5/26/2011                       AtosInova – Inovação na prática                           www.AtosInova.com.br      P&D na...
5/26/2011O mundo da Pesquisa e do Desenvolvimento               P&D     P&D: compreendem o trabalho criativo levado a    ...
5/26/2011           Pesquisa básica: “trabalhos experimentais ou            teóricos que se empreendem fundamentalmente  ...
5/26/2011  O mundo da Pesquisa e Desenvolvimento e da     C&T em relação ao mundo da Inovação                   P&D       ...
5/26/2011        Tipologia da inovação                       • Tecnológica ou mercadológica        Quanto à       • Organi...
5/26/2011Uma visão prática -criar alguma diferença - busca de uma posiçãomelhor que a atual                               ...
5/26/2011Criar alguma diferença - busca de umaposição melhor que a atual para o consumidor                       PRATICIDA...
5/26/2011Inovar é Fazer Antes ParaGanhar Mais                                Metas                                        ...
5/26/2011Exemplos de Inovação             Ganhos de           produtividade                                               ...
5/26/2011Exemplos de Inovação                           Diversificação                            de produtos Low/no/reduc...
5/26/2011                            Criação de novas                            linhas e famílias                        ...
5/26/2011                           Trajetória de                         sustentabilidade                                ...
5/26/2011Entendendo P&D e Inovação na indústriaComo saber se a empresa tem capacidade de inovar             Rotina        ...
5/26/2011              Rotina 1 – Inovação Mercadológica                 Futuro 2 – Inovação Tecnológica•            Sol P...
5/26/2011Modelo para atuação da P&D em produtos para      indústria de frango nacional atual         alta                 ...
5/26/2011Exemplo - Conceito de Margem X Volume       PV = 10X                            Volume = 15x                     ...
5/26/2011                           CADEIA PRODUTIVA GRÃOS                                                                ...
5/26/2011          A cadeia produtiva e a cadeia inovativa   Genética, nutrição,         Especialidades           Fármacos...
5/26/2011        Inovação no uso de penas                                                       Penas                     ...
5/26/2011          A cadeia produtiva e a cadeia inovativa                       Abate e                    Espostejamento...
5/26/2011      Sistema de resfriamento de carcaças•   Economia de água•   Economia de energia (40%)•   Elevada eficiência ...
5/26/2011         Georgia Tech                                                    Slide 43          A cadeia produtiva e a...
5/26/2011Sistema para retirada do filezinho e parte do tendão           Meyn Food Technology                              ...
5/26/2011  Marel Platino Flattener                    Marel StripCutter / Splitter                         Vantagens do si...
5/26/2011                Desenvolvimento embalagem                Processo marinação e/ou injeção                Processo ...
5/26/2011                    Vacuum Skin Packaging             Skin Tite™ EZ Peel®Dixie Toga- Bemis                       ...
5/26/2011Embalagem com atmosfera modificadaMasterpack       Embalagem de distribuição       Sacos coex PA ou coex EVOH Emb...
5/26/2011Embalagem ativa válvula com alívio de pressãode vapor     Gourmet to go       Pratos prontos refrigerados à base...
5/26/2011   Embalagem com atmosfera modificada      Embalagem institucionalestratégia x competência (make or buy)         ...
5/26/2011     Um resumo e considerações finais1.   P&D e Inovação – O pesquisador (científico ou não) da agroindustria do ...
5/26/2011     Um resumo e considerações finais4.   A alta administração deve decidir qual tipo de empresa inovadora será e...
5/26/2011     Um resumo e considerações finais8.   Na maturidade a P&D da agrodindustria inovadora do frango     perceberá...
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011

1.649 visualizações

Publicada em

Seminario sobre P&D na Industria do Frango ministrado na Unochapeco, em Chapeco, Santa Catarina no dia 27 de maio de 2011 por Ioanis Sarantopoulos, ioanis@atosinova.com.br

Publicada em: Negócios, Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.649
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
11
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
30
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

P&D na Indústria de Frangos - UNOCHAPECÓ - 27 de maio de 2011

  1. 1. 5/26/2011 AtosInova – Inovação na prática www.AtosInova.com.br P&D na Indústria de Frangos UNOCHAPECÓ 27 de maio de 2011 Ioanis Sarantopoulos ioanis@atosinova.com.brPesquisa e Desenvolvimento na Agroindústria de Frangos  P&D e Inovação - Entendendo Inovação e P&D  Definição  Tipos de inovação  Visão prática da P&D e Inovação  O Tripé para P&D com resultado para as empresas  4 diferentes aspectos da área de P&D na indústria de frangos – atuação esperada da indústria e do pesquisador  3 diferentes âmbitos de atuação da indústria no que tange à inovação  Entendendo P&D e Inovação na Agro- Industria de Frango  Modelo de Atuação da P&D em produtos para indústria de Frango Nacional  Margem Versus Volume – Os quatro tipos de atuação da indústria e do pesquisador da indústria  Exemplos de atuação do pesquisador  A Cadeia Produtiva e a cadeia Inovativa da agroindústria do frango – onde a P&D deve atuar e exemplos - quando buscar ajuda fora da indústria 1
  2. 2. 5/26/2011O mundo da Pesquisa e do Desenvolvimento P&D  P&D: compreendem o trabalho criativo levado a cabo de forma sistemática para incremenar o volume dos conhecimentos humanos, culturais e sociais e o uso destes para a obtenção de novas aplicações (manual Frascati) 2
  3. 3. 5/26/2011  Pesquisa básica: “trabalhos experimentais ou teóricos que se empreendem fundamentalmente para obter novos conhecimentos acerca dos fundamentos dos fenômenos e fatos observáveis, sem pensar em dar-lhes uma aplicação ou utilização determinada”  Pesquisa aplicada: “consiste em trabalhos originais realizados para adquirir novos conhecimentos, mas agora dirigidos a um objetivo fundamentalmente prático e específico”Sales  Desenvolvimento experimental: “consiste em trabalhos sistemáticos baseados nos conhecimentos existentes derivados da pesquisa e/ou da experiência prática, dirigidos à produção de novos materiais, produtos ou dispositivos; para o estabelecimento de novos processos, sistemas e serviços; ou à melhora substancial dos já existentes”.Sales 3
  4. 4. 5/26/2011 O mundo da Pesquisa e Desenvolvimento e da C&T em relação ao mundo da Inovação P&D INOVAÇÃOSales Definição de Inovação - Manual de Oslo  É a implementação de um produto novo ou significativamente melhorado (bem ou serviço) ou processo, um novo método de mercado – marketing, ou um novo método organizacional, nas práticas de negócios, organização do local de trabalho ou relações externas para a empresa.  Atividades Inovativas: São todos os passos científicos, tecnológicos, organizacionais, financeiros e comerciais necessários à criação de inovações.Sales 4
  5. 5. 5/26/2011 Tipologia da inovação • Tecnológica ou mercadológica Quanto à • Organizacional natureza • Gerencial, comercial, institucional • Incremental Quanto ao • Radical grau • Novos setores • Para a empresa Quanto à • Para o país abrangência • Para o mundo INOVAÇÃO - Uma visão práticaSales 5
  6. 6. 5/26/2011Uma visão prática -criar alguma diferença - busca de uma posiçãomelhor que a atual ? Corte e Esposteja Abate mento porcion amento Criar alguma diferença - busca de uma posição melhor que a atual Embalagem Microondável Marinação Embalagem Fácil abertura Cozimento 6
  7. 7. 5/26/2011Criar alguma diferença - busca de umaposição melhor que a atual para o consumidor PRATICIDADE PARA O CONSUMIDOR SABOR CONVENIÊNCIA PARA O SEGURANÇA CONSUMIDOR ALIMENTARINOVAÇÃO - Uma visão práticaInova-se então para: Mudar os processos produtivos para aumentar a eficiência produtiva, organizacional, financeira... Diversificar bens e serviços 7
  8. 8. 5/26/2011Inovar é Fazer Antes ParaGanhar Mais Metas Empre- Estrutura endedorismo Inovação 15 Inovação Tecnológica na industria de frangos Diversificação Ganhos de de produtos produtividade Criação de novas Trajetória de linhas e famílias sustentabilidade de produtos Capacidade Capacidade de resposta propositiva às demandas para novas do mercado oportunidades 8
  9. 9. 5/26/2011Exemplos de Inovação Ganhos de produtividade Slide 17Exemplos de Inovação Amigos do Meio Ambiente Crianças Diversificação de produtos Velocidade/Conveniencia Premium Slide 18 9
  10. 10. 5/26/2011Exemplos de Inovação Diversificação de produtos Low/no/reduced transfat Microondáveis Slide 19 Criação de novas linhas e famílias de produtos Slide 20 10
  11. 11. 5/26/2011 Criação de novas linhas e famílias de produtos Slide 21 Trajetória de sustentabilidadehttp://m.tysonfoods.com/Sustainability/2010/Planet/4_6/1.aspx Slide 22 11
  12. 12. 5/26/2011 Trajetória de sustentabilidade Slide 23Inovação Tecnológica no setor de alimentos Tipo de Âmbito empresa Características principal de inovadora atuação Inovador capacitação interna para comprar e adaptar Mercado seguidor tecnologias, atuando como inovador local interno local Inovador capacitação interna para comprar e adaptar Mercados seguidor tecnologias seguindo as empresas interno e global inovadoras globais externos Inovador capacitação para gerar e introduzir Mercado global inovações tecnológicas para o mercado global globalSales 12
  13. 13. 5/26/2011Entendendo P&D e Inovação na indústriaComo saber se a empresa tem capacidade de inovar Rotina Futuro • Sol. Problemas • Tradução • Plan Estrat. (10 anos) • Metas (%) • Inov Aberta • Benchmarking • Proc Gestão Inclusão – Sistematização – Valorização através da Gestão do Conhecimento Entendendo Inovação – Checklist de10 itens 1- Rotina 2 - Futuro 3 - Sol. Problemas 4 - Tradução 8 - Plan Estrat. (10 anos) 5 - Metas (%) 9 - Inov. Aberta 6 - Benchmarking 7 - Proc Gestão 10 - Gestão do Conhecimento 13
  14. 14. 5/26/2011 Rotina 1 – Inovação Mercadológica Futuro 2 – Inovação Tecnológica• Sol Prob Inov da Inovação - 3• Tradução da voz do consumidor - 4• Metas de aceitação do consumidor - 5• Benchmarking – 6• Proc Gestão de inov. - 7• Plan Estratégico de tecnologia - 8• Inovação Aberta - 9 Gestão do Conhecimento - 10Modelo para atuação da P&D em produtos para indústria de frango nacional alta Margem alta Pequena Industria – Distribuição regional - share SONHO IMPOSSÍVEL pequeno margem Grande especialização Margem baixa Grande indústria – PESADELO distribuição continental – DESESPERO TOTAL share grande baixa Elevada comoditização Foco em processo automatizado e baixo custo de produção e formulação baixo alto Volume/Share Slide 28 14
  15. 15. 5/26/2011Modelo para atuação da P&D em produtos para indústria de frango nacional atual alta ambição Exemplos: produtos regionais, mercado local – Food Service reginonal, produtos SONHO IMPOSSÍVEL AMBIÇÃO DE TODOS Margem alta refrigerados, empanados recheados, marinadosmargem especiais, produtos com ambição formulação gourmet ou especiais, frango funcional Exemplos: Food Service PESADELO nacional, produtos a granel, DESESPERO TOTAL Margem baixa frango inteiro, partes simples baixa (coxa e sobre coxa e peito), empanados de baixo custo, embutidos de baixo custo e alto volume, grande varejo baixo alto volume Slide 29 Slide 30 15
  16. 16. 5/26/2011Exemplo - Conceito de Margem X Volume PV = 10X Volume = 15x Slide 31 Slide 32 16
  17. 17. 5/26/2011 CADEIA PRODUTIVA GRÃOS DISTRIBUIÇÃO E INTEGRAÇÃO ABATE e ESTOCA- GEM DE MP PROCESSO VENDAS AVÓS POSTERIOR Água Água Efluentes Cozimento/Pasteurização Efluentes Automação Resfriamento etc etc Conservação Automação Barreiras sanitárias etc A cadeia produtiva e a cadeia inovativa Genética, nutrição, Especialidades Fármacos e reprodução Embalagens químicas medicamentos Agricultura e Abate e Comercia- Industrialização Distribuição avicultura Espostejamento lização Insumos Máquinas e agropecuários TICs Soluções logística equipamentosAdaptado de Sales 17
  18. 18. 5/26/2011 A cadeia produtiva e a cadeia inovativa Genética, nutrição, Especialidades Fármacos e reprodução Embalagens químicas medicamentos  Frango com Omega 3 e 6 - WO/2010/001387, Agricultura e http://www.flaxasia.net/Omega%203%20Chicken%20Meat.html avicultura  Uso de Natamicina para redução condenações Insumos Máquinas e agropecuários TICs Soluções logística equipamentos Patentes – 2005 a 2011 – poultry - 424 patentesAdaptado de SalesAproveitamento da cama para aquecimentoe geração de energia Conversão da cama em calor e eletricidade sem necessidade de secagem ou pré-processamento. http://biomass.ie/index.php?ID=8&PID=3 Slide 36 18
  19. 19. 5/26/2011 Inovação no uso de penas Penas Keratina Liquida Fibra de Lã de Pena De Frango Carbono Filtros, carros, Cosmeticos, Nanotubos, artigos de Construçao etc Nutraceuticos Esporte (bicicleta) Filmes para laboratorios Materiais eletronicos etc Slide 37Extração de Ácido Hialurônico de Crista de Galo Zona com alta concentração de Ácido Hialurônico epitélio Camada mucóideFrango do sexo masculino com idade de tecido60 dias e peso médio de indivíduos, no adiposo lote, de 3,8 kg. Lábios antes do uso de Lábios após uso do Ácido Hialurônico Ácido Hialurônico Slide 38 19
  20. 20. 5/26/2011 A cadeia produtiva e a cadeia inovativa Abate e Espostejamento Máquinas e TICs equipamentosAdaptado de Sales Sistema de insensibilização de aves • Alternativa a atordoamento a água e gás • Acalma a ave • Corrente varia com a resistência do animal • Animal fica inconsciente e indolor • Rastreabilidade individualhttp://www.topkip.com • Fácil integração com linhas atuais de abate Slide 40 20
  21. 21. 5/26/2011 Sistema de resfriamento de carcaças• Economia de água• Economia de energia (40%)• Elevada eficiência no resfriamento com queda rápida de temperatura• 100% de rastreabilidade a nível de carcaça• Excelente nível de qualidade microbiológica• Aumento de vida de prateleira Slide 41 Miopatia peitoral profunda em aves grandes e inteiras Slide 42 21
  22. 22. 5/26/2011 Georgia Tech Slide 43 A cadeia produtiva e a cadeia inovativaAdaptado de Sales 22
  23. 23. 5/26/2011Sistema para retirada do filezinho e parte do tendão Meyn Food Technology Slide 45 A cadeia produtiva e a cadeia inovativa Embalagens Industrialização Máquinas e TICs equipamentosAdaptado de Sales 23
  24. 24. 5/26/2011 Marel Platino Flattener Marel StripCutter / Splitter Vantagens do sistema: 1. Padronização do peso e tamanho 2. Redução de retalhos 3. Redução de given weight Slide 47Embalagens encolhíveis de altapermeabilidade ao oxigênio  Embalagem a vácuo em filme de alta permeabilidade a gases para produto congelado: minimiza queima pelo frio  Porções múltiplas em compartimentos  Material é micropicotado para permitir a separação das porções individuais, sem embalagem secundária  Alta transparência Cryovac® Saddle Pack 24
  25. 25. 5/26/2011 Desenvolvimento embalagem Processo marinação e/ou injeção Processo cozimento continuo Processo grelamento/marca de grelha Processo pré-resfriamento Processo corte Slide 49Vacuum Skin Packaging Excelente presentação Versatilidade Evita esforço mecânico sobre produto 25
  26. 26. 5/26/2011 Vacuum Skin Packaging Skin Tite™ EZ Peel®Dixie Toga- Bemis Bandeja CPET dual ovenable + Filme shrink Chef’s Requested Foods Embalagem com atmosfera modificada CO2 / N2 / O2 CONTROLE  Crescimento microrganismos  Oxidação pigmentos, gorduras aromas, nutrientes  Perda umidade 26
  27. 27. 5/26/2011Embalagem com atmosfera modificadaMasterpack Embalagem de distribuição Sacos coex PA ou coex EVOH Embalagem ativa filme com polímero absorvedor de oxigênioFILME Oxygen ScavengerFilme multi-camada com absorvedor de O2 na camada intermediária Foster Farms embalagem termoformada Peito de perú fatiado tampa OS 2330/ coex EVOH 55 dias refrigerado fundo coex EVOH atmosfera modificada Cryovac 27
  28. 28. 5/26/2011Embalagem ativa válvula com alívio de pressãode vapor Gourmet to go  Pratos prontos refrigerados à base de carnes com vegetais ou com massas  embalagens com atmosfera modificada – 8 dias vida-útil VACSYS - GS Technologies Embalagem para microondas que permite cozimento a vapor- retenção de nutrientes, incorpora uma válvula para alívio de pressão entre as camadas do filme da tampa O selo da válvula abre à determinada pressão do vapor A cadeia produtiva e a cadeia inovativa Embalagens Comercia- Distribuição lização Máquinas e TICs Soluções logística equipamentosAdaptado de Sales 28
  29. 29. 5/26/2011 Embalagem com atmosfera modificada Embalagem institucionalestratégia x competência (make or buy) 29
  30. 30. 5/26/2011 Um resumo e considerações finais1. P&D e Inovação – O pesquisador (científico ou não) da agroindustria do frango nacional deve pensar em inovação2. Para se obter resultado rápido e constante a agroindustria do frango precisa do tripé da inovação: metas, processo e empreendedorismo3. A atuação inovativa da P&D da agroindustria do frango deve ocorrer em 4 aspectos distintos, envolvendo, além do desenvolvimento de produtos e de novas plataformas de produtos, a sustentabilidade e a engenharia inclusive com competências múltiplas e complementares Slide 60 30
  31. 31. 5/26/2011 Um resumo e considerações finais4. A alta administração deve decidir qual tipo de empresa inovadora será e destinar recursos recursos e competências conforme essa decisão estratégica5. A empresa que realmente deseja inovar deve procurar satisfazer os 10 itens da empresa inovadora e, principalmente, ter um processo de gestão de inovação mercadológica e tecnológica eficaz Slide 61 Um resumo e considerações finais6. Tanto a alta administração quanto a P&D na agroindustria do frango devem compreender há limites e barreiras prática que são impostas pelo tamanho da empresa que condicionam o tipo de inovação7. A P&D da agroindústria do frango deve buscar incessantemente inovação nacadeia tanto para produtos como para processos inovadores Slide 62 31
  32. 32. 5/26/2011 Um resumo e considerações finais8. Na maturidade a P&D da agrodindustria inovadora do frango perceberá que não terá capacidade e nem competências suficientes para atender todas as demandas de inovação e buscará parcerias estratégicas com academia e centros de pesquisas dentro e fora do Brasil Slide 63 http://www.atosinova.com.br/ Ioanis@AtosInova.com.br MUITO OBRIGADO PELA ATENÇÃO! Slide 64 32

×