SlideShare uma empresa Scribd logo
Na lição de hoje, estudaremos a respeito de um dos
acontecimentos mais gloriosos e esperados desde
que o Senhor Jesus foi assunto aos céus — o
arrebatamento da Igreja. Esta lição é de máxima
importância para os nossos dias, já que ultimamente
se ensina tão pouco a respeito da volta de Jesus.
A dotrina da Segunda Vinda do Senhor tem dois aspectos que precisam ser
destacados: o secreto e o público. São duas as etapas que constituem a
Segunda Vinda do Senhor. A primeira é visível somente para a Igreja, mas
invisível ao mundo; a segunda etapa é visível a todas as pessoas, pois “todo
olho verá”. Na presente lição, o aspecto tratado será o primeiro, ou seja, a
doutrina do Arrebatamento da Igreja.
”.O termo ARREBATAMENTO se origina da palavra grega harpagêsometha que
significa “àquilo que é frequentemente chamado”. Refere-se à ideia de se
encontrar com o Senhor para celebrá-lo como Ele é. A ideia de nos
encontrarmos com o Senhor faz um paralelo com 1 Tessalonicenses 4.15, onde a
palavra parousia aparece determinando os seguintes significados: “presença” e
“vinda” do Senhor. Por isso, há algumas linhas de pensamentos distintas, em
que outros irmãos em Cristo consideram que o Arrebatamento e a Vinda
Gloriosa serão um só evento.
Entretanto, o contexto do Arrebatamento como um acontecimento distinto à
Vinda Gloriosa está nos escritos do apóstolo Paulo. Este tinha em mente o
arrebatamento quando exortava os crentes do Novo Testamento a terem
esperança:
ARREBATAMENTO
• Será em segredo (Mt 24.36)
• CRISTO vem para a Igreja (1
Ts 4.17)
• Antes da Grande Tribulação
(Ap 3.10)
• JESUS vem nos ares (1 Ts
4.17)
• Os santos o verão (1 Ts 4.17)
• Tempo de Alegria (I Jo 3.2 Ap
1.6)
• Incrédulos deixados (Mt
24.40)
• Em todo o Planeta
SEGUNDA VINDA
• Será pública (Ap 1.7)
• CRISTO vem com a Igreja
(Judas 14)
• Após a Grande Tribulação (Mt
24.29-30)
• JESUS pisa no Monte das
Oliveiras (Zc 14.4)
• Todo olho verá (Ap 1.7)
• Tempo de Lamentação (Mt
24.30 Sf 1.17)
• Incrédulos destruídos (Mt 25.
41-46 Sf 1.17)
• Fisicamente em Israel
QUESTIONAMENTOS
PORQUE DO ARREBATAMENTO?
• Para fazer diferença entre o
justo e o injusto Provérbios 11:8
• Para recompensar por todo
trabalho feito a Deus
Apocalipse. 22:12
• Para premiar os vitoriosos
Apocalipse. 3:05
• Para não deixar a igreja na
tribulação I Tess. 1:10 –I Tess.
5:9 –Apocalipse 6:16 e 17
• Para vencer a morte ( corrupção
) I Cor. 15:51-54
QUEM SERÁ ARREBATADO?
• Os que crêem em Cristo e o
seguem João 3:18-21 e 6:47
• Os que ouviram a palavra e
creram João 5:24-29
• Os que receberam o batismo
nas águas Marcos 16:15-16
• Os que confessam a fé em
Cristo Romanos 10:9-13
• Os que amam a vinda de
CristoII Timóteo. 4:8 Cantares
8:14
Na primeira fase de sua vinda, no
arrebatamento da Igreja, Jesus não
tocará na Terra. Ele estará "nos
ares" ou "nas nuvens" (1 Ts 4.17).
Na primeira fase de sua vinda, no arrebatamento da
Igreja, Jesus não tocará na Terra. Ele estará "nos ares"
ou "nas nuvens" (1 Ts 4.17).
1. A reunião dos salvos no encontro com Cristo. A
palavra arrebatamento no grego é harpazo. Este
vocábulo dá a ideia de rapto, ou de remoção
repentina, de modo súbito.
O arrebatamento da Igreja reunirá os que morreram
em Cristo, isto é, confessaram a Jesus como seu
Salvador e permaneceram fiéis até a morte
(Ap 2.10; 1 Ts 5.23), e os que estiverem vivos,
aguardando o glorioso evento (1 Ts 4.13).
2. Quem será arrebatado? Todos os salvos que foram
transformados mediante o novo nascimento. Só
chegarão aos céus aqueles que lavaram suas vestes
no sangue do Cordeiro. A vida cristã não é fácil, exige
renúncia.
O caminho que conduz ao céu é estreito. Todo crente,
em sua jornada aqui na terra, enfrenta montes e
vales, alegrias e tristezas. Infelizmente, muitos não
perseveram e acabam voltando atrás, se desviam e
acabam vencidos pela carne, o mundo e Satanás.
Seja fiel, meu irmão e minha irmã, pois há uma
recompensa para os que são fiéis e igualmente para
todos os infiéis.
A Palavra de Deus alerta que no grande dia do Senhor
os ímpios "ficarão de fora" (Ap 22.15), mas os que
permaneceram no Senhor serão transformados e
subirão para se encontrar com Deus. A promessa do
arrebatamento e do céu é para quem vencer
(Ap 3.12). Não desista!
1. A ignorância acerca dos mortos (1 Ts 4.13). Ao
fazermos uma leitura atenta das primeiras Epistolas
aos Tessalonicenses e Coríntios, vemos que os crentes
tinham muitas dúvidas acerca dos mortos em Cristo
(1 Co 15.12-23, 35-54). Erroneamente, acreditavam
que na volta de Jesus, os que já haviam morrido não
tinham mais esperança de ressuscitar.
Atualmente, muitos também têm dúvidas quando o
assunto é acerca dos que já dormem.
Porém, a Palavra de Deus assegura-nos que os mortos
hão de ressuscitar: "Porque, se cremos que Jesus
morreu e ressuscitou, assim também aos que em
Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele"
(1 Ts 4.14).
Em outra ocasião, tratando desse mesmo assunto,
Paulo ainda afirma: "Mas, agora, Cristo ressuscitou
dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem.
Porque, assim como a morte veio por um homem,
também a ressurreição dos mortos veio por um
homem.
Porque, assim como todos morrem em Adão, assim
também todos serão vivificados em Cristo. Mas cada
um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que
são de Cristo, na sua vinda" (1 Co 15.20-23).
Não precisamos nos preocupar com aqueles que já
dormem com o Senhor, pois quando chegarmos aos
céus os encontraremos.
2.A primeira e a segunda ressurreição. É a
ressurreição dos salvos, daqueles que esperam a volta
de Jesus. 0 primeiro a dar início à primeira
ressurreição foi Jesus. Ninguém reviveu, vencendo a
morte física, definitivamente ou para sempre, antes
dEle. Cristo é "as primícias dos que dormem",
conforme disse Paulo (1 Co 15.20).
Contudo, na primeira ressurreição, farão também
parte desse evento glorioso: ”as duas testemunhas"
(Ap 11.1-12); o grupo dos "mártires", aqueles que
aceitarão a Cristo na "grande tribulação" (Ap 7.917).
A segunda ressurreição será para os ímpios, após o
milênio (Ap 20.5,6).
3. A transformação dos crentes que estiverem vivos
quando Jesus voltar. Os salvos que estiverem vivos na
volta de Jesus serão arrebatados e transformados (1
Ts 4.17). A transformação dos vivos é um mistério:
"Eis aqui vos digo um mistério:[...] nós seremos
transformados.
Porque convém que isto que é corruptível se revista
da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revista da
imortalidade“ (1 Co 15.51-53). Pela transformação, o
corpo se tornará espiritual e glorificado.
Diz a Bíblia "que carne e sangue não podem herdar o
Reino de Deus, nem a corrupção herdar a
incorrrupção“ (1 Co 15 50). Com corpos glorificados,
semelhantes ao de Jesus (Fp 3.21), os salvos poderão
ir "ao encontro do Senhor nos ares".
1. Antes, é preciso vigilância. Como já é do seu
conhecimento, todo crente deve estar preparado a
cada dia, a cada instante para o arrebatamento. Ao
deitar e ao levantar, o crente precisa estar preparado
espiritualmente, pois, quando "a trombeta de Deus"
tocar, anunciando a volta de Cristo, não haverá mais
tempo, um segundo sequer, para alguém se preparar.
Os pais não poderão avisar aos filhos; os esposos não
poderão avisar às esposas e vice-versa. Todos esses
alertas devem ser dados agora, no dia que se chama
hoje. Porque, no arrebatamento, os eventos finais
serão de uma rapidez surpreendente, "num abrir e
fechar de olhos" (1 Co 15.52).
2. Depois, viveremos felizes para sempre. Jesus, a
expressão máxima do amor de Deus, voltará para
buscar a sua amada Igreja (3o 14.3). A Igreja, a "Noiva
do Cordeiro", há de se encontrar com seu "Noivo",
nas nuvens, e viverão felizes por toda a eternidade.
Desde o seu início, a Igreja tem sofrido todo tipo de
perseguição e infortúnio.
Mas em todos os embates, ela saiu vitoriosa. Porque
Jesus, o Noivo, afirmou: “[...] edificarei a minha igreja,
e as portas do inferno não prevalecerão contra ela"
(Mt 16.18). Atualmente a Igreja e os crentes são
perseguidos em muitos países, mas a Noiva do Senhor
subirá ao encontro dEle, para encontrá-lo "nas
nuvens" (1 Ts 4.17).
João viu o final da história dos cristãos e alegrou-se
muito: "Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe
glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a
sua esposa se aprontou" (Ap 19.7).
No grande evento
(o arrebatamento
da Igreja),
esperado pelos
salvos, dar-se-á a
reunião de todos
os filhos de Deus,
que nEle crêem,
desde a fundação
do mundo.
Os mortos serão ressuscitados e os vivos serão
arrebatados. Por isso, se você crê no arrebatamento
da Igreja, tenha esperança e procure purificar-se a
cada dia mais, pois em breve a Igreja do Senhor não
estará mais neste mundo tenebroso (1 Jo 3.3).
A dotrina da Segunda Vinda do Senhor tem dois aspectos que precisam ser
destacados: o secreto e o público. São duas as etapas que constituem a
Segunda Vinda do Senhor. A primeira é visível somente para a Igreja, mas
invisível ao mundo; a segunda etapa é visível a todas as pessoas, pois “todo
olho verá”. Na presente lição, o aspecto tratado será o primeiro, ou seja, a
doutrina do Arrebatamento da Igreja.
”.O termo ARREBATAMENTO se origina da palavra grega harpagêsometha que
significa “àquilo que é frequentemente chamado”. Refere-se à ideia de se
encontrar com o Senhor para celebrá-lo como Ele é. A ideia de nos
encontrarmos com o Senhor faz um paralelo com 1 Tessalonicenses 4.15, onde a
palavra parousia aparece determinando os seguintes significados: “presença” e
“vinda” do Senhor. Por isso, há algumas linhas de pensamentos distintas, em
que outros irmãos em Cristo consideram que o Arrebatamento e a Vinda
Gloriosa serão um só evento.
Entretanto, o contexto do Arrebatamento como um acontecimento distinto à
Vinda Gloriosa está nos escritos do apóstolo Paulo. Este tinha em mente o
arrebatamento quando exortava os crentes do Novo Testamento a terem
esperança:
O arrebatamento da igreja   lição 5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 13 - A segunda vinda de Cristo
Lição 13 - A segunda vinda de CristoLição 13 - A segunda vinda de Cristo
Lição 13 - A segunda vinda de Cristo
Sergio Silva
 

Mais procurados (20)

Lição 18 Apostasia da Fé
Lição 18   Apostasia da FéLição 18   Apostasia da Fé
Lição 18 Apostasia da Fé
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
 
Escatologia
EscatologiaEscatologia
Escatologia
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptxTribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
Tribunal de Cristo SLIDES EBD 2023.pptx
 
Cartas Gerais
Cartas GeraisCartas Gerais
Cartas Gerais
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
Cristologia aula01
Cristologia aula01Cristologia aula01
Cristologia aula01
 
CURSO EETAD -
CURSO EETAD - CURSO EETAD -
CURSO EETAD -
 
O espirito santo de deus
O  espirito  santo  de  deusO  espirito  santo  de  deus
O espirito santo de deus
 
As sete dispensações
As sete dispensaçõesAs sete dispensações
As sete dispensações
 
Panorama do novo testamento
Panorama do novo testamentoPanorama do novo testamento
Panorama do novo testamento
 
Apocalipse
ApocalipseApocalipse
Apocalipse
 
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águasLição 7 - A ordenança do batismo em águas
Lição 7 - A ordenança do batismo em águas
 
A grande tribulação
A grande tribulaçãoA grande tribulação
A grande tribulação
 
7. atos dos apóstolos
7. atos dos apóstolos7. atos dos apóstolos
7. atos dos apóstolos
 
Arrebatamento tribunal de cristo-a grande tribulação
Arrebatamento tribunal de cristo-a grande tribulaçãoArrebatamento tribunal de cristo-a grande tribulação
Arrebatamento tribunal de cristo-a grande tribulação
 
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIAIBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
IBADEP - ECLESIOLOGIA E MISSIOLOGIA
 
A Grande Tribulação
A Grande TribulaçãoA Grande Tribulação
A Grande Tribulação
 
Lição 13 - A segunda vinda de Cristo
Lição 13 - A segunda vinda de CristoLição 13 - A segunda vinda de Cristo
Lição 13 - A segunda vinda de Cristo
 

Destaque

CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014
anamariacienciaceleste
 
CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014
anamariacienciaceleste
 

Destaque (20)

Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - PortuguêsPor que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
Por que o arrebatamento da igreja deve ocorrer no ano novo judeu - Português
 
O Arrebatamento Da Igreja
O Arrebatamento Da Igreja   O Arrebatamento Da Igreja
O Arrebatamento Da Igreja
 
LIÇÃO 05 - O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 - O ARREBATAMENTO DA IGREJALIÇÃO 05 - O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 - O ARREBATAMENTO DA IGREJA
 
O arrebatamento
O arrebatamentoO arrebatamento
O arrebatamento
 
Lição 5 - O Arrebatamento da Igreja
Lição 5 - O Arrebatamento da IgrejaLição 5 - O Arrebatamento da Igreja
Lição 5 - O Arrebatamento da Igreja
 
Sinais do fim
Sinais do fimSinais do fim
Sinais do fim
 
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISASLIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
LIÇÃO 01 - ESCATOLOGIA, O ESTUDO DAS ÚLTIMAS COISAS
 
CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- CORRESPONDE-GREGORIANO 2014
 
Nossahistoria
NossahistoriaNossahistoria
Nossahistoria
 
CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014
CALENDARIO DIVINO 1986- GREGORIANO 2014
 
Las 4 Lunas de Sangre y la Próxima Guerra
Las 4 Lunas de Sangre y la Próxima GuerraLas 4 Lunas de Sangre y la Próxima Guerra
Las 4 Lunas de Sangre y la Próxima Guerra
 
1948 - Será uma coincidência ou Obra de Deus?
1948 - Será uma coincidência ou Obra de Deus?1948 - Será uma coincidência ou Obra de Deus?
1948 - Será uma coincidência ou Obra de Deus?
 
Régua Cronológica de Eventos Escatológicos
Régua Cronológica de Eventos EscatológicosRégua Cronológica de Eventos Escatológicos
Régua Cronológica de Eventos Escatológicos
 
O arrebatamento da 3
O arrebatamento da 3O arrebatamento da 3
O arrebatamento da 3
 
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
A segunda vinda de Jesus_Lição_original com textos_1332014
 
Esse poderia ser o dia que o apóstolo viu no Apocalipse!!! 2017
Esse poderia ser o dia que o apóstolo viu no Apocalipse!!! 2017Esse poderia ser o dia que o apóstolo viu no Apocalipse!!! 2017
Esse poderia ser o dia que o apóstolo viu no Apocalipse!!! 2017
 
Lição 2 A Necessidade dos Gentios Revista Justiça e Graça
Lição 2 A Necessidade dos Gentios Revista Justiça e GraçaLição 2 A Necessidade dos Gentios Revista Justiça e Graça
Lição 2 A Necessidade dos Gentios Revista Justiça e Graça
 
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
EBD CPAD lições bíblicas 1°trimestre 2016 lição 7 As bodas do Cordeiro.
 
A segunda vinda de Jesus Cristo
A segunda vinda de Jesus CristoA segunda vinda de Jesus Cristo
A segunda vinda de Jesus Cristo
 
ARREBATAMENTO E SEGUNDA VOLTA DE CRISTO
ARREBATAMENTO E SEGUNDA VOLTA DE CRISTOARREBATAMENTO E SEGUNDA VOLTA DE CRISTO
ARREBATAMENTO E SEGUNDA VOLTA DE CRISTO
 

Semelhante a O arrebatamento da igreja lição 5

Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Jigdalias Rodrigues
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
sheylarocha10
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
Tiago Silva
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
Esdras Santana Soares
 
912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1
Sadrac Pereira
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate027 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
uili santana
 
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor CíceroARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
Claudianemunk1
 

Semelhante a O arrebatamento da igreja lição 5 (20)

LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJALIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
LIÇÃO 05 – O ARREBATAMENTO DA IGREJA
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
Pespectiva sobre a volta de jesus   01Pespectiva sobre a volta de jesus   01
Pespectiva sobre a volta de jesus 01
 
Parousia o arrebatamento da igreja
Parousia   o arrebatamento da igrejaParousia   o arrebatamento da igreja
Parousia o arrebatamento da igreja
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
 
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptxoarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
oarrebatamentodaigreja-160112145445 (1).pptx
 
EBD CPAD Lições bíblicas 1° trimestre 2016 Lição 5 O arrebatamento da Igreja.
EBD CPAD Lições bíblicas 1° trimestre 2016 Lição 5 O arrebatamento da Igreja.EBD CPAD Lições bíblicas 1° trimestre 2016 Lição 5 O arrebatamento da Igreja.
EBD CPAD Lições bíblicas 1° trimestre 2016 Lição 5 O arrebatamento da Igreja.
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp027 arrebatamento-120918154123-phpapp02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02
 
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximoLição 13 - O tempo de deus está próximo
Lição 13 - O tempo de deus está próximo
 
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
Lição 05 - Arrebatamento (lição completa)
 
A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.A Segunda Vinda de Cristo.
A Segunda Vinda de Cristo.
 
A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.A segunda vinda de cristo.
A segunda vinda de cristo.
 
912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1912 e se jesus voltasse agora 1
912 e se jesus voltasse agora 1
 
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate027 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
7 arrebatamento-120918154123-phpapp02-141122212821-conversion-gate02
 
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor CíceroARREBATAMENTO.pdf  escatologia professor Cícero
ARREBATAMENTO.pdf escatologia professor Cícero
 
Eventos escatolottt
Eventos escatolotttEventos escatolottt
Eventos escatolottt
 
Arrebatamento
ArrebatamentoArrebatamento
Arrebatamento
 
Arrebatamento
ArrebatamentoArrebatamento
Arrebatamento
 
O arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igrejaO arrebatamento da igreja
O arrebatamento da igreja
 
Escatologia cap07
Escatologia cap07Escatologia cap07
Escatologia cap07
 

Mais de ANTONIO CORDEIRO DA SILVA - ADORADOR

Mais de ANTONIO CORDEIRO DA SILVA - ADORADOR (20)

Juízo final lição 11 completo
Juízo final   lição 11 completoJuízo final   lição 11 completo
Juízo final lição 11 completo
 
Resumo do primeiro trimestre 2016
Resumo do primeiro trimestre 2016Resumo do primeiro trimestre 2016
Resumo do primeiro trimestre 2016
 
O destino final dos mortos completa
O destino final dos mortos  completaO destino final dos mortos  completa
O destino final dos mortos completa
 
Novos ceus e novas terras completo
Novos ceus e novas terras completoNovos ceus e novas terras completo
Novos ceus e novas terras completo
 
Seminário aspectos jurídicos das mudanças climáticas
Seminário   aspectos jurídicos das mudanças climáticasSeminário   aspectos jurídicos das mudanças climáticas
Seminário aspectos jurídicos das mudanças climáticas
 
Direito processual coletivo assagra
Direito processual coletivo  assagraDireito processual coletivo  assagra
Direito processual coletivo assagra
 
Metodologia da pesquisa
Metodologia da pesquisaMetodologia da pesquisa
Metodologia da pesquisa
 
A grande tribulação completa 2
A grande tribulação completa 2A grande tribulação completa 2
A grande tribulação completa 2
 
A vinda de jesus em glória completo lição 9
A vinda de jesus em glória completo lição 9A vinda de jesus em glória completo lição 9
A vinda de jesus em glória completo lição 9
 
A grande tribulação completa
A grande tribulação completaA grande tribulação completa
A grande tribulação completa
 
As bodas do cordeiro completo
As bodas do cordeiro   completoAs bodas do cordeiro   completo
As bodas do cordeiro completo
 
O tribunal de cristo e os galardões lição 6 completa
O tribunal de cristo e os galardões   lição 6  completaO tribunal de cristo e os galardões   lição 6  completa
O tribunal de cristo e os galardões lição 6 completa
 
José, a realidade de um sonho. lição 13
José, a realidade de um sonho. lição 13 José, a realidade de um sonho. lição 13
José, a realidade de um sonho. lição 13
 
70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL
 
Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas Escatologia, o estudo das últimas coisas
Escatologia, o estudo das últimas coisas
 
Sinais que antecedem a vinda de cristo ilustrado
Sinais que antecedem a vinda de cristo   ilustradoSinais que antecedem a vinda de cristo   ilustrado
Sinais que antecedem a vinda de cristo ilustrado
 
O início do governo humano final
O início do governo humano  finalO início do governo humano  final
O início do governo humano final
 
Caim era do maligno andre
Caim era do maligno   andreCaim era do maligno   andre
Caim era do maligno andre
 
A familia que sobreviveu ao dilúvel
A familia que sobreviveu ao dilúvel A familia que sobreviveu ao dilúvel
A familia que sobreviveu ao dilúvel
 
O impiedoso mundo de lameque final
O impiedoso mundo de lameque   finalO impiedoso mundo de lameque   final
O impiedoso mundo de lameque final
 

Último

Último (10)

1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 

O arrebatamento da igreja lição 5

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15. Na lição de hoje, estudaremos a respeito de um dos acontecimentos mais gloriosos e esperados desde que o Senhor Jesus foi assunto aos céus — o arrebatamento da Igreja. Esta lição é de máxima importância para os nossos dias, já que ultimamente se ensina tão pouco a respeito da volta de Jesus.
  • 16.
  • 17.
  • 18. A dotrina da Segunda Vinda do Senhor tem dois aspectos que precisam ser destacados: o secreto e o público. São duas as etapas que constituem a Segunda Vinda do Senhor. A primeira é visível somente para a Igreja, mas invisível ao mundo; a segunda etapa é visível a todas as pessoas, pois “todo olho verá”. Na presente lição, o aspecto tratado será o primeiro, ou seja, a doutrina do Arrebatamento da Igreja. ”.O termo ARREBATAMENTO se origina da palavra grega harpagêsometha que significa “àquilo que é frequentemente chamado”. Refere-se à ideia de se encontrar com o Senhor para celebrá-lo como Ele é. A ideia de nos encontrarmos com o Senhor faz um paralelo com 1 Tessalonicenses 4.15, onde a palavra parousia aparece determinando os seguintes significados: “presença” e “vinda” do Senhor. Por isso, há algumas linhas de pensamentos distintas, em que outros irmãos em Cristo consideram que o Arrebatamento e a Vinda Gloriosa serão um só evento. Entretanto, o contexto do Arrebatamento como um acontecimento distinto à Vinda Gloriosa está nos escritos do apóstolo Paulo. Este tinha em mente o arrebatamento quando exortava os crentes do Novo Testamento a terem esperança:
  • 19. ARREBATAMENTO • Será em segredo (Mt 24.36) • CRISTO vem para a Igreja (1 Ts 4.17) • Antes da Grande Tribulação (Ap 3.10) • JESUS vem nos ares (1 Ts 4.17) • Os santos o verão (1 Ts 4.17) • Tempo de Alegria (I Jo 3.2 Ap 1.6) • Incrédulos deixados (Mt 24.40) • Em todo o Planeta SEGUNDA VINDA • Será pública (Ap 1.7) • CRISTO vem com a Igreja (Judas 14) • Após a Grande Tribulação (Mt 24.29-30) • JESUS pisa no Monte das Oliveiras (Zc 14.4) • Todo olho verá (Ap 1.7) • Tempo de Lamentação (Mt 24.30 Sf 1.17) • Incrédulos destruídos (Mt 25. 41-46 Sf 1.17) • Fisicamente em Israel
  • 20. QUESTIONAMENTOS PORQUE DO ARREBATAMENTO? • Para fazer diferença entre o justo e o injusto Provérbios 11:8 • Para recompensar por todo trabalho feito a Deus Apocalipse. 22:12 • Para premiar os vitoriosos Apocalipse. 3:05 • Para não deixar a igreja na tribulação I Tess. 1:10 –I Tess. 5:9 –Apocalipse 6:16 e 17 • Para vencer a morte ( corrupção ) I Cor. 15:51-54 QUEM SERÁ ARREBATADO? • Os que crêem em Cristo e o seguem João 3:18-21 e 6:47 • Os que ouviram a palavra e creram João 5:24-29 • Os que receberam o batismo nas águas Marcos 16:15-16 • Os que confessam a fé em Cristo Romanos 10:9-13 • Os que amam a vinda de CristoII Timóteo. 4:8 Cantares 8:14
  • 21. Na primeira fase de sua vinda, no arrebatamento da Igreja, Jesus não tocará na Terra. Ele estará "nos ares" ou "nas nuvens" (1 Ts 4.17).
  • 22. Na primeira fase de sua vinda, no arrebatamento da Igreja, Jesus não tocará na Terra. Ele estará "nos ares" ou "nas nuvens" (1 Ts 4.17).
  • 23.
  • 24. 1. A reunião dos salvos no encontro com Cristo. A palavra arrebatamento no grego é harpazo. Este vocábulo dá a ideia de rapto, ou de remoção repentina, de modo súbito.
  • 25. O arrebatamento da Igreja reunirá os que morreram em Cristo, isto é, confessaram a Jesus como seu Salvador e permaneceram fiéis até a morte (Ap 2.10; 1 Ts 5.23), e os que estiverem vivos, aguardando o glorioso evento (1 Ts 4.13).
  • 26.
  • 27.
  • 28. 2. Quem será arrebatado? Todos os salvos que foram transformados mediante o novo nascimento. Só chegarão aos céus aqueles que lavaram suas vestes no sangue do Cordeiro. A vida cristã não é fácil, exige renúncia.
  • 29. O caminho que conduz ao céu é estreito. Todo crente, em sua jornada aqui na terra, enfrenta montes e vales, alegrias e tristezas. Infelizmente, muitos não perseveram e acabam voltando atrás, se desviam e acabam vencidos pela carne, o mundo e Satanás.
  • 30. Seja fiel, meu irmão e minha irmã, pois há uma recompensa para os que são fiéis e igualmente para todos os infiéis.
  • 31. A Palavra de Deus alerta que no grande dia do Senhor os ímpios "ficarão de fora" (Ap 22.15), mas os que permaneceram no Senhor serão transformados e subirão para se encontrar com Deus. A promessa do arrebatamento e do céu é para quem vencer (Ap 3.12). Não desista!
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36. 1. A ignorância acerca dos mortos (1 Ts 4.13). Ao fazermos uma leitura atenta das primeiras Epistolas aos Tessalonicenses e Coríntios, vemos que os crentes tinham muitas dúvidas acerca dos mortos em Cristo (1 Co 15.12-23, 35-54). Erroneamente, acreditavam que na volta de Jesus, os que já haviam morrido não tinham mais esperança de ressuscitar.
  • 37. Atualmente, muitos também têm dúvidas quando o assunto é acerca dos que já dormem.
  • 38. Porém, a Palavra de Deus assegura-nos que os mortos hão de ressuscitar: "Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem Deus os tornará a trazer com ele" (1 Ts 4.14).
  • 39. Em outra ocasião, tratando desse mesmo assunto, Paulo ainda afirma: "Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem. Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio por um homem.
  • 40. Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em Cristo. Mas cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua vinda" (1 Co 15.20-23).
  • 41. Não precisamos nos preocupar com aqueles que já dormem com o Senhor, pois quando chegarmos aos céus os encontraremos.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45. 2.A primeira e a segunda ressurreição. É a ressurreição dos salvos, daqueles que esperam a volta de Jesus. 0 primeiro a dar início à primeira ressurreição foi Jesus. Ninguém reviveu, vencendo a morte física, definitivamente ou para sempre, antes dEle. Cristo é "as primícias dos que dormem", conforme disse Paulo (1 Co 15.20).
  • 46. Contudo, na primeira ressurreição, farão também parte desse evento glorioso: ”as duas testemunhas" (Ap 11.1-12); o grupo dos "mártires", aqueles que aceitarão a Cristo na "grande tribulação" (Ap 7.917). A segunda ressurreição será para os ímpios, após o milênio (Ap 20.5,6).
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50. 3. A transformação dos crentes que estiverem vivos quando Jesus voltar. Os salvos que estiverem vivos na volta de Jesus serão arrebatados e transformados (1 Ts 4.17). A transformação dos vivos é um mistério: "Eis aqui vos digo um mistério:[...] nós seremos transformados.
  • 51. Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revista da imortalidade“ (1 Co 15.51-53). Pela transformação, o corpo se tornará espiritual e glorificado.
  • 52. Diz a Bíblia "que carne e sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrrupção“ (1 Co 15 50). Com corpos glorificados, semelhantes ao de Jesus (Fp 3.21), os salvos poderão ir "ao encontro do Senhor nos ares".
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56. 1. Antes, é preciso vigilância. Como já é do seu conhecimento, todo crente deve estar preparado a cada dia, a cada instante para o arrebatamento. Ao deitar e ao levantar, o crente precisa estar preparado espiritualmente, pois, quando "a trombeta de Deus" tocar, anunciando a volta de Cristo, não haverá mais tempo, um segundo sequer, para alguém se preparar.
  • 57. Os pais não poderão avisar aos filhos; os esposos não poderão avisar às esposas e vice-versa. Todos esses alertas devem ser dados agora, no dia que se chama hoje. Porque, no arrebatamento, os eventos finais serão de uma rapidez surpreendente, "num abrir e fechar de olhos" (1 Co 15.52).
  • 58. 2. Depois, viveremos felizes para sempre. Jesus, a expressão máxima do amor de Deus, voltará para buscar a sua amada Igreja (3o 14.3). A Igreja, a "Noiva do Cordeiro", há de se encontrar com seu "Noivo", nas nuvens, e viverão felizes por toda a eternidade. Desde o seu início, a Igreja tem sofrido todo tipo de perseguição e infortúnio.
  • 59. Mas em todos os embates, ela saiu vitoriosa. Porque Jesus, o Noivo, afirmou: “[...] edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela" (Mt 16.18). Atualmente a Igreja e os crentes são perseguidos em muitos países, mas a Noiva do Senhor subirá ao encontro dEle, para encontrá-lo "nas nuvens" (1 Ts 4.17).
  • 60. João viu o final da história dos cristãos e alegrou-se muito: "Regozijemo-nos, e alegremo-nos, e demos-lhe glória, porque vindas são as bodas do Cordeiro, e já a sua esposa se aprontou" (Ap 19.7).
  • 61.
  • 62.
  • 63.
  • 64.
  • 65. No grande evento (o arrebatamento da Igreja), esperado pelos salvos, dar-se-á a reunião de todos os filhos de Deus, que nEle crêem, desde a fundação do mundo.
  • 66. Os mortos serão ressuscitados e os vivos serão arrebatados. Por isso, se você crê no arrebatamento da Igreja, tenha esperança e procure purificar-se a cada dia mais, pois em breve a Igreja do Senhor não estará mais neste mundo tenebroso (1 Jo 3.3).
  • 67.
  • 68.
  • 69. A dotrina da Segunda Vinda do Senhor tem dois aspectos que precisam ser destacados: o secreto e o público. São duas as etapas que constituem a Segunda Vinda do Senhor. A primeira é visível somente para a Igreja, mas invisível ao mundo; a segunda etapa é visível a todas as pessoas, pois “todo olho verá”. Na presente lição, o aspecto tratado será o primeiro, ou seja, a doutrina do Arrebatamento da Igreja. ”.O termo ARREBATAMENTO se origina da palavra grega harpagêsometha que significa “àquilo que é frequentemente chamado”. Refere-se à ideia de se encontrar com o Senhor para celebrá-lo como Ele é. A ideia de nos encontrarmos com o Senhor faz um paralelo com 1 Tessalonicenses 4.15, onde a palavra parousia aparece determinando os seguintes significados: “presença” e “vinda” do Senhor. Por isso, há algumas linhas de pensamentos distintas, em que outros irmãos em Cristo consideram que o Arrebatamento e a Vinda Gloriosa serão um só evento. Entretanto, o contexto do Arrebatamento como um acontecimento distinto à Vinda Gloriosa está nos escritos do apóstolo Paulo. Este tinha em mente o arrebatamento quando exortava os crentes do Novo Testamento a terem esperança: