11. 11. Hermafroditas - São hermafroditas, pois óvulos e espermatozoides são produzidos pelo mesmo indivíduo. - Nos hermafroditas pode ocorrer autofecundação, ou seja, a fecundação do óvulo pelo espermatozoide do mesmo indivíduo.
  12. 12. Tem fatores que impedem autofecundação, um individuo são fecundados pelos espermatozoides de outro individuo da mesma espécie. fala- se então, em fecundação cruzada. Hermafroditas
  13. 13. Coito - O coito é a relação sexual entre um homem e mulher com a função de reprodução.
  14. 14. Fecundação interna - Ocorre dentro do corpo do individuo que produz óvulos - O custo energético na produção de gametas é menor e o custo com desenvolvimento do embrião.
  15. 15. Fecundação externa - quando ocorre fora do corpo - no meio ambiente, ou interna, quando, ocorre no corpo do indivíduo que produz os óvulos.
  16. 16. Desenvolvimento embrionário A embriologia compreende o estudo desenvolvimento do embrião a partir da célula-ovo ou zigoto até a formação do individuo. A embriologia abrange quatro básicas:  a segmentação  a gástrulação  a organogênese
  17. 17. classificação Zigoto vitelo Blastômero mitose Mórula Blástula Blastocele Célula-tronco Gastrulação Gastrulação Diferenciação celular Blastoporo Deuterostômios protostômios Arquêntero Ectoderme Mesoderme Organogênese Neuração Notocorda Endoderme Tuba neural Intestino primitivo Malformação cogênita agentes teratogênicos Âmnio Desenvolvimento direto Desenvolvimento indireto Segmentação
  18. 18. Fase do desenvolvimento embrionário  Segmentação (clivagens) – aumento do número de células.  Gastrulação – período de formação dos folhetos germinativos.  Organogênese – processo de diferenciação dos tecidos e dos órgãos.
  19. 19. Segmentação - O zigoto é portador do material genético fornecido pelo espermatozoide e pelo óvulo. - Uma vez formado, o zigoto irá se dividir muitas vezes por mitose até originar um novo indivíduo.
  20. 20. segmentação  grânulos densos constituídos principalmente por proteínas e gorduras, os quais ficam armazenados no citoplasma. Os óvulos acumulam vitelo, um material nutritivo destinado a garantir o desenvolvimento embrionário pelo menos em seus estágios iniciais.
  21. 21. Segmentação (clivagem) • Período em que ocorre o aumento do número de células sem aumentar o volume do embrião. • Novas células formadas são denominadas blastômeros. • Distribuição do vitelo, no óvulo, determina o tipo de segmentação.
  22. 22. Fases da segmentação mórula, em forma se forma um maciço celular com pouca células blástula, em que é aumento o número de células e se forma uma cavidade interna cheia de líquido. A cavidade central que se observa na blástula recebe o nome de blastocele e é cheia de líquido sintetizado pelas células que formam os seus limites.
  23. 23. segmentação - Surgidas a partir do desenvolvimento do zigoto, as células-tronco embrionárias têm a capacidade de gerar todos os tipos celulares existentes no organismo adulto. - São células derivadas da massa celular interna do blastócito
  24. 24. Diferenciação celular - Ativação/desativação de genes - Sendo que somente os "ativados" coordenam as funções das células - Surgem dessa maneira tipos celulares com formatos e funções distintos, que se organizam em tecidos.
  25. 25. Gastrulação  A gástrulação compreende o processo de transfomarção da blástula em gástrula, etapa do desenvolvimento embrionário que se caracteriza pela formação dos folhetos germinativos.
  26. 26. Gastrulação  A gastrulação inicia-se pela invagiação do polo vegetativo para o interior da blastocele, que progressivamente desaparece.  No final do processo podem-se reconhecer nitidamente dois folhetos: ectoderme (externo) e mesentoderme (interno). A cavidade delimitada pela mesentoderme é denominada arquêtero, ou intestino primitivo, e o orifício de abertura do arquêntero é chamado de blastóporo.
  27. 27. Gastrulação  Blastóporo – pode dar origem à boca (protostômios) ou ao ânus (deuterostômios).
  28. 28. Gastrulação  A região dorsal da gástrula passa por um processo de achatamento, formando a placa neural. A placa neural invagina-se e forma a goteira, que originara o tubo neural, onde se desenvolverá o sistema nervoso central. Esse estagio, com tubo neural, é chamado nêurula e compreende o inicio da organogênese.
  29. 29. Organogênese  A mesentoderme se diferencia em mesoderme e endoderme, configurando a formação de três folhetos embrionários: ectoderme, mesoderme e endoderme. À medida que tubo neural vai se formando, as porções laterais da mesoderme envanam-se e vão duas bolsas chamadas de somito.
  30. 30. Organogênese Resumidamente, destacaremos a evolução de cada um dos três folhetos germinativos:  Ectoderme – origina a epiderme e seu anexos, como pelos, unhas e glândulas; organiza também o encéfalo, a medula espinhal, gânglios nervosos e receptores sensoriais, além do revestimento da boca, nariz e ânus e o esmalte dos dentes;  Mesoderme- origina a derme, as serosas, as cartilagens, os ossos, os músculos estriados (esquelético e cardíaco) e não-estriados (lisos) e os sistemas urogenital e cardiovascular;  Endoderme- origina o fígado, o pâncreas e o revestimento da bexiga urinaria e da uretra, do tubo respiratório e do tubo dgestorio, com exceção da boca e do ânus;
  31. 31. Agentes teratogênicos Malformação congênitas - afetam os mecanismos de desenvolvimento e produzem malformações congênitas. - Algumas causas : substâncias químicas, agentes infecciosos, fatores nutricionais ou metabólicos, e fatores vinculados ao aumento da idade materna. - São quadros patológicos que se originam durante a embriogênese devido à falha de um ou vários mecanismos do desenvolvimento. - Muitas vezes, uma malformação congênita não é detectada.
  32. 32. anexos embrionário - O âmnio é uma membrana que envolve completamente o embrião - delimitado uma cavidade denominada cavidade amniótica. - essa cavidade contém o líquido amniótico, cujas funções são proteger o embrião contra choques mecânicos e contra desidratação.
  33. 33. Desenvolvimento Indireto Os animais nascem diferentemente do adulto de sua espécie, sofrendo assim metamorfose.
  34. 34. Desenvolvimento direto Neste tipo os animais já nascem com a forma definida, sendo muito semelhante ao adulto de sua espécie.

×