SlideShare uma empresa Scribd logo
“Não quero que minha
casa seja cercada por
muros de todos os
lados e que as minhas
janelas estejam
tapadas. Quero que as
culturas de todos os
povos andem pela
minha casa com o
máximo de liberdade
possível”.
Gandhi (1869 – 1948)
SÍMBOLOS QUE IDENTIFICAM
ALGUMAS TRADIÇÕES
RELIGIOSAS E
MÍSTICO-FILOSÓFICAS
Sol – Símbolo do
poder da vida
As tradições
religiosas nativas, das
quais fazem parte as
tradições indígenas,
encontram sua
inspiração e relação
com o sagrado na
natureza. O sol
representa a fonte de
vida e de poder.
OM - O som sagrado
Este é um dos símbolos do
Hinduísmo e representa:
 a perfeição;
 a reunião de todos os sons;
 a semente de todas as preces
ou orações;
 os poderes divinos cósmicos
da criação, preservação e
destruição ou Trimurthi;
 o silêncio interior.
A Roda da Lei
É o símbolo do
Budismo, simboliza o
ciclo de renascimento,
chamado dharma que
segundo os seguidores
desta religião, Buda
colocou em
movimento.
Yin e yang ou
diagrama do Taiji –
Símbolo do Taoísmo,
representa o movimento
das energias presentes no
Universo, o equilíbrio das
forças ou polaridades.
O torii - Símbolo do
Xintoísmo
 indica a presença de um
santuário xintoísta nas
proximidades ou um lugar
considerado sagrado;
 a separação entre o espaço
profano e sagrado ou entre
o mundo dos homens e o
dos Kami.
O Enkan
Símbolo da Seicho-No-Ie
- representa:
 a unidade do Universo;
 as três religiões: Xintoísmo,
Budismo e Cristianismo.
Cruz de Cristo
A cruz é um dos
símbolos presente em
diversos tradições
cristãs, geralmente,
entre outros
significados, representa
a redenção da
humanidade e a vitória
de Cristo sobre a morte.
A cruz vazia simboliza a
ressurreição.
Estrela de Davi - ou Selo de
Salomão, é um dos símbolos do
Judaísmo:
 fulgura na bandeira do Estado de
Israel;
 era uma forma de acampamento
usado como estratégia militar para
proteger o tabernáculo durante a
peregrinação pelo deserto do povo
hebreu;
 representa a sabedoria;
 a relação Deus/humanidade;
 o aspecto masculino/feminino.
Lua Crescente
O hilal, lua crescente é o
símbolo do Islamismo, tem
relação com o calendário
lunar que ordena a vida
religiosa dos muçulmanos. O
Islamismo é uma religião que
propaga uma fiel e irrestrita
submissão a Allah (o único
Deus).
Estrela de Nove Pontas -
É um dos símbolos da Fé
Bahá’í, religião de caráter
universal, surgida no Oriente
Médio em meados do século
XIX. Simboliza o valor
numérico da palavra árabe
“bahá” (luz da glória)
considerado o número da
perfeição, porque equivale ao
maior dígito 9 (nove). Simboliza
também a unidade das religiões
e da Humanidade.
Símbolo da Rosacruz
Este símbolo representa o ser
humano e sua potencialidade
latente.
A Antiga Mística Ordem
Rosacruz - AMORC é uma
Tradição Místico-Filosófica,
uma escola de pensamento e
filosofia de vida que divulga
ensinamentos sobre as leis da
vida para que as pessoas
encontrem o sentido de uma
vida mais harmoniosa e feliz.
Símbolo da Maçonaria
Este símbolo representa os dois
princípios constituintes do
Universo: matéria e espírito
(esquadro e compasso);
No centro a sétima letra do nosso
alfabeto “G”, entre outros
significados representa:
 a concepção do Ser Supremo –
Grande Arquiteto do Universo;
 a Gravitação;
 a Geometria;
 a Geração...
OS TEXTOS SAGRADOS
Cada tradição
religiosa tem
seus próprios
textos sagrados,
os quais muitas
vezes, são
considerados
como fruto de
inspiração divina.
O texto sagrado nas Tradições
Indígenas
 É transmitido na forma oral;
 constitui-se de histórias míticas,
geralmente contadas pelos
anciões para preservar a
sabedoria e a tradição;
 Os mitos tratam da origem do
mundo e dos seres humanos, dos
fenômenos naturais e
sobrenaturais, como as pessoas
aprenderam a cultivar certos
produtos, quem instituiu as
regras sociais, os ritos religiosos,
entre outros.
EXEMPLO DE UM MITO
MITO DA ORIGEM DO MUNDO E DA
HUMANIDADE
Segundo o povo Dessâna (Amazônia)
No princípio o mundo não existia. As trevas cobriam
tudo. Enquanto não havia nada, apareceu a mulher por si
mesma. Isso aconteceu no meio das trevas. Ela apareceu
sustentando-se sobre o seu banco de quartzo branco.
Enquanto aparecia ela o cobriu com enfeites e o fez como um
quarto. Ela se chamava Yebá Burô, a Avó do Mundo ou Avó
da Terra.
Havia coisas misteriosas para ela criar por si mesma.
...Foi ela que pensou o futuro do mundo, sobre os futuros
seres. Depois de ter aparecido, ela começou a pensar sobre
como deveria ser o mundo.
O texto sagrado nas Tradições
Religiosas Afro-Brasileiras
 É transmitido oralmente e constitui-se de
mitos, canções, contos, danças,
provérbios e ritos para explicar e
perpetuar as crenças e tradições;
 Os mitos referem-se aos Orixás,
auxiliares e intermediários de Olorum, o
Supremo Criador e são identificados com
as forças da natureza e ancestrais
divinizados;
 Os mitos são narrados por parábolas que
personalizam os Orixás como heróis,
guerreiros e reis, masculinos e femininos;
 Acredita-se que os Orixás mantém uma
íntima relação com a comunidade
terreiro na qual se manifestam para doar
o Axé ou força vital.
Imagens ao lado: Acima Oxóssi e abaixo Yemanjá.
Exemplo de um mito das tradições religiosas
de matriz africana
Olorum era uma massa infinita de ar. Um dia, como por
encanto, lentamente, começou a respirar, e uma parte dessa
massa de ar transformou-se em água, dando origem a Orixalá.
O ar e a água continuavam a se mover, como uma dança;
e eles mesmos foram se misturando, se misturando e uma
parte deles, juntos e misturados, deu origem à lama.
Dessa lama surgiu uma bolha avermelhada. Olorum
maravilhou-se com essa bolha e soprou sobre ela o seu hálito
Emi e deu-lhe vida.
Essa forma, em permanente expansão e movimento, foi a
primeira dotada de existência individual. Era um rochedo
avermelhado de laterita: Exú.
Assim a existência de todas as coisas é inaugurada pelo
sopro do hálito Emi ou ar divino Ofurufú, produzindo a vida
nos planos visíveis e invisíveis. Extraído do Caderno N.º 7 , p. 22 – Curso de ER –
FONAPER.
Textos sagrados do Hinduísmo
 São os mais antigos livros sagrados do mundo,
aproximadamente 4.000 anos a.C.
 São quatro coleções de hinos, orações e fórmulas
ritualísticas, chamados Vedas ou Escrituras Védicas.
 O mais antigo, considerado também o mais sagrado
é o Rig Veda, o “filho do saber”, que contém mais
de mil hinos.
 Os outros textos de maior importância são as
Upanixades e dois extensos poemas, o Mahabharata
e o Ramayana.
 Os Vedas e os Upanixades são chamados textos
shruti, ou “ouvidos”. Acredita-se que um grupo de
sábios os ouviu de Brahma, muito tempo atrás.
 Os outros textos são conhecidos como shmriti, ou
“lembrados”.
 Durante milhares de anos, nenhum texto sagrado foi
escrito, mas decorados e passados boca a boca.
Textos sagrados do
Budismo
Existe uma vasta
literatura sobre o Budismo
que pode ser classificada
segundo estudiosos,
considerando a divisão
tradicional do Pali
Tripitaka, os três cestos
da sabedoria ou coleção
tríplice dos sutras (os
ensinamentos do próprio
Buda ou Dharma), do
vinaya (a disciplina) e do
abhidharma (a doutrina).
Texto do Zoroastrismo
 Zoroastrismo é a religião dos seguidores
do profeta Zoroastro, existiu
aproximadamente a 1200 ou 1400 antes
de Cristo, na antiga Pérsia, hoje Irã.
 Seus ensinamentos tradicionais
encontram-se no livro sagrado chamado
Avesta.
 Uma característica essencial do culto
zoroastrista é o uso do fogo como o mais
perfeito símbolo de Deus, se dá ênfase na
pureza física e na moral.
 O Avesta descreve um ensinamento sobre
um Deus totalmente bom, Ahura-Mazda
que se opõe ao mau Angra Mainyu.
UMA MENSAGEM DE
ZOROASTRO
“Com educação e talento
cria-se o poder necessário
para combater a injustiça e
parar a violência. Pelos
meus amigos e amigas
tenho esse poder!”
(Os Gathas, Cântico 5°, v. 16)
Texto sagrado do Taoísmo
O mais influente texto taoísta
é o famoso Tao Te Ching,
tradicionalmente atribuído a
Lao-Tsé, que se supõe ter
sido contemporâneo de
Confúcio. É, todavia,
impossível identificar com
precisão a autoria da obra ou
a data desse texto. De acordo
com o Tao Te Ching, a
essência e fonte do céu e da
terra, indomada e imutável,
pode chamar-se Tao.
UMA MENSAGEM
DO TAO TE CHING
(Cap.48)
Na busca do conhecimento, todos os
dias algo é adquirido,
Na busca do Tao, todos os dias algo é
deixado para trás.
E cada vez menos é feito
até se atingir a perfeita não-ação.
Quando nada é feito, nada fica por
fazer.
Domina-se o mundo deixando as
coisas seguirem o seu curso.
E não interferindo.
Texto sagrado do
Judaísmo
Tanach é o nome do
conjunto dos livros
que constituem os
textos sagrados no
Judaísmo e subdivide-
se em:
 Torá (a lei)
 Neviim (os profetas)
 Kituviim (os escritos)
Texto sagrado do
Cristianismo
 A Bíblia é o livro sagrado
dos cristãos, a palavra
Bíblia significa “Os
Livros”.
 Divide-se em duas partes:
Antigo Testamento e Novo
Testamento.
 A Bíblia na tradição cristã
católica possui 72 livros e
na tradição cristã
evangélica 66 livros.
UMA MENSAGEM
DA BÍBLIA
"Não te deixes
vencer pelo mal,
mas vence o mal
com o bem."
(Romanos 12:21)
LUGARES SAGRADOS DE
PEREGRINAÇÃO
ROMA - ITÁLIA
 Centro do Catolicismo;
 Possui diversas basílicas, a
principal a de São Pedro (Vaticano)
e as catacumbas;
 Nas catacumbas estão esculpidos
ícones da fé cristã como o peixe,
símbolo de Cristo, a âncora,
imagem da esperança, a pomba,
representação da alma que tem fé e
junto aos nomes nas sepulturas,
está a inscrição "In Cristo“
 Nas catacumbas segundo a
tradição, estão os restos mortais
dos apóstolos Pedro e Paulo.
 O Coliseu é uma das importantes
atrações turísticas de Roma.
SANTIAGO DE
COMPOSTELA - ESPANHA
 Um caminho de peregrinação
que termina na Catedral onde
acredita-se está enterrado o
corpo de São Tiago.
 Um centro internacional de
peregrinação.
 É um percurso ecumênico.
 Compostela significa campo de
estrela
JERUSALÉM – PALESTINA
 Conhecida como Cidade
Santa.
 Cenário de conflitos entre
judeus, cristãos e
muçulmanos.
 Foi invadida e destruída em
cinco ocasiões.
 Atrai anualmente milhões de
peregrinos;
 O Muro das Lamentações é
um importante ponto turístico
e religioso.
MECA - ARÁBIA
SAUDITA
 Principal centro de
peregrinação dos
muçulmanos.
 Nela fica o santuário da
Caaba.
 A peregrinação à Meca
acontece a treze séculos
interruptos.
Benares – Índia
 É a cidade considerada
pelos hindus a mais
sagrada do mundo.
 No Rio Ganges acontece
o banho ritual de
purificação.
 As cinzas dos parentes
falecidos é lançada nas
águas do Ganges.
 Para os hindus morrer em
Benares é a maior bênção.
 Acredita-se que a
divindade Shiva escolheu
Benares para ser sua
morada na Terra.
Lhasa – Tibete
 Foi o local da residência do
mais importante líder dos
budistas tibetanos, Dalai
Lama.
 Lhasa é considerada a
“Terra Pura de
Avalokitesvara”, o
bodhisattva da compaixão.
 Possui vários templos, o
principal é o templo Jokang.
Vale do Amanhecer – Brasil
 Um lugar de mística e espiritualidade.
 Situa-se em Planaltina, a 50
quilômetros de Brasília.
 É habitado por adeptos da doutrina
fundada em 1958 por Neiva Chaves
Zelaya, a Tia Neiva.
 Nos rituais os adeptos usam
vestimentas que identificam os
estágios de conhecimento e funções
que realizam.
 A doutrina atrai turistas, curiosos e
muitos que buscam soluções
espirituais para seus problemas.
 Existem 390 templos no Brasil e três
na Bolívia, Portugal e Japão, com
mais de 120 mil seguidores.
Templo da LBV - Brasília
 Conhecido como Templo da Paz ou a
Pirâmide dos Espíritos Luminosos.
 Um monumento de notável beleza, ponto
de referência e peregrinação ecumênica.
 Foi edificado em forma de uma pirâmide
de sete faces.
 Em seu pináculo encontra-se um cristal
puro, aproximadamente com 21 quilos.
 Na entrada há duas esculturas formando a
representação do Trono e do Altar de
Deus, localizadas ao final de um caminho
em espiral. Há também no seu interior
uma fonte de água energizada.
Aparecida do Norte - Brasil
 Um importante centro católico
de peregrinação.
 Ali é venerada uma imagem da
Mãe de Jesus que foi
encontrada por pescadores nas
águas do rio Paraíba em 1717.
 A devoção iniciou-se entre
pessoas humildes e a devoção
se espalhou entre os católicos
pelo Brasil afora.
 Acolhe milhões de romeiros
vindos de todo o Brasil.
 Nossa Senhora de Aparecida é
considerada a padroeira do
Brasil pelos católicos.
Juazeiro do Norte
Centro de peregrinação originado a
partir da figura de um famoso padre,
Cícero Romão Batista, chamado de
“Padim Ciso” pelos devotos.
Quando em vida era orientador,
defensor e líder espiritual do povo
pobre do sertão nordestino.
Desde a sua morte em 1934, Juazeiro
tornou-se um centro de romaria
popular. No dia dos finados acontece
uma procissão reunindo uma
multidão de romeiros.
Num horto há uma grande estátua do
Padre Cícero.
A romaria não deixa de ser uma
reação do povo humilde contra a
situação de injustiça social.
AS CORES E SEUS SÍMBOLOS
Branco: muitas
vezes associado à
pureza e verdade. O
branco também é a
cor do vestido da
noiva, da roupa
utilizada na
umbanda, da roupa
utilizada pelas
“baianas”
candomblecistas que
vendem acarajé
(comida típica de
Iansã).
Preto: lembra a noite,
os mistérios, o
inconsciente.
Representa, muitas
vezes, o poder
feminino da criação. É
no escuro do ventre
materno que nova vida
é gerada.
Vermelho: é a
representação da
vitalidade, do
entusiasmo, agressivo
e exuberante é a cor
do sangue e da paixão.
Em algumas tradições
indígenas o vermelho
é retirado de sementes
de urucum, a palavra
urucu significa
vermelho.
Verde: é uma cor mais
tranqüila e sedante. Evoca
vegetação e frescor, é uma
cor calma, indiferente, não
transmite alegria, tristeza ou
paixão. No budismo Tara
(deusa) aparece em
diferentes cores, com
significados variando
conforme a cor na qual
aparece. A Tara verde mostra
sua capacidade de dar a
todos que necessitam. No
budismo a cor verde está
associada a atividades e
realizações. A Tara verde é
invocada para remover
obstáculos, para proteção em
situações de medo.
Amarelo: é a cor mais
luminosa, alegre, vital e
tonificante. É a cor do
sol e da luz. Muitas
vezes, os homens e
mulheres santos, gurus e
até mesmo os deuses são
retratados em ouro (cor
nobre) enfatizando seu
esplendor espiritual.
Nesta imagem temos
Mahavira (Jainismo)
representado em sua
essência divina.
O azul é símbolo da
profundidade.
Provoca tranqüilidade
e uma gravidade
sedante. Quanto mais
escuro, mais atrai para
o infinito. Quanto
mais se clarifica, mais
se torna indiferente.
Nesta imagem temos a
representação de
Iemanjá, a rainha do
mar, para as culturas
afro-brasileiras.
Violeta: representa a busca de
equilibro entre as instâncias
do pensar e do sentir. Liga o
mundo material (vemelho) ao
mundo espiritual (azul), da
mistura do vermelho com o
azul obtemos o violeta. Nesta
imagem aparece o
mapeamento dos centros de
energia do corpo conforme a
cultura védica divulga. Em
cima da cabeça está o centro
energético mais alto;
conhecido como chakra
coronário ou Sahashara –
Lótus de Mil Pétalas e sua cor
é o violeta.
A FRATERNIDADE NOS TEXTOS
SAGRADOS
“Um amigo é um
grande tesouro e
deve ser estimado
como um irmão.
Deve-se fazer de
homens bons amigos
íntimos, irmãos.”
Budismo
“Todos os homens são
irmãos. Se alguém tem
alguma coisa contra
seu irmão, deve fazer
as pazes com ele antes
de cumprir qualquer
dever religioso. Como
alguém trata um
irmão, assim trata a
Deus. É um mal odiar
o irmão. O amor
fraterno deve governar
o mundo.”
Cristianismo
“Amizade e fraternidade
são as virtudes cardeais.
Deve-se angariar
muitos amigos e amá-
los como a irmãos. O
homem sábio escolherá
amigos dignos de amor
fraternal.”
Confucionismo
“O homem bom não faz
distinção entre amigo e
inimigo, irmão e
estrangeiro, mas os
considera a todos com
imparcialidade. Um
verdadeiro amigo
sempre será
compassivo.”
Hinduísmo
“Toda a humanidade
é uma família, um
povo. Todos os
homens são irmãos e
devem viver como tal.
Deus ama aqueles
que vivem assim.”
Islamismo
“Seja justo e imparcial
para com todos. Trate
sempre todos os
homens como irmãos.
Como se trata os
homens, assim se deve
tratar todos os
animais. Eles também
são nossos irmãos.”
Jainismo
“Deus fez todos os
homens irmãos e eles
devem viver juntos
como irmãos em
todo o tempo. E é
bom para os homens
agirem em unidade
como irmãos. Tal
ação será abençoada
por Deus e
prosperará.”
Judaísmo
“O céu é o pai e a
terra é a mãe de
todos os homens.
Portanto, todos os
homens são irmãos e
devem viver juntos
como tal. Vivendo
assim, o país será
livre de ódio e
tristeza.” Xintoísmo
Ilustração ao lado: Deusa Solar
Amaterasu, uma das divindades
femininas mais importantes da
mitologia xintoísta.
“Juntem-se, meus
irmãos, e removam
toda a incompreensão
através da mútua
consideração.”
Sikhismo
“O espírito de
fraternidade e de
bondade é
necessário se
alguém quiser
ganhar amigos. O
espírito do
mercador, onde os
homens vendem
mercadorias, não
deve ser o espírito
do homem bom.”
Taoísmo
“Os amigos devem
ser pessoas santas.
Um homem santo
irradiará santidade
a todos os seus
amigos.”
Zoroastrismo
“Convém a todos
os homens, neste
dia, apegar-se com
firmeza ao
grandíssimo
nome, e
estabelecer a
unidade de toda a
humanidade. Não
há nenhum lugar
para onde fugir,
nenhum refúgio
para se procurar,
senão Ele.” Bahá`ì

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.
Virna Salgado Barra
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
ioseph
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
Zaara Miranda
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
Mary Lopes
 
AULA DE ENSINO RELIGIOSO
AULA DE ENSINO RELIGIOSOAULA DE ENSINO RELIGIOSO
AULA DE ENSINO RELIGIOSO
elianecamera
 
A cultura brasileira
A cultura brasileiraA cultura brasileira
A cultura brasileira
Edvilson Itb
 
RELIGIÃO 1ª AULA
RELIGIÃO 1ª AULARELIGIÃO 1ª AULA
Diversidade religiosa
Diversidade religiosaDiversidade religiosa
Diversidade religiosa
terceirao-zepires
 
História da festa junina e tradições
História da festa junina e tradiçõesHistória da festa junina e tradições
História da festa junina e tradições
Fernanda Cardoso
 
Ensino religioso
Ensino religiosoEnsino religioso
Ensino religioso
Eponina Alencar
 
Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!
Leonardo Pereira
 
Cultura Afro Brasileira
Cultura Afro BrasileiraCultura Afro Brasileira
Cultura Afro Brasileira
brendazarza
 
Deuses egípcios Rita Rosado
Deuses egípcios  Rita RosadoDeuses egípcios  Rita Rosado
Deuses egípcios Rita Rosado
ceufaias
 
3ª série 2º bimestre Filosofia e Religião
3ª série 2º bimestre   Filosofia e Religião3ª série 2º bimestre   Filosofia e Religião
3ª série 2º bimestre Filosofia e Religião
Manoelito Filho Soares
 
Lugares Sagrados
Lugares SagradosLugares Sagrados
Lugares Sagrados
Alê Maldonado
 
Principais Religiões do Mundo
Principais Religiões do MundoPrincipais Religiões do Mundo
Principais Religiões do Mundo
Alex Ferreira dos Santos
 
Cultura material imaterial
Cultura material imaterialCultura material imaterial
Cultura material imaterial
roberto mosca junior
 
Livro de arte
Livro de arteLivro de arte
Arte Barroca na Europa
Arte Barroca na EuropaArte Barroca na Europa
Arte Barroca na Europa
Andrea Dressler
 
História da Arte Ocidental
História da Arte OcidentalHistória da Arte Ocidental
História da Arte Ocidental
Bruno Carrasco
 

Mais procurados (20)

RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.RELIGIÕES DO MUNDO.
RELIGIÕES DO MUNDO.
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 
Páscoa
PáscoaPáscoa
Páscoa
 
AULA DE ENSINO RELIGIOSO
AULA DE ENSINO RELIGIOSOAULA DE ENSINO RELIGIOSO
AULA DE ENSINO RELIGIOSO
 
A cultura brasileira
A cultura brasileiraA cultura brasileira
A cultura brasileira
 
RELIGIÃO 1ª AULA
RELIGIÃO 1ª AULARELIGIÃO 1ª AULA
RELIGIÃO 1ª AULA
 
Diversidade religiosa
Diversidade religiosaDiversidade religiosa
Diversidade religiosa
 
História da festa junina e tradições
História da festa junina e tradiçõesHistória da festa junina e tradições
História da festa junina e tradições
 
Ensino religioso
Ensino religiosoEnsino religioso
Ensino religioso
 
Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!Diversidade religiosa!
Diversidade religiosa!
 
Cultura Afro Brasileira
Cultura Afro BrasileiraCultura Afro Brasileira
Cultura Afro Brasileira
 
Deuses egípcios Rita Rosado
Deuses egípcios  Rita RosadoDeuses egípcios  Rita Rosado
Deuses egípcios Rita Rosado
 
3ª série 2º bimestre Filosofia e Religião
3ª série 2º bimestre   Filosofia e Religião3ª série 2º bimestre   Filosofia e Religião
3ª série 2º bimestre Filosofia e Religião
 
Lugares Sagrados
Lugares SagradosLugares Sagrados
Lugares Sagrados
 
Principais Religiões do Mundo
Principais Religiões do MundoPrincipais Religiões do Mundo
Principais Religiões do Mundo
 
Cultura material imaterial
Cultura material imaterialCultura material imaterial
Cultura material imaterial
 
Livro de arte
Livro de arteLivro de arte
Livro de arte
 
Arte Barroca na Europa
Arte Barroca na EuropaArte Barroca na Europa
Arte Barroca na Europa
 
História da Arte Ocidental
História da Arte OcidentalHistória da Arte Ocidental
História da Arte Ocidental
 

Semelhante a Símbolos religiosos diversos.ppt

O fenômeno religioso
O fenômeno religioso O fenômeno religioso
O fenômeno religioso
Maycon Paim
 
9119848 (2).ppt
9119848 (2).ppt9119848 (2).ppt
9119848 (2).ppt
escrever1
 
Origem Das Religiões
Origem Das ReligiõesOrigem Das Religiões
Origem Das Religiões
Karen
 
Cores e textos sagrados ppt
Cores e textos sagrados pptCores e textos sagrados ppt
Cores e textos sagrados ppt
Daniel Torquato
 
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições ReligiosasUma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
psicologiaisecensa
 
As grandes religiões do mundo
As grandes religiões do mundoAs grandes religiões do mundo
As grandes religiões do mundo
Zaara Miranda
 
Introducao apometria4
Introducao apometria4Introducao apometria4
Curso de teologia
Curso de teologiaCurso de teologia
Curso de teologia
YiDayseFreitas
 
Religiões(Judaísmo e Islamismo)
Religiões(Judaísmo e Islamismo)Religiões(Judaísmo e Islamismo)
Religiões(Judaísmo e Islamismo)
recoba27
 
Espiritismo lição 02
Espiritismo lição 02Espiritismo lição 02
Espiritismo lição 02
Escol Dominical
 
2ªaula
2ªaula2ªaula
2ªaula
2ªaula2ªaula
2ªaula
2ªaula2ªaula
2ªaula
2ªaula2ªaula
Slides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton HjSlides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton Hj
jorlanlucio
 
Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.
Over Lane
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidade
Over Lane
 
Religiões da humanidade
Religiões da  humanidadeReligiões da  humanidade
Religiões da humanidade
Antenor Antenor
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
Alexandre Ernest
 
Apresentação simbolos religiosos
Apresentação simbolos religiososApresentação simbolos religiosos
Apresentação simbolos religiosos
profpriscilad
 

Semelhante a Símbolos religiosos diversos.ppt (20)

O fenômeno religioso
O fenômeno religioso O fenômeno religioso
O fenômeno religioso
 
9119848 (2).ppt
9119848 (2).ppt9119848 (2).ppt
9119848 (2).ppt
 
Origem Das Religiões
Origem Das ReligiõesOrigem Das Religiões
Origem Das Religiões
 
Cores e textos sagrados ppt
Cores e textos sagrados pptCores e textos sagrados ppt
Cores e textos sagrados ppt
 
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições ReligiosasUma História de Múltiplas Tradições Religiosas
Uma História de Múltiplas Tradições Religiosas
 
As grandes religiões do mundo
As grandes religiões do mundoAs grandes religiões do mundo
As grandes religiões do mundo
 
Introducao apometria4
Introducao apometria4Introducao apometria4
Introducao apometria4
 
Curso de teologia
Curso de teologiaCurso de teologia
Curso de teologia
 
Religiões(Judaísmo e Islamismo)
Religiões(Judaísmo e Islamismo)Religiões(Judaísmo e Islamismo)
Religiões(Judaísmo e Islamismo)
 
Espiritismo lição 02
Espiritismo lição 02Espiritismo lição 02
Espiritismo lição 02
 
2ªaula
2ªaula2ªaula
2ªaula
 
2ªaula
2ªaula2ªaula
2ªaula
 
2ªaula
2ªaula2ªaula
2ªaula
 
2ªaula
2ªaula2ªaula
2ªaula
 
Slides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton HjSlides De..[1] Ueverton Hj
Slides De..[1] Ueverton Hj
 
Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.Religiões da humanidade.
Religiões da humanidade.
 
Religioes da humanidade
Religioes da humanidadeReligioes da humanidade
Religioes da humanidade
 
Religiões da humanidade
Religiões da  humanidadeReligiões da  humanidade
Religiões da humanidade
 
A Origem Das Religiões
A Origem Das ReligiõesA Origem Das Religiões
A Origem Das Religiões
 
Apresentação simbolos religiosos
Apresentação simbolos religiososApresentação simbolos religiosos
Apresentação simbolos religiosos
 

Último

Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
sesiomzezao
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_MARINELA NEVES & PAULA FRANCISCO_22_23
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdfAtividade Análise literária O GUARANI.pdf
Atividade Análise literária O GUARANI.pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 

Símbolos religiosos diversos.ppt

  • 1. “Não quero que minha casa seja cercada por muros de todos os lados e que as minhas janelas estejam tapadas. Quero que as culturas de todos os povos andem pela minha casa com o máximo de liberdade possível”. Gandhi (1869 – 1948)
  • 2. SÍMBOLOS QUE IDENTIFICAM ALGUMAS TRADIÇÕES RELIGIOSAS E MÍSTICO-FILOSÓFICAS
  • 3. Sol – Símbolo do poder da vida As tradições religiosas nativas, das quais fazem parte as tradições indígenas, encontram sua inspiração e relação com o sagrado na natureza. O sol representa a fonte de vida e de poder.
  • 4. OM - O som sagrado Este é um dos símbolos do Hinduísmo e representa:  a perfeição;  a reunião de todos os sons;  a semente de todas as preces ou orações;  os poderes divinos cósmicos da criação, preservação e destruição ou Trimurthi;  o silêncio interior.
  • 5. A Roda da Lei É o símbolo do Budismo, simboliza o ciclo de renascimento, chamado dharma que segundo os seguidores desta religião, Buda colocou em movimento.
  • 6. Yin e yang ou diagrama do Taiji – Símbolo do Taoísmo, representa o movimento das energias presentes no Universo, o equilíbrio das forças ou polaridades.
  • 7. O torii - Símbolo do Xintoísmo  indica a presença de um santuário xintoísta nas proximidades ou um lugar considerado sagrado;  a separação entre o espaço profano e sagrado ou entre o mundo dos homens e o dos Kami.
  • 8. O Enkan Símbolo da Seicho-No-Ie - representa:  a unidade do Universo;  as três religiões: Xintoísmo, Budismo e Cristianismo.
  • 9. Cruz de Cristo A cruz é um dos símbolos presente em diversos tradições cristãs, geralmente, entre outros significados, representa a redenção da humanidade e a vitória de Cristo sobre a morte. A cruz vazia simboliza a ressurreição.
  • 10. Estrela de Davi - ou Selo de Salomão, é um dos símbolos do Judaísmo:  fulgura na bandeira do Estado de Israel;  era uma forma de acampamento usado como estratégia militar para proteger o tabernáculo durante a peregrinação pelo deserto do povo hebreu;  representa a sabedoria;  a relação Deus/humanidade;  o aspecto masculino/feminino.
  • 11. Lua Crescente O hilal, lua crescente é o símbolo do Islamismo, tem relação com o calendário lunar que ordena a vida religiosa dos muçulmanos. O Islamismo é uma religião que propaga uma fiel e irrestrita submissão a Allah (o único Deus).
  • 12. Estrela de Nove Pontas - É um dos símbolos da Fé Bahá’í, religião de caráter universal, surgida no Oriente Médio em meados do século XIX. Simboliza o valor numérico da palavra árabe “bahá” (luz da glória) considerado o número da perfeição, porque equivale ao maior dígito 9 (nove). Simboliza também a unidade das religiões e da Humanidade.
  • 13. Símbolo da Rosacruz Este símbolo representa o ser humano e sua potencialidade latente. A Antiga Mística Ordem Rosacruz - AMORC é uma Tradição Místico-Filosófica, uma escola de pensamento e filosofia de vida que divulga ensinamentos sobre as leis da vida para que as pessoas encontrem o sentido de uma vida mais harmoniosa e feliz.
  • 14. Símbolo da Maçonaria Este símbolo representa os dois princípios constituintes do Universo: matéria e espírito (esquadro e compasso); No centro a sétima letra do nosso alfabeto “G”, entre outros significados representa:  a concepção do Ser Supremo – Grande Arquiteto do Universo;  a Gravitação;  a Geometria;  a Geração...
  • 16. Cada tradição religiosa tem seus próprios textos sagrados, os quais muitas vezes, são considerados como fruto de inspiração divina.
  • 17. O texto sagrado nas Tradições Indígenas  É transmitido na forma oral;  constitui-se de histórias míticas, geralmente contadas pelos anciões para preservar a sabedoria e a tradição;  Os mitos tratam da origem do mundo e dos seres humanos, dos fenômenos naturais e sobrenaturais, como as pessoas aprenderam a cultivar certos produtos, quem instituiu as regras sociais, os ritos religiosos, entre outros.
  • 18. EXEMPLO DE UM MITO MITO DA ORIGEM DO MUNDO E DA HUMANIDADE Segundo o povo Dessâna (Amazônia) No princípio o mundo não existia. As trevas cobriam tudo. Enquanto não havia nada, apareceu a mulher por si mesma. Isso aconteceu no meio das trevas. Ela apareceu sustentando-se sobre o seu banco de quartzo branco. Enquanto aparecia ela o cobriu com enfeites e o fez como um quarto. Ela se chamava Yebá Burô, a Avó do Mundo ou Avó da Terra. Havia coisas misteriosas para ela criar por si mesma. ...Foi ela que pensou o futuro do mundo, sobre os futuros seres. Depois de ter aparecido, ela começou a pensar sobre como deveria ser o mundo.
  • 19. O texto sagrado nas Tradições Religiosas Afro-Brasileiras  É transmitido oralmente e constitui-se de mitos, canções, contos, danças, provérbios e ritos para explicar e perpetuar as crenças e tradições;  Os mitos referem-se aos Orixás, auxiliares e intermediários de Olorum, o Supremo Criador e são identificados com as forças da natureza e ancestrais divinizados;  Os mitos são narrados por parábolas que personalizam os Orixás como heróis, guerreiros e reis, masculinos e femininos;  Acredita-se que os Orixás mantém uma íntima relação com a comunidade terreiro na qual se manifestam para doar o Axé ou força vital. Imagens ao lado: Acima Oxóssi e abaixo Yemanjá.
  • 20. Exemplo de um mito das tradições religiosas de matriz africana Olorum era uma massa infinita de ar. Um dia, como por encanto, lentamente, começou a respirar, e uma parte dessa massa de ar transformou-se em água, dando origem a Orixalá. O ar e a água continuavam a se mover, como uma dança; e eles mesmos foram se misturando, se misturando e uma parte deles, juntos e misturados, deu origem à lama. Dessa lama surgiu uma bolha avermelhada. Olorum maravilhou-se com essa bolha e soprou sobre ela o seu hálito Emi e deu-lhe vida. Essa forma, em permanente expansão e movimento, foi a primeira dotada de existência individual. Era um rochedo avermelhado de laterita: Exú. Assim a existência de todas as coisas é inaugurada pelo sopro do hálito Emi ou ar divino Ofurufú, produzindo a vida nos planos visíveis e invisíveis. Extraído do Caderno N.º 7 , p. 22 – Curso de ER – FONAPER.
  • 21. Textos sagrados do Hinduísmo  São os mais antigos livros sagrados do mundo, aproximadamente 4.000 anos a.C.  São quatro coleções de hinos, orações e fórmulas ritualísticas, chamados Vedas ou Escrituras Védicas.  O mais antigo, considerado também o mais sagrado é o Rig Veda, o “filho do saber”, que contém mais de mil hinos.  Os outros textos de maior importância são as Upanixades e dois extensos poemas, o Mahabharata e o Ramayana.  Os Vedas e os Upanixades são chamados textos shruti, ou “ouvidos”. Acredita-se que um grupo de sábios os ouviu de Brahma, muito tempo atrás.  Os outros textos são conhecidos como shmriti, ou “lembrados”.  Durante milhares de anos, nenhum texto sagrado foi escrito, mas decorados e passados boca a boca.
  • 22. Textos sagrados do Budismo Existe uma vasta literatura sobre o Budismo que pode ser classificada segundo estudiosos, considerando a divisão tradicional do Pali Tripitaka, os três cestos da sabedoria ou coleção tríplice dos sutras (os ensinamentos do próprio Buda ou Dharma), do vinaya (a disciplina) e do abhidharma (a doutrina).
  • 23. Texto do Zoroastrismo  Zoroastrismo é a religião dos seguidores do profeta Zoroastro, existiu aproximadamente a 1200 ou 1400 antes de Cristo, na antiga Pérsia, hoje Irã.  Seus ensinamentos tradicionais encontram-se no livro sagrado chamado Avesta.  Uma característica essencial do culto zoroastrista é o uso do fogo como o mais perfeito símbolo de Deus, se dá ênfase na pureza física e na moral.  O Avesta descreve um ensinamento sobre um Deus totalmente bom, Ahura-Mazda que se opõe ao mau Angra Mainyu.
  • 24. UMA MENSAGEM DE ZOROASTRO “Com educação e talento cria-se o poder necessário para combater a injustiça e parar a violência. Pelos meus amigos e amigas tenho esse poder!” (Os Gathas, Cântico 5°, v. 16)
  • 25. Texto sagrado do Taoísmo O mais influente texto taoísta é o famoso Tao Te Ching, tradicionalmente atribuído a Lao-Tsé, que se supõe ter sido contemporâneo de Confúcio. É, todavia, impossível identificar com precisão a autoria da obra ou a data desse texto. De acordo com o Tao Te Ching, a essência e fonte do céu e da terra, indomada e imutável, pode chamar-se Tao.
  • 26. UMA MENSAGEM DO TAO TE CHING (Cap.48) Na busca do conhecimento, todos os dias algo é adquirido, Na busca do Tao, todos os dias algo é deixado para trás. E cada vez menos é feito até se atingir a perfeita não-ação. Quando nada é feito, nada fica por fazer. Domina-se o mundo deixando as coisas seguirem o seu curso. E não interferindo.
  • 27. Texto sagrado do Judaísmo Tanach é o nome do conjunto dos livros que constituem os textos sagrados no Judaísmo e subdivide- se em:  Torá (a lei)  Neviim (os profetas)  Kituviim (os escritos)
  • 28. Texto sagrado do Cristianismo  A Bíblia é o livro sagrado dos cristãos, a palavra Bíblia significa “Os Livros”.  Divide-se em duas partes: Antigo Testamento e Novo Testamento.  A Bíblia na tradição cristã católica possui 72 livros e na tradição cristã evangélica 66 livros.
  • 29. UMA MENSAGEM DA BÍBLIA "Não te deixes vencer pelo mal, mas vence o mal com o bem." (Romanos 12:21)
  • 31. ROMA - ITÁLIA  Centro do Catolicismo;  Possui diversas basílicas, a principal a de São Pedro (Vaticano) e as catacumbas;  Nas catacumbas estão esculpidos ícones da fé cristã como o peixe, símbolo de Cristo, a âncora, imagem da esperança, a pomba, representação da alma que tem fé e junto aos nomes nas sepulturas, está a inscrição "In Cristo“  Nas catacumbas segundo a tradição, estão os restos mortais dos apóstolos Pedro e Paulo.  O Coliseu é uma das importantes atrações turísticas de Roma.
  • 32. SANTIAGO DE COMPOSTELA - ESPANHA  Um caminho de peregrinação que termina na Catedral onde acredita-se está enterrado o corpo de São Tiago.  Um centro internacional de peregrinação.  É um percurso ecumênico.  Compostela significa campo de estrela
  • 33. JERUSALÉM – PALESTINA  Conhecida como Cidade Santa.  Cenário de conflitos entre judeus, cristãos e muçulmanos.  Foi invadida e destruída em cinco ocasiões.  Atrai anualmente milhões de peregrinos;  O Muro das Lamentações é um importante ponto turístico e religioso.
  • 34. MECA - ARÁBIA SAUDITA  Principal centro de peregrinação dos muçulmanos.  Nela fica o santuário da Caaba.  A peregrinação à Meca acontece a treze séculos interruptos.
  • 35. Benares – Índia  É a cidade considerada pelos hindus a mais sagrada do mundo.  No Rio Ganges acontece o banho ritual de purificação.  As cinzas dos parentes falecidos é lançada nas águas do Ganges.  Para os hindus morrer em Benares é a maior bênção.  Acredita-se que a divindade Shiva escolheu Benares para ser sua morada na Terra.
  • 36. Lhasa – Tibete  Foi o local da residência do mais importante líder dos budistas tibetanos, Dalai Lama.  Lhasa é considerada a “Terra Pura de Avalokitesvara”, o bodhisattva da compaixão.  Possui vários templos, o principal é o templo Jokang.
  • 37. Vale do Amanhecer – Brasil  Um lugar de mística e espiritualidade.  Situa-se em Planaltina, a 50 quilômetros de Brasília.  É habitado por adeptos da doutrina fundada em 1958 por Neiva Chaves Zelaya, a Tia Neiva.  Nos rituais os adeptos usam vestimentas que identificam os estágios de conhecimento e funções que realizam.  A doutrina atrai turistas, curiosos e muitos que buscam soluções espirituais para seus problemas.  Existem 390 templos no Brasil e três na Bolívia, Portugal e Japão, com mais de 120 mil seguidores.
  • 38. Templo da LBV - Brasília  Conhecido como Templo da Paz ou a Pirâmide dos Espíritos Luminosos.  Um monumento de notável beleza, ponto de referência e peregrinação ecumênica.  Foi edificado em forma de uma pirâmide de sete faces.  Em seu pináculo encontra-se um cristal puro, aproximadamente com 21 quilos.  Na entrada há duas esculturas formando a representação do Trono e do Altar de Deus, localizadas ao final de um caminho em espiral. Há também no seu interior uma fonte de água energizada.
  • 39. Aparecida do Norte - Brasil  Um importante centro católico de peregrinação.  Ali é venerada uma imagem da Mãe de Jesus que foi encontrada por pescadores nas águas do rio Paraíba em 1717.  A devoção iniciou-se entre pessoas humildes e a devoção se espalhou entre os católicos pelo Brasil afora.  Acolhe milhões de romeiros vindos de todo o Brasil.  Nossa Senhora de Aparecida é considerada a padroeira do Brasil pelos católicos.
  • 40. Juazeiro do Norte Centro de peregrinação originado a partir da figura de um famoso padre, Cícero Romão Batista, chamado de “Padim Ciso” pelos devotos. Quando em vida era orientador, defensor e líder espiritual do povo pobre do sertão nordestino. Desde a sua morte em 1934, Juazeiro tornou-se um centro de romaria popular. No dia dos finados acontece uma procissão reunindo uma multidão de romeiros. Num horto há uma grande estátua do Padre Cícero. A romaria não deixa de ser uma reação do povo humilde contra a situação de injustiça social.
  • 41. AS CORES E SEUS SÍMBOLOS
  • 42. Branco: muitas vezes associado à pureza e verdade. O branco também é a cor do vestido da noiva, da roupa utilizada na umbanda, da roupa utilizada pelas “baianas” candomblecistas que vendem acarajé (comida típica de Iansã).
  • 43. Preto: lembra a noite, os mistérios, o inconsciente. Representa, muitas vezes, o poder feminino da criação. É no escuro do ventre materno que nova vida é gerada.
  • 44. Vermelho: é a representação da vitalidade, do entusiasmo, agressivo e exuberante é a cor do sangue e da paixão. Em algumas tradições indígenas o vermelho é retirado de sementes de urucum, a palavra urucu significa vermelho.
  • 45. Verde: é uma cor mais tranqüila e sedante. Evoca vegetação e frescor, é uma cor calma, indiferente, não transmite alegria, tristeza ou paixão. No budismo Tara (deusa) aparece em diferentes cores, com significados variando conforme a cor na qual aparece. A Tara verde mostra sua capacidade de dar a todos que necessitam. No budismo a cor verde está associada a atividades e realizações. A Tara verde é invocada para remover obstáculos, para proteção em situações de medo.
  • 46. Amarelo: é a cor mais luminosa, alegre, vital e tonificante. É a cor do sol e da luz. Muitas vezes, os homens e mulheres santos, gurus e até mesmo os deuses são retratados em ouro (cor nobre) enfatizando seu esplendor espiritual. Nesta imagem temos Mahavira (Jainismo) representado em sua essência divina.
  • 47. O azul é símbolo da profundidade. Provoca tranqüilidade e uma gravidade sedante. Quanto mais escuro, mais atrai para o infinito. Quanto mais se clarifica, mais se torna indiferente. Nesta imagem temos a representação de Iemanjá, a rainha do mar, para as culturas afro-brasileiras.
  • 48. Violeta: representa a busca de equilibro entre as instâncias do pensar e do sentir. Liga o mundo material (vemelho) ao mundo espiritual (azul), da mistura do vermelho com o azul obtemos o violeta. Nesta imagem aparece o mapeamento dos centros de energia do corpo conforme a cultura védica divulga. Em cima da cabeça está o centro energético mais alto; conhecido como chakra coronário ou Sahashara – Lótus de Mil Pétalas e sua cor é o violeta.
  • 49. A FRATERNIDADE NOS TEXTOS SAGRADOS “Um amigo é um grande tesouro e deve ser estimado como um irmão. Deve-se fazer de homens bons amigos íntimos, irmãos.” Budismo
  • 50. “Todos os homens são irmãos. Se alguém tem alguma coisa contra seu irmão, deve fazer as pazes com ele antes de cumprir qualquer dever religioso. Como alguém trata um irmão, assim trata a Deus. É um mal odiar o irmão. O amor fraterno deve governar o mundo.” Cristianismo
  • 51. “Amizade e fraternidade são as virtudes cardeais. Deve-se angariar muitos amigos e amá- los como a irmãos. O homem sábio escolherá amigos dignos de amor fraternal.” Confucionismo
  • 52. “O homem bom não faz distinção entre amigo e inimigo, irmão e estrangeiro, mas os considera a todos com imparcialidade. Um verdadeiro amigo sempre será compassivo.” Hinduísmo
  • 53. “Toda a humanidade é uma família, um povo. Todos os homens são irmãos e devem viver como tal. Deus ama aqueles que vivem assim.” Islamismo
  • 54. “Seja justo e imparcial para com todos. Trate sempre todos os homens como irmãos. Como se trata os homens, assim se deve tratar todos os animais. Eles também são nossos irmãos.” Jainismo
  • 55. “Deus fez todos os homens irmãos e eles devem viver juntos como irmãos em todo o tempo. E é bom para os homens agirem em unidade como irmãos. Tal ação será abençoada por Deus e prosperará.” Judaísmo
  • 56. “O céu é o pai e a terra é a mãe de todos os homens. Portanto, todos os homens são irmãos e devem viver juntos como tal. Vivendo assim, o país será livre de ódio e tristeza.” Xintoísmo Ilustração ao lado: Deusa Solar Amaterasu, uma das divindades femininas mais importantes da mitologia xintoísta.
  • 57. “Juntem-se, meus irmãos, e removam toda a incompreensão através da mútua consideração.” Sikhismo
  • 58. “O espírito de fraternidade e de bondade é necessário se alguém quiser ganhar amigos. O espírito do mercador, onde os homens vendem mercadorias, não deve ser o espírito do homem bom.” Taoísmo
  • 59. “Os amigos devem ser pessoas santas. Um homem santo irradiará santidade a todos os seus amigos.” Zoroastrismo
  • 60. “Convém a todos os homens, neste dia, apegar-se com firmeza ao grandíssimo nome, e estabelecer a unidade de toda a humanidade. Não há nenhum lugar para onde fugir, nenhum refúgio para se procurar, senão Ele.” Bahá`ì