SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Baixar para ler offline
• Santa Ceia.
• Como deve ser o «pão» da Santa Ceia que
representa o Corpo Santo de Nosso Senhor Jesus, com
fermento ou sem fermento (asmo)?
• Este é um dos nossos principais assuntos.
• O assunto em foco tem como objetivo, desmascarar (e
ao mesmo tempo ensinar) a idéia enganosa de muitos
que dizem que o «pão da Santa Ceia» não precisa ser
necessariamente “sem fermento”.
• Porém, vamos provar ao contrário, por fundamentos
bíblicos, como também de forma lógica e coerente que,
a Santa Ceia deve ser com “pão asmo”.
• Na verdade, o uso sobre o tipo de pão que dever ser
comido na Santa Ceia, não tem sido a preocupação da
maioria dos cristãos atuais.
• Entretanto, é bom ressaltar que, por causa dessa
ignorância, a Igreja perde aos poucos a sua identidade.
• Para àqueles que não sabem; dizemos, há uma mui
grande diferença entre uma Santa Ceia celebrada com
«pão fermentado» e a outra celebrada com «pão sem
fermento»!
1) Santa Ceia e a Mesa do Senhor.
• O batismo é tido como a primeira das duas grandes
ordenanças da Palavra de Deus para a Igreja, a
segunda é a Santa Ceia.
• Enquanto a primeira estabelece, a segunda preserva e
renova o cristão na comunhão com Cristo e com sua
Igreja.
• NOTA:
• Qualquer pessoa que tenha tido uma experiência
legítima com Deus, tenha se arrependido, confessado
os seus pecados, convertido seus caminhos para uma
nova vida e passado pelas águas do batismo, preenche
todos os requisitos indispensáveis para que participe da
Santa Ceia, pois através do batismo o pecador "entra"
na comunhão da Igreja, e pela Santa Ceia ele renova e
amadurece esta comunhão toda vez que participa dela.
• Todos estes passos são importantes vista a grande
responsabilidade que repousa sobre aquele que
participa da mesa do Senhor:
• “...porque o que come e bebe indignamente, come e
bebe para sua própria condenação, não discernindo
o corpo do senhor...” (I co 11.29).
• Note que a mesa do Senhor não salva, mas participar
dela indignamente condena! Discernir aqui significa
compreender, diferenciar o certo do errado ao tratar a
honra do corpo do Senhor.
• Ele é representado pela igreja, pois foi a ela que Ele
repartiu os seus dons.
2) Bem-vindo à Família.
• Se o(a) amado(a) irmão(ã) teve o inigualável privilégio
de conhecer a Jesus experimentando seu poder em sua
vida, só resta agora atender a exortação do apóstolo...
• "e agora, por que te demoras? levanta-te, recebe o
batismo e lava os teus pecados, invocando o nome
de Jesus“ (atos 22.16).
• ...e o Senhor nas pessoas do Pai, do Filho e do Espírito
Santo, juntamente com a "noiva" (que é a igreja), lhe
dão as boas-vindas à família de Deus.
• 3)- Como Membro da Igreja.
• Como estudamos aqui, batizando-se e ceando você
entra definitiva e legitimamente na comunhão da igreja e
à partir de então se torna beneficiário e beneficiado
responsável pela integridade, funcionamento e
manutenção dela, tanto no âmbito físico (como o prédio
e seus pertences) como no espiritual (orando e
consagrando-se em favor de seus ministros e
membros).
• Simultaneamente você passa a ser participante das
bênçãos de Deus, e se torna mais um dos muitos
instrumentos d’Ele para a conquista e a salvação dos
que ainda não conhecem o Caminho da Verdade (entre
os quais estão seus parentes e amigos!).
• Procure informar-se com os demais irmãos ou com o
ministério da sua igreja sobre as formas pelas quais
você pode contribuir nestas áreas.
• A igreja cumpre com os seus compromissos financeiros
através de ofertas e dízimos voluntários recolhidos de
acordo com os métodos escolhidos por seus dirigentes e
membros.
• Pergunte ao seu pastor ou dirigente, como você poderia
cumprir com o seu dever nesta área, pois nas igrejas as
arrecadações servem para a aquisição de literaturas
como folhetos, revistas para escola dominical, Bíblias
para evangelismo, utensílios das salas de aula e
recursos para visitas em hospitais, asilos e diversos
outros lugares.
• “...assim que já não sois estrangeiros, nem
forasteiros, mas concidadãos dos santos e da
família de deus..." (Ef 2.19)
4) O propósito da Santa Ceia.
•
• Iº Coríntios Cap. 11 v. 23 ao 25
•
• Ceia = Era um jantar. A segunda maior refeição do dia,
tomada no fim da tarde ou no começo da noite.
• Ceia antes de Cristo = (comer e beber juntos),
simbolizava uma refeição de aliança na qual as duas
partes tinham comunhão e prometiam lealdade uma a
outra. (Gn. 26 v. 28 a 30), (Gn. 31 v. 44 ao 46).
• A cerimônia da Santa Ceia foi instituída por Cristo na
noite em que foi traído. (Mt. 26 v. 26 ao 29).
• É uma ordem = (Iº Co. 11 v. 24 e 25).
• Houve naquele dia (02) duas ceias.
1º A Páscoa = Lembrança da saída do Egito. (Ex. 12).
2º Santa Ceia = Teve e tem 03 propósitos...
• No PASSADO = (Iº Co. 11 v. 25). Em memória de
mim. Lembrar do sofrimento e da morte de Cristo.
• No PRESENTE = (Iº Co. 11 v. 33). Esperai uns
pelos outros. Comunhão na Igreja, entre os irmãos.
• O Partir do Pão = (At. 02 v. 42), (Iº Co. 10 v. 16).
• Para dar graças = (Iº Co. 11 v. 20).
• No FUTURO = (Iº Co. 11 v. 26). Até que venha.
Glorificação da Igreja, a volta de Jesus.
• O Cálice = Recorda o Sangue de Cristo vertido na cruz
para nos salvar e purificar.
• O Pão = Recorda o Corpo de Cristo que se entregou por
nós, levou nossas dores e enfermidades.
• Não é sacramento.
• Também não é Transubstanciação (corpo e sangue
literal).
• Nós não cremos assim. Para nós é só simbólico.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Roteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum ano c
Roteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum   ano cRoteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum   ano c
Roteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Quaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximoQuaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximoBernadetecebs .
 
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal   ano cRoteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal   ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do domingo de ramos ano c
Roteiro homilético do domingo de ramos   ano cRoteiro homilético do domingo de ramos   ano c
Roteiro homilético do domingo de ramos ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma ano c (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma   ano c (1)Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma   ano c (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma ano c (1)José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do dia de finados ano c- 02.11.2013
Roteiro homilético do dia de finados   ano c- 02.11.2013Roteiro homilético do dia de finados   ano c- 02.11.2013
Roteiro homilético do dia de finados ano c- 02.11.2013José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do batismo do senhor ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor   ano cRoteiro homilético do batismo do senhor   ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
 Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil... Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...José Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano cJosé Luiz Silva Pinto
 
Roteiro homilético d sábado santo vigília pascal ano c
Roteiro homilético d sábado santo vigília pascal   ano cRoteiro homilético d sábado santo vigília pascal   ano c
Roteiro homilético d sábado santo vigília pascal ano cJosé Luiz Silva Pinto
 

Mais procurados (20)

Roteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum ano c
Roteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum   ano cRoteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum   ano c
Roteiro homilético do 10.º domingo dotempo comum ano c
 
C1224 tome sua_cruz
C1224 tome sua_cruzC1224 tome sua_cruz
C1224 tome sua_cruz
 
Quaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximoQuaresma momento de estender as mãos ao próximo
Quaresma momento de estender as mãos ao próximo
 
Bom pastor (1)
Bom pastor (1)Bom pastor (1)
Bom pastor (1)
 
C1218 o pao_da_vida
C1218 o pao_da_vidaC1218 o pao_da_vida
C1218 o pao_da_vida
 
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal   ano cRoteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal   ano c
Roteiro homilético do 4.º domingo do tempo pascal ano c
 
Roteiro homilético do domingo de ramos ano c
Roteiro homilético do domingo de ramos   ano cRoteiro homilético do domingo de ramos   ano c
Roteiro homilético do domingo de ramos ano c
 
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma ano c (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma   ano c (1)Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma   ano c (1)
Roteiro homilético do 3.º domingo da quaresma ano c (1)
 
O banquete
O banqueteO banquete
O banquete
 
Roteiro homilético do dia de finados ano c- 02.11.2013
Roteiro homilético do dia de finados   ano c- 02.11.2013Roteiro homilético do dia de finados   ano c- 02.11.2013
Roteiro homilético do dia de finados ano c- 02.11.2013
 
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
Roteiro homilético do domingo de ramos e da paixão do senhor – ano a – 13.04....
 
Roteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 9.º domingo do tempo comum ano c
 
Roteiro homilético do batismo do senhor ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor   ano cRoteiro homilético do batismo do senhor   ano c
Roteiro homilético do batismo do senhor ano c
 
C1229 partilha tua_fe
C1229 partilha tua_feC1229 partilha tua_fe
C1229 partilha tua_fe
 
A Ceia do Senhor
A Ceia do SenhorA Ceia do Senhor
A Ceia do Senhor
 
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
 Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil... Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
Formação paroquial para Ministros Extraordinários da Palavra - O que é homil...
 
P1208 pentecostes
P1208 pentecostesP1208 pentecostes
P1208 pentecostes
 
Agua Viva
Agua VivaAgua Viva
Agua Viva
 
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano cRoteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum   ano c
Roteiro homilético do 12.º domingo do tempo comum ano c
 
Roteiro homilético d sábado santo vigília pascal ano c
Roteiro homilético d sábado santo vigília pascal   ano cRoteiro homilético d sábado santo vigília pascal   ano c
Roteiro homilético d sábado santo vigília pascal ano c
 

Destaque

Discipulado intensivo
Discipulado intensivoDiscipulado intensivo
Discipulado intensivoLuiz Neto
 
Para que serve o batismo
Para que serve o batismoPara que serve o batismo
Para que serve o batismoPaulo Martins
 
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestreJoel Silva
 
Expressão lição-03 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-03 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-03 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-03 2016 - 2ºtrimestreJoel Silva
 
Expressão lição-05 2016 2ºtrimestre
Expressão   lição-05 2016 2ºtrimestreExpressão   lição-05 2016 2ºtrimestre
Expressão lição-05 2016 2ºtrimestreJoel Silva
 
Expressão lição-08 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-08 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-08 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-08 2016 - 2ºtrimestreJoel Silva
 
Expressão lição-02 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-02 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-02 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-02 2016 - 2ºtrimestreJoel Silva
 
2º módulo 4ª aula
2º módulo   4ª aula2º módulo   4ª aula
2º módulo 4ª aulaJoel Silva
 
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestreJoel Silva
 
Expressão lição-06 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-06 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-06 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-06 2016 - 2ºtrimestreJoel Silva
 
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão   lição-09 2016 2ºtrimestreExpressão   lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestreJoel Silva
 
Expressão lição-07 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-07 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-07 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-07 2016 - 2ºtrimestreJoel Silva
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipuladoRuy Naziazeno
 
As faces do discipulado
As faces do discipuladoAs faces do discipulado
As faces do discipuladoSidinei Kauer
 
Discipulado, lugar de treinamento
Discipulado, lugar de treinamentoDiscipulado, lugar de treinamento
Discipulado, lugar de treinamentoSidinei Kauer
 
Sermão o andar do cristão
Sermão  o andar do cristãoSermão  o andar do cristão
Sermão o andar do cristãoJoel Silva
 
1º módulo 1ª aula
1º módulo   1ª aula1º módulo   1ª aula
1º módulo 1ª aulaJoel Silva
 
Melquisedeque abençoa Abraão
Melquisedeque abençoa AbraãoMelquisedeque abençoa Abraão
Melquisedeque abençoa AbraãoAilton da Silva
 

Destaque (20)

Batismo nas águas
Batismo nas águasBatismo nas águas
Batismo nas águas
 
Discipulado intensivo
Discipulado intensivoDiscipulado intensivo
Discipulado intensivo
 
Para que serve o batismo
Para que serve o batismoPara que serve o batismo
Para que serve o batismo
 
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-01 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-01 2016 - 2ºtrimestre
 
Expressão lição-03 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-03 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-03 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-03 2016 - 2ºtrimestre
 
Expressão lição-05 2016 2ºtrimestre
Expressão   lição-05 2016 2ºtrimestreExpressão   lição-05 2016 2ºtrimestre
Expressão lição-05 2016 2ºtrimestre
 
Expressão lição-08 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-08 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-08 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-08 2016 - 2ºtrimestre
 
Expressão lição-02 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-02 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-02 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-02 2016 - 2ºtrimestre
 
2º módulo 4ª aula
2º módulo   4ª aula2º módulo   4ª aula
2º módulo 4ª aula
 
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-04 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-04 2016 - 2ºtrimestre
 
Expressão lição-06 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-06 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-06 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-06 2016 - 2ºtrimestre
 
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão   lição-09 2016 2ºtrimestreExpressão   lição-09 2016 2ºtrimestre
Expressão lição-09 2016 2ºtrimestre
 
Expressão lição-07 2016 - 2ºtrimestre
Expressão   lição-07 2016 - 2ºtrimestreExpressão   lição-07 2016 - 2ºtrimestre
Expressão lição-07 2016 - 2ºtrimestre
 
A importância do discipulado
A importância do discipuladoA importância do discipulado
A importância do discipulado
 
As faces do discipulado
As faces do discipuladoAs faces do discipulado
As faces do discipulado
 
Discipulado, lugar de treinamento
Discipulado, lugar de treinamentoDiscipulado, lugar de treinamento
Discipulado, lugar de treinamento
 
Sermão o andar do cristão
Sermão  o andar do cristãoSermão  o andar do cristão
Sermão o andar do cristão
 
1º módulo 1ª aula
1º módulo   1ª aula1º módulo   1ª aula
1º módulo 1ª aula
 
O que é Discipulado
O que é DiscipuladoO que é Discipulado
O que é Discipulado
 
Melquisedeque abençoa Abraão
Melquisedeque abençoa AbraãoMelquisedeque abençoa Abraão
Melquisedeque abençoa Abraão
 

Semelhante a 4º módulo 3ª aula

Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?Noimix
 
Vamos a igreja para participar da santa missa
Vamos a igreja para participar da santa missaVamos a igreja para participar da santa missa
Vamos a igreja para participar da santa missaSITEclarissasmarilia
 
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015Joel de Oliveira
 
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015Joel Oliveira
 
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todosLivreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todosBernadetecebs .
 
Santa ceia a igreja esta fazendo isso errado!
Santa ceia   a igreja esta fazendo isso errado!Santa ceia   a igreja esta fazendo isso errado!
Santa ceia a igreja esta fazendo isso errado!Alessandro Dias
 
Subsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Subsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPSubsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Subsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPBernadetecebs .
 
Boletim Informativo ADIG / Setembro
Boletim Informativo ADIG / SetembroBoletim Informativo ADIG / Setembro
Boletim Informativo ADIG / Setembrosaulog3
 
A missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa franciscoA missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa franciscoFábio Vasconcelos
 
Lição 10 - A Ceia do Senhor - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptx
Lição 10 - A Ceia do Senhor  - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptxLição 10 - A Ceia do Senhor  - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptx
Lição 10 - A Ceia do Senhor - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptxTiagoCarpesDoNascime
 
Lição 5 - A mordomia da igreja
Lição 5 - A mordomia da igrejaLição 5 - A mordomia da igreja
Lição 5 - A mordomia da igrejaMarina de Morais
 
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 3722011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372Paulo Dias Nogueira
 
Slide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxSlide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxvinicius252017
 
Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)
Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)
Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)Jornal Santuário de Aparecida
 
A Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º Intereclesial
A Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º IntereclesialA Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º Intereclesial
A Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º IntereclesialBernadetecebs .
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPastor Natalino Das Neves
 

Semelhante a 4º módulo 3ª aula (20)

Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?Porque ser membro de uma igreja?
Porque ser membro de uma igreja?
 
Vamos a igreja para participar da santa missa
Vamos a igreja para participar da santa missaVamos a igreja para participar da santa missa
Vamos a igreja para participar da santa missa
 
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015
 
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015Juvenis   lição 13 - 2° trimestre 2015
Juvenis lição 13 - 2° trimestre 2015
 
Ecovida
Ecovida  Ecovida
Ecovida
 
Sermão comunhão
Sermão comunhãoSermão comunhão
Sermão comunhão
 
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todosLivreto CEBs  - Comunidade:  Igreja de todos e para todos
Livreto CEBs - Comunidade: Igreja de todos e para todos
 
Santa ceia a igreja esta fazendo isso errado!
Santa ceia   a igreja esta fazendo isso errado!Santa ceia   a igreja esta fazendo isso errado!
Santa ceia a igreja esta fazendo isso errado!
 
Boletim itaberaba 03.04.2016
Boletim itaberaba 03.04.2016Boletim itaberaba 03.04.2016
Boletim itaberaba 03.04.2016
 
Subsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Subsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SPSubsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
Subsídio das CEBs - Diocese de São José dos Campos - SP
 
Boletim Informativo ADIG / Setembro
Boletim Informativo ADIG / SetembroBoletim Informativo ADIG / Setembro
Boletim Informativo ADIG / Setembro
 
A missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa franciscoA missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa francisco
 
Lição 10 - A Ceia do Senhor - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptx
Lição 10 - A Ceia do Senhor  - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptxLição 10 - A Ceia do Senhor  - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptx
Lição 10 - A Ceia do Senhor - A Segunda Ordenança da Igreja(COM ANIMAÇÃO).pptx
 
Lição 5 - A mordomia da igreja
Lição 5 - A mordomia da igrejaLição 5 - A mordomia da igreja
Lição 5 - A mordomia da igreja
 
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 3722011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
2011 03 13 - Boletim Mensageiro 372
 
Slide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptxSlide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
Slide Licao 10 - 1T - 2024 - CPAD ADULTOS - Quadrado.pptx
 
Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)
Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)
Mensagem aos Presbíteros do Brasil – “Santificado seja o vosso nome” (Mt 6,9)
 
Escola bíblica dominical
Escola bíblica dominicalEscola bíblica dominical
Escola bíblica dominical
 
A Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º Intereclesial
A Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º IntereclesialA Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º Intereclesial
A Palavra de Deus na Vida do Povo - Rumo ao 13º Intereclesial
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 8 -  A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 8 - A IMPUREZA DA IGREJA DE CORINTO
 

Mais de Joel Silva

Seguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzSeguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzJoel Silva
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Joel Silva
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Joel Silva
 
A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeJoel Silva
 

Mais de Joel Silva (20)

Seguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruzSeguir a cristo é carregar a cruz
Seguir a cristo é carregar a cruz
 
Colossences 4
Colossences 4Colossences 4
Colossences 4
 
Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)Colossences 3 (parte 3)
Colossences 3 (parte 3)
 
Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)Colossences 3 (parte 2)
Colossences 3 (parte 2)
 
Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)Colossences 3 (parte 1)
Colossences 3 (parte 1)
 
Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)Colossences 2 (parte 3)
Colossences 2 (parte 3)
 
Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)Colossences 2 (parte 2)
Colossences 2 (parte 2)
 
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
Colossences 1 (parte 05) e cap. 02 (parte 01)
 
Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)Colossences 1 (parte 4)
Colossences 1 (parte 4)
 
Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)Colossences 1 (parte 3)
Colossences 1 (parte 3)
 
Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)Colossences 1 (parte 2)
Colossences 1 (parte 2)
 
Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)Colossences 1 (parte 1)
Colossences 1 (parte 1)
 
Ansiedade
AnsiedadeAnsiedade
Ansiedade
 
A bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidadeA bíblia e a homossexualidade
A bíblia e a homossexualidade
 
Romanos 16
Romanos   16Romanos   16
Romanos 16
 
Romanos 15
Romanos   15Romanos   15
Romanos 15
 
Romanos 14
Romanos   14Romanos   14
Romanos 14
 
Romanos 13
Romanos   13Romanos   13
Romanos 13
 
Romanos 13
Romanos   13Romanos   13
Romanos 13
 
Romanos 12
Romanos   12Romanos   12
Romanos 12
 

Último

Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 

Último (12)

Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 

4º módulo 3ª aula

  • 1.
  • 2. • Santa Ceia. • Como deve ser o «pão» da Santa Ceia que representa o Corpo Santo de Nosso Senhor Jesus, com fermento ou sem fermento (asmo)? • Este é um dos nossos principais assuntos. • O assunto em foco tem como objetivo, desmascarar (e ao mesmo tempo ensinar) a idéia enganosa de muitos que dizem que o «pão da Santa Ceia» não precisa ser necessariamente “sem fermento”. • Porém, vamos provar ao contrário, por fundamentos bíblicos, como também de forma lógica e coerente que, a Santa Ceia deve ser com “pão asmo”.
  • 3. • Na verdade, o uso sobre o tipo de pão que dever ser comido na Santa Ceia, não tem sido a preocupação da maioria dos cristãos atuais. • Entretanto, é bom ressaltar que, por causa dessa ignorância, a Igreja perde aos poucos a sua identidade. • Para àqueles que não sabem; dizemos, há uma mui grande diferença entre uma Santa Ceia celebrada com «pão fermentado» e a outra celebrada com «pão sem fermento»!
  • 4. 1) Santa Ceia e a Mesa do Senhor. • O batismo é tido como a primeira das duas grandes ordenanças da Palavra de Deus para a Igreja, a segunda é a Santa Ceia. • Enquanto a primeira estabelece, a segunda preserva e renova o cristão na comunhão com Cristo e com sua Igreja.
  • 5. • NOTA: • Qualquer pessoa que tenha tido uma experiência legítima com Deus, tenha se arrependido, confessado os seus pecados, convertido seus caminhos para uma nova vida e passado pelas águas do batismo, preenche todos os requisitos indispensáveis para que participe da Santa Ceia, pois através do batismo o pecador "entra" na comunhão da Igreja, e pela Santa Ceia ele renova e amadurece esta comunhão toda vez que participa dela.
  • 6. • Todos estes passos são importantes vista a grande responsabilidade que repousa sobre aquele que participa da mesa do Senhor: • “...porque o que come e bebe indignamente, come e bebe para sua própria condenação, não discernindo o corpo do senhor...” (I co 11.29). • Note que a mesa do Senhor não salva, mas participar dela indignamente condena! Discernir aqui significa compreender, diferenciar o certo do errado ao tratar a honra do corpo do Senhor. • Ele é representado pela igreja, pois foi a ela que Ele repartiu os seus dons.
  • 7. 2) Bem-vindo à Família. • Se o(a) amado(a) irmão(ã) teve o inigualável privilégio de conhecer a Jesus experimentando seu poder em sua vida, só resta agora atender a exortação do apóstolo... • "e agora, por que te demoras? levanta-te, recebe o batismo e lava os teus pecados, invocando o nome de Jesus“ (atos 22.16). • ...e o Senhor nas pessoas do Pai, do Filho e do Espírito Santo, juntamente com a "noiva" (que é a igreja), lhe dão as boas-vindas à família de Deus.
  • 8. • 3)- Como Membro da Igreja. • Como estudamos aqui, batizando-se e ceando você entra definitiva e legitimamente na comunhão da igreja e à partir de então se torna beneficiário e beneficiado responsável pela integridade, funcionamento e manutenção dela, tanto no âmbito físico (como o prédio e seus pertences) como no espiritual (orando e consagrando-se em favor de seus ministros e membros). • Simultaneamente você passa a ser participante das bênçãos de Deus, e se torna mais um dos muitos instrumentos d’Ele para a conquista e a salvação dos que ainda não conhecem o Caminho da Verdade (entre os quais estão seus parentes e amigos!).
  • 9. • Procure informar-se com os demais irmãos ou com o ministério da sua igreja sobre as formas pelas quais você pode contribuir nestas áreas. • A igreja cumpre com os seus compromissos financeiros através de ofertas e dízimos voluntários recolhidos de acordo com os métodos escolhidos por seus dirigentes e membros. • Pergunte ao seu pastor ou dirigente, como você poderia cumprir com o seu dever nesta área, pois nas igrejas as arrecadações servem para a aquisição de literaturas como folhetos, revistas para escola dominical, Bíblias para evangelismo, utensílios das salas de aula e recursos para visitas em hospitais, asilos e diversos outros lugares.
  • 10. • “...assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos santos e da família de deus..." (Ef 2.19)
  • 11. 4) O propósito da Santa Ceia. • • Iº Coríntios Cap. 11 v. 23 ao 25 • • Ceia = Era um jantar. A segunda maior refeição do dia, tomada no fim da tarde ou no começo da noite. • Ceia antes de Cristo = (comer e beber juntos), simbolizava uma refeição de aliança na qual as duas partes tinham comunhão e prometiam lealdade uma a outra. (Gn. 26 v. 28 a 30), (Gn. 31 v. 44 ao 46). • A cerimônia da Santa Ceia foi instituída por Cristo na noite em que foi traído. (Mt. 26 v. 26 ao 29). • É uma ordem = (Iº Co. 11 v. 24 e 25). • Houve naquele dia (02) duas ceias.
  • 12. 1º A Páscoa = Lembrança da saída do Egito. (Ex. 12). 2º Santa Ceia = Teve e tem 03 propósitos... • No PASSADO = (Iº Co. 11 v. 25). Em memória de mim. Lembrar do sofrimento e da morte de Cristo. • No PRESENTE = (Iº Co. 11 v. 33). Esperai uns pelos outros. Comunhão na Igreja, entre os irmãos. • O Partir do Pão = (At. 02 v. 42), (Iº Co. 10 v. 16). • Para dar graças = (Iº Co. 11 v. 20). • No FUTURO = (Iº Co. 11 v. 26). Até que venha. Glorificação da Igreja, a volta de Jesus.
  • 13. • O Cálice = Recorda o Sangue de Cristo vertido na cruz para nos salvar e purificar. • O Pão = Recorda o Corpo de Cristo que se entregou por nós, levou nossas dores e enfermidades. • Não é sacramento. • Também não é Transubstanciação (corpo e sangue literal). • Nós não cremos assim. Para nós é só simbólico.