SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
CAPÍTULO 3: OS PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA
Professora Vanessa Ragueb
1. TEORIAS EM CONSTANTE MUDANÇA
Em 2013 os cientistas encontraram na Etiópia fósseis de um ancestral do ser
humano que viveu há 2,8 milhões de anos atrás.
2. A CHEGADA À AMÉRICA
EXTREITO DE BERING: pequena faixa de mar que separa a Sibéria do Alasca.
ERA GLACIAL: a temperatura da Terra havia baixado e enormes camadas de
gelo se formaram. (Era do Gelo)
 Na era Glacial o nível do mar diminuiu tanto que as águas do Estreito de Bering
desapareceram.
 Sibéria e Alasca ficaram ligadas por uma faixa de terra, onde as pessoas e os
animais passavam de um continente para o outro.
3. TEORIA DE CLÓVIS
 Até o final da década de 1990, a maioria dos cientistas defendia a ideia de
que a América havia sido povoada apenas por grupos de origem mongoloide,
que teriam atravessado o Estreito de Bering.
ORIGEM MONGOLOIDE: humanos vindos da Ásia, têm cabelos negros e liso,
olhos puxados.
 Esse grupo era especializado na caça de grandes mamíferos como o mamute
e o bisão.
 Confeccionavam instrumentos de pedra lascada, com pontas de lanças.
 Essa história ficou conhecida como TEORIA DE CLÓVIS, pois as pontas das
lanças foram encontradas num sítio arqueológico da cidade de Clóvis.
SÍTIO ARQUEOLÓGICO: local onde se encontram vestígios de atividades dos
seres humanos. Pode ser uma ferramenta, uma fogueira, uma sepultura, etc.
4. LUZIA
 No Brasil, foi encontrado o crânio de uma mulher de aproximadamente 20
anos, que morreu em uma caverna, na atual região de Lagoa Santa-MG.
 Os cientistas deram a ela o nome de Luzia.
 A análise dos ossos revelou que ela viveu há cerca de 11500 anos.
 Em 1999 foi feita a reconstituição do seu rosto. Luzia tinha traços negroides.
 Luzia foi considerada o fóssil mais antigo da América por muito tempo, mas
em 2013, mergulhadores encontraram, em uma caverna no fundo do mar, o
esqueleto de uma mulher que viveu entre 12 mil e 13 mil anos atrás.
Batizaram de Naia.
5. NO BRASIL: DIFERENTES POVOS
 De acordo com pesquisas recentes, os primeiros habitantes do Brasil teriam
pertencido tanto aos grupos mongoloides quanto aos não mongoloides.
a) SERRA DA CAPIVARA
 Encontraram um dos grupos mais antigos que povoaram o Brasil.
 Eram nômades, formados por poucos indivíduos que se concentravam perto
de rios.
 Viviam da caça de animais pequenos, da pesca e a coleta de alimentos como
ovos, mel e raízes.
 Faziam ferramentas com pedra.
 Faziam desenhos nas paredes das cavernas (pinturas rupestres).
PINTURAS RUPESTRES: traziam imagens de cotidiano, como cenas de caça,
luta, dança, animais, etc. Muitos acreditam que isso poderia ter uma função
mística, ou seja, se desenhasse um animal teria também o poder de caça-lo.
 O Parque Nacional da Serra da Capivara foi criado em 1979 e abriga a maior
concentração de sítios arqueólogos do Brasil.
b) POVO DE LUZIA
 O povo se organizava em grupos de aproximadamente 25 pessoas.
 Viviam da caça de animais de pequeno e médio porte e da coleta de frutas e
vegetais.
 O trabalho era dividido, enquanto os homens caçavam, as mulheres e as
crianças cuidavam da coleta dos alimentos.
 Eram nômades. Permaneciam boa parte do tempo num mesmo
acampamento, mas se mudavam quando esgotavam os alimentos.
 Utilizavam as cavernas como abrigo e para enterrar os mortos.
 Quando uma pessoa morria, realizavam 2 rituais. O primeiro enterravam a
pessoa na posição fetal (pernas dobradas e os joelhos encostados no peito).
Meses depois os ossos eram retirados e passavam por um ritual de pintá-los
e enterrados numa cova menor. Em alguns casos os pertences como
ferramentas e adornos eram enterrados junto.
c) SAMBAQUIS
 Sambaqui significa amontoado de mariscos.
 Os sambaquis foram construídos pelos povos há cerca de 7 mil anos atrás no
litoral do Brasil (Maranhão, Piauí, Rio Grande do Sul).
 Eram amontoados de conchas de ostras, mariscos, cascas de siri e caranguejo.
 Os sambaquis funcionavam como espaço de convívio social.
 No centro, os sambaquieiros construíram suas cabanas onde moravam as
famílias. No centro também eram enterrados os mortos.
 Ao redor servia para descartar o lixo e para fabricar instrumentos de pedras.
 Viviam da pesca. Capturavam até tubarões.
 Quanto maior era o sambaqui, maior era o prestígio da pessoa. Havia
sambaquis de até 10 metros de altura.
 Essa sociedade desapareceu por volta do ano de 1500.
d) AMAZÕNIA
 Povo sedentário
 Surgiram organizações hierárquicas e produção de artesanato
 As civilizações mais conhecidas são Marajoara, tapajônica e Alto Xingu
MARAJOARA:
 se desenvolveu na Ilha de Marajó.
 Construíam TESOS para escapar dos alagamentos (aterros com no mínimo 5
metros de altura onde construíam suas casas)
 Produziam cerâmica: urna funerária, estatuetas, vasos, colheres.
TAPAJÔNICA:
 Se se desenvolveu na região de Santarém as margens do Rio Tapajós – Pará
 Produziam cerâmica: cachimbos, vasos e urnas.
ALTO XINGU:
 Viveram no norte do Mato Grosso
 Composta por 19 aldeias de formato circular, ligadas uma na outra por uma
estrada.
 Toda a área era cercada por poços e paliçadas (espécie de cerca).
 Havia divisão social hierárquica

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Avaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasilAvaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasilmirianfernandes
 
Avaliação de história – unidade 8
Avaliação de história – unidade 8Avaliação de história – unidade 8
Avaliação de história – unidade 8sibelems
 
Extrativismo vegetal e mineral
Extrativismo vegetal e mineralExtrativismo vegetal e mineral
Extrativismo vegetal e mineralRATHES SILVA
 
atividade de geografia
atividade de geografiaatividade de geografia
atividade de geografiaBroma Spazi
 
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Paula Meyer Piagentini
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAcrópole - História & Educação
 
22 de março - Dia Mundial da Água - Música planeta água de Guilherme Arantes
22 de março - Dia Mundial da Água   - Música planeta água de Guilherme Arantes 22 de março - Dia Mundial da Água   - Música planeta água de Guilherme Arantes
22 de março - Dia Mundial da Água - Música planeta água de Guilherme Arantes Mary Alvarenga
 
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pósCruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pósLuis Silva
 

Mais procurados (20)

Avaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasilAvaliação de história per historia do brasil
Avaliação de história per historia do brasil
 
Avaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º anoAvaliação de recup. historia 4º ano
Avaliação de recup. historia 4º ano
 
PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...
PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...
PDF: AVALIAÇÃO DE HISTÓRIA: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO - 4º BI...
 
Avaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º anoAvaliação de história 6º ano
Avaliação de história 6º ano
 
Avaliação de história – unidade 8
Avaliação de história – unidade 8Avaliação de história – unidade 8
Avaliação de história – unidade 8
 
Resumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militarResumo e atividades sobre ditadura militar
Resumo e atividades sobre ditadura militar
 
Tópicos 17, 18, 19 e 20 geografia
Tópicos 17, 18, 19 e 20 geografiaTópicos 17, 18, 19 e 20 geografia
Tópicos 17, 18, 19 e 20 geografia
 
Geografia 5º ano
Geografia 5º anoGeografia 5º ano
Geografia 5º ano
 
Atividade com a música asa branca
Atividade com a música asa brancaAtividade com a música asa branca
Atividade com a música asa branca
 
Extrativismo vegetal e mineral
Extrativismo vegetal e mineralExtrativismo vegetal e mineral
Extrativismo vegetal e mineral
 
Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013Atividades de independencia do brasil 2013
Atividades de independencia do brasil 2013
 
atividade de geografia
atividade de geografiaatividade de geografia
atividade de geografia
 
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas". Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
Jogo Pedagógico sobre "A Era Vargas".
 
Atididades vida de índio
Atididades vida de índioAtididades vida de índio
Atididades vida de índio
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLOAVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
AVALIAÇÃO DE CIÊNCIAS: 5º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL 1 - II CICLO
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 
22 de março - Dia Mundial da Água - Música planeta água de Guilherme Arantes
22 de março - Dia Mundial da Água   - Música planeta água de Guilherme Arantes 22 de março - Dia Mundial da Água   - Música planeta água de Guilherme Arantes
22 de março - Dia Mundial da Água - Música planeta água de Guilherme Arantes
 
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pósCruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
Cruzadinhas sobre a II Guerra Mundial e pós
 
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
 

Semelhante a Resumo sobre os primeiros habitantes da terra

Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)
Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)
Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)Sâmia De Freitas Lima
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivararambomarcos
 
3 primeiros povos-da_america
3 primeiros povos-da_america3 primeiros povos-da_america
3 primeiros povos-da_americaLucas Cechinel
 
A pré história no brasil
A pré história no brasilA pré história no brasil
A pré história no brasilhistoriando
 
O brasil na pré-história
O brasil na pré-históriaO brasil na pré-história
O brasil na pré-históriaIzaac Erder
 
4° pre-história na américa
4° pre-história na américa4° pre-história na américa
4° pre-história na américaAjudar Pessoas
 
Pré história do território brasileiro
Pré história do território brasileiroPré história do território brasileiro
Pré história do território brasileiroIzaac Erder
 
2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdf
2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdf2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdf
2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdfWandersonDaniel4
 
Os seres humanos povoam a américa
Os seres humanos povoam a américaOs seres humanos povoam a américa
Os seres humanos povoam a américaRODRIGO Cicéro
 
Os primeiros povos do Brasil. na América
Os primeiros povos do Brasil. na AméricaOs primeiros povos do Brasil. na América
Os primeiros povos do Brasil. na AméricaRicardo Diniz campos
 
A pré história do Brasil e do nordeste
A pré história do Brasil e do nordesteA pré história do Brasil e do nordeste
A pré história do Brasil e do nordesteAndre Lucas
 
Sit 3 vol1 a pre historia sul americana brasileira e regional
Sit 3 vol1   a pre historia sul americana brasileira e regionalSit 3 vol1   a pre historia sul americana brasileira e regional
Sit 3 vol1 a pre historia sul americana brasileira e regionalAprendendoHistoriacomNemeis
 
Antiguidade nas américas 6 ano
Antiguidade nas américas 6 anoAntiguidade nas américas 6 ano
Antiguidade nas américas 6 anozahirmax
 
A ocupação humana na América
A ocupação  humana na América    A ocupação  humana na América
A ocupação humana na América Mary Alvarenga
 

Semelhante a Resumo sobre os primeiros habitantes da terra (20)

História.docx
História.docxHistória.docx
História.docx
 
Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)
Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)
Cap 5 a pré- história brasileira(6º ano)
 
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da CapivaraPré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
Pré-História do Brasil, Luzia e Serra da Capivara
 
3 primeiros povos-da_america
3 primeiros povos-da_america3 primeiros povos-da_america
3 primeiros povos-da_america
 
Povoamento do América
Povoamento do AméricaPovoamento do América
Povoamento do América
 
00 pre historia america brasil
00 pre historia america brasil00 pre historia america brasil
00 pre historia america brasil
 
A pré história no brasil
A pré história no brasilA pré história no brasil
A pré história no brasil
 
O brasil na pré-história
O brasil na pré-históriaO brasil na pré-história
O brasil na pré-história
 
Civilizações pré históricas
Civilizações pré históricasCivilizações pré históricas
Civilizações pré históricas
 
Civilizações pré históricas
Civilizações pré históricasCivilizações pré históricas
Civilizações pré históricas
 
4° pre-história na américa
4° pre-história na américa4° pre-história na américa
4° pre-história na américa
 
Pré história do território brasileiro
Pré história do território brasileiroPré história do território brasileiro
Pré história do território brasileiro
 
2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdf
2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdf2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdf
2 - PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA.pdf
 
Os seres humanos povoam a américa
Os seres humanos povoam a américaOs seres humanos povoam a américa
Os seres humanos povoam a américa
 
Os primeiros povos do Brasil. na América
Os primeiros povos do Brasil. na AméricaOs primeiros povos do Brasil. na América
Os primeiros povos do Brasil. na América
 
A pré história do Brasil e do nordeste
A pré história do Brasil e do nordesteA pré história do Brasil e do nordeste
A pré história do Brasil e do nordeste
 
Sit 3 vol1 a pre historia sul americana brasileira e regional
Sit 3 vol1   a pre historia sul americana brasileira e regionalSit 3 vol1   a pre historia sul americana brasileira e regional
Sit 3 vol1 a pre historia sul americana brasileira e regional
 
Antiguidade nas américas 6 ano
Antiguidade nas américas 6 anoAntiguidade nas américas 6 ano
Antiguidade nas américas 6 ano
 
Pre historia
Pre historiaPre historia
Pre historia
 
A ocupação humana na América
A ocupação  humana na América    A ocupação  humana na América
A ocupação humana na América
 

Último

Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfCarolineNunes80
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdfAntonio Barros
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...LuizHenriquedeAlmeid6
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfAntonio Barros
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 

Último (20)

Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
08-05 - Atividade de língua Portuguesa.pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 

Resumo sobre os primeiros habitantes da terra

  • 1. CAPÍTULO 3: OS PRIMEIROS HABITANTES DA AMÉRICA Professora Vanessa Ragueb 1. TEORIAS EM CONSTANTE MUDANÇA Em 2013 os cientistas encontraram na Etiópia fósseis de um ancestral do ser humano que viveu há 2,8 milhões de anos atrás. 2. A CHEGADA À AMÉRICA EXTREITO DE BERING: pequena faixa de mar que separa a Sibéria do Alasca. ERA GLACIAL: a temperatura da Terra havia baixado e enormes camadas de gelo se formaram. (Era do Gelo)  Na era Glacial o nível do mar diminuiu tanto que as águas do Estreito de Bering desapareceram.  Sibéria e Alasca ficaram ligadas por uma faixa de terra, onde as pessoas e os animais passavam de um continente para o outro. 3. TEORIA DE CLÓVIS  Até o final da década de 1990, a maioria dos cientistas defendia a ideia de que a América havia sido povoada apenas por grupos de origem mongoloide, que teriam atravessado o Estreito de Bering. ORIGEM MONGOLOIDE: humanos vindos da Ásia, têm cabelos negros e liso, olhos puxados.  Esse grupo era especializado na caça de grandes mamíferos como o mamute e o bisão.  Confeccionavam instrumentos de pedra lascada, com pontas de lanças.  Essa história ficou conhecida como TEORIA DE CLÓVIS, pois as pontas das lanças foram encontradas num sítio arqueológico da cidade de Clóvis.
  • 2. SÍTIO ARQUEOLÓGICO: local onde se encontram vestígios de atividades dos seres humanos. Pode ser uma ferramenta, uma fogueira, uma sepultura, etc. 4. LUZIA  No Brasil, foi encontrado o crânio de uma mulher de aproximadamente 20 anos, que morreu em uma caverna, na atual região de Lagoa Santa-MG.  Os cientistas deram a ela o nome de Luzia.  A análise dos ossos revelou que ela viveu há cerca de 11500 anos.  Em 1999 foi feita a reconstituição do seu rosto. Luzia tinha traços negroides.  Luzia foi considerada o fóssil mais antigo da América por muito tempo, mas em 2013, mergulhadores encontraram, em uma caverna no fundo do mar, o esqueleto de uma mulher que viveu entre 12 mil e 13 mil anos atrás. Batizaram de Naia. 5. NO BRASIL: DIFERENTES POVOS  De acordo com pesquisas recentes, os primeiros habitantes do Brasil teriam pertencido tanto aos grupos mongoloides quanto aos não mongoloides. a) SERRA DA CAPIVARA  Encontraram um dos grupos mais antigos que povoaram o Brasil.  Eram nômades, formados por poucos indivíduos que se concentravam perto de rios.  Viviam da caça de animais pequenos, da pesca e a coleta de alimentos como ovos, mel e raízes.  Faziam ferramentas com pedra.  Faziam desenhos nas paredes das cavernas (pinturas rupestres). PINTURAS RUPESTRES: traziam imagens de cotidiano, como cenas de caça, luta, dança, animais, etc. Muitos acreditam que isso poderia ter uma função mística, ou seja, se desenhasse um animal teria também o poder de caça-lo.
  • 3.  O Parque Nacional da Serra da Capivara foi criado em 1979 e abriga a maior concentração de sítios arqueólogos do Brasil. b) POVO DE LUZIA  O povo se organizava em grupos de aproximadamente 25 pessoas.  Viviam da caça de animais de pequeno e médio porte e da coleta de frutas e vegetais.  O trabalho era dividido, enquanto os homens caçavam, as mulheres e as crianças cuidavam da coleta dos alimentos.  Eram nômades. Permaneciam boa parte do tempo num mesmo acampamento, mas se mudavam quando esgotavam os alimentos.  Utilizavam as cavernas como abrigo e para enterrar os mortos.  Quando uma pessoa morria, realizavam 2 rituais. O primeiro enterravam a pessoa na posição fetal (pernas dobradas e os joelhos encostados no peito). Meses depois os ossos eram retirados e passavam por um ritual de pintá-los e enterrados numa cova menor. Em alguns casos os pertences como ferramentas e adornos eram enterrados junto. c) SAMBAQUIS  Sambaqui significa amontoado de mariscos.  Os sambaquis foram construídos pelos povos há cerca de 7 mil anos atrás no litoral do Brasil (Maranhão, Piauí, Rio Grande do Sul).  Eram amontoados de conchas de ostras, mariscos, cascas de siri e caranguejo.  Os sambaquis funcionavam como espaço de convívio social.  No centro, os sambaquieiros construíram suas cabanas onde moravam as famílias. No centro também eram enterrados os mortos.  Ao redor servia para descartar o lixo e para fabricar instrumentos de pedras.  Viviam da pesca. Capturavam até tubarões.  Quanto maior era o sambaqui, maior era o prestígio da pessoa. Havia sambaquis de até 10 metros de altura.  Essa sociedade desapareceu por volta do ano de 1500.
  • 4. d) AMAZÕNIA  Povo sedentário  Surgiram organizações hierárquicas e produção de artesanato  As civilizações mais conhecidas são Marajoara, tapajônica e Alto Xingu MARAJOARA:  se desenvolveu na Ilha de Marajó.  Construíam TESOS para escapar dos alagamentos (aterros com no mínimo 5 metros de altura onde construíam suas casas)  Produziam cerâmica: urna funerária, estatuetas, vasos, colheres. TAPAJÔNICA:  Se se desenvolveu na região de Santarém as margens do Rio Tapajós – Pará  Produziam cerâmica: cachimbos, vasos e urnas. ALTO XINGU:  Viveram no norte do Mato Grosso  Composta por 19 aldeias de formato circular, ligadas uma na outra por uma estrada.  Toda a área era cercada por poços e paliçadas (espécie de cerca).  Havia divisão social hierárquica