UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS 
GERAIS 
CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA 
2° PERÍODO 
DISCIPLINA DE METODOLOGIA 
CIENTIFIC...
CARMEM HENRIQUE DA SILVA 
DAYANE CRISTINA SOARES PRATES ESTEVAM 
FREDERICO EGON GIORGIO SOUZA FERRAZ 
KAREN KARINE 
HELMO ...
A CIÊNCIA NA HISTÓRIA 
A ciência é a unidade sistemática de axiomas, postulados e definições, que 
determinam a natureza e...
A CIÊNCIA NA HISTÓRIA 
A mudança cientifica. 
A primeira se refere à passagem do 
racionalismo e do empirismo ao 
construt...
AS CIÊNCIAS DA NATUREZA 
O campo das ciências da Natureza 
Desde Aristóteles, as ciências da Natureza 
desenvolveram-se gr...
AS CIÊNCIAS DA NATUREZA 
A ciência natural aplicada – é a parti de 
uma teoria científica permite construir 
objetos tecno...
AS CIÊNCIAS DA NATUREZA 
O determinismo baseava-se no pressuposto de que o conhecimento físico causal exige 
que um fenôme...
AS CIÊNCIAS DA NATUREZA 
Abalo do determinismo 
O primeiro O segundo. 
Assim sendo, a O terceiro 
ciência da Natureza 
não...
AS CIÊNCIAS HUMANAS 
A ciência humana refere-se à ciência que estuda o ser 
humano como objeto científico que é uma ideia....
REFERENCIA 
CHAUÍ, Marilene. Convite á Filosofia: Unidade 7 capitulo 2, 3,4. 
Ed. Ática 14° ed. 2011.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Universidade do estado de minas gerais .pdf

232 visualizações

Publicada em

Esse slide refere-se a exigência da disciplina de Metodologia Cientifica da unidade 07 capítulos 02, 03 e 04 do livro CONVITE Á FILOSOFIA de MARILENE CHAUÍ.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Universidade do estado de minas gerais .pdf

  1. 1. UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MINAS GERAIS CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA 2° PERÍODO DISCIPLINA DE METODOLOGIA CIENTIFICA Ibirité 2014
  2. 2. CARMEM HENRIQUE DA SILVA DAYANE CRISTINA SOARES PRATES ESTEVAM FREDERICO EGON GIORGIO SOUZA FERRAZ KAREN KARINE HELMO GUIMARÃES SOUSA WERLAINE NEVES SOUZA E SILVA Um convite a Filosofia Trabalho apresentado à Universidade do Estado de MG – UEMG como parte das exigências do programa de Licenciatura em Pedagogia para obtenção do título de Licenciado. Orientadora Profª Ms. Cintia Ramaldes Ibirité 2014
  3. 3. A CIÊNCIA NA HISTÓRIA A ciência é a unidade sistemática de axiomas, postulados e definições, que determinam a natureza e as propriedades de seu objeto, e de demonstrações, que provam as relações de causalidade que regem o objeto investigado. A teoria científica resulta das observações e dos experimentos. As três principais concepções de ciência Racionalista construtivista O racionalista, cujo modelo é a matemática; o empirista, que toma o modelo a medicina grega e da história natural do século XVII; e o construtivista, que advém da ideia de razão como conhecimento aproximativo. São três as exigências de ideal de cientificidade.
  4. 4. A CIÊNCIA NA HISTÓRIA A mudança cientifica. A primeira se refere à passagem do racionalismo e do empirismo ao construtivismo, isto é, de um ideal de cientificidade baseado na ideia de que a ciência é uma representação da realidade A segunda mudança refere-se à passagem da ciência antiga- teorética, qualitativa - à ciência clássica ou moderna- tecnologia quantitativa. Evolução e progresso é a crença na superioridade do presente em relação ao passado e do futuro em relação ao presente. Desmentindo a Evolução. Rupturas Epistemológicas. Falsificação x revolução Classificação das ciências.
  5. 5. AS CIÊNCIAS DA NATUREZA O campo das ciências da Natureza Desde Aristóteles, as ciências da Natureza desenvolveram-se graças ao papel conferido às observações e, mais tarde, à observação controlada, isto é, à experimentação (o laboratório com seus instrumentos tecnológicos de precisão e medida). A experimentação Uma hipótese As ciências da Natureza estudam duas ordens de fenômenos que correspondem duas grandes ciências: Os físicos A biologia O método experimental Hipotético dedutivo Hipotético indutivo
  6. 6. AS CIÊNCIAS DA NATUREZA A ciência natural aplicada – é a parti de uma teoria científica permite construir objetos tecnológicos para novas pesquisas e a previsão ou previsibilidade dos fenômenos permite empregar as tecnologias com fins práticos. Determinismo no Os objetos técnicos que usamos em nossa vida cotidiana – ônibus, automóvel, avião, lâmpada, vacinas, antibióticos, radiografias, vitaminas e proteínas em cápsulas, [...]. século XII... O determinismo universal O acaso em seres humano - o cientista admitia que, para nós, seres humanos que não podemos conhecer de uma só vez a totalidade do real, existia o acaso.
  7. 7. AS CIÊNCIAS DA NATUREZA O determinismo baseava-se no pressuposto de que o conhecimento físico causal exige que um fenômeno físico deva ser conhecido a partir de dois critérios simultâneos: suas propriedades geométricas (forma, figura, volume, grandeza, posição) e suas propriedades físicas ou dinâmicas (velocidade, movimento, repouso). Desde o século XVII, com pensadores como Pascal, Leibniz, Newton e, posteriormente, Fermat, conhecemos os estudos matemáticos cálculo de probabilidades Leis dos grandes números Com essas leis, o acaso estava excluído e os dois princípios do determinismo estavam mantidos, ainda que, no caso dos fenômenos microscópicos altamente complexos, a noção de causa tivesse sido substituída pela de frequência estatística.
  8. 8. AS CIÊNCIAS DA NATUREZA Abalo do determinismo O primeiro O segundo. Assim sendo, a O terceiro ciência da Natureza não é universal e necessária em si mesma, mas exprime o ponto de vista do sujeito do conhecimento terrestre. A existência de três teorias físicas simultâneas. Regidas por conceitos e métodos diferentes, todas verdadeiras porque conseguem explicar os fenômenos de sua especificidade. A quântica Da relatividade A newtoniana, Ciências da vida As ciências biológicas (bios, em grego, significa vida) ou ciências da vida fazem parte das ciências da Natureza ou ciências experimentais Os pré-socráticos O pós-socrático Dificuldades metodológicas da biologia As ciências biológicas enfrentam várias dificuldades para a definição de seu objeto e de seus métodos. As principais dificuldades são: Definição e classificação dos objetos biológicos - Dificuldades do método experimental - Os dois grandes campos da biologia O da investigação genética e fisiológica. O da investigação das formas, das estruturas e dos processos visíveis dos organismos na relação com o mio ambiente
  9. 9. AS CIÊNCIAS HUMANAS A ciência humana refere-se à ciência que estuda o ser humano como objeto científico que é uma ideia. Período do humanismo Período do positivismo Período do historicismo A fenomenologia permitiu a definição e a delimitação dos objetos das ciências humanas; o estruturalismo permitiu uma metodologia que chega às leis dos fatos humanos, sem que seja necessário imitar ou copiar os procedimentos das ciências naturais; o marxismo permitiu compreender que os fatos humanos são historicamente determinados e que a historicidade, longe de impedir que sejam conhecidos, garante a interpretação racional deles e o conhecimento de suas leis. A constituição das ciências humanas como ciências específicas consolidou-se a partir das contribuições de três correntes de pensamento: A contribuição da fenomenologia A contribuição do estruturalismo A contribuição do marxismo Os campos de estudo das ciências humanas Se tomarmos as ciências humanas de acordo com seus campos de investigação, podemos distribuí-la: Psicologia Sociologia Economia Antropologia História Linguística Psicanálise
  10. 10. REFERENCIA CHAUÍ, Marilene. Convite á Filosofia: Unidade 7 capitulo 2, 3,4. Ed. Ática 14° ed. 2011.

×