New Plants in the Northeast of Brazil

1.382 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.382
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
371
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

New Plants in the Northeast of Brazil

  1. 1. New Plants in the Northeast of Brazil Carlos Henrique Mariz 16/03/11
  2. 2. ENERGIA ELÉTRICA – VISÃO DO MUNDO
  3. 3. IMPORTÂNCIA DA ENERGIA ELÉTRICA A Energia Elétrica é fator fundamental para o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida que somente ocorrerá no Brasil se houver umsignificativo crescimento no consumo por habitante.
  4. 4. 15 MAIORES GERADORES DE ENERGIA ELÉTRICA
  5. 5. Desenvolvimento da Geração Elétrica Nuclear no Contexto GlobalBRASIL: 90ª posição Como atender a demanda porBRASIL: 73ª posição maior IDH sem comprometer o meio ambiente? IDH x Consumo de eletricidade
  6. 6. GERAÇÃO DE ENERGIA NO MUNDOPRODUÇÃO TERMOELÉTRICA: 82%
  7. 7. MATRIZ DE OFERTA DE ENERGIA ELÉTRICA DO BRASIL - 2007 (%)
  8. 8. A TRADIÇÃO HIDRELÉTRICAMarmelos ItaipuA primeira UHE na América do Sul a A maior UHE do mundo em operaçãofornecer energia para iluminação pública Juiz de Fora - MG 100 anossetembro 18893 x 125 KW = 375 KW maio 1984 20 x 700.000 KW = 14.000.000 KW
  9. 9. EVOLUÇÃO DO APROVEITAMENTO DOPOTENCIAL HIDRÁULICO NO BRASIL
  10. 10. EVOLUÇÃO DAS ÁREAS DE PROTEÇÃO
  11. 11. NECESSIDADE DE COMPLEMENTAÇÃO TÉRMICA
  12. 12. PERDA DA CAPACIDADE DE ARMAZENAMENTO 2010 – 2019
  13. 13. RECURSOS ENERGÉTICOS BRASILEIROS Fonte: MME / BEN, 2007
  14. 14. COMPETITIVIDADE ENTRE AS FONTES PRIMÁRIAS PARA PRODUÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA
  15. 15. RECURSOS ENERGÉTICOS BRASILEIROS Fonte: MME / BEN, 2007
  16. 16. RECURSOS ENERGÉTICOS BRASILEIROS Fonte: MME / BEN, 2007
  17. 17. OPÇÕES TÉRMICAS NACIONAIS (usinas a serem implantadas)
  18. 18. USINA NUCLEAR
  19. 19. USINA TERMOELÉTRICA Numa Usina Termoelétrica convencionala produção de vapor é feita numa Caldeira.
  20. 20. USINA NUCLEAR Esquemático de uma Usina Nuclear PWR
  21. 21. Esquemático de uma Usina PWR Usina TermoelétricaESTRUTURA DA CONTENÇÃO PRESSURIZADOR Numa GERADOR DE VAPOR termoelétrica convencional GERADOR ELÉTRICO a produção de vapor é feita numa Caldeira TURBINA BOMBA DE REFRIGERAÇÃO DO REATOR MAR VASO DE PRESSÃO DO REATOR CONDENSADOR
  22. 22. yellowcake ENRIQUECIMENTO ISOTÓPICO CONVERSÃO DE U3O8 EMMINERAÇÃO E PRODUÇÃO DO UF6CONCENTRADO DE U3O8CICLO DO COMBUSTÍVEL RECONVERSÃO DO UF6 EM PÓ DE UO2 GERAÇÃO DE FABRICAÇÃO DO ENERGIA ELEMENTO COMBUSTíVEL FABRICAÇÃO DE PASTILHAS DE UO2
  23. 23. Recursos Naturais de Urânio ITATAIA ATUAIS: 309 mil toneladas de U3O8 6a Reserva Mundial • Disponibilidade e estabilidade de preço para o combustível. Apenas 30% • Domínio tecnológico sobre a fabricação Prospectado do combustível. CAETITÉ / LAGOA REALESTIMADAS: + 800 mil toneladas 309.000 tons equivalem a 238 anos de operação do1a ou 2a Reserva Mundial GASBOL (25 milhões m3 / dia)Fonte: BEN 2007
  24. 24. USINAS NUCLEARES EM OPERAÇÃO
  25. 25. USINAS NUCLEARES EM CONSTRUÇÃO CHINA 18 RUSSIA 9 ÍNDIA 6 COREIA 5 BULGARIA 2 UCRÂNIA 2 ESLOVAQUIA 2 JAPÃO 2 ARGENTINA 1 FINLANDIA 1 FRANÇA 1 IRAN 1 PAQUISTÃO 1 E.U.A 1 Fonte: AIEA - PRIS Agosto 2009 TOTAL 52
  26. 26. A EMPRESA
  27. 27. Central Nuclear Almirante Álvaro Alberto - CNAAA ANGRA 1 ANGRA 2 Potência: 657 MW Potência: 1.350 MW Tecnologia: Westinghouse Tecnologia: Siemens/KWU Operação: Janeiro/1985 Operação: Janeiro/2001
  28. 28. Consolida no Brasil a capacitação para projeto, construção e operação de Usinas Nucleares.
  29. 29. Quadro Técnico com elevada capacitação e experiência. 2423 Funcionários Rio de Janeiro: 743 Angra dos Reis: 1674 Escritório de Brasília: 4 Escritório do Nordeste: 2Obs.: Em 06/12/2010 serão admitidas mais 114 pessoas. Base: 30/11/10
  30. 30. A segurança e mitigação de riscos são premissas nas operações.
  31. 31. BARREIRAS FÍSICAS MÚLTIPLAS CONTRA A LIBERAÇÃO DE PRODUTOS RADIOATIVOS
  32. 32. Usina Referência: Angra 2 com I&C DigitalConcretagem: junho de 2010Testes de potência: agosto de 2015Operação comercial: dezembro de 2015
  33. 33. Angra 3: Retomada do Empreendimento VISÃO GERAL
  34. 34. Angra 3: Retomada do Empreendimento EDIFÍCIO DO REATOR
  35. 35. NOVOS DESAFIOS
  36. 36. ATENDIMENTO AO CRESCIMENTO DA DEMANDA PLANO NACIONAL DE ENERGIA 2030
  37. 37. O PIB NORDESTINO VEM CRESCENDO ACIMA DA MÉDIA NACIONAL 4,8 5,73,2 4,5 5,3 5,1 4,3 1,5 -0,1 42005 2006 2007 2008 2009 Taxa de crescimento do PIB brasileiro Taxa de crescimento do PIB do Nordeste Valores em % Fonte: Tendências
  38. 38. NOVOS CONSUMIDORESDISTRIBUIÇÃO DA POPULAÇÃO POR CLASSE SOCIAL - NORDESTE 5 3 20 33 27 32 50 31 AB C D E 2003 2008(em %) Fonte: Datamérica, FGV com dados do IBGE, Fenabrave, IBGE, Banco do Nordeste e Ministério do Trabalho
  39. 39. UHE NO NORDESTE
  40. 40. OFERTA DE ENERGIA ELÉTRICA
  41. 41. EXPANSÃO DA GERAÇÃO DE ENERGIA NUCLEAR NO BRASIL Central Nuclear do Nordeste NORDESTE Out/08: Início seleção de local 2011: Conclusão da seleção de local 2020: Início operação primeira usina 2022: Início operação segunda usina Central Nuclear do Sudeste SUDESTE Ago/10: Início da seleção de local 2012: Conclusão da seleção de local 2023: Início operação primeira usina 2025: Início operação segunda usina
  42. 42. REGIÃO NORDESTEBALANÇO DE ENERGIA – MW MÉDIOS
  43. 43. REGIÃO NORDESTE BALANÇO DE ENERGIA – MW MÉDIOS COM TRANSPOSIÇÃO E IRRIGAÇÃO 30000 25000 20000 14453G F (MWm ed.) 4518 588 850 1700 15000 756 756 1400 1400 1470 1470 10000 3400 5499 756 +1 5499 1400 usina 1470 5000 nuclear 5673 5477 5220 0 2020 2025 2030 REDUÇÃO: 527 723 980 MW
  44. 44. A DEMANDA ENERGÉTICA DO NORDESTE Para atender esta demanda energética da Região Nordeste, neste período, somente utilizando fontesnucleares, seriam necessárias 18 usinas ou 3 centrais nucleares de 6 usinas (1100 MW – FC 0,85).
  45. 45. O DESAFIO ENERGÉTICO O desafio de construirmais de uma Usina Nuclear por ano. 18 x 1100 MW 19800 MW x 0.85 16830 MW
  46. 46. O PROGRAMA NUCLEAR FRANCÊSSítios Nucleares na FrançaEDF Opera 58 usinas em 19 sítios:• 14 usinas a beira do mar;• 10 usinas em circuito aberto sobre rio;• 30 unidades em circuito fechado sobre rio;• 04 unidades em circuito aberto sobre estuário.
  47. 47. Implantação de Usinas Nucleares na França 70 10 anos 60 50Nb of Units 40 30 20 10 0 53 56 59 62 65 68 71 74 77 80 83 86 89 92 95 98 2001 2004
  48. 48. IMPLANTAÇÃO DA CENTRAL NUCLEAR DO NORDESTE
  49. 49. ETAPAS DE IMPLANTAÇÃO• SELEÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO SÍTIO NUCLEAR;• SELEÇÃO DE TECNOLOGIA;• PLANEJAMENTO PARA OS LICENCIAMENTOS;• FORMAÇÃO DA ESTRUTURA DE CAPITAL;• ESTABELECIMENTO DO PROJETO DO FINANCIAMENTO;• GESTÃO DA IMPLANTAÇÃO FÍSICA DO PROJETO.
  50. 50. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE SÍTIOS ESTUDOS PRELIMINARES• Metodologia EPRI - EUA• Convênio Coppe/ UFRJ: 2008• Cooperação EPE: 11-Ago-2010
  51. 51. CRITÉRIOS DE SELEÇÃO DE SÍTIOS ESTUDOS PRELIMINARES Alguns Critérios de Seleção de Locais- Suprimento de água de refrigeração- Populações / Indústrias já existentes- Áreas de Preservação Ambiental- Áreas alagadas / Aquíferos- Movimentos vibratórios do solo- Acessibilidade dos locais- Linhas de Transmissão já existentes- Outros (políticos / econômicos / etc.)
  52. 52. APLICAÇÃO DA METODOLOGIA À REGIÃO NORDESTE 45º00’W 40º00’W 35º00’W PE 10º00’S 10º00’S AL SE BA 15º00’S 15º00’S Legenda Áreas Remanescentes 45º00’W 40º00’W 35º00’W
  53. 53. Alagoas & Sergipe 38º0’00’W 37º30’0’W 37º0’0’W 36º30’0’W 36º0’0’W AL9º30’0’S 9º30’0’S10º0’0’S 10º0’0’S10º30’00’S 10º30’00’S SE Legenda Áreas Remanescentes 38º0’00’W 37º30’0’W 37º0’0’W 36º30’0’W 36º0’0’W
  54. 54. Pernambuco & Bahia 40º30’0’W 40º0’0’W 39º30’0’W 39º0’0’W 38º30’0’W 8º30’0’S 8º30’0’S PE9º0’0’S 9º0’0’S BA 9º30’0’S9º30’0’S Legenda Áreas Remanescentes 40º30’0’W 40º0’0’W 39º30’0’W 39º0’0’W 38º30’0’W
  55. 55. Imagem GeoreferenciadaSitios Principal e Alternativo
  56. 56. CHEGADA EM AVIÃO
  57. 57. Complexo Hidrelétrico de Paulo Afonso
  58. 58. Sobrevoando o SitioBelém do São Francisco
  59. 59. 1a Missão – Visita ao Sitio Belém do São Francisco – 26/01/10
  60. 60. 2a Missão – Visita ao Sitio Belém do São Francisco – 08/04/10
  61. 61. Dráusio Mariz Othon Leonam3a Missão – Visita ao Sitio Belém do São Francisco – 27/04/10
  62. 62. Imagem Georeferenciada do Sitio da Central Nuclear de Pernambuco 8º 45 15 S
  63. 63. Central do Nordeste com 6 UsinasSítio Belém do São Francisco - Pernambuco
  64. 64. Central do Nordeste com 6 Usinas Sítio de Traipu
  65. 65. Japão – 8206 MWe Canadá – 6830MweUcrânia – 6000MWe Coréia – 5900MWe
  66. 66. Coréia – 5900Mwe França – 5528MWeFrança – 5706MWe França – 5448MWe
  67. 67. Japão – 4710 MWe Japão – 4400MWeCanadá – 4405MWe Japão – 4400MWe
  68. 68. Rússia – 4000Mwe USA – 3921MWeCanadá – 3636MWe França – 3748MWe
  69. 69. França – 3824MWe França – 3820MWeFrança – 3804MWe França – 3748MWe
  70. 70. França – 3742MWe Suécia – 3711MWeUSA – 3494MWe Japão – 3478MWe
  71. 71. Japão – 3392MWe Suécia – 3295 MWeCoréia – 3137MWe França – 3122MWe
  72. 72. PRINCIPAIS DADOS FINANCEIROS DE UMA USINA NUCLEAR Investimento Produção USINA NUCLEAR R$ 10 bilhões 1100 MW R$ 1,2 bilhões / ano (em 7-8 anos) (vida de 60 anos) • CUSTO COMBUSTÍVEL: R$ 18/ Mwh R$ 151 milhões/ ano • CUSTO O & M: R$ 30/ Mwh R$ 240 milhões/ ano • CUSTO JUROS, IMPOSTOS ETC: R$ 15/ Mwh R$ 126 milhões/ ano TOTAL: R$ 517 milhões/ anoMARGEM DE LUCRO: R$ 683 MILHÕES/ ANO AMORTIZAÇÃO EM 16 ANOS TAXA DE DESCONTO 6% a.a.
  73. 73. DADOS COMPARATIVOS OPERACIONAIS CHESF Capacidade Instalada: 10.615 MW Fator de Capacidade: 53% (2009) Produção Anual Bruta: 46,40 Milhões de MWh X FURNAS Capacidade Instalada: 9.910 MW (20% nuclear) Fator de Capacidade: 63% (2008) Produção Anual Bruta: 55,60 Milhões de MWhCENTRAL NUCLEAR DO NORDESTECOM 6 REATORES x 1100 MW BELO MONTE Capacidade Instalada: 11.233 MWCapacidade Instalada = 6600 MW Fator de Capacidade: 41% (estimado)Fator de Capacidade = de 85% a 90% Produção Anual Bruta: 40,04 Milhões de MWhProdução Anual Bruta = 50,58 Milhões de MWh
  74. 74. MÃO-DE-OBRA NECESSÁRIA – 1 USINA PWR DEMANDA POR RECURSOS HUMANOS ConstruçãoNÚMEROS Manufatura Operação ANOS A PARTIR DO INÍCIO DO PROJETO
  75. 75. O CAMINHO DO DESENVOLVIMENTO
  76. 76. MACROVISÃOCONCEITUAL DA TVA
  77. 77. BACIA DO RIO SÃO FRANCISCO- Acessível;- Ensolarada;- Plana;- Próximo ao Litoral;- 50 milhões de habitantes.
  78. 78. CRONOGRAMA CRONOGRAMA DE EVENTOS FÍSICOS E FINANCEIROS DA PRIMEIRA UNIDADE NUCLEAR DO NORDESTE (OVERNIGHT EM DADOS DE 2007)IT ANO -5 ANO -4 ANO -3 AN0 -2 ANO -1 ANO 1 ANO 2 ANO 3 AN0 4 ANO 5 ANO 6E DESCRIÇÃO 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018 2019 2020M1 Seleção de Sítio LEGENDA PREMISSAS:2 Aquisição do Sítio Preferido Linha Crítica Usina de 1.100 MW3 Seleção de Tecnologia US$ 4.000 /kWe4 Licenciamento do Sítio Instalados5 Licenciamento Ambiental PSAR6 Licenciamento Nuclear (inicial) FSAR7 Licenciamento Nuclear p/ Operação PEC (Participação privada) Contrato Estabelecimento de estrutura de capital, EPC8 forma de financiamento e contratação EPC Order Long Contratação do EPC / Fabricação de Lead Items 9 componentes pesados Licença de10 Preparação do Sítio Operação 1º Concreto11 Construção e Montagem12 Transporte de Equipamentos Pesados Contratação, treinamento e licenciamento13 de operadores do reator Contratação e treinamento de técnicos14 (manutençao, química, proteção radiológica) Contratação e treinamento de Proteção15 Física Comissionamento de componentes e16 sistemas17 Carregamento do Núcleo18 Testes físicos à potência19 Revisão pós comissionamento Março 202020 Início da Operação Comercial US$ OVERNIGHT VALORES EM MILHÕES DE US$ TOTAIS FLUXO DE CAIXA NEGATIVO 10,0 10,0 37,0 90,0 659,7 1209,7 1100,0 916,7 366,7 4.400 CUSTO DO PROPRIETÁRIO 10,0 10,0 37,0 90,0 293,0 293,0 0,0 0,0 0,0 733 EPC 0,0 0,0 0,0 0,0 366,7 916,7 1100,0 916,7 366,7 3.667
  79. 79. IMPLANTAÇÃO DE USINAS NUCLEARES NO NE Modelo do Negócio SPE ou (Sociedade de Propósito Específico) PPP ETN CHESF Empresas Privadas Financiamento BNDES + BANCOS INTERNACIONAIS + PARTICIPAÇÃO PRIVADA Garantias da Eletrobras
  80. 80. Escritório do Nordeste +55 81 3326-5443MUITO OBRIGADO! chmariz@eletronuclear.gov.br

×