SlideShare uma empresa Scribd logo
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na CruzA Mensagem Na Cruz
09 de março de 2016
2
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Estrutura da Palestra
I. JESUS A CAMINHO DA CRUZ
II. DIFERENÇAS NAS VERSÕES CANÓNICAS
III. AS PALAVRAS DE JESUS
IV. OUTROS FACTOS
V. SÍNTESE DA MENSAGEM
- Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem;
- Em verdade te digo, que hoje estarás comigo no paraíso;
- Mãe, eis teu filho; Filho, eis tua mãe;
- Tenho sede;
- Meu Deus, porque me desamparaste?
- Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito; Tudo está consumado.
- A mensagem a Tomé;
- Diálogo espiritual.
- Localização espaço-temporal;
- A Narração de Lucas;
- O sofrimento corporal.
3
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
BIBLIOGRAFIA
- Até ao Fim dos Tempos: (23);
- Boa Nova: (16, 28, 30);
- O Consolador: (3.ª Parte – II);
- Evangelho Apócrifo Segundo Bartolomeu;
- Evangelho - João (XIX); Lucas (XXIII); Mateus (XXVII) e Marcos (XV);
- Evangelho Gnóstico Segundo Tomé;
- Fonte Viva: (38);
- Obras Póstumas;
- Os Quatro Evangelhos: (vol. III);
- Pelos caminhos de Jesus: (23);
- Pão Nosso: (81);
- Quando voltar a Primavera: (18);
- Sabedoria do Evangelho: (vol. VI).
4
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Jesus a caminho da cruz - Localização espaço-
temporal
A crucificação de Jesus ocorre, segundo os textos
canónicos, no dia 14 ou 15 de Nissan, na data que hoje é
assinalada como sexta-feira santa.
O Mestre tinha sido preso no Jardim das Oliveiras e, numa
tentativa de lhe poupar a vida, mandado açoitar por Pilatos.
Os líderes religiosos judeus, contudo, exigem a Sua
crucificação, pelo que esta última noite é passada entre
julgamentos, humilhações e agressões, até à Sua condução
ao Monte do Gólgota.
5
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Jesus a caminho da cruz - A Narração de
Lucas
Quando chegaram ao
lugar chamado
Caveira, ali o
crucificaram, a ele e
também aos
malfeitores, um à
direita e outro à
esquerda.
Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não
sabem o que fazem. Então repartiram as vestes dele,
deitando sortes sobre elas.
E o povo estava ali a olhar. E as próprias
autoridades zombavam dele, dizendo: Aos outros
salvou; salve-se a si mesmo, se é o Cristo, o escolhido
de Deus.
6
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Jesus a caminho da cruz - A Narração de
Lucas
Os soldados também
o escarneciam,
chegando-se a Ele,
oferecendo-lhe
vinagre, e dizendo:
Se tu és o rei dos
judeus, salva-te a ti
mesmo.
Por cima Dele estava
esta inscrição:
ESTE É O REI
DOS JUDEUS.
7
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Jesus a caminho da cruz - A Narração de
Lucas
Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo:
Nem ao menos temes a Deus, estando na mesma
condenação? E nós, na verdade, com justiça; porque
recebemos o que os nossos feitos merecem; mas Este
nenhum mal fez. Então disse: Jesus, lembra-te de mim,
quando entrares no teu reino. Respondeu-lhe Jesus:
Em verdade te digo que hoje estarás comigo no
paraíso.
Então um dos
malfeitores (...),
blasfemava Dele,
dizendo: Não és Tu o
Cristo? salva-Te a ti
mesmo e a nós.
8
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Era já quase a hora
sexta, e houve trevas
em toda a terra até a
hora nona, pois o sol
se escurecera; e
rasgou-se ao meio o
véu do santuário.
Jesus, clamando com grande voz, disse:
Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E,
havendo dito isso, expirou.
Jesus a caminho da cruz - A Narração de
Lucas
9
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Jesus a caminho da cruz – O sofrimento
corporal
Pilatos entrega
Jesus para ser
crucificado. Colocam
sobre os seus
ombros o braço
horizontal da cruz,
que deveria pesar
cinquenta quilos.
Jesus caminha ao longo 600 metros. Fatigado, cai
frequentemente sobre os joelhos, introduzindo-se nas
feridas abertas o pó e a gravilha da estrada. A cada
queda a viga escorrega, esfolando o dorso.
10
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Jesus a caminho da cruz – O sofrimento
corporal
O Cristo é deitado na cruz; primeiro são pregados os
pulsos - uma dor lancinante, que se difunde pelos dedos e
como um ferro em brasa percorre os ombros e Lhe atinge
o cérebro.
Rapidamente encaixam o braço horizontal da cruz sobre a
estaca vertical. As pontas cortantes da grande coroa de
espinhos laceram o crânio. Enrijecem os músculos dos
braços, depois os do abdómen, e em seguida as costelas,
o pescoço e o próprio diafragma, asfixiando lentamente.
Ainda assim, Jesus elevou-se nos pés pregados e falou
aos homens!
11
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Diferenças nas versões canónicas
Mateus e Marcos Lucas João
33 Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, ali o
crucificaram, a ele e também aos malfeitores, um à direita e outro
à esquerda.
34 Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o
que fazem.
Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino.
43 Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás
comigo no paraíso.
26 Ora, Jesus, vendo ali sua mãe, e ao lado dela o discípulo a
quem ele amava, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho.
27 Então disse ao discípulo: Filho, eis aí tua mãe. E desde aquela
hora o discípulo a recebeu em sua casa.
12
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Mateus e Marcos Lucas João
46 Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo:
Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por
que me desamparaste? 47 Alguns dos que ali estavam,
ouvindo isso, diziam: Ele chama por Elias.
48 E logo correu um deles,
tomou uma esponja, ensopou-a
em vinagre e, pondo-a numa
cana, dava-lhe de beber.
28 Depois, sabendo Jesus que
todas as coisas já estavam
consumadas, para que se
cumprisse a Escritura, disse: Tenho
sede.
50 De novo
bradou Jesus
com grande voz,
e entregou o
espírito.
46 Jesus, clamando com
grande voz, disse: Pai, nas
tuas mãos entrego o meu
espírito. E, havendo dito
isso, expirou.
30 Então Jesus, depois de
ter tomado o vinagre, disse:
está consumado. E,
inclinando a cabeça,
entregou o espírito.
Diferenças nas versões canónicas
13
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que
fazem.
As forças espirituais de intenções criminosas reuniam-se
para travar combate com o Cordeiro desde o domingo da
entrada triunfal em Jerusalém. As hordas desenfreadas
dos espíritos imperfeitos e obsessores galvanizavam no
ódio quantos as queriam ouvir.
(…) No bárbaro espectáculo, os pretensos dominadores da
erraticidade inferior crêem-se vitoriosos, ao suporem que
definitivamente, com a morte do Cristo, edificavam os
alicerces dos seus domínios no mundo.
As palavras de Jesus
14
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
As palavras de Jesus
Quando o clímax
da tarde de horror
atemorizou as
testemunhas da
tragédia, …
... o olhar do Messias penetrou os promotores reais de toda
a cena, aqueles que transitavam livres das roupagens
físicas… – Perdoa-os, meu Pai. Eles não sabem o que
fazem.
15
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
O perdão não era apenas dirigido aos crucificadores, mas,
também, aos desertores e negadores, aos receosos, aos
ingratos e aos maledicentes, aos insensatos e aos
rebeldes…
Na sua prece por eles, Jesus alcançava os promotores
desencarnados da maldade perpetrada...
O perdão doado na culminância da cruz, é a aliança
inquebrável da união do Seu amor com todos nós.
QUANDO VOLTAR A PRIMAVERA: 18
As palavras de Jesus
16
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Em verdade
te digo que
hoje estarás
comigo no
paraíso.
As palavras de Jesus
O que é mais relevante nesta frase proferida por Jesus, não
é tanto o seu conteúdo, mas o facto dela ter sido dita a um
réprobo, a um ladrão que estava a ser condenado pelos
seus crimes... e ao qual o Cristo abre as portas do Paraíso!
17
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Nesta lição do calvário, o Mestre renova a definição de
paraíso.
Noutra passagem já havia explicado que o Reino Divino
não era alcançado por aparências exteriores. Inicia-se,
desenvolve-se e consolida-se, em resplendores eternos,
no imo do coração de cada um, e naquela hora de
sacrifício culminante, o bom ladrão rendeu-se
incondicionalmente a Jesus Cristo.
PÃO NOSSO: 81
As palavras de Jesus
18
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Também Tomé, junto da cruz, auxilia-nos a compreender o
alcance total deste gesto.
Quando o apóstolo recebia com lágrimas o olhar carinhoso
de Jesus no sacrifício, lembrou-se da tarde em que haviam
comentado o problema da fé, e as diferenças entre os que
criam, e os que apenas buscavam sinais. (…) Ao escutar as
palavras do bom ladrão, o discípulo escutou intimamente:
- Vez, Tomé? Quando todos os homens da lei não me
compreenderam e quando os meus próprios discípulos me
abandonaram, eis que encontrou a confiança leal no peito
de um ladrão!…
BOA NOVA: 28
As palavras de Jesus
19
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Mãe, eis aí teu filho.
Filho, eis aí tua mãe.
Maria reparou que alguém lhe
pousara as mãos, de leve,
sobre os ombros. Deparou-se-
lhe a figura de João que lhe
As palavras de Jesus
estendia os braços amorosos e reconhecidos. Maria deixou-
se enlaçar e ambos, em gesto súplice, buscaram
ansiosamente a luz daqueles olhos misericordiosos. Foi aí
que a fronte de Jesus se moveu vagarosamente, revelando
perceber a ansiedade daquelas almas.
20
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
O grande evangelista que o Mestre, na sua derradeira lição,
ensinava que o amor universal era o sublime coroamento de
sua obra.
No futuro, a claridade do Reino de Deus revelaria aos
homens a necessidade da cessação de todo o egoísmo e
que, no santuário de cada coração, deveria existir a mais
abundante cota de amor. Não só para o círculo familiar,
senão também para com todos os necessitados do mundo, e
no templo de cada habitação permanecerá a fraternidade
real, para que a assistência recíproca se pratique na Terra
sem serem precisos os edifícios exteriores.
BOA NOVA: 30
As palavras de Jesus
21
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu,
Deus meu, por que me desamparaste?
Duas possibilidades são possíveis:
- Ou esta frase é empregue por Jesus para dar
cumprimento às escrituras;
- Ou ela não foi, na realidade, proferida por Jesus.
As palavras de Jesus
22
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Seguindo a primeira hipótese, importa realçar alguns
aspectos importantes:
- Kardec admite como possível este momento, sendo
revelador da dupla condição (humano e divino) em que
Jesus se encontrava naquele instante;
- Ela apenas aparece nos Evangelhos de Mateus e
Marcos;
- O texto de Marcos deriva do de Mateus, pelo que a
concordância entre ambos não deve ser entendida como
um reforço desta possibilidade;
- Mateus encontrava-se muito distante do local da
crucificação, enquanto João e as fontes de Lucas (Maria e
João), estavam junto do Cristo no instante da crucificação;
As palavras de Jesus
23
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
- Porque neste trecho é inserida a expressão original? E
porquê a necessidade de não abdicar da tradução?
- Esta é a única citação de Jesus nos textos destes
Evangelistas!
Tal inclusão sugestiona a dúvida da autenticidade desta
passagem no texto original – uma recolha errada de
testemunhos por parte de Mateus, ou talvez inserida por um
copista mais zeloso.
As palavras de Jesus
24
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Talvez se tenha verificado a segunda hipótese: Jesus não
proferiu tal expressão.
- Esta frase pode ter sido proferida, não por Jesus, mas por
Dimas - o bom ladrão, recorrendo a uma expressão
normalmente empregue pelos judeus;
- Não parece coerente que, tão próximo do final da sua
missão, com o semblante sofrido mas sereno, Jesus
contradissesse, pela única vez, todos os seus
ensinamentos;
- A espiritualidade nunca comentou esta passagem tão
destoante, ao contrário de todas as outras passíveis de criar
controvérsia.
As palavras de Jesus
25
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Tenho sede.
Tal expressão
apenas parece ter
sido empregue
para dar
cumprimento às
profecias antigas.
As palavras de Jesus
Não lhe é atribuída, pela espiritualidade, qualquer significado
relevante, pois nunca foi comentada.
26
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Pai, nas Tuas mãos entrego o meu espírito.
Tudo está consumado.
A missão de Jesus chega finalmente ao fim, depois deste
testemunho de Fé e Amor, necessário para impulsionar uma
revolução que contagiou, desde esse instante, toda a
Humanidade, começando nos que com Ele tinham
fraquejado na véspera.
Repare-se, contudo, que nenhum dos Evangelistas refere
que Jesus morreu... Todos dizem que - entregou o
espírito, como se este seguisse um rumo diferente do
corpo, testemunhando a imortalidade.
As palavras de Jesus
27
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Senhor, numerosos homens de importância estão na
localidade e desejam o sinal de vossa missão divina. Mestre,
qual será então a nossa senha? Como provar às criaturas que
o nosso esforço está com Deus?
– Uma só lágrima, que console e esclareça um coração
atormentado – explicou Jesus - vale mais do que um sinal
imenso no céu, destinado tão somente a impressionar a
criatura.
- A nossa senha Tomé, é a própria exemplificação na
humildade e no trabalho. Quando quiseres esclarecer alguém,
nunca lhe mostres que sabes alguma coisa; sofre, porém, com
as suas dores. A redenção consiste em amar intensamente.
Outros factos – A mensagem a Tomé
28
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Sentindo o coração ferido de remorsos acervos, disfarçou-se e
incorporou o cortejo. Seguiu sempre até que o madeiro de
ergueu, exibindo o Sentenciado no topo da colina.
Tomé contemplou o Mestre e chorou discretamente; porém,
como se o Cordeiro o buscasse, observou que O fitara e,
magnetizado pela sua feição divina, avançou, hesitante. Com
um olhar inesquecível, Jesus lhe mostrou as úlceras abertas,
como sinal do sacrifício. Penosa emoção dominou a alma do
discípulo. Aproximou-se ofegante da cruz e ouviu-O dizer-lhe,
em voz quase imperceptível:
- Tomé, no Evangelho do Reino, o sinal do Céu tem de ser o
completo sacrifício de nós mesmos!...
Outros factos – A mensagem a Tomé
29
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Nos momentos finais do horrendo espectáculo, três vultos
luminosos se acercaram do madeiro de agonia, e um
deles, jovem mulher iluminada, falou comovida:
- Senhor, venho oferecer-Te o testemunho do meu
fracasso na tarefa em que fui investida. Por toda a parte
procurarei dar guarida aos corações que foram atraídos
pela Tua palavra consoladora. Levantei ânimos e
convoquei servidores ao trabalho da fraternidade.
Desiludida dos homens, venho rogar-Te licença para
seguir, ao Teu lado, na direcção aos campos
esplendorosos da vida. Tu sabes, eu sou a Fé.
Outros factos – Diálogo Espiritual
30
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
O Mestre, em agonia, fitou-a e sem dizer qualquer palavra
olhou a segunda personagem.
– Vivi todas as Tuas instruções e procurei remodelar os
campos moral e emocional dos homens que Te seguiram. Vi
muitos deles que estavam à beira do desespero e da
loucura, mas graças à tua palavra de libertação, fi-los
esperar por melhores dias. A outros, vergados ao luto da
saudade e ao peso das agonias, consegui soerguer o ânimo
e encorajá-los. Porque fracassei entre as criaturas, venho
rogar-Te permissão para Te acompanhar na subida ao
Altíssimo, abandonando a Terra… conforme de recordas, eu
sou a Esperança!
Outros factos – Diálogo Espiritual
31
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
A terceira visitante uniu-
se às duas primeiras e
expôs: - Por onde o teu
olhar passeou ternura e
amor, eu procurei
alojamento e serviço.
Outros factos – Diálogo Espiritual
Jamais vacilei em ajudar, gerando simpatia, sustentando a
Fé, e motivando a Esperança. Mesmo assim, em face do
abandono a que todos de relegaram, a Ti recorro para sair
deste mundo e voar na direcção das estrelas, para onde
seguirás… bem recordas, eu sou a Caridade.
32
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
Naquele instante um ser de esplêndida beleza aproximou-
se do Crucificado, e respeitoso falou emocionado:
- Eu sou o anjo da Misericórdia, diz Senhor o que desejas
do mundo, e eu o farei.
Com a voz inaudível para os humanos, Jesus determinou
comovido:
- Fica no mundo, levando contigo a Fé, a Esperança e a
Caridade, em Meu nome, para que os homens possam ter
minoradas as suas dores e penas. Automaticamente, as
três entidades-virtude abraçaram o anjo da Misericórdia e
partiram.
PELOS CAMINHOS DE JESUS: 23
Outros factos – Diálogo Espiritual
33
ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –
A Mensagem Na Cruz
A Mensagem na Cruz ensina:
- Ser Misericordioso, perdoando a todos;
- Arrependimento, guiado pela Fé;
- Amor fraternal, a Esperança da humanidade;
- A Caridade, prestada através do Sacrifício próprio;
- Fé, Esperança, Caridade, Misericórdia e
Imortalidade.
Síntese da Mensagem
FÉ, ESPERANÇA, CARIDADE,
MESERICÓRDIA e IMORTALIDADE
- a mensagem da cruz
09 de março de 2016

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tranformando pelo perdao
Tranformando pelo perdaoTranformando pelo perdao
Tranformando pelo perdao
arthurgomes33
 
Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3
Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3
Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3
Diego Fortunatto
 
Apocalipse - Comentários de Lições
Apocalipse - Comentários de LiçõesApocalipse - Comentários de Lições
Apocalipse - Comentários de Lições
Apocalipse Facil
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Rastros de luz 09
Rastros de luz 09Rastros de luz 09
Rastros de luz 09
MRS
 
148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
ssuser615052
 
Ebook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_ryleEbook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_ryle
Paulo Costa
 
Calvário
CalvárioCalvário
A abordagem bíblica para o evangelismo
A abordagem bíblica para o evangelismoA abordagem bíblica para o evangelismo
A abordagem bíblica para o evangelismo
ssuser615052
 
O sacrificio e o perdão
O sacrificio e o perdãoO sacrificio e o perdão
O sacrificio e o perdão
Efraim Ben Tzion
 
Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014
Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014
Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014
Thiago Guerino
 
A família católica, 33 edição. fevereiro 2016
A família católica, 33 edição. fevereiro 2016A família católica, 33 edição. fevereiro 2016
A família católica, 33 edição. fevereiro 2016
JORNAL A FAMILIA CATÓLICA
 
Confiabilidade Bíblica
Confiabilidade BíblicaConfiabilidade Bíblica
Confiabilidade Bíblica
guest665361
 
Apocalipse - Por Rodrigo Silva
Apocalipse - Por Rodrigo SilvaApocalipse - Por Rodrigo Silva
Apocalipse - Por Rodrigo Silva
Apocalipse Facil
 
Paulo de tarso
Paulo de tarsoPaulo de tarso
Apocalipse por Edwin R. Thiele
Apocalipse por Edwin R. ThieleApocalipse por Edwin R. Thiele
Apocalipse por Edwin R. Thiele
Apocalipse Facil
 
Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17
Graça Maciel
 
Livro ebook-a-ressurreicao-dos-mortos
Livro ebook-a-ressurreicao-dos-mortosLivro ebook-a-ressurreicao-dos-mortos
Livro ebook-a-ressurreicao-dos-mortos
saulo1530
 
A multidão e Jesus
A multidão e JesusA multidão e Jesus
A multidão e Jesus
Graça Maciel
 
Apocalipse cap. 1
Apocalipse cap. 1Apocalipse cap. 1
Apocalipse cap. 1
Cláudio Fajardo
 

Mais procurados (20)

Tranformando pelo perdao
Tranformando pelo perdaoTranformando pelo perdao
Tranformando pelo perdao
 
Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3
Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3
Diálogo sobre o apocalipse vol. 1, 2 e 3
 
Apocalipse - Comentários de Lições
Apocalipse - Comentários de LiçõesApocalipse - Comentários de Lições
Apocalipse - Comentários de Lições
 
Eucaristia
EucaristiaEucaristia
Eucaristia
 
Rastros de luz 09
Rastros de luz 09Rastros de luz 09
Rastros de luz 09
 
148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias148 a mensagem central do novo testamento   joachim jeremias
148 a mensagem central do novo testamento joachim jeremias
 
Ebook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_ryleEbook ceia senhor_ryle
Ebook ceia senhor_ryle
 
Calvário
CalvárioCalvário
Calvário
 
A abordagem bíblica para o evangelismo
A abordagem bíblica para o evangelismoA abordagem bíblica para o evangelismo
A abordagem bíblica para o evangelismo
 
O sacrificio e o perdão
O sacrificio e o perdãoO sacrificio e o perdão
O sacrificio e o perdão
 
Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014
Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014
Jornal A Família Católica, 10 edição março 2014
 
A família católica, 33 edição. fevereiro 2016
A família católica, 33 edição. fevereiro 2016A família católica, 33 edição. fevereiro 2016
A família católica, 33 edição. fevereiro 2016
 
Confiabilidade Bíblica
Confiabilidade BíblicaConfiabilidade Bíblica
Confiabilidade Bíblica
 
Apocalipse - Por Rodrigo Silva
Apocalipse - Por Rodrigo SilvaApocalipse - Por Rodrigo Silva
Apocalipse - Por Rodrigo Silva
 
Paulo de tarso
Paulo de tarsoPaulo de tarso
Paulo de tarso
 
Apocalipse por Edwin R. Thiele
Apocalipse por Edwin R. ThieleApocalipse por Edwin R. Thiele
Apocalipse por Edwin R. Thiele
 
Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17
 
Livro ebook-a-ressurreicao-dos-mortos
Livro ebook-a-ressurreicao-dos-mortosLivro ebook-a-ressurreicao-dos-mortos
Livro ebook-a-ressurreicao-dos-mortos
 
A multidão e Jesus
A multidão e JesusA multidão e Jesus
A multidão e Jesus
 
Apocalipse cap. 1
Apocalipse cap. 1Apocalipse cap. 1
Apocalipse cap. 1
 

Destaque

As sete palavras de cristo na cruz
As sete palavras de cristo na cruzAs sete palavras de cristo na cruz
As sete palavras de cristo na cruz
Tiago Silveira
 
As sete palavras da cruz
As sete palavras da cruzAs sete palavras da cruz
As sete palavras da cruz
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 
Sermao fim de ano 2015
Sermao fim de ano 2015Sermao fim de ano 2015
Sermao fim de ano 2015
Jaime Braz Bueno
 
Como nos dias de Noé - lição 1
Como nos dias de Noé - lição 1Como nos dias de Noé - lição 1
Como nos dias de Noé - lição 1
OMAR NASCIMENTO
 
Voce confia em Deus?
Voce confia em Deus?Voce confia em Deus?
Voce confia em Deus?
PequeninosdoSenhor
 
Parábola do mau rico e do pobre paciente
Parábola do mau rico e do pobre pacienteParábola do mau rico e do pobre paciente
Parábola do mau rico e do pobre paciente
Izabel Cristina Fonseca
 
Um olhar so para voce
Um olhar so para voceUm olhar so para voce
Um olhar so para voce
tiadenise
 
Lembra te!
Lembra te!Lembra te!
Lembra te!
Paulo Bergmann
 
Lembrai-vos ...
Lembrai-vos ...Lembrai-vos ...
Lembrai-vos ...
Almy Alves
 
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JINA vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
Jeronimo Nunes
 
Lembra te
Lembra teLembra te
Lembra te
Renan Algarves
 
Ouse a crer
Ouse a crerOuse a crer
Ouse a crer
Silvia Figueiredo
 
Como nos dias de Noé - lição 2
Como nos dias de Noé - lição 2Como nos dias de Noé - lição 2
Como nos dias de Noé - lição 2
OMAR NASCIMENTO
 
Lição 7 a vinha de nabote
Lição 7   a vinha de naboteLição 7   a vinha de nabote
Lição 7 a vinha de nabote
Gerson Silva
 
Caindo em si
Caindo em siCaindo em si
Caindo em si
iecsantoamaro
 
Lição 12 A morte de Jesus
Lição 12   A morte de JesusLição 12   A morte de Jesus
Lição 12 A morte de Jesus
Wander Sousa
 
Arrebatamento
ArrebatamentoArrebatamento
Arrebatamento
dudafilha10
 
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIELNÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
Israel Evangelista Dias
 
Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição
Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreiçãoEade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição
Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição
JoyAlbanez
 
A cruz de Cristo
A cruz  de CristoA cruz  de Cristo
A cruz de Cristo
Detetive Biblico
 

Destaque (20)

As sete palavras de cristo na cruz
As sete palavras de cristo na cruzAs sete palavras de cristo na cruz
As sete palavras de cristo na cruz
 
As sete palavras da cruz
As sete palavras da cruzAs sete palavras da cruz
As sete palavras da cruz
 
Sermao fim de ano 2015
Sermao fim de ano 2015Sermao fim de ano 2015
Sermao fim de ano 2015
 
Como nos dias de Noé - lição 1
Como nos dias de Noé - lição 1Como nos dias de Noé - lição 1
Como nos dias de Noé - lição 1
 
Voce confia em Deus?
Voce confia em Deus?Voce confia em Deus?
Voce confia em Deus?
 
Parábola do mau rico e do pobre paciente
Parábola do mau rico e do pobre pacienteParábola do mau rico e do pobre paciente
Parábola do mau rico e do pobre paciente
 
Um olhar so para voce
Um olhar so para voceUm olhar so para voce
Um olhar so para voce
 
Lembra te!
Lembra te!Lembra te!
Lembra te!
 
Lembrai-vos ...
Lembrai-vos ...Lembrai-vos ...
Lembrai-vos ...
 
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JINA vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
A vinha de Nabote e a viúva de Sarepta JIN
 
Lembra te
Lembra teLembra te
Lembra te
 
Ouse a crer
Ouse a crerOuse a crer
Ouse a crer
 
Como nos dias de Noé - lição 2
Como nos dias de Noé - lição 2Como nos dias de Noé - lição 2
Como nos dias de Noé - lição 2
 
Lição 7 a vinha de nabote
Lição 7   a vinha de naboteLição 7   a vinha de nabote
Lição 7 a vinha de nabote
 
Caindo em si
Caindo em siCaindo em si
Caindo em si
 
Lição 12 A morte de Jesus
Lição 12   A morte de JesusLição 12   A morte de Jesus
Lição 12 A morte de Jesus
 
Arrebatamento
ArrebatamentoArrebatamento
Arrebatamento
 
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIELNÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
NÃO VENDO, NÃO TROCO, NÃO EMPRESTO, SOU FIEL
 
Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição
Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreiçãoEade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição
Eade i-ii-10-calvário-crucificação-ressurreição
 
A cruz de Cristo
A cruz  de CristoA cruz  de Cristo
A cruz de Cristo
 

Semelhante a Últimas palavras de Jesus

O cristão e o compromisso com a cruz 20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...
O cristão e o compromisso com a cruz   20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...O cristão e o compromisso com a cruz   20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...
O cristão e o compromisso com a cruz 20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...
Paulo Dias Nogueira
 
Via Lucis
Via LucisVia Lucis
Via Lucis
dirigentes2009
 
Voz da paróquia - maio 2014
Voz da paróquia - maio 2014Voz da paróquia - maio 2014
Voz da paróquia - maio 2014
jesmioma
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
MariadaSilva95
 
Francisco de Assis - Revivendo o Cristianismo Primitivo
Francisco de Assis - Revivendo o Cristianismo PrimitivoFrancisco de Assis - Revivendo o Cristianismo Primitivo
Francisco de Assis - Revivendo o Cristianismo Primitivo
Ricardo Azevedo
 
17_ACruzDeCristo.pptx
17_ACruzDeCristo.pptx17_ACruzDeCristo.pptx
17_ACruzDeCristo.pptx
Alexandre272541
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No Paraíso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No ParaísoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No Paraíso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No Paraíso
Ricardo Azevedo
 
REMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdf
REMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdfREMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdf
REMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdf
Nelson Pereira
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGRQuem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Gerson G. Ramos
 
Entrada triunfal
Entrada triunfalEntrada triunfal
Entrada triunfal
Hugo Machado
 
Evangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresmaEvangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresma
JMVSobreiro
 
Evangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresmaEvangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresma
JMVSobreiro
 
Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012
jesmioma
 
Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012
Fernando Chapeiro
 
Caminhada da Ressurreição
Caminhada da RessurreiçãoCaminhada da Ressurreição
Caminhada da Ressurreição
guest61eb32c
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
PáscoaPáscoa
Lição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGR
Lição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGRLição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGR
Lição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGR
Gerson G. Ramos
 

Semelhante a Últimas palavras de Jesus (20)

O cristão e o compromisso com a cruz 20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...
O cristão e o compromisso com a cruz   20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...O cristão e o compromisso com a cruz   20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...
O cristão e o compromisso com a cruz 20 03 2005 - domingo de ramos - culto ...
 
Via Lucis
Via LucisVia Lucis
Via Lucis
 
Voz da paróquia - maio 2014
Voz da paróquia - maio 2014Voz da paróquia - maio 2014
Voz da paróquia - maio 2014
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
 
Sunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese MassSunday Portuguese Mass
Sunday Portuguese Mass
 
Francisco de Assis - Revivendo o Cristianismo Primitivo
Francisco de Assis - Revivendo o Cristianismo PrimitivoFrancisco de Assis - Revivendo o Cristianismo Primitivo
Francisco de Assis - Revivendo o Cristianismo Primitivo
 
17_ACruzDeCristo.pptx
17_ACruzDeCristo.pptx17_ACruzDeCristo.pptx
17_ACruzDeCristo.pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No Paraíso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No ParaísoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No Paraíso
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 81 - No Paraíso
 
REMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdf
REMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdfREMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdf
REMEMORANDO A OBRA SUBSTITUTIVA DE JESUS.pdf
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
 
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGRQuem é Jesus Cristo?_322015_GGR
Quem é Jesus Cristo?_322015_GGR
 
Entrada triunfal
Entrada triunfalEntrada triunfal
Entrada triunfal
 
Evangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresmaEvangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresma
 
Evangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresmaEvangelhos semana ii quaresma
Evangelhos semana ii quaresma
 
Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012
 
Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012Voz da Paróquia - Abril 2012
Voz da Paróquia - Abril 2012
 
Caminhada da Ressurreição
Caminhada da RessurreiçãoCaminhada da Ressurreição
Caminhada da Ressurreição
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
 
Lição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGR
Lição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGRLição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGR
Lição_722016_Senhor de judeus e gentios_GGR
 

Mais de Ponte de Luz ASEC

Vencendo os vícios
Vencendo os víciosVencendo os vícios
Vencendo os vícios
Ponte de Luz ASEC
 
Transcomunicação instrumental
Transcomunicação instrumentalTranscomunicação instrumental
Transcomunicação instrumental
Ponte de Luz ASEC
 
As experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de ScoleAs experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de Scole
Ponte de Luz ASEC
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
Ponte de Luz ASEC
 
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funçõesPeríspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Ponte de Luz ASEC
 
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por JesusPai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Ponte de Luz ASEC
 
A oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das OliveirasA oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das Oliveiras
Ponte de Luz ASEC
 
O milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismoO milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismo
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo NascimentoJesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Ponte de Luz ASEC
 
O nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questõesO nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questões
Ponte de Luz ASEC
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
Ponte de Luz ASEC
 
Mediunidade e Justiça
Mediunidade e JustiçaMediunidade e Justiça
Mediunidade e Justiça
Ponte de Luz ASEC
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
Ponte de Luz ASEC
 
Conversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - TolerânciaConversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - Tolerância
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontroJesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Ponte de Luz ASEC
 
Conversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - JustiçaConversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - Justiça
Ponte de Luz ASEC
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Ponte de Luz ASEC
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
Ponte de Luz ASEC
 
Engenharia Genética
Engenharia GenéticaEngenharia Genética
Engenharia Genética
Ponte de Luz ASEC
 
Experiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo FísicoExperiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo Físico
Ponte de Luz ASEC
 

Mais de Ponte de Luz ASEC (20)

Vencendo os vícios
Vencendo os víciosVencendo os vícios
Vencendo os vícios
 
Transcomunicação instrumental
Transcomunicação instrumentalTranscomunicação instrumental
Transcomunicação instrumental
 
As experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de ScoleAs experiências do Grupo de Scole
As experiências do Grupo de Scole
 
Pluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitadosPluralidade de mundos habitados
Pluralidade de mundos habitados
 
Períspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funçõesPeríspirito - Diferentes corpos e funções
Períspirito - Diferentes corpos e funções
 
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por JesusPai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
Pai Nosso e outras orações deixadas por Jesus
 
A oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das OliveirasA oração no jardim das Oliveiras
A oração no jardim das Oliveiras
 
O milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismoO milagre do sol e o espiritismo
O milagre do sol e o espiritismo
 
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo NascimentoJesus e Nicodemos - o novo Nascimento
Jesus e Nicodemos - o novo Nascimento
 
O nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questõesO nascimento de Cristo - desvendando questões
O nascimento de Cristo - desvendando questões
 
Motivos de Resignação
Motivos de ResignaçãoMotivos de Resignação
Motivos de Resignação
 
Mediunidade e Justiça
Mediunidade e JustiçaMediunidade e Justiça
Mediunidade e Justiça
 
Maledicência
MaledicênciaMaledicência
Maledicência
 
Conversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - TolerânciaConversas com Jesus - Tolerância
Conversas com Jesus - Tolerância
 
Jesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontroJesus e Simão - o primeiro encontro
Jesus e Simão - o primeiro encontro
 
Conversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - JustiçaConversas com Jesus - Justiça
Conversas com Jesus - Justiça
 
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no LarJesus e o primeiro Evangelho no Lar
Jesus e o primeiro Evangelho no Lar
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
Engenharia Genética
Engenharia GenéticaEngenharia Genética
Engenharia Genética
 
Experiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo FísicoExperiências Fora do Corpo Físico
Experiências Fora do Corpo Físico
 

Último

Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
carla983678
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 

Último (14)

Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf radedgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
edgard-armond-passes-e-radiacoes.pdf rad
 
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 

Últimas palavras de Jesus

  • 1. ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS –ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na CruzA Mensagem Na Cruz 09 de março de 2016
  • 2. 2 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Estrutura da Palestra I. JESUS A CAMINHO DA CRUZ II. DIFERENÇAS NAS VERSÕES CANÓNICAS III. AS PALAVRAS DE JESUS IV. OUTROS FACTOS V. SÍNTESE DA MENSAGEM - Pai, perdoa-lhes, pois não sabem o que fazem; - Em verdade te digo, que hoje estarás comigo no paraíso; - Mãe, eis teu filho; Filho, eis tua mãe; - Tenho sede; - Meu Deus, porque me desamparaste? - Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito; Tudo está consumado. - A mensagem a Tomé; - Diálogo espiritual. - Localização espaço-temporal; - A Narração de Lucas; - O sofrimento corporal.
  • 3. 3 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz BIBLIOGRAFIA - Até ao Fim dos Tempos: (23); - Boa Nova: (16, 28, 30); - O Consolador: (3.ª Parte – II); - Evangelho Apócrifo Segundo Bartolomeu; - Evangelho - João (XIX); Lucas (XXIII); Mateus (XXVII) e Marcos (XV); - Evangelho Gnóstico Segundo Tomé; - Fonte Viva: (38); - Obras Póstumas; - Os Quatro Evangelhos: (vol. III); - Pelos caminhos de Jesus: (23); - Pão Nosso: (81); - Quando voltar a Primavera: (18); - Sabedoria do Evangelho: (vol. VI).
  • 4. 4 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Jesus a caminho da cruz - Localização espaço- temporal A crucificação de Jesus ocorre, segundo os textos canónicos, no dia 14 ou 15 de Nissan, na data que hoje é assinalada como sexta-feira santa. O Mestre tinha sido preso no Jardim das Oliveiras e, numa tentativa de lhe poupar a vida, mandado açoitar por Pilatos. Os líderes religiosos judeus, contudo, exigem a Sua crucificação, pelo que esta última noite é passada entre julgamentos, humilhações e agressões, até à Sua condução ao Monte do Gólgota.
  • 5. 5 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Jesus a caminho da cruz - A Narração de Lucas Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, ali o crucificaram, a ele e também aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda. Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. Então repartiram as vestes dele, deitando sortes sobre elas. E o povo estava ali a olhar. E as próprias autoridades zombavam dele, dizendo: Aos outros salvou; salve-se a si mesmo, se é o Cristo, o escolhido de Deus.
  • 6. 6 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Jesus a caminho da cruz - A Narração de Lucas Os soldados também o escarneciam, chegando-se a Ele, oferecendo-lhe vinagre, e dizendo: Se tu és o rei dos judeus, salva-te a ti mesmo. Por cima Dele estava esta inscrição: ESTE É O REI DOS JUDEUS.
  • 7. 7 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Jesus a caminho da cruz - A Narração de Lucas Respondendo, porém, o outro, repreendia-o, dizendo: Nem ao menos temes a Deus, estando na mesma condenação? E nós, na verdade, com justiça; porque recebemos o que os nossos feitos merecem; mas Este nenhum mal fez. Então disse: Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso. Então um dos malfeitores (...), blasfemava Dele, dizendo: Não és Tu o Cristo? salva-Te a ti mesmo e a nós.
  • 8. 8 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Era já quase a hora sexta, e houve trevas em toda a terra até a hora nona, pois o sol se escurecera; e rasgou-se ao meio o véu do santuário. Jesus, clamando com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isso, expirou. Jesus a caminho da cruz - A Narração de Lucas
  • 9. 9 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Jesus a caminho da cruz – O sofrimento corporal Pilatos entrega Jesus para ser crucificado. Colocam sobre os seus ombros o braço horizontal da cruz, que deveria pesar cinquenta quilos. Jesus caminha ao longo 600 metros. Fatigado, cai frequentemente sobre os joelhos, introduzindo-se nas feridas abertas o pó e a gravilha da estrada. A cada queda a viga escorrega, esfolando o dorso.
  • 10. 10 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Jesus a caminho da cruz – O sofrimento corporal O Cristo é deitado na cruz; primeiro são pregados os pulsos - uma dor lancinante, que se difunde pelos dedos e como um ferro em brasa percorre os ombros e Lhe atinge o cérebro. Rapidamente encaixam o braço horizontal da cruz sobre a estaca vertical. As pontas cortantes da grande coroa de espinhos laceram o crânio. Enrijecem os músculos dos braços, depois os do abdómen, e em seguida as costelas, o pescoço e o próprio diafragma, asfixiando lentamente. Ainda assim, Jesus elevou-se nos pés pregados e falou aos homens!
  • 11. 11 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Diferenças nas versões canónicas Mateus e Marcos Lucas João 33 Quando chegaram ao lugar chamado Caveira, ali o crucificaram, a ele e também aos malfeitores, um à direita e outro à esquerda. 34 Jesus, porém, dizia: Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. Jesus, lembra-te de mim, quando entrares no teu reino. 43 Respondeu-lhe Jesus: Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso. 26 Ora, Jesus, vendo ali sua mãe, e ao lado dela o discípulo a quem ele amava, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho. 27 Então disse ao discípulo: Filho, eis aí tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.
  • 12. 12 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Mateus e Marcos Lucas João 46 Cerca da hora nona, bradou Jesus em alta voz, dizendo: Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? 47 Alguns dos que ali estavam, ouvindo isso, diziam: Ele chama por Elias. 48 E logo correu um deles, tomou uma esponja, ensopou-a em vinagre e, pondo-a numa cana, dava-lhe de beber. 28 Depois, sabendo Jesus que todas as coisas já estavam consumadas, para que se cumprisse a Escritura, disse: Tenho sede. 50 De novo bradou Jesus com grande voz, e entregou o espírito. 46 Jesus, clamando com grande voz, disse: Pai, nas tuas mãos entrego o meu espírito. E, havendo dito isso, expirou. 30 Então Jesus, depois de ter tomado o vinagre, disse: está consumado. E, inclinando a cabeça, entregou o espírito. Diferenças nas versões canónicas
  • 13. 13 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Pai, perdoa-lhes; porque não sabem o que fazem. As forças espirituais de intenções criminosas reuniam-se para travar combate com o Cordeiro desde o domingo da entrada triunfal em Jerusalém. As hordas desenfreadas dos espíritos imperfeitos e obsessores galvanizavam no ódio quantos as queriam ouvir. (…) No bárbaro espectáculo, os pretensos dominadores da erraticidade inferior crêem-se vitoriosos, ao suporem que definitivamente, com a morte do Cristo, edificavam os alicerces dos seus domínios no mundo. As palavras de Jesus
  • 14. 14 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz As palavras de Jesus Quando o clímax da tarde de horror atemorizou as testemunhas da tragédia, … ... o olhar do Messias penetrou os promotores reais de toda a cena, aqueles que transitavam livres das roupagens físicas… – Perdoa-os, meu Pai. Eles não sabem o que fazem.
  • 15. 15 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz O perdão não era apenas dirigido aos crucificadores, mas, também, aos desertores e negadores, aos receosos, aos ingratos e aos maledicentes, aos insensatos e aos rebeldes… Na sua prece por eles, Jesus alcançava os promotores desencarnados da maldade perpetrada... O perdão doado na culminância da cruz, é a aliança inquebrável da união do Seu amor com todos nós. QUANDO VOLTAR A PRIMAVERA: 18 As palavras de Jesus
  • 16. 16 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Em verdade te digo que hoje estarás comigo no paraíso. As palavras de Jesus O que é mais relevante nesta frase proferida por Jesus, não é tanto o seu conteúdo, mas o facto dela ter sido dita a um réprobo, a um ladrão que estava a ser condenado pelos seus crimes... e ao qual o Cristo abre as portas do Paraíso!
  • 17. 17 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Nesta lição do calvário, o Mestre renova a definição de paraíso. Noutra passagem já havia explicado que o Reino Divino não era alcançado por aparências exteriores. Inicia-se, desenvolve-se e consolida-se, em resplendores eternos, no imo do coração de cada um, e naquela hora de sacrifício culminante, o bom ladrão rendeu-se incondicionalmente a Jesus Cristo. PÃO NOSSO: 81 As palavras de Jesus
  • 18. 18 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Também Tomé, junto da cruz, auxilia-nos a compreender o alcance total deste gesto. Quando o apóstolo recebia com lágrimas o olhar carinhoso de Jesus no sacrifício, lembrou-se da tarde em que haviam comentado o problema da fé, e as diferenças entre os que criam, e os que apenas buscavam sinais. (…) Ao escutar as palavras do bom ladrão, o discípulo escutou intimamente: - Vez, Tomé? Quando todos os homens da lei não me compreenderam e quando os meus próprios discípulos me abandonaram, eis que encontrou a confiança leal no peito de um ladrão!… BOA NOVA: 28 As palavras de Jesus
  • 19. 19 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Mãe, eis aí teu filho. Filho, eis aí tua mãe. Maria reparou que alguém lhe pousara as mãos, de leve, sobre os ombros. Deparou-se- lhe a figura de João que lhe As palavras de Jesus estendia os braços amorosos e reconhecidos. Maria deixou- se enlaçar e ambos, em gesto súplice, buscaram ansiosamente a luz daqueles olhos misericordiosos. Foi aí que a fronte de Jesus se moveu vagarosamente, revelando perceber a ansiedade daquelas almas.
  • 20. 20 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz O grande evangelista que o Mestre, na sua derradeira lição, ensinava que o amor universal era o sublime coroamento de sua obra. No futuro, a claridade do Reino de Deus revelaria aos homens a necessidade da cessação de todo o egoísmo e que, no santuário de cada coração, deveria existir a mais abundante cota de amor. Não só para o círculo familiar, senão também para com todos os necessitados do mundo, e no templo de cada habitação permanecerá a fraternidade real, para que a assistência recíproca se pratique na Terra sem serem precisos os edifícios exteriores. BOA NOVA: 30 As palavras de Jesus
  • 21. 21 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Eli, Eli, lamá sabactani; isto é, Deus meu, Deus meu, por que me desamparaste? Duas possibilidades são possíveis: - Ou esta frase é empregue por Jesus para dar cumprimento às escrituras; - Ou ela não foi, na realidade, proferida por Jesus. As palavras de Jesus
  • 22. 22 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Seguindo a primeira hipótese, importa realçar alguns aspectos importantes: - Kardec admite como possível este momento, sendo revelador da dupla condição (humano e divino) em que Jesus se encontrava naquele instante; - Ela apenas aparece nos Evangelhos de Mateus e Marcos; - O texto de Marcos deriva do de Mateus, pelo que a concordância entre ambos não deve ser entendida como um reforço desta possibilidade; - Mateus encontrava-se muito distante do local da crucificação, enquanto João e as fontes de Lucas (Maria e João), estavam junto do Cristo no instante da crucificação; As palavras de Jesus
  • 23. 23 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz - Porque neste trecho é inserida a expressão original? E porquê a necessidade de não abdicar da tradução? - Esta é a única citação de Jesus nos textos destes Evangelistas! Tal inclusão sugestiona a dúvida da autenticidade desta passagem no texto original – uma recolha errada de testemunhos por parte de Mateus, ou talvez inserida por um copista mais zeloso. As palavras de Jesus
  • 24. 24 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Talvez se tenha verificado a segunda hipótese: Jesus não proferiu tal expressão. - Esta frase pode ter sido proferida, não por Jesus, mas por Dimas - o bom ladrão, recorrendo a uma expressão normalmente empregue pelos judeus; - Não parece coerente que, tão próximo do final da sua missão, com o semblante sofrido mas sereno, Jesus contradissesse, pela única vez, todos os seus ensinamentos; - A espiritualidade nunca comentou esta passagem tão destoante, ao contrário de todas as outras passíveis de criar controvérsia. As palavras de Jesus
  • 25. 25 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Tenho sede. Tal expressão apenas parece ter sido empregue para dar cumprimento às profecias antigas. As palavras de Jesus Não lhe é atribuída, pela espiritualidade, qualquer significado relevante, pois nunca foi comentada.
  • 26. 26 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Pai, nas Tuas mãos entrego o meu espírito. Tudo está consumado. A missão de Jesus chega finalmente ao fim, depois deste testemunho de Fé e Amor, necessário para impulsionar uma revolução que contagiou, desde esse instante, toda a Humanidade, começando nos que com Ele tinham fraquejado na véspera. Repare-se, contudo, que nenhum dos Evangelistas refere que Jesus morreu... Todos dizem que - entregou o espírito, como se este seguisse um rumo diferente do corpo, testemunhando a imortalidade. As palavras de Jesus
  • 27. 27 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Senhor, numerosos homens de importância estão na localidade e desejam o sinal de vossa missão divina. Mestre, qual será então a nossa senha? Como provar às criaturas que o nosso esforço está com Deus? – Uma só lágrima, que console e esclareça um coração atormentado – explicou Jesus - vale mais do que um sinal imenso no céu, destinado tão somente a impressionar a criatura. - A nossa senha Tomé, é a própria exemplificação na humildade e no trabalho. Quando quiseres esclarecer alguém, nunca lhe mostres que sabes alguma coisa; sofre, porém, com as suas dores. A redenção consiste em amar intensamente. Outros factos – A mensagem a Tomé
  • 28. 28 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Sentindo o coração ferido de remorsos acervos, disfarçou-se e incorporou o cortejo. Seguiu sempre até que o madeiro de ergueu, exibindo o Sentenciado no topo da colina. Tomé contemplou o Mestre e chorou discretamente; porém, como se o Cordeiro o buscasse, observou que O fitara e, magnetizado pela sua feição divina, avançou, hesitante. Com um olhar inesquecível, Jesus lhe mostrou as úlceras abertas, como sinal do sacrifício. Penosa emoção dominou a alma do discípulo. Aproximou-se ofegante da cruz e ouviu-O dizer-lhe, em voz quase imperceptível: - Tomé, no Evangelho do Reino, o sinal do Céu tem de ser o completo sacrifício de nós mesmos!... Outros factos – A mensagem a Tomé
  • 29. 29 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Nos momentos finais do horrendo espectáculo, três vultos luminosos se acercaram do madeiro de agonia, e um deles, jovem mulher iluminada, falou comovida: - Senhor, venho oferecer-Te o testemunho do meu fracasso na tarefa em que fui investida. Por toda a parte procurarei dar guarida aos corações que foram atraídos pela Tua palavra consoladora. Levantei ânimos e convoquei servidores ao trabalho da fraternidade. Desiludida dos homens, venho rogar-Te licença para seguir, ao Teu lado, na direcção aos campos esplendorosos da vida. Tu sabes, eu sou a Fé. Outros factos – Diálogo Espiritual
  • 30. 30 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz O Mestre, em agonia, fitou-a e sem dizer qualquer palavra olhou a segunda personagem. – Vivi todas as Tuas instruções e procurei remodelar os campos moral e emocional dos homens que Te seguiram. Vi muitos deles que estavam à beira do desespero e da loucura, mas graças à tua palavra de libertação, fi-los esperar por melhores dias. A outros, vergados ao luto da saudade e ao peso das agonias, consegui soerguer o ânimo e encorajá-los. Porque fracassei entre as criaturas, venho rogar-Te permissão para Te acompanhar na subida ao Altíssimo, abandonando a Terra… conforme de recordas, eu sou a Esperança! Outros factos – Diálogo Espiritual
  • 31. 31 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz A terceira visitante uniu- se às duas primeiras e expôs: - Por onde o teu olhar passeou ternura e amor, eu procurei alojamento e serviço. Outros factos – Diálogo Espiritual Jamais vacilei em ajudar, gerando simpatia, sustentando a Fé, e motivando a Esperança. Mesmo assim, em face do abandono a que todos de relegaram, a Ti recorro para sair deste mundo e voar na direcção das estrelas, para onde seguirás… bem recordas, eu sou a Caridade.
  • 32. 32 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz Naquele instante um ser de esplêndida beleza aproximou- se do Crucificado, e respeitoso falou emocionado: - Eu sou o anjo da Misericórdia, diz Senhor o que desejas do mundo, e eu o farei. Com a voz inaudível para os humanos, Jesus determinou comovido: - Fica no mundo, levando contigo a Fé, a Esperança e a Caridade, em Meu nome, para que os homens possam ter minoradas as suas dores e penas. Automaticamente, as três entidades-virtude abraçaram o anjo da Misericórdia e partiram. PELOS CAMINHOS DE JESUS: 23 Outros factos – Diálogo Espiritual
  • 33. 33 ÚLTIMAS PALAVRAS DE JESUS – A Mensagem Na Cruz A Mensagem na Cruz ensina: - Ser Misericordioso, perdoando a todos; - Arrependimento, guiado pela Fé; - Amor fraternal, a Esperança da humanidade; - A Caridade, prestada através do Sacrifício próprio; - Fé, Esperança, Caridade, Misericórdia e Imortalidade. Síntese da Mensagem
  • 34. FÉ, ESPERANÇA, CARIDADE, MESERICÓRDIA e IMORTALIDADE - a mensagem da cruz 09 de março de 2016