SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 33
Baixar para ler offline
Reforma do Ensino Médio
Antônia Thalia Moraes
Eduardo Soares
Vitor Silveira
Rogério de Azevedo
Agosto de 2019
Sobral-CE
UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA
CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS – CCET
Curso de Licenciatura em Matemática
História da Matemática Escolar no Brasil
Sumário
● Introdução
● lei nº 13.415/17
● Principais Mudanças
● O que mudou na matemática
● Reflexão
Introdução
"é uma aberração e deve ser rejeitada."
Cesar Callegari,
Presidente da comissão de elaboração
da Base Nacional Comum Curricular.
Introdução
O Ensino Médio realmente aspirava por
mudanças?
Lei n°13.415/17
Lei nº 13.415/17
Altera a:
● Lei n° 9.394 de 20 de dezembro de 1996 (LDB);
● Lei n° 11.494 de 20 de junho de 2007 (Fundeb);
● Consolidação das Leis do Trabalho - CLT (Decreto-Lei nº 5.452, de 1º
de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967).
Revoga a:
● Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005 (Ensino de Espanhol)
Institui a:
● Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em
Tempo Integral.
Art. 1° 0 art. 24 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as
seguintes alterações:
“Art. 24.
I - a carga horária mínima anual será de oitocentas horas para o ensino fundamental
e para o ensino médio, distribuídas por um mínimo de duzentos dias de efetivo
trabalho escolar, excluído o tempo reservado aos exames finais, quando houver;
§ 1° A carga horária mínima anual de que trata o inciso I do caput deverá ser
ampliada de forma progressiva, no ensino médio, para mil e quatrocentas horas,
devendo os sistemas de ensino oferecer, no prazo máximo de cinco anos, pelo
menos mil horas anuais de carga horária, a partir de 2 de março de 2017.
§ 2° Os sistemas de ensino disporão sobre a oferta de educação de jovens e adultos
e de ensino noturno regular, adequado às condições do educando, conforme o inciso
VI do art. 4°” (NR)
Art. 2° 0 art. 26 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as
seguintes alterações:
“Art. 26.
§ 2° 0 ensino da arte, especialmente em suas expressões regionais, constituirá
componente curricular obrigatório da educação básica.
§ 7° A integralização curricular poderá incluir, a critério dos sistemas de ensino,
projetos e pesquisas envolvendo os temas transversais de que trata o caput.
§ 10. A inclusão de novos componentes curriculares de caráter obrigatório na Base
Nacional Comum Curricular dependerá de aprovação do Conselho Nacional de
Educação e de homologação pelo Ministro de Estado da Educação.” (NR)
Art. 3° A Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar acrescida do
seguinte art. 35-A:
“Art. 35-A. A Base Nacional Comum Curricular definirá direitos e objetivos de
aprendizagem do ensino médio, conforme diretrizes do Conselho Nacional de
Educação, nas seguintes áreas do conhecimento:
I - linguagens e suas tecnologias;
II - matemática e suas tecnologias;
III - ciências da natureza e suas tecnologias;
IV - ciências humanas e sociais aplicadas.
§ 1° A parte diversificada dos currículos de que trata o caput do art. 26, definida em
cada sistema de ensino, deverá estar harmonizada à Base Nacional Comum
Curricular e ser articulada a partir do contexto histórico, econômico, social, ambiental
e cultural.
§ 2° A Base Nacional Comum Curricular referente ao ensino médio incluirá
obrigatoriamente estudos e práticas de educação física, arte, sociologia e filosofia.
§ 3° 0 ensino da língua portuguesa e da matemática será obrigatório nos três anos
do ensino médio, assegurada às comunidades indígenas, também, a utilização das
respectivas línguas maternas.
§ 4° Os currículos do ensino médio incluirão, obrigatoriamente, o estudo da língua
inglesa e poderão ofertar outras línguas estrangeiras, em caráter optativo,
preferencialmente o espanhol, de acordo com a disponibilidade de oferta, locais e
horários definidos pelos sistemas de ensino.
§ 5° A carga horária destinada ao cumprimento da Base Nacional Comum Curricular
não poderá ser superior a mil e oitocentas horas do total da carga horária do ensino
médio, de acordo com a definição dos sistemas de ensino.
§ 6° A União estabelecerá os padrões de desempenho esperados para o ensino
médio, que serão referência nos processos nacionais de avaliação, a partir da Base
Nacional Comum Curricular.
§ 8° Os conteúdos, as metodologias e as formas de avaliação processual e formativa
serão organizados nas redes de ensino por meio de atividades teóricas e práticas,
provas orais e escritas, seminários, projetos e atividades on-line, de tal forma que ao
final do ensino médio o educando demonstre:
I - domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção
moderna;
II - conhecimento das formas contemporâneas de linguagem.’
Art. 4° 0 art. 36 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as
seguintes alterações:
“Art. 36. 0 currículo do ensino médio será composto pela Base Nacional Comum
Curricular e por itinerários formativos, que deverão ser organizados por meio da
oferta de diferentes arranjos curriculares, conforme a relevância para o contexto
local e a possibilidade dos sistemas de ensino, a saber:
I - linguagens e suas tecnologias;
II - matemática e suas tecnologias;
III - ciências da natureza e suas tecnologias;
IV - ciências humanas e sociais aplicadas;
V - formação técnica e profissional.
§ 1° A organização das áreas de que trata o caput e das respectivas competências e
habilidades será feita de acordo com critérios estabelecidos em cada sistema de
ensino.
§ 11. Para efeito de cumprimento das exigências curriculares do ensino médio, os
sistemas de ensino poderão reconhecer competências e firmar convênios com
instituições de educação a distância com notório reconhecimento, mediante as
seguintes formas de comprovação:
I - demonstração prática;
II - experiência de trabalho supervisionado ou outra experiência adquirida fora do
ambiente escolar;
III - atividades de educação técnica oferecidas em outras instituições de ensino
credenciadas;
IV - cursos oferecidos por centros ou programas ocupacionais;
V - estudos realizados em instituições de ensino nacionais ou estrangeiras;
VI - cursos realizados por meio de educação a distância ou educação presencial
mediada por tecnologias.
Art. 6° O art. 61 da Lei n°9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as
seguintes alterações:
“Art. 61.
IV - profissionais com notório saber reconhecido pelos respectivos sistemas de
ensino, para ministrar conteúdos de áreas afins à sua formação ou experiência
profissional, atestados por titulação específica ou prática de ensino em unidades
educacionais da rede pública ou privada ou das corporações privadas em que
tenham atuado, exclusivamente para atender ao inciso V do caput do art. 36;
V - profissionais graduados que tenham feito complementação pedagógica,
conforme disposto pelo Conselho Nacional de Educação.“(NR)
Art. 7° O art. 62 da Lei n°9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as
seguintes alterações:
“Art. 62. A formação de docentes para atuar na educação básica far-se-á em nível
superior, em curso de licenciatura plena, admitida, como formação mínima para o
exercício do magistério na educação infantil e nos cinco primeiros anos do ensino
fundamental, a oferecida em nível médio, na modalidade normal.
§ 8° Os currículos dos cursos de formação de docentes terão por referência a Base
Nacional Comum Curricular.” (NR)
Art. 13. Fica instituída, no âmbito do Ministério da Educação, a Política de Fomento à
Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral.
Parágrafo único. A Política de Fomento de que trata o caput prevê o repasse de
recursos do Ministério da Educação para os Estados e para o Distrito Federal pelo
prazo de dez anos por escola, contado da data de início da implementação do
ensino médio integral na respectiva escola, de acordo com termo de compromisso a
ser formalizado entre as partes, que deverá conter, no mínimo:
I - identificação e delimitação das ações a serem financiadas;
II - metas quantitativas;
III - cronograma de execução físico-financeira;
IV - previsão de início e fim de execução das ações e da conclusão das etapas ou
fases programadas.
Em suma, as
principais
mudanças foram:
O que mudou na
matemática?
A Base Nacional Comum Curricular
“A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de
caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de
aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver
ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica, de modo
a que tenham assegurados seus direitos de aprendizagem e
desenvolvimento, em conformidade com o que preceitua o Plano Nacional
de Educação (PNE).”
Muitos conteúdos foram reorganizados e alguns foram inseridos dentro do
proposto pela BNCC.
Como álgebra, probabilidade e estatística passam a fazer parte do Ensino
Fundamental I.
Além de habilidades relacionadas a tecnologia, robótica e programação
figuram no currículo.
Eles consideram a matemática como "uma ciência viva, que contribui para
solucionar problemas científicos e tecnológicos e para alicerçar descobertas e
construções".
Reflexão
Será que tais mudanças serão
benéficas? Estamos preparados? O
foi e falta ser feito?
Bibliografia
Bibliografia
BRASIL. Lei 13.415/17. Altera as Leis 9.394/96 que estabelece as diretrizes e
bases da educação nacional e 11.494/07 que regulamenta o FUNDEB e dá outras
providências. Disponível em http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2017/lei-
13415-16-fevereiro2017-784336-publicacaooriginal-152003-pl.html Acesso em
30 jul. 2019.
BRASIL . Base Nacional Comum Curricular. Ensino Médio. Brasília: MEC. Versão
entregue ao CNE em 03 de abril de 2018. Disponível em:
http://basenacionalcomum.mec. gov.br/wp-
content/uploads/2018/04/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site.pdf. Acesso em: 29
jul. 2019.
Obrigado(a) pela
atenção.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela TrentinRegimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentinalexrrosaueja
 
Programa de Extensão Letras
Programa de Extensão LetrasPrograma de Extensão Letras
Programa de Extensão LetrasRosatricia Moura
 
Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.
Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.
Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.markinho2013
 
FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...
FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...
FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...ProfessorPrincipiante
 
Adcurricgdf
AdcurricgdfAdcurricgdf
Adcurricgdfsedf
 
Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola
Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em AngolaOs Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola
Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em AngolaNelson Paulo
 
1737 ldb lei 9.394-96 - apostila amostra
1737 ldb   lei 9.394-96 - apostila amostra1737 ldb   lei 9.394-96 - apostila amostra
1737 ldb lei 9.394-96 - apostila amostragoodcell
 
Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)
Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)
Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)Jeca Tatu
 
Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014
Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014
Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014SinduteTO
 
Ii reunião técnica regional do proinfância
Ii reunião técnica regional do proinfânciaIi reunião técnica regional do proinfância
Ii reunião técnica regional do proinfânciaclaudia_4051
 
Resolução 2, de 30 de janeiro de 2012 cne - ensino médio
Resolução 2, de 30 de janeiro de 2012   cne - ensino médioResolução 2, de 30 de janeiro de 2012   cne - ensino médio
Resolução 2, de 30 de janeiro de 2012 cne - ensino médioEduarda Bonora Kern
 
Reestruturação do Ensino Médio
Reestruturação do Ensino MédioReestruturação do Ensino Médio
Reestruturação do Ensino MédioPIBID UFPEL
 
Regulamento do curso educação inclusiva (1)
Regulamento do curso educação inclusiva (1)Regulamento do curso educação inclusiva (1)
Regulamento do curso educação inclusiva (1)Jeca Tatu
 
Pcn 5ªa 8ª introdução
Pcn  5ªa 8ª introduçãoPcn  5ªa 8ª introdução
Pcn 5ªa 8ª introduçãoirenealvesilva
 

Mais procurados (20)

Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela TrentinRegimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
Regimento da EJA - 2012 - Recortes - Prof. Elisângela Trentin
 
Proex letras 1º modulo
Proex letras 1º moduloProex letras 1º modulo
Proex letras 1º modulo
 
Programa de Extensão Letras
Programa de Extensão LetrasPrograma de Extensão Letras
Programa de Extensão Letras
 
Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.
Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.
Resolução nº 160 2012 - 13-07- educação básica.
 
FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...
FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...
FORMAÇÃO DE PROFESSORES A DISTÂNCIA NA PERSPECTIVA DE UMA EDUCAÇÃO EMANCIPADO...
 
Adcurricgdf
AdcurricgdfAdcurricgdf
Adcurricgdf
 
Fasciculo direito legislacao_tributaria
Fasciculo direito legislacao_tributariaFasciculo direito legislacao_tributaria
Fasciculo direito legislacao_tributaria
 
Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola
Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em AngolaOs Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola
Os Desafios Da EducaçãO De Jovens E Adultos Em Angola
 
EAD
EADEAD
EAD
 
1737 ldb lei 9.394-96 - apostila amostra
1737 ldb   lei 9.394-96 - apostila amostra1737 ldb   lei 9.394-96 - apostila amostra
1737 ldb lei 9.394-96 - apostila amostra
 
Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)
Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)
Regulamento do curso educação inclusiva avancos e desafios (1)
 
Eja
EjaEja
Eja
 
Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014
Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014
Resolução 2486 - Reinventando o Ensino Médio 2014
 
Ii reunião técnica regional do proinfância
Ii reunião técnica regional do proinfânciaIi reunião técnica regional do proinfância
Ii reunião técnica regional do proinfância
 
Resolução 2, de 30 de janeiro de 2012 cne - ensino médio
Resolução 2, de 30 de janeiro de 2012   cne - ensino médioResolução 2, de 30 de janeiro de 2012   cne - ensino médio
Resolução 2, de 30 de janeiro de 2012 cne - ensino médio
 
Reestruturação do Ensino Médio
Reestruturação do Ensino MédioReestruturação do Ensino Médio
Reestruturação do Ensino Médio
 
Regulamento do curso educação inclusiva (1)
Regulamento do curso educação inclusiva (1)Regulamento do curso educação inclusiva (1)
Regulamento do curso educação inclusiva (1)
 
Pcn 5ªa 8ª introdução
Pcn  5ªa 8ª introduçãoPcn  5ªa 8ª introdução
Pcn 5ªa 8ª introdução
 
Prog 1 cicloeb
Prog  1 cicloebProg  1 cicloeb
Prog 1 cicloeb
 
Programas 1º ciclo
Programas 1º cicloProgramas 1º ciclo
Programas 1º ciclo
 

Semelhante a Reforma do Ensino Médio

REFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.ppt
REFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.pptREFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.ppt
REFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.pptJoseCarlosOzorioOzor
 
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Iremar Schoba Sant'Anna
 
Apresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptx
Apresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptxApresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptx
Apresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptxEscJlioTenrioCavalca
 
08 lei nº 9493-96 ldb 2ª parte
08 lei nº 9493-96  ldb 2ª parte08 lei nº 9493-96  ldb 2ª parte
08 lei nº 9493-96 ldb 2ª parteHernando Professor
 
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabaritoLegislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabaritoCDIM Daniel
 
Legislação exercícios
Legislação exercíciosLegislação exercícios
Legislação exercíciosSinara Soeiro
 
Legislação exercícios
Legislação exercíciosLegislação exercícios
Legislação exercíciosSinara Soeiro
 
Artexes seminario de espanhol aracaju
Artexes seminario de espanhol aracajuArtexes seminario de espanhol aracaju
Artexes seminario de espanhol aracajuEventos COPESBRA
 
Novas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSico
Novas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSicoNovas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSico
Novas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSicoOmnes Angeli
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...vinicius_lyma
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...vinicius_lyma
 
O NOVO ENSINO MÉDIO.pptx
O NOVO ENSINO MÉDIO.pptxO NOVO ENSINO MÉDIO.pptx
O NOVO ENSINO MÉDIO.pptxMeireGranada1
 
Específico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicos
Específico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicosEspecífico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicos
Específico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicosAdriellen Morel
 
decreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdfdecreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdfMrciaRocha48
 
Leidosistemadeensino
LeidosistemadeensinoLeidosistemadeensino
LeidosistemadeensinoElisangela
 
Leidosistemadeensino
LeidosistemadeensinoLeidosistemadeensino
LeidosistemadeensinoElisangela
 

Semelhante a Reforma do Ensino Médio (20)

REFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.ppt
REFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.pptREFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.ppt
REFORMA-DO-ENSINO-MEDIO-Estudo-Sinteps-Set2018.ppt
 
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
Comparativo das alterações na LDB promovidas pela MP 746
 
Ensino+mé..2
Ensino+mé..2Ensino+mé..2
Ensino+mé..2
 
Apresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptx
Apresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptxApresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptx
Apresentacao_Reforma_Ensino_Medio.pptx
 
08 lei nº 9493-96 ldb 2ª parte
08 lei nº 9493-96  ldb 2ª parte08 lei nº 9493-96  ldb 2ª parte
08 lei nº 9493-96 ldb 2ª parte
 
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabaritoLegislação e pedagogia   simulado (64 questões)+gabarito
Legislação e pedagogia simulado (64 questões)+gabarito
 
Lei ensino fundamental
Lei ensino fundamentalLei ensino fundamental
Lei ensino fundamental
 
LDB 9394-96.pdf
LDB 9394-96.pdfLDB 9394-96.pdf
LDB 9394-96.pdf
 
Legislação exercícios
Legislação exercíciosLegislação exercícios
Legislação exercícios
 
Legislação exercícios
Legislação exercíciosLegislação exercícios
Legislação exercícios
 
Artexes seminario de espanhol aracaju
Artexes seminario de espanhol aracajuArtexes seminario de espanhol aracaju
Artexes seminario de espanhol aracaju
 
Novas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSico
Novas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSicoNovas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSico
Novas ConcepçõEs E OrientaçõEs Para O Ensino BáSico
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
 
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia  s...
Simulado concurso professor de educacao fisica questoes concurso pedagogia s...
 
O NOVO ENSINO MÉDIO.pptx
O NOVO ENSINO MÉDIO.pptxO NOVO ENSINO MÉDIO.pptx
O NOVO ENSINO MÉDIO.pptx
 
Específico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicos
Específico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicosEspecífico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicos
Específico - Aula 1.pptx Conteúdos pedagógicos
 
decreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdfdecreto-6755-2009-pdf.pdf
decreto-6755-2009-pdf.pdf
 
Leidosistemadeensino
LeidosistemadeensinoLeidosistemadeensino
Leidosistemadeensino
 
Leidosistemadeensino
LeidosistemadeensinoLeidosistemadeensino
Leidosistemadeensino
 
Lei do sistema de ensino
Lei do sistema de ensinoLei do sistema de ensino
Lei do sistema de ensino
 

Último

Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxsfwsoficial
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfMaiteFerreira4
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"Ilda Bicacro
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAbdLuxemBourg
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxmariiiaaa1290
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfmaria794949
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroBrenda Fritz
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Mary Alvarenga
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalcarlaOliveira438
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....LuizHenriquedeAlmeid6
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptxLuana240603
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxlucivaniaholanda
 

Último (20)

Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptxSlide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
Slide Licao 4 - 2T - 2024 - CPAD ADULTOS - Retangular.pptx
 
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdfanálise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
análise obra Nós matamos o cão Tinhoso.pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 finalPPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
PPP6_ciencias final 6 ano ano de 23/24 final
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptxCONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio  ead.pptx
CONCORDÂNCIA NOMINAL atividade ensino médio ead.pptx
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 

Reforma do Ensino Médio

  • 1. Reforma do Ensino Médio Antônia Thalia Moraes Eduardo Soares Vitor Silveira Rogério de Azevedo Agosto de 2019 Sobral-CE UNIVERSIDADE ESTADUAL VALE DO ACARAÚ – UVA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS – CCET Curso de Licenciatura em Matemática História da Matemática Escolar no Brasil
  • 2. Sumário ● Introdução ● lei nº 13.415/17 ● Principais Mudanças ● O que mudou na matemática ● Reflexão
  • 4. "é uma aberração e deve ser rejeitada." Cesar Callegari, Presidente da comissão de elaboração da Base Nacional Comum Curricular.
  • 6. O Ensino Médio realmente aspirava por mudanças?
  • 7.
  • 9. Lei nº 13.415/17 Altera a: ● Lei n° 9.394 de 20 de dezembro de 1996 (LDB); ● Lei n° 11.494 de 20 de junho de 2007 (Fundeb); ● Consolidação das Leis do Trabalho - CLT (Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, e o Decreto-Lei nº 236, de 28 de fevereiro de 1967).
  • 10. Revoga a: ● Lei nº 11.161, de 5 de agosto de 2005 (Ensino de Espanhol) Institui a: ● Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral.
  • 11. Art. 1° 0 art. 24 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 24. I - a carga horária mínima anual será de oitocentas horas para o ensino fundamental e para o ensino médio, distribuídas por um mínimo de duzentos dias de efetivo trabalho escolar, excluído o tempo reservado aos exames finais, quando houver; § 1° A carga horária mínima anual de que trata o inciso I do caput deverá ser ampliada de forma progressiva, no ensino médio, para mil e quatrocentas horas, devendo os sistemas de ensino oferecer, no prazo máximo de cinco anos, pelo menos mil horas anuais de carga horária, a partir de 2 de março de 2017. § 2° Os sistemas de ensino disporão sobre a oferta de educação de jovens e adultos e de ensino noturno regular, adequado às condições do educando, conforme o inciso VI do art. 4°” (NR)
  • 12. Art. 2° 0 art. 26 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 26. § 2° 0 ensino da arte, especialmente em suas expressões regionais, constituirá componente curricular obrigatório da educação básica. § 7° A integralização curricular poderá incluir, a critério dos sistemas de ensino, projetos e pesquisas envolvendo os temas transversais de que trata o caput. § 10. A inclusão de novos componentes curriculares de caráter obrigatório na Base Nacional Comum Curricular dependerá de aprovação do Conselho Nacional de Educação e de homologação pelo Ministro de Estado da Educação.” (NR)
  • 13. Art. 3° A Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar acrescida do seguinte art. 35-A: “Art. 35-A. A Base Nacional Comum Curricular definirá direitos e objetivos de aprendizagem do ensino médio, conforme diretrizes do Conselho Nacional de Educação, nas seguintes áreas do conhecimento: I - linguagens e suas tecnologias; II - matemática e suas tecnologias; III - ciências da natureza e suas tecnologias; IV - ciências humanas e sociais aplicadas.
  • 14. § 1° A parte diversificada dos currículos de que trata o caput do art. 26, definida em cada sistema de ensino, deverá estar harmonizada à Base Nacional Comum Curricular e ser articulada a partir do contexto histórico, econômico, social, ambiental e cultural. § 2° A Base Nacional Comum Curricular referente ao ensino médio incluirá obrigatoriamente estudos e práticas de educação física, arte, sociologia e filosofia. § 3° 0 ensino da língua portuguesa e da matemática será obrigatório nos três anos do ensino médio, assegurada às comunidades indígenas, também, a utilização das respectivas línguas maternas. § 4° Os currículos do ensino médio incluirão, obrigatoriamente, o estudo da língua inglesa e poderão ofertar outras línguas estrangeiras, em caráter optativo, preferencialmente o espanhol, de acordo com a disponibilidade de oferta, locais e horários definidos pelos sistemas de ensino.
  • 15. § 5° A carga horária destinada ao cumprimento da Base Nacional Comum Curricular não poderá ser superior a mil e oitocentas horas do total da carga horária do ensino médio, de acordo com a definição dos sistemas de ensino. § 6° A União estabelecerá os padrões de desempenho esperados para o ensino médio, que serão referência nos processos nacionais de avaliação, a partir da Base Nacional Comum Curricular. § 8° Os conteúdos, as metodologias e as formas de avaliação processual e formativa serão organizados nas redes de ensino por meio de atividades teóricas e práticas, provas orais e escritas, seminários, projetos e atividades on-line, de tal forma que ao final do ensino médio o educando demonstre: I - domínio dos princípios científicos e tecnológicos que presidem a produção moderna; II - conhecimento das formas contemporâneas de linguagem.’
  • 16. Art. 4° 0 art. 36 da Lei n° 9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 36. 0 currículo do ensino médio será composto pela Base Nacional Comum Curricular e por itinerários formativos, que deverão ser organizados por meio da oferta de diferentes arranjos curriculares, conforme a relevância para o contexto local e a possibilidade dos sistemas de ensino, a saber: I - linguagens e suas tecnologias; II - matemática e suas tecnologias; III - ciências da natureza e suas tecnologias; IV - ciências humanas e sociais aplicadas; V - formação técnica e profissional. § 1° A organização das áreas de que trata o caput e das respectivas competências e habilidades será feita de acordo com critérios estabelecidos em cada sistema de ensino.
  • 17. § 11. Para efeito de cumprimento das exigências curriculares do ensino médio, os sistemas de ensino poderão reconhecer competências e firmar convênios com instituições de educação a distância com notório reconhecimento, mediante as seguintes formas de comprovação: I - demonstração prática; II - experiência de trabalho supervisionado ou outra experiência adquirida fora do ambiente escolar; III - atividades de educação técnica oferecidas em outras instituições de ensino credenciadas; IV - cursos oferecidos por centros ou programas ocupacionais; V - estudos realizados em instituições de ensino nacionais ou estrangeiras; VI - cursos realizados por meio de educação a distância ou educação presencial mediada por tecnologias.
  • 18. Art. 6° O art. 61 da Lei n°9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 61. IV - profissionais com notório saber reconhecido pelos respectivos sistemas de ensino, para ministrar conteúdos de áreas afins à sua formação ou experiência profissional, atestados por titulação específica ou prática de ensino em unidades educacionais da rede pública ou privada ou das corporações privadas em que tenham atuado, exclusivamente para atender ao inciso V do caput do art. 36; V - profissionais graduados que tenham feito complementação pedagógica, conforme disposto pelo Conselho Nacional de Educação.“(NR)
  • 19. Art. 7° O art. 62 da Lei n°9.394, de 20 de dezembro de 1996, passa a vigorar com as seguintes alterações: “Art. 62. A formação de docentes para atuar na educação básica far-se-á em nível superior, em curso de licenciatura plena, admitida, como formação mínima para o exercício do magistério na educação infantil e nos cinco primeiros anos do ensino fundamental, a oferecida em nível médio, na modalidade normal. § 8° Os currículos dos cursos de formação de docentes terão por referência a Base Nacional Comum Curricular.” (NR)
  • 20. Art. 13. Fica instituída, no âmbito do Ministério da Educação, a Política de Fomento à Implementação de Escolas de Ensino Médio em Tempo Integral. Parágrafo único. A Política de Fomento de que trata o caput prevê o repasse de recursos do Ministério da Educação para os Estados e para o Distrito Federal pelo prazo de dez anos por escola, contado da data de início da implementação do ensino médio integral na respectiva escola, de acordo com termo de compromisso a ser formalizado entre as partes, que deverá conter, no mínimo: I - identificação e delimitação das ações a serem financiadas; II - metas quantitativas; III - cronograma de execução físico-financeira; IV - previsão de início e fim de execução das ações e da conclusão das etapas ou fases programadas.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26. O que mudou na matemática?
  • 27. A Base Nacional Comum Curricular “A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento de caráter normativo que define o conjunto orgânico e progressivo de aprendizagens essenciais que todos os alunos devem desenvolver ao longo das etapas e modalidades da Educação Básica, de modo a que tenham assegurados seus direitos de aprendizagem e desenvolvimento, em conformidade com o que preceitua o Plano Nacional de Educação (PNE).”
  • 28. Muitos conteúdos foram reorganizados e alguns foram inseridos dentro do proposto pela BNCC. Como álgebra, probabilidade e estatística passam a fazer parte do Ensino Fundamental I. Além de habilidades relacionadas a tecnologia, robótica e programação figuram no currículo. Eles consideram a matemática como "uma ciência viva, que contribui para solucionar problemas científicos e tecnológicos e para alicerçar descobertas e construções".
  • 30. Será que tais mudanças serão benéficas? Estamos preparados? O foi e falta ser feito?
  • 32. Bibliografia BRASIL. Lei 13.415/17. Altera as Leis 9.394/96 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional e 11.494/07 que regulamenta o FUNDEB e dá outras providências. Disponível em http://www2.camara.leg.br/legin/fed/lei/2017/lei- 13415-16-fevereiro2017-784336-publicacaooriginal-152003-pl.html Acesso em 30 jul. 2019. BRASIL . Base Nacional Comum Curricular. Ensino Médio. Brasília: MEC. Versão entregue ao CNE em 03 de abril de 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec. gov.br/wp- content/uploads/2018/04/BNCC_EnsinoMedio_embaixa_site.pdf. Acesso em: 29 jul. 2019.