SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Baixar para ler offline
Unimed Litoral - SC
Comunicação e Marketing
PROGRAMAS DE
REABILITAÇÃO PÓS EVENTO
CARDÍACO
Eduardo Miguel Kühr
Reabilitação cardíaca
“ Conjunto de atividades necessárias para
assegurar aos pacientes cardiopatas uma
condição física, mental e social, permitindo
assim retomar suas atividades na comunidade
e ter uma vida ativa e produtiva. ”
OMS, 1964
Países Percentual de participação
Reino Unido 14 a 43 %
Austrália 32 %
Estados Unidos 11 a 23 %
França 22 %
Nova Zelândia 26 %
Quadro 1 - Reabilitação cardíaca no mundo
Presença de múltiplas comorbidades
Limitações osteoarticulares
Depressão
Dificuldade cognitiva
Resistência para mudança de estilo de vida
Distância entre moradia e local de reabilitação
Dificuldade para conciliar reabilitação com trabalho
Ausência de rede social de suporte
Quadro 2 - Razões para a não-participação
Quadro 3 - Fases da Reabilitação Cardíaca
Ambiente Duração Frequência
Fase I Hospitalar
Durante
internação
Diária
Fase II Ambulatorial 2 a 3 meses
2 a 3 x /
semana
Fase III
Ambientes
comunitários
6 a 12 meses
2 a 3 x /
semana
Fase IV
Não -
supervisionada
Variável variável
Quadro 4 – Categorias profissionais por fases
Fases da reabilitação
I II III IV
Medicina
Fisioterapia
Educação Física
Enfermagem
Psicologia
Nutrição
Fases da reabilitação
I II III IV
Fisioterapeuta
Monitor cardíaco
Oximetria
Esteira / Bicicleta
Musculação
Desfibrilador
Quadro 5 – Recursos necessários por fase
Unisaúde 10 anos
Início 1999
• Reabilitação fase III
• Sessões de 1 hora
•Treino aeróbico
•Flexibilidade e relaxamento
• Educador físico + médico
• Até 50 pacientes / hora
Treino de Força - 2003
Hidroterapia - 2005
Unisaúde 10 anos
Unisaúde 10 anos
2005 – Reabilitação fase II
• Sessões de 1 hora
• Fisioterapeuta
• Médico Especialista
• Cardiologista ou
• Pneumologista
• 4 pacientes / hora
28 pacientes da Unimed Litoral
56 pacientes atendidos na Reabilitação fase II
10
reabilitação
pulmonar
4
reabilitação
cardíaca pós-
cirurgia
14
reabilitação
cardíaca
clínica (ICC)
Resultados - 2008
Quadro 6 – Reabilitação fase II – pós revascularização
Média por paciente Pré Pós
Custo mensal R$ 2.788,46 R$ 195,45
Consultas / ano 5,25 2
Pronto-socorro / ano 1 0,75
Diárias / ano 12,75 0
Custo - exames / ano R$ 2.278,91 R$ 574,79
Quadro 7 – Reabilitação fase II clínica (ICC)
Média por paciente Pré Pós
Custo mensal R$ 663,14 R$ 219,85
Consultas / ano 8,64 5,64
Pronto-socorro / ano 4,07 1,21
Diárias / ano 2,93 0,29
Custo - exames / ano R$ 1.243,98 R$ 404,94
Quadro 8 – Reabilitação pulmonar
Média por paciente Pré Pós
Custo mensal R$ 308,37 R$ 133,25
Consultas / ano 9,78 5,67
Pronto-socorro / ano 2,0 1,21
Diárias / ano 2,44 0,67
Custo - exames / ano R$ 586,99 R$ 276,23
Total Pré Pós
Pós-cirurgia R$ 154.279,27 R$ 135.704,91 R$ 5.007,97
Custo mensal R$ 514,86 R$ 2.788,46 R$ 195,45
Clínica R$ 334.136,92 R$ 112.954,83 30.914,44
Custo mensal R$ 304,39 R$ 663,14 R$ 219,85
Pulmonar R$ 92.524,04 R$ 33.766,21 R$ 10.625,31
Custo mensal R$ 216,01 R$ 308,37 R$ 133,25
Reabilitação R$ 580.950,23 R$ 282.425,95 R$ 48.839,50
Custo mensal R$ 306,11 R$ 859,74 R$ 199,31
Tempo (meses) 82 12 9
Quadro 9 – Reabilitação fase II – 2008 - resumo
• Unimed Litoral – 56 pacientes (2006 e 2007)
• 6 pacientes participaram da reabilitação (14%)
• 42 pacientes com abordagem convencional
(sem participar da reabilitação)
• 8 óbitos (custos excluídos da análise)
Reabilitação pós-revascularização miocárdica
Controle Reabilitação
Seguimento (meses) 25 27
Tempo de plano (meses) 99 90
Idade (média) 63,4 68,0
Custo médio mensal total R$ 742,80 R$ 752,23
Custo médio mensal pós-cirurgia R$ 1.030,97 R$ 449,48
Consultas 15,05 18,67
Diárias 13,69 5,83
Quadro 10 – Reabilitação fase II – 2006 e 2007
Controle
(n = 12)
Reabilitação
(n = 12)
Seguimento (meses) – pré e pós 24 24
Custo com consultas - pré R$ 34,25 R$ 75,18
Custo com consultas - pós R$ 155,27 R$ 183,02
Custo médio com internações - pré R$ 11.909,34 R$ 9.669,23
Custo médio com internações - pós R$ 14.622,21 R$ 208,36
Custo total - pré R$ 144.268,20 R$ 117.993,43
Custo total - pós R$ 178.893,25 R$ 7.326,72
Quadro 11 – Resultados Unimed Brusque
Quadro 12 - Estrutura de reabilitação – fase II
Custos anuais
Pessoal (Fisioterapeuta (1) + Auxiliar administrativo (1)) R$ 41.372,00
Estrutura (aluguel de área física + manutenção) R$ 29.010,00
Equipamentos (4 cicloergômetros + monitores + oximetria) R$ 17.600,00
Custo total com depreciações R$ 90.000,00
Número de sessões / ano 6.336
Reabilitação por 3 meses 36
Número de pacientes atendidos (4 pacientes / h de sessão) 176
Aderência (70%) 123
Custo anual por paciente R$ 731,00
Custo por sessão R$ 14,20
Valor CBHPM (2.01.03.2-7) R$ 24,00
UNIMED R$ 7,50
O “negócio” da reabilitação
O “negócio” da reabilitação
Quantidade Valor Valor total
Consultas 11 R$ 49,27 R$ 541,89
ECG 11 R$ 20,79 R$ 228,69
Ergoespirometria 6 R$ 173,25 R$ 1.039,25
Ecocardiograma 4 R$ 173,25 R$ 693,00
Fisioterapia 33 R$ 7,38 R$ 243,72
Exames 71 R$ 641,09
Custo total R$ 3.387,64
R$ 102,65 / sessão
Diálogo com prestadores
• Qualificação das estruturas
• Auditoria
• Formação de “pacotes”
Análise para implementação
como recurso próprio
Integração a estruturas existentes
•Hospital
•Núcleos de Promoção da Saúde
•Fisioterapia
UNISAUDE
Unimed Litoral - SC
Comunicação e Marketing
Obrigado!
Eduardo Miguel Kühr
eduardo.kuhr@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Exercícios respiratórios
Exercícios respiratóriosExercícios respiratórios
Exercícios respiratórios
Ana Queirós
 
Exercicio Físico No Controle Do Diabetes Mellitus
Exercicio Físico No Controle Do Diabetes MellitusExercicio Físico No Controle Do Diabetes Mellitus
Exercicio Físico No Controle Do Diabetes Mellitus
Liga de Diabetes UFG
 
Fisioterapia respiratoriaa=manuvacometria
Fisioterapia respiratoriaa=manuvacometriaFisioterapia respiratoriaa=manuvacometria
Fisioterapia respiratoriaa=manuvacometria
Pedro Henrique
 
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascularPós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
Paulo Sérgio
 
Princípios básicos de fisiologia do exercício
Princípios básicos de fisiologia do exercícioPrincípios básicos de fisiologia do exercício
Princípios básicos de fisiologia do exercício
washington carlos vieira
 

Destaque (16)

Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
Experiência de organização da Atenção Ambulatorial Especializada em Santo Ant...
 
Exercícios para cardiopatas
Exercícios para cardiopatasExercícios para cardiopatas
Exercícios para cardiopatas
 
Mude sua mente e dance melhor
Mude sua mente e dance melhorMude sua mente e dance melhor
Mude sua mente e dance melhor
 
Apostila Desenvolvimento Psicologia da dança
Apostila Desenvolvimento Psicologia da dançaApostila Desenvolvimento Psicologia da dança
Apostila Desenvolvimento Psicologia da dança
 
Exercícios respiratórios
Exercícios respiratóriosExercícios respiratórios
Exercícios respiratórios
 
Exercicio Físico No Controle Do Diabetes Mellitus
Exercicio Físico No Controle Do Diabetes MellitusExercicio Físico No Controle Do Diabetes Mellitus
Exercicio Físico No Controle Do Diabetes Mellitus
 
Capnografia
CapnografiaCapnografia
Capnografia
 
Fisioterapia respiratoriaa=manuvacometria
Fisioterapia respiratoriaa=manuvacometriaFisioterapia respiratoriaa=manuvacometria
Fisioterapia respiratoriaa=manuvacometria
 
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascularPós operatório de cirurgia cardiovascular
Pós operatório de cirurgia cardiovascular
 
Capnografia
CapnografiaCapnografia
Capnografia
 
Aula ExercíCios Respiratorios Terapeuticos
Aula   ExercíCios Respiratorios TerapeuticosAula   ExercíCios Respiratorios Terapeuticos
Aula ExercíCios Respiratorios Terapeuticos
 
Monitorização Ventilatória
Monitorização VentilatóriaMonitorização Ventilatória
Monitorização Ventilatória
 
Apostila de estudo dança
Apostila de estudo dança Apostila de estudo dança
Apostila de estudo dança
 
Cardiopatias Congênitas
Cardiopatias CongênitasCardiopatias Congênitas
Cardiopatias Congênitas
 
Hipertensão arterial
Hipertensão arterialHipertensão arterial
Hipertensão arterial
 
Princípios básicos de fisiologia do exercício
Princípios básicos de fisiologia do exercícioPrincípios básicos de fisiologia do exercício
Princípios básicos de fisiologia do exercício
 

Programas de Reabilitação Cardíaca no Saúde Suplementar

  • 1. Unimed Litoral - SC Comunicação e Marketing PROGRAMAS DE REABILITAÇÃO PÓS EVENTO CARDÍACO Eduardo Miguel Kühr
  • 2. Reabilitação cardíaca “ Conjunto de atividades necessárias para assegurar aos pacientes cardiopatas uma condição física, mental e social, permitindo assim retomar suas atividades na comunidade e ter uma vida ativa e produtiva. ” OMS, 1964
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6. Países Percentual de participação Reino Unido 14 a 43 % Austrália 32 % Estados Unidos 11 a 23 % França 22 % Nova Zelândia 26 % Quadro 1 - Reabilitação cardíaca no mundo
  • 7. Presença de múltiplas comorbidades Limitações osteoarticulares Depressão Dificuldade cognitiva Resistência para mudança de estilo de vida Distância entre moradia e local de reabilitação Dificuldade para conciliar reabilitação com trabalho Ausência de rede social de suporte Quadro 2 - Razões para a não-participação
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12. Quadro 3 - Fases da Reabilitação Cardíaca Ambiente Duração Frequência Fase I Hospitalar Durante internação Diária Fase II Ambulatorial 2 a 3 meses 2 a 3 x / semana Fase III Ambientes comunitários 6 a 12 meses 2 a 3 x / semana Fase IV Não - supervisionada Variável variável
  • 13. Quadro 4 – Categorias profissionais por fases Fases da reabilitação I II III IV Medicina Fisioterapia Educação Física Enfermagem Psicologia Nutrição
  • 14. Fases da reabilitação I II III IV Fisioterapeuta Monitor cardíaco Oximetria Esteira / Bicicleta Musculação Desfibrilador Quadro 5 – Recursos necessários por fase
  • 15.
  • 16.
  • 17. Unisaúde 10 anos Início 1999 • Reabilitação fase III • Sessões de 1 hora •Treino aeróbico •Flexibilidade e relaxamento • Educador físico + médico • Até 50 pacientes / hora
  • 18.
  • 19. Treino de Força - 2003 Hidroterapia - 2005 Unisaúde 10 anos
  • 20. Unisaúde 10 anos 2005 – Reabilitação fase II • Sessões de 1 hora • Fisioterapeuta • Médico Especialista • Cardiologista ou • Pneumologista • 4 pacientes / hora
  • 21. 28 pacientes da Unimed Litoral 56 pacientes atendidos na Reabilitação fase II 10 reabilitação pulmonar 4 reabilitação cardíaca pós- cirurgia 14 reabilitação cardíaca clínica (ICC) Resultados - 2008
  • 22. Quadro 6 – Reabilitação fase II – pós revascularização Média por paciente Pré Pós Custo mensal R$ 2.788,46 R$ 195,45 Consultas / ano 5,25 2 Pronto-socorro / ano 1 0,75 Diárias / ano 12,75 0 Custo - exames / ano R$ 2.278,91 R$ 574,79
  • 23. Quadro 7 – Reabilitação fase II clínica (ICC) Média por paciente Pré Pós Custo mensal R$ 663,14 R$ 219,85 Consultas / ano 8,64 5,64 Pronto-socorro / ano 4,07 1,21 Diárias / ano 2,93 0,29 Custo - exames / ano R$ 1.243,98 R$ 404,94
  • 24. Quadro 8 – Reabilitação pulmonar Média por paciente Pré Pós Custo mensal R$ 308,37 R$ 133,25 Consultas / ano 9,78 5,67 Pronto-socorro / ano 2,0 1,21 Diárias / ano 2,44 0,67 Custo - exames / ano R$ 586,99 R$ 276,23
  • 25. Total Pré Pós Pós-cirurgia R$ 154.279,27 R$ 135.704,91 R$ 5.007,97 Custo mensal R$ 514,86 R$ 2.788,46 R$ 195,45 Clínica R$ 334.136,92 R$ 112.954,83 30.914,44 Custo mensal R$ 304,39 R$ 663,14 R$ 219,85 Pulmonar R$ 92.524,04 R$ 33.766,21 R$ 10.625,31 Custo mensal R$ 216,01 R$ 308,37 R$ 133,25 Reabilitação R$ 580.950,23 R$ 282.425,95 R$ 48.839,50 Custo mensal R$ 306,11 R$ 859,74 R$ 199,31 Tempo (meses) 82 12 9 Quadro 9 – Reabilitação fase II – 2008 - resumo
  • 26. • Unimed Litoral – 56 pacientes (2006 e 2007) • 6 pacientes participaram da reabilitação (14%) • 42 pacientes com abordagem convencional (sem participar da reabilitação) • 8 óbitos (custos excluídos da análise) Reabilitação pós-revascularização miocárdica
  • 27. Controle Reabilitação Seguimento (meses) 25 27 Tempo de plano (meses) 99 90 Idade (média) 63,4 68,0 Custo médio mensal total R$ 742,80 R$ 752,23 Custo médio mensal pós-cirurgia R$ 1.030,97 R$ 449,48 Consultas 15,05 18,67 Diárias 13,69 5,83 Quadro 10 – Reabilitação fase II – 2006 e 2007
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31. Controle (n = 12) Reabilitação (n = 12) Seguimento (meses) – pré e pós 24 24 Custo com consultas - pré R$ 34,25 R$ 75,18 Custo com consultas - pós R$ 155,27 R$ 183,02 Custo médio com internações - pré R$ 11.909,34 R$ 9.669,23 Custo médio com internações - pós R$ 14.622,21 R$ 208,36 Custo total - pré R$ 144.268,20 R$ 117.993,43 Custo total - pós R$ 178.893,25 R$ 7.326,72 Quadro 11 – Resultados Unimed Brusque
  • 32. Quadro 12 - Estrutura de reabilitação – fase II Custos anuais Pessoal (Fisioterapeuta (1) + Auxiliar administrativo (1)) R$ 41.372,00 Estrutura (aluguel de área física + manutenção) R$ 29.010,00 Equipamentos (4 cicloergômetros + monitores + oximetria) R$ 17.600,00 Custo total com depreciações R$ 90.000,00 Número de sessões / ano 6.336 Reabilitação por 3 meses 36 Número de pacientes atendidos (4 pacientes / h de sessão) 176 Aderência (70%) 123 Custo anual por paciente R$ 731,00 Custo por sessão R$ 14,20 Valor CBHPM (2.01.03.2-7) R$ 24,00 UNIMED R$ 7,50
  • 33. O “negócio” da reabilitação
  • 34. O “negócio” da reabilitação Quantidade Valor Valor total Consultas 11 R$ 49,27 R$ 541,89 ECG 11 R$ 20,79 R$ 228,69 Ergoespirometria 6 R$ 173,25 R$ 1.039,25 Ecocardiograma 4 R$ 173,25 R$ 693,00 Fisioterapia 33 R$ 7,38 R$ 243,72 Exames 71 R$ 641,09 Custo total R$ 3.387,64 R$ 102,65 / sessão
  • 35. Diálogo com prestadores • Qualificação das estruturas • Auditoria • Formação de “pacotes” Análise para implementação como recurso próprio Integração a estruturas existentes •Hospital •Núcleos de Promoção da Saúde •Fisioterapia
  • 37. Unimed Litoral - SC Comunicação e Marketing Obrigado! Eduardo Miguel Kühr eduardo.kuhr@gmail.com