SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
MULHERES DA BÍBLIA
LIA
Gênesis 29
QUEM foI LIA nA
BÍBLIA SAgRADA?
Ela não é muito comentada quando se fala das
mulheres da Bíblia, mas, ainda assim, é uma
mulher digna de admiração.
Ela sofreu rejeição, humilhação e solidão,
contudo, ao invés de se voltar contra Deus, ela
voltou-se para Ele, tornando-se uma mulher de
Deus!
ABRAÃo
ISAAC ISMAEL
ISAAC & REBECA
ESAÚ JACÓ
Jacó tomou a benção paterna quando se fez
passar por Esaú por causa disso, Esaú tentou
matá-lo e Jacó precisou fugir para as terras de
seu tio Labão, irmão de sua mãe, em Harã.
Jacó chega ao poço de Harã e
encontra Raquel com as
ovelhas de seu pai.
E revolveu a pedra
de sobre a boca do
poço e deu de
beber às ovelhas
de seu tio Labão.
LIA
LABÃo
RAQUEL
“E Labão tinhas duas filhas; o
nome da mais velha era Lia, e
o nome da menor Raquel. Lia
tinha olhos tenros, mas Raquel
era de formoso semblante e
formosa à vista”
Gênesis 29: 16-17
As inseguranças e tristezas de Lia:
* Não encontrar um companheiro;
* Como primogênita ver a irmã caçula
casando-se primeiro;
* Ter sobrinhos antes de seus próprios
filhos.
A história de Lia tem início quando seu
pai, com a intenção de enganar Jacó, a dá
em casamento no lugar de sua irmã
“E aconteceu que pela manhã, viu (Jacó) que era Lia”
“E disse Labão... cumpre a semana desta; então te
daremos também a outra, pelo serviço que ainda
outros sete anos comigo servires”
Gênesis 29: 25-27
As inseguranças e tristezas de Lia
aumentavam:
* Falta de consideração, de amor, de apreço
(tanto do pai quanto do marido)
* Medo de ser mal vista caso o marido a
abandonasse
* Qual seria seu futuro aos olhos dos outros?
“E possuiu também a Raquel, e
amou também a Raquel mais
do que a Lia e serviu a Labão
ainda outros sete anos.”
Gênesis 29: 30
Jacó casa com Raquel
Jacó dedicava a maior parte
de seu tempo livre com Raquel
Gênesis 29: 31
Pela submissão ao marido, Lia
encontrou-se mais próxima de Deus. Raquel tinha uma boa aparência,
o amor e a preferência de Jacó.
Mas coube a Deus honrar a sua
irmã Lia.
O SENHOR SE
MOSTROU NO
CONTROLE DE
TODAS AS COISAS !
Gênesis 30: 1-2
Lia ganhou a graça de ser mãe primeiro que sua irmã!
Nasceu Ruben (para atender sua aflição)
Nasceu Simeão (para atender seu sentimento de desprezo)
Nasceu Levi (para atender sua expectativa)
Nasceu Judá (continuou louvando a Deus)
Raquel oferece sua serva Bila: nasceu Dã e Naftali.
Lia oferece sua serva Zilpa: nasceu Gade e Aser.
Deus novamente abre a madre de Lia: nascem Issacar e Zebulom e Diná
Finalmente Raquel foi mãe: nascem José e Benjamin
Lia tem a vantagem de viver mais tempo com Jacó e teve sepultamento familiar.
Nesta Noite te
faço um coNvite à
reflexão:
O quanto de Lia há em
nós mesmas ?
Quantas vezes nos sentimos sozinhas?
Quantas vezes nos sentimos humilhadas?
Quantas vezes há um vazio dentro de nós?
Sentimos falta do amor de um companheiro...
Desprezadas pela falta de beleza exterior ou pela
falta de uma posição de trabalho, de estudo...
A mulher de Deus...
pode passar por momentos muito
difíceis, mas sempre manterá a sua
integridade!
O DEUS DO IMPOSSÍVEL
NÃO ESQUECEU DE VOCÊ !!
A mulher de Deus...
fica feliz quando outras pessoas são
abençoadas e acredita que Deus a
abençoará no tempo certo!
O QUE PARA VOCÊ PODE
PARECER O FIM...
...PARA DEUS É O INÍCIO
DE UM NOVO PROJETO!
DEUS NO CONTROLE
Pois serão honrados pelo Senhor Jesus,
não importando o seu passado, a sua
aparência ou a sua falta de popularidade!
DEUS SEMPRE VÊ
NOSSAS AFLIÇÕES E NOS
AJUDA A PASSAR POR
CADA UMA DELAS !!
... MULHER DE DEUS
... NÃO DESISTA AINDA QUE AS CIRCUNSTÂNCIAS DIGAM: “NÃO”
“Tudo posso Naquele que me fortalece!” (Fp 4:13)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 1 A beleza do testemunho cristão
Lição 1   A beleza do testemunho cristãoLição 1   A beleza do testemunho cristão
Lição 1 A beleza do testemunho cristãoWander Sousa
 
Deus Instrui Seus Adoradores
Deus Instrui Seus AdoradoresDeus Instrui Seus Adoradores
Deus Instrui Seus AdoradoresRogério Nunes
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Eduardo Bispo Silva
 
Vida nova em Cristo Efésios 4.25-5.2
Vida nova em Cristo   Efésios 4.25-5.2Vida nova em Cristo   Efésios 4.25-5.2
Vida nova em Cristo Efésios 4.25-5.2Paulo Dias Nogueira
 
Lição 7 - O Senhor peleja pelo Seu Povo
Lição 7 - O Senhor peleja pelo Seu PovoLição 7 - O Senhor peleja pelo Seu Povo
Lição 7 - O Senhor peleja pelo Seu PovoÉder Tomé
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,Felicio Araujo
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaÉder Tomé
 
Mandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editadoMandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editadoPr Ismael Carvalho
 
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraManual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraGesiel Oliveira
 
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o PentecostesLição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o PentecostesÉder Tomé
 
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral IILição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral IIEdnilson do Valle
 
Como organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionáriaComo organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionáriaBárbara Pereira Quaresma
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-docAnapaula Ribeiro
 
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da BíbliaLição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da BíbliaÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

Lição 1 A beleza do testemunho cristão
Lição 1   A beleza do testemunho cristãoLição 1   A beleza do testemunho cristão
Lição 1 A beleza do testemunho cristão
 
Deus Instrui Seus Adoradores
Deus Instrui Seus AdoradoresDeus Instrui Seus Adoradores
Deus Instrui Seus Adoradores
 
Estudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e OfertasEstudo Dízimos e Ofertas
Estudo Dízimos e Ofertas
 
Apostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreirosApostila para formação de obreiros
Apostila para formação de obreiros
 
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
Apostila completa seminario de cura e libertacao (1)
 
Intercessão e batalha espiritual
Intercessão e batalha espiritualIntercessão e batalha espiritual
Intercessão e batalha espiritual
 
Vida nova em Cristo Efésios 4.25-5.2
Vida nova em Cristo   Efésios 4.25-5.2Vida nova em Cristo   Efésios 4.25-5.2
Vida nova em Cristo Efésios 4.25-5.2
 
Lição 7 - O Senhor peleja pelo Seu Povo
Lição 7 - O Senhor peleja pelo Seu PovoLição 7 - O Senhor peleja pelo Seu Povo
Lição 7 - O Senhor peleja pelo Seu Povo
 
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJALIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
LIÇÃO 09 - PRESERVANDO A IDENTIDADE DA IGREJA
 
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,O desafio de ser um cristão contemporâneo,
O desafio de ser um cristão contemporâneo,
 
Eis que tudo se fez novo !
Eis que tudo  se fez novo !Eis que tudo  se fez novo !
Eis que tudo se fez novo !
 
Discipulado Avançado III
Discipulado Avançado IIIDiscipulado Avançado III
Discipulado Avançado III
 
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser SuestimadaLição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
Lição 1 – Batalha Espiritual – A Realidade não Pode ser Suestimada
 
Mandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editadoMandamentos para o casal editado
Mandamentos para o casal editado
 
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza OliveiraManual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
Manual de cerimonias para o ministro evangélico - Pr Gesiel de Souza Oliveira
 
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o PentecostesLição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
 
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral IILição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
Lição 1 - O ministro e sua vida sexual. - Livro Teologia Pastoral II
 
Como organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionáriaComo organizar uma conferência missionária
Como organizar uma conferência missionária
 
58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc58723691 curso-de-diacono-doc
58723691 curso-de-diacono-doc
 
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da BíbliaLição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
Lição 1 - Inspiração Divina e Autoridade da Bíblia
 

Destaque

EXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANO
EXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANOEXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANO
EXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANOP Valter De Almeida Gomes
 
Carta Ao Meu Querido Marido
Carta Ao Meu Querido MaridoCarta Ao Meu Querido Marido
Carta Ao Meu Querido MaridoOsmar Algarte
 
Pib Catanduva I Enc. De Casais
Pib Catanduva   I Enc. De CasaisPib Catanduva   I Enc. De Casais
Pib Catanduva I Enc. De Casaiswsaconato
 
Carta Do Ex Marido Para Ex Mulher
Carta Do Ex Marido Para Ex MulherCarta Do Ex Marido Para Ex Mulher
Carta Do Ex Marido Para Ex MulherFernanda Pietra
 
1. o ensino - escola dominical - Manual da Escola Dominical
1.   o ensino - escola dominical - Manual da Escola Dominical1.   o ensino - escola dominical - Manual da Escola Dominical
1. o ensino - escola dominical - Manual da Escola DominicalAna Paula Baptista
 
Como Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de DeusComo Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de DeusADPC109
 
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014Pr. Andre Luiz
 
Dinâmica para Encontro de Casais
Dinâmica para Encontro de Casais Dinâmica para Encontro de Casais
Dinâmica para Encontro de Casais IFPA
 

Destaque (20)

ARTIGO DE DIVULGAÇÃO - MGME - OUT/2013
ARTIGO DE DIVULGAÇÃO - MGME - OUT/2013ARTIGO DE DIVULGAÇÃO - MGME - OUT/2013
ARTIGO DE DIVULGAÇÃO - MGME - OUT/2013
 
EXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANO
EXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANOEXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANO
EXERCÍCIOS SOBRE RELAÇÕES ENTRE CONJUNTOS - 2ª AULA - 9º ANO
 
Mulheres da biblia
Mulheres da bibliaMulheres da biblia
Mulheres da biblia
 
Carta Ao Meu Querido Marido
Carta Ao Meu Querido MaridoCarta Ao Meu Querido Marido
Carta Ao Meu Querido Marido
 
7 pecados captais
7 pecados captais7 pecados captais
7 pecados captais
 
Encontro
EncontroEncontro
Encontro
 
Pib Catanduva I Enc. De Casais
Pib Catanduva   I Enc. De CasaisPib Catanduva   I Enc. De Casais
Pib Catanduva I Enc. De Casais
 
Carta Do Ex Marido Para Ex Mulher
Carta Do Ex Marido Para Ex MulherCarta Do Ex Marido Para Ex Mulher
Carta Do Ex Marido Para Ex Mulher
 
Lição 13: Mulheres na Bíblia A Senhora Eleita
Lição 13: Mulheres na Bíblia A Senhora EleitaLição 13: Mulheres na Bíblia A Senhora Eleita
Lição 13: Mulheres na Bíblia A Senhora Eleita
 
Introdução: Mulheres na Bíblia e eu
Introdução: Mulheres na Bíblia e euIntrodução: Mulheres na Bíblia e eu
Introdução: Mulheres na Bíblia e eu
 
Lição 3: Mulheres na Bíblia Noemi e eu
Lição 3: Mulheres na Bíblia Noemi e euLição 3: Mulheres na Bíblia Noemi e eu
Lição 3: Mulheres na Bíblia Noemi e eu
 
1. o ensino - escola dominical - Manual da Escola Dominical
1.   o ensino - escola dominical - Manual da Escola Dominical1.   o ensino - escola dominical - Manual da Escola Dominical
1. o ensino - escola dominical - Manual da Escola Dominical
 
Debora
DeboraDebora
Debora
 
A história de Débora
A história de DéboraA história de Débora
A história de Débora
 
Orgulho E GratidãO
Orgulho E GratidãOOrgulho E GratidãO
Orgulho E GratidãO
 
LEVITAS POR EXCELÊNCIA
LEVITAS POR EXCELÊNCIALEVITAS POR EXCELÊNCIA
LEVITAS POR EXCELÊNCIA
 
Ecc historia
Ecc historiaEcc historia
Ecc historia
 
Como Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de DeusComo Levar a Arca de Deus
Como Levar a Arca de Deus
 
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014
Deus escolhe arão e seus filhos para o sacerdócio-Lição 11 1º 2014
 
Dinâmica para Encontro de Casais
Dinâmica para Encontro de Casais Dinâmica para Encontro de Casais
Dinâmica para Encontro de Casais
 

Semelhante a A história de Lia e suas lições

Estudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMB
Estudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMBEstudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMB
Estudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMBRitaLima253411
 
Lição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter RestauradoÉder Tomé
 
A Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptxA Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptxAdina Silva
 
Jacob the deceiver portuguese
Jacob the deceiver portugueseJacob the deceiver portuguese
Jacob the deceiver portugueseSandra Fuso
 
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguesePing Ponga
 
LBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIANatalino das Neves Neves
 
EBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdf
EBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdfEBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdf
EBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdfNILSON SANTOS
 
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoI.A.D.F.J - SAMAMABAIA SUL
 
BE Transversalidade Cultural EMRC
BE Transversalidade Cultural    EMRC BE Transversalidade Cultural    EMRC
BE Transversalidade Cultural EMRC Paula Ferreiro
 
As duas filhas de labão
As duas filhas de labãoAs duas filhas de labão
As duas filhas de labãoPaulo Roberto
 
Lbj lição 10 Quando a divisão se instala na família
Lbj lição 10   Quando a divisão se instala na famíliaLbj lição 10   Quando a divisão se instala na família
Lbj lição 10 Quando a divisão se instala na famíliaboasnovassena
 
Lição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdf
Lição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdfLição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdf
Lição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdfjeffersonrodriguesal1
 
Lição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
Lição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptxLição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
Lição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptxCelso Napoleon
 
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05   jacó, um exemplo de caráter restauradoLição 05   jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restauradoDaniel Felipe Kroth
 
Honrando minha Familia
Honrando minha FamiliaHonrando minha Familia
Honrando minha FamiliaJessé Lopes
 
Mulheres estéreis da bíbli aresumo
Mulheres estéreis da bíbli aresumoMulheres estéreis da bíbli aresumo
Mulheres estéreis da bíbli aresumoMarcos Conceição
 

Semelhante a A história de Lia e suas lições (20)

Estudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMB
Estudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMBEstudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMB
Estudo Biblico da matriarca LIA esposa de Jaco DMPMB
 
(02) Fabrica de idolos
(02) Fabrica de idolos(02) Fabrica de idolos
(02) Fabrica de idolos
 
Lição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 Jacó, Um Exemplo de um Caráter Restaurado
 
A Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptxA Mulher que Deus usa - LIA.pptx
A Mulher que Deus usa - LIA.pptx
 
Jacob the deceiver portuguese
Jacob the deceiver portugueseJacob the deceiver portuguese
Jacob the deceiver portuguese
 
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
06 Jacó o enganador / 06 jacob the deceiver portuguese
 
LBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIALBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIA
LBJ LIÇÃO 10 - QUANDO A DIVISÃO SE INSTALA NA FAMÍLIA
 
EBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdf
EBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdfEBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdf
EBD - Lição 4 - [Adultos] - Ídolos na Família - 2 Trimestre 2023.pdf
 
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter RestauradoLição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
Lição 5 - Jacó, um Exemplo de um Caráter Restaurado
 
BE Transversalidade Cultural EMRC
BE Transversalidade Cultural    EMRC BE Transversalidade Cultural    EMRC
BE Transversalidade Cultural EMRC
 
Jacó - Patriarca
Jacó - Patriarca Jacó - Patriarca
Jacó - Patriarca
 
As duas filhas de labão
As duas filhas de labãoAs duas filhas de labão
As duas filhas de labão
 
Lbj lição 10 Quando a divisão se instala na família
Lbj lição 10   Quando a divisão se instala na famíliaLbj lição 10   Quando a divisão se instala na família
Lbj lição 10 Quando a divisão se instala na família
 
Lição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdf
Lição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdfLição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdf
Lição 02 A Predileção dos Pais por um dos Filhos .pptx.pdf
 
Enunciação e discurso jurídico completo
Enunciação e discurso jurídico completoEnunciação e discurso jurídico completo
Enunciação e discurso jurídico completo
 
Efeitos na Família
Efeitos na FamíliaEfeitos na Família
Efeitos na Família
 
Lição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
Lição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptxLição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
Lição 02: A Predileção dos Pais por um dos Filhos.pptx
 
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05   jacó, um exemplo de caráter restauradoLição 05   jacó, um exemplo de caráter restaurado
Lição 05 jacó, um exemplo de caráter restaurado
 
Honrando minha Familia
Honrando minha FamiliaHonrando minha Familia
Honrando minha Familia
 
Mulheres estéreis da bíbli aresumo
Mulheres estéreis da bíbli aresumoMulheres estéreis da bíbli aresumo
Mulheres estéreis da bíbli aresumo
 

Mais de P Valter De Almeida Gomes

CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015P Valter De Almeida Gomes
 
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOSTEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOSP Valter De Almeida Gomes
 
Exercicios sobre porcentagem para os 9º anos
Exercicios sobre porcentagem para os 9º anosExercicios sobre porcentagem para os 9º anos
Exercicios sobre porcentagem para os 9º anosP Valter De Almeida Gomes
 

Mais de P Valter De Almeida Gomes (17)

Teorema de pitágoras
Teorema de pitágorasTeorema de pitágoras
Teorema de pitágoras
 
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
 
Notação de conjuntos
Notação de conjuntosNotação de conjuntos
Notação de conjuntos
 
EXERCÍCIOS DE FÍSICA 1ª AULA
EXERCÍCIOS DE FÍSICA 1ª AULAEXERCÍCIOS DE FÍSICA 1ª AULA
EXERCÍCIOS DE FÍSICA 1ª AULA
 
Prof valter-1 c-mat-olavo
Prof valter-1 c-mat-olavoProf valter-1 c-mat-olavo
Prof valter-1 c-mat-olavo
 
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOSTEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
TEOREMA DE TALES NO FEIXE DE PARALELAS E NOS TRIÂNGULOS
 
Exercicios sobre porcentagem para os 9º anos
Exercicios sobre porcentagem para os 9º anosExercicios sobre porcentagem para os 9º anos
Exercicios sobre porcentagem para os 9º anos
 
Artigo de divulgação
Artigo de divulgaçãoArtigo de divulgação
Artigo de divulgação
 
Trabalho do curso MGME
Trabalho do curso MGMETrabalho do curso MGME
Trabalho do curso MGME
 
Joquedebe - Preletora Rosana
Joquedebe - Preletora RosanaJoquedebe - Preletora Rosana
Joquedebe - Preletora Rosana
 
RECICLAGEM DE DIÁCONOS 22/07/2013
RECICLAGEM DE DIÁCONOS 22/07/2013RECICLAGEM DE DIÁCONOS 22/07/2013
RECICLAGEM DE DIÁCONOS 22/07/2013
 
Culto com as mulheres: transformando vidas
Culto com as mulheres: transformando vidasCulto com as mulheres: transformando vidas
Culto com as mulheres: transformando vidas
 
Diná (preletora Valdízia)
Diná (preletora Valdízia)Diná (preletora Valdízia)
Diná (preletora Valdízia)
 
Trabalho sobre frações para os 6ºs anos
Trabalho sobre frações para os 6ºs anosTrabalho sobre frações para os 6ºs anos
Trabalho sobre frações para os 6ºs anos
 
Radiciação
RadiciaçãoRadiciação
Radiciação
 
Alguns tópicos de geometria
Alguns tópicos de geometriaAlguns tópicos de geometria
Alguns tópicos de geometria
 
Web 2.0 efeitos didátivos
Web 2.0   efeitos didátivosWeb 2.0   efeitos didátivos
Web 2.0 efeitos didátivos
 

A história de Lia e suas lições

  • 2. QUEM foI LIA nA BÍBLIA SAgRADA? Ela não é muito comentada quando se fala das mulheres da Bíblia, mas, ainda assim, é uma mulher digna de admiração. Ela sofreu rejeição, humilhação e solidão, contudo, ao invés de se voltar contra Deus, ela voltou-se para Ele, tornando-se uma mulher de Deus!
  • 3. ABRAÃo ISAAC ISMAEL ISAAC & REBECA ESAÚ JACÓ Jacó tomou a benção paterna quando se fez passar por Esaú por causa disso, Esaú tentou matá-lo e Jacó precisou fugir para as terras de seu tio Labão, irmão de sua mãe, em Harã. Jacó chega ao poço de Harã e encontra Raquel com as ovelhas de seu pai. E revolveu a pedra de sobre a boca do poço e deu de beber às ovelhas de seu tio Labão.
  • 4. LIA LABÃo RAQUEL “E Labão tinhas duas filhas; o nome da mais velha era Lia, e o nome da menor Raquel. Lia tinha olhos tenros, mas Raquel era de formoso semblante e formosa à vista” Gênesis 29: 16-17 As inseguranças e tristezas de Lia: * Não encontrar um companheiro; * Como primogênita ver a irmã caçula casando-se primeiro; * Ter sobrinhos antes de seus próprios filhos.
  • 5. A história de Lia tem início quando seu pai, com a intenção de enganar Jacó, a dá em casamento no lugar de sua irmã “E aconteceu que pela manhã, viu (Jacó) que era Lia” “E disse Labão... cumpre a semana desta; então te daremos também a outra, pelo serviço que ainda outros sete anos comigo servires” Gênesis 29: 25-27
  • 6. As inseguranças e tristezas de Lia aumentavam: * Falta de consideração, de amor, de apreço (tanto do pai quanto do marido) * Medo de ser mal vista caso o marido a abandonasse * Qual seria seu futuro aos olhos dos outros? “E possuiu também a Raquel, e amou também a Raquel mais do que a Lia e serviu a Labão ainda outros sete anos.” Gênesis 29: 30 Jacó casa com Raquel
  • 7. Jacó dedicava a maior parte de seu tempo livre com Raquel Gênesis 29: 31 Pela submissão ao marido, Lia encontrou-se mais próxima de Deus. Raquel tinha uma boa aparência, o amor e a preferência de Jacó. Mas coube a Deus honrar a sua irmã Lia.
  • 8. O SENHOR SE MOSTROU NO CONTROLE DE TODAS AS COISAS !
  • 9. Gênesis 30: 1-2 Lia ganhou a graça de ser mãe primeiro que sua irmã! Nasceu Ruben (para atender sua aflição) Nasceu Simeão (para atender seu sentimento de desprezo) Nasceu Levi (para atender sua expectativa) Nasceu Judá (continuou louvando a Deus) Raquel oferece sua serva Bila: nasceu Dã e Naftali. Lia oferece sua serva Zilpa: nasceu Gade e Aser. Deus novamente abre a madre de Lia: nascem Issacar e Zebulom e Diná Finalmente Raquel foi mãe: nascem José e Benjamin Lia tem a vantagem de viver mais tempo com Jacó e teve sepultamento familiar.
  • 10. Nesta Noite te faço um coNvite à reflexão: O quanto de Lia há em nós mesmas ?
  • 11. Quantas vezes nos sentimos sozinhas? Quantas vezes nos sentimos humilhadas? Quantas vezes há um vazio dentro de nós? Sentimos falta do amor de um companheiro... Desprezadas pela falta de beleza exterior ou pela falta de uma posição de trabalho, de estudo...
  • 12.
  • 13. A mulher de Deus... pode passar por momentos muito difíceis, mas sempre manterá a sua integridade! O DEUS DO IMPOSSÍVEL NÃO ESQUECEU DE VOCÊ !!
  • 14. A mulher de Deus... fica feliz quando outras pessoas são abençoadas e acredita que Deus a abençoará no tempo certo!
  • 15. O QUE PARA VOCÊ PODE PARECER O FIM... ...PARA DEUS É O INÍCIO DE UM NOVO PROJETO! DEUS NO CONTROLE
  • 16. Pois serão honrados pelo Senhor Jesus, não importando o seu passado, a sua aparência ou a sua falta de popularidade! DEUS SEMPRE VÊ NOSSAS AFLIÇÕES E NOS AJUDA A PASSAR POR CADA UMA DELAS !!
  • 17. ... MULHER DE DEUS ... NÃO DESISTA AINDA QUE AS CIRCUNSTÂNCIAS DIGAM: “NÃO” “Tudo posso Naquele que me fortalece!” (Fp 4:13)