SlideShare uma empresa Scribd logo
Principio vital
 Universo: É formado de três elementos básicos, Deus, Espírito e
Matéria.
 Homem: Constituído também de três elementos, Espírito,
Períspirito e Corpo Físico.
 Alma: Pode ser compreendida em três partes. Ela mesma que é
Espírito, pensamento e fluídos ou energia. Considere sempre a
Alma e Espírito uma única coisa. Em Espiritismo se costuma
chamar Alma ao Espírito encarnado.
Os planetas e tudo o que neles existe de material tem sua origem
no mesmo principio cósmico universal, não há o vazio absoluto;
onde quer que exista um espaço desocupado, há ali energias em
estado físico não visível aos olhos humanos. O resultado disso é
que os Fluídos se espalham pelo universo e aí ficam como
matéria-prima para os seres inteligentes, para toda e qualquer
construção.
Não há o vazio absoluto; onde quer que
exista um espaço desocupado, há ali energias
em estado físico não visível aos olhos
humanos.
ESPÍRITOESPÍRITO
PERISPÍRITOPERISPÍRITO
PRINCÍPIOPRINCÍPIO
VITALVITAL
CORPOCORPO
FÍSICOFÍSICO
O Principio Vital tem por fonte o fluido universal. É o que
chamais fluido magnético, ou fluido elétrico animalizado. É o
intermediário, o elo existente entre o Espírito e a matéria.
( LE PERG. 65)
Qual é a causa da animalização da matéria?
( LE PERG. 62)
R: Sua união com o princípio vital.
O princípio vital é o mesmo para todos os
seres orgânicos? Perg. 66 LE.
Sim, modificado conforme as espécies. É o que lhes dá movimento e
atividade e os distingue da matéria inerte, uma vez que o movimento
da matéria não é a vida. A matéria recebe esse movimento, não o dá.
A Química, que decompõe e recompõe a maior parte dos corpos
inorgânicos, tem conseguido decompor os corpos orgânicos; porém
jamais conseguiu reconstituir uma simples folha morta; isso nos traz
uma prova de que nos compostos há alguma coisa que não existe nos
inorgânicos. Livro A Gênese – Pág. 166 – Principio Vital.
O Perispírito pertence simultaneamente ao plano
espiritual e ao plano material.
O perispírito é formado pela metabolização do Fluido
Cósmico Universal, das energias, vibrações e outros fluidos
presentes no ambiente em que se encontre o Espírito.
O perispírito é tão eterizado que a alma não poderia atuar
sobre a matéria sem o concurso de uma força, a que se
conveio em chamar fluido vital
Para movimentar um
objeto, por exemplo, o
Espírito “satura”esse
objeto com as energias e
elementos combinados
de seu Perispírito com o
Perispírito do médium e
do Fluido Cósmico
Universal, e pela ação
da vontade, modifica as
propriedades da
matéria do objeto,
permitindo assim que a
sua vontade desloque
esse objeto.
Fluido Universal – 1. Plasma divino, hausto do Criador,
elemento primordial em que vibram e vivem constelações e
sóis, mundos e seres. 2. É o princípio material universo, do
qual se derivam todas as coisas materiais mediante
alterações e combinações ainda insondáveis. 3. As matérias
derivadas do fluido universal apresentam-se nos estados
sólido, líquido, gasoso e no estado fluídico propriamente
dito, também chamado de fluido espiritual, tanto que,
enquanto os três primeiros podem ser manipulados pela
mão do homem, o último é sensível ao poder do
pensamento e da vontade dos Espíritos.
FLUIDOS: Denomina-se fluidos as
emanações energéticas trabalhadas em um
processo orgânico ou perispiritual. São
energias, que recebem essa denominação
especial, como por exemplo o “fluido
vital”, que também poderia
ser denominado “energia vital”. São mais
próximos a matéria palpável.
ENERGIAS: São as emanações não materiais,
no campo vibratório, derivadas de atividades
do pensamento ou de
fenômenos vibratórios inerentes a
estrutura da matéria e suas
propriedades (Ex: Luz Solar, Pensamentos, etc.).
A Física moderna já chegou à
conclusão de que tudo aquilo que
existe no universo inclusive o homem
é feito de uma mesma e ainda
substância, a ENERGIA, que se
manifesta de infinitas maneiras, com
níveis de condensação.
Em toda emoção, em todo
sentimento afetivo, impulso de
amor, ódio, prazer, etc, existe um
elemento apetitivo, ou aspecto
energético. Não existem idéias
isoladas, representações puras.
Toda idéia contém em si uma
força, ou seja possui total
realidade a concepção idéia-força.
É muito difícil poder medir e estabelecer
comparações com o plano da energética
humana, porque os níveis energéticos são
muito mais sutis do que os que se
encontram nas experiências de
laboratório com aparatos físicos
puramente mecânicos ou eletrônicos.
É preciso ficar claro, é que assim como
existe energia em todas as ordens do plano
físico, também no plano humano existem
todas essas modalidades de energias, e
ainda muitas outras mais, e sempre no
mesmo incessante jogo de ações e reações.
Todo ser humano, por meio dos órgãos de seu corpo
sutil, mantém permanente relacionamento com os
campos energéticos naturais ou gerados. Através de
nossos chakras absorvemos energias das plantas,
dos minerais, da água, do ar e de muitas outras
fontes; essa energia absorvida é metabolizada e, em
alguns casos sutilizada para níveis mais altos. Esse
processo é fundamental não apenas para a
manutenção da vida, mas também para a evolução
do indivíduo a planos mais elevados de consciência.
Equilibrio
Energético
Depressão
Profunda
Dependente
Químico
Pessoa com
Problemas
Petála de Flor
Coronário
Frontal
Laríngeo
Cardíaco
Bloqueios
Energéticos, um
sério perigo para
o corpo sutil.
Pensamentos, ações, emoções são fatores que geram
energias particulares. Tais energias podem impregnar
o ambiente em que se vive, exercendo influência
positiva ou negativa sobre a própria pessoa que os
gerou e também sobre os outros seres presentes ao
recinto. Dependendo da qualidade das energias
ambientais, surgem os chamados bloqueios, perigosas
situações energéticas que chegam a comprometer a
saúde e o equilíbrio físico psíquico e mental.
IDÉIAS PRINCIPAIS
"Ideoplastia (Do Grego Ideo+Plasto+Ia= Modelagem Da
Matéria Pelo Pensamento (...)”).
"(...) Criando Imagens Fluídicas, O Pensamento se
reflete no envoltório Perispirítico, como num espelho;
toma nele corpo e aí de certo modo se fotografa.
Tenha um Homem, por exemplo, a Idéia de matar a
outro: Embora o corpo material se lhe conserve
impassível, seu corpo Fluídico é posto em Ação Pelo
Pensamento e reproduz todos os matizes deste
último; executa fluidicamente o gesto, o ato que
intentou praticar. O Pensamento cria a imagem da
vítima e a cena inteira é pintada, como num quadro, tal
qual se lhe desenrola no Espírito. (...)”.
Absorção Acelerada
de Fluidos e Energias
Concentração, “Focagem”
Vontade, Pensamento
Transferência Energética
Metabolização Acelerada
no Perispírito
Segundo ensina André Luiz, ao abordar a
ideoplastia, "(...) o pensamento pode
materializar-se, criando formas que muitas
vezes revestem de longa duração, conforme a
persistência da onda em que se expressam.
(...)”.
As materializações constituem outro exemplo
de plasmagem realizada pelos Espíritos, nas
sessões de efeitos físicos, com a utilização de
elementos plásticos exteriorizados pelos
médiuns e pelos outros participantes dessas
reuniões; componentes fluído-plásticos da
Natureza.
"(...) Por análogo efeito, o pensamento do Espírito
cria fluidicamente os objetos que ele esteja habituado a
usar. (...)" Isto não se restringe a objetos de uso pessoal,
como é o caso do cachimbo, óculos, bengala, faca,
chapéu, etc. Mas se estende a coisas como casas,
prédios, jardins móveis, veículos, alimentos,
instrumento de toda ordem. Alguns têm existência
tão fluídica quanto a duração do pensamento;
mas outros persistem longamente, como já citado.
Livro A Gênese – Pág: 240 – Criações Fluídicas.
No plano dos Espíritos, suas criações fluídicas são
tão reais que assumem, para eles, o mesmo
aspecto que as coisas materiais para os encarnados.
4. O principio vital reside em alguns dos
corpos que conhecemos? LE 66
R. Ele tem por fonte o fluido universal. É o que
chamais fluido magnético, ou fluido elétrico
animalizado. É o intermediário, o elo existente
entre o Espírito e a matéria.
5. Que é feito da matéria e do princípio vital
dos seres orgânicos, quando estes morrem?
LE 70
R. A matéria inerte se decompõe e vai
formar novos organismos. O princípio vital
volta à massa donde saiu.
Principio vital
Não deixem de lerNão deixem de ler
os livros daos livros da
CODIFICAÇÃOCODIFICAÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!
Leonardo Pereira
 
Magnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - EspiritísmoMagnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - Espiritísmo
Luan Góes Rocha de Lima
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
igmateus
 
Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1
Denise Aguiar
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
Harleyde Santos
 
Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
Bruno Cechinel Filho
 
apresentação do Magnetismo espirita natal
apresentação do Magnetismo espirita  natalapresentação do Magnetismo espirita  natal
apresentação do Magnetismo espirita natal
Wagner Marques
 
Os trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaOs trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última hora
Isnande Mota Barros
 
Fluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico UniversalFluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico Universal
Marcelo Gomez Brito Junior
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Denise Aguiar
 
Progresso intelectual e moral
Progresso intelectual e moralProgresso intelectual e moral
Progresso intelectual e moral
Joenilton Oliveira
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
Louis Oliver
 
Avareza
AvarezaAvareza
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Cynthia Castro
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
paikachambi
 
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da almaPrimeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
CeiClarencio
 
Roteiro 5 retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5    retorno à vida corporal - infânciaRoteiro 5    retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5 retorno à vida corporal - infância
Bruno Cechinel Filho
 
1.3 da criacao
1.3   da criacao1.3   da criacao
1.3 da criacao
Marta Gomes
 
Aula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espiritaAula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espirita
Carlos Alberto Freire De Souza
 

Mais procurados (20)

Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!Criação e evolução a luz do espiritismo!
Criação e evolução a luz do espiritismo!
 
Magnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - EspiritísmoMagnetismo - Espiritísmo
Magnetismo - Espiritísmo
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
 
Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1Origem e natureza do Espirito parte 1
Origem e natureza do Espirito parte 1
 
AULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalhoAULA- Lei do trabalho
AULA- Lei do trabalho
 
Roteiro 4 os reinos da natureza
Roteiro 4   os reinos da naturezaRoteiro 4   os reinos da natureza
Roteiro 4 os reinos da natureza
 
apresentação do Magnetismo espirita natal
apresentação do Magnetismo espirita  natalapresentação do Magnetismo espirita  natal
apresentação do Magnetismo espirita natal
 
Os trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última horaOs trabalhadores da última hora
Os trabalhadores da última hora
 
Fluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico UniversalFluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico Universal
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
 
Progresso intelectual e moral
Progresso intelectual e moralProgresso intelectual e moral
Progresso intelectual e moral
 
Sintonia e vibração
Sintonia e vibraçãoSintonia e vibração
Sintonia e vibração
 
Avareza
AvarezaAvareza
Avareza
 
Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.Perispirito: formação, propriedades e funções.
Perispirito: formação, propriedades e funções.
 
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
Evolução Em Dois Mundos - Debate - Capítulos I ao XV - 24072017
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
 
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da almaPrimeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
Primeiro Módulo - Aula 15 - Emancipação da alma
 
Roteiro 5 retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5    retorno à vida corporal - infânciaRoteiro 5    retorno à vida corporal - infância
Roteiro 5 retorno à vida corporal - infância
 
1.3 da criacao
1.3   da criacao1.3   da criacao
1.3 da criacao
 
Aula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espiritaAula sobre o passe espirita
Aula sobre o passe espirita
 

Destaque

Primeiro Módulo - Aula 5 - Principio vital
Primeiro Módulo - Aula 5 - Principio vitalPrimeiro Módulo - Aula 5 - Principio vital
Primeiro Módulo - Aula 5 - Principio vital
CeiClarencio
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
contatodoutrina2013
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
Ceile Bernardo
 
Principio vital
Principio vitalPrincipio vital
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Fernando Pinto
 
Aula 7 de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instinto
Aula 7   de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instintoAula 7   de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instinto
Aula 7 de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instinto
Fatoze
 
Seres orgânicos e inorgânicos
Seres orgânicos e inorgânicosSeres orgânicos e inorgânicos
Seres orgânicos e inorgânicos
Ana Cristina Freitas
 
Principio vital
Principio vitalPrincipio vital
Principio vital
Angelo Baptista
 
Fluido vital
Fluido vital Fluido vital
Seres orgânicos e inorgânicos aula grupo - 08 de julho 2012
Seres orgânicos e inorgânicos   aula grupo - 08 de julho 2012Seres orgânicos e inorgânicos   aula grupo - 08 de julho 2012
Seres orgânicos e inorgânicos aula grupo - 08 de julho 2012
Ana Cristina Freitas
 
Instinto e inteligência
Instinto e inteligênciaInstinto e inteligência
Instinto e inteligência
Shantappa Jewur
 
Desencarnação fluido vital e perispírito
Desencarnação    fluido vital e perispíritoDesencarnação    fluido vital e perispírito
Desencarnação fluido vital e perispírito
Jorge Vaz
 
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Fernando A. O. Pinto
 
Fluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico UniversalFluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico Universal
Marcos Bueno Sander
 
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Núcleo de Promoção Humana Vinha de Luz
 
Mar Morto Mar Da Galileia
Mar Morto Mar Da GalileiaMar Morto Mar Da Galileia
Mar Morto Mar Da Galileia
receiving
 
Escola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de Jairo
Escola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de JairoEscola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de Jairo
Escola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de Jairo
Escola Bíblica Dominical - Betel
 
O caminho de jairo
O caminho de jairoO caminho de jairo
O caminho de jairo
Dagmar Wendt
 
Portas(2)
Portas(2)Portas(2)
Perispirito ppt
Perispirito   pptPerispirito   ppt
Perispirito ppt
Solange Sol Oliveira
 

Destaque (20)

Primeiro Módulo - Aula 5 - Principio vital
Primeiro Módulo - Aula 5 - Principio vitalPrimeiro Módulo - Aula 5 - Principio vital
Primeiro Módulo - Aula 5 - Principio vital
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
 
Principio vital
Principio vitalPrincipio vital
Principio vital
 
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
 
Aula 7 de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instinto
Aula 7   de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instintoAula 7   de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instinto
Aula 7 de seres orgânicos e inorgânicos até inteligência e instinto
 
Seres orgânicos e inorgânicos
Seres orgânicos e inorgânicosSeres orgânicos e inorgânicos
Seres orgânicos e inorgânicos
 
Principio vital
Principio vitalPrincipio vital
Principio vital
 
Fluido vital
Fluido vital Fluido vital
Fluido vital
 
Seres orgânicos e inorgânicos aula grupo - 08 de julho 2012
Seres orgânicos e inorgânicos   aula grupo - 08 de julho 2012Seres orgânicos e inorgânicos   aula grupo - 08 de julho 2012
Seres orgânicos e inorgânicos aula grupo - 08 de julho 2012
 
Instinto e inteligência
Instinto e inteligênciaInstinto e inteligência
Instinto e inteligência
 
Desencarnação fluido vital e perispírito
Desencarnação    fluido vital e perispíritoDesencarnação    fluido vital e perispírito
Desencarnação fluido vital e perispírito
 
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
Genese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontâneaGenese cap 10 parte 2  de 3 princípilo vital   geração espontânea
Genese cap 10 parte 2 de 3 princípilo vital geração espontânea
 
Fluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico UniversalFluido Cósmico Universal
Fluido Cósmico Universal
 
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
Natureza, propriedades e qualidades dos fluidos: ESDE, programa complementar,...
 
Mar Morto Mar Da Galileia
Mar Morto Mar Da GalileiaMar Morto Mar Da Galileia
Mar Morto Mar Da Galileia
 
Escola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de Jairo
Escola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de JairoEscola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de Jairo
Escola Dominical/Lição 4 - O milagre da filha de Jairo
 
O caminho de jairo
O caminho de jairoO caminho de jairo
O caminho de jairo
 
Portas(2)
Portas(2)Portas(2)
Portas(2)
 
Perispirito ppt
Perispirito   pptPerispirito   ppt
Perispirito ppt
 

Semelhante a Principio vital

Perispírito e suas propriedades
Perispírito e suas propriedades Perispírito e suas propriedades
Perispirito
PerispiritoPerispirito
Perispirito
john2011
 
Perispirito1
Perispirito1Perispirito1
Perispirito1
lucianodudu
 
Perispírito - Aula1
Perispírito - Aula1Perispírito - Aula1
Perispírito - Aula1
SimoneGAP
 
O Perispirito
O PerispiritoO Perispirito
O Perispirito
Ceile Bernardo
 
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreiçãoGenese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Fernando A. O. Pinto
 
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreiçãoGenese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Fernando Pinto
 
Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel
Ceile Bernardo
 
O Perispírito
O PerispíritoO Perispírito
O Perispírito
hamletcrs
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
Leonardo Pereira
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Leonardo Pereira
 
Aula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De Rosa
Aula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De RosaAula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De Rosa
Aula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
Terceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivados
Terceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivadosTerceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivados
Terceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivados
CeiClarencio
 
Fluidos e perispírito
Fluidos e perispíritoFluidos e perispírito
Fluidos e perispírito
Marillac Nogueira
 
Fluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_cFluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_c
carlos freire
 
Perispírito e magnetismo
Perispírito e magnetismoPerispírito e magnetismo
Perispírito e magnetismo
Dalila Melo
 
Espirito materia perispirito
Espirito materia perispiritoEspirito materia perispirito
Espirito materia perispirito
Marcel Jefferson Gonçalves
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
O perispirito
O perispirito O perispirito
O perispirito
FabianoSelbakdosSant
 

Semelhante a Principio vital (20)

Perispírito e suas propriedades
Perispírito e suas propriedades Perispírito e suas propriedades
Perispírito e suas propriedades
 
Perispirito
PerispiritoPerispirito
Perispirito
 
Perispirito1
Perispirito1Perispirito1
Perispirito1
 
Perispírito - Aula1
Perispírito - Aula1Perispírito - Aula1
Perispírito - Aula1
 
O Perispirito
O PerispiritoO Perispirito
O Perispirito
 
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreiçãoGenese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
 
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreiçãoGenese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
Genese cap 14 aula 3 de 4 curas ressurreição
 
Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel Laboratorio do mundo invisivel
Laboratorio do mundo invisivel
 
O Perispírito
O PerispíritoO Perispírito
O Perispírito
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
 
Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05Espiritismo e mediunidade 05
Espiritismo e mediunidade 05
 
Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade Estudo Sistematizado da Mediunidade
Estudo Sistematizado da Mediunidade
 
Aula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De Rosa
Aula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De RosaAula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De Rosa
Aula - Fluido Cósmico Universal - Rosana De Rosa
 
Terceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivados
Terceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivadosTerceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivados
Terceiro Módulo - 11ª aula - O fluido cósmico (ou universal) e seus derivados
 
Fluidos e perispírito
Fluidos e perispíritoFluidos e perispírito
Fluidos e perispírito
 
Fluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_cFluidos e perispirito-rosana_c
Fluidos e perispirito-rosana_c
 
Perispírito e magnetismo
Perispírito e magnetismoPerispírito e magnetismo
Perispírito e magnetismo
 
Espirito materia perispirito
Espirito materia perispiritoEspirito materia perispirito
Espirito materia perispirito
 
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia( Espiritismo)   # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
( Espiritismo) # - amag ramgis - da acao dos espiritos sobre a materia
 
O perispirito
O perispirito O perispirito
O perispirito
 

Mais de Euzebio Raimundo da Silva

Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Euzebio Raimundo da Silva
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
Euzebio Raimundo da Silva
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
Euzebio Raimundo da Silva
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
Euzebio Raimundo da Silva
 
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Euzebio Raimundo da Silva
 
Lei de adoração palestra 2015
Lei de adoração palestra 2015Lei de adoração palestra 2015
Lei de adoração palestra 2015
Euzebio Raimundo da Silva
 
Sensações dos espíritos a busca da cura de suas dores morais
Sensações dos espíritos a busca da cura de suas dores moraisSensações dos espíritos a busca da cura de suas dores morais
Sensações dos espíritos a busca da cura de suas dores morais
Euzebio Raimundo da Silva
 
A palavra instrumento espiritual
A palavra instrumento espiritualA palavra instrumento espiritual
A palavra instrumento espiritual
Euzebio Raimundo da Silva
 
Paulo de tarso
Paulo de tarsoPaulo de tarso
Paulo de tarso
Paulo de tarsoPaulo de tarso
Metodologia do trabalho
Metodologia do trabalhoMetodologia do trabalho
Metodologia do trabalho
Euzebio Raimundo da Silva
 
Transição provas e expiações para regeneração (1)
Transição   provas e expiações para regeneração (1)Transição   provas e expiações para regeneração (1)
Transição provas e expiações para regeneração (1)
Euzebio Raimundo da Silva
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Euzebio baixa grande
Euzebio baixa grandeEuzebio baixa grande
Euzebio baixa grande
Euzebio Raimundo da Silva
 
Amanhecer cobem
Amanhecer cobemAmanhecer cobem
Amanhecer cobem
Euzebio Raimundo da Silva
 
Artigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celiaArtigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celia
Euzebio Raimundo da Silva
 
Texto 3 currículo tecnologia e cultura digital
Texto 3   currículo tecnologia e cultura digitalTexto 3   currículo tecnologia e cultura digital
Texto 3 currículo tecnologia e cultura digital
Euzebio Raimundo da Silva
 
Teto de Currículo.
Teto de Currículo.Teto de Currículo.
Teto de Currículo.
Euzebio Raimundo da Silva
 
A formacao-profissionais-para-eja
A formacao-profissionais-para-ejaA formacao-profissionais-para-eja
A formacao-profissionais-para-eja
Euzebio Raimundo da Silva
 
Artigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celiaArtigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celia
Euzebio Raimundo da Silva
 

Mais de Euzebio Raimundo da Silva (20)

Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
Influência dos espíritos em nossas vidas berimbau 2017
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
 
0 pais relações
0 pais relações0 pais relações
0 pais relações
 
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
Palestra lei de justiça, amor e caridade 2015
 
Lei de adoração palestra 2015
Lei de adoração palestra 2015Lei de adoração palestra 2015
Lei de adoração palestra 2015
 
Sensações dos espíritos a busca da cura de suas dores morais
Sensações dos espíritos a busca da cura de suas dores moraisSensações dos espíritos a busca da cura de suas dores morais
Sensações dos espíritos a busca da cura de suas dores morais
 
A palavra instrumento espiritual
A palavra instrumento espiritualA palavra instrumento espiritual
A palavra instrumento espiritual
 
Paulo de tarso
Paulo de tarsoPaulo de tarso
Paulo de tarso
 
Paulo de tarso
Paulo de tarsoPaulo de tarso
Paulo de tarso
 
Metodologia do trabalho
Metodologia do trabalhoMetodologia do trabalho
Metodologia do trabalho
 
Transição provas e expiações para regeneração (1)
Transição   provas e expiações para regeneração (1)Transição   provas e expiações para regeneração (1)
Transição provas e expiações para regeneração (1)
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Curriculo
 
Euzebio baixa grande
Euzebio baixa grandeEuzebio baixa grande
Euzebio baixa grande
 
Amanhecer cobem
Amanhecer cobemAmanhecer cobem
Amanhecer cobem
 
Artigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celiaArtigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celia
 
Texto 3 currículo tecnologia e cultura digital
Texto 3   currículo tecnologia e cultura digitalTexto 3   currículo tecnologia e cultura digital
Texto 3 currículo tecnologia e cultura digital
 
Teto de Currículo.
Teto de Currículo.Teto de Currículo.
Teto de Currículo.
 
A formacao-profissionais-para-eja
A formacao-profissionais-para-ejaA formacao-profissionais-para-eja
A formacao-profissionais-para-eja
 
Artigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celiaArtigo lucin-ana-celia
Artigo lucin-ana-celia
 

Último

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 

Último (14)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 

Principio vital

  • 2.  Universo: É formado de três elementos básicos, Deus, Espírito e Matéria.  Homem: Constituído também de três elementos, Espírito, Períspirito e Corpo Físico.  Alma: Pode ser compreendida em três partes. Ela mesma que é Espírito, pensamento e fluídos ou energia. Considere sempre a Alma e Espírito uma única coisa. Em Espiritismo se costuma chamar Alma ao Espírito encarnado. Os planetas e tudo o que neles existe de material tem sua origem no mesmo principio cósmico universal, não há o vazio absoluto; onde quer que exista um espaço desocupado, há ali energias em estado físico não visível aos olhos humanos. O resultado disso é que os Fluídos se espalham pelo universo e aí ficam como matéria-prima para os seres inteligentes, para toda e qualquer construção.
  • 3. Não há o vazio absoluto; onde quer que exista um espaço desocupado, há ali energias em estado físico não visível aos olhos humanos.
  • 4. ESPÍRITOESPÍRITO PERISPÍRITOPERISPÍRITO PRINCÍPIOPRINCÍPIO VITALVITAL CORPOCORPO FÍSICOFÍSICO O Principio Vital tem por fonte o fluido universal. É o que chamais fluido magnético, ou fluido elétrico animalizado. É o intermediário, o elo existente entre o Espírito e a matéria. ( LE PERG. 65) Qual é a causa da animalização da matéria? ( LE PERG. 62) R: Sua união com o princípio vital.
  • 5. O princípio vital é o mesmo para todos os seres orgânicos? Perg. 66 LE. Sim, modificado conforme as espécies. É o que lhes dá movimento e atividade e os distingue da matéria inerte, uma vez que o movimento da matéria não é a vida. A matéria recebe esse movimento, não o dá. A Química, que decompõe e recompõe a maior parte dos corpos inorgânicos, tem conseguido decompor os corpos orgânicos; porém jamais conseguiu reconstituir uma simples folha morta; isso nos traz uma prova de que nos compostos há alguma coisa que não existe nos inorgânicos. Livro A Gênese – Pág. 166 – Principio Vital.
  • 6. O Perispírito pertence simultaneamente ao plano espiritual e ao plano material.
  • 7. O perispírito é formado pela metabolização do Fluido Cósmico Universal, das energias, vibrações e outros fluidos presentes no ambiente em que se encontre o Espírito. O perispírito é tão eterizado que a alma não poderia atuar sobre a matéria sem o concurso de uma força, a que se conveio em chamar fluido vital
  • 8. Para movimentar um objeto, por exemplo, o Espírito “satura”esse objeto com as energias e elementos combinados de seu Perispírito com o Perispírito do médium e do Fluido Cósmico Universal, e pela ação da vontade, modifica as propriedades da matéria do objeto, permitindo assim que a sua vontade desloque esse objeto. Fluido Universal – 1. Plasma divino, hausto do Criador, elemento primordial em que vibram e vivem constelações e sóis, mundos e seres. 2. É o princípio material universo, do qual se derivam todas as coisas materiais mediante alterações e combinações ainda insondáveis. 3. As matérias derivadas do fluido universal apresentam-se nos estados sólido, líquido, gasoso e no estado fluídico propriamente dito, também chamado de fluido espiritual, tanto que, enquanto os três primeiros podem ser manipulados pela mão do homem, o último é sensível ao poder do pensamento e da vontade dos Espíritos.
  • 9. FLUIDOS: Denomina-se fluidos as emanações energéticas trabalhadas em um processo orgânico ou perispiritual. São energias, que recebem essa denominação especial, como por exemplo o “fluido vital”, que também poderia ser denominado “energia vital”. São mais próximos a matéria palpável. ENERGIAS: São as emanações não materiais, no campo vibratório, derivadas de atividades do pensamento ou de fenômenos vibratórios inerentes a estrutura da matéria e suas propriedades (Ex: Luz Solar, Pensamentos, etc.).
  • 10. A Física moderna já chegou à conclusão de que tudo aquilo que existe no universo inclusive o homem é feito de uma mesma e ainda substância, a ENERGIA, que se manifesta de infinitas maneiras, com níveis de condensação.
  • 11. Em toda emoção, em todo sentimento afetivo, impulso de amor, ódio, prazer, etc, existe um elemento apetitivo, ou aspecto energético. Não existem idéias isoladas, representações puras. Toda idéia contém em si uma força, ou seja possui total realidade a concepção idéia-força.
  • 12. É muito difícil poder medir e estabelecer comparações com o plano da energética humana, porque os níveis energéticos são muito mais sutis do que os que se encontram nas experiências de laboratório com aparatos físicos puramente mecânicos ou eletrônicos.
  • 13. É preciso ficar claro, é que assim como existe energia em todas as ordens do plano físico, também no plano humano existem todas essas modalidades de energias, e ainda muitas outras mais, e sempre no mesmo incessante jogo de ações e reações.
  • 14. Todo ser humano, por meio dos órgãos de seu corpo sutil, mantém permanente relacionamento com os campos energéticos naturais ou gerados. Através de nossos chakras absorvemos energias das plantas, dos minerais, da água, do ar e de muitas outras fontes; essa energia absorvida é metabolizada e, em alguns casos sutilizada para níveis mais altos. Esse processo é fundamental não apenas para a manutenção da vida, mas também para a evolução do indivíduo a planos mais elevados de consciência.
  • 20. Pensamentos, ações, emoções são fatores que geram energias particulares. Tais energias podem impregnar o ambiente em que se vive, exercendo influência positiva ou negativa sobre a própria pessoa que os gerou e também sobre os outros seres presentes ao recinto. Dependendo da qualidade das energias ambientais, surgem os chamados bloqueios, perigosas situações energéticas que chegam a comprometer a saúde e o equilíbrio físico psíquico e mental.
  • 21. IDÉIAS PRINCIPAIS "Ideoplastia (Do Grego Ideo+Plasto+Ia= Modelagem Da Matéria Pelo Pensamento (...)”). "(...) Criando Imagens Fluídicas, O Pensamento se reflete no envoltório Perispirítico, como num espelho; toma nele corpo e aí de certo modo se fotografa. Tenha um Homem, por exemplo, a Idéia de matar a outro: Embora o corpo material se lhe conserve impassível, seu corpo Fluídico é posto em Ação Pelo Pensamento e reproduz todos os matizes deste último; executa fluidicamente o gesto, o ato que intentou praticar. O Pensamento cria a imagem da vítima e a cena inteira é pintada, como num quadro, tal qual se lhe desenrola no Espírito. (...)”.
  • 22. Absorção Acelerada de Fluidos e Energias Concentração, “Focagem” Vontade, Pensamento Transferência Energética Metabolização Acelerada no Perispírito
  • 23. Segundo ensina André Luiz, ao abordar a ideoplastia, "(...) o pensamento pode materializar-se, criando formas que muitas vezes revestem de longa duração, conforme a persistência da onda em que se expressam. (...)”. As materializações constituem outro exemplo de plasmagem realizada pelos Espíritos, nas sessões de efeitos físicos, com a utilização de elementos plásticos exteriorizados pelos médiuns e pelos outros participantes dessas reuniões; componentes fluído-plásticos da Natureza.
  • 24. "(...) Por análogo efeito, o pensamento do Espírito cria fluidicamente os objetos que ele esteja habituado a usar. (...)" Isto não se restringe a objetos de uso pessoal, como é o caso do cachimbo, óculos, bengala, faca, chapéu, etc. Mas se estende a coisas como casas, prédios, jardins móveis, veículos, alimentos, instrumento de toda ordem. Alguns têm existência tão fluídica quanto a duração do pensamento; mas outros persistem longamente, como já citado. Livro A Gênese – Pág: 240 – Criações Fluídicas. No plano dos Espíritos, suas criações fluídicas são tão reais que assumem, para eles, o mesmo aspecto que as coisas materiais para os encarnados.
  • 25. 4. O principio vital reside em alguns dos corpos que conhecemos? LE 66 R. Ele tem por fonte o fluido universal. É o que chamais fluido magnético, ou fluido elétrico animalizado. É o intermediário, o elo existente entre o Espírito e a matéria. 5. Que é feito da matéria e do princípio vital dos seres orgânicos, quando estes morrem? LE 70 R. A matéria inerte se decompõe e vai formar novos organismos. O princípio vital volta à massa donde saiu.
  • 27. Não deixem de lerNão deixem de ler os livros daos livros da CODIFICAÇÃOCODIFICAÇÃO