SlideShare uma empresa Scribd logo
ANHANGUERA EDUCACIONAL Ltda. 
Faculdade Anhanguera São José 
Curso de Bacharelado em Engenharia Civil 
Felipe Fernandes Goulart da Silva RA 8263986026 
Mariana de Jesus Quintas RA 8414101906 
Matheus Ferreira Alves RA 8075853351 
Sara Mayumi Takahashi RA 9902006668 
Yuri Romão RA 8075817088 
RELATÓRIO 1 
SEPARAÇÃO DE MISTURA 
Professor: Msc. Guilherme Simões 
São José dos Campos - SP 
Setembro de 2014
2 
SUMÁRIO 
1 INTRODUÇÃO .................................................................................................................... 3 
1.1PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS................... 4 
1.2PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HOMOGÊNEAS ....................... 5 
2 LISTA DE MATERIAIS...................................................................................................... 6 
3 PROCEDIMENTOS............................................................................................................ 7 
3.1 SEPARANDO A ÁGUA DA AREIA LAVADA E LIMALHA DE FERRO .............. 7 
3.2 SEPARANDO A LIMALHA DE FERRO DA AREIA ................................................. 7 
4 RESULTADO E DISCUSSÃO ......................................................................................... 8 
5 REFERÊNCIAS ................................................................................................................10
3 
1 INTRODUÇÃO 
O objetivo desse trabalho é demostrar de forma clara o procedimento de separação 
de mistura heterogênea contendo água, areia lavada e limalha de ferro, realizada em 
laboratório e, em grupo, utilizando métodos rápidos e simples para verificar a eficácia 
dos processos de separação de misturas aplicados.
4 
1.1 PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS 
Entre estes processos, os principais são: 
CATAÇÃO - Esses elementos podem ser separados uns dos outros manualmente. 
LEVIGAÇÃO - Quando uma mistura se forma por substâncias sólidas de densidades 
diferentes, pode-se utilizar uma corrente de água para separá-las. Esse processo de 
separar os elementos mais densos dos menos densos utilizando água corrente é a 
levigação. 
FLOTAÇÃO - Outra forma de separar os sólidos de densidades diferentes usando 
água. Mas, nesse caso, não é usada água corrente. 
IMANTAÇÃO - Em uma mistura de sólidos que contenha ferro utilizam-se imãs. 
Aproximando o ímã da mistura, a limalha de ferro prende-se a ele, separando-a. 
VENTILAÇÃO - Ventilação é o método de separação de substâncias sólidas de 
densidades muito diferentes, por meio de uma corrente de ar. 
FILTRAÇÃO - Através de um filtro, que retém a parte sólida e deixa passar a parte 
líquida. 
Existem vários tipos de filtros: de algodão, de papel, de porcelana, etc. 
DECANTAÇÃO - Há misturas que, se deixadas por um tempo em repouso, têm sua 
parte sólida depositada no fundo do recipiente. Depois que a parte sólida se 
depositou no fundo do recipiente, pode-se despejar a parte líquida. 
CENTRIFUGAÇÃO - Se quisermos separar rapidamente o sólido de um líquido 
podemos “acelerar” a decantação. Para isso coloca-se a mistura num aparelho 
chamado centrífuga, que gira em alta velocidade, depositando no fundo as partículas 
sólidas, que são densas. 
A centrifugação, também usada em laboratórios de análises clínicas para separar os 
componentes do sangue, separa o solido do líquido em um processo de decantação 
acelerado através de rotações em alta- velocidade.
5 
SIFONAGEM - Depois de uma decantação, se não for possível entornar o recipiente 
para despejar o líquido, podemos retirá-lo com um sifão. 
O sifão serve também para separar líquidos que não se misturam, como a água e o 
óleo. 
1.2 PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HOMOGÊNEAS 
Entre estes processos, os principais são: 
EVAPORAÇÃO - É um processo usado para separar um sólido de um liquido 
Submete-se a mistura ao aquecimento e, com o aumento da temperatura, o liquido 
se evapora e o sólido permanece no recipiente. A evaporação também pode ocorrer 
quando a mistura é exposta ao ar sob a temperatura ambiente; 
DESTILAÇÃO - É o processo pelo qual podemos separar um líquido misturado a 
outro líquido ou a um sólido. Isso é feito através da vaporização do líquido e de sua 
posterior condensação. O líquido destilado cai no outro balão em forma de gotas. 
DESTILAÇÃO FRACIONÁRIA - O processo de destilação fracionada compreende o 
aquecimento de uma mistura de mais de dois líquidos que possuem pontos de 
ebulição não muito próximos. 
Assim, a solução é aquecida e se separa, inicialmente, o líquido com o menor ponto 
de ebulição e assim sucessivamente.
6 
2 LISTA DE MATERIAIS 
Os materiais utilizados nesse experimento são: 
 2 Béqueres; 
 40ml de uma Mistura de água, areia lavada e limalha de ferro; 
 Funil de vidro; 
 Garra; 
 Imã; 
 Papel de filtro; 
 Suporte universal;
7 
3 PROCEDIMENTOS 
Para realizarmos a separação da mistura de areia, areia lavada e limalha de ferro, 
seguimos os passos indicados abaixo. 
3.1 SEPARANDO A ÁGUA DA AREIA LAVADA E LIMALHA DE FERRO 
1ªDobrar o papel de filtro em quatro partes formando um funil. 
2ºEncaixar o funil de vidro na garra que deve estar presa ao suporte universal. 
3°Colocar o segundo Béquer abaixo do funil de vidro a fim de reservar a filtração. 
4ºCom movimentos leves e circulares, fazer uma breve homogeneização da mistura 
contida no Béquer um. 
5º Despejar lentamente a mistura dentro do funil de vidro e aguarde até que toda a 
água contida desça através do papel de filtro e caia no segundo Béquer. 
6º Reserve o Béquer com a água. 
Dessa forma separamos a água das demais substâncias. 
3.2 SEPARANDO A LIMALHA DE FERRO DA AREIA 
1º Retirar o papel de filtro do funil com a areia e a limalha de ferro. 
2º Sobre uma superfície lisa e limpa, abrir o papel com a mistura sobre ele. 
3º Utilizar o imã para retirar as partículas de limalha de ferro que estão combinadas 
à areia, passando- o lentamente sobre a mistura o mais próximo possível sem tocá-la. 
4º No béquer vazio, utilizar uma das mãos para retirar o excesso de limalha de ferro 
do imã. 
5º Repetir os dois últimos processos com o imã mais algumas vezes a fim de se 
retirar o máximo possível de limalha.
8 
4 RESULTADO E DISCUSSÃO 
Através do experimento em laboratório foi constado que não foi possível realizar a 
separação total dos componentes da mistura. 
Pois a água permaneceu turva, a areia, ainda molhada, e com pequenos fragmentos 
de limalha e o imã com a limalha, apresentava também areia úmida. 
Para a separação da limalha de ferro e areia o processo adequado é a filtragem 
através de filtro de papel, a solução retida pelo filtro foi devidamente colocada na 
incubadora para secar, mesmo com o processo de secagem pudemos constatar que 
as soluções ainda estavam juntas, e que para a total separação os procedimentos 
aqui apresentados devem ser repetitivos até recuperar toda a areia e também a 
limalha de ferro. 
Já para separação da água, o processo de destilação é o mais indicado, ele é feito 
através da vaporização da substância, que no caso desse experimento é H²O e 
posteriormente o processo de condensação. O liquido destilado cai em outro 
recipiente em forma de gotas.
9 
5 CONCLUSÃO 
O desenvolvimento desse experimento em laboratório permitiu a compreensão de 
que os procedimentos laboratoriais devem ser cautelosos e seguidos de forma 
correta e a atenção as normas básicas de segurança foram devidamente informadas 
pelo nosso docente Guilherme. 
Concluiu-se que a separação de mistura num primeiro instante é algo fácil de se 
resolver, mas quando realizamos o experimento pudemos constatar que há uma 
ordem ou sequencia logica, para que sai o resultado conforme esperado. 
.
10 
6 REFERÊNCIAS 
FELTRE, R. Química: Química Geral. Vol 1. 5 ed. São Paulo: Moderna, 2000. 
USBERCO, João; Salvador, Edgard. Química Geral. 12ª.ed. São Paulo: Saraiva, 
2006. 480 p.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
ytamara_g22
 
Teste de Chama
Teste de ChamaTeste de Chama
Teste de Chama
Ezequias Guimaraes
 
Relatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de PrecipitaçãoRelatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de Precipitação
Dhion Meyg Fernandes
 
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Ivys Antônio
 
Quimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO E PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES
Quimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO  E PADRONIZAÇÃO  DE SOLUÇÕESQuimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO  E PADRONIZAÇÃO  DE SOLUÇÕES
Quimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO E PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES
Jessica Amaral
 
Relatório de química
Relatório de químicaRelatório de química
Relatório de química
ADSONTORREZANE
 
Relatório prática 1 volumetria de neutralização
Relatório prática 1 volumetria de neutralizaçãoRelatório prática 1 volumetria de neutralização
Relatório prática 1 volumetria de neutralização
Ana Morais Nascimento
 
Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.
Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.
Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.
Dhion Meyg Fernandes
 
Determinação da dureza total de água com EDTA
Determinação da dureza total de água com EDTADeterminação da dureza total de água com EDTA
Determinação da dureza total de água com EDTA
Adrianne Mendonça
 
Recristalização acido benzoico.
Recristalização acido benzoico.Recristalização acido benzoico.
Recristalização acido benzoico.
Michele Netseb
 
Quimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAIS
Quimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAISQuimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAIS
Quimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAIS
Jessica Amaral
 
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docxResolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Rômulo Alexandrino Silva
 
Relatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscina
Relatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscinaRelatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscina
Relatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscina
arceariane87
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
 RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
Ezequias Guimaraes
 
Hidrólise Ácida do Amido
Hidrólise Ácida do AmidoHidrólise Ácida do Amido
Hidrólise Ácida do Amido
Larissa Corradi Voss
 
Relatório Final de Curso - Estágio em Técnico em Edificações
Relatório Final de Curso - Estágio em Técnico em EdificaçõesRelatório Final de Curso - Estágio em Técnico em Edificações
Relatório Final de Curso - Estágio em Técnico em Edificações
Italo Oliveira
 
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometriaRelatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Fernanda Borges de Souza
 
Preparação e Diluição de Soluções
Preparação e Diluição de SoluçõesPreparação e Diluição de Soluções
Preparação e Diluição de Soluções
Ruben Almeida
 
Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)
Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)
Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)
Cleisianne Barbosa
 
Grupo I ao VI (Identificação de ânions)
Grupo I ao VI (Identificação de ânions)Grupo I ao VI (Identificação de ânions)
Grupo I ao VI (Identificação de ânions)
Sarah Ornellas
 

Mais procurados (20)

Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
 
Teste de Chama
Teste de ChamaTeste de Chama
Teste de Chama
 
Relatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de PrecipitaçãoRelatório - Volumetria de Precipitação
Relatório - Volumetria de Precipitação
 
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
Relatório de preparo e padronização de HCl e H2SO4
 
Quimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO E PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES
Quimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO  E PADRONIZAÇÃO  DE SOLUÇÕESQuimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO  E PADRONIZAÇÃO  DE SOLUÇÕES
Quimica experimental - Relatorio PREPARAÇÃO E PADRONIZAÇÃO DE SOLUÇÕES
 
Relatório de química
Relatório de químicaRelatório de química
Relatório de química
 
Relatório prática 1 volumetria de neutralização
Relatório prática 1 volumetria de neutralizaçãoRelatório prática 1 volumetria de neutralização
Relatório prática 1 volumetria de neutralização
 
Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.
Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.
Relatório - Volumetria de Complexação: determinação de dureza da água.
 
Determinação da dureza total de água com EDTA
Determinação da dureza total de água com EDTADeterminação da dureza total de água com EDTA
Determinação da dureza total de água com EDTA
 
Recristalização acido benzoico.
Recristalização acido benzoico.Recristalização acido benzoico.
Recristalização acido benzoico.
 
Quimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAIS
Quimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAISQuimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAIS
Quimica Experimental - Relatorio REAÇÕES COM METAIS
 
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docxResolução comentada de exercícios de química analítica.docx
Resolução comentada de exercícios de química analítica.docx
 
Relatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscina
Relatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscinaRelatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscina
Relatorio analitica 2 determinação de cloro ativo em produto para piscina
 
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
 RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
RELATÓRIO DE AULA PRÁTICA: EXTRAÇÃO LÍQUIDO - LÍQUIDO
 
Hidrólise Ácida do Amido
Hidrólise Ácida do AmidoHidrólise Ácida do Amido
Hidrólise Ácida do Amido
 
Relatório Final de Curso - Estágio em Técnico em Edificações
Relatório Final de Curso - Estágio em Técnico em EdificaçõesRelatório Final de Curso - Estágio em Técnico em Edificações
Relatório Final de Curso - Estágio em Técnico em Edificações
 
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometriaRelatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
Relatório - volumetria de óxido-redução permanganometria
 
Preparação e Diluição de Soluções
Preparação e Diluição de SoluçõesPreparação e Diluição de Soluções
Preparação e Diluição de Soluções
 
Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)
Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)
Relatório física experimental 03 (condições de equilibrio)
 
Grupo I ao VI (Identificação de ânions)
Grupo I ao VI (Identificação de ânions)Grupo I ao VI (Identificação de ânions)
Grupo I ao VI (Identificação de ânions)
 

Semelhante a Relatorio

Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Karoline dos Santos Tarnowski
 
Aula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturasAula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturas
profmauricioquimcia
 
aula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptxaula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptx
AlanaBrito11
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
matheusrl98
 
Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2
Andrea Marli Dos Santos
 
Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
ct-esma
 
Método de separação de misturas
Método de separação de misturasMétodo de separação de misturas
Método de separação de misturas
V
 
Relatorio 3 quimica
Relatorio 3 quimicaRelatorio 3 quimica
Relatorio 3 quimica
Marcelo Pawlowski
 
Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.
Polo UAB de Alagoinhas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
Carlos Brito
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
IsabellyViana
 
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de MisturasTécnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
crisnetocosta
 
Separação misturas
Separação misturasSeparação misturas
Separação misturas
crisnetocosta
 
Separacão de materiais
Separacão de materiaisSeparacão de materiais
Separacão de materiais
EEB Francisco Mazzola
 
Capitulo 02 processo de separação de misturas
Capitulo 02   processo de separação de misturasCapitulo 02   processo de separação de misturas
Capitulo 02 processo de separação de misturas
Marcos França
 
Separação de materiais!
Separação de materiais!Separação de materiais!
Separação de materiais!
EEB Francisco Mazzola
 
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
alessandraoliveira324
 
Separação de materiais!
Separação de materiais!Separação de materiais!
Separação de materiais!
EEB Francisco Mazzola
 
Métodos de separação fab
Métodos de separação fabMétodos de separação fab
Métodos de separação fab
EEB Francisco Mazzola
 
Apresentação Separação de Misturas
Apresentação  Separação de MisturasApresentação  Separação de Misturas
Apresentação Separação de Misturas
MariaDahiana
 

Semelhante a Relatorio (20)

Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.comSeparação de misturas - www.quimicaempratica.com
Separação de misturas - www.quimicaempratica.com
 
Aula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturasAula 2 - Separação de misturas
Aula 2 - Separação de misturas
 
aula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptxaula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptx
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2
 
Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
 
Método de separação de misturas
Método de separação de misturasMétodo de separação de misturas
Método de separação de misturas
 
Relatorio 3 quimica
Relatorio 3 quimicaRelatorio 3 quimica
Relatorio 3 quimica
 
Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.Processo de separação de misturas.
Processo de separação de misturas.
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de MisturasTécnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
 
Separação misturas
Separação misturasSeparação misturas
Separação misturas
 
Separacão de materiais
Separacão de materiaisSeparacão de materiais
Separacão de materiais
 
Capitulo 02 processo de separação de misturas
Capitulo 02   processo de separação de misturasCapitulo 02   processo de separação de misturas
Capitulo 02 processo de separação de misturas
 
Separação de materiais!
Separação de materiais!Separação de materiais!
Separação de materiais!
 
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
MISTURAS.pdfMISTURASMISTURASMISTURASMISTURAS
 
Separação de materiais!
Separação de materiais!Separação de materiais!
Separação de materiais!
 
Métodos de separação fab
Métodos de separação fabMétodos de separação fab
Métodos de separação fab
 
Apresentação Separação de Misturas
Apresentação  Separação de MisturasApresentação  Separação de Misturas
Apresentação Separação de Misturas
 

Relatorio

  • 1. ANHANGUERA EDUCACIONAL Ltda. Faculdade Anhanguera São José Curso de Bacharelado em Engenharia Civil Felipe Fernandes Goulart da Silva RA 8263986026 Mariana de Jesus Quintas RA 8414101906 Matheus Ferreira Alves RA 8075853351 Sara Mayumi Takahashi RA 9902006668 Yuri Romão RA 8075817088 RELATÓRIO 1 SEPARAÇÃO DE MISTURA Professor: Msc. Guilherme Simões São José dos Campos - SP Setembro de 2014
  • 2. 2 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO .................................................................................................................... 3 1.1PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS................... 4 1.2PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HOMOGÊNEAS ....................... 5 2 LISTA DE MATERIAIS...................................................................................................... 6 3 PROCEDIMENTOS............................................................................................................ 7 3.1 SEPARANDO A ÁGUA DA AREIA LAVADA E LIMALHA DE FERRO .............. 7 3.2 SEPARANDO A LIMALHA DE FERRO DA AREIA ................................................. 7 4 RESULTADO E DISCUSSÃO ......................................................................................... 8 5 REFERÊNCIAS ................................................................................................................10
  • 3. 3 1 INTRODUÇÃO O objetivo desse trabalho é demostrar de forma clara o procedimento de separação de mistura heterogênea contendo água, areia lavada e limalha de ferro, realizada em laboratório e, em grupo, utilizando métodos rápidos e simples para verificar a eficácia dos processos de separação de misturas aplicados.
  • 4. 4 1.1 PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HETEROGÊNEAS Entre estes processos, os principais são: CATAÇÃO - Esses elementos podem ser separados uns dos outros manualmente. LEVIGAÇÃO - Quando uma mistura se forma por substâncias sólidas de densidades diferentes, pode-se utilizar uma corrente de água para separá-las. Esse processo de separar os elementos mais densos dos menos densos utilizando água corrente é a levigação. FLOTAÇÃO - Outra forma de separar os sólidos de densidades diferentes usando água. Mas, nesse caso, não é usada água corrente. IMANTAÇÃO - Em uma mistura de sólidos que contenha ferro utilizam-se imãs. Aproximando o ímã da mistura, a limalha de ferro prende-se a ele, separando-a. VENTILAÇÃO - Ventilação é o método de separação de substâncias sólidas de densidades muito diferentes, por meio de uma corrente de ar. FILTRAÇÃO - Através de um filtro, que retém a parte sólida e deixa passar a parte líquida. Existem vários tipos de filtros: de algodão, de papel, de porcelana, etc. DECANTAÇÃO - Há misturas que, se deixadas por um tempo em repouso, têm sua parte sólida depositada no fundo do recipiente. Depois que a parte sólida se depositou no fundo do recipiente, pode-se despejar a parte líquida. CENTRIFUGAÇÃO - Se quisermos separar rapidamente o sólido de um líquido podemos “acelerar” a decantação. Para isso coloca-se a mistura num aparelho chamado centrífuga, que gira em alta velocidade, depositando no fundo as partículas sólidas, que são densas. A centrifugação, também usada em laboratórios de análises clínicas para separar os componentes do sangue, separa o solido do líquido em um processo de decantação acelerado através de rotações em alta- velocidade.
  • 5. 5 SIFONAGEM - Depois de uma decantação, se não for possível entornar o recipiente para despejar o líquido, podemos retirá-lo com um sifão. O sifão serve também para separar líquidos que não se misturam, como a água e o óleo. 1.2 PROCESSOS DE SEPARAÇÃO DE MISTURAS HOMOGÊNEAS Entre estes processos, os principais são: EVAPORAÇÃO - É um processo usado para separar um sólido de um liquido Submete-se a mistura ao aquecimento e, com o aumento da temperatura, o liquido se evapora e o sólido permanece no recipiente. A evaporação também pode ocorrer quando a mistura é exposta ao ar sob a temperatura ambiente; DESTILAÇÃO - É o processo pelo qual podemos separar um líquido misturado a outro líquido ou a um sólido. Isso é feito através da vaporização do líquido e de sua posterior condensação. O líquido destilado cai no outro balão em forma de gotas. DESTILAÇÃO FRACIONÁRIA - O processo de destilação fracionada compreende o aquecimento de uma mistura de mais de dois líquidos que possuem pontos de ebulição não muito próximos. Assim, a solução é aquecida e se separa, inicialmente, o líquido com o menor ponto de ebulição e assim sucessivamente.
  • 6. 6 2 LISTA DE MATERIAIS Os materiais utilizados nesse experimento são:  2 Béqueres;  40ml de uma Mistura de água, areia lavada e limalha de ferro;  Funil de vidro;  Garra;  Imã;  Papel de filtro;  Suporte universal;
  • 7. 7 3 PROCEDIMENTOS Para realizarmos a separação da mistura de areia, areia lavada e limalha de ferro, seguimos os passos indicados abaixo. 3.1 SEPARANDO A ÁGUA DA AREIA LAVADA E LIMALHA DE FERRO 1ªDobrar o papel de filtro em quatro partes formando um funil. 2ºEncaixar o funil de vidro na garra que deve estar presa ao suporte universal. 3°Colocar o segundo Béquer abaixo do funil de vidro a fim de reservar a filtração. 4ºCom movimentos leves e circulares, fazer uma breve homogeneização da mistura contida no Béquer um. 5º Despejar lentamente a mistura dentro do funil de vidro e aguarde até que toda a água contida desça através do papel de filtro e caia no segundo Béquer. 6º Reserve o Béquer com a água. Dessa forma separamos a água das demais substâncias. 3.2 SEPARANDO A LIMALHA DE FERRO DA AREIA 1º Retirar o papel de filtro do funil com a areia e a limalha de ferro. 2º Sobre uma superfície lisa e limpa, abrir o papel com a mistura sobre ele. 3º Utilizar o imã para retirar as partículas de limalha de ferro que estão combinadas à areia, passando- o lentamente sobre a mistura o mais próximo possível sem tocá-la. 4º No béquer vazio, utilizar uma das mãos para retirar o excesso de limalha de ferro do imã. 5º Repetir os dois últimos processos com o imã mais algumas vezes a fim de se retirar o máximo possível de limalha.
  • 8. 8 4 RESULTADO E DISCUSSÃO Através do experimento em laboratório foi constado que não foi possível realizar a separação total dos componentes da mistura. Pois a água permaneceu turva, a areia, ainda molhada, e com pequenos fragmentos de limalha e o imã com a limalha, apresentava também areia úmida. Para a separação da limalha de ferro e areia o processo adequado é a filtragem através de filtro de papel, a solução retida pelo filtro foi devidamente colocada na incubadora para secar, mesmo com o processo de secagem pudemos constatar que as soluções ainda estavam juntas, e que para a total separação os procedimentos aqui apresentados devem ser repetitivos até recuperar toda a areia e também a limalha de ferro. Já para separação da água, o processo de destilação é o mais indicado, ele é feito através da vaporização da substância, que no caso desse experimento é H²O e posteriormente o processo de condensação. O liquido destilado cai em outro recipiente em forma de gotas.
  • 9. 9 5 CONCLUSÃO O desenvolvimento desse experimento em laboratório permitiu a compreensão de que os procedimentos laboratoriais devem ser cautelosos e seguidos de forma correta e a atenção as normas básicas de segurança foram devidamente informadas pelo nosso docente Guilherme. Concluiu-se que a separação de mistura num primeiro instante é algo fácil de se resolver, mas quando realizamos o experimento pudemos constatar que há uma ordem ou sequencia logica, para que sai o resultado conforme esperado. .
  • 10. 10 6 REFERÊNCIAS FELTRE, R. Química: Química Geral. Vol 1. 5 ed. São Paulo: Moderna, 2000. USBERCO, João; Salvador, Edgard. Química Geral. 12ª.ed. São Paulo: Saraiva, 2006. 480 p.