Departamento de Ensino
Fundamental
Setor de Educação de
Jovens e Adultos
Educação de Jovens e Adultos:
valorização, conquistas e desafios
TRABALHANDO O GÊNERO DISCURSIVO CARTA,
NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS
(Correspondência entre a secretaria e professores)
 Ouvir / dialogar;
 (Re) pensar o processo de ensinar e aprender;
 Alfabetizar letrando;
 Valorizar conhecimentos prév...
Professor (a), discorra sobre
como você se vê hoje, ensinando o
aluno da EJA a ler e escrever.
Para a palavra (e, por conseguinte,
para o homem), nada mais é terrível que a
irresponsividade (a falta de resposta).
Bakh...
A escrita de uma carta, no nosso tempo,
não tornou-se obsoleta, o que mudou foi a
maneira de enviá-la, o tempo percorrido ...
A alegria não chega apenas no
encontro do achado, mas faz parte do
processo de busca. E ensinar e aprender não
pode dar-se...
•NATAL, Secretaria Municipal de Educação. Referenciais
Curriculares para o 1º segmento da educação de jovens e
adultos; Na...
Edinara Silva de Menezes
Maria das Graças Fonseca
SME / SEJA – Natal/RN
(84) 3232-4740
Vozes de valor   apresentação da eja de natal-rn - evento ed. moderna - out. 2013
Vozes de valor   apresentação da eja de natal-rn - evento ed. moderna - out. 2013
Vozes de valor   apresentação da eja de natal-rn - evento ed. moderna - out. 2013
Vozes de valor   apresentação da eja de natal-rn - evento ed. moderna - out. 2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vozes de valor apresentação da eja de natal-rn - evento ed. moderna - out. 2013

657 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
657
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vozes de valor apresentação da eja de natal-rn - evento ed. moderna - out. 2013

  1. 1. Departamento de Ensino Fundamental Setor de Educação de Jovens e Adultos
  2. 2. Educação de Jovens e Adultos: valorização, conquistas e desafios
  3. 3. TRABALHANDO O GÊNERO DISCURSIVO CARTA, NA EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS (Correspondência entre a secretaria e professores)
  4. 4.  Ouvir / dialogar;  (Re) pensar o processo de ensinar e aprender;  Alfabetizar letrando;  Valorizar conhecimentos prévios dos alunos e professores.
  5. 5. Professor (a), discorra sobre como você se vê hoje, ensinando o aluno da EJA a ler e escrever.
  6. 6. Para a palavra (e, por conseguinte, para o homem), nada mais é terrível que a irresponsividade (a falta de resposta). Bakhtin
  7. 7. A escrita de uma carta, no nosso tempo, não tornou-se obsoleta, o que mudou foi a maneira de enviá-la, o tempo percorrido para isso e o modo de expressar a linguagem.
  8. 8. A alegria não chega apenas no encontro do achado, mas faz parte do processo de busca. E ensinar e aprender não pode dar-se fora da procura, fora da boniteza e da alegria. Paulo Freire
  9. 9. •NATAL, Secretaria Municipal de Educação. Referenciais Curriculares para o 1º segmento da educação de jovens e adultos; Natal, RN. 2008. •FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia. : saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. •SOEK, Ana Maria. et al. Mediação Pedagógica na Alfabetização de Jovens e Adultos. Curitiba, Editora Positivo. 2009. •ROCHA, Glayds (org.) Reflexões sobre práticas escolares de produção de textos: o sujeito autor (Coleção Linguagem e Educação), Ed. Autêntica, Belo Horizonte, 2003. •Cartas dos Professores e Alunos. maio, 2013.
  10. 10. Edinara Silva de Menezes Maria das Graças Fonseca SME / SEJA – Natal/RN (84) 3232-4740

×