Curso terapêutica odontopediatria

5.854 visualizações

Publicada em

Terapêutica, prescrição de medicamentos utilizados em Odontopediatria, formas de abordagem terapeutica

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
27 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.854
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
23
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
265
Comentários
0
Gostaram
27
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso terapêutica odontopediatria

  1. 1. Terapêutica MedicamentosaTerapêutica Medicamentosa em Odontopediatriaem Odontopediatria Profª. Cristhiane AmaralProfª. Cristhiane Amaral
  2. 2. Por que estudar terapêutica medicamentosa em CRIANÇAS???
  3. 3. “O nível plasmático elevado ocorre facilmente na criança pois o volume de sangue é bem menor” •Criança de 3,5 anos 1,5 litros •Adulto em torno de 6 litros
  4. 4.  Dosagem Peso menor da criança; Esquema terapêutico Menor quantidade de doses (risco de esquecer); Forma de apresentação do medicamento. Presença de açúcar.
  5. 5. Vias de administração de medicamentos em odontologia USO INTERNO:USO INTERNO: • OralOral • • SublingualSublingual • RetalRetal USO EXTERNOUSO EXTERNO • ColutórioColutório • IntracanalIntracanal • Intra-VenosaIntra-Venosa • Intra-MuscularIntra-Muscular • Subcutânea • tópico
  6. 6. ““O tratamento para qualquerO tratamento para qualquer odontalgia é o tratamento local,odontalgia é o tratamento local, auxiliado se necessário pelaauxiliado se necessário pela terapêutica medicamentosa”terapêutica medicamentosa”
  7. 7. Para que possamos calcular as doses precisamos saber o “pesopeso”” da criança
  8. 8. É consenso geral que o arsenal deÉ consenso geral que o arsenal de medicamentos do cirurgião-dentista émedicamentos do cirurgião-dentista é bastante restrito, utilizando-sebastante restrito, utilizando-se basicamente da tríade:basicamente da tríade: AnalgésicoAnalgésico Anti-inflamatórioAnti-inflamatório AntibióticoAntibiótico Além do anestésico localAlém do anestésico local
  9. 9. ANESTESIA EM DONTOPEDIATRIA
  10. 10. RESUMO EFEITOS DOS VASOCONSTRICTORES
  11. 11. ANESTESIA EM ODONTOPEDIATRIA “Alterações de ordem sistêmica, como asma, cardiopatia e alguns tipos de anemia são relevantes na escolha do sal anestésico a ser utilizado”
  12. 12. • Pacientes asmáticos e muito alérgicos podem manifestar alergia ao antioxidante do vaso constritor utilizado na lidocaína, • Em paciente com Metemoglobinemia Congênita está CONTRA-INDICADO o uso de Prilocaínaa
  13. 13. “A quantidade de anestésico a ser administrada também é um fator importante, deve ser calculada de acordo com o peso da criança” 1 tubete a dada 10 kg dose máxima
  14. 14. Terapêutica em Odontopediatria:Terapêutica em Odontopediatria: AnalgésicosAnalgésicos Anti-inflamatóriosAnti-inflamatórios AntibióticosAntibióticos
  15. 15. 1ml contém 201ml contém 20 gotasgotas
  16. 16. Analgésicos em odontopediatria: • Paracetamol • Dipirona • Ácido acetilsalicílico Dor – aviso de uma lesãoDor – aviso de uma lesão
  17. 17. ParacetamolParacetamol • Analgésico de eleição em odontopediatriaAnalgésico de eleição em odontopediatria • Não apresenta ação anti-inflamatóriaNão apresenta ação anti-inflamatória • Não usar em AIDS e hepatopatasNão usar em AIDS e hepatopatas • Absorção pode diminuir na presençaAbsorção pode diminuir na presença de carboidratosde carboidratos Vantagens:Vantagens:  Não causa irritação GástricaNão causa irritação Gástrica  Não causa inibição plaquetáriaNão causa inibição plaquetária
  18. 18. Posologia do ParacetamolPosologia do Paracetamol 1 gota por kg de peso, por dose1 gota por kg de peso, por dose Por exemplo: uma criança com 10 kg deverá tomarPor exemplo: uma criança com 10 kg deverá tomar 10 gotas, com 15 kg tomará 15 gotas e assim por10 gotas, com 15 kg tomará 15 gotas e assim por diante, até o limite de 35 gotas por dose.diante, até o limite de 35 gotas por dose. Gotas ..................................................200Gotas ..................................................200mg/mlmg/ml
  19. 19.  De acordo com o Ministério da Saúde, o uso do paracetamol em pacientes com dengue e com doença hepática “pode“pode ser realizado de forma segura semser realizado de forma segura sem agravamento do quadro”agravamento do quadro”  Paracetamol - uma droga comParacetamol - uma droga com potencial hepatotóxico significativopotencial hepatotóxico significativo  O vírus do Dengue é um Flavivirus,O vírus do Dengue é um Flavivirus, portanto do mesmo gênero do vírus daportanto do mesmo gênero do vírus da hepatite C e da febre amarela, quehepatite C e da febre amarela, que também são hepatotrópicostambém são hepatotrópicos
  20. 20. DipironaDipirona  Dipirona Sódica: NovalginaDipirona Sódica: Novalgina  Dipirona magnésica: MagnopirolDipirona magnésica: Magnopirol Uso restrito em vários paísesUso restrito em vários países Causa depressão medular:Causa depressão medular: LEUCOPENIALEUCOPENIA TROMBOCITOPENIATROMBOCITOPENIA ANEMIA APLÁSICAANEMIA APLÁSICA
  21. 21. DipironaDipirona Polêmica: É um fármaco amplamente utilizado na Europa, na América Latina e na Ásia, embora tenha sido banido ou restrito em alguns países, como os Estados Unidos.
  22. 22. Posologia da DipironaPosologia da Dipirona 0,5 gota por kg de peso, por dose0,5 gota por kg de peso, por dose Por exemplo: uma criança com 20 kg deverá tomarPor exemplo: uma criança com 20 kg deverá tomar 10 gotas, com 22 kg tomará 11 gotas e assim por10 gotas, com 22 kg tomará 11 gotas e assim por diante.diante. Gotas ..................................................500Gotas ..................................................500mg/mlmg/ml
  23. 23. Ácido acetilsalicílicoÁcido acetilsalicílico • Analgésico – anti-inflamatório (pequena)Analgésico – anti-inflamatório (pequena) • Síndrome de Reye – lesões cerebrais eSíndrome de Reye – lesões cerebrais e hepaticashepaticas • Antiagregante PlaquetárioAntiagregante Plaquetário • Irritante gástricoIrritante gástrico
  24. 24. 1ml contém 201ml contém 20 gotasgotas
  25. 25. ParacetamolParacetamol GotasGotas 200200mg/mlmg/ml 10-15mg10-15mg Kg/doseKg/dose 6 em 6 horas6 em 6 horas 1 gota por1 gota por kgkg * até 35* até 35 gotasgotas DipironaDipirona GotasGotas 500500mg/mlmg/ml 6-15mg6-15mg Kg/doseKg/dose 6 em 6 horas6 em 6 horas 0,5 gota0,5 gota por kgpor kg ÁcidoÁcido acetilsalicílicoacetilsalicílico ComprimidoComprimido 100mg100mg 10mg10mg kg/dosekg/dose RegraRegra práticaprática
  26. 26. Anti-inflamatóriosAnti-inflamatórios • AINE - Não EsteróidesAINE - Não Esteróides • AINH – Não HormonaisAINH – Não Hormonais São drogas que inibem a sínteseSão drogas que inibem a síntese da prostaglandinada prostaglandina e o tromboxano, reduz a dore o tromboxano, reduz a dor e inflamaçãoe inflamação
  27. 27. • Prostaglandina: Secreção do muco gástricoProstaglandina: Secreção do muco gástrico Atuam na perfusão renalAtuam na perfusão renal • Tromboxanos: agregação plaquetáriaTromboxanos: agregação plaquetária Efeitos colaterais: Úlceras gástricasEfeitos colaterais: Úlceras gástricas Problemas renaisProblemas renais SangramentosSangramentos
  28. 28. Anti-inflamatórios indicados emAnti-inflamatórios indicados em Odontopediatria:Odontopediatria: • NimesulidaNimesulida • IbuprofenoIbuprofeno • Benzidamina****************Benzidamina**************** ****************** Diclofenaco****************** Diclofenaco
  29. 29. NimesulidaNimesulida • Analgésico, anti-inflamatório eAnalgésico, anti-inflamatório e antitérmicoantitérmico • Ação na cicloxigenase-2Ação na cicloxigenase-2 • Meia vida plasmática longaMeia vida plasmática longa Não usar em paciente com menos deNão usar em paciente com menos de 1 ano de idade1 ano de idade
  30. 30. Posologia da NimesulidaPosologia da Nimesulida 1 gota por kg de peso, por dose1 gota por kg de peso, por dose Por exemplo: uma criança com 10 kg deverá tomarPor exemplo: uma criança com 10 kg deverá tomar 10 gotas, com 15 kg tomará 15 gotas e assim por10 gotas, com 15 kg tomará 15 gotas e assim por diante, até o limite de 40 gotas por dose.diante, até o limite de 40 gotas por dose. Gotas ..................................................50Gotas ..................................................50mg/mlmg/ml
  31. 31. IbuprofenoIbuprofeno • Ação Analgésica, anti-inflamatória eAção Analgésica, anti-inflamatória e antitérmicaantitérmica • Baixa atividade antiplaquetáriaBaixa atividade antiplaquetária • Reação gastro intestinal baixaReação gastro intestinal baixa • Baixos efeitos colateraisBaixos efeitos colaterais
  32. 32. Posologia do IbuprofenoPosologia do Ibuprofeno 1 gota por kg de peso, por dose1 gota por kg de peso, por dose Por exemplo: uma criança com 10 kg deverá tomar 10Por exemplo: uma criança com 10 kg deverá tomar 10 gotas, com 15 kg tomará 15 gotas e assim por diante,gotas, com 15 kg tomará 15 gotas e assim por diante, até o limite de 40 gotas por dose.até o limite de 40 gotas por dose. Gotas ..................................................50Gotas ..................................................50mg/mlmg/ml
  33. 33. BenzidaminaBenzidamina • Poucos efeitos colateraisPoucos efeitos colaterais • Único AINE não ácidoÚnico AINE não ácido • Ação Analgésica, anti-inflamatória eAção Analgésica, anti-inflamatória e antitérmica menorantitérmica menor Benzidamina tópica – flogoral colutórioBenzidamina tópica – flogoral colutório
  34. 34. DiclofenacoDiclofenaco • Sódico,potássico, resinatoSódico,potássico, resinato • Ação Analgésica, anti-inflamatória eAção Analgésica, anti-inflamatória e antitérmica menorantitérmica menor • Atividade antiplaquetáriaAtividade antiplaquetária • Reação gastro intestinalReação gastro intestinal • Efeitos colateraisEfeitos colaterais
  35. 35. NimesulidaNimesulida GotasGotas 50mg/ml50mg/ml 1 gota por1 gota por kg dekg de 12/12h12/12h IbuprofenoIbuprofeno Susp.oralSusp.oral GotasGotas 100mg/100mg/5ml5ml 50mg/ml50mg/ml 1gota por1gota por kg dekg de 8/8horas8/8horas BenzidaminaBenzidamina GotasGotas 30mg/ml30mg/ml 1 gota por1 gota por kg dekg de 6/6h6/6h DiclofenacoDiclofenaco GotasGotas 15mg/ml15mg/ml 11 gota por kggota por kg DeDe 8/8horas8/8horas
  36. 36. Anti-inflamatórios contraAnti-inflamatórios contra indicados em Odontopediatriaindicados em Odontopediatria • Anti-inflamatórios HormonaisAnti-inflamatórios Hormonais (Esteróides)(Esteróides) • Piroxican ( Feldene)Piroxican ( Feldene) • Enzimáticos (Parenzyme)Enzimáticos (Parenzyme)
  37. 37. “Quanto maior a virulência dos microorganismos causadores do processo infeccioso ou quanto menor os mecanismos de defesa do hospedeiro maior a probabilidade de que o paciente desenvolva uma infecção severa”. AntibióticosAntibióticos
  38. 38. AntibióticosAntibióticos • Bactericidas: Causam a morte da bactériaBactericidas: Causam a morte da bactéria • Bacteriostático:Inibe o crescimento /Bacteriostático:Inibe o crescimento / multiplicaçãomultiplicação Curto espectro: Gram positivo ou Gram negativoCurto espectro: Gram positivo ou Gram negativo Largo espectro: Gram positivo e Gram negativoLargo espectro: Gram positivo e Gram negativo
  39. 39. Indicações dos antibióticos emIndicações dos antibióticos em odontopediatriaodontopediatria • Abcessos dento alveolaresAbcessos dento alveolares • Abcessos gengivais eAbcessos gengivais e periodontaisperiodontais • Traumatismo com grandeTraumatismo com grande possibilidades de infecçãopossibilidades de infecção • Profilaxia antibiótica em casosProfilaxia antibiótica em casos selecionadosselecionados
  40. 40. DIFERENÇAS • Antibioticoterapia • Profilaxia Antibiotica • Antibioticoterapia Profilatica
  41. 41. Profilaxia antibióticaProfilaxia antibiótica • CardiopatasCardiopatas • derivação ventrículoderivação ventrículo peritoneais (DVP)peritoneais (DVP) pacientespacientes hidrocefálicoshidrocefálicos • Pacientes renaisPacientes renais crônicos(hemodiálise)crônicos(hemodiálise) Pacientes comPacientes com mecânismo de defesamecânismo de defesa comprometido:comprometido: • AnemiaAnemia • Lupus eritematosoLupus eritematoso • DiabetesDiabetes • AIDSAIDS • DrogasDrogas imunossupressorasimunossupressoras
  42. 42. Ordem de escolha:Ordem de escolha: • 1ª escolha: Amoxicilina1ª escolha: Amoxicilina • 2ª escolha: Cefalexina2ª escolha: Cefalexina • 3ª escolha: Azitromicina3ª escolha: Azitromicina • 4ª escolha: Clidamicina4ª escolha: Clidamicina • Nistatina • Metronidazol
  43. 43. Prescrição: Definição • É uma ordem escrita, dirigida ao farmacêutico, que define como um medicamento deve ser fornecido ao paciente • A prescrição é um documento legal pelos quais se responsabilizam quem prescreve (cirurgião-dentista) e quem dispensa (farmacêutico) o medicamento
  44. 44. AmoxicilinaAmoxicilina • Largo EspectroLargo Espectro • Não altera a absorção na presença deNão altera a absorção na presença de alimentosalimentos • Alta atividade no plasma – Doses menosAlta atividade no plasma – Doses menos freqüentes (3 vezes ao dia)freqüentes (3 vezes ao dia) • Desvantagem: Não agem contraDesvantagem: Não agem contra microorganismo penicilinasemicroorganismo penicilinase resistente ( betalactamases)resistente ( betalactamases)
  45. 45. Dose • Cada 1 ml da amoxicilina de 250mg tem 50 mg, pois em cada 5 ml tem 250ml – no maximo 30 ml dia • Então fica fácil: se a dose é 50mg por kg dia Ex: 21 kg = 21ml .......dia dividido em 3 doses= 7ml a cada 8 horas • Até 1500 mg/dia pois daí já será a dose adulta Ex: Criança de 30 kg = 30 ml que divido por 3 dá 10ml a cada 8hs Pois 10ml são 500mg – dose adulta
  46. 46. Amoxicilina associada ao ClavulanatoAmoxicilina associada ao Clavulanato de Potássiode Potássio • Clavulanato de Potássio: Exerce ação sobre as betalactamases – enzimas resistentes a penicilina • Presentes mais na sinusite e otite aguda Clavulin – 500 mg comprimidos 250 mg suspensão 125mg suspensão
  47. 47. Cefalexina • Espectro pouco mais amplo que a penicilina • Atua nas enzimas penicilinase resistente • Alergia cruzada c/ penicilina (15%)Alergia cruzada c/ penicilina (15%) Meia vida menor (6/6horas)Meia vida menor (6/6horas)
  48. 48. AzitromicinaAzitromicina • Largo EspectroLargo Espectro • Meia vida bastante prolongada(1 vez aoMeia vida bastante prolongada(1 vez ao dia)dia) • 10 dias no local da infecção10 dias no local da infecção • 12% de efeitos gastrointestinais12% de efeitos gastrointestinais • Ótima atuação em tecido moleÓtima atuação em tecido mole • 1 frasco de 600 mg1 frasco de 600 mg • 200 mg a cada 5 ml200 mg a cada 5 ml
  49. 49. ClindamicinaClindamicina • Largo EspectroLargo Espectro • Habilidade em difundir-se em tecidoHabilidade em difundir-se em tecido ósseoósseo • 15% de efeitos gastrointestinais15% de efeitos gastrointestinais • Prescrever fórmula magistral pois nãoPrescrever fórmula magistral pois não há em solução para criançashá em solução para crianças (8/8horas(8/8horas))
  50. 50. Metronidazol -Metronidazol - benzoimetronidazolbenzoimetronidazol • Flagyl Pediátrico: Suspensão 200mg/5mlFlagyl Pediátrico: Suspensão 200mg/5ml • 5ml – dose 2x ao dia durante 5 dias5ml – dose 2x ao dia durante 5 dias • Usar em pacientes maioresUsar em pacientes maiores • Bactericida (inibição e degradação do DNA)Bactericida (inibição e degradação do DNA) • Ativo contra gram – negativosAtivo contra gram – negativos • Pericoronarites e periodontites – associado comPericoronarites e periodontites – associado com penicilinaspenicilinas CONTRA-INDICADO EM GESTANTES E LACTANTES CONTRA-INDICADO EM GESTANTES E LACTANTES
  51. 51. Antibióticos não recomendadosAntibióticos não recomendados para uso infantilpara uso infantil • Tetraciclina (Tetrex) – pigmentaçãoTetraciclina (Tetrex) – pigmentação endógena da coroa dentáriaendógena da coroa dentária • Cloranfenicol (Quimecetina) – ReaçõesCloranfenicol (Quimecetina) – Reações adversas mais graves que a infecçãoadversas mais graves que a infecção tratadatratada • AminoglicosideosAminoglicosideos (Garamicina)Toxicidade renal e auditiva(Garamicina)Toxicidade renal e auditiva em criançasem crianças
  52. 52. AmoxicilinaAmoxicilina SoluçãoSolução 250mg/5ml250mg/5ml 50mg/dia a cada50mg/dia a cada 8horas8horas CefalexinaCefalexina SoluçãoSolução 250mg/5ml250mg/5ml 25-50mg/dia de25-50mg/dia de 6/6horas6/6horas AzitomicinaAzitomicina SuspensãoSuspensão 200mg/5ml200mg/5ml Frasco 600mgFrasco 600mg 10mg/kg/dia10mg/kg/dia A cada 24horasA cada 24horas ClindamicinaClindamicina MandarMandar manipularmanipular SuspensãoSuspensão 250mg/ml250mg/ml 10 a 20 mg/kg/dia10 a 20 mg/kg/dia 8/8horas8/8horas
  53. 53. AmoxicilinaAmoxicilina 50 mg/kg/dia50 mg/kg/dia Criança de 20kgCriança de 20kg 50 x 20 = 1000 mg dividido por 3 = 330mg50 x 20 = 1000 mg dividido por 3 = 330mg 330mg------------------ X330mg------------------ X 250mg------------------5ml250mg------------------5ml 330 X 5 = 1650 dividido por 250 =330 X 5 = 1650 dividido por 250 = 6,6 ml6,6 ml Resposta: 5,4 ml por doseResposta: 5,4 ml por dose • 1ml/kg/dia= 20ml dividido por 3 =1ml/kg/dia= 20ml dividido por 3 = 6,6 ml6,6 ml X
  54. 54. AzitromicinaAzitromicina Suspensão 200mg/5mlSuspensão 200mg/5ml 10mg/kg/dia10mg/kg/dia • 10 x 30kg = 300 por dose 24h10 x 30kg = 300 por dose 24h • 300mg-----------X300mg-----------X • 200mg----------5ml200mg----------5ml • 300 x 5300 x 5 = 7,5= 7,5 200200 • 1500 dividido por 200 = 7,5 ml1500 dividido por 200 = 7,5 ml X

×