SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 13
Pastor Ladislau Rodrigues de Jesus
A ressurreição de Jesus Cristo
(Mt 28.2-5; Lc 24.23; Jo 20.12; Mt 28.6) é
uma das verdades
essenciais do evangelho (1Co
15.1-8).
Qual a importância da ressurreição de
Cristo para os que Nele creem?
 Ela comprova que Ele é o Filho de
Deus (Jo 10.17,18; Rm 1.4).
Garante a eficácia da sua morte
redentora (Rm 6.4; 1Co 15.17).
Confirma a verdade das Escrituras
(Sl 16.10; Lc 24.44-47; At 2.31).
É prova do juízo futuro dos ímpios (At
17.30,31). É o fundamento pelo qual
Cristo concede o Espírito Santo e a
vida espiritual ao seu povo (Jo 20.22; Rm
5.10; 1Co 15.45), e a base do seu ministério
celestial de intercessão pelo crente (Hb
7.23-28).
Garante ao crente a sua futura herança
celestial
(1Pe 1.3,4) e sua ressurreição ou
transformação quando o Senhor vier (Jo 14.3;
1Ts 4.14ss).
Ela põe à disposição do crente, na sua vida
diária, a presença de Cristo e o seu poder
sobre o pecado (Gl 2.20; Ef 1.18-20; Rm 5.10).
A TRADIÇÃO DO LENÇO...

Por que Jesus dobrou o lenço?
Por que Jesus deixou os lençóis no sepulcro depois de sua ressurreição?
João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de
Jesus não foi deixado de lado como os lençóis do túmulo. A Bíblia reserva um
versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e
colocado na cabeceira do túmulo de pedra. (na tradução da CNBB, diz que
as faixas estavam ao chão, mas o lenço fora enrolado e deixado na
pedra).
“Bem - cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e
descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e
encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto
amara, disse ela, "Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde
eles o levaram".
Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo
passou a frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os
lençóis lá, mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou. Ele
também notou os lençóis deixados lá, enquanto o lenço que cobrira a face de
Jesus estava dobrado e colocado em um lado.”
Qual a importância e o Significado?

Para poder entender a significância do lenço dobrado, você tem que
 entender um pouco a respeito da tradição Hebraica daquela época.
 O lenço dobrado tem a ver com a relação entre o Amo e o Servo, e
todo menino Judeu conhecia a tradição. Quando o Servo colocava a
  mesa de jantar para o seu Amo ele buscava ter certeza em fazê-lo
  exatamente da maneira que seu Amo queria. A mesa era colocada
  perfeitamente e o Servo esperaria fora da visão do Amo até que o
mesmo terminasse a refeição. O Servo não se atreveria nunca tocar
   a mesa antes que o Amo tivesse terminado a refeição. Se o Amo
     tivesse terminado a refeição, ele se levantaria, limparia seus
   dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço e o
    jogaria sobre a mesa. Naquele tempo o lenço embolado queria
   dizer: "Eu terminei.” Se o Amo se levantasse, e deixasse o lenço
   dobrado ao lado do prato, o Servo não ousaria em tocar a mesa
                               porque ...
              o lenço dobrado queria dizer: "Eu voltarei!"
Comprovação histórica da ressurreição de Jesus
Cristo
A ressurreição de Cristo está bem comprovada
historicamente.
Depois de ressurgir, Cristo permaneceu na
terra por quarenta dias, aparecendo e falando
com os apóstolos e muitos outros seus
seguidores. Suas aparições depois da
ressurreição são as seguintes: a Maria
Madalena
(Jo 20.11-18); às mulheres que voltavam do
sepulcro (Mt 28.9,10); a Pedro (Lc 24.34); aos dois
que iam a caminho de Emaús (Lc 24.13-32).
A todos os discípulos,
exceto Tomé e outros com eles (Lc 24.36-43); a todos
os discípulos num domingo à noite, uma semana
depois (Jo 20.26-31); a sete discípulos junto ao mar da
Galiléia (Jo 21.1-25); a 500 crentes na Galiléia (1Co
15.6); a Tiago (1Co 15.7); aos discípulos que receberam
a Grande Comissão (Mt 28.16-20); aos apóstolos, no
momento da sua ascensão (At 1.3-11); e ao apóstolo
Paulo (1Co 15.8).
Pastor Ladislau Rodrigues de Jesus

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila de escatologia
Apostila de escatologiaApostila de escatologia
Apostila de escatologia
Rubens Bastos
 

Mais procurados (18)

Ressurreição
RessurreiçãoRessurreição
Ressurreição
 
A Ressurreição de Jesus - Lição 13 - 2º Trimestre de 2015
A Ressurreição de Jesus - Lição 13 - 2º Trimestre de 2015A Ressurreição de Jesus - Lição 13 - 2º Trimestre de 2015
A Ressurreição de Jesus - Lição 13 - 2º Trimestre de 2015
 
LIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUS
LIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUSLIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUS
LIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUS
 
4 tri 2019 aula 1
4 tri 2019   aula 14 tri 2019   aula 1
4 tri 2019 aula 1
 
2° Trimestre 2015 Lição 13 Adultos
2° Trimestre 2015 Lição 13 Adultos2° Trimestre 2015 Lição 13 Adultos
2° Trimestre 2015 Lição 13 Adultos
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
 
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017Aula( a segunda vinda de cristo)2017
Aula( a segunda vinda de cristo)2017
 
Escatologia Comparada
Escatologia ComparadaEscatologia Comparada
Escatologia Comparada
 
Moisés ressuscitou para seu corpo não ver a corrupção?
Moisés ressuscitou para seu corpo não ver a corrupção?Moisés ressuscitou para seu corpo não ver a corrupção?
Moisés ressuscitou para seu corpo não ver a corrupção?
 
Lição 10 - Cristo crucificado, está consumado - LBJ 1 tr 2018
Lição 10 - Cristo crucificado, está consumado - LBJ 1 tr 2018Lição 10 - Cristo crucificado, está consumado - LBJ 1 tr 2018
Lição 10 - Cristo crucificado, está consumado - LBJ 1 tr 2018
 
Lição 9 - Acerca das últimas coisas - LBJ 1 tr 2018
Lição 9 - Acerca das últimas coisas - LBJ 1 tr 2018Lição 9 - Acerca das últimas coisas - LBJ 1 tr 2018
Lição 9 - Acerca das últimas coisas - LBJ 1 tr 2018
 
Lição 11 - A ressurreição de jesus cristo - LBJ 1 tr 2018
Lição 11 - A ressurreição de jesus cristo - LBJ 1 tr 2018Lição 11 - A ressurreição de jesus cristo - LBJ 1 tr 2018
Lição 11 - A ressurreição de jesus cristo - LBJ 1 tr 2018
 
Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017Lição 12(o mundo vindouro)2017
Lição 12(o mundo vindouro)2017
 
7. arrebatamento
7. arrebatamento7. arrebatamento
7. arrebatamento
 
O que é o arrebatamento pré ira.
O que é o arrebatamento pré ira.O que é o arrebatamento pré ira.
O que é o arrebatamento pré ira.
 
Lição 8 - A entrada triunfal de jesus em Jerusalém - LBJ 1 tr 2018
Lição 8 - A entrada triunfal de jesus em Jerusalém - LBJ 1 tr 2018Lição 8 - A entrada triunfal de jesus em Jerusalém - LBJ 1 tr 2018
Lição 8 - A entrada triunfal de jesus em Jerusalém - LBJ 1 tr 2018
 
Apostila de escatologia
Apostila de escatologiaApostila de escatologia
Apostila de escatologia
 
Quem é jesus power point
Quem é jesus power pointQuem é jesus power point
Quem é jesus power point
 

Destaque

A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)
A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)
A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)
Deusdete Soares
 
PÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a morte
PÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a mortePÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a morte
PÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a morte
Paulo Dias Nogueira
 
Páscoa uma experiência revitalizadora
Páscoa uma experiência revitalizadoraPáscoa uma experiência revitalizadora
Páscoa uma experiência revitalizadora
Paulo Dias Nogueira
 

Destaque (20)

LIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUS
LIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUSLIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUS
LIÇÃO 13 – A RESSURREIÇÃO DE JESUS
 
Jesus ressucitou
Jesus ressucitouJesus ressucitou
Jesus ressucitou
 
A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)
A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)
A ressurreição do senhor jesus cristo (charles haddon spurgeon)
 
13 A Ressurreição de Jesus
13 A Ressurreição de Jesus13 A Ressurreição de Jesus
13 A Ressurreição de Jesus
 
PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS
PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS
PÁSCOA - RESSURREIÇÃO DE JESUS
 
Reencarnação e Ressurreição
Reencarnação e RessurreiçãoReencarnação e Ressurreição
Reencarnação e Ressurreição
 
Slide A Pascoa
Slide A PascoaSlide A Pascoa
Slide A Pascoa
 
Jornada cristã
Jornada cristãJornada cristã
Jornada cristã
 
PÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a morte
PÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a mortePÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a morte
PÁSCOA... uma breve História... vitória da vida sobre a morte
 
Lição 6 - MULHERES QUE AJUDARAM JESUS
Lição 6 - MULHERES QUE AJUDARAM JESUSLição 6 - MULHERES QUE AJUDARAM JESUS
Lição 6 - MULHERES QUE AJUDARAM JESUS
 
Páscoa uma experiência revitalizadora
Páscoa uma experiência revitalizadoraPáscoa uma experiência revitalizadora
Páscoa uma experiência revitalizadora
 
LIÇÃO 04 - A TENTAÇÃO DE JESUS
LIÇÃO 04 - A TENTAÇÃO DE JESUSLIÇÃO 04 - A TENTAÇÃO DE JESUS
LIÇÃO 04 - A TENTAÇÃO DE JESUS
 
lição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesuslição 4 A tentação de Jesus
lição 4 A tentação de Jesus
 
A TENTAÇÃO NO DESERTO
A TENTAÇÃO NO DESERTOA TENTAÇÃO NO DESERTO
A TENTAÇÃO NO DESERTO
 
A Última Ceia do Senhor
A Última Ceia do SenhorA Última Ceia do Senhor
A Última Ceia do Senhor
 
A páscoa cristã
A páscoa cristãA páscoa cristã
A páscoa cristã
 
9. Vida, Morte e Ressurreição de Cristo
9. Vida, Morte e Ressurreição de Cristo9. Vida, Morte e Ressurreição de Cristo
9. Vida, Morte e Ressurreição de Cristo
 
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de CristoA pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
A pregação do "óbvio": morte e ressurreição de Cristo
 
A tentação de Jesus
A tentação de JesusA tentação de Jesus
A tentação de Jesus
 
Indo à cruz - ministração para encontro de crianças
Indo à cruz - ministração para encontro de criançasIndo à cruz - ministração para encontro de crianças
Indo à cruz - ministração para encontro de crianças
 

Semelhante a Significado da ressurreição de Jesus Cristo

Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Jigdalias Rodrigues
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
Esdras Santana Soares
 

Semelhante a Significado da ressurreição de Jesus Cristo (20)

Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
Lição 02 Eu Creio em Deus Filho- jovens - CPAD 2015
 
BÍBLIA KING JAMES
BÍBLIA KING JAMESBÍBLIA KING JAMES
BÍBLIA KING JAMES
 
Cateq pt 13
Cateq pt 13Cateq pt 13
Cateq pt 13
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
Comentário: Domingo de Pascoa - Anos A, B e C
Comentário: Domingo de Pascoa - Anos A, B e CComentário: Domingo de Pascoa - Anos A, B e C
Comentário: Domingo de Pascoa - Anos A, B e C
 
Comentário: Domingo de Páscoa
Comentário: Domingo de PáscoaComentário: Domingo de Páscoa
Comentário: Domingo de Páscoa
 
Comentário: Domingo de Pascoa - Ano A, B e C
Comentário: Domingo de Pascoa - Ano A, B e CComentário: Domingo de Pascoa - Ano A, B e C
Comentário: Domingo de Pascoa - Ano A, B e C
 
Comentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano A
Comentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano AComentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano A
Comentário: 3° Domingo da Pascoa - Ano A
 
Evangelho segundo Marcos
Evangelho segundo MarcosEvangelho segundo Marcos
Evangelho segundo Marcos
 
A conversão de simão pedro
A conversão de simão pedroA conversão de simão pedro
A conversão de simão pedro
 
Trabalho da mainha
Trabalho da mainhaTrabalho da mainha
Trabalho da mainha
 
FORMAÇÃO PAROQUIAL PARA MINISTROS EXTRAORDINÁRIO DA PALAVRA
FORMAÇÃO PAROQUIAL PARA MINISTROS EXTRAORDINÁRIO DA PALAVRAFORMAÇÃO PAROQUIAL PARA MINISTROS EXTRAORDINÁRIO DA PALAVRA
FORMAÇÃO PAROQUIAL PARA MINISTROS EXTRAORDINÁRIO DA PALAVRA
 
A missão de Pedro
A missão de PedroA missão de Pedro
A missão de Pedro
 
ATOS DOS APSTOLOS ATUALIZADO Reparado.pdf
ATOS DOS APSTOLOS  ATUALIZADO Reparado.pdfATOS DOS APSTOLOS  ATUALIZADO Reparado.pdf
ATOS DOS APSTOLOS ATUALIZADO Reparado.pdf
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
 
001 mateus
001 mateus001 mateus
001 mateus
 
Matheur
MatheurMatheur
Matheur
 
002 marcos
002 marcos002 marcos
002 marcos
 
O arrebatamento da igreja lição 5
O arrebatamento da igreja   lição 5O arrebatamento da igreja   lição 5
O arrebatamento da igreja lição 5
 

Mais de Pr. Ladislau Rodrigues de Jesus (11)

Os dez mandamentos e jesus cristo
Os dez mandamentos e jesus cristoOs dez mandamentos e jesus cristo
Os dez mandamentos e jesus cristo
 
Emoção ou razão
Emoção ou razãoEmoção ou razão
Emoção ou razão
 
Vontade de deus
Vontade de deusVontade de deus
Vontade de deus
 
Salmos 121
Salmos 121Salmos 121
Salmos 121
 
Jesus cristo o messias
Jesus cristo o messiasJesus cristo o messias
Jesus cristo o messias
 
Ministério de louvor
Ministério de louvorMinistério de louvor
Ministério de louvor
 
Igreja saudavel
Igreja saudavelIgreja saudavel
Igreja saudavel
 
Aplicação da redenção
Aplicação da redençãoAplicação da redenção
Aplicação da redenção
 
Anticristo e os anticristos
Anticristo e os anticristosAnticristo e os anticristos
Anticristo e os anticristos
 
Catolicismo romano
Catolicismo romanoCatolicismo romano
Catolicismo romano
 
Linguagem do corpo
Linguagem do corpoLinguagem do corpo
Linguagem do corpo
 

Último

Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 

Último (13)

Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 

Significado da ressurreição de Jesus Cristo

  • 2.
  • 3. A ressurreição de Jesus Cristo (Mt 28.2-5; Lc 24.23; Jo 20.12; Mt 28.6) é uma das verdades essenciais do evangelho (1Co 15.1-8).
  • 4.
  • 5. Qual a importância da ressurreição de Cristo para os que Nele creem? Ela comprova que Ele é o Filho de Deus (Jo 10.17,18; Rm 1.4). Garante a eficácia da sua morte redentora (Rm 6.4; 1Co 15.17).
  • 6. Confirma a verdade das Escrituras (Sl 16.10; Lc 24.44-47; At 2.31). É prova do juízo futuro dos ímpios (At 17.30,31). É o fundamento pelo qual Cristo concede o Espírito Santo e a vida espiritual ao seu povo (Jo 20.22; Rm 5.10; 1Co 15.45), e a base do seu ministério celestial de intercessão pelo crente (Hb 7.23-28).
  • 7. Garante ao crente a sua futura herança celestial (1Pe 1.3,4) e sua ressurreição ou transformação quando o Senhor vier (Jo 14.3; 1Ts 4.14ss). Ela põe à disposição do crente, na sua vida diária, a presença de Cristo e o seu poder sobre o pecado (Gl 2.20; Ef 1.18-20; Rm 5.10).
  • 8. A TRADIÇÃO DO LENÇO... Por que Jesus dobrou o lenço? Por que Jesus deixou os lençóis no sepulcro depois de sua ressurreição? João 20:7 nos conta que aquele lenço que foi colocado sobre a face de Jesus não foi deixado de lado como os lençóis do túmulo. A Bíblia reserva um versículo inteiro para nos contar que o lenço fora dobrado cuidadosamente e colocado na cabeceira do túmulo de pedra. (na tradução da CNBB, diz que as faixas estavam ao chão, mas o lenço fora enrolado e deixado na pedra). “Bem - cedo pela manhã de domingo, Maria Madalena veio à tumba e descobriu que a pedra havia sido removida da entrada. Ela correu e encontrou Simão Pedro e outro discípulo, aquele que Jesus tanto amara, disse ela, "Eles tiraram o corpo do Senhor e eu não sei para onde eles o levaram". Pedro e o outro discípulo correram ao túmulo para ver. O outro discípulo passou a frente de Pedro e lá primeiro chegou. Ele parou e observou os lençóis lá, mas ele não entrou. Então Simão Pedro chegou e entrou. Ele também notou os lençóis deixados lá, enquanto o lenço que cobrira a face de Jesus estava dobrado e colocado em um lado.”
  • 9. Qual a importância e o Significado? Para poder entender a significância do lenço dobrado, você tem que entender um pouco a respeito da tradição Hebraica daquela época. O lenço dobrado tem a ver com a relação entre o Amo e o Servo, e todo menino Judeu conhecia a tradição. Quando o Servo colocava a mesa de jantar para o seu Amo ele buscava ter certeza em fazê-lo exatamente da maneira que seu Amo queria. A mesa era colocada perfeitamente e o Servo esperaria fora da visão do Amo até que o mesmo terminasse a refeição. O Servo não se atreveria nunca tocar a mesa antes que o Amo tivesse terminado a refeição. Se o Amo tivesse terminado a refeição, ele se levantaria, limparia seus dedos, sua boca e limparia sua barba e embolaria seu lenço e o jogaria sobre a mesa. Naquele tempo o lenço embolado queria dizer: "Eu terminei.” Se o Amo se levantasse, e deixasse o lenço dobrado ao lado do prato, o Servo não ousaria em tocar a mesa porque ... o lenço dobrado queria dizer: "Eu voltarei!"
  • 10. Comprovação histórica da ressurreição de Jesus Cristo
  • 11. A ressurreição de Cristo está bem comprovada historicamente. Depois de ressurgir, Cristo permaneceu na terra por quarenta dias, aparecendo e falando com os apóstolos e muitos outros seus seguidores. Suas aparições depois da ressurreição são as seguintes: a Maria Madalena (Jo 20.11-18); às mulheres que voltavam do sepulcro (Mt 28.9,10); a Pedro (Lc 24.34); aos dois que iam a caminho de Emaús (Lc 24.13-32).
  • 12. A todos os discípulos, exceto Tomé e outros com eles (Lc 24.36-43); a todos os discípulos num domingo à noite, uma semana depois (Jo 20.26-31); a sete discípulos junto ao mar da Galiléia (Jo 21.1-25); a 500 crentes na Galiléia (1Co 15.6); a Tiago (1Co 15.7); aos discípulos que receberam a Grande Comissão (Mt 28.16-20); aos apóstolos, no momento da sua ascensão (At 1.3-11); e ao apóstolo Paulo (1Co 15.8).