OS SETE VALES ONDE DEUS RESTAURA O CRENTE
Introdução Texto Is. 40.4
A Palestina é um território de grandes montes e vales,...
defeitos no seu trabalho!.
Seus inimigos farão de tudo para que você perca sua bênção!. Quantos irmãos já até desistiram p...
Quantos aqui já foram esquecidos pela sua família? Rejeitados, esquecidos como se já estivessem
mortos?. Mas quando o inim...
não passa de um monte de ossos secos!. Volte a viver em Cristo!.
O SÉTIMO VALE – O VALE DA VISÃO (Is. 22.1)
Significa Habi...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Os sete vales onde deus restaura o crente

406 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
406
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Os sete vales onde deus restaura o crente

  1. 1. OS SETE VALES ONDE DEUS RESTAURA O CRENTE Introdução Texto Is. 40.4 A Palestina é um território de grandes montes e vales, por isso encontramos muitas povoações com o nome de vale ou de serra. Geralmente quando se menciona um vale o nome está se referindo a um “desfiladeiro”. É uma depressão entre montes, uma área de baixa altitude, geralmente banhada por um rio, e cercada por áreas mais altas como montanhas e colinas. O vale no sentido espiritual simboliza um lugar sombrio, um lugar de dores, de experiências dolorosas, lugar de lágrimas, lugar de experiência com Deus. O início de muitas histórias começou nos vales. Quando Deus tem propósitos na vida do crente, é lá que nos encontramos com Ele!. O vale é um lugar de preparação!. Deus não nos leva para o vale para sofrermos, mas para nos moldar e nos provar. É no vale que iremos crescer e nos aperfeiçoar para fazermos melhor a obra do Senhor!. Os vales são inevitáveis na nossa vida espiritual, mais cedo ou mais tarde, alguns vales aparecerão para nos desafiar. Não dá para fugir, a melhor coisa a fazer é enfrentá-los!. Os nossos vales é para que Deus seja glorificado através da nossa vida. Vale também que os vales podem ser: Lugar de Benção (II Co.20.26), Lugar de Restauração (Ez.37.1-14), Lugar de Exaltação (Is.40.4), Lugar de Manifestação da Glória de Deus (Ez.3.23). O PRIMEIRO VALE – O VALE DE SIDIM (Gn.14.1-3 – 10.16) Simboliza o Vale da Grande Perda. Foi nesse vale que ocorreu a primeira guerra mencionada na bíblia. Uma guerra de quatro reis contra cinco. Nesse vale a batalha foi travada à noite, e os quatro reis venceram os cinco. Ló, sobrinho de Abraão que morava em Sodoma, é levado cativo. Um dos fugitivos correu para levar a noticia a Abraão, informando que seu sobrinho Ló, tinha sido aprisionado. Sodoma e Gomorra tinham sido saqueadas. Tudo que eles tinham de valor foram levado!. Pessoas também foram levadas!. Ló perdeu tudo de uma hora para outra!. Ele que fora tão astuto, agora não passava de um escravo!. Mas, para quem é valente do Senhor, se levantará na unção da conquista e pelejará contra os inimigos e trará tudo o que perdeu de volta!. Abraão preparou um pequeno exército composto de dois amorreus, seus vizinhos, e de 318 homens valentes. Após um preparo estratégico à noite, o corajoso exército de Abraão derrotaram os inimigos. Pondo-os em fuga, resgatou seu sobrinho Ló, seus pertences, assim como as mulheres e os homens. Abraão resgatou Ló das consequências de seu próprio pecado!. Salvar Ló foi a única razão do resgate ousado de Abraão. Em vez de paz e prosperidade ele encontrou vergonha e escravidão!. Amados, Deus também sabe da nossa teimosia. Mesmo assim, o Senhor não poupará esforços para nos resgatar da escravidão do pecado, e nos livrar do nosso cativeiro!. O Senhor é Deus dos Vales (IRs.20.28)! O SEGUNDO VALE – O VALE DE GERAR (Gn.26.1-2) Simboliza o Vale das Afrontas. Isaac pensou em se refugiar no Egito, mas Deus lhe disse para não ir para o Egito. Nas horas de dificuldades, em quem costumamos nos refugiar?. Como é difícil depender de Deus nessas horas!. Nessa situação difícil, Deus faz promessas a Isaac ( v.3-5). E ele ficou em no vale de Gerar. (v6). Isaac começou a trabalhar. Foi à luta (Gn.26.12)!. Não ficou acomodado esperando que os outros trouxessem um pedaço de pão!. E sabe o que aconteceu?. Deus colocou no caminho de Isaac os degraus da prosperidade (v.13-14). Naquele vale, começaram a surgir inimigos invejosos, que tentaram de tudo para impedir o progresso de Isaac (v. 15-21). Esses inimigos entulharam os poços para impedir que Isaac progredisse!. Será que com você não está acontecendo o mesmo?. Quando as coisas começam a dar certo, seus inimigos não começam a se levantar?. Os invejosos não começam a se revoltarem?. No mínimo, começam a por
  2. 2. defeitos no seu trabalho!. Seus inimigos farão de tudo para que você perca sua bênção!. Quantos irmãos já até desistiram por causa das afrontas do inimigo?. Quantos já não se frustraram, só porque apareceram alguns impedimentos?. Não desista se tentarem matar teus sonhos!. Amado, se o inimigo fechou uma porta em sua vida, saiba que o céu está aberto a seu favor!. Deus está dizendo: recomece novamente! Estou contigo! Você é capaz! Você vai vencer!. Veja isso: Isaac não desanimou!. Perseverou, cavou outros poços e quanto mais os inimigos entulhavam, mais ele abria poços!. Foi aí que ele chegou até Reobote, que quer dizer “espaços largos” (v.22). Vitória final!. Amados, Deus tem espaços largos na tua vida espiritual, profissional, material e financeira!. Casa nova!. Família restaurada!. Casamento restaurado!. Tudo novo, vida nova!. Deus vai tirar você do estreito, desse vale de precariedade financeira. No livro de Isaias você irá encontrar uma promessa feita na medida para você, então leia: “Amplia o lugar da tua tenda, e as cortinas das tuas habitações se estendam; não o impeças; alonga as tuas cordas e firma bem as tuas estacas” (Is.54.2). O nosso Deus é Deus de Vitória (Sl. 44.7)!. O TERCEIRO VALE – O VALE DE BACA (Sl. 84.4-6) Simboliza o “Vale das Lágrimas”. É o trecho mais difícil da estrada!. O vale do lamento! O vale tinha o nome de “Baca”, porque essa palavra hebraica significa: lágrima e choro!. A nossa passagem pela vida nos faz chegar a esse vale. A Palavra de Deus nos mostra que por muitas vezes no nosso caminhar, nem tudo serão rosas, nem tudo serão “planícies”. Isso quer dizer que na vida de todos nós, existem vales profundos, vales secos, desertos e vale de lágrimas!. Quantos não tem chorado desesperadamente, porque precisam de soluções, de respostas, de curas. Precisam ver sua família restaurada!. Deus quer nos tirar desse vale. Mas o que podemos fazer?. Para quem está passando por essa terrível experiência, só tem uma saída: É ter Deus como fonte de nossa força!. Só vence o Vale de Lágrimas aquele que faz de Deus a sua Fonte, a sua Usina de vitalidade. Só venceremos o vale de Baca, quando entrarmos nele afirmando de onde vem a nossa força. A nossa força não vem do pensamento positivo, não vem do dinheiro, não vem do nosso líder, não vem da família. A nossa força vem do Senhor!. É PRECISO VIVER A LIÇÃO DA GRAÇA. O que significa isto?. Significa que mesmo que o seu vale esteja cheio de lágrimas, de tristezas, de decepção, de dores, Deus enviará a graça do tamanho da sua dor; ela ganhará a dimensão do seu sofrimento!. Esta é a lição da graça: quanto maior a dor, maior a quantidade da Graça enviada por Deus em nossa vida!. E no vale de Baca, Deus vem com poder e Graça nos consolando e dizendo: “Assim diz o Senhor: “Reprime a tua voz do choro, e das lágrimas os teus olhos; porque há galardão para o teu trabalho, diz o Senhor, e eles voltarão da terra do inimigo. E há esperança para o teu futuro, diz o Senhor; pois teus filhos voltarão para os seus termos” (Jr 31.16-17). Deus é Fiel (Is.49.15)!. O QUARTO VALE – O VALE DE HEBROM (Gn.37.14) Simboliza o Vale da Traição e da Escravidão. Foi onde Abraão fixou sua família (Gn.35.27). É o mesmo local onde Sara foi sepultada (Gn.23.19), e séculos depois essas terras foram herdadas por Calebe. A bíblia narra um lindo episódio ocorrido nessas terras. A história de José!. Tudo começou quando José obedeceu seu pai e foi a procura de seus irmãos. No verso 18-19, a bíblia diz que seus irmãos planejaram a morte dele, porque o odiavam, porque ele era um sonhador. Seus próprios irmãos o estavam traindo!. Quantos familiares seus não lutaram para matarem seus sonhos?. Quem sabe, pessoas de sua família se reuniram contra você por causa de seu casamento!. Se revoltaram contra sua decisão de ter aceitado a Jesus!. Os irmãos de José criaram um plano para apagar a sua memória da sua família, ao imergirem sua túnica no sangue de um cabrito e mandaram levar a seu pai dizendo que ele fora morto; por uma fera!.
  3. 3. Quantos aqui já foram esquecidos pela sua família? Rejeitados, esquecidos como se já estivessem mortos?. Mas quando o inimigo pensa que nos derrotou no vale, Deus tem seus planos infalíveis para por em ação. O escravo José, esquecido pelos irmãos, e pela família, foi conduzido ao Egito para cumprir o plano de Deus. Deus tem um plano vitorioso para essa situação que você está vivendo!. Para muitos será seu fim! Mas para Deus, é o começo de uma grande prosperidade e vitória (Jr. 29.11). De simples escravo, José se tornou Governador do Egito!. E havendo uma grande fome na terra, seus irmãos se prostraram diante dele em busca de ajuda no Egito. Amado, se tua família esqueceu e te abandonou no vale, eles que se preparem; pois irão ver teu progresso e tua prosperidade!. E você ainda os ajudará, porque em seu coração não há lugar para o ódio, para a mágoa, mas para o amor e o perdão!. Creia nisso!. O QUINTO VALE - O VALE DE ACOR (Os.2.15) Significa o Vale da Esperança!. Esse vale separava a tribo de Benjamin e Judá. A bíblia se refere a este vale por três vezes. A primeira foi onde ocorreu o apedrejamento de Acã e sua família (Js.7.24-26). A segunda vez, a bíblia nos apresenta como um lugar de repouso e refúgio para o gado. Símbolos das providências divina da paz e da fartura! (Is.65.9-10). A terceira vez nos fala do cumprimento da profecia de Oséias, que dizia que o profeta receberia sua esposa Gomer de volta para viver uma nova vida com muita paz (Os.2.14-16). O vale de Acor nos recorda Três importantes mensagens: Primeiro - o pecado, a desobediência e o castigo daqueles que não deram ouvidos às ordens de Deus. Segundo - fala da perpétua vigilância e cuidado de Deus sobre seus filhos!. Terceiro - a bem aventurança para o pecador que, por mais fundo que tenha ido, sempre encontrará uma “Porta de Esperança” aberta para ele, quando se arrepende!. O vale de Acor já fez parte de muitas vidas cristãs!. E creio que essas vidas, um dia, tiveram uma forte e inesquecível experiência com Deus!. Por esse vale, todos passam pelos três aspectos para chegar a “Porta da Esperança”. Primeiro: pelo castigo!. Segundo: pelo “Perdão e as Benções”!. Terceiro: pela conversão!. O nosso Deus é Infalível (Jó 42.2)!. O SEXTO VALE – O VALE DE OSSOS SECOS (Ez.37.1-14). Significa o Vale da Restauração!. A visão do profeta foi fantástica!. Ezequiel se encontrava no meio de um cemitério ao ar livre!. Um vale cheio de esqueletos, com ossos sequíssimos!. Havia muito tempo que aqueles ossos estavam jogados ali. Interessante que eles não estavam enterrados!. Sabe por que?. Porque quando Deus olha para nós, e nos vê secos espiritualmente, o Senhor não nos descarta!. Ele não nos vê como mortos!. Para o Senhor, nós ainda não estamos enterrados!. Ele sabe a nossa identidade!. Ele quer nos falar individualmente. Não importa a nossa condição!. Essa passagem nos mostra o povo israelita morto espiritualmente. E quando foi que Israel se tornou espiritualmente morto?. Quando eles se desviaram de Deus, dos caminhos do entendimento, do conhecimento, e se inclinaram para servirem outros deuses!. Observe que Ezequiel profetizou para aqueles ossos secos, eles se encheram de carnes e de nervos, mas continuaram mortos!. É assim que acontece nas nossas igrejas!. O pastor prega, profetiza, há um reboliço, mas quando chega lá fora vemos o crente com o mesmo rosto cansado, triste, desencorajado, sem perspectiva, sem esperança!. Nesse caso, quando Deus olha para eles, vê um monte de ossos andando e entrando apressadamente nos seus carros!. O profeta Ezequiel profetizou e nada aconteceu!. Mas agora é a voz do Senhor que será ouvida nesse vale!. O Senhor vem para livrar você da condenação!. O Senhor está descendo nesse vale para por os tendões, a carne, juntar seus ossos, restaurar a tua visão, livrá-lo da morte espiritual, dar uma nova vida!. Uma nova vida significa andar conforme a vontade de Deus!. Reconheça que sem Deus a sua vida
  4. 4. não passa de um monte de ossos secos!. Volte a viver em Cristo!. O SÉTIMO VALE – O VALE DA VISÃO (Is. 22.1) Significa Habitação da Paz (Jerusalém)!. Essa passagem mostra uma assombrosa visão que Isaias teve de seus governantes egoístas fugindo de Jerusalém e abandonando-a para ser saqueada (v.1-4). Jerusalém iria ser capturada pela Babilônia, já que o povo havia se esquecido do Senhor. Isaias havia condenado o comportamento da cidade que gostava de festejo, em vez de se arrependimento (v.12.13). As pessoas achavam que podiam ser salvas por meio de alianças com os povos ao redor, construindo muros cada vez mais altos e sistemas de defesa cada vez mais sofisticados. A cidade havia sido livrada do ataque da Assíria no tempo de Ezequias, mas Isaias chora porque sabia que haveria outro julgamento severo de Deus chegando para aquele povo. Amados, é triste dizer, mas muitas vezes somos como o povo de Jerusalém!. Gostamos de nos apoiar em nossas habilidades, em nossas arrogâncias, fechamos nossos ouvidos ou fingimos que somos cegos quando Deus começa a falar conosco nos cultos!. Jerusalém havia recebido mensagens após mensagens de Deus, contudo, não se importou com elas!. O Vale da Visão – Este nome refere-se ao Vale junto a Jerusalém, onde Deus revelou-se a Isaias em visões proféticas. O profeta Isaias era o único que sabia da calamidade que viria sobre Jerusalém. Quando o povo de Deus aparta-se da obediência dos retos caminhos do Senhor, Ele nos chama ao arrependimento, à confissão da nossa pobreza espiritual, e a buscar mais a Sua face!. A vontade de Cristo é que cada igreja examine o seu estado espiritual à luz dos evangelhos. Jesus conclama o povo ao arrependimento, à humilhação, às lágrimas, à oração e ao jejum, e não à superficialidade!. O Senhor é o nosso Deus Verdadeiro (Dt.32.4)!. Conclusão Quando passamos pelos vales, podemos até sentir dor, mas teremos uma experiência inesquecível com o Senhor!. A melhor coisa que devemos fazer quando estivermos no Vale é: Confiar no Senhor (Sl.20.7- 8), Esperar no Senhor (Os.2.15), Descansar no Senhor (Is.65.10), Glorificar o nome do Senhor (Sl.103.1-5). O Senhor nos diz hoje: Não temas, nem te assombres pois o Senhor é poderoso para abrir fontes no meio dos vales e te saciar de alegria (Is.4.10). Aleluia!. Que o Senhor te abençoe grandemente nos vales e te exalte nos montes!. Em nome de Jesus. Amém.

×