A  partir  de  6  de Dezembro  o  painel  “O  Livro  da Quinzena” apresenta  a  obra ROBINSON CRUSOE de  Daniel Defoe
<ul><li>Robinson Crusoe é a personagem principal da obra que, significativamente, tem por título o seu nome. </li></ul><ul...
<ul><li>D esde cedo, Robinson, figura sonhadora e aventureira, desejava empreender viagens marítimas, objectivo ao qual se...
<ul><li>P orém, tal sucede apenas temporariamente, pois após a salvaguarda da sua existência, ei--lo novamente pronto a le...
<ul><li>L iberta-se, depois de várias façanhas, e acaba no Brasil, local onde se estabelece, tornando-se fazendeiro. Simul...
<ul><li>E mbarca, a 1 de Setembro de 1659, para África. Vitimado por uma violenta tempestade, o seu buque naufraga e ele é...
<ul><li>C omeçam, então, as verdadeiras aventuras experimentadas pelo protagonista. Prepara- </li></ul><ul><li>-se para ha...
<ul><li>C onstrói uma trincheira e uma paliçada que tenta transformar em habitação. Elabora uma tabela para registar o tem...
<ul><li>E nceta trabalhos agrícolas e tarefas caseiras, sendo obrigado a fazer todos os utensílios necessários à sua sobre...
<ul><li>A pesar de terem passado longos anos sobre a chegada àquele local, um desejo atormenta-o: regressar a Inglaterra. ...
<ul><li>C erto dia, para seu horror, apercebe-se de que o local que pensava ser um domínio exclusivamente seu era visitado...
<ul><li>O que sucedeu depois? </li></ul><ul><li>Cabe-te descobrir!!! </li></ul><ul><li>Aqui só se acrescenta que aquele qu...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A partir de 6 de Dezembro

1.578 visualizações

Publicada em

Livro da quinzena - Robinson crusoe

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.578
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
51
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A partir de 6 de Dezembro

  1. 1. A partir de 6 de Dezembro o painel “O Livro da Quinzena” apresenta a obra ROBINSON CRUSOE de Daniel Defoe
  2. 2. <ul><li>Robinson Crusoe é a personagem principal da obra que, significativamente, tem por título o seu nome. </li></ul><ul><li>Nasceu em Iorque, em 1632, sendo originário de uma família abastada, mas estrangeira naquele país. O seu verdadeiro sobrenome, Kreutzaner, acabou por ser deturpado, transformando-se naquele que é o mais reconhecido – Crusoe. </li></ul>R obinson Crusoe é a personagem principal da obra que, significativamente, tem por título o seu nome.
  3. 3. <ul><li>D esde cedo, Robinson, figura sonhadora e aventureira, desejava empreender viagens marítimas, objectivo ao qual seu pai se opunha com veemência. Porém, contrariando a vontade paternal, acaba por partir, pela primeira vez, em Setembro de 1651. </li></ul><ul><li>Contrariamente à sua expectativa, é vítima de um enorme temporal que parece desmotivá-lo. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>P orém, tal sucede apenas temporariamente, pois após a salvaguarda da sua existência, ei--lo novamente pronto a levantar âncora, rumo à Guiné. Mantém com o comandante da embarcação uma firme relação de amizade, obtendo valiosos conhecimentos de navegação. Após a morte do mesmo, regressa a Inglaterra. Parte, então, para as Ilhas Canárias, mas o buque é atacado por corsários e Crusoe é transformado em escravo. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>L iberta-se, depois de várias façanhas, e acaba no Brasil, local onde se estabelece, tornando-se fazendeiro. Simultaneamente, consegue que as suas posses lhe sejam enviadas. Facilmente se apercebe da existência do tráfico negreiro, pretendendo recorrer ao mesmo e dele tirar partido. Inicialmente, hesita, mas como ele próprio refere: ”[…] como nascera para lavrar a minha própria desdita, não pude resistir a tais ofertas tal como não pudera conter os meus primeiros projectos aventureiros, não fazendo caso dos bons conselhos do meu pai.” </li></ul>
  6. 6. <ul><li>E mbarca, a 1 de Setembro de 1659, para África. Vitimado por uma violenta tempestade, o seu buque naufraga e ele é lançado para o areal de uma ilha deserta. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>C omeçam, então, as verdadeiras aventuras experimentadas pelo protagonista. Prepara- </li></ul><ul><li>-se para habitar o local onde se encontra, tendo a verdadeira noção de que os bens monetários se revelam completamente inúteis. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>C onstrói uma trincheira e uma paliçada que tenta transformar em habitação. Elabora uma tabela para registar o tempo e, sentindo-se só, decide iniciar o relato da sua vida diária . </li></ul>
  9. 9. <ul><li>E nceta trabalhos agrícolas e tarefas caseiras, sendo obrigado a fazer todos os utensílios necessários à sua sobrevivência. Inicia o reconhecimento de outras partes da ilha e captura animais que domestica. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>A pesar de terem passado longos anos sobre a chegada àquele local, um desejo atormenta-o: regressar a Inglaterra. Nesse sentido, inicia a construção de uma embarcação primitiva e nela faz o reconhecimento das zonas próximas da ilha. </li></ul>
  11. 11. <ul><li>C erto dia, para seu horror, apercebe-se de que o local que pensava ser um domínio exclusivamente seu era visitado por selvagens canibais que lá concretizavam ”lautos banquetes”. </li></ul>
  12. 12. <ul><li>O que sucedeu depois? </li></ul><ul><li>Cabe-te descobrir!!! </li></ul><ul><li>Aqui só se acrescenta que aquele que era um verdadeiro inferno se terá revelado um enorme Paraíso que nem só Robinson Crusoe descobriu! </li></ul><ul><li>Pois é, a vida prega-nos partidas!!! Descobre quantas e quais a existência inventou para o protagonista da obra! </li></ul>

×