Literatura de viagem

84 visualizações

Publicada em

Slide de Apresentação
Temas principais sobre a introdução da Literatura de Viagens

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
84
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Literatura de viagem

  1. 1. Literatura deViagem Alunos: AdrianWesley, Ana Khésia, André Caio, Leticia Cristina, Luan Fraga e Maria Luisa
  2. 2. Introdução • Literatura de viagem (também como Literatura Odepórica) é um gênero literário que consiste geralmente em uma narrativa acerca das experiências, descobertas e reflexões de um viajante durante seu percurso.
  3. 3. Chegada no Brasil
  4. 4. Viagens • As viagens podem ser classificadas em cinco categorias: viagens de peregrinação, de comércio, de expansão, de erudição (ou serviço) ou imaginárias. As viagens de expansão subdividem-se nas de expansão política, expansão da fé e expansão científica.
  5. 5. Características • Na literatura de viagem, os textos apresentam um caráter interdisciplinar, situando-se na fronteira entre a história, a antropologia e a ficção, além de tratar de quaisquer outros aspectos técnicos e científicos que o autor julgue dignos de menção.Temas frequentes são a descrição da fauna, flora e minerais encontrados na região; costumes, crenças, características militares e comerciais, ciências, artes e formas de organização dos povos com os quais o autor teve contato.
  6. 6. Marco Polo Charles Darwin Autores
  7. 7. Bernard Cornwell JúlioVerne
  8. 8. PeroVaz de Caminha Jack London
  9. 9. Obras
  10. 10. Journal deVoyage - Erudição Códice Calixtino - Peregrinação AsViagens de Gulliver - Imaginária
  11. 11. Carta de PeroVaz de Caminha • Trecho da Carta "Ali veríeis galantes, pintados de preto e vermelho, e quartejados, assim pelos corpos como pelas pernas, que, certo, assim pareciam bem.Também andavam entre eles quatro ou cinco mulheres, novas, que assim nuas, não pareciam mal. Entre eles andava uma, com uma coxa, do joelho até o quadril e a nádega, toda tingida daquela tintura preta; e todo o resto da sua cor natural. Outra trazia ambos os joelhos com curvas assim tintas, e também os colos dos pés; e suas vergonhas tão nuas, e com tanta inocência assim descobertas, que não havia nisso desvergonha nenhuma.”
  12. 12. Padre Manoel de Nobrega • Quinhentismo

×