Web2.0

1.030 visualizações

Publicada em

Web 2.0 e Educação

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.030
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
52
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Web2.0

    1. 1. Grupo 5 Mestrandos: Maria Lemos, Ismael Guedes, Toni Gomes, Artur Coelho Web 2.0
    2. 2. Índice 1. A Web 2.0 2. Aplicações em contexto educativo/formativo 3. Conclusões
    3. 3. A estrutura em rede da Internet promove igualdade entre criadores e consumidores de informação. Os utilizadores podem desempenhar ambos os papéis, com dificuldades de concretização, implicando conhecimentos que nem todos possuem. 1. A Web 1.0
    4. 4. Disponibiliza interfaces e recursos. 1. A Web 2.0 Facilita a produção e partilha de informação de forma colaborativa. Aproveita os conhecimentos agregados de comunidades de utilizadores.
    5. 5. Concretiza-se através de sites sociais , blogs , agregadores de informação em rss , partilha de ficheiros e hiperligações , taxonomias definidas pelos utilizadores , wikis . A rede é objecto de aperfeiçoamento contínuo , sendo os seus conteúdos enriquecidos de forma dinâmica pelos próprios utilizadores . 1. A Web 2.0
    6. 6. "Web 2.0 é a mudança para uma Internet como plataforma, e um entendimento das regras para obter sucesso nesta nova plataforma. Entre outras, a regra mais importante é desenvolver aplicativos que aproveitem os efeitos da rede para se tornarem melhores quanto mais são usadas pelas pessoas, aproveitando a inteligência colectiva". O'Reilly (2006) © 1. A Web 2.0
    7. 7. Os professores poderão tirar partido destas ferramentas. Estas permitem aos alunos criar colaborativamente informação, produzir conteúdos e debater ideias. O professor pode gerir aprendizagens em sala de aula ou online. 2. Aplicações em contexto educativo/formativo
    8. 8. Operacionalizar em sala de aula exige: Conhecimento das várias aplicações, funcionalidades e plataformas utilizáveis como recursos educativos. Acesso fiável e permanente à Internet. 2. Aplicações em contexto educativo/formativo
    9. 9. Blogs, mantidos por professores e alunos, onde são partilhados trabalhos, dúvidas, hiperligações, feeds, calendarizações e assuntos comentados. Trabalhos colaborativos que impliquem convergência de serviços online, através da remixagem de elementos gráficos, audiovisuais e documentais. Wikis temáticos, onde cada aluno elaboraria pesquisa e adicionaria informação. O professor ou alunos coordenariam, verificariam a validade da informação, mostrariam estruturas de ideias a seguir. 2. Aplicações em contexto educativo/formativo
    10. 10. <ul><li>- Processa e manipula fluxos de informação. </li></ul><ul><li>- Frequenta sites sociais. </li></ul><ul><li>- Partilha vídeos, música e imagens. </li></ul><ul><li>- Joga, aprende e trabalha em conjunto. </li></ul><ul><li>Utiliza ferramentas para produzir informação que lhe é pertinente. </li></ul>2. Aplicações em contexto educativo/formativo O aluno:
    11. 11. A capacidade de gerir e manipular informação é uma competência crucial. - Transforma-se num conselheiro e gestor de aprendizagens. - Troca experiências e comunica virtualmente. 2. Aplicações em contexto educativo/formativo O professor:
    12. 12. As ferramentas online estão a substituir o software residente no computador, expandindo o leque de utilizações. A Web 2.0 poderá servir como niveladora da infoexclusão, facilitando um acesso generalizado às ferramentas digitais. O seu uso pelos professores encontra-se pouco disseminado, apesar de serem mais um meio ao seu dispor. 3. Conclusões
    13. 13. 3. Conclusões <ul><li>Os professores devem estar atentos e aproveitar oportunidades: </li></ul><ul><ul><li>investindo em formação; </li></ul></ul><ul><ul><li>educando os alunos através destas novas tecnologias; </li></ul></ul><ul><ul><li>demonstrando formas de trabalho eficaz; </li></ul></ul><ul><ul><li>estimulando produção de informação; </li></ul></ul><ul><ul><li>fomentando participação; </li></ul></ul><ul><ul><li>incrementando aprendizagens colaborativas. </li></ul></ul>
    14. 14. A Web 2.0 tem um enorme potencial na educação, possibilitando interactividade , socialização , partilha e colaboração em rede. “ Web 1.0: Centralized Them. Web 2.0: Distributed Us. Web 3.0: Decentralized Me.” 3. Conclusões Robert O'Brien (2008)
    15. 15. Bibliografia Castells, M. (2004). A Galáxia Internet: Reflexões sobre Internet, Negócios e Sociedade . Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian. Castro, H. (2006). Educação precisa de mais web 2.0, diz MIT . Acedido em 26 de Janeiro, 2008, disponível em http://hrcastro.wordpress.com/2006/12/04/educacao-precisa-de-mais-web-20-diz-mit/ Catone, J. (2008, 3 de Fevereiro). Web 3.0: Is It About Personalization?. Acedido a 8 de Fevereiro de 2008, disponível em http://www.readwriteweb.com/archives/web_30_is_it_about_personalization.php D’Souza, Q. (2006). Web 2.0 Ideas for Educator s . Acedido em 26 de Janeiro, 2008, disponível em http://www.scribd.com/doc/3273/100-Web-20-Ideas-for-Educators Hesseldahl, A. (2008, 29 de Janeiro). DEMO 2008: What's Next in Tech. Business Week . Acedido em 29 de Janeiro, 2008, disponível em http://www.businessweek.com/print/technology/content/jan2008/tc20080128_685080.htm O’Reilly, T. (2005, 30 de Setembro). What Is Web 2.0: Design Patterns and Business Models for the Next Generation of Software . Acedido em 16 de Janeiro, 2008, disponível em http://www.oreillynet.com/pub/a/oreilly/tim/news/2005/09/30/what-is-web-20.html Santos, S., & Cardoso, G. (2007). Working Report: Públicos de Media em Portugal . Acedido em 16 de Janeiro, 2008, disponível http://www.obercom.pt/client/?newsId=30&fileName=wr8.pdf Selanikio, J. (2008, 17 de Janeiro). Th e invisible computer revolution. BBC . Acedido em 18 de Janeiro, 2008, disponível em http://news.bbc.co.uk/1/hi/technology/7106998.stm Web 2.0 Resources, disponível em http://www.philb.com/iwantto.htm

    ×