SlideShare uma empresa Scribd logo
Tópicos em Desenvolvimento de Software Vinícius Francisco Ornagui André Augusto Ferreira Cláudia Regina Salles João Marcos de Moraes Faculdade Anhanguera de Limeira Desenvolvimento de Sistemas para a Web Prof. Geraldo Aparecido Gimenez
SOA Arquitetura Orientada a Serviços
Arquitetura Tradicional  http://www.aqueleblogdesoa.com.br/wp-content/uploads/2008/11/arquitetura_tradicional.jpg
O que SOA não é Uma tecnologia Um produto ou plataforma Uma revolução Um WebService Puro marketing http://www.slideshare.net/Sensedia/governana-soa
Definição SOA é um conceito de arquitetura corporativo, que nos permite criar, padronizar, documentar serviços genéricos, únicos e interoperáveis, que possam de maneira fácil, ser reutilizados por diversas aplicações diferentes, sem a necessidade de ser desenvolvido novamente, tornando o processo de desenvolvimento mais ágil. http://outrolado.com.br/Artigos/a_melhor_definicao_do_que_e_soa
SOA Arquitetura Orientada:   expressa uma metodologia para desenvolvimento de software; Serviços:   é um panorama de todos os ativos de software de uma empresa; http://cio.uol.com.br/tecnologia/ 2006/07/17/idgnoticia.2006-07-17.3732358054/
Serviços   É uma função independente, sem estado que aceita uma ou mais requisições e devolve uma ou mais respostas através de uma interface padronizada e bem definida.  Não devem depender do estado de outras funções ou processos.  A tecnologia utilizada para prover o serviço, tal como uma linguagem de programação, não pode fazer parte da definição do serviço. SOA - Conceitos http://pt.wikipedia.org/wiki/Service-oriented_architecture
Serviços: São reutilizáveis; Compartilham um contrato formal; Possuem baixo acoplamento; Abstraem a lógica; São capazes de se compor; São autônomos; Evitam alocação de recursos por longos períodos; SOA - Conceitos http://www.seedts.com/
SOA - Conceitos Aplicações devem ser disponibilizadas na forma de serviços. Serviços acessíveis através de web services ou outra forma de comunicação entre aplicações. Utiliza o paradigma request/reply para estabelecer a comunicação entre os sistemas. Uma implementação de SOA pode se utilizar de qualquer tecnologia padronizada baseada em web. O SOA coloca a prestação de serviço como eixo de todo o negócio, dando destaque à gestão de serviços e ao cliente. http://pt.wikipedia.org/wiki/Service-oriented_architecture
Conceituação A orientação a serviços é uma abordagem para organizar recursos distribuídos de TI em uma solução integrada que distribui e seleciona diversas  informações, maximizando a agilidade dos negócios. A orientação a serviços dividem os recursos de TI em módulos, criando processos de negócios interligados e que se unem formando  informações necessárias para o bom funcionamento entre sistemas.  http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview.mspx#E4
Conceituação É muito importante que uma arquitetura bem modelada orientada a serviços produza soluções para processos de negócios sem haver uma característica dominante perante a estrutura utilizada, pois a mesma solução irá ser utilizada para outros tipos de aplicações, gerando assim a agilidade nos processos. http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview.mspx#E4
Conceituação A Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) possibilita também o fornecimento de uma nova geração de aplicações dinâmicas (conhecidas como aplicações compostas). Que é um Serviço composto de vários outros pequenos serviços / componentes todos eles unidos buscando uma resposta ao serviço solicitado pelo usuário. Estas aplicações proporcionam aos usuários finais percepções e informações mais detalhadas e precisas de processos, bem como a flexibilidade necessária para acessar estas informações da forma mais adequada e ágil.  http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview.mspx#E4
Conceituação Tais aplicações possibilitam  às empresas melhorar de maneira automática, cada vez mais as tarefas manuais para possibilitar uma visão sólida de clientes e relações com parcerias, também organizar serviços de negócios compatíveis com políticas internas e regulamentações externas. A conclusão  é o alto desempenho, agilidade e a diminuição de custos para as empresas que utilizam essa abordagem tornando-as em um nível superior as demais no mercado. http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview. mspx #E4
Conceituação 1. Três boas práticas essenciais: Primeiro: use SOA para minimizar o futuro custo de mudanças em uma ou duas áreas críticas. Segundo: crie um pequeno grupo, um “Centro de Excelência SOA” para liderar esses projetos, desenvolver os conhecimentos necessários e educar todos os envolvidos. Terceiro: faça com que esse centro colabore com as áreas de negócio para aprender quais são os problemas mais adequados para resolver. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
Conceituação 2. Como provar a importância de SOA:  a arquitetura facilita processos e diminui redundâncias no desenvolvimento e integração das aplicações, possibilitando às empresas continuar operando e talvez até expandir suas operações, sem aumentar o quadro de funcionários para desenvolver novos serviços ou mantê-los. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
Conceituação 3. Pense em longo prazo:  SOA é uma metodologia de TI de longo prazo e não deve ser suscetível a flutuações econômicas de curto prazo. As empresas que reconhecem SOA como uma estratégia fundamental, continuarão investindo nessa iniciativa e serão mais competitivas. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
Conceituação 4. Destaque o Retorno do Investimento (ROI):  dar visibilidade aos sistemas legados por meio de interfaces ou extrair processos e serviços em domínios existentes, possibilita a mudança de processos sem custos elevados e com respostas rápidas. Fazendo isso, o número e tipos de projetos de alto valor agregado se tornam óbvios. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
5. Plug-and-play SOA:  para provar seu valor durante uma recessão, SOA terá que se tornar plug-and-play no coração do serviço de cada área de negócios: integração, BPM, governança etc.  Conceituação http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
Conceituação 6. SOA é necessária em tempos difíceis:  todos querem o orçamento de TI alavancando projetos, em vez de reinventando, reintegrando e reconstruindo a roda. Quanto mais madura a iniciativa, menor a energia a ser gasta. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
Principais características Atividades de negócio são realizadas através de uma série de serviços que possuem maneiras bem definidas de “pedir” e “responder” informações . Não interessa como o serviço foi implementado, contanto que ele responda aos comandos da forma correta com a qualidade necessária. Isto significa que o serviço precisa ser adequadamente seguro e confiável, além de rápido o suficiente. Isto faz de SOA uma abordagem ideal para ser utilizada em um ambiente de TI que possua hardware e software de múltiplos fabricantes. As idéias tem suas origens na metade dos anos 80. http://www.pr.senai.br/posgraduacao/uploadAddress/Introducao%20ao%20SOA%5B31574%5D. pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01
Natanael Fonseca
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
Marcelo Yamaguti
 
Aula 01 - Introdução ao Sistema de Informação
Aula 01 - Introdução ao Sistema de InformaçãoAula 01 - Introdução ao Sistema de Informação
Aula 01 - Introdução ao Sistema de Informação
Daniel Brandão
 
Sistemas Distribuídos baseados na Web
Sistemas Distribuídos baseados na WebSistemas Distribuídos baseados na Web
Sistemas Distribuídos baseados na Web
Rafael Chagas
 
Gerência de Configuração
Gerência de ConfiguraçãoGerência de Configuração
Gerência de Configuração
Wagner Zaparoli
 
Introdução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de DadosIntrodução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de Dados
Ricardo Flores Zago, PMP, MSc
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
Rildo (@rildosan) Santos
 
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos BásicosDesenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Fabio Moura Pereira
 
Introdução sobre desenvolvimento web
Introdução sobre desenvolvimento webIntrodução sobre desenvolvimento web
Introdução sobre desenvolvimento web
Rodrigo Rodrigues
 
Business Intelligence
Business IntelligenceBusiness Intelligence
Cloud Computing - Computação em Nuvem
Cloud Computing - Computação em NuvemCloud Computing - Computação em Nuvem
Cloud Computing - Computação em Nuvem
CompanyWeb
 
Aula 1 - Introdução a POO
Aula 1 -  Introdução a POOAula 1 -  Introdução a POO
Aula 1 - Introdução a POO
Daniel Brandão
 
Introdução ao desenvolvimento Web
Introdução ao desenvolvimento WebIntrodução ao desenvolvimento Web
Introdução ao desenvolvimento Web
Sérgio Souza Costa
 
Módulo 12 - Introdução aos sistemas de informação
Módulo 12 - Introdução aos sistemas de informaçãoMódulo 12 - Introdução aos sistemas de informação
Módulo 12 - Introdução aos sistemas de informação
Luis Ferreira
 
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Adriano Tavares
 
Fundamentos da Engenharia de Software
Fundamentos da Engenharia de SoftwareFundamentos da Engenharia de Software
Fundamentos da Engenharia de Software
Álvaro Farias Pinheiro
 
DevOps: princípios e práticas para a Entrega Contínua
DevOps: princípios e práticas para a Entrega ContínuaDevOps: princípios e práticas para a Entrega Contínua
DevOps: princípios e práticas para a Entrega Contínua
Otávio Calaça Xavier
 
Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)
Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)
Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)
Helder da Rocha
 
Aula 3 banco de dados
Aula 3   banco de dadosAula 3   banco de dados
Aula 3 banco de dados
Jorge Ávila Miranda
 
Java orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)
Java   orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)Java   orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)
Java orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)
Armando Daniel
 

Mais procurados (20)

Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01Curso Java Básico - Aula 01
Curso Java Básico - Aula 01
 
Arquitetura de Software
Arquitetura de SoftwareArquitetura de Software
Arquitetura de Software
 
Aula 01 - Introdução ao Sistema de Informação
Aula 01 - Introdução ao Sistema de InformaçãoAula 01 - Introdução ao Sistema de Informação
Aula 01 - Introdução ao Sistema de Informação
 
Sistemas Distribuídos baseados na Web
Sistemas Distribuídos baseados na WebSistemas Distribuídos baseados na Web
Sistemas Distribuídos baseados na Web
 
Gerência de Configuração
Gerência de ConfiguraçãoGerência de Configuração
Gerência de Configuração
 
Introdução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de DadosIntrodução a Bancos de Dados
Introdução a Bancos de Dados
 
Mapa Mental Scrum
Mapa Mental ScrumMapa Mental Scrum
Mapa Mental Scrum
 
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos BásicosDesenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
Desenvolvimento de Sistemas Web - Conceitos Básicos
 
Introdução sobre desenvolvimento web
Introdução sobre desenvolvimento webIntrodução sobre desenvolvimento web
Introdução sobre desenvolvimento web
 
Business Intelligence
Business IntelligenceBusiness Intelligence
Business Intelligence
 
Cloud Computing - Computação em Nuvem
Cloud Computing - Computação em NuvemCloud Computing - Computação em Nuvem
Cloud Computing - Computação em Nuvem
 
Aula 1 - Introdução a POO
Aula 1 -  Introdução a POOAula 1 -  Introdução a POO
Aula 1 - Introdução a POO
 
Introdução ao desenvolvimento Web
Introdução ao desenvolvimento WebIntrodução ao desenvolvimento Web
Introdução ao desenvolvimento Web
 
Módulo 12 - Introdução aos sistemas de informação
Módulo 12 - Introdução aos sistemas de informaçãoMódulo 12 - Introdução aos sistemas de informação
Módulo 12 - Introdução aos sistemas de informação
 
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
Modelagem Arquitetural e Visão 4+1
 
Fundamentos da Engenharia de Software
Fundamentos da Engenharia de SoftwareFundamentos da Engenharia de Software
Fundamentos da Engenharia de Software
 
DevOps: princípios e práticas para a Entrega Contínua
DevOps: princípios e práticas para a Entrega ContínuaDevOps: princípios e práticas para a Entrega Contínua
DevOps: princípios e práticas para a Entrega Contínua
 
Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)
Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)
Curso de RESTful WebServices em Java com JAX-RS (Java EE 7)
 
Aula 3 banco de dados
Aula 3   banco de dadosAula 3   banco de dados
Aula 3 banco de dados
 
Java orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)
Java   orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)Java   orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)
Java orientação a objetos (associacao, composicao, agregacao)
 

Destaque

Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)
Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)
Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)
Marcelo Sávio
 
Soa - Arquitetura orientada a serviços
Soa - Arquitetura orientada a serviçosSoa - Arquitetura orientada a serviços
Soa - Arquitetura orientada a serviços
Fernando Palma
 
Introdução a Arquitetura Orientada a Serviços
Introdução a Arquitetura Orientada a ServiçosIntrodução a Arquitetura Orientada a Serviços
Introdução a Arquitetura Orientada a Serviços
Igor Takenami
 
SOA e Web Services
SOA e Web ServicesSOA e Web Services
SOA e Web Services
sergiocrespo
 
Soa Fundamentos
Soa FundamentosSoa Fundamentos
Soa Fundamentos
Rildo (@rildosan) Santos
 
A importância da Introperabilidade
A importância da IntroperabilidadeA importância da Introperabilidade
A importância da Introperabilidade
marcosgsantos
 
Billing: Evolução para Arquitetura SOA
Billing: Evolução para Arquitetura SOABilling: Evolução para Arquitetura SOA
Billing: Evolução para Arquitetura SOA
Davi Silva
 
SOA for dummies
SOA for dummiesSOA for dummies
SOA for dummies
sravanthiHB
 
Soa conceitos
Soa conceitosSoa conceitos
Soa conceitos
João Abussamra Neto
 
Segurança em sistemas distribuidos
Segurança em sistemas distribuidosSegurança em sistemas distribuidos
Segurança em sistemas distribuidos
Jerry Adrianni das Neves
 
Programação Orientada a Objetos
Programação Orientada a ObjetosProgramação Orientada a Objetos
Programação Orientada a Objetos
Igor Takenami
 
Arquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NET
Arquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NETArquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NET
Arquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NET
Renato Groff
 
Introdução a Gerência de Configuração
Introdução a Gerência de ConfiguraçãoIntrodução a Gerência de Configuração
Introdução a Gerência de Configuração
Igor Takenami
 
Introdução a Testes de Software
Introdução a Testes de SoftwareIntrodução a Testes de Software
Introdução a Testes de Software
Igor Takenami
 
Desenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOSDesenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOS
Igor Takenami
 
Introdução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de SoftwareIntrodução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de Software
Igor Takenami
 
Introdução ao RUP
Introdução ao RUPIntrodução ao RUP
Introdução ao RUP
Igor Takenami
 
Basic introduction to SOA
Basic introduction to SOABasic introduction to SOA
Basic introduction to SOA
Joaquin Rincon
 
A Comprehensive Introduction to Everything SOA
A Comprehensive Introduction to Everything SOAA Comprehensive Introduction to Everything SOA
A Comprehensive Introduction to Everything SOA
Mehmet Akyuz
 
Gestão de Serviços
Gestão de ServiçosGestão de Serviços
Gestão de Serviços
Wagner Gonsalez
 

Destaque (20)

Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)
Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)
Arquitetura Orientada a Servicos (SOA)
 
Soa - Arquitetura orientada a serviços
Soa - Arquitetura orientada a serviçosSoa - Arquitetura orientada a serviços
Soa - Arquitetura orientada a serviços
 
Introdução a Arquitetura Orientada a Serviços
Introdução a Arquitetura Orientada a ServiçosIntrodução a Arquitetura Orientada a Serviços
Introdução a Arquitetura Orientada a Serviços
 
SOA e Web Services
SOA e Web ServicesSOA e Web Services
SOA e Web Services
 
Soa Fundamentos
Soa FundamentosSoa Fundamentos
Soa Fundamentos
 
A importância da Introperabilidade
A importância da IntroperabilidadeA importância da Introperabilidade
A importância da Introperabilidade
 
Billing: Evolução para Arquitetura SOA
Billing: Evolução para Arquitetura SOABilling: Evolução para Arquitetura SOA
Billing: Evolução para Arquitetura SOA
 
SOA for dummies
SOA for dummiesSOA for dummies
SOA for dummies
 
Soa conceitos
Soa conceitosSoa conceitos
Soa conceitos
 
Segurança em sistemas distribuidos
Segurança em sistemas distribuidosSegurança em sistemas distribuidos
Segurança em sistemas distribuidos
 
Programação Orientada a Objetos
Programação Orientada a ObjetosProgramação Orientada a Objetos
Programação Orientada a Objetos
 
Arquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NET
Arquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NETArquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NET
Arquitetura de Serviços - SOA, REST, Microservices e a plataforma .NET
 
Introdução a Gerência de Configuração
Introdução a Gerência de ConfiguraçãoIntrodução a Gerência de Configuração
Introdução a Gerência de Configuração
 
Introdução a Testes de Software
Introdução a Testes de SoftwareIntrodução a Testes de Software
Introdução a Testes de Software
 
Desenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOSDesenvolvimento para iOS
Desenvolvimento para iOS
 
Introdução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de SoftwareIntrodução a Qualidade de Software
Introdução a Qualidade de Software
 
Introdução ao RUP
Introdução ao RUPIntrodução ao RUP
Introdução ao RUP
 
Basic introduction to SOA
Basic introduction to SOABasic introduction to SOA
Basic introduction to SOA
 
A Comprehensive Introduction to Everything SOA
A Comprehensive Introduction to Everything SOAA Comprehensive Introduction to Everything SOA
A Comprehensive Introduction to Everything SOA
 
Gestão de Serviços
Gestão de ServiçosGestão de Serviços
Gestão de Serviços
 

Semelhante a SOA - Arquitetura Orientada a Serviços

Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOASistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Adriano Teixeira de Souza
 
SOA
SOASOA
Aumentando escalabilidade com SOA
Aumentando escalabilidade com SOAAumentando escalabilidade com SOA
Aumentando escalabilidade com SOA
Hugo Marques
 
possibilitando negócios ágeis e inteligentes
possibilitando negócios ágeis e inteligentespossibilitando negócios ágeis e inteligentes
possibilitando negócios ágeis e inteligentes
Kellvyn Pereira
 
SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...
SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...
SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...
Michel Azevedo
 
Taking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviçosTaking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviços
Taking
 
Apresentação SOA
Apresentação SOAApresentação SOA
Apresentação SOA
proxypt
 
SOA
SOASOA
SOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented ArchitectureSOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented Architecture
Hugo Rodrigues
 
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc  Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
guest880159
 
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc  Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
guest880159
 
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Glauco Vinicius Argentino de Oliveira
 
Como Trazer o Legado para SOA
Como Trazer o Legado para SOAComo Trazer o Legado para SOA
Como Trazer o Legado para SOA
Davi Silva
 
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia EmpresarialPortais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Marcelo Pimenta (menta90)
 
Saa s software como serviço (slides)
Saa s   software como serviço (slides)Saa s   software como serviço (slides)
Saa s software como serviço (slides)
Daniela Nunes
 
Apresentação Bis Tecnologia
Apresentação Bis TecnologiaApresentação Bis Tecnologia
Apresentação Bis Tecnologia
BIS Tecnologia em Sistemas
 
Palestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementação
Palestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementaçãoPalestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementação
Palestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementação
André Lima
 
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à ServiçoEstudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
jeanstreleski
 
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Carlos Hisamitsu
 
Arquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviçoArquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviço
cadeirudo
 

Semelhante a SOA - Arquitetura Orientada a Serviços (20)

Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOASistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
Sistemas Distribuídos - Comunicação Distribuída – SOA
 
SOA
SOASOA
SOA
 
Aumentando escalabilidade com SOA
Aumentando escalabilidade com SOAAumentando escalabilidade com SOA
Aumentando escalabilidade com SOA
 
possibilitando negócios ágeis e inteligentes
possibilitando negócios ágeis e inteligentespossibilitando negócios ágeis e inteligentes
possibilitando negócios ágeis e inteligentes
 
SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...
SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...
SOA na Prática – Criando uma Aplicação BPMN com Bonita Open Solution, Mule ES...
 
Taking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviçosTaking - Portfólio de serviços
Taking - Portfólio de serviços
 
Apresentação SOA
Apresentação SOAApresentação SOA
Apresentação SOA
 
SOA
SOASOA
SOA
 
SOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented ArchitectureSOA - Service Oriented Architecture
SOA - Service Oriented Architecture
 
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc  Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
 
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc  Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
Palestra sobre a SOA foi destaque no Ciasc
 
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
Estudo da aplicação da arquitetura orientada a serviços em um sistema de gest...
 
Como Trazer o Legado para SOA
Como Trazer o Legado para SOAComo Trazer o Legado para SOA
Como Trazer o Legado para SOA
 
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia EmpresarialPortais Corporativos e Estratégia Empresarial
Portais Corporativos e Estratégia Empresarial
 
Saa s software como serviço (slides)
Saa s   software como serviço (slides)Saa s   software como serviço (slides)
Saa s software como serviço (slides)
 
Apresentação Bis Tecnologia
Apresentação Bis TecnologiaApresentação Bis Tecnologia
Apresentação Bis Tecnologia
 
Palestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementação
Palestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementaçãoPalestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementação
Palestra UNIBERO (SP) - SOA: Conceito e prática na implementação
 
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à ServiçoEstudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
Estudo de Caso - Arquitetura Orientada à Serviço
 
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
Artigo - Arquitetura Orientada a Serviços (Estudo de Caso)
 
Arquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviçoArquitetura orientada a serviço
Arquitetura orientada a serviço
 

SOA - Arquitetura Orientada a Serviços

  • 1. Tópicos em Desenvolvimento de Software Vinícius Francisco Ornagui André Augusto Ferreira Cláudia Regina Salles João Marcos de Moraes Faculdade Anhanguera de Limeira Desenvolvimento de Sistemas para a Web Prof. Geraldo Aparecido Gimenez
  • 3. Arquitetura Tradicional http://www.aqueleblogdesoa.com.br/wp-content/uploads/2008/11/arquitetura_tradicional.jpg
  • 4. O que SOA não é Uma tecnologia Um produto ou plataforma Uma revolução Um WebService Puro marketing http://www.slideshare.net/Sensedia/governana-soa
  • 5. Definição SOA é um conceito de arquitetura corporativo, que nos permite criar, padronizar, documentar serviços genéricos, únicos e interoperáveis, que possam de maneira fácil, ser reutilizados por diversas aplicações diferentes, sem a necessidade de ser desenvolvido novamente, tornando o processo de desenvolvimento mais ágil. http://outrolado.com.br/Artigos/a_melhor_definicao_do_que_e_soa
  • 6. SOA Arquitetura Orientada: expressa uma metodologia para desenvolvimento de software; Serviços: é um panorama de todos os ativos de software de uma empresa; http://cio.uol.com.br/tecnologia/ 2006/07/17/idgnoticia.2006-07-17.3732358054/
  • 7. Serviços É uma função independente, sem estado que aceita uma ou mais requisições e devolve uma ou mais respostas através de uma interface padronizada e bem definida. Não devem depender do estado de outras funções ou processos. A tecnologia utilizada para prover o serviço, tal como uma linguagem de programação, não pode fazer parte da definição do serviço. SOA - Conceitos http://pt.wikipedia.org/wiki/Service-oriented_architecture
  • 8. Serviços: São reutilizáveis; Compartilham um contrato formal; Possuem baixo acoplamento; Abstraem a lógica; São capazes de se compor; São autônomos; Evitam alocação de recursos por longos períodos; SOA - Conceitos http://www.seedts.com/
  • 9. SOA - Conceitos Aplicações devem ser disponibilizadas na forma de serviços. Serviços acessíveis através de web services ou outra forma de comunicação entre aplicações. Utiliza o paradigma request/reply para estabelecer a comunicação entre os sistemas. Uma implementação de SOA pode se utilizar de qualquer tecnologia padronizada baseada em web. O SOA coloca a prestação de serviço como eixo de todo o negócio, dando destaque à gestão de serviços e ao cliente. http://pt.wikipedia.org/wiki/Service-oriented_architecture
  • 10. Conceituação A orientação a serviços é uma abordagem para organizar recursos distribuídos de TI em uma solução integrada que distribui e seleciona diversas informações, maximizando a agilidade dos negócios. A orientação a serviços dividem os recursos de TI em módulos, criando processos de negócios interligados e que se unem formando informações necessárias para o bom funcionamento entre sistemas. http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview.mspx#E4
  • 11. Conceituação É muito importante que uma arquitetura bem modelada orientada a serviços produza soluções para processos de negócios sem haver uma característica dominante perante a estrutura utilizada, pois a mesma solução irá ser utilizada para outros tipos de aplicações, gerando assim a agilidade nos processos. http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview.mspx#E4
  • 12. Conceituação A Arquitetura Orientada a Serviços (SOA) possibilita também o fornecimento de uma nova geração de aplicações dinâmicas (conhecidas como aplicações compostas). Que é um Serviço composto de vários outros pequenos serviços / componentes todos eles unidos buscando uma resposta ao serviço solicitado pelo usuário. Estas aplicações proporcionam aos usuários finais percepções e informações mais detalhadas e precisas de processos, bem como a flexibilidade necessária para acessar estas informações da forma mais adequada e ágil. http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview.mspx#E4
  • 13. Conceituação Tais aplicações possibilitam às empresas melhorar de maneira automática, cada vez mais as tarefas manuais para possibilitar uma visão sólida de clientes e relações com parcerias, também organizar serviços de negócios compatíveis com políticas internas e regulamentações externas. A conclusão é o alto desempenho, agilidade e a diminuição de custos para as empresas que utilizam essa abordagem tornando-as em um nível superior as demais no mercado. http://www.microsoft.com/brasil/servidores/biztalk/solutions/soa/overview. mspx #E4
  • 14. Conceituação 1. Três boas práticas essenciais: Primeiro: use SOA para minimizar o futuro custo de mudanças em uma ou duas áreas críticas. Segundo: crie um pequeno grupo, um “Centro de Excelência SOA” para liderar esses projetos, desenvolver os conhecimentos necessários e educar todos os envolvidos. Terceiro: faça com que esse centro colabore com as áreas de negócio para aprender quais são os problemas mais adequados para resolver. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
  • 15. Conceituação 2. Como provar a importância de SOA: a arquitetura facilita processos e diminui redundâncias no desenvolvimento e integração das aplicações, possibilitando às empresas continuar operando e talvez até expandir suas operações, sem aumentar o quadro de funcionários para desenvolver novos serviços ou mantê-los. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
  • 16. Conceituação 3. Pense em longo prazo: SOA é uma metodologia de TI de longo prazo e não deve ser suscetível a flutuações econômicas de curto prazo. As empresas que reconhecem SOA como uma estratégia fundamental, continuarão investindo nessa iniciativa e serão mais competitivas. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
  • 17. Conceituação 4. Destaque o Retorno do Investimento (ROI): dar visibilidade aos sistemas legados por meio de interfaces ou extrair processos e serviços em domínios existentes, possibilita a mudança de processos sem custos elevados e com respostas rápidas. Fazendo isso, o número e tipos de projetos de alto valor agregado se tornam óbvios. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
  • 18. 5. Plug-and-play SOA: para provar seu valor durante uma recessão, SOA terá que se tornar plug-and-play no coração do serviço de cada área de negócios: integração, BPM, governança etc. Conceituação http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
  • 19. Conceituação 6. SOA é necessária em tempos difíceis: todos querem o orçamento de TI alavancando projetos, em vez de reinventando, reintegrando e reconstruindo a roda. Quanto mais madura a iniciativa, menor a energia a ser gasta. http://www.baguete.com.br/artigosDetalhes.php?id=822
  • 20. Principais características Atividades de negócio são realizadas através de uma série de serviços que possuem maneiras bem definidas de “pedir” e “responder” informações . Não interessa como o serviço foi implementado, contanto que ele responda aos comandos da forma correta com a qualidade necessária. Isto significa que o serviço precisa ser adequadamente seguro e confiável, além de rápido o suficiente. Isto faz de SOA uma abordagem ideal para ser utilizada em um ambiente de TI que possua hardware e software de múltiplos fabricantes. As idéias tem suas origens na metade dos anos 80. http://www.pr.senai.br/posgraduacao/uploadAddress/Introducao%20ao%20SOA%5B31574%5D. pdf