SlideShare uma empresa Scribd logo
Fernandes, D.L.; Lima, L.M.L.; Souza, M.W.R.; Melo, P. C. ;Teodoro, R.E.F.; Luz, J.M.Q.; Carvalho, J.O.M.
Utilização de substratos orgânicos na produção de pimentão, sob diferentes lâminas de irrigação
Horticultura Brasileira, v. 20, n.2, julho, 2002. Suplemento 2.
Utilização de substratos orgânicos na produção de pimentão, sob
diferentes lâminas de irrigação.
Diomar L. Fernandes1
; Lais Mary L. de Lima1
; Marcelo W. R. de Souza1
; Paulo C. de
Melo1
; Reges E. F. Teodoro1
; José M. Q. Luz1
; José O. M. de Carvalho
1
Instituto de Ciências Agrárias – Universidade Federal de Uberlândia - C. Postal 593,CEP 38400-734
Uberlândia- MG E-mail- laismary@zipmail.com.br
RESUMO
O objetivo deste ensaio foi avaliar o efeito de quatro substratos associados com três
diferentes lâminas de irrigação sobre o crescimento vegetativo e reprodutivo de plantas de
pimentão(Capisicum annuum.L), cultivar All Big. O experimento foi conduzido em vaso de
5L, ao ar livre, na área Experimental da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), no
período de Agosto a Dezembro de 2001. O delineamento experimental foi de blocos
casualizados com 4 repetições. Os tratamentos foram: T1- 5,7g de Lithothamnium calcarium
(LC), testemunha; T2- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3 kg de Esterco de Vaca; T3-
5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Húmus de Minhoca e T4- 5,7g de
Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Cama de Frango, associados com 70%, 100% e 130%
da evaporação do Tanque Classe “A”. O tratamento T3-(5,7g de Litothithamnium calcarium +
1,3kg de Húmus de Minhoca) promoveu aumentos de massa seca de folhas, massa seca
total, no número de frutos e peso de frutos por planta. Enquanto que as lâminas de irrigação
não influenciaram as variáveis estudadas.
Palavras- chave: Capisicum annuum, húmus, Lithothamnium calcareum.
ABSTRACT
Use of organic substrata in the production of pepper, under different irrigation depths
The objective this research was to evaluate the effect of four substrata associated with three
different irrigation depths on the vegetative and reproductive growth of All Big pepper variety.
The experiment was conduct outdoors in vase of 5L, in the Experimental area of the Federal
University of Uberlândia (UFU), in the period of August to December of 2001. The
experimental design was randomised blocks with 4 samples. The treatments were: T1 – 5.7g
of Lithothamnium calcarium (LC), control; T2 – 5.7g of Litothithamnium calcarium + 1.3 kg of
Manure of Cow; T3 – 5.7g of Litothithamnium calcarium + 1.3kg of earthworm humus and T4
– 5.7g of Litothithamnium calcarium + 1.3kg of Bed of Chicken, associated with 70%, 100%
and 130% of the evaporation of the “Class A" tank. The treatment T3-(5.7g of
Litothithamnium calcarium + 1.3kg of earthworm humus) it promoted increases of dry mass of
leaves, mass evaporates total, in the number of fruits and weight of fruits for plant. While the
irrigation depths didn't influence the studied variables.
Keywords: Capisicum annuum, humus, Lithothamnium calcareum.
O pimentão (Capsicum annuum L.) é uma planta bastante exigente nas
características químicas e físicas do solo, com boa resposta à adubação orgânica, sendo
que as maiores produtividades são obtidas através da combinação de adubos orgânicos e
minerais (Horino et al., 1986; Souza, et al., 1991). A aplicação de adubos e corretivos na
cultura do pimentão é uma prática agrícola onerosa que representa em média 23,4% do
custo de produção (Ribeiro et al, 2000). Sendo assim, a utilização de compostos orgânicos
associados à adequada utilização de água para irrigação apresenta-se como alternativa
promissora capaz de reduzir as quantidades de fertilizantes químicos aplicados e lâminas de
irrigação necessárias para a cultura. O papel químico atribuído ao Lithothamnium calcarium
é que permite retificar o pH dos solos ácidos a fim de melhorar a assimilação dos elementos
nutritivos e atividade biológica. Apresenta, ainda, solubilidade 4 vezes mais rápida que os
carbonatos tradicionais comercializados e mantém os íons fosfóricos sobre o complexo
argilo-úmico por um ponto cálcico, forma assimilável pelas plantas, além de liberar N, P e K
que se encontram disponíveis no solo (Lopez-Benito, 1963). Já o fornecimento de água é
feito de maneira muito empírica, sendo que a quantidade de água benéfica para as plantas
tem limites definitivos, quando em excesso ou em déficit são prejudiciais às plantas
(Rodrigues & Goto, 2000). Para o manejo adequado de irrigação, faz necessário um controle
diário da umidade do solo e/ou da evapotranspiração, durante todo o ciclo da planta.
O objetivo desse ensaio foi avaliar diferentes substratos orgânicos no crescimento
vegetativo e reprodutivo de plantas de pimentão, sob diferentes lâminas de irrigação.
MATERIAL E MÉTODOS
O experimento foi realizado na área experimental da Universidade Federal de
Uberlândia-UFU, no período de Agosto a Dezembro de 2001. Sementes do cultivar All Big
foram semeadas no dia 16.08.2001, após 40 dias foram transplantadas para vasos de 5L,
contendo 3,7kg de solo, acrescentando-se os seguintes tratamentos: T1- 5,7g de
Lithothamnium calcarium (LC), testemunha; T2- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg
de Esterco de Vaca; T3- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Húmus de Minhoca e
T4- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Cama de Frango, associados com 70%,
100% e 130% da evaporação do Tanque Classe “A”. As lâminas de irrigação iniciaram a
partir de 08.11.2001, antes desse período os vasos receberam uma irrigação diária de 100%
de ECA. Utilizou-se o delineamento blocos casualizados, com 4 repetições. Após 120 dias
do transplante das mudas, foram avaliadas as seguintes características: massa seca de raiz
(MSR), massa seca de caule (MSC), massa seca de folhas (MSF), número de frutos(NF) e
peso de frutos (PF) por planta.
RESULTADOS E DISCUSSÃO
Verificou-se que houve efeito de substrato sobre número de frutos, peso de frutos,,
massa seca de folhas e massa seca total (Tabela 1); enquanto que a aplicação de lâminas
de irrigação não causou nenhum efeito sobre as variáveis estudadas, deve-se ressaltar que
durante o período que foram aplicadas as lâminas de irrigação, ocorreu um total de 275,2
mm de chuva, contra 82,06mm, 100,02mm, e 122,32mm de água aplicada para os
tratamentos de 70, 100, e 130%, respectivamente, da ECA. Observou-se que o tratamento
T3 (5.7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Húmus de Minhoca) proporcionou
aumento do número de frutos, peso de frutos,massa seca de folhas e massa seca total em
plantas de pimentão, após 120 dias do transplante (Tabela 2).
Tabela 1. Análise de variância para número de frutos (NF), peso de frutos (PF), massa seca
raiz (MSR), massa seca de caule (MSC), massa seca de folha (MSF) e massa
seca total (MST). Uberlândia-MG.2001.
Fator de variação GL Quadrado médio
N Fruto P. Fruto MSR MSC MSF MST
Substrato (S) 3 12,18* 44359,76* 223,90ns 19,70ns 61,02* 714,70*
Lâminas (L) 2 3,58ns 18312,34ns 31,83ns 12,79ns 18,37ns 134,51ns
(S x L) 6 2,16ns 18245,10* 490,36ns 18,50ns 10,35ns 677,74*
Resíduo 36 1,4 6613,68 124,32 14,96 11,05 179,39
Total 47
Média 1,72 115,14 23,75 13,71 14,51 51,98
C.V (%) 68,66 70,63 46,93 28,19 22,89 25,76
* Significativo a nível de 5% de probabilidade ns- Não significativo a nível de 5% de probabilidade
Tabela 2. Número de frutos, massa seca de folhas e massa seca total sob diferentes
substratos, após 120 dias do transplante. Uberlândia, 2001
Substrato N Fruto P Fruto MSF MST
Litotanio + Humus 3,00 a 181,76a 15,37ab 51,66ab
Litotanio + cama frango 2,00 ab 145,07ab 17.37a 62,17a
Litotanio 1,25 bc 90,26bc 11,88b 43,45b
Litotanio + esterco 0,66 c 43,46c 13,67ab 50,63ab
Médias seguidas da mesma letra na coluna, não diferem entre si, a 5% de probabilidade, pelo teste Tukey.
Conclui-se que a adição de Lithothamnium calcareum mais húmus de minhoca
promoveu aumentos significativos sobre o crescimento e desenvolvimento de plantas de
pimentão, porém não se observou efeito de lâminas de irrigação sobre as variáveis
analisadas.
LITERATURA CITADA
HORINO, Y.; LIMA, J.A.; CORDEIRO, C.M.T.; ROSSI, P.E. Influência de matéria orgânica e
níveis de fósforo na produção de pimentão. Horticultura Brasileira, Brasília, v.4, n.1,
p.58.1986.
LOPEZ-BENITO, M. Estudio de la composición química del Lithothamnium calcareum
(Aresch) y su aplicación como corrector de terrenos de cultivo. Inv. Pesq., v.23, p.53-70. Jun.
1963.
RIBEIRO, L.G.; LOPES, J.C.; MARTINS, S.F.; RAMALHO, S.S. Adubação orgânica na
produção de pimentão. Horticultura Brasileira, Brasília, v.18, n.2, p.134.2000
RODRIGUES, S.D.; GOTO, R. Lâminas de água e diferentes coberturas de solo
influenciando na produção do pimentão em ambiente protegido. Horticultura Brasileira,
Brasília, v.18, p.240.2000
SOUZA, W.P.; BRUNO, G.B. Efeito da adubação organomineral sobre a produção de
pimentão. Horticultura Brasileira, Brasília, v.9, n.1, p.60. 1991.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Custos .... a produção de hortaliças
Custos .... a produção de hortaliçasCustos .... a produção de hortaliças
Custos .... a produção de hortaliças
Jardênia Rodrigues
 
Fungos micorrízicos
Fungos micorrízicosFungos micorrízicos
Fungos micorrízicos
Daniele .J.Ferreira
 
Aplicação Agrogel na Cultura do Eucalipto
Aplicação Agrogel na Cultura do EucaliptoAplicação Agrogel na Cultura do Eucalipto
Aplicação Agrogel na Cultura do Eucalipto
Adriani Santinni Costa Santos
 
Aplicação agrogel eucalipto'
Aplicação agrogel eucalipto'Aplicação agrogel eucalipto'
Aplicação agrogel eucalipto'
Adriani Santinni Costa Santos
 
Teor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdes
Teor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdesTeor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdes
Teor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdes
Jose Carvalho
 
Hidroponia coentro
Hidroponia coentroHidroponia coentro
Hidroponia coentro
pw8cf
 
Teor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondônia
Teor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondôniaTeor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondônia
Teor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondônia
Jose Carvalho
 
DOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
DOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLADOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
DOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
Paulo Antonio de Souza Gonçalves
 
Fertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveira
Fertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveiraFertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveira
Fertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveira
Agricultura Sao Paulo
 
Artigo bioterra v16_n2_08
Artigo bioterra v16_n2_08Artigo bioterra v16_n2_08
Artigo bioterra v16_n2_08
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Apresentação alho
Apresentação alhoApresentação alho
Apresentação alho
Julieme Uepb
 
Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.
Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.
Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.
Jose Carvalho
 
Artigo bioterra v21_n2_03
Artigo bioterra v21_n2_03Artigo bioterra v21_n2_03
Artigo bioterra v21_n2_03
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Projeto - Produção de cebola
Projeto - Produção de cebolaProjeto - Produção de cebola
Projeto - Produção de cebola
Cleuzenir Da Silva Delorto
 
4 microbiota na soja
4 microbiota na soja4 microbiota na soja
4 microbiota na soja
Geancarlo Ribeiro
 
Artigo bioterra v16_n2_05
Artigo bioterra v16_n2_05Artigo bioterra v16_n2_05
Artigo bioterra v16_n2_05
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Artigo bioterra v1_n1_2019_08
Artigo bioterra v1_n1_2019_08Artigo bioterra v1_n1_2019_08
Artigo bioterra v1_n1_2019_08
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Calagem e Adubação da Cebola
Calagem e Adubação da CebolaCalagem e Adubação da Cebola
Calagem e Adubação da Cebola
Rural Pecuária
 
EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...
EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...
EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...
Paulo Antonio de Souza Gonçalves
 

Mais procurados (19)

Custos .... a produção de hortaliças
Custos .... a produção de hortaliçasCustos .... a produção de hortaliças
Custos .... a produção de hortaliças
 
Fungos micorrízicos
Fungos micorrízicosFungos micorrízicos
Fungos micorrízicos
 
Aplicação Agrogel na Cultura do Eucalipto
Aplicação Agrogel na Cultura do EucaliptoAplicação Agrogel na Cultura do Eucalipto
Aplicação Agrogel na Cultura do Eucalipto
 
Aplicação agrogel eucalipto'
Aplicação agrogel eucalipto'Aplicação agrogel eucalipto'
Aplicação agrogel eucalipto'
 
Teor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdes
Teor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdesTeor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdes
Teor de macronutrientes em plantas utilizadas como adubos verdes
 
Hidroponia coentro
Hidroponia coentroHidroponia coentro
Hidroponia coentro
 
Teor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondônia
Teor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondôniaTeor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondônia
Teor de macronutrientes e produção de biomassa de adubos verdes em rondônia
 
DOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
DOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLADOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
DOSES DE UM COMPLEXO DE ANTAGONISTAS NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
 
Fertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveira
Fertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveiraFertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveira
Fertilizantes e substratos na produção de mudas de oliveira
 
Artigo bioterra v16_n2_08
Artigo bioterra v16_n2_08Artigo bioterra v16_n2_08
Artigo bioterra v16_n2_08
 
Apresentação alho
Apresentação alhoApresentação alho
Apresentação alho
 
Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.
Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.
Efeito da adubação verde sobre o crescimento de kalanchoe pinnata (LAM.) PERS.
 
Artigo bioterra v21_n2_03
Artigo bioterra v21_n2_03Artigo bioterra v21_n2_03
Artigo bioterra v21_n2_03
 
Projeto - Produção de cebola
Projeto - Produção de cebolaProjeto - Produção de cebola
Projeto - Produção de cebola
 
4 microbiota na soja
4 microbiota na soja4 microbiota na soja
4 microbiota na soja
 
Artigo bioterra v16_n2_05
Artigo bioterra v16_n2_05Artigo bioterra v16_n2_05
Artigo bioterra v16_n2_05
 
Artigo bioterra v1_n1_2019_08
Artigo bioterra v1_n1_2019_08Artigo bioterra v1_n1_2019_08
Artigo bioterra v1_n1_2019_08
 
Calagem e Adubação da Cebola
Calagem e Adubação da CebolaCalagem e Adubação da Cebola
Calagem e Adubação da Cebola
 
EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...
EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...
EFEITO DA PULVERIZAÇÃO FOLIAR DE NUTRIENTES NO MANEJO FITOSSANITÁRIO E NA PRO...
 

Destaque

Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...
Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...
Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...
Jose Carvalho
 
Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...
Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...
Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...
Jose Carvalho
 
O cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MG
O cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MGO cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MG
O cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MG
Jose Carvalho
 
Produção de minicenouras não processadas em função de diferentes
Produção de minicenouras não processadas em função de diferentesProdução de minicenouras não processadas em função de diferentes
Produção de minicenouras não processadas em função de diferentes
Jose Carvalho
 
Produtividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oeste
Produtividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oesteProdutividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oeste
Produtividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oeste
Jose Carvalho
 
Avaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonico
Avaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonicoAvaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonico
Avaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonico
Jose Carvalho
 
Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...
Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...
Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...
Jose Carvalho
 
Proyectogestióncultural 2011
Proyectogestióncultural   2011Proyectogestióncultural   2011
Proyectogestióncultural 2011
dheemian
 
AMOR
AMORAMOR
Sochi pptx
Sochi pptxSochi pptx
Sochi pptx
Chelsea Lee
 
7mo que es slideshared
7mo que es slideshared7mo que es slideshared
7mo que es slideshared
marvinlujan
 
Adjetivos determinados
Adjetivos determinadosAdjetivos determinados
Adjetivos determinados
Aldo Alejandro Hernandez Garza
 
6to trabajo como hacer un cuento
6to trabajo como hacer un cuento6to trabajo como hacer un cuento
6to trabajo como hacer un cuento
marvinlujan
 
Tecnología y industria.
Tecnología  y industria.Tecnología  y industria.
Tecnología y industria.
Angelittalinda
 
Valores humanos
Valores humanos Valores humanos
Valores humanos
belyta105
 
Metodologia de investigación
Metodologia de investigaciónMetodologia de investigación
Metodologia de investigación
svasquez24
 
Organización pis primer y segundo periodos 2014
Organización pis primer y segundo periodos 2014Organización pis primer y segundo periodos 2014
Organización pis primer y segundo periodos 2014
dheemian
 
Auditoria
Auditoria Auditoria
Auditoria
Princesita_Bonita
 
5to trabajo cuento
5to trabajo cuento5to trabajo cuento
5to trabajo cuento
marvinlujan
 

Destaque (20)

Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...
Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...
Parâmetros genéticos para germinação de sementes e produção de raízes de ceno...
 
Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...
Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...
Produçao de mudas de café em função de diferentes lâminas de irrigação e dose...
 
O cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MG
O cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MGO cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MG
O cultivo protegido de hortaliças em uberlândia-MG
 
Produção de minicenouras não processadas em função de diferentes
Produção de minicenouras não processadas em função de diferentesProdução de minicenouras não processadas em função de diferentes
Produção de minicenouras não processadas em função de diferentes
 
Produtividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oeste
Produtividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oesteProdutividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oeste
Produtividade de clones de mandioca no município de machadinho d'oeste
 
Avaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonico
Avaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonicoAvaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonico
Avaliaçao de genotipos de cenoura na regiao de cerrado pre amazonico
 
Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...
Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...
Seleção de famílias de tomateiro para processamento nos sistemas pivô central...
 
Proyectogestióncultural 2011
Proyectogestióncultural   2011Proyectogestióncultural   2011
Proyectogestióncultural 2011
 
AMOR
AMORAMOR
AMOR
 
Sochi pptx
Sochi pptxSochi pptx
Sochi pptx
 
7mo que es slideshared
7mo que es slideshared7mo que es slideshared
7mo que es slideshared
 
Adjetivos determinados
Adjetivos determinadosAdjetivos determinados
Adjetivos determinados
 
6to trabajo como hacer un cuento
6to trabajo como hacer un cuento6to trabajo como hacer un cuento
6to trabajo como hacer un cuento
 
Tecnología y industria.
Tecnología  y industria.Tecnología  y industria.
Tecnología y industria.
 
Valores humanos
Valores humanos Valores humanos
Valores humanos
 
Metodologia de investigación
Metodologia de investigaciónMetodologia de investigación
Metodologia de investigación
 
Presentación cmc
Presentación cmcPresentación cmc
Presentación cmc
 
Organización pis primer y segundo periodos 2014
Organización pis primer y segundo periodos 2014Organización pis primer y segundo periodos 2014
Organización pis primer y segundo periodos 2014
 
Auditoria
Auditoria Auditoria
Auditoria
 
5to trabajo cuento
5to trabajo cuento5to trabajo cuento
5to trabajo cuento
 

Semelhante a Utilização de substratos orgânicos na produção de pimentão, sob

COMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
COMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLACOMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
COMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
Paulo Antonio de Souza Gonçalves
 
ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.
ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.
ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.
Paulo Antonio de Souza Gonçalves
 
1234 5109-1-pb (1)
1234 5109-1-pb (1)1234 5109-1-pb (1)
1234 5109-1-pb (1)
Lucas Ferreira
 
3
33
Ações dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdf
Ações dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdfAções dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdf
Ações dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdf
Anny81834
 
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verdeAplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
arturbonilha mendes
 
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verdeAplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
arturbonilha mendes
 
Experimento soja
Experimento sojaExperimento soja
Experimento soja
Rogger Wins
 
Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...
Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...
Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...
Renata Araújo
 
PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...
PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...
PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...
Rural Pecuária
 
ceita_edr_me_jabo.pdf
ceita_edr_me_jabo.pdfceita_edr_me_jabo.pdf
ceita_edr_me_jabo.pdf
PatriciaFerreiradaSi9
 
11628 37607-1-pb
11628 37607-1-pb11628 37607-1-pb
11628 37607-1-pb
Bruno Rodrigues
 
ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...
ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...
ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...
Armindo Rosa
 
Artigo bioterra v1_n1_2019_03
Artigo bioterra v1_n1_2019_03Artigo bioterra v1_n1_2019_03
Artigo bioterra v1_n1_2019_03
Universidade Federal de Sergipe - UFS
 
Slide qualificação cultivo de pimentão (1).pptx
Slide qualificação cultivo de pimentão (1).pptxSlide qualificação cultivo de pimentão (1).pptx
Slide qualificação cultivo de pimentão (1).pptx
WandercleysonSilva1
 
905-3074-1-PB
905-3074-1-PB905-3074-1-PB
905-3074-1-PB
Gabriela Sotelo Castan
 
25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar
25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar
25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar
Andre Moraes Costa
 
4987 27155-1-pb
4987 27155-1-pb4987 27155-1-pb
4987 27155-1-pb
arturbonilha mendes
 
Fontes e doses de nitrogênio e fósforo
Fontes e doses de nitrogênio e fósforoFontes e doses de nitrogênio e fósforo
Fontes e doses de nitrogênio e fósforo
Walter Artur Artur Mendes
 
DIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO
DIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃODIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO
DIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO
Ana Aguiar
 

Semelhante a Utilização de substratos orgânicos na produção de pimentão, sob (20)

COMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
COMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLACOMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
COMPLEXO DE ANTAGONISTAS E FERTILIZANTES FOLIARES NO MANEJO DE TRIPES EM CEBOLA
 
ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.
ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.
ENTOMOPATÓGENOS E ÓLEO DE NIM NO MANEJO DE TRIPES E PRODUTIVIDADE DE CEBOLA.
 
1234 5109-1-pb (1)
1234 5109-1-pb (1)1234 5109-1-pb (1)
1234 5109-1-pb (1)
 
3
33
3
 
Ações dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdf
Ações dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdfAções dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdf
Ações dos intervalos entre irrigações no sistema radicular.pdf
 
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verdeAplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
 
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verdeAplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
Aplicação de fósforo via solo e foliar na cultura do milho verde
 
Experimento soja
Experimento sojaExperimento soja
Experimento soja
 
Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...
Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...
Levantamento de Oligochaetas, Fauna do Solo e do Folhedo (Renata Pontes Araúj...
 
PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...
PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...
PRODUÇÃO, COMPOSIÇÃO QUÍMICA E TAXA DE LOTAÇÃO DE SISTEMAS FORRAGEIROS CONSTI...
 
ceita_edr_me_jabo.pdf
ceita_edr_me_jabo.pdfceita_edr_me_jabo.pdf
ceita_edr_me_jabo.pdf
 
11628 37607-1-pb
11628 37607-1-pb11628 37607-1-pb
11628 37607-1-pb
 
ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...
ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...
ESTUDO DA VIABILIDADE DA PODA, NA CULTURA DO PIMENTEIRO (Capsicum annuum L.),...
 
Artigo bioterra v1_n1_2019_03
Artigo bioterra v1_n1_2019_03Artigo bioterra v1_n1_2019_03
Artigo bioterra v1_n1_2019_03
 
Slide qualificação cultivo de pimentão (1).pptx
Slide qualificação cultivo de pimentão (1).pptxSlide qualificação cultivo de pimentão (1).pptx
Slide qualificação cultivo de pimentão (1).pptx
 
905-3074-1-PB
905-3074-1-PB905-3074-1-PB
905-3074-1-PB
 
25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar
25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar
25596903 o-uso-da-manipueira-como-adubo-foliar
 
4987 27155-1-pb
4987 27155-1-pb4987 27155-1-pb
4987 27155-1-pb
 
Fontes e doses de nitrogênio e fósforo
Fontes e doses de nitrogênio e fósforoFontes e doses de nitrogênio e fósforo
Fontes e doses de nitrogênio e fósforo
 
DIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO
DIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃODIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO
DIFERENTES SUBSTRATOS NA PRODUÇÃO DE MUDAS DE PIMENTÃO
 

Utilização de substratos orgânicos na produção de pimentão, sob

  • 1. Fernandes, D.L.; Lima, L.M.L.; Souza, M.W.R.; Melo, P. C. ;Teodoro, R.E.F.; Luz, J.M.Q.; Carvalho, J.O.M. Utilização de substratos orgânicos na produção de pimentão, sob diferentes lâminas de irrigação Horticultura Brasileira, v. 20, n.2, julho, 2002. Suplemento 2. Utilização de substratos orgânicos na produção de pimentão, sob diferentes lâminas de irrigação. Diomar L. Fernandes1 ; Lais Mary L. de Lima1 ; Marcelo W. R. de Souza1 ; Paulo C. de Melo1 ; Reges E. F. Teodoro1 ; José M. Q. Luz1 ; José O. M. de Carvalho 1 Instituto de Ciências Agrárias – Universidade Federal de Uberlândia - C. Postal 593,CEP 38400-734 Uberlândia- MG E-mail- laismary@zipmail.com.br RESUMO O objetivo deste ensaio foi avaliar o efeito de quatro substratos associados com três diferentes lâminas de irrigação sobre o crescimento vegetativo e reprodutivo de plantas de pimentão(Capisicum annuum.L), cultivar All Big. O experimento foi conduzido em vaso de 5L, ao ar livre, na área Experimental da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), no período de Agosto a Dezembro de 2001. O delineamento experimental foi de blocos casualizados com 4 repetições. Os tratamentos foram: T1- 5,7g de Lithothamnium calcarium (LC), testemunha; T2- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3 kg de Esterco de Vaca; T3- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Húmus de Minhoca e T4- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Cama de Frango, associados com 70%, 100% e 130% da evaporação do Tanque Classe “A”. O tratamento T3-(5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Húmus de Minhoca) promoveu aumentos de massa seca de folhas, massa seca total, no número de frutos e peso de frutos por planta. Enquanto que as lâminas de irrigação não influenciaram as variáveis estudadas. Palavras- chave: Capisicum annuum, húmus, Lithothamnium calcareum. ABSTRACT Use of organic substrata in the production of pepper, under different irrigation depths The objective this research was to evaluate the effect of four substrata associated with three different irrigation depths on the vegetative and reproductive growth of All Big pepper variety. The experiment was conduct outdoors in vase of 5L, in the Experimental area of the Federal University of Uberlândia (UFU), in the period of August to December of 2001. The experimental design was randomised blocks with 4 samples. The treatments were: T1 – 5.7g of Lithothamnium calcarium (LC), control; T2 – 5.7g of Litothithamnium calcarium + 1.3 kg of Manure of Cow; T3 – 5.7g of Litothithamnium calcarium + 1.3kg of earthworm humus and T4 – 5.7g of Litothithamnium calcarium + 1.3kg of Bed of Chicken, associated with 70%, 100%
  • 2. and 130% of the evaporation of the “Class A" tank. The treatment T3-(5.7g of Litothithamnium calcarium + 1.3kg of earthworm humus) it promoted increases of dry mass of leaves, mass evaporates total, in the number of fruits and weight of fruits for plant. While the irrigation depths didn't influence the studied variables. Keywords: Capisicum annuum, humus, Lithothamnium calcareum. O pimentão (Capsicum annuum L.) é uma planta bastante exigente nas características químicas e físicas do solo, com boa resposta à adubação orgânica, sendo que as maiores produtividades são obtidas através da combinação de adubos orgânicos e minerais (Horino et al., 1986; Souza, et al., 1991). A aplicação de adubos e corretivos na cultura do pimentão é uma prática agrícola onerosa que representa em média 23,4% do custo de produção (Ribeiro et al, 2000). Sendo assim, a utilização de compostos orgânicos associados à adequada utilização de água para irrigação apresenta-se como alternativa promissora capaz de reduzir as quantidades de fertilizantes químicos aplicados e lâminas de irrigação necessárias para a cultura. O papel químico atribuído ao Lithothamnium calcarium é que permite retificar o pH dos solos ácidos a fim de melhorar a assimilação dos elementos nutritivos e atividade biológica. Apresenta, ainda, solubilidade 4 vezes mais rápida que os carbonatos tradicionais comercializados e mantém os íons fosfóricos sobre o complexo argilo-úmico por um ponto cálcico, forma assimilável pelas plantas, além de liberar N, P e K que se encontram disponíveis no solo (Lopez-Benito, 1963). Já o fornecimento de água é feito de maneira muito empírica, sendo que a quantidade de água benéfica para as plantas tem limites definitivos, quando em excesso ou em déficit são prejudiciais às plantas (Rodrigues & Goto, 2000). Para o manejo adequado de irrigação, faz necessário um controle diário da umidade do solo e/ou da evapotranspiração, durante todo o ciclo da planta. O objetivo desse ensaio foi avaliar diferentes substratos orgânicos no crescimento vegetativo e reprodutivo de plantas de pimentão, sob diferentes lâminas de irrigação. MATERIAL E MÉTODOS O experimento foi realizado na área experimental da Universidade Federal de Uberlândia-UFU, no período de Agosto a Dezembro de 2001. Sementes do cultivar All Big foram semeadas no dia 16.08.2001, após 40 dias foram transplantadas para vasos de 5L, contendo 3,7kg de solo, acrescentando-se os seguintes tratamentos: T1- 5,7g de Lithothamnium calcarium (LC), testemunha; T2- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Esterco de Vaca; T3- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Húmus de Minhoca e T4- 5,7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Cama de Frango, associados com 70%, 100% e 130% da evaporação do Tanque Classe “A”. As lâminas de irrigação iniciaram a
  • 3. partir de 08.11.2001, antes desse período os vasos receberam uma irrigação diária de 100% de ECA. Utilizou-se o delineamento blocos casualizados, com 4 repetições. Após 120 dias do transplante das mudas, foram avaliadas as seguintes características: massa seca de raiz (MSR), massa seca de caule (MSC), massa seca de folhas (MSF), número de frutos(NF) e peso de frutos (PF) por planta. RESULTADOS E DISCUSSÃO Verificou-se que houve efeito de substrato sobre número de frutos, peso de frutos,, massa seca de folhas e massa seca total (Tabela 1); enquanto que a aplicação de lâminas de irrigação não causou nenhum efeito sobre as variáveis estudadas, deve-se ressaltar que durante o período que foram aplicadas as lâminas de irrigação, ocorreu um total de 275,2 mm de chuva, contra 82,06mm, 100,02mm, e 122,32mm de água aplicada para os tratamentos de 70, 100, e 130%, respectivamente, da ECA. Observou-se que o tratamento T3 (5.7g de Litothithamnium calcarium + 1,3kg de Húmus de Minhoca) proporcionou aumento do número de frutos, peso de frutos,massa seca de folhas e massa seca total em plantas de pimentão, após 120 dias do transplante (Tabela 2). Tabela 1. Análise de variância para número de frutos (NF), peso de frutos (PF), massa seca raiz (MSR), massa seca de caule (MSC), massa seca de folha (MSF) e massa seca total (MST). Uberlândia-MG.2001. Fator de variação GL Quadrado médio N Fruto P. Fruto MSR MSC MSF MST Substrato (S) 3 12,18* 44359,76* 223,90ns 19,70ns 61,02* 714,70* Lâminas (L) 2 3,58ns 18312,34ns 31,83ns 12,79ns 18,37ns 134,51ns (S x L) 6 2,16ns 18245,10* 490,36ns 18,50ns 10,35ns 677,74* Resíduo 36 1,4 6613,68 124,32 14,96 11,05 179,39 Total 47 Média 1,72 115,14 23,75 13,71 14,51 51,98 C.V (%) 68,66 70,63 46,93 28,19 22,89 25,76 * Significativo a nível de 5% de probabilidade ns- Não significativo a nível de 5% de probabilidade Tabela 2. Número de frutos, massa seca de folhas e massa seca total sob diferentes substratos, após 120 dias do transplante. Uberlândia, 2001 Substrato N Fruto P Fruto MSF MST Litotanio + Humus 3,00 a 181,76a 15,37ab 51,66ab Litotanio + cama frango 2,00 ab 145,07ab 17.37a 62,17a Litotanio 1,25 bc 90,26bc 11,88b 43,45b Litotanio + esterco 0,66 c 43,46c 13,67ab 50,63ab Médias seguidas da mesma letra na coluna, não diferem entre si, a 5% de probabilidade, pelo teste Tukey. Conclui-se que a adição de Lithothamnium calcareum mais húmus de minhoca promoveu aumentos significativos sobre o crescimento e desenvolvimento de plantas de
  • 4. pimentão, porém não se observou efeito de lâminas de irrigação sobre as variáveis analisadas. LITERATURA CITADA HORINO, Y.; LIMA, J.A.; CORDEIRO, C.M.T.; ROSSI, P.E. Influência de matéria orgânica e níveis de fósforo na produção de pimentão. Horticultura Brasileira, Brasília, v.4, n.1, p.58.1986. LOPEZ-BENITO, M. Estudio de la composición química del Lithothamnium calcareum (Aresch) y su aplicación como corrector de terrenos de cultivo. Inv. Pesq., v.23, p.53-70. Jun. 1963. RIBEIRO, L.G.; LOPES, J.C.; MARTINS, S.F.; RAMALHO, S.S. Adubação orgânica na produção de pimentão. Horticultura Brasileira, Brasília, v.18, n.2, p.134.2000 RODRIGUES, S.D.; GOTO, R. Lâminas de água e diferentes coberturas de solo influenciando na produção do pimentão em ambiente protegido. Horticultura Brasileira, Brasília, v.18, p.240.2000 SOUZA, W.P.; BRUNO, G.B. Efeito da adubação organomineral sobre a produção de pimentão. Horticultura Brasileira, Brasília, v.9, n.1, p.60. 1991.