Representação da Informação

493 visualizações

Publicada em

DISCIPLINA: Produção e organização da informação em ambientes colaborativos

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
493
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Representação da Informação

  1. 1. DISCIPLINA: PRODUÇÃO E ORGANIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM AMBIENTES COLABORATIVOS Segundo semestre de 2014 Representação da Informação DEPARTAMENTO: Organização e Tratamento da Informação Prof. Hercules Pimenta dos Santos Doutorando em Ciência da Informação ECI-UFMG herculessantos.ufmg@gmail.com
  2. 2. REPRESENTAÇÃO DA INFORMAÇÃO EM TEMPO E ESPAÇO DIGITAIS
  3. 3. Representação da Informação • Representação da Informação • Evolução das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs): • Disponibilização de novos produtos e serviços, • Novas formas de busca, acesso e disseminação da informação, • Contribui para que os usuários da informação tornem-se cada vez mais independentes. • O novo contexto da informação: • Bases de dados eletrônicas possam ser acessadas: internet e intranet, • Exige cognição: armazenagem e recuperação de informações. A representação seria um processo organizacional aliado a processos intelectuais, aplicados a objetos (documentos), representando conhecimentos (MIKSA, 1991).
  4. 4. Representação da Informação • Representação da Informação • Evolução das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs): • Compartilham hoje dos mesmos instrumentos e espaços de produção e representação: • Autores: • Textos, • Sons, • Imagens. • Profissionais dedicados a: • Organização de conjuntos específicos de informações, • Criação de meios para recuperá-los.
  5. 5. Representação da Informação • Representação da Informação • Classificada em dois níveis: • Primária: instância do processo cognitivo humano que culmina com o registro do pensamento em um suporte documental, realizada pelos autores no momento da expressão dos resultados de seus pensamentos. • Secundária: estágio de representação desenvolvido no âmbito dos sistemas de informação: Tem por objeto os registros de conhecimento humano produzidos e visa à substituição desta informação primária por elementos descritivos, com vistas a uma recuperação eficaz (ALVARENGA, 2003).
  6. 6. Representação da Informação • Representação da Informação • Classificada em dois níveis: • Primária: os produtos finais são constituídos de conceitos sobre os seres, formando o conhecimento, conceitos mais ou menos intensamente detalhados, codificados através de uma linguagem simbólica (ALVARENGA, 2003). • Secundária: prática essencial nos sistemas de informações documentais, esses mesmos conceitos constantes dos registros primários são sucintamente identificados em seus elementos constitutivos fundamentais, escolhendo-se os pontos de acesso fundamentais que garantem a representação desse conhecimento (documento) para fins de futura recuperação (ALVARENGA, 2003).
  7. 7. Representação da Informação • Representação da Informação • Objetivos • Documentos sejam localizados por meio de consultas realizadas, normalmente, por palavras-chaves, • Baseando-se nesta consulta, os documentos que possuem, literalmente, alguma palavra contida na representação dos mesmos, são recuperados, • O processo de recuperação depende da qualidade do tratamento dado aos documentos, • Adoção de padrões, principalmente quando se trata de ambientes disponibilizados na web.
  8. 8. Representação da Informação • Representação da Informação • Organizações têm se dedicado intensamente ao desenvolvimento e uso de padrões que possibilitem a organização e o acesso à informação disponibilizada na web. • Ambientes propícios para a recuperação de informações, • Utilizam metadados para padronizar as formas de representação e possibilitar a interoperabilidade entre os sistemas: eficiente processo de recuperação e acesso à informação. • Metadados: dados sobre o dado. Metadados descrevem os atributos e o conteúdo de um documento original, e se usados de forma efetiva, viabilizam o acesso à informação precisa (MILSTEAD & FELDMAN, 1999). A representação da informação por metadados é uma necessidade e visa criar uma estrutura de descrição padronizada de documentos eletrônicos, para tornar mais efetiva a recuperação de informação em redes eletrônicas (SOUZA et al, 2000).
  9. 9. Representação da Informação • Representação da Informação • Metadados: dados sobre o dado: • Podem ser extraídos diretamente dos próprios objetos, constituindo-se esses em chaves de acesso, • Pode ser considerado sinônimo de ponto de acesso, • Termo da área da catalogação bibliográfica, • Parece ter sido cunhado em contextos externos à ciência da informação: • Considerados linguagens de marca: Identificam, de forma descritiva, cada ‘entidade informacional’ digna de significado presente nos documentos, como por exemplo parágrafos, títulos, tabelas, gráficos. A partir dessas descrições os programas de computador podem melhor tratar ou processar a informação contida em documentos eletrônicos (BAX, 2001, p. 32).
  10. 10. Representação da Informação • Representação da Informação • Os aspectos da representação secundária da informação englobam: • Arquivos, • Bibliotecas, • Outros serviços de documentação ou informação: • Arquivos digitais, • Arquivos digitalizados, • Museus, • Museus virtuais...
  11. 11. Representação da Informação • Representação da Informação • Inseridas neste contexto, as bibliotecas digitais: • Teses e dissertações em formato eletrônico, • Representação (abstração) do modo físico/conhecimento físico, • Por exemplo: se um documento que armazena uma tese ou dissertação, em formato eletrônico, não for representado corretamente ou, se for representado por meio de um formato digital que não é o mais apropriado, este documento não será recuperado. • Metadados: que se destinam à descrição física e quais se destinam à descrição de conteúdo do documento.
  12. 12. Representação da Informação • Representação da Informação • Utilizam metadados para padronizar as formas de representação e possibilitar a interoperabilidade entre os sistemas: eficiente processo de recuperação e acesso à informação • As normas, padrões, formatos e protocolos: • Papel de fundamental importância, • Estabelecem as regras pelas quais os objetos são descritos, identificados e preservados, • Os sistemas aos quais estão inseridos se comunicam.
  13. 13. Representação da Informação • Representação da Informação • Vários modos e finalidades, • Compactação das informações: • Catálogos de bibliotecas, • Arquivos, • Museus, • Índices, • Resumos • Bases de dados online. • Construção desses repositórios: • Interpretação do documento original a ser incluído no sistema, • Sua descrição como um objeto, • Sua origem, • Condensação de seu conteúdo
  14. 14. Representação da Informação • Representação da Informação • Condensação de seu conteúdo: • Representação substituta do documento armazenado, • Finalidade: sua recuperação Processo no qual, o documento, ou um conjunto destes, será substituído por um condensado de informações com vistas à sua localização e uso pelos usuários. HS
  15. 15. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS
  16. 16. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS ALVARENGA, L. Representação do conhecimento na perspectiva da ciência da informação em tempo e espaço digitais. Enc. Bibl: R. Eletr. Bib.Ci. Inf., Florianópolis, n. 15, p. 18-40, 1º sem. 2003. BAX, Marcelo Peixoto. Introdução às linguagens de marcas. Ciência da Informação, v.30, n.1, p.32-38, jan./abr., 2001. MIKSA, Francis L. Library and information science: two paradigms. In: VAKKARI, Perti; CRONIN, Blaise. Conceptions of library and information science. Tempere, Taylor Graham, 1991. MILSTEAD, J; FELDMAN, S. Metadata: Cataloging by any other name. Online, v. 23, n. 1, p. 24-31, 1999. SOUZA, M. I. F.; SANTOS, A. D. dos.; OLIVEIRA, M. J. de.;CINTRA, M. A. M. de U.; VENDRUSCULO, L. G. Informação para internet: uso de metadados e o padrão Dublin Core para catalogação de recursos eletrônicos na embrapa. In Proceedings XIX Congresso Brasileiro de Biblioteconomia e Documentação, Centro de eventos da PUCRS. 2000.

×