ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE GOIÁS – AECG
              FACULDADE PADRÃO IV




                                   ...
BRUNA SHYALLY
              ERICK
     VALÉRIA PEREIRA DE JESUS
WANDERLEIA RODRIGUES SOARES E SILVA




         ADMINISTR...
Sumário


Introdução
O que são financiamentos
Financiamentos em moeda nacional
Empréstimos para capital de giro
Desconto d...
INTRODUÇÃO




Uma empresa tem duas formas de financiar a sua atividade: recorrendo a
capitais ou a capitais de terceiros....
O QUE SÃO FINANCIAMENTO:

São operações financeiras por meio das quais são fornecidos recursos para a
execução de um inves...
2. FINANCIAMENTO A LONGO PRAZO




REFERÊNCIA BIBLIOGRAFIA



Livro:
- Bastardo, Carlos e Gomes, Antonio Rosa; O financiam...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Administração financeira n2

3.001 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.001
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administração financeira n2

  1. 1. ASSOCIAÇÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA DE GOIÁS – AECG FACULDADE PADRÃO IV BRUNA SHYALLY ERICK VALÉRIA PEREIRA DE JESUS WANDERLEIA RODRIGUES SOARES E SILVA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA FONTES DE FINANCIAMENTOS Aparecida de Goiânia 2010
  2. 2. BRUNA SHYALLY ERICK VALÉRIA PEREIRA DE JESUS WANDERLEIA RODRIGUES SOARES E SILVA ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA FONTES DE FINANCIAMENTOS Trabalho acadêmico apresentado à disciplina de Administração Financeira, do curso Administração de Empresas, turma C 5, Associação de Educação e Cultura de Goiás – AECG – Faculdade Padrão Unidade IV, como nota complementar a avaliação N 2. Orientador: Simone Nóbrega Aparecida de Goiânia 2010
  3. 3. Sumário Introdução O que são financiamentos Financiamentos em moeda nacional Empréstimos para capital de giro Desconto de títulos Hot Money Conta Garantida Factoring Debêntures Recursos do BNDES Financiamentos em moeda estrangeira Resolução 63 Financiamento de Importação Export Note Eurobônus Arrendamento Mercantil leasing financeiro leasing operacional, lease back Conclusão Referencia Bibliografica
  4. 4. INTRODUÇÃO Uma empresa tem duas formas de financiar a sua atividade: recorrendo a capitais ou a capitais de terceiros. Os capitais próprios são aqueles que não tem contrapartida fixa de renumeração, ou seja trata-se de capital que pode ou não ser remunerado de acordo com a rentabilidade gerada pela empresa. s capitais de terceiros, por seu lado, são aqueles que tem em contra partida uma remuneração mínima fixada (que pode ser uma taxa fixa ou variável, de acordo com uma taxa de referência de mercado) e que em regra possuem um esquema de reembolso previamente definido. Normalmente , quando se pensa em iniciar umprojeto empresarial fazem´-se contas aos capitais proprios disponiveis para o investimento inicial. No entanto, é necessario ter em conta que o recurso a capitais alheios permite a “alavancagem” dos capitais proprios, isto é, aumenta o seu risco e também o seu retorno potencial. Neste trabalho são evidenciadas as formas mais comuns de capitais proprios e de terceiros utilizados no financiamentos das empresas, tanto a curto prazo como a longo prazo
  5. 5. O QUE SÃO FINANCIAMENTO: São operações financeiras por meio das quais são fornecidos recursos para a execução de um investimento, previamente acordado entre as partes: banco e empreendedor. Pode ser desde a compra de um equipamento, até a implantação d euma nova unidade ou complexo industrial. Os recursos devem obrigatoriamente ser empregados na execução da finalidade contratada. 1. FINANCIAMENTO DE CURTO PRAZO. Existem diversas fontes alternativas de financiamentos de curto prazo, isto é, financiamento com um prazo de exigibilidade até um ano: Os mais relevantes são: 1.1. Crédito Bancario ou Desconto de Titulos ou Duplicatas: Operaçao pela qual uma instituição bancaria coloca à disposição de um cliente 1.2. Conta Garantida: É uma conta empréstimo separada da conta corrente, com limite de crédito de utilização rotativa destinado a suprir eventuais necessidades de capital de giro. Beneficiários Pessoas jurídicas em geral. Características Valor Limite definido pela instituição financeira conforme capacidade de pagamento da empresa. Prazo Definido pela instituição financeira. Em média os contratos são formalizados em 120 dias. Encargos:Taxas - pré ou pós-fixadas: IOF: Incidente sobre os prazos e valores utilizados, conforme legislação em vigor.Taxa de Abertura de Crédito - TAC: cobrada pela instituição para cada contrato, conforme tabela de tarifas. Forma de Pagamento: Dos encargos: Ao final de cada mês ou na data de aniversário do contrato.Do principal: O principal poderá se amortizado total ou parcialmente a qualquer tempo, durante a vigência do contrato, por solicitação à instituição financeira, que transferirá o valor solicitado para amortização, da conta corrente para a conta garantida. Garantias Nota Promissória com aval dos sócios ou terceiros que possam apresentar algum bem; Caução de Títulos de Crédito (Duplicatas ou cheques pré-datados); Alienação fiduciária / hipoteca; Outras, a critério da instituição financeira; O percentual da garantia será definido pela instituição financeira. 1.3. Hot money: em sua origem, designa fundos aplicados em ativos financeiros, em diversos países, que atraem pela possibilidade de ganhos rápidos devido a elevadas taxas de juros ou a grandes diferenças cambiais. São operações de curtíssimo prazo, em que os recursos podem ser deslocados de um mercado para outro com muita rapidez. Esses recursos são administrados por especuladores no mercado de câmbio (Foreign Exchange Market) e caracterizam-se por alta volatilidade, em oposição às aplicações de bancos centrais, bancos de investimento ou investidores domésticos. Por essa particularidade, são considerados causadores de turbulências nos mercados financeiros, em algumas situações. No Brasil, o termo hot money, amplamente empregado por bancos comerciais, por extensão de sentido aplica-se também a empréstimos de curtíssimo prazo (de 1 a 29 dias). Esses empréstimos têm a finalidade de financiar o capital de giro das empresas para cobrir necessidades imediatas de recursos, sem contrato de empréstimo de caráter complexo.
  6. 6. 2. FINANCIAMENTO A LONGO PRAZO REFERÊNCIA BIBLIOGRAFIA Livro: - Bastardo, Carlos e Gomes, Antonio Rosa; O financiamento e as aplicações financeiras da empresas; Texto editora; 6ª edição; 2009 - Barreto , Ilído; Manual de Finanças, Editora Abril, 2001. Internet: http://apps.fiesp.com.br/spcred/ - site acessado em 26/05/10 às 17:10hs http://www.bcb.gov.br/glossario - site acessado em 26/05/10 às 17:12hs http://pt.wikipedia.org/wiki/Desconto_de_t%C3%ADtulos-site acessado em 26/05/10 às 17:16hs - site acessado em 26/05/10 às 17:22hs

×